Algumas teorias da aprendizagem

445 visualizações

Publicada em

Rápida apresentação sobre algumas abordagens teóricas sobre a aprendizagem.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
445
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Algumas teorias da aprendizagem

  1. 1. ALGUMAS ABORDAGENS ACERCA DA APRENDIZAGEM Evelin Mintegui Curso de Especialização em Docência no Ensino Superior - PUCRS
  2. 2. DIFICULDADES DE SISTEMATIZAÇÃO DAS TEORIAS Existem diversas classificações sobre as teorias de aprendizagem, que podem tornar complicada a diferenciação entre elas. “O Grito” - Edvard Munch (1893)
  3. 3. AS TEORIAS DA APRENDIZAGEM CARREGAM DIFERENTES ELEMENTOS RELATIVOS A DIFERENTES MODELOS Modelos Epistemológicos Modelos Pedagógicos Fonte: Becker, 2015.
  4. 4. ABORDAGEM TRADICIONAL • Sujeito passivo – receptor – “educação bancária” • Conhecimento – resultado – a ser absorvido pelo aluno • Aulas expositivas • Relação professor aluno - vertical
  5. 5. ABORDAGEM COMPORTAMENTALISTA • Behaviorismo • Sujeito como um produto do meio • Generalização e discriminação – conhecimento resultado direto da experiência • Tendência tecnicista – aprendizagem = condicionamento
  6. 6. ABORDAGENS COGNITIVISTAS Cognitivismo Tradicional Nabuco (2003) nos cognitivistas o conceito de realidade e de construção de significados pode ser entendido, como fruto direto das representações extraídas da realidade externa, ou seja, no desenvolvimento da nossa cognição, exibimos uma inclinação natural para revelar internamente os significados da existência concreta externa. Os conceitos já estão existentes no mundo exterior. Evidencia-se a busca contínua daquilo que objetivamente existe no mundo. Ao nos defrontarmos com o mundo, abstrairemos os conceitos possíveis, e nosso pensamento, em sua atividade, buscará tais eventos. Segundo Beck (1964), não é a situação e o contexto que determinam o que as pessoas sentem, mas sim o modo como elas interpretam os fatos. Então se percebe que conhecimento é uma representação imediata do mundo exterior, dessa realidade que é única. Cognitivismo Construtivista Já para o construtivismo, os conceitos de realidade e construção de significados encontram-se subordinados à influência das emoções, é por meio dos elementos proprioceptivos e das estruturas vivenciais (aquelas que interpretam os estímulos pela experiência) que ocorrerão esses processos. Assim a realidade interna será vista como derivada do modo pelo qual cada indivíduo sente emocionalmente o mundo, mediante percepções corpóreas e tácitas produzidas pelo seu aparecimento. Percebe-se que aqui, primeiro sente algo para depois pensar no seu conteúdo, a emoção sempre criará problemas para o pensamento resolver. Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado http://www.portaleducacao.com.br/psicologia/artigos/11477/diferenca-entre-cognitivismo-e-o-construtivismo#ixzz3d5ayyfJB
  7. 7. ABORDAGEM COGNITIVISTA • Conhecimento como produto da interação entre sujeito e ambiente, como construção contínua • Valorização do conhecimento prévio do sujeito • Desconstrução da ideia de professor como “depositante” de conhecimentos no aluno - Ênfases na cognição ou no afeto
  8. 8. ABORDAGENS COGNITIVISTAS • Piaget – teoria de desenvolvimento mental • Conceitos: assimilação, acomodação, desequilíbrio. • Vigotsky – teoria da atividade • Conceitos: interiorização de instrumentos e signos – linguagem; interação; zona de desenvolvimento proximal. Em algumas classificações a teoria da aprendizagem vigotskyana é entendida como uma teoria sócio- cultural, pelo peso da sociedade e cultura (representados pelos signos e linguagem) na formação do sujeito
  9. 9. OUTRAS ABORDAGENS Humanistas Sócio-Culturais
  10. 10. REFERÊNCIAS BECKER, Fernando. Modelos pedagógicos e modelos epistemológicos. Disponível em http://moodle.pucrs.br/pluginfile.php/1745121/mod_resource/content/1/texto_fernando_becker.pdf. Acesso em 14 jun. 2015. MUNCH, Edvard. O Grito. 1893. Disponível em < http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Grito_(pintura)> . Acesso em 14 jun. 2015. PORTAL EDUCAÇÃO. Cognitivismo x Construtivismo. Disponível em http://www.portaleducacao.com.br/psicologia/artigos/11477/diferenca-entre-cognitivismo-e-o- construtivismo#ixzz3d5ayyfJB . Acesso em 14 jun. 2015.

×