Outubro | 2011                 Superávit Comercial com a China em queda. O mês de outubro marcou o                 menor s...
Evolução da Balança Comercial Brasil-China (US$ bilhões)                                                                  ...
Exportações - Principais Produtos (US$ Milhões)                                                                           ...
Importações - Principais Produtos (US$ Milhões)                                                                           ...
Participação da China nas Importações Brasileiras de Manufaturados                                                        ...
Raio- X das Relações Bilaterais Brasil- China (Outubro 2011)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Raio- X das Relações Bilaterais Brasil- China (Outubro 2011)

555 visualizações

Publicada em

Levantamento mensal das trocas comerciais entre Brasil- China.
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Raio- X das Relações Bilaterais Brasil- China (Outubro 2011)

  1. 1. Outubro | 2011 Superávit Comercial com a China em queda. O mês de outubro marcou o menor superávit mensal de 2011(US$ 600 milhões), queda de 53% em relação ao mês anterior (US$ 1,3 bi). Entretanto, no acumulado de 2011, o saldo (US$ 10,1 bi) ainda se mantém muito positivo para o Brasil, 97% maior que no mesmo período de 2010 (US$ 5,1 bi). Esse saldo é reflexo de um crescimento das exportações (+43,5%) superior ao crescimento das importações (30,2+%). Superávit diminui com o encerramento do embarque do complexo soja. A queda do superávit com a China também pode ser explicado pela interrupção dos embarques de soja. As análises apontam que os meses de maior superávit (abril a setembro) coincidem com os períodos de embarque do produto. Em outubro de 2011, foram enviadas 717 mil toneladas do produto à China, 63% menos que no mês de setembro de 2011. Em relação à outubro de 2010 (213 mil toneladas), entretanto, a quantidade enviada triplicou. O preço médio do produto, 21,1% mais caro que outubro do ano passado, também favore o exportador brasileiro. Déficit em manufaturados se aprofunda. Enquanto o saldo comercial permanece superávitário graças aos produtos básicos, o déficit de manufaturas segue em declínio. No acumulado do ano de 2011, o déficit (US$ 24,5 bi) foi 28% maior que no mesmo período de 2010 (US$19,2 bi). Se mantido nas mesmas proporções, o déficit anual atingirá valor próximo ao previsto pela Fiesp no início do ano - US$ 31,7 bilhões. China consome mais açúcar brasileiro. As exportações brasileiras de açúcar bruto (semimanufaturado) e acúcar refinado (manufaturado) aumentaram consideravelmente em relação ao acumulado do ano passaso (janeiro- outubro). O crescimento do açúcar bruto foi maior no preço (131%) que no volume embarcado (64%). Já a demanda chinesa por açúcar refinado, foi dez vezes maior entre janeiro e outubro de 2011 (93 mil toneladas) que no mesmo período do ano passado (9 mil toneladas). A receita do produto, saiu de US$ 5,0 milhões para US$ 60 milhões. Preço médio do produto chinês é 49% mais barato que o resto do mundo. Entre janeiro e outurbro de 2011, o preço médio do produto importado da China foi 49% mais barato que os importados pelo resto do mundo. Alguns produtos, entretanto, apresentaram um diferencial de preços ainda maior. Foi o caso de máquinas automáticas para processamento de dados, com preço chinês 57% mais barato, aparelhos de ar condicionado (75%), bombas e compressores (77%) e aparelhos receptores ou transmissores que, comprado da China tem um preço 81% menor do que comprado no resto do mundo.
  2. 2. Evolução da Balança Comercial Brasil-China (US$ bilhões) 4,7 4,4 4,6 4,5 4,3 3,9 3,6 3,2 2,9 3,3 3,2 2,72,6 2,6 2,7 2,9 2,32,6 2,5 2,6 2,2 1,82,3 2,2 2,4 2,2 2,0 1,7 1,7 1,4 1,4 1,3 0,5 0,7 0,6 0,1 -0,2 -0,4 -0,6 out nov dez/10 jan fev mar abr mai jun jul ago set out Exportação Importação Saldo Evolução da Balança Comercial de Manufaturados Brasil-China (US$ bilhões) 2,8 3,2 3,1 2,8 2,5 2,6 2,3 2,3 2,4 2,5 2,6 2,1 2,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 0,1 0,1 0,2 0,2 0,3 0,3 0,2 -1,9 -2,1 -2,2 -2,3 -2,0 -2,4 -2,5 -2,5 -2,4 -2,7 -2,6 -2,9 -2,8 out nov dez/10 jan fev mar abr mai jun jul ago set out Exportação Importação Saldo Composição da Pauta (Janeiro a Outurbro de 2011) Exportações Importações US$ 31,7 bi US$ 0,8 bi 96,7% US$ 0,1 bi 10,1% US$ 3,7 bi 85,5% 3,0% 4,4% US$ 1,6 bi 0,3% US$ 26,1 bi Básicos Semimanufaturados ManufaturadosFonte: AliceWeb/MDIC 01
  3. 3. Exportações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Jan a Variação Part.* out/11 out/10 Valor PesoTotal 100% 37.130 25.879 43% 6% Básicos 85,5% 31.727 21.754 46% 6% Minérios de ferro e seus concentrados 43,5% 16.135 10.026 61% 8% Soja, mesmo triturada 27,1% 10.044 7.131 41% 6% Óleos brutos de petróleo 10,5% 3.905 3.520 11% -21% Algodão (em bruto) 1,1% 398 123 223% 152% Fumos em folha 1,0% 380 326 16% 27% Outros 2,3% 865 627 38% -4% Semimanufaturados 10,1% 3.750 3.021 24% 15% Celulose 2,8% 1.042 943 11% 5% Açúcar, em bruto 2,7% 1.002 433 131% 64% Óleo de soja bruto 1,5% 557 715 -22% -46% Ferro-ligas 0,9% 332 264 26% 26% Couros e peles depilados 0,9% 327 296 11% 10% Outros 1,3% 489 370 32% 60% Manufaturados 4,4% 1.630 1.095 49% 89% Aviões 1,3% 484 274 77% 65% Polímeros plásticos 0,7% 255 97 163% 113% Demais produtos Manufaturados 0,3% 111 81 38% 16% Suco de laranja congelado 0,2% 91 57 59% 2% Papel e cartão para impressão 0,2% 77 73 5% 3% Açúcar refinado 0,2% 60 5 1047% 918% Partes de motores para automóveis 0,1% 39 38 2% 70% Máq. e apar. p fabricação de papel e celulose 0,1% 38 2 1687% 2081% Bombas e compressores 0,1% 37 47 -21% -32% Rolamentos e engrenagens 0,1% 33 34 -3% -19% Medicamentos para medicina humana 0,1% 24 20 22% 47% Pedras preciosas 0,1% 24 13 88% 78% Partes e peças para veículos 0,1% 21 17 25% 34% Hidrocarbonetos e seus derivados 0,0% 17 15 9% 70% Turbinas e rodas hidraúlicas 0,0% 15 9 69% 67% Outros 0,8% 305 313 -3% 184%*Participação sobre o total exportado no periodo de Janeiro a OutubroFonte: AliceWeb/MDIC 02
  4. 4. Importações - Principais Produtos (US$ Milhões) Jan a Jan a Variação Part.* out/11 out/10 Valor PesoTotal 100% 27.053 20.776 30% 30% Básicos 3,0% 802 415 93% 78% Coques e semicoques de hulha, linhita ou turfa 1,3% 360 125 189% 207% Filés de peixes congelados, exceto de merluza 0,5% 124 39 217% 197% Alhos comuns frescos ou refrigerados 0,3% 88 120 -27% -8% Feijão preto em grãos 0,1% 36 8 355% 345% Produtos hortícolas secos 0,1% 32 24 35% -6% Outros 0,6% 162 100 63% -46% Semimanufaturados 0,3% 86 91 -5% -19% Ferro-ligas 0,1% 17 35 -50% -61% Manganes bruto 0,1% 14 21 -31% -44% Borracha sintética e borracha artificial 0,1% 14 4 233% 124% Prod. semimanuf. de ferro e aço 0,0% 5 3 113% 131% Sucos e extratos vegetais 0,0% 5 3,8 23% -18% Outros 0,1% 30 25 21% 20% Manufaturados 96,3% 26.050 20.249 29% 26% Partes de aparelhos transmissores ou receptores 5,2% 1.417 1.229 15% 23% Máquinas automáticas para proc. de dados 4,0% 1.084 832 30% 10% Partes de máquinas para processamento de dados 3,5% 944 886 7% 5% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 3,3% 901 608 48% 30% Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 2,6% 694 742 -7% -15% Motores, geradores e transformadores elétricos 2,4% 654 577 13% 1% Aparelhos de telefonia celular 2,3% 613 249 146% 162% Laminados planos de ferro ou aços 2,3% 612 877 -30% -41% Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 1,8% 491 425 15% 8% Brinquedos, jogos e artigos para diversão 1,8% 487 345 41% 24% Aparelhos transmissores ou receptores 1,8% 485 398 22% -38% Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 1,5% 406 298 36% 22% Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 1,5% 394 302 31% 18% Aparelhos de ar condicionado 1,4% 369 359 3% -7% Bombas e compressores 1,3% 362 269 35% 24% Outros 59,6% 16.136 11.853 36% 47%*Participação sobre o total exportado no periodo de Janeiro a OutubroFonte: AliceWeb/MDIC 03
  5. 5. Participação da China nas Importações Brasileiras de Manufaturados US$ milhões Participação Principais Produtos Manufaturados jan-Set jan-Set jan-Set jan-Set 2011 2010 2011 2010 Partes de aparelhos transmissores ou receptores 1.417 1.229 45% 44% ▲ Máquinas automáticas para proc. de dados 1.084 832 53% 47% ▲ Partes de máquinas para processamento de dados 944 886 56% 55% ▲ Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 901 608 52% 49% ▲ Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 694 742 18% 22% ▼ Motores, geradores e transformadores elétricos 654 577 26% 26% ▼ Aparelhos de telefonia celular 613 249 69% 56% ▲ Laminados planos de ferro ou aços 612 877 31% 31% ▼ Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 491 425 20% 20% ▲ Brinquedos, jogos e artigos para diversão 487 345 82% 79% ▲ Aparelhos transmissores ou receptores 485 398 48% 48% ▲ Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 406 298 72% 69% ▲ Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 394 302 84% 83% ▲ Aparelhos de ar condicionado 369 359 67% 71% ▼ Bombas e compressores 362 269 18% 14% ▲ Preço Médio das Importações Brasileiras de Manufaturados (Janeiro a Outurbro de 2011) Principais Produtos Manufaturados US$/Kg Diferença (China-Mundo) Mundo* China US$/Kg % Partes de aparelhos transmissores ou receptores 20,9 15,2 -5,7 -27% Máquinas automáticas para proc. de dados 106,1 45,8 -60,3 -57% Partes de máquinas para processamento de dados 80,6 29,6 -51,0 -63% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 193,1 125,6 -67,5 -35% Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos 1.087,9 896,9 -191,0 -18% Motores, geradores e transformadores elétricos 16,1 8,2 -7,9 -49% Aparelhos de telefonia celular 188,6 143,8 -44,8 -24% Laminados planos de ferro ou aços 1,1 0,9 -0,3 -24% Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 20,6 8,0 -12,6 -61% Brinquedos, jogos e artigos para diversão 7,8 5,9 -2,0 -25% Aparelhos transmissores ou receptores 142,7 26,7 -116,0 -81% Tecidos de fibras têxteis, sintéticas ou artificiais 4,4 4,4 0,1 2% Apar. eletromecânicos ou térmicos, uso doméstico 13,3 4,6 -8,7 -66% Aparelhos de ar condicionado 20,4 5,0 -15,4 -75% Bombas e compressores 22,7 5,2 -17,6 -77%* Preço médio do mundo excluindo ChinaFonte: AliceWeb/MDIC 04

×