SlideShare uma empresa Scribd logo
A mãe terrena e o nascimento de Abdruschin
Recebido por inspiração especial
De todos os países da Terra a Alemanha foi escolhida como o país
mais maduro daquela época, para receber a Vontade de Deus.
Uma estrela brilhava bem acima dela, nas mais elevadas alturas.
Esta estrela era de espécie espiritual e prometia um acontecimento
grandioso, como os seres humanos ainda não haviam vivenciado.
Mas os seres humanos não a viam. Apenas os espíritos que
rodeavam e perpassavam a Terra sabiam da estrela e a aguardavam.
Poderosamente o espírito do Filho do Homem aproximava-se cada
vez mais do globo terrestre. Luz difundia-se sobre os locais da Terra, ao
quais ele descia de encontro.
A figura luminosa de Parsival perpassava camada após camada da
densidade fino-material. Fortes guerreiros estavam a seu lado, e
invólucro em torno de invólucro envolvia o núcleo luminoso, o qual,
com isso, descia cada vez mais para perto da Terra.
Um receptáculo terreno fora escolhido pela Luz: puro e límpido,
simples e singelo, cheio de uma fidelidade e caráter alegre e correto,
cheio de frescor e energia, de aplicação e boa vontade. A simplicidade
fora dada a esta mulher terrena, a pureza e o juízo claro e
imperturbável.
Assim como outrora Maria de Nazaré viveu em círculos singelos e
límpidos da boa burguesia, assim também viveu e cresceu Emma
Bernhardt. Saudável e pura de corpo e alma.
Distante estava a mulher, que era boa esposa e mãe fiel, de tudo o
que era sobrenatural. Mas, bem no íntimo do seu espírito ela vivenciava
muita coisa, que não vinha até a superfície.
Muitos fios luminosos nutriam forças, que repousavam na mãe sem
serem utilizadas e que, atraindo, criavam as condições para o
desenvolvimento terreno da criança.
Num trabalho continuo de manhã até a tarde, a futura mãe era a
última em casa que ia descansar e a primeira que despertava. Pureza e
ordem difundiam-se como uma força abençoante, onde ela reinava. Sua
proximidade respirava prudência, paz e segurança.
Como seu ser, clara e determinada eram sua fala e sua voz. Ela
criou para o marido um belo lar, para o filho uma inesquecível casa
paterna.
Silenciosa e vivazmente ela servia a Deus, sem saber qual elevada
graça lhe sucederia. Assim ela construía em si e em torno de si, com
toda naturalidade, um templo para a Vontade de Deus. Ao seu redor
pairavam forças puras e elevadas, as quais só podiam se inclinar para
mães convocadas pela Luz, pois estas ofereciam a partir de si a ponte,
sobre a qual as puras irradiações chegavam até a Terra.
De forma irradiante ampliava-se dia após dia a estrada luminosa
que, saindo do céu, conduzia à Terra. Nela subiam e desciam
entealidades que já há muito tempo não tinham mais ligação com a
matéria.
Ao redor da futura mãe formou-se um invólucro luminoso, que com
um cordão fino e resplandecente alcançava até a altura mais luminosa.
Ela se sentia muito feliz. Tornara-se mais silenciosa e mais branda, e
muitas vezes ficava refletindo junto à janela.
No momento certo veio, um dia, um raio oriundo da deslumbrante
Luz que a assustou e a tornou feliz. Ao seu redor soava claro, como o
canto de muitas vozes juvenis. Uma maravilhosa Luz estava como que
pegando fogo em seu íntimo, de modo a paralisar sua respiração.
Silenciosamente ela juntou as mãos em oração.
Então sussurrou como asas de anjo, e uma poderosa força
aproximou-se de cima. Como uma espada afiada e bem reluzente, uma
Luz penetrou o corpo da mulher em oração.
“Senhor, dai-me força, para que sempre possa cumprir minha
tarefa!” aflorou-se, suplicando, de sua alma.
Tão logo a corrente de Luz encheu o receptáculo terreno com sua
força, iniciou-se uma forte vida espiritual ao redor da mãe.
Muitas vezes aproximavam-se dela elevados e luminosos
mensageiros que cuidavam com esmero da criança em desenvolvimento.
Ismaniela não saía mais de seu lado. Ela influenciava fortemente a vida
da futura mãe, obrigava à calma, ao movimento, à ingestão da
alimentação correta. Uma felicidade bem-aventurada apossou-se dela
mesma, felicidade que retransmitia à mãe.
Um dia veio uma idosa vendedora ambulante até a casa. Ela
perguntou à jovem mãe se queria comprar alguma coisa. Depois da
resposta negativa, ampliaram-se, de repente, os olhos da estranha
mulher e num tom quase como que cantando, ela exclamou:
“Tu és agraciada entre todas as mulheres, pois tu presentearás ao
mundo uma grande Luz!”
Admirada, Emma ouviu estas singulares palavras. A estranha,
porém, foi embora apressadamente. Era Elisabeth, a mãe de outrora de
João Batista, que havia falado através da desconhecida mulher.
Tempestuosamente ingressou a primavera no país, e na fúria fora do
comum dos elementos, o pequeno menino avistou o mundo. Ele recebeu
o nome de Oskar Ernst.
Pequenos anjos pairavam em torno Dele, e a Mãe Universal
Elisabeth encontrava-se em uma nuvem luminosa, sobre Seu leito. Às
suas cabeças, porém, reluzia a estrela luminosa, que para Ele era a
saudação do Pai, oriunda da Pátria.
Ismaniela vivenciou o nascimento de seu Senhor na materialidade, e
para ela e todos os espíritos reconhecedores, contudo, especialmente
para Seus servos escolhidos, foi uma felicidade indescritível.
Ela via como o céu se abria, como as mãos branco-reluzentes do Pai
enviavam a bênção para baixo, ao Filho. Ela via como a corrente
luminosa saía e entrava no pequeno corpo terreno da criança, como o
sangue se movia, como batia o pequeno coração e como os pulmões
realizaram as primeiras profundas respirações. Ela colocou sua mão
sobre a cabecinha da criança, que, com olhos sábios, olhava para o
infinito.
O primeiro grito foi como um som de outros mundos. Não era um
choro infantil, mas o eco de uma lembrança dos coros jubilosos no
Reino do Pai.
Felicitante era o som dessa voz. Também os pais escutavam
atentamente. Foi um breve momento, um chamado que Ele, ainda de
Sua Pátria, fez à Terra, sobre a qual Ele começava agora Sua obra.
Já brilhavam as asas da Pomba Sagrada sobre Sua pequena cabeça,
já irradiava a Cruz de Seu delicado corpo e fluxos luminosos
desprendiam-se de Seu peito. Mas os seres humanos não viam isso.
Apenas uma alegria interior apossou-se deles e uma espécie de devoção,
quando encontravam-se junto ao leito desta criança.
Rósea difundia-se a Luz da Mãe Universal Elisabeth em torno da
criança. Ao longo de quarenta dias ainda permaneceu aberta a ligação
com o Reino Espiritual. Os guardiões desciam até Ele. Muitas vezes
cintilavam flores de maravilhosa beleza sobre a criança, e o aroma de
rosas e lírios perpassava toda a casa, que, na uniformidade da
costumeira ordem, logo oferecia novamente o velho quadro da família e
da aplicação.
Os pais não sabiam que graça Deus lhes presenteara; pois a criança
deveria tornar-se consciente através do sofrimento em conjunto entre os
seres humanos e, por isso, não podia ser reconhecido durante seu longo
e penoso tempo de instrução terrena.
Ele fora batizado. O velho e fiel Simeão encontrava-se ao seu lado,
quando a mão de um sacerdote terreno dava a bênção ao Filho de Deus,
como outrora ele havia abençoado Jesus. O sacerdote que batizava era
um dos poucos que, sobre a Terra, já haviam percebido o chamado da
Luz e que, em rotas espirituais, encontrou-se com o menino. Assim já
começava aqui o caminho das realizações para o Filho do Homem.
João Batista encontrava-se por ocasião desse ato igualmente à
frente do menino, e o olhar deste pareceu reconhecê-lo.
Os seres humanos, porém, intuíram apenas uma comoção especial.
Anos passaram-se na uniformidade do dia a dia. O pequeno menino
desenvolvia um grande frescor e estava cheio de vida faiscante, contudo
tinha poucas crianças ao redor de si.
Seus amigos permaneciam invisíveis para todas as criaturas
humanas, eles brincavam freqüentemente com Ele. Quando Ismaniela
vinha, Ele se alegrava muito.
Mas Ele conhecia ainda uma mulher que era muito, muito mais
luminosa que Ismaniela. Ela portava uma coroa de estrelas e estava
envolta com Luz rósea: A Rainha primordial Elisabeth, sua Mãe! Muitas
vezes Ele também via a grande Estrela, que sempre estava sobre Ele na
direção leste.
Uma noite o aposento irradiou na mais clara Luz. A Mãe Universal
Elisabeth encontrava-se junto à cama do menino e com luminosas
mãos, abençoando, passava a mão sobre Ele. Irradiações fluíam das
alturas celestiais e suaves vozes cantavam doces melodias.
A Mãe Universal Elisabeth tinha nas mãos uma venda branca. Ela
colocou-a sobre os olhos de Seu Filho e lágrimas corriam para baixo,
até Ele.
“Agora precisas trilhar Tua estrada sombria, meu Filho. O amor do
Pai está junto de Ti. Aguarde até que nos reencontremos!”
Um profundo sono terreno envolveu a criança, num sono em que
deveria esquecer a Pátria.
E começou a peregrinação do Filho do Homem através do pesadume
terreno, para tornar-se consciente através do sofrimento, para Sua obra
de salvação.
Um suave traço de dor residia, às vezes, sobre o rosto do menino,
quando, observando silenciosamente, Ele captava em si as impressões
da vida terrena.
Era um procurar por algo extremamente maravilhoso, inesquecível,
que ficara para trás: a saudade pela Pátria! —
Alegria e amor pelas plantas e animais preenchiam-No.
“São todas criaturas do Pai”, assim pensava Ele. Não dizia outra
coisa senão: “Ó Pai!”
Nisso Ele sentia uma ligação e força, às quais Ele se apegava com
todo coração. Era Seu apoio diante do estranho, em que havia
mergulhado. Tudo, na verdade, era estranho para Ele, pois não havia
um ser, uma espécie que na Terra ou em outras regiões fossem da
mesma espécie Dele. Ele não sabia o motivo, mas sentia que era
solitário.
Assim Ele tornou-se um estranho entre os seres humanos, por eles
não poderem compreendê-Lo, já que Ele, sem mesmo saber, observava
tudo a partir das leis de Seu Pai. Com isso, porém, surgiram
contrariedades com as leis humanas torcidas, cujos efeitos tinham que
se mostrar prejudiciais na vida em conjunto dos seres humanos.
Nisso fundamenta-se para Parsival a transformação através do
sofrimento sobre a Terra.
Apesar disso Ele não se curvava aos erros humanos, pelo contrário,
trilhava sempre o próprio caminho, mesmo quando este Lhe trazia
sofrimento. Com isso, irradiava Dele, sobre os seres humanos, uma
sempre crescente força de atração fora do comum, que, em Sua espécie
inabitual aos seres humanos, incitava as torcidas criaturas humanas,
fazendo-as tornarem-se inimigas. —

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ANJOS CAÍDOS E GRAAL
ANJOS CAÍDOS E GRAALANJOS CAÍDOS E GRAAL
ANJOS CAÍDOS E GRAAL
Claudio José Ayrosa Rosière
 
A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
Patricia Farias
 
O livro negro de satan part i
O livro negro de satan   part iO livro negro de satan   part i
O livro negro de satan part i
Marcos Ribeiro
 
Eae aula 2 - a criação
Eae   aula 2 - a criaçãoEae   aula 2 - a criação
Eae aula 2 - a criação
Roberto Rossignatti
 
Rituales de la Golden Dawn 3
Rituales de la Golden Dawn 3  Rituales de la Golden Dawn 3
Rituales de la Golden Dawn 3
Preval El-Bijut
 
The Ultimate Multiverese Tarot
The Ultimate Multiverese TarotThe Ultimate Multiverese Tarot
The Ultimate Multiverese Tarot
Hugh Colmer
 
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO  AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
Uma Luz além do Mundo
 
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etcGenese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
Fernando Pinto
 
Nephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
Nephilim - Teori dari Zechariah SitchinNephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
Nephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
Nur Agustinus
 
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL  "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL  "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
Uma Luz além do Mundo
 
manifiesto de gabriel
manifiesto de gabrielmanifiesto de gabriel
manifiesto de gabriel
Rave Gutierrez
 
La Cuarta Dimensión Segunda Parte
La Cuarta Dimensión Segunda ParteLa Cuarta Dimensión Segunda Parte
La Cuarta Dimensión Segunda Parte
María Elena Sarmiento
 
Los testigos en tiempos de guerra
Los testigos en tiempos de guerraLos testigos en tiempos de guerra
Los testigos en tiempos de guerra
quepasara2012
 
manifiesto de uriel
manifiesto de urielmanifiesto de uriel
manifiesto de uriel
Rave Gutierrez
 
Atlantida & capelinos - hermes
Atlantida & capelinos - hermesAtlantida & capelinos - hermes
Atlantida & capelinos - hermes
Norberto Scavone Augusto
 
Livro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De DecretosLivro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De Decretos
Nilson Almeida
 
Terceiro livro de Enoque
Terceiro livro de EnoqueTerceiro livro de Enoque
Terceiro livro de Enoque
Nelson Marins
 
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptxTrajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Norberto Tomasini Jr
 
O livro de ouro de saint germain
O livro de ouro de saint germainO livro de ouro de saint germain
O livro de ouro de saint germain
Francisco de Morais
 
Apócrifo de bartolomeu
Apócrifo de bartolomeuApócrifo de bartolomeu
Apócrifo de bartolomeu
Enilson Parolini
 

Mais procurados (20)

ANJOS CAÍDOS E GRAAL
ANJOS CAÍDOS E GRAALANJOS CAÍDOS E GRAAL
ANJOS CAÍDOS E GRAAL
 
A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
 
O livro negro de satan part i
O livro negro de satan   part iO livro negro de satan   part i
O livro negro de satan part i
 
Eae aula 2 - a criação
Eae   aula 2 - a criaçãoEae   aula 2 - a criação
Eae aula 2 - a criação
 
Rituales de la Golden Dawn 3
Rituales de la Golden Dawn 3  Rituales de la Golden Dawn 3
Rituales de la Golden Dawn 3
 
The Ultimate Multiverese Tarot
The Ultimate Multiverese TarotThe Ultimate Multiverese Tarot
The Ultimate Multiverese Tarot
 
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO  AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
AS LEIS PRIMORDIAIS DA CRIAÇÃO
 
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etcGenese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
 
Nephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
Nephilim - Teori dari Zechariah SitchinNephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
Nephilim - Teori dari Zechariah Sitchin
 
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL  "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL  "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
CHAMADOS DA CRIAÇÃO PRIMORDIAL "AS REVELAÇÕES DE JOÃO - APOCALIPSE"
 
manifiesto de gabriel
manifiesto de gabrielmanifiesto de gabriel
manifiesto de gabriel
 
La Cuarta Dimensión Segunda Parte
La Cuarta Dimensión Segunda ParteLa Cuarta Dimensión Segunda Parte
La Cuarta Dimensión Segunda Parte
 
Los testigos en tiempos de guerra
Los testigos en tiempos de guerraLos testigos en tiempos de guerra
Los testigos en tiempos de guerra
 
manifiesto de uriel
manifiesto de urielmanifiesto de uriel
manifiesto de uriel
 
Atlantida & capelinos - hermes
Atlantida & capelinos - hermesAtlantida & capelinos - hermes
Atlantida & capelinos - hermes
 
Livro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De DecretosLivro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De Decretos
 
Terceiro livro de Enoque
Terceiro livro de EnoqueTerceiro livro de Enoque
Terceiro livro de Enoque
 
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptxTrajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
Trajetória Mediunidade atraves dos tempos.pptx
 
O livro de ouro de saint germain
O livro de ouro de saint germainO livro de ouro de saint germain
O livro de ouro de saint germain
 
Apócrifo de bartolomeu
Apócrifo de bartolomeuApócrifo de bartolomeu
Apócrifo de bartolomeu
 

Destaque

ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, AmsterdamISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
Collaborative RESearch Team to study Bipolar Disorder, UBC
 
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
Isobar
 
Ing economica
Ing economicaIng economica
Ing economica
19327252
 
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/011º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
gutssc
 
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
Yaxin Liu
 
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
xiuin332
 
A Luz Enteal Divina desce a matéria o Arcanjo Lúcifer
A Luz Enteal Divina desce a matéria   o Arcanjo LúciferA Luz Enteal Divina desce a matéria   o Arcanjo Lúcifer
A Luz Enteal Divina desce a matéria o Arcanjo Lúcifer
Uma Luz além do Mundo
 
Livro - Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
Livro -  Profecias de dom Bosco sobre o BrasilLivro -  Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
Livro - Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
Uma Luz além do Mundo
 
Where is the homeland of Abdruschin
Where is the homeland of AbdruschinWhere is the homeland of Abdruschin
Where is the homeland of Abdruschin
Uma Luz além do Mundo
 
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo SilvaConfirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
gutssc
 
O desvendamento dos Hieróglifos
O desvendamento dos HieróglifosO desvendamento dos Hieróglifos
O desvendamento dos Hieróglifos
Uma Luz além do Mundo
 
O portal para os sete selos ou o portal da humanidade
O portal para os sete selos ou o portal da humanidadeO portal para os sete selos ou o portal da humanidade
O portal para os sete selos ou o portal da humanidade
Uma Luz além do Mundo
 
O mestre universal - kurt Iling
O mestre universal -  kurt IlingO mestre universal -  kurt Iling
O mestre universal - kurt Iling
Uma Luz além do Mundo
 
Indios Tupinabás
Indios TupinabásIndios Tupinabás
Indios Tupinabás
Uma Luz além do Mundo
 
A flor da vida e a geometria sagrada
A flor da vida e a geometria sagradaA flor da vida e a geometria sagrada
A flor da vida e a geometria sagrada
Uma Luz além do Mundo
 
Lançai sobre ele toda a culpa - Arthur Giese
Lançai sobre ele toda a culpa -  Arthur GieseLançai sobre ele toda a culpa -  Arthur Giese
Lançai sobre ele toda a culpa - Arthur Giese
Uma Luz além do Mundo
 

Destaque (17)

ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, AmsterdamISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
ISAD CANMAT Symposium, Dr. Erin Michalak, July 2016, Amsterdam
 
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
Isobar Human Media - Social Media Marketing 2009
 
Ing economica
Ing economicaIng economica
Ing economica
 
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/011º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
1º GUTS-SC - Florianópolis 23/01
 
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
EE660_Report_YaxinLiu_8448347171
 
Terry Coad Reference
Terry Coad ReferenceTerry Coad Reference
Terry Coad Reference
 
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
グッチのハンドバッグこの少女力づけ崇拝
 
A Luz Enteal Divina desce a matéria o Arcanjo Lúcifer
A Luz Enteal Divina desce a matéria   o Arcanjo LúciferA Luz Enteal Divina desce a matéria   o Arcanjo Lúcifer
A Luz Enteal Divina desce a matéria o Arcanjo Lúcifer
 
Livro - Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
Livro -  Profecias de dom Bosco sobre o BrasilLivro -  Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
Livro - Profecias de dom Bosco sobre o Brasil
 
Where is the homeland of Abdruschin
Where is the homeland of AbdruschinWhere is the homeland of Abdruschin
Where is the homeland of Abdruschin
 
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo SilvaConfirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
Confirmation – O 1/3 Mais Importante da História de Usuário - Eduardo Silva
 
O desvendamento dos Hieróglifos
O desvendamento dos HieróglifosO desvendamento dos Hieróglifos
O desvendamento dos Hieróglifos
 
O portal para os sete selos ou o portal da humanidade
O portal para os sete selos ou o portal da humanidadeO portal para os sete selos ou o portal da humanidade
O portal para os sete selos ou o portal da humanidade
 
O mestre universal - kurt Iling
O mestre universal -  kurt IlingO mestre universal -  kurt Iling
O mestre universal - kurt Iling
 
Indios Tupinabás
Indios TupinabásIndios Tupinabás
Indios Tupinabás
 
A flor da vida e a geometria sagrada
A flor da vida e a geometria sagradaA flor da vida e a geometria sagrada
A flor da vida e a geometria sagrada
 
Lançai sobre ele toda a culpa - Arthur Giese
Lançai sobre ele toda a culpa -  Arthur GieseLançai sobre ele toda a culpa -  Arthur Giese
Lançai sobre ele toda a culpa - Arthur Giese
 

Semelhante a A mãe terrena e o nascimento de Abdruschin

Maria, a Mãe de Jesus
Maria, a Mãe de JesusMaria, a Mãe de Jesus
Maria, a Mãe de Jesus
Antonino Silva
 
Evangeliza - Maria de Nazaré, Mãe de Jesus
Evangeliza - Maria de Nazaré,  Mãe de JesusEvangeliza - Maria de Nazaré,  Mãe de Jesus
Evangeliza - Maria de Nazaré, Mãe de Jesus
Antonino Silva
 
Franciscode assis
Franciscode assisFranciscode assis
Franciscode assis
ANDRY CAVALHEIRO
 
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
Gerson G. Ramos
 
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comumDe Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
Anderson Santos
 
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Primeiros escritos
Primeiros escritosPrimeiros escritos
Primeiros escritos
Onireves Raliv
 
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
OrdineGesu
 
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Advent e natal   1 na biblia (portugues)Advent e natal   1 na biblia (portugues)
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Martin M Flynn
 
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-naçõesCapítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
marcos2016
 
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-naçõesCapítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
marcos2016
 
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
Elielbarra1
 
Boletim informatio o consolador maio 2014 impressão
Boletim informatio o consolador   maio 2014 impressãoBoletim informatio o consolador   maio 2014 impressão
Boletim informatio o consolador maio 2014 impressão
Ume Maria
 
Testemunho true mother pt
Testemunho true mother ptTestemunho true mother pt
Testemunho true mother pt
Hideumi Sekiguchi
 
Boletim informativo dezembro 2012
Boletim informativo  dezembro 2012Boletim informativo  dezembro 2012
Boletim informativo dezembro 2012
fespiritacrista
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Maria
MariaMaria
Maria
Fatoze
 
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
teatinos
 
Jornal de dezembro
Jornal de dezembroJornal de dezembro
Jornal de dezembro
jucrismm
 

Semelhante a A mãe terrena e o nascimento de Abdruschin (20)

Maria, a Mãe de Jesus
Maria, a Mãe de JesusMaria, a Mãe de Jesus
Maria, a Mãe de Jesus
 
Evangeliza - Maria de Nazaré, Mãe de Jesus
Evangeliza - Maria de Nazaré,  Mãe de JesusEvangeliza - Maria de Nazaré,  Mãe de Jesus
Evangeliza - Maria de Nazaré, Mãe de Jesus
 
Franciscode assis
Franciscode assisFranciscode assis
Franciscode assis
 
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
GGR_As mulheres no ministério de Jesus_622015
 
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comumDe Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
De Francisco de Assis para Você- Vamos cuidar da casa comum
 
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
 
Primeiros escritos
Primeiros escritosPrimeiros escritos
Primeiros escritos
 
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
 
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
Advent e natal   1 na biblia (portugues)Advent e natal   1 na biblia (portugues)
Advent e natal 1 na biblia (portugues)
 
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-naçõesCapítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
 
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-naçõesCapítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
Capítulo 7-desejado-de-todas-as-nações
 
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
 
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
A importação da musica para a adoração no tempo do fim sua Adoração no Tempo ...
 
Boletim informatio o consolador maio 2014 impressão
Boletim informatio o consolador   maio 2014 impressãoBoletim informatio o consolador   maio 2014 impressão
Boletim informatio o consolador maio 2014 impressão
 
Testemunho true mother pt
Testemunho true mother ptTestemunho true mother pt
Testemunho true mother pt
 
Boletim informativo dezembro 2012
Boletim informativo  dezembro 2012Boletim informativo  dezembro 2012
Boletim informativo dezembro 2012
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
 
Maria
MariaMaria
Maria
 
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
 
Jornal de dezembro
Jornal de dezembroJornal de dezembro
Jornal de dezembro
 

Mais de Uma Luz além do Mundo

A Grande Batalha contra Lúcifer
A Grande Batalha contra LúciferA Grande Batalha contra Lúcifer
A Grande Batalha contra Lúcifer
Uma Luz além do Mundo
 
Memórias dos Convocados - Vzpomínky na pána Abdrushina
Memórias dos Convocados -  Vzpomínky na pána AbdrushinaMemórias dos Convocados -  Vzpomínky na pána Abdrushina
Memórias dos Convocados - Vzpomínky na pána Abdrushina
Uma Luz além do Mundo
 
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman EalesDr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
Uma Luz além do Mundo
 
Iden fratag fritsch-dernieres-paroles
Iden fratag   fritsch-dernieres-parolesIden fratag   fritsch-dernieres-paroles
Iden fratag fritsch-dernieres-paroles
Uma Luz além do Mundo
 
Trauma de tietez auc-92-tietze
Trauma de tietez   auc-92-tietzeTrauma de tietez   auc-92-tietze
Trauma de tietez auc-92-tietze
Uma Luz além do Mundo
 
Miang Fong
Miang Fong Miang Fong
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indiiBuddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
Uma Luz além do Mundo
 
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS - manfred kyber
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS -   manfred  kyberELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS -   manfred  kyber
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS - manfred kyber
Uma Luz além do Mundo
 
MIANG - FONG
MIANG -  FONGMIANG -  FONG
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
Uma Luz além do Mundo
 
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
Uma Luz além do Mundo
 

Mais de Uma Luz além do Mundo (11)

A Grande Batalha contra Lúcifer
A Grande Batalha contra LúciferA Grande Batalha contra Lúcifer
A Grande Batalha contra Lúcifer
 
Memórias dos Convocados - Vzpomínky na pána Abdrushina
Memórias dos Convocados -  Vzpomínky na pána AbdrushinaMemórias dos Convocados -  Vzpomínky na pána Abdrushina
Memórias dos Convocados - Vzpomínky na pána Abdrushina
 
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman EalesDr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
Dr. Rauber aus der chronik von Freeman Eales
 
Iden fratag fritsch-dernieres-paroles
Iden fratag   fritsch-dernieres-parolesIden fratag   fritsch-dernieres-paroles
Iden fratag fritsch-dernieres-paroles
 
Trauma de tietez auc-92-tietze
Trauma de tietez   auc-92-tietzeTrauma de tietez   auc-92-tietze
Trauma de tietez auc-92-tietze
 
Miang Fong
Miang Fong Miang Fong
Miang Fong
 
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indiiBuddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
Buddha. éivot a pÿsobenõ pÿipravovatele cesty v indii
 
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS - manfred kyber
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS -   manfred  kyberELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS -   manfred  kyber
ELES TAMBÉM SÃO NOSSOS IRMÃOS - manfred kyber
 
MIANG - FONG
MIANG -  FONGMIANG -  FONG
MIANG - FONG
 
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
MENSAGEM DO GRAAL "NA LUZ DA VERDADE - ABDRUSCHIN
 
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
A VIDA DE MAOMÉ(MOHAMMED)
 

Último

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 

Último (16)

CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 

A mãe terrena e o nascimento de Abdruschin

  • 1. A mãe terrena e o nascimento de Abdruschin Recebido por inspiração especial De todos os países da Terra a Alemanha foi escolhida como o país mais maduro daquela época, para receber a Vontade de Deus. Uma estrela brilhava bem acima dela, nas mais elevadas alturas. Esta estrela era de espécie espiritual e prometia um acontecimento grandioso, como os seres humanos ainda não haviam vivenciado. Mas os seres humanos não a viam. Apenas os espíritos que rodeavam e perpassavam a Terra sabiam da estrela e a aguardavam. Poderosamente o espírito do Filho do Homem aproximava-se cada vez mais do globo terrestre. Luz difundia-se sobre os locais da Terra, ao quais ele descia de encontro. A figura luminosa de Parsival perpassava camada após camada da densidade fino-material. Fortes guerreiros estavam a seu lado, e invólucro em torno de invólucro envolvia o núcleo luminoso, o qual, com isso, descia cada vez mais para perto da Terra. Um receptáculo terreno fora escolhido pela Luz: puro e límpido, simples e singelo, cheio de uma fidelidade e caráter alegre e correto, cheio de frescor e energia, de aplicação e boa vontade. A simplicidade fora dada a esta mulher terrena, a pureza e o juízo claro e imperturbável. Assim como outrora Maria de Nazaré viveu em círculos singelos e límpidos da boa burguesia, assim também viveu e cresceu Emma Bernhardt. Saudável e pura de corpo e alma. Distante estava a mulher, que era boa esposa e mãe fiel, de tudo o que era sobrenatural. Mas, bem no íntimo do seu espírito ela vivenciava muita coisa, que não vinha até a superfície. Muitos fios luminosos nutriam forças, que repousavam na mãe sem serem utilizadas e que, atraindo, criavam as condições para o desenvolvimento terreno da criança. Num trabalho continuo de manhã até a tarde, a futura mãe era a última em casa que ia descansar e a primeira que despertava. Pureza e ordem difundiam-se como uma força abençoante, onde ela reinava. Sua proximidade respirava prudência, paz e segurança. Como seu ser, clara e determinada eram sua fala e sua voz. Ela criou para o marido um belo lar, para o filho uma inesquecível casa paterna. Silenciosa e vivazmente ela servia a Deus, sem saber qual elevada graça lhe sucederia. Assim ela construía em si e em torno de si, com toda naturalidade, um templo para a Vontade de Deus. Ao seu redor
  • 2. pairavam forças puras e elevadas, as quais só podiam se inclinar para mães convocadas pela Luz, pois estas ofereciam a partir de si a ponte, sobre a qual as puras irradiações chegavam até a Terra. De forma irradiante ampliava-se dia após dia a estrada luminosa que, saindo do céu, conduzia à Terra. Nela subiam e desciam entealidades que já há muito tempo não tinham mais ligação com a matéria. Ao redor da futura mãe formou-se um invólucro luminoso, que com um cordão fino e resplandecente alcançava até a altura mais luminosa. Ela se sentia muito feliz. Tornara-se mais silenciosa e mais branda, e muitas vezes ficava refletindo junto à janela. No momento certo veio, um dia, um raio oriundo da deslumbrante Luz que a assustou e a tornou feliz. Ao seu redor soava claro, como o canto de muitas vozes juvenis. Uma maravilhosa Luz estava como que pegando fogo em seu íntimo, de modo a paralisar sua respiração. Silenciosamente ela juntou as mãos em oração. Então sussurrou como asas de anjo, e uma poderosa força aproximou-se de cima. Como uma espada afiada e bem reluzente, uma Luz penetrou o corpo da mulher em oração. “Senhor, dai-me força, para que sempre possa cumprir minha tarefa!” aflorou-se, suplicando, de sua alma. Tão logo a corrente de Luz encheu o receptáculo terreno com sua força, iniciou-se uma forte vida espiritual ao redor da mãe. Muitas vezes aproximavam-se dela elevados e luminosos mensageiros que cuidavam com esmero da criança em desenvolvimento. Ismaniela não saía mais de seu lado. Ela influenciava fortemente a vida da futura mãe, obrigava à calma, ao movimento, à ingestão da alimentação correta. Uma felicidade bem-aventurada apossou-se dela mesma, felicidade que retransmitia à mãe. Um dia veio uma idosa vendedora ambulante até a casa. Ela perguntou à jovem mãe se queria comprar alguma coisa. Depois da resposta negativa, ampliaram-se, de repente, os olhos da estranha mulher e num tom quase como que cantando, ela exclamou: “Tu és agraciada entre todas as mulheres, pois tu presentearás ao mundo uma grande Luz!” Admirada, Emma ouviu estas singulares palavras. A estranha, porém, foi embora apressadamente. Era Elisabeth, a mãe de outrora de João Batista, que havia falado através da desconhecida mulher. Tempestuosamente ingressou a primavera no país, e na fúria fora do comum dos elementos, o pequeno menino avistou o mundo. Ele recebeu o nome de Oskar Ernst. Pequenos anjos pairavam em torno Dele, e a Mãe Universal Elisabeth encontrava-se em uma nuvem luminosa, sobre Seu leito. Às
  • 3. suas cabeças, porém, reluzia a estrela luminosa, que para Ele era a saudação do Pai, oriunda da Pátria. Ismaniela vivenciou o nascimento de seu Senhor na materialidade, e para ela e todos os espíritos reconhecedores, contudo, especialmente para Seus servos escolhidos, foi uma felicidade indescritível. Ela via como o céu se abria, como as mãos branco-reluzentes do Pai enviavam a bênção para baixo, ao Filho. Ela via como a corrente luminosa saía e entrava no pequeno corpo terreno da criança, como o sangue se movia, como batia o pequeno coração e como os pulmões realizaram as primeiras profundas respirações. Ela colocou sua mão sobre a cabecinha da criança, que, com olhos sábios, olhava para o infinito. O primeiro grito foi como um som de outros mundos. Não era um choro infantil, mas o eco de uma lembrança dos coros jubilosos no Reino do Pai. Felicitante era o som dessa voz. Também os pais escutavam atentamente. Foi um breve momento, um chamado que Ele, ainda de Sua Pátria, fez à Terra, sobre a qual Ele começava agora Sua obra. Já brilhavam as asas da Pomba Sagrada sobre Sua pequena cabeça, já irradiava a Cruz de Seu delicado corpo e fluxos luminosos desprendiam-se de Seu peito. Mas os seres humanos não viam isso. Apenas uma alegria interior apossou-se deles e uma espécie de devoção, quando encontravam-se junto ao leito desta criança. Rósea difundia-se a Luz da Mãe Universal Elisabeth em torno da criança. Ao longo de quarenta dias ainda permaneceu aberta a ligação com o Reino Espiritual. Os guardiões desciam até Ele. Muitas vezes cintilavam flores de maravilhosa beleza sobre a criança, e o aroma de rosas e lírios perpassava toda a casa, que, na uniformidade da costumeira ordem, logo oferecia novamente o velho quadro da família e da aplicação. Os pais não sabiam que graça Deus lhes presenteara; pois a criança deveria tornar-se consciente através do sofrimento em conjunto entre os seres humanos e, por isso, não podia ser reconhecido durante seu longo e penoso tempo de instrução terrena. Ele fora batizado. O velho e fiel Simeão encontrava-se ao seu lado, quando a mão de um sacerdote terreno dava a bênção ao Filho de Deus, como outrora ele havia abençoado Jesus. O sacerdote que batizava era um dos poucos que, sobre a Terra, já haviam percebido o chamado da Luz e que, em rotas espirituais, encontrou-se com o menino. Assim já começava aqui o caminho das realizações para o Filho do Homem. João Batista encontrava-se por ocasião desse ato igualmente à frente do menino, e o olhar deste pareceu reconhecê-lo. Os seres humanos, porém, intuíram apenas uma comoção especial.
  • 4. Anos passaram-se na uniformidade do dia a dia. O pequeno menino desenvolvia um grande frescor e estava cheio de vida faiscante, contudo tinha poucas crianças ao redor de si. Seus amigos permaneciam invisíveis para todas as criaturas humanas, eles brincavam freqüentemente com Ele. Quando Ismaniela vinha, Ele se alegrava muito. Mas Ele conhecia ainda uma mulher que era muito, muito mais luminosa que Ismaniela. Ela portava uma coroa de estrelas e estava envolta com Luz rósea: A Rainha primordial Elisabeth, sua Mãe! Muitas vezes Ele também via a grande Estrela, que sempre estava sobre Ele na direção leste. Uma noite o aposento irradiou na mais clara Luz. A Mãe Universal Elisabeth encontrava-se junto à cama do menino e com luminosas mãos, abençoando, passava a mão sobre Ele. Irradiações fluíam das alturas celestiais e suaves vozes cantavam doces melodias. A Mãe Universal Elisabeth tinha nas mãos uma venda branca. Ela colocou-a sobre os olhos de Seu Filho e lágrimas corriam para baixo, até Ele. “Agora precisas trilhar Tua estrada sombria, meu Filho. O amor do Pai está junto de Ti. Aguarde até que nos reencontremos!” Um profundo sono terreno envolveu a criança, num sono em que deveria esquecer a Pátria. E começou a peregrinação do Filho do Homem através do pesadume terreno, para tornar-se consciente através do sofrimento, para Sua obra de salvação. Um suave traço de dor residia, às vezes, sobre o rosto do menino, quando, observando silenciosamente, Ele captava em si as impressões da vida terrena. Era um procurar por algo extremamente maravilhoso, inesquecível, que ficara para trás: a saudade pela Pátria! — Alegria e amor pelas plantas e animais preenchiam-No. “São todas criaturas do Pai”, assim pensava Ele. Não dizia outra coisa senão: “Ó Pai!” Nisso Ele sentia uma ligação e força, às quais Ele se apegava com todo coração. Era Seu apoio diante do estranho, em que havia mergulhado. Tudo, na verdade, era estranho para Ele, pois não havia um ser, uma espécie que na Terra ou em outras regiões fossem da mesma espécie Dele. Ele não sabia o motivo, mas sentia que era solitário. Assim Ele tornou-se um estranho entre os seres humanos, por eles não poderem compreendê-Lo, já que Ele, sem mesmo saber, observava tudo a partir das leis de Seu Pai. Com isso, porém, surgiram contrariedades com as leis humanas torcidas, cujos efeitos tinham que se mostrar prejudiciais na vida em conjunto dos seres humanos.
  • 5. Nisso fundamenta-se para Parsival a transformação através do sofrimento sobre a Terra. Apesar disso Ele não se curvava aos erros humanos, pelo contrário, trilhava sempre o próprio caminho, mesmo quando este Lhe trazia sofrimento. Com isso, irradiava Dele, sobre os seres humanos, uma sempre crescente força de atração fora do comum, que, em Sua espécie inabitual aos seres humanos, incitava as torcidas criaturas humanas, fazendo-as tornarem-se inimigas. —