Fevereiro | 2012                   Déficit dobrou no primeiro bimestre do ano: na comparação com os                   dois...
RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA                       Evolução da Balança Comercial Brasil-China (US$ bilhõe...
RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA                                        Exportações - Principais Produtos (US...
RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA                                       Importações - Principais Produtos (US$...
RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA                   Participação da China nas Importações Brasileiras de Manuf...
EQUIPE TÉCNICAFederação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESPDepartamento de Relações Internacionais e Comércio Ex...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Raio- X das Relações Bilaterais Brasil- China ( Fevereiro 2012)

1.239 visualizações

Publicada em

Levantamento mensal das trocas comerciais entre Brasil- China. Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio- X das Relações Bilaterais Brasil- China ( Fevereiro 2012)

  1. 1. Fevereiro | 2012 Déficit dobrou no primeiro bimestre do ano: na comparação com os dois primeiros meses de 2011, o déficit comercial com a China cresceu 113%, saindo de US$ 700 milhões para US$ 1,6 bilhão. O crescimento de 18% das importações, aliado à expansão de apenas 0,3% das exportações, foi responsável pelo aprofundamento do déficit no período. Desempenho das exportações aprofunda déficit no acumulado de janeiro a fevereiro de 2012: desde 2006, a balança comercial brasileira apresenta saldo negativo com a China nos dois primeiros meses do ano. Grande parte desse déficit é explicado pela redução das exportações de produtos cujo movimento é sazonal. Um exemplo deste movimento são as vendas de soja, que representam entre 25% e 30% do total das exportações, sendo mais expressivas a partir de março ou abril. Redução nas vendas de minério de ferro: as vendas do principal item da pauta, que representa aproximadamente metade das exportações para a China, recuaram 19% (valor) no início do ano. Além disso, o volume exportado desta commoditie apresentou queda de 4%. Maior participação de produtos manufaturados: a participação das manufaturas nas importações totais provenientes da China aumentou em 1,0 p.p. na comparação com o primeiro bimestre de 2011, atingindo 97,7% este ano. No acumulado de janeiro a fevereiro de 2012, as importações cresceram 19%, totalizando US$ 5,4 bilhões. Importações de celulares de alta tecnologia: no acumulado de janeiro a fevereiro de 2012, 82,8% das importações de aparelhos celulares foram de origem chinesa, sendo que há um ano essa participação era 49,7%. Vale ressaltar que as compras de celulares de alta tecnologia elevam os preços médios de importação deste setor, que são três vezes maiores na China do que no resto do mundo.
  2. 2. RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA Evolução da Balança Comercial Brasil-China (US$ bilhões) 4,7 4,4 4,6 4,5 3,9 4,3 3,6 3,5 3,7 3,2 3,3 3,2 3,1 2,9 2,9 2,6 2,9 2,6 2,5 2,7 2,6 2,22,4 2,2 2,2 1,8 2,0 1,7 1,7 1,4 1,4 1,3 1,0 0,7 0,6 0,4 -0,2 -0,5 -1,1 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11 jan/12 fev/12 Exportações Importações Saldo Evolução da Balança Comercial de Manufaturados Brasil-China (US$ bilhões) 2,8 3,2 3,1 2,8 3,0 2,4 2,5 2,6 2,5 2,8 2,7 2,3 2,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,2 0,2 0,3 0,3 0,2 0,2 0,2 0,1 0,2 -2,2 -2,3 -2,0 -2,3 -2,5 -2,4 -2,7 -2,6 -2,8 -2,7 -2,5 -2,9 -2,8 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11 jan/12 fev/12 Exportação Importação Saldo Composição da Pauta (Janeiro a Fevereiro 2012) Exportações Importações US$ 0,5 bi US$ 3,2 bi 11,4% US$ 5,4 bi US$ 0,12 bi 79,9% US$ 0,3 bi 97,7% 2,1% 8,5% US$ 0,01 bi 0,2% Básicos Semimanufaturados ManufaturadosFonte: AliceWeb/MDIC 01
  3. 3. RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA Exportações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Fev Jan a Fev Variação Part.* 2012 2011 Valor PesoTotal 100% 3.986 3.973 0,3% -0,3% Básicos 79,9% 3.186 3.328 -4% -1% Minérios de ferro e seus concentrados 49,4% 1.968 2.435 -19% -4% Soja, mesmo triturada 16,2% 644 53 ** ** Óleos brutos de petróleo 10,1% 404 713 -43% -53% Carne de frango 1,8% 71 50 41% 48% Algodão (em bruto) 1,3% 51 1 ** ** Outros 1,2% 48 76 -37% -36% Semimanufaturados 11,4% 456 428 7% 25% Celulose 5,9% 237 210 13% 29% Ferro-ligas 1,7% 66 83 -21% -10% Couros e peles depilados 1,6% 66 61 7% -12% Óleo de soja bruto 1,0% 41 27 53% 51% Catodos de cobre 0,5% 21 7 189% 250% Outros 0,6% 25 39 -35% 10% Manufaturados 8,5% 339 215 58% 106% Aviões 2,4% 96 32 196% 197% Polímeros plásticos 1,4% 54 26 109% 122% Papel e cartão para impressão 0,4% 15 18 -16% -23% Suco de laranja congelado 0,3% 12 24 -49% -59% Óxidos e hidróxidos de alumínio 0,3% 12 0 - - Centrifugadores e aparelhos para filtrar 0,3% 12 0,1 ** ** Partes e peças para veículos 0,3% 12 4 194% 295% Alcool etílico 0,2% 9 0 - - Alcoois acíclicos e derivados 0,2% 9 1 ** ** Compostos de funções nitrogenadas 0,2% 7 0,0 ** ** Bombas e compressores 0,2% 7 9 -23% -41% Partes de motores para automóveis 0,2% 6 6 16% 111% Medicamentos para medicina humana 0,2% 6 2 237% 367% Rolamentos e engrenagens 0,2% 6 6 -2% -6% Máq. e apar. para trat. de pedras e subst. mineral 0,1% 4 2 109% 230% Outros 1,8% 70 84 -17% 73%* Participação sobre o total exportado no periodo de janeiro a fevereiro de 2012Fonte: AliceWeb/MDIC **Variação superior a 1000% 02
  4. 4. RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA Importações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Jan a Variação Fev Fev Part.* 2012 2011 Valor PesoTotal 100% 5.578 4.720 18% -4% Básicos 2,1% 116 144 -19% -46% Filés de merluza congelados 0,6% 32 2 ** ** Coques e semicoques de hulha 0,4% 24 67 -65% -63% Filés de peixes congelados, exceto de merluza 0,2% 9 23 -61% -64% Tripas de animais 0,1% 8 6 44% 43% Produtos hortícolas secos 0,1% 5 8 -32% -6% Outros 0,7% 38 38 1% -9% Semimanufaturados 0,2% 14 11 25% 20% Ferro-ligas 0,0% 2 2 2% 4% Manganês bruto 0,0% 2 1 73% 81% Borracha sintética e borracha artificial 0,0% 1 0,5 132% 84% Pastas de linteres de algodão 0,0% 1 0,3 177% 217% Sucos e extratos vegetais 0,0% 1 1 -20% 14% Outros 0,1% 7 6 16% 3% Manufaturados 97,7% 5.448 4.566 19% 1% Partes de aparelhos transmissores ou receptores 5,0% 278 205 36% 36% Máquinas automáticas para proc. de dados 3,4% 189 174 9% -2% Partes de máquinas para processamento de dados 3,3% 184 150 23% -18% Laminados planos de ferro ou aços 2,6% 148 83 78% 59% Motores, geradores e transformadores elétricos 2,6% 146 119 23% 12% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 2,6% 145 118 23% -8% Aparelhos de telefonia celular 2,3% 128 51 151% -15% Circuitos integrados 2,1% 118 119 -1% 3% Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 1,9% 108 85 26% 5% Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 1,9% 105 78 35% 23% Aparelhos transmissores ou receptores 1,6% 89 84 5% -2% Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 1,6% 88 69 27% 10% Tubos de ferro fundido ou aço 1,4% 80 30 167% 165% Bombas e compressores 1,4% 77 73 5% -9% Tecidos de malha 1,4% 77 87 -12% -16% Outros 62,5% 3.489 3.041 15% -7%* Participação sobre o total exportado no periodo de janeiro a fevereiro de 2012Fonte: AliceWeb/MDIC **Variação superior a 1000% 03
  5. 5. RAIO-X DAS RELAÇÕES BILATERAIS BRASIL - CHINA Participação da China nas Importações Brasileiras de Manufaturados US$ milhões Participação Principais Produtos Manufaturados Jan a Fev Jan a Fev Jan a Fev Jan a Fev ∆ 2012 2011 2012 2011 Partes de aparelhos transmissores ou receptores 278 205 52,4% 43,2% ▲ Máquinas automáticas para proc. de dados 189 174 51,1% 52,7% ▼ Partes de máquinas para processamento de dados 184 150 53,2% 56,1% ▼ Laminados planos de ferro ou aços 148 83 35,3% 23,1% ▲ Motores, geradores e transformadores elétricos 146 119 29,0% 34,7% ▼ Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 145 118 49,9% 49,1% ▲ Aparelhos de telefonia celular 128 51 82,8% 49,7% ▲ Circuitos integrados 118 119 18,7% 18,4% ▲ Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 108 85 27,1% 23,6% ▲ Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 105 78 89,0% 87,8% ▲ Aparelhos transmissores ou receptores 89 84 44,2% 49,4% ▼ Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 88 69 73,1% 73,4% ▼ Tubos de ferro fundido ou aço 80 30 43,0% 25,7% ▲ Bombas e compressores 77 73 19,7% 21,5% ▼ Tecidos de malha 77 87 87,5% 91,2% ▼ Preço Médio das Importações Brasileiras de Manufaturados (Janeiro a Fevereiro de 2012) US$/Kg Diferença (China-Mundo) Principais Produtos Manufaturados Mundo China US$/Kg % Partes de aparelhos transmissores ou receptores 22,5 13,9 -8,6 -38% Máquinas automáticas para proc. de dados 122,0 48,6 -73,5 -60% Partes de máquinas para processamento de dados 141,8 39,8 -102,0 -72% Laminados planos de ferro ou aços 1,2 0,9 -0,3 -24% Motores, geradores e transformadores elétricos 18,9 7,4 -11,5 -61% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 297,2 141,0 -156,1 -53% Aparelhos de telefonia celular 96,4 308,7 212,3 220% Circuitos integrados 1.198,1 939,4 -258,7 -22% Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 16,5 8,4 -8,1 -49% Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 15,1 4,6 -10,4 -69% Aparelhos transmissores ou receptores 176,9 37,6 -139,3 -79% Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 4,3 4,8 0,5 11% Tubos de ferro fundido ou aço 5,6 1,6 -4,0 -71% Bombas e compressores 22,9 5,2 -17,8 -77% Tecidos de malha 7,6 4,8 -2,8 -36%Fonte: AliceWeb/MDIC 04
  6. 6. EQUIPE TÉCNICAFederação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESPDepartamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREXÁrea de Análise Econômica do Comércio ExteriorDiretor Titular: Roberto Giannetti da FonsecaGerente: Frederico Arana MeiraElaboração: Laura GonçalvesEndereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923.Telefone: (11) 3549-4627 Fax: (11) 3549-4730.

×