Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011Indústria Geral e Indústria de Transformação   N...
Coeficientes de Exportação e ImportaçãoResultados do 2º trimestre de 2011          Coeficiente de Exportação              ...
Coeficientes de Exportação e Importação    Resultados do 2º trimestre de 2011                Índice de Produção Industrial...
Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011Coeficientes de Exportação e Importação Setoriai...
Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011   representou mais de um quarto da produção nac...
Coeficientes de Exportação e ImportaçãoResultados do 2º trimestre de 2011 mesmo período de 2010. Considerada toda a série,...
Coeficientes de Exportação (Trimestral)                                   2º Trim 11 2º Trim 11                           ...
Coeficientes de Importação (Trimestral)                                   2º Trim 11 2º Trim 11                           ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coeficientes de Exportação e Importação - 2º semestre 2011

1.358 visualizações

Publicada em

Indicador de periodicidade trimestral da participação dos importados no consumo brasileiro e das exportações na receita dos setores.
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.





Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
542
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coeficientes de Exportação e Importação - 2º semestre 2011

  1. 1. Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011Indústria Geral e Indústria de Transformação No 2º trimestre de 2011, na comparação com o mesmo período do ano anterior, tanto o coeficientes de exportação quanto o de importação da indústria geral apresentaram altas de 2,2 pontos percentuais (pp). O coeficiente de exportação (CE) da indústria geral, isto é, a parcela da produção industrial exportada, foi de 19,9% no 2º trimestre deste ano, tendo exibido forte alta (2,4 pp) em relação ao trimestre imediatamente anterior, mas ainda abaixo dos níveis exportados nos trimestres pré-crise. O coeficiente de importação (CI), que representa o quanto do consumo interno é atendido por importados, fechou o trimestre em 22,9%, ou 1,3 pp maior que no 1º trimestre do ano. Este é um nível recorde da série histórica, acima do CI do 3º trimestre de 2010, recorde até então. Em outras palavras, o consumo de produtos importados na economia brasileira nunca esteve tão elevado. Coeficientes de Exportação e Importação – Indústria Geral 22,7% 22,5% 22,9% 21,6% 20,7% 19,9% 19,5% 19,9% 18,7% 19,2% 18,0% 18,2% 18,1% 17,7% 17,1% 17,5% 17,9% 16,9% 1º T 09 2º T 09 3º T 09 4º T 09 1º T 10 2º T 10 3º T 10 4º T 10 1º T 11 2º T 11 Coeficiente de Exportação Coeficiente de Importação Na comparação apenas dos segundos trimestres, o CE de 19,9% em 2011 é menor apenas que aquele alcançado em 2007, quando 20,8% da produção industrial nacional foi exportada. Como já destacado, o coeficiente de importação é recorde da série histórica. 1
  2. 2. Coeficientes de Exportação e ImportaçãoResultados do 2º trimestre de 2011 Coeficiente de Exportação Coeficiente de Importação Indústria Geral Indústria Geral 22,9%19,4% 20,8% 19,6% 18,2% 19,9% 19,5% 20,7% 17,7% 17,1% 16,9% 15,1%2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 Ao olhar apenas para a indústria de transformação, ou seja, desconsiderado o setor extrativo, neste 2º trimestre de 2011 o CE foi de 17,0%, patamar superior apenas aos dois últimos anos, mas ainda abaixo dos segundos trimestres de 2006, 2007 e 2008. Já o coeficiente de importação mantém-se em nível recorde, com 21,5% do consumo interno sendo atendido por produtos importados, 2,2 pp acima do mesmo período de 2010. Coeficiente de Exportação Coeficiente de Importação Indústria de Transformação Indústria de Transformação 21,5%18,0% 18,7% 17,2% 19,3% 17,6% 15,9% 14,9% 17,0% 15,5% 15,1% 13,4%2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 A análise da situação econômica do país no trimestre em questão expõe um cenário em que o nível de atividade está arrefecendo: o índice de produção industrial, tanto com ajuste quanto sem o ajuste sazonal, mostra que, na comparação com o 2º trimestre de 2010, houve aumento de apenas 0,7%. Entretanto, os dados mostram que mesmo a economia não apresentando o forte boom do ano anterior, as importações continuam com alta muito significativa, superior ao crescimento da demanda interna (consumo aparente). 2
  3. 3. Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011 Índice de Produção Industrial (Produção Física) - Indústria Geral (1º trim/2009 = 100) sem ajuste sazonalcom ajuste sazonal com ajuste sazonal 126,3 127,2 110,5 118,5 119,3 103,9 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 3º T 4º T 1º T 2º T 2009 2009 2009 2009 2010 2010 2010 2010 2011 2011 Fonte: IBGE Em comparação com o segundo trimestre de 2010, o consumo aparente teve tímida expansão, de apenas 0,7%. Deste aumento marginal, a indústria nacional não foi capaz de aproveitar, uma vez que a produção industrial para o mercado interno teve uma redução de 2,0%. Por outro lado, as importações, mais do que suprir esta mínima expansão do mercado interno, apresentaram um forte crescimento, de 11,2%. Indústria Geral variações com base em R$ a preços constantes de 2006 2º Trim/2011 versus 2º Trim/2010 13,5% 11,2% 0,7% -2,0% Consumo Produção Exportação Importação Aparente Mercado Interno 3
  4. 4. Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011Coeficientes de Exportação e Importação SetoriaisCoeficiente de Exportação (CE) No CE, 18 dos 33 setores apresentaram elevação das exportações em relação ao total produzido. O grande destaque ficou para o setor de outros equipamentos de transporte, no qual a exportação esporádica de plataformas de petróleo (cujo destino foi Cingapura) elevou de 11,5% para 31,2% o coeficiente do setor, alta de 19,7 pp em relação ao 2º trimestre de 2010. Ao atribuirmos responsabilidades setoriais pela alta do CE da indústria de transformação, conclui-se que o setor de outros equipamentos de transporte foi, de fato, aquele com a maior contribuição, responsável por cerca de 1/3 deste aumento. Isto nos leva a estimar que, desconsiderada a surpreendente alta deste setor, o coeficiente de exportação da indústria de transformação teria alta de apenas 1,4 pp, ao invés dos 2,2 pp de fato observados, atingindo 16,3%. Plataformas de Petróleo O setor de ferro-gusa e ferroligas, com expansão de 6,0 pp, e o setor de metalurgia de metais não ferrosos, alta de 5,3 pp, também se destacaram no segundo trimestre de 2011 em relação ao mesmo período de 2010. Automóveis, caminhões e ônibus, importante setor na pauta de exportações de bens manufaturados do Brasil, elevou o CE em 1,7 pp, saindo de 12,6% no segundo trimestre de 2010 para 14,3% no mesmo trimestre deste ano. O mercado externo, no entanto, já 4
  5. 5. Coeficientes de Exportação e Importação Resultados do 2º trimestre de 2011 representou mais de um quarto da produção nacional, mas o consumo doméstico segue sendo a principal origem do aumento da produção do setor. Dentre os destaques negativos, a exportação de aeronaves representou 11,7 pp a menos que no segundo trimestre do ano anterior, com CE de 37% apenas, contra 48,6% em 2010. Os setores intensivos em mão de obra, como produtos têxteis, artigos do mobiliário e calçados, seguem com quedas sucessivas da produção exportada, de 1,9 pp, 1,6 pp e 1,0 pp, respectivamente, sem esboçarem reação no que diz respeito às exportações. Coeficiente de Exportação Coeficiente de Exportação Outros equipamentos de transporte (3) Metalurgia de metais não-ferrosos 31,2% 49,4% 44,5% 44,1% 41,3% 40,8% 38,8% 11,7% 12,1% 11,5% 9,1% 10,0% 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 Coeficiente de Exportação Coeficiente de Exportação Produtos têxteis Artigos do mobiliário 13,7% 12,4% 11,5% 10,8% 10,5% 9,9% 10,3% 8,4% 7,8% 7,6% 6,5% 6,0% 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11Coeficiente de Importação (CI) No coeficiente de exportação, 28 dos 33 setores apresentaram alta da participação dos importados no consumo nacional. O fato preocupante é que a expansão do CI vem ocorrendo de forma sistemática em um grande número de setores. O conjunto dos setores de máquinas aparece como destaque negativo: na comparação dos segundos trimestres, máquinas e equipamentos para fins industriais e comerciais teve, pela primeira vez, na série iniciada em 2006, a maior parte do consumo interno atendido por importados, que representaram 51% no 2º trimestre de 2011, alta de 7,5 pp em relação ao 5
  6. 6. Coeficientes de Exportação e ImportaçãoResultados do 2º trimestre de 2011 mesmo período de 2010. Considerada toda a série, este nível é menor apenas que os 51,4% atingidos no 3º trimestre de 2010. As máquinas e equipamentos para extração mineral e construção, cujo CI atingiu 43,5% no trimestre em questão, tiveram a maior alta dentre todos os setores da indústria, uma expansão de 11,0 pp. O setor de tratores e máquinas e equipamentos para agricultura apresentaram alta de 8,8 pp, com 46,1% do consumo doméstico sendo atendido por importados. Apenas cinco setores apresentaram queda: siderurgia, que em 2010 sofreu com forte aumento das importações, reduziu a penetração dos importados em 3,4 pp, saindo de 15,0% para 11,6%. Coeficiente de Importação Coeficiente de ImportaçãoMáqs. e equips. para fins industriais e comerciais Máqs. e equips. para extração mineral e construção 51,0% 41,7% 43,5% 43,5% 40,0% 43,1% 36,6% 35,0% 35,7% 32,5% 23,2% 22,1% 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 Coeficiente de Importação Coeficiente de Importação Tratores e máqs. e equips. para a agricultura Siderurgia 55,0% 46,1% 15,0% 39,0% 38,3% 37,3% 33,8% 11,6% 9,8% 7,0% 6,3% 5,6% 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 2º T 06 2º T 07 2º T 08 2º T 09 2º T 10 2º T 11 6
  7. 7. Coeficientes de Exportação (Trimestral) 2º Trim 11 2º Trim 11 1º T 10 2º T 10 3º T 10 4º T 10 1º T 11 2º T 11 2º Trim 10 1º Trim 11 Indústria Geral 17,1% 17,7% 19,2% 19,5% 17,5% 19,9% 2,2 pp ▲ 2,4 pp ▲ Indústria de Transformação 14,0% 14,9% 16,5% 15,9% 14,7% 17,0% 2,1 pp ▲ 2,3 pp ▲ Indústrias Extrativas 72,6% 69,9% 67,2% 83,6% 67,3% 72,9% 3,0 pp ▲ 5,6 pp ▲ Outros equipamentos de transporte (3) 6,9% 11,5% 11,1% 15,7% 9,3% 31,2% 19,7 pp ▲ 21,9 pp ▲ Máqs. e equips. para extração mineral e construção 22,0% 23,6% 29,8% 26,3% 29,0% 32,9% 9,3 pp ▲ 3,9 pp ▲ Ferro-gusa e ferroligas 19,3% 37,1% 28,7% 38,8% 51,5% 43,1% 6,0 pp ▲ -8,5 pp ▼ Metalurgia de metais não-ferrosos 45,7% 38,8% 44,3% 46,5% 40,0% 44,1% 5,3 pp ▲ 4,1 pp ▲ Tratores e máqs. e equips. para a agricultura 25,2% 34,0% 32,6% 38,1% 33,3% 38,9% 4,9 pp ▲ 5,6 pp ▲ Siderurgia 15,1% 14,7% 12,6% 23,1% 20,5% 18,4% 3,6 pp ▲ -2,1 pp ▼ Fundição e tubos de ferro e aço 18,3% 12,6% 17,4% 18,6% 20,3% 15,3% 2,7 pp ▲ -5,0 pp ▼ Máqs. e equips. para fins industriais e comerciais 16,1% 15,5% 16,3% 16,9% 15,7% 17,6% 2,1 pp ▲ 1,9 pp ▲ Automóveis, caminhões e ônibus 12,5% 12,6% 13,1% 15,4% 11,7% 14,3% 1,7 pp ▲ 2,6 pp ▲ Peças e acessórios para veículos automotores 7,5% 8,6% 9,0% 9,5% 8,8% 9,5% 0,9 pp ▲ 0,7 pp ▲ Produtos de metal 4,4% 5,2% 5,9% 5,8% 4,7% 5,7% 0,5 pp ▲ 1,0 pp ▲ Produtos químicos (1) 12,7% 12,6% 12,2% 12,6% 13,1% 13,0% 0,4 pp ▲ -0,1 pp ▼ Máquinas, aparelhos e materiais elétricos 12,4% 16,0% 16,4% 15,6% 12,5% 16,4% 0,4 pp ▲ 3,9 pp ▲ Resultados do 2º trimestre de 2011 Máqs. para escritório e equips. de informática 7,4% 7,9% 6,2% 6,0% 5,8% 8,3% 0,4 pp ▲ 2,4 pp ▲ Artigos de borracha e plástico 8,2% 8,3% 8,5% 8,7% 8,4% 8,6% 0,4 pp ▲ 0,2 pp ▲ Refino de petróleo e produção de álcool 6,9% 5,5% 7,0% 5,7% 7,1% 5,8% 0,3 pp ▲ -1,4 pp ▼ *Participação de cada setor sobre as exportações totais da indústria (1) Exceto farmacêuticos e perfumaria, higiene e produtos de limpeza Coeficientes de Exportação e Importação Artigos do vestuário e acessórios 1,9% 1,5% 1,5% 1,4% 1,4% 1,6% 0,03 pp ▲ 0,1 pp ▲ Produtos farmacêuticos 5,6% 7,9% 8,9% 7,4% 7,9% 7,7% -0,2 pp ▼ -0,2 pp ▼ Equips. de instrumentação médico-hospitalares (2) 14,9% 14,5% 11,6% 14,3% 13,0% 14,2% -0,3 pp ▼ 1,1 pp ▲ Alimentos e bebidas 24,2% 25,5% 27,8% 26,9% 23,6% 25,1% -0,4 pp ▼ 1,5 pp ▲ Perfumaria, higiene e produtos de limpeza 5,9% 6,9% 6,6% 5,8% 5,7% 6,4% -0,5 pp ▼ 0,7 pp ▲ Produtos de minerais não-metálicos 6,6% 8,1% 7,8% 6,9% 6,3% 7,3% -0,7 pp ▼ 1,1 pp ▲ Celulose, papel e produtos de papel 27,5% 26,5% 23,9% 25,7% 26,5% 25,6% -0,9 pp ▼ -0,9 pp ▼ Produtos de madeira 25,4% 24,9% 22,3% 24,8% 22,2% 23,9% -1,0 pp ▼ 1,7 pp ▲ Calçados 22,0% 17,5% 17,5% 15,9% 18,8% 16,5% -1,0 pp ▼ -2,3 pp ▼ Eletrodomésticos 4,1% 5,1% 5,8% 4,6% 4,3% 3,7% -1,5 pp ▼ -0,6 pp ▼ Artigos do mobiliário 6,5% 7,6% 7,1% 6,4% 5,8% 6,0% -1,6 pp ▼ 0,2 pp ▲ (2) e instrumentos de precisão e ópticos, equipamentos para automação industrial, cronômetros e relógios Produtos têxteis 9,1% 8,4% 12,8% 14,4% 7,5% 6,5% -1,9 pp ▼ -1,0 pp ▼ Produtos diversos 13,9% 17,2% 13,7% 13,6% 14,7% 14,5% -2,8 pp ▼ -0,2 pp ▼ (3) Embarcações, veículos ferroviários, motocicletas, motociclos e suas partes e peças, carrocerias e reboques Material eletrônico e aparelhos de comunicação 13,3% 13,3% 15,1% 15,3% 11,5% 10,2% -3,1 pp ▼ -1,3 pp ▼ Preparação de couros e artefatos de couro 60,7% 66,7% 59,1% 63,8% 65,3% 63,4% -3,3 pp ▼ -1,9 pp ▼ Aeronaves 42,9% 48,6% 43,5% 61,5% 32,8% 37,0% -11,7 pp ▼ 4,1 pp ▲7
  8. 8. Coeficientes de Importação (Trimestral) 2º Trim 11 2º Trim 11 1º T 10 2º T 10 3º T 10 4º T 10 1º T 11 2º T 11 2º Trim 10 1º Trim 11 Indústria Geral 19,9% 20,7% 22,7% 22,5% 21,6% 22,9% 2,2 pp ▲ 1,3 pp ▲ Indústria de Transformação 18,6% 19,3% 21,4% 21,2% 20,4% 21,5% 2,2 pp ▲ 1,1 pp ▲ Indústrias extrativas 58,6% 58,2% 56,8% 69,9% 55,0% 61,1% 2,9 pp ▲ 6,1 pp ▲ Máqs. e equips. para extração mineral e construção 33,8% 32,5% 37,6% 38,7% 39,5% 43,5% 11,0 pp ▲ 4,0 pp ▲ Tratores e máqs. e equips. para a agricultura 28,8% 37,3% 36,7% 39,4% 37,3% 46,1% 8,8 pp ▲ 8,8 pp ▲ Máqs. e equips. para fins industriais e comerciais 43,1% 43,5% 51,4% 48,3% 49,2% 51,0% 7,5 pp ▲ 1,8 pp ▲ Outros equipamentos de transporte (3) 14,8% 16,5% 17,9% 22,6% 20,8% 23,0% 6,5 pp ▲ 2,2 pp ▲ Metalurgia de metais não-ferrosos 31,7% 28,5% 32,3% 35,5% 31,8% 34,1% 5,6 pp ▲ 2,3 pp ▲ Produtos têxteis 18,0% 17,2% 20,5% 22,4% 22,6% 22,3% 5,1 pp ▲ -0,3 pp ▼ Preparação de couros e artefatos de couro 23,3% 21,5% 26,6% 37,0% 30,7% 26,2% 4,7 pp ▲ -4,5 pp ▼ Máquinas, aparelhos e materiais elétricos 28,1% 31,4% 38,7% 32,6% 33,5% 35,9% 4,4 pp ▲ 2,4 pp ▲ Produtos químicos (1) 26,4% 28,1% 30,2% 31,1% 29,4% 32,5% 4,4 pp ▲ 3,1 pp ▲ Automóveis, caminhões e ônibus 16,5% 17,8% 18,7% 21,3% 18,4% 21,4% 3,6 pp ▲ 3,0 pp ▲ Eletrodomésticos 10,9% 10,1% 11,6% 11,4% 13,5% 13,0% 2,9 pp ▲ -0,5 pp ▼ Máqs. para escritório e equips. de informática 51,7% 52,1% 55,4% 51,9% 52,6% 54,9% 2,8 pp ▲ 2,3 pp ▲ Produtos de metal 9,7% 10,7% 14,7% 15,2% 13,3% 13,0% 2,3 pp ▲ -0,3 pp ▼ Resultados do 2º trimestre de 2011 Artigos de borracha e plástico 14,4% 14,2% 16,2% 17,2% 16,6% 16,5% 2,3 pp ▲ -0,1 pp ▼ Produtos de minerais não-metálicos 5,8% 6,5% 7,7% 8,0% 8,6% 8,4% 1,9 pp ▲ -0,2 pp ▼ Artigos do vestuário e acessórios 8,0% 6,0% 5,8% 7,4% 12,1% 7,8% 1,8 pp ▲ -4,3 pp ▼ *Participação de cada setor sobre as exportações totais da indústria (1) Exceto farmacêuticos e perfumaria, higiene e produtos de limpeza Coeficientes de Exportação e Importação Produtos diversos 24,6% 22,9% 29,6% 28,3% 26,7% 24,4% 1,5 pp ▲ -2,3 pp ▼ Refino de petróleo e produção de álcool 19,0% 19,4% 19,8% 15,0% 15,8% 20,9% 1,5 pp ▲ 5,1 pp ▲ Perfumaria, higiene e produtos de limpeza 7,6% 9,0% 9,6% 10,3% 9,9% 10,4% 1,4 pp ▲ 0,5 pp ▲ Material eletrônico e aparelhos de comunicação 51,2% 50,1% 53,8% 49,8% 52,1% 51,4% 1,3 pp ▲ -0,7 pp ▼ Calçados 5,6% 5,4% 5,4% 4,6% 7,8% 6,7% 1,3 pp ▲ -1,1 pp ▼ Peças e acessórios para veículos automotores 11,4% 11,4% 11,6% 11,1% 11,4% 12,5% 1,1 pp ▲ 1,1 pp ▲ Ferro-gusa e ferroligas 5,4% 7,5% 8,0% 7,3% 9,9% 8,5% 0,9 pp ▲ -1,4 pp ▼ Celulose, papel e produtos de papel 10,0% 10,3% 11,0% 11,0% 11,2% 11,0% 0,7 pp ▲ -0,2 pp ▼ Alimentos e bebidas 5,3% 4,4% 4,6% 6,0% 6,1% 5,0% 0,6 pp ▲ -1,1 pp ▼ Produtos de madeira 2,2% 2,1% 2,5% 2,4% 2,6% 2,7% 0,6 pp ▲ 0,2 pp ▲ Artigos do mobiliário 1,7% 1,9% 2,7% 3,0% 3,2% 2,2% 0,3 pp ▲ -1,0 pp ▼ (2) e instrumentos de precisão e ópticos, equipamentos para automação industrial, cronômetros e relógios Fundição e tubos de ferro e aço 19,0% 18,8% 19,3% 20,1% 17,9% 17,8% -1,0 pp ▼ -0,2 pp ▼ Produtos farmacêuticos 30,5% 29,5% 29,6% 30,0% 28,9% 27,2% -2,3 pp ▼ -1,7 pp ▼ (3) Embarcações, veículos ferroviários, motocicletas, motociclos e suas partes e peças, carrocerias e reboques Siderurgia 13,1% 15,0% 17,3% 19,5% 12,4% 11,6% -3,4 pp ▼ -0,9 pp ▼ Aeronaves 40,7% 44,9% 43,9% 56,1% 38,2% 41,1% -3,9 pp ▼ 2,9 pp ▲ Equips. de instrumentação médico-hospitalares (2) 62,9% 66,6% 60,0% 61,0% 60,8% 56,1% -10,4 pp ▼ -4,6 pp ▼8

×