SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Unidades de Internação
Segurança no Processo de Medicação
Farmacêutico no Cefaclin realiza avaliação das transcrições
no sistema e da prescrição médica: verifica dose, diluente,
via de administração, frequência, posologia, interações
e orientações específicas.
1ª Barreira de Segurança
Avaliação farmacêutica
2ª Barreira de Segurança
O profissional da Farmácia separa
o medicamento e bipa com o PDA.
O profissional que administra confere os medicamentos
preparados, um a um, com a prescrição médica coloca
as iniciais ao lado do horário e no verso da prescrição
junto com o carimbo.
Tem por objetivo a conferência do medica-
mento já preparado com a prescrição.
4ª Barreira de Segurança
5ª Barreira de Segurança
3ª Barreira de Segurança
Atualizado em Fevereiro/2013
Existem BARREIRAS durante o processo
de solicitação, preparo e administração do
medicamento que devem ser seguidas para
garantir a SEGURANÇA DO PACIENTE. Hoje,
no HSL, estamos em um processo de transição
e as barreiras são realizadas de forma eletrônica
(ADEP/GEDIPA) e manual.
O sistema manual nas Unidades de Internação
ocorre quando a prescrição do medicamento
ainda não está no sistema (urgências),
quimioterapia, NPT, pré-anestésico e Kit Sepse.
Como asseguramos que o medicamento certo será administrado
na dose, via, diluição, horário e paciente certos?
Realizado pela equipe de enfermagem, com 3 leituras da prescrição médica.
2ª leitura
3ª leitura
Atenção: preparar medicações
de um paciente por vez.
Eletrônica
O profissional confere os medicamentos
a serem administrados checando a
prescrição do ADEP ou GEDIPA com
a prescrição original.
Eletrônica
O profissional separa os medica-
mentos e bipa um a um para
conferência - dupla checagem
com o sistema.
Eletrônica
O sistema emite todas as etiquetas
dos medicamentos daquele horário;
o profissional lê cada etiqueta e
prepara os medicamentos um a um.
Manual
O profissional confere os medica-
mentos a serem administrados
com a prescrição original.
Manual
O profissional separa os medica-
mentos e confere um a um com
a prescrição médica.
Manual
O profissional prepara a medicação
e ao término de cada uma lê a pres-
crição novamente e preenche a
etiqueta manualmente.
1. Paciente, medicação, dose, horário, via de
administração, diluição e tempo de infusão
2. Indicação e efeitos colaterais
3. Interações e recomendações especiais.
1ª leitura
O profissional confere as informações na prescrição:
Checagem com a pulseira do paciente
Eletrônica
O profissional bipa seu crachá
com o PDA, a pulseira do paciente
e o medicamento a ser administrado.
Manual
O profissional confere a etiqueta
com a pulseira do paciente.
Checa a prescrição impressaO profissional administra o medicamento

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ppt coletiva seguranca_paciente_final
Ppt coletiva seguranca_paciente_finalPpt coletiva seguranca_paciente_final
Ppt coletiva seguranca_paciente_final
Jornal do Commercio
 
Administração de Medicamentos
Administração de MedicamentosAdministração de Medicamentos
Administração de Medicamentos
Fabricio Lopes
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa
07082001
 
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador HospitalarGerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
Fernanda Cabral
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Danilo Nunes Anunciação
 

Mais procurados (20)

Aula 3 programa de segurança do paciente - qualidade em saúde e indicadores...
Aula 3   programa de segurança do paciente - qualidade em saúde e indicadores...Aula 3   programa de segurança do paciente - qualidade em saúde e indicadores...
Aula 3 programa de segurança do paciente - qualidade em saúde e indicadores...
 
Ppt coletiva seguranca_paciente_final
Ppt coletiva seguranca_paciente_finalPpt coletiva seguranca_paciente_final
Ppt coletiva seguranca_paciente_final
 
Infecção hospitalar
Infecção hospitalarInfecção hospitalar
Infecção hospitalar
 
Uti
UtiUti
Uti
 
Treinamento de Segurança do Paciente
Treinamento de Segurança do PacienteTreinamento de Segurança do Paciente
Treinamento de Segurança do Paciente
 
Administração de Medicamentos
Administração de MedicamentosAdministração de Medicamentos
Administração de Medicamentos
 
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
 
Segurança do paciente
Segurança do pacienteSegurança do paciente
Segurança do paciente
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa
 
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impressoAnotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
Anotação de enfermagem, admissão e preencimento de impresso
 
O que é segurança do paciente? - Tópico 1_Guia Curricular da OMS
O que é segurança do paciente? - Tópico 1_Guia Curricular da OMSO que é segurança do paciente? - Tópico 1_Guia Curricular da OMS
O que é segurança do paciente? - Tópico 1_Guia Curricular da OMS
 
Passagem de plantão (Rotinas)
Passagem de plantão (Rotinas)Passagem de plantão (Rotinas)
Passagem de plantão (Rotinas)
 
Aula anotação de enfermagem
Aula anotação de enfermagem Aula anotação de enfermagem
Aula anotação de enfermagem
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador HospitalarGerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e Incinerador Hospitalar
 
Prevenção e controle de infecção
Prevenção e controle de infecçãoPrevenção e controle de infecção
Prevenção e controle de infecção
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
 
Aula urgencia e emergencia
Aula urgencia e emergenciaAula urgencia e emergencia
Aula urgencia e emergencia
 
Prescrição Médica Hospitalar
Prescrição Médica HospitalarPrescrição Médica Hospitalar
Prescrição Médica Hospitalar
 
Noções de farmacologia
Noções de farmacologiaNoções de farmacologia
Noções de farmacologia
 

Destaque

Busca ativa de reações adversas a medicamentos ram
Busca ativa de reações adversas a medicamentos   ramBusca ativa de reações adversas a medicamentos   ram
Busca ativa de reações adversas a medicamentos ram
Arquivo-FClinico
 
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamentoApneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
Arquivo-FClinico
 
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saudeManual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
Izabela Bitencourt
 
Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_
Alice Castro
 
Reações alérgicas
Reações alérgicasReações alérgicas
Reações alérgicas
Dalila_Marcao
 
Higienização das mãos zenilda
Higienização das mãos zenildaHigienização das mãos zenilda
Higienização das mãos zenilda
Luiz Fernandes
 

Destaque (20)

Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológicoAvaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
 
Busca ativa de reações adversas a medicamentos ram
Busca ativa de reações adversas a medicamentos   ramBusca ativa de reações adversas a medicamentos   ram
Busca ativa de reações adversas a medicamentos ram
 
Armazenamento e descarte de medicamentos e materiais
Armazenamento e descarte de medicamentos e materiaisArmazenamento e descarte de medicamentos e materiais
Armazenamento e descarte de medicamentos e materiais
 
Disclosure (Abertura de Informação)
Disclosure  (Abertura de Informação)Disclosure  (Abertura de Informação)
Disclosure (Abertura de Informação)
 
Farmacovigilância - Hospital Sírio Libanês
Farmacovigilância - Hospital Sírio LibanêsFarmacovigilância - Hospital Sírio Libanês
Farmacovigilância - Hospital Sírio Libanês
 
Protocolo de Disclosure - IBES
Protocolo de Disclosure - IBESProtocolo de Disclosure - IBES
Protocolo de Disclosure - IBES
 
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamentoApneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
Apneia obstrutiva do_sono_e_ronco_primario_tratamento
 
Diretrizes brasileiras de diabetes 2013/2014
Diretrizes brasileiras de diabetes 2013/2014Diretrizes brasileiras de diabetes 2013/2014
Diretrizes brasileiras de diabetes 2013/2014
 
Nomes de medicamentos semelhantes na pronúncia ou na escrita
Nomes de medicamentos semelhantes na pronúncia ou na escritaNomes de medicamentos semelhantes na pronúncia ou na escrita
Nomes de medicamentos semelhantes na pronúncia ou na escrita
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saudeManual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
Manual de-gerenciamento-de-residuos-de-servico-de-saude
 
Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_
 
Relatório de Sustentabilidade 2012 Hospital Sírio-Libanês
Relatório de Sustentabilidade 2012   Hospital Sírio-LibanêsRelatório de Sustentabilidade 2012   Hospital Sírio-Libanês
Relatório de Sustentabilidade 2012 Hospital Sírio-Libanês
 
Reações alérgicas
Reações alérgicasReações alérgicas
Reações alérgicas
 
Ebola Ministério da Saúde
Ebola Ministério da SaúdeEbola Ministério da Saúde
Ebola Ministério da Saúde
 
Uso indiscriminado de medicamentos
Uso indiscriminado de medicamentosUso indiscriminado de medicamentos
Uso indiscriminado de medicamentos
 
Reacciones alergicas a los medicamentos
Reacciones alergicas a los medicamentosReacciones alergicas a los medicamentos
Reacciones alergicas a los medicamentos
 
Alergia a medicamentos
Alergia a medicamentosAlergia a medicamentos
Alergia a medicamentos
 
Higienização das mãos zenilda
Higienização das mãos zenildaHigienização das mãos zenilda
Higienização das mãos zenilda
 
Reação
 Reação Reação
Reação
 

Semelhante a Barreiras de segurança no processo de medicação unidade internação

boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
LuanMiguelCosta
 
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentosControle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
Glegson
 
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológica
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológicaFluxo de medicamentos da farmácia oncológica
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológica
Arquivo-FClinico
 
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagem
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagemAdministração-de-medicamentos.pptx enffermagem
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagem
LuanMiguelCosta
 
Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
 Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
Gilberto de Jesus
 
Silvia Helena de Bortoli Cassiani
Silvia Helena de Bortoli CassianiSilvia Helena de Bortoli Cassiani
Silvia Helena de Bortoli Cassiani
Sobragen-VIIIEnenge
 
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Módulo farmácia   prescrição medicamentosaMódulo farmácia   prescrição medicamentosa
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Leonardo Alves
 
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Módulo farmácia   prescrição medicamentosaMódulo farmácia   prescrição medicamentosa
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Leonardo Alves
 

Semelhante a Barreiras de segurança no processo de medicação unidade internação (20)

boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
boas-praticas-recomendadas-para-o-cuidado-seguro-na-administracao-de-medicame...
 
Segurança na Cadeia Medicamentosa
Segurança na Cadeia MedicamentosaSegurança na Cadeia Medicamentosa
Segurança na Cadeia Medicamentosa
 
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentosControle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
Controle de qualidade no preparo e administração de medicamentos
 
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológica
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológicaFluxo de medicamentos da farmácia oncológica
Fluxo de medicamentos da farmácia oncológica
 
Protocolo meta de controle de dados autonomos.
Protocolo meta de controle de dados autonomos.Protocolo meta de controle de dados autonomos.
Protocolo meta de controle de dados autonomos.
 
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagem
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagemAdministração-de-medicamentos.pptx enffermagem
Administração-de-medicamentos.pptx enffermagem
 
Administração de-medicamentos
Administração de-medicamentosAdministração de-medicamentos
Administração de-medicamentos
 
Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
 Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
Erros de medicação Prof° Gilberto de Jesus
 
Injetáveis.pptx
Injetáveis.pptxInjetáveis.pptx
Injetáveis.pptx
 
UPA 24hs
UPA 24hsUPA 24hs
UPA 24hs
 
Medicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologiaMedicações e diluições em neonatologia
Medicações e diluições em neonatologia
 
Administração medicamentos: regras gerais e tipos de seringas
Administração medicamentos: regras gerais e tipos de seringas Administração medicamentos: regras gerais e tipos de seringas
Administração medicamentos: regras gerais e tipos de seringas
 
FARMACOTECNICA_Sistema de distribuição de medicamentos_23_05_23.ppt
FARMACOTECNICA_Sistema de distribuição de medicamentos_23_05_23.pptFARMACOTECNICA_Sistema de distribuição de medicamentos_23_05_23.ppt
FARMACOTECNICA_Sistema de distribuição de medicamentos_23_05_23.ppt
 
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.pptReconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
 
Silvia Helena de Bortoli Cassiani
Silvia Helena de Bortoli CassianiSilvia Helena de Bortoli Cassiani
Silvia Helena de Bortoli Cassiani
 
Eventos Adversos a Medicamentos_parte II com animação 02 (1).ppt
Eventos Adversos a Medicamentos_parte II com animação 02 (1).pptEventos Adversos a Medicamentos_parte II com animação 02 (1).ppt
Eventos Adversos a Medicamentos_parte II com animação 02 (1).ppt
 
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Módulo farmácia   prescrição medicamentosaMódulo farmácia   prescrição medicamentosa
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
 
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
Módulo farmácia   prescrição medicamentosaMódulo farmácia   prescrição medicamentosa
Módulo farmácia prescrição medicamentosa
 
Protocolo de prescrição de Medicamentos
Protocolo de  prescrição de MedicamentosProtocolo de  prescrição de Medicamentos
Protocolo de prescrição de Medicamentos
 
Uso Seguro de Medicamentos em Neonatologia: Preparo e Administração
Uso Seguro de Medicamentos em Neonatologia: Preparo e AdministraçãoUso Seguro de Medicamentos em Neonatologia: Preparo e Administração
Uso Seguro de Medicamentos em Neonatologia: Preparo e Administração
 

Mais de Arquivo-FClinico

Antidepressivos brats 2012
Antidepressivos brats 2012Antidepressivos brats 2012
Antidepressivos brats 2012
Arquivo-FClinico
 
Refluxo gastroesofágico - MS
Refluxo gastroesofágico - MSRefluxo gastroesofágico - MS
Refluxo gastroesofágico - MS
Arquivo-FClinico
 
Hipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MSHipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MS
Arquivo-FClinico
 
Hipertensão arterial referencias - MS
Hipertensão arterial referencias - MSHipertensão arterial referencias - MS
Hipertensão arterial referencias - MS
Arquivo-FClinico
 
Epilepsia referencias - MS
Epilepsia referencias - MSEpilepsia referencias - MS
Epilepsia referencias - MS
Arquivo-FClinico
 
Dislipidemia referencias - MS
Dislipidemia referencias - MSDislipidemia referencias - MS
Dislipidemia referencias - MS
Arquivo-FClinico
 
Disfunção erétil referências - MS
Disfunção erétil referências - MSDisfunção erétil referências - MS
Disfunção erétil referências - MS
Arquivo-FClinico
 
Anemia por deficiência de ferro - MS
Anemia por deficiência de ferro - MSAnemia por deficiência de ferro - MS
Anemia por deficiência de ferro - MS
Arquivo-FClinico
 
Cadernos de atenção básica estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
Cadernos de atenção básica   estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...Cadernos de atenção básica   estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
Cadernos de atenção básica estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
Arquivo-FClinico
 
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
Arquivo-FClinico
 

Mais de Arquivo-FClinico (20)

Cristalóides e colóides na prática clínica
Cristalóides e colóides na prática clínicaCristalóides e colóides na prática clínica
Cristalóides e colóides na prática clínica
 
Antidepressivos brats 2012
Antidepressivos brats 2012Antidepressivos brats 2012
Antidepressivos brats 2012
 
Osteoporose
OsteoporoseOsteoporose
Osteoporose
 
Refluxo gastroesofágico - MS
Refluxo gastroesofágico - MSRefluxo gastroesofágico - MS
Refluxo gastroesofágico - MS
 
Osteoporose -MS
Osteoporose -MSOsteoporose -MS
Osteoporose -MS
 
Hipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MSHipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MS
 
Hipertensão arterial referencias - MS
Hipertensão arterial referencias - MSHipertensão arterial referencias - MS
Hipertensão arterial referencias - MS
 
Glaucoma - MS
Glaucoma - MSGlaucoma - MS
Glaucoma - MS
 
Epilepsia - MS
Epilepsia - MSEpilepsia - MS
Epilepsia - MS
 
Epilepsia referencias - MS
Epilepsia referencias - MSEpilepsia referencias - MS
Epilepsia referencias - MS
 
Dislipidemia - MS
Dislipidemia - MSDislipidemia - MS
Dislipidemia - MS
 
Dislipidemia referencias - MS
Dislipidemia referencias - MSDislipidemia referencias - MS
Dislipidemia referencias - MS
 
Disfunção erétil - MS
Disfunção erétil - MSDisfunção erétil - MS
Disfunção erétil - MS
 
Disfunção erétil referências - MS
Disfunção erétil referências - MSDisfunção erétil referências - MS
Disfunção erétil referências - MS
 
Anemia por deficiência de ferro - MS
Anemia por deficiência de ferro - MSAnemia por deficiência de ferro - MS
Anemia por deficiência de ferro - MS
 
Rinite alérgica - MS
Rinite alérgica - MSRinite alérgica - MS
Rinite alérgica - MS
 
Cadernos de atenção básica estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
Cadernos de atenção básica   estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...Cadernos de atenção básica   estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
Cadernos de atenção básica estratégias para o cuidado da pessoa com doença ...
 
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
V diretriz brasileira_de_dislipidemias (1)
 
Resumo sobre métodos contraceptivos
Resumo sobre métodos contraceptivosResumo sobre métodos contraceptivos
Resumo sobre métodos contraceptivos
 
Biomarcadores na Nefrologia (e-book)
Biomarcadores na Nefrologia (e-book)Biomarcadores na Nefrologia (e-book)
Biomarcadores na Nefrologia (e-book)
 

Barreiras de segurança no processo de medicação unidade internação

  • 1. Unidades de Internação Segurança no Processo de Medicação Farmacêutico no Cefaclin realiza avaliação das transcrições no sistema e da prescrição médica: verifica dose, diluente, via de administração, frequência, posologia, interações e orientações específicas. 1ª Barreira de Segurança Avaliação farmacêutica 2ª Barreira de Segurança O profissional da Farmácia separa o medicamento e bipa com o PDA. O profissional que administra confere os medicamentos preparados, um a um, com a prescrição médica coloca as iniciais ao lado do horário e no verso da prescrição junto com o carimbo. Tem por objetivo a conferência do medica- mento já preparado com a prescrição. 4ª Barreira de Segurança 5ª Barreira de Segurança 3ª Barreira de Segurança Atualizado em Fevereiro/2013 Existem BARREIRAS durante o processo de solicitação, preparo e administração do medicamento que devem ser seguidas para garantir a SEGURANÇA DO PACIENTE. Hoje, no HSL, estamos em um processo de transição e as barreiras são realizadas de forma eletrônica (ADEP/GEDIPA) e manual. O sistema manual nas Unidades de Internação ocorre quando a prescrição do medicamento ainda não está no sistema (urgências), quimioterapia, NPT, pré-anestésico e Kit Sepse. Como asseguramos que o medicamento certo será administrado na dose, via, diluição, horário e paciente certos? Realizado pela equipe de enfermagem, com 3 leituras da prescrição médica. 2ª leitura 3ª leitura Atenção: preparar medicações de um paciente por vez. Eletrônica O profissional confere os medicamentos a serem administrados checando a prescrição do ADEP ou GEDIPA com a prescrição original. Eletrônica O profissional separa os medica- mentos e bipa um a um para conferência - dupla checagem com o sistema. Eletrônica O sistema emite todas as etiquetas dos medicamentos daquele horário; o profissional lê cada etiqueta e prepara os medicamentos um a um. Manual O profissional confere os medica- mentos a serem administrados com a prescrição original. Manual O profissional separa os medica- mentos e confere um a um com a prescrição médica. Manual O profissional prepara a medicação e ao término de cada uma lê a pres- crição novamente e preenche a etiqueta manualmente. 1. Paciente, medicação, dose, horário, via de administração, diluição e tempo de infusão 2. Indicação e efeitos colaterais 3. Interações e recomendações especiais. 1ª leitura O profissional confere as informações na prescrição: Checagem com a pulseira do paciente Eletrônica O profissional bipa seu crachá com o PDA, a pulseira do paciente e o medicamento a ser administrado. Manual O profissional confere a etiqueta com a pulseira do paciente. Checa a prescrição impressaO profissional administra o medicamento