Apresentação FIESPMercado Livre de Energia ElétricaUma Visão do FuturoCertificados de Energia RenovávelO Problema da Index...
Tópicos1. Certificados de Energia Renovável (CERs)2. O problema da Indexação dos Contratos de Longo Prazo3. A importância ...
Certificados de Energia Renovável (CERs)
1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Alocação da Energia Incentivada                   Alocação de Energia Incentiva...
1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Estratificação dos Derivativos            175            150                   ...
O Problema da Indexação do Contratos deLongo Prazo
2- O problema da Indexação dos Contratos de Longo PrazoPreços de Energia (ACR e ACL)                                      ...
2- O problema da Indexação nos Contratos de Longo PrazoExemplo de Indexação no Longo Prazo                                ...
2- O problema da Indexação nos Contratos de Longo PrazoMigração transfere preços indexados aos consumidores cativos       ...
A importância das Comercializadoras de Energia
3- A importância das Comercializadoras de EnergiaPerfil da Oferta de Energia Elétrica – Capacidade Instalada        14.000...
3- A importância das Comercializadoras de EnergiaMontantes de Energia Transacionado Entre ClassesFonte: InforMercado CCEE ...
Anexos
A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Conceituação – Principais Características• Representarão as características de...
A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Conceituação – Comercialização Agregada ou Não-Agregada à Energia             ...
A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Benefícios• Simplificação do processo de contabilização da energia, através da...
Global Presence of BTG Pactual• São Paulo                           • Porto Alegre                              • New York...
DisclaimerThis presentation has been prepared by a group, subsidiary or affiliate of BTG Pactual and is made available to ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do BTG PACTUAL

1.149 visualizações

Publicada em

12º Encontro Internacional de Energia -
Painel 1 - Mercado Livre de Energia Elétrica: uma visão do futuro

Publicada em: Tecnologia, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do BTG PACTUAL

  1. 1. Apresentação FIESPMercado Livre de Energia ElétricaUma Visão do FuturoCertificados de Energia RenovávelO Problema da Indexação dos Contratos de Longo PrazoImportância das Comercializadoras de EnergiaSão Paulo, 15 de Agosto de 2011
  2. 2. Tópicos1. Certificados de Energia Renovável (CERs)2. O problema da Indexação dos Contratos de Longo Prazo3. A importância das Comercializadoras de Energia 2
  3. 3. Certificados de Energia Renovável (CERs)
  4. 4. 1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Alocação da Energia Incentivada Alocação de Energia Incentivada Problemas: Consumidores • Oferta renovável alocada no ACR e no PROINFA + Leilões Especiais PROINFA não transmite os descontos na 75 MWm Leilões de 1.056 MWm TUSD aos consumidores e a renda aos PIE; Venda • Desconto na TUST/TUSD não representa os 531 MWm benefícios ambientais das fontes envolvidas. ACL 65% PROINFA Propostas: 744 MWm • Valorizar a energia renovável presente no Outros ACR; Consumidores • Simplificar a contabilização e evitar o 1.440 MWm “contágio” da matriz de descontos; • Atribuir valor ao benefício ambiental de cada fonte renovável. Total : 3.845 MWm Alternativa:Obs. (1): Não considerada os volumes atualmente classificados como geração distribuída;Obs. (2): Consideradas apenas os empreendimentos em operação comercial até 31/07/11. • Certificados de Energia Renovável 4
  5. 5. 1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Estratificação dos Derivativos 175 150 I1 TUSD 125 I5 TUSD 100 Real Options Prêmio de Liquidez 75 Lastro 50 PLD 25 0 CCVEE CCEI 5
  6. 6. O Problema da Indexação do Contratos deLongo Prazo
  7. 7. 2- O problema da Indexação dos Contratos de Longo PrazoPreços de Energia (ACR e ACL) Preço (R$/MWh) 200 ACR (Média Ponderada de todos os leilões) PLD Médio Anual 180 Convencional (Spread = R$ 10/MWh sobre o PLD) Incentivada (Spread = R$ 30/MWh sobre a Convencional) 160 140 120 100 80 60 40 20 0 Obs.: Média ponderada dos preços do ACR corrigidas pelo IPCA entre a dada base de cada leilão e Jun/11.• Os preços praticados no ACL refletem a realidade do mercado e valorizam a eficiência operacional dos agentes;• Os longos prazos contratuais do ACR implicam em preços elevados e podem mascarar a eficiência do agentes. 7
  8. 8. 2- O problema da Indexação nos Contratos de Longo PrazoExemplo de Indexação no Longo Prazo Preços Médios de Leilões Corrigidos pelo IPCA (R$/MWh) 600 550 500 450 400 350 300 A-5.2006 250 A-5.2006 PREVISÃO A-5.2005 200 A-5.2005 PREVISÃO 150 A-5.2007 A-5.2007 PREVISÃO 100 2008 2009 2010 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 2024 2025 2026 2027 2028 2029 2030 2031 2032 2033 2034 2035 2036 2037 2038 2039 2011 Obs. : Valores corrigidos pela variação do IPCA (verificada até Jun/11 e estimada como 4,5% ao ano a partir desta data) 8
  9. 9. 2- O problema da Indexação nos Contratos de Longo PrazoMigração transfere preços indexados aos consumidores cativos Demanda de Energia Verificada e Projetada (MWm) 80.000 70.000 60.000 50.000 ACR = 74% da carga em ACR representará 62% 40.000 Jan/08 da carga em Dez/15 30.000 20.000 Preço Médio ACR em Mai/11 = R$ 10.000 135,36/MWh 0 Preço Médio ACR em Dez/15 = R$ 163,71/MWh Demanda ACR Demanda ACR - Proj. Migracao Outros - Proj. Migração Outros Migração CE Migração CE - Proj. Obs. (1): Crescimento projetado para a demanda total do sistema= 5% a.a. Obs. (2): Crescimento média da migração = 14% a.a. (verificado entre Jan/08 a Mai/11) Obs. (3): Os preços médios consideram todos os leilões, inclusive Jirau, Santo Antônio e Belo Monte e Teles Pires. 9
  10. 10. A importância das Comercializadoras de Energia
  11. 11. 3- A importância das Comercializadoras de EnergiaPerfil da Oferta de Energia Elétrica – Capacidade Instalada 14.000 12.000 10.000 8.000 6.000 4.000 2.000 - Tractebel CGTEE Eletrobras Furnas Eletronorte CPFL CEEE (RS) Cemig (MG) Neoenergia Chesf ENBR Duke Energy Itaipu Copel (PR) Eletronuclear Grupo Rede Cesp (SP) AES Tietê Celesc (SC) Federal State owned Private Players• Montante de 84.315 MW (75%) de um Federal total de 112.400 MW é a capacidade State das empresas Federais e Estatais. Private 11
  12. 12. 3- A importância das Comercializadoras de EnergiaMontantes de Energia Transacionado Entre ClassesFonte: InforMercado CCEE – Maio/2011• Os agentes comercializadores são responsáveis por grande parte da liquidez do mercado de energia. 12
  13. 13. Anexos
  14. 14. A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Conceituação – Principais Características• Representarão as características de cada unidade de energia renovável gerada e entregue à rede;• Poderão ser comercializados separadamente da energia renovável associada (distinção entre commodity e benefícios);• As fontes renováveis não receberão mais descontos nas tarifas de uso dos de transmissão e distribuição. Tais benefícios continuarão a ser capturados pelos geradores através da venda dos CERs;• O fim dos descontos no fio eliminará a necessidade de classificação da commodity (convencional/incentivada), Eliminando o “contágio” entre contrapartes trazido pela matriz de descontos;• Compradores dos CERs estarão aplicando um “carimbo renovável” à energia adquirida de outras fontes e poderão obter benefícios junto às suas contrapartes ou aos órgãos governamentais;• Mandatórios para os Consumidores Especiais e opcionais para os demais consumidores;• Carregarão apelo semelhante aos créditos de carbono;• Emissão por órgão setorial reconhecido (exemplo: CCEE). 14
  15. 15. A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Conceituação – Comercialização Agregada ou Não-Agregada à Energia Geração Incentivada Transmissores Distribuidores Comercializadores Fluxo de Energia Consumidores Fluxo de CERs 15
  16. 16. A1- Certificados de Energia Renovável (CERs)Benefícios• Simplificação do processo de contabilização da energia, através da eliminação: ᅳ da classificação com convencional e incentivada; ᅳ da utilização da matriz de descontos; ᅳ do contágio entre contrapartes.• Permite que os benefícios atualmente alocados no ACR e no PROINFA sejam alocados ao ACL;• Valorização da commodity e dos benefícios da energia renovável separadamente, estabilizando os preços da commodity pelo fim dos prêmios sobre a energia convencional.• Valoração diferenciada dos benefícios oriunda de fontes de energia renovável distintas (Pequenas Centrais, Térmicas a Biomassa, Eólicas, Fotovoltaicas, Undielétricas, etc);• Facilita ações governamentais quanto: ᅳ à regulação referente as emissões de gases causadores do efeito estufa; ᅳ à criação de políticas especificas para substituição dos descontos na TUST e TUSD.• Benefícios indiretos (goodwill): ᅳ Valorização da marca; ᅳ Publicidade positiva. 16
  17. 17. Global Presence of BTG Pactual• São Paulo • Porto Alegre • New York Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.729 Rua Mostardeiro, 366 - 15º Andar 601 Lexington Avenue - 57th floor 9º Andar - Itaim Bibi Sala 1.501 - Moinho de Vento New York - NY 10022 04538-133 São Paulo SP 90430-000 Porto Alegre RS Telephone: +1 212 293 4600 Telephone: +55 11 3383 2000 Telephone: +55 51 3201 9500 • London• Rio de Janeiro • Recife Suite 4 - 5th floor Praia de Botafogo, 501 - 6º Andar Av. Engenheiro Antônio Góes, 60 Berkeley Square House Torre Corcovado - Botafogo 18º Andar - Sala 1.801 - Bairro do Pina Berkeley Square - London W1J 6BR 22250-040 Rio de Janeiro RJ 51010-000 Recife PE Telephone: +44 20 7647 4900 Telephone: +55 21 3262 9600 Telephone: +55 81 3797 2100 • Hong Kong• Belo Horizonte 3301-03 One International Finance Center Av. Afonso Pena, 4.100 1 Harbour View Street 14º Andar - Cruzeiro Central - Hong Kong 30130-009 Belo Horizonte MG Telephone: +852 3413 4600 Telephone: +55 31 3057 4700 17
  18. 18. DisclaimerThis presentation has been prepared by a group, subsidiary or affiliate of BTG Pactual and is made available to Clients upon request. It is published solely for informationalpurposes and is not to be construed as a solicitation or an offer to buy or sell any securities or related financial instruments. Although all pieces of information and opinionsexpressed in this presentation were obtained from sources believed to be reliable and in good faith, neither representation nor warranty, express or implied, is made as to itsaccuracy or completeness, nor is it intended to be a complete statement or summary of the securities markets or developments referred herein. Further, information expressedherein is subject to change without notice and BTG Pactual is under no obligation to update or keep the information current. The presentation has no regard to the specificinvestment objectives, financial situation or particular needs of any specific recipient. It should not be regarded by recipients as a substitute for the exercise of their ownjudgment. BTG Pactual strongly recommends to all persons considering any product or service mentioned in this presentation to obtain appropriate independent legal, tax andother professional advice. BTG Pactual, its directors, officers and employees’ or clients may have or have had interest or long or short positions in the securities or otherfinancial instruments referred to herein and may at any time make purchases and/or sales in them as principal or agent. BTG Pactual may act or have acted as market-maker inthe securities or other financial instruments discussed in this material. Furthermore, BTG Pactual may have or have had a relationship with or may provide or has providedinvestment banking, capital markets and/or other financial services to the relevant companies. Neither BTG Pactual nor any of its affiliates, directors, employees or agentsaccepts any liability for any loss or damage arising out of the use of all or any part of this material. The products described herein may not be eligible for sale in all jurisdictions orto certain categories of investors. Additionally, investor protection laws and regulations from certain jurisdictions/countries will not apply to products and services registered inBrazil, where specific contractual provisions and Brazilian laws and regulations will apply. In Brazil, BTG Pactual is authorized and regulated by the Securities and ExchangeCommission of Brazil (Comissão de Valores Mobiliários - CVM) and the Brazillian Central Bank (Banco Central do Brasil - BACEN). The information contained in thispresentation does not apply to, and should not be relied upon by retail clients. Additional information may be made available upon request. All rights reserved. Intended forrecipient only and not for further distribution without the consent of BTG Pactual.Note: BTG Pactual was created at September/ 2009, after the acquisiton of Banco UBS Pactual S.A. in Brazil. Some of the dates indicated at this presentation are related toBanco Pactual S.A or Banco UBS S.A. activities before the year 2007.For more information, please contact:Banco BTG Pactual S.A.Av. Brigadeiro Faria Lima, 3729 9th floorSão Paulo, SP – BrazilZip Code: 04538-133Telephone: +55 11 3383-2500 18 18

×