Unidades de Discos 
EVANDRO JÚNIOR | www.evandrojunior.pro.br | evandrojunior21@gmail.com
Unidades de Discos 
As unidades de discos, são dispositivos magnéticos ou 
ópticos de suportes de informação digital, util...
Características 
Removíveis (ex. disquete, CD-ROM) 
Fixas (ex. disco Winchester). 
Magnético (ex. Winchester, disquete) 
Ó...
Características 
Interface 
Normalmente SATA, IDE ou SCSI, corresponde à forma como 
os pedidos são tratados, como a infor...
Características 
Capacidade de transferência medida em Megabytes (MB). 
Corresponde à quantidade máxima informação transfe...
Tempo de acesso 
Tempo de acesso é a latência entre uma solicitação de um 
sistema e o acesso do dado solicitado.
O que um disco rígido 
faz? 
Tudo que você mantém no computador fica no disco rígido. 
Não só documentos, fotos, músicas e...
De qual capacidade de 
disco rígido você precisa? 
Tudo que pode ser salvo em um disco rígido é medido em 
termos do seu t...
De qual capacidade de 
disco rígido você precisa? 
Um disco rígido é como uma balança. Ele não sabe a 
diferença entre o q...
O seu disco funcionará 
com um PC ou um Mac? 
Alguns discos já são formatados para funcionar com um ou 
com outro. 
No ent...
Quanto conteúdo você pode 
armazenar?
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido
Constituição física de um 
disco Rígido 
Através do movimento rotacional dos discos, complementado pelo o 
movimento radia...
Acesso à informação 
Divisão lógica do disco, para que sejam criadas zonas 
endereçáveis; 
Sistema de ficheiros, capaz de ...
IDE (Integrated Drive 
Eletronics) 
1990; 
Padrão foi ratificado pelo ANSI, dando origem ao padrão ATA; 
Como o nome "IDE"...
IDE (Integrated Drive 
Eletronics) 
Interface
SATA (Serial Advanced 
Technology Attachment) 
O SATA ou Serial ATA, foi o sucessor do IDE; 
Os Discos Rígidos que utiliza...
SATA (Serial Advanced 
Technology Attachment) 
Por eles serem mais finos, permitem inclusive uma melhor 
ventilação no gab...
SATA (Serial Advanced 
Technology Attachment)
SATA (Serial Advanced 
Technology Attachment) 
SATA 150 (ou SATA 1.5 Gbit/s ou SATA 1500) 
SATA 300 (SATA 3.0 Gbit/s ou SA...
IDE x SATA 
Cabo Paralelo Cabo Serial
SATA II 
É chamado de SATA II ou SATA 2, basicamente todos os 
produtos da segunda geração do SATA (aquela com 
especifica...
SATA II
SCSI (Small Computer 
Systems Interface) 
Estas controladoras são encaixadas em um slot disponível da 
placa mãe. 
As cont...
SCSI (Small Computer 
Systems Interface) 
Numa controladora SCSI, podemos usar até 15 dispositivos 
simultaneamente sem qu...
SCSI (Small Computer 
Systems Interface) 
Outra grande vantagem do SCSI, é uma menor utilização do 
processador quando o H...
SCSI (Small Computer 
Systems Interface) 
Basicamente, o processador precisa apenas informar à 
controladora, quais dados ...
Cabos e conectores SCSI 
Centronics-50: um 
dos conectores 
mais populares, 
possui 50 vias 
divididas em duas 
fileiras.
Cabos e conectores SCSI 
HD50: possui 50 pinos divididos em duas fileiras. Começou a ser 
utilizado a partir do SCSI-2.
Cabos e conectores SCSI 
HD50: possui 50 pinos 
divididos em duas 
fileiras. Começou a ser 
utilizado a partir do 
SCSI-2.
Cabos e conectores SCSI 
A tecnologia SCSI perdeu espaço no mercado depois da chegada 
do padrão SATA em relação aos disco...
SSDs (Unidade de Estado sólido)
Setor de boot 
Quando o computador é ligado, o POST (Power-on Self Test), um 
pequeno programa gravado em um chip de memór...
Unidade de disco - Atualizado 2014
Unidade de disco - Atualizado 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Unidade de disco - Atualizado 2014

717 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Unidade de disco - Atualizado 2014

  1. 1. Unidades de Discos EVANDRO JÚNIOR | www.evandrojunior.pro.br | evandrojunior21@gmail.com
  2. 2. Unidades de Discos As unidades de discos, são dispositivos magnéticos ou ópticos de suportes de informação digital, utilizados como sistema de armazenamento secundário de sistemas computadorizados.
  3. 3. Características Removíveis (ex. disquete, CD-ROM) Fixas (ex. disco Winchester). Magnético (ex. Winchester, disquete) Óptico (ex. CD-ROM, DVD) Magneto-óptico (ex. Mini-Disc);
  4. 4. Características Interface Normalmente SATA, IDE ou SCSI, corresponde à forma como os pedidos são tratados, como a informação é transferida de e para o sistema, o grau de participação do CPU no processo, etc.;
  5. 5. Características Capacidade de transferência medida em Megabytes (MB). Corresponde à quantidade máxima informação transferida entre interface e o sistema. Capacidade de armazenamento, medido em Megabytes (MB), Gigabytes (GB) ou Terabytes (TB); Tempo de acesso, medidos em milisegundos (ms). O tempo de acesso médio é de 10 ms;
  6. 6. Tempo de acesso Tempo de acesso é a latência entre uma solicitação de um sistema e o acesso do dado solicitado.
  7. 7. O que um disco rígido faz? Tudo que você mantém no computador fica no disco rígido. Não só documentos, fotos, músicas e vídeos. Os seus programas, preferências e até mesmo o sistema operacional, tudo isso fica armazenado no disco rígido do seu computador. HD = Hard Disk = Disco Rígido = Winchester.
  8. 8. De qual capacidade de disco rígido você precisa? Tudo que pode ser salvo em um disco rígido é medido em termos do seu tamanho. Texto é bastante pequeno, fotos são um pouco maiores, músicas são maiores ainda e vídeos são os maiores de todos.
  9. 9. De qual capacidade de disco rígido você precisa? Um disco rígido é como uma balança. Ele não sabe a diferença entre o que está nele, sabe apenas o seu tamanho. Mas, em vez de quilos, um disco rígido mede os itens em megabytes (MB), gigabytes (GB) e terabytes (TB.)
  10. 10. O seu disco funcionará com um PC ou um Mac? Alguns discos já são formatados para funcionar com um ou com outro. No entanto, qualquer disco pode ser reformatado para funcionar com qualquer tipo de computador. IMPORTANTE: se você reformatar um disco, todos os arquivos nele serão apagados. Por isso, lembre-se de copiar seus arquivos em algum lugar seguro antes de reformatar.
  11. 11. Quanto conteúdo você pode armazenar?
  12. 12. Constituição física de um disco Rígido
  13. 13. Constituição física
  14. 14. Constituição física de um disco Rígido
  15. 15. Constituição física de um disco Rígido
  16. 16. Constituição física de um disco Rígido
  17. 17. Constituição física de um disco Rígido
  18. 18. Constituição física de um disco Rígido
  19. 19. Constituição física de um disco Rígido
  20. 20. Constituição física de um disco Rígido Através do movimento rotacional dos discos, complementado pelo o movimento radial da cabeça em relação à superfície do disco e havendo cabeças de leitura e escrita para cada superfície, garante-se que toda a superfície de todos os discos físicos é acessível pelas cabeças.
  21. 21. Acesso à informação Divisão lógica do disco, para que sejam criadas zonas endereçáveis; Sistema de ficheiros, capaz de relacionar os endereços com a informação guardada.
  22. 22. IDE (Integrated Drive Eletronics) 1990; Padrão foi ratificado pelo ANSI, dando origem ao padrão ATA; Como o nome "IDE" já estava mais difundido, muita gente continuou usando o termo "IDE", e outros passaram a usar "IDE/ATA" ou simplesmente "ATA", fazendo com que os dois termos acabassem virando sinônimos.
  23. 23. IDE (Integrated Drive Eletronics) Interface
  24. 24. SATA (Serial Advanced Technology Attachment) O SATA ou Serial ATA, foi o sucessor do IDE; Os Discos Rígidos que utilizam o padrão SATA transferem os dados em série e não em paralelo como o ATA; Como ele utiliza dois canais separados, um para enviar e outro para receber dados, isto reduz (ou quase elimina) os problemas de sincronização e interferência, permitindo que frequências mais altas sejam usadas nas transferências.
  25. 25. SATA (Serial Advanced Technology Attachment) Por eles serem mais finos, permitem inclusive uma melhor ventilação no gabinete. Um cabo SATA pode ter até um metro de comprimento e cada porta SATA suporta um único dispositivo (diferente do padrão master/slave do IDE).
  26. 26. SATA (Serial Advanced Technology Attachment)
  27. 27. SATA (Serial Advanced Technology Attachment) SATA 150 (ou SATA 1.5 Gbit/s ou SATA 1500) SATA 300 (SATA 3.0 Gbit/s ou SATA 3000) SATA 600 (ou SATA 6.0 Gbit/s). Este último é a terceira geração desta tecnologia e foi lançado em Maio de 2009 e são melhor aproveitados por Discos rígido.
  28. 28. IDE x SATA Cabo Paralelo Cabo Serial
  29. 29. SATA II É chamado de SATA II ou SATA 2, basicamente todos os produtos da segunda geração do SATA (aquela com especificação de 3.0Gbit/s). A diferença entre o SATA e o SATA II é a basicamente a velocidade para transferência de dados.
  30. 30. SATA II
  31. 31. SCSI (Small Computer Systems Interface) Estas controladoras são encaixadas em um slot disponível da placa mãe. As controladoras e discos SCSI são superiores aos IDE em vários aspectos, porém não são tão populares devido ao preço.
  32. 32. SCSI (Small Computer Systems Interface) Numa controladora SCSI, podemos usar até 15 dispositivos simultaneamente sem que haja degradação de performance, como acontece quando usamos mais de um dispositivo IDE numa mesma controladora.
  33. 33. SCSI (Small Computer Systems Interface) Outra grande vantagem do SCSI, é uma menor utilização do processador quando o HD é acessado, justamente porque praticamente todo trabalho é executado pelos próprios discos rígidos (sob orientação da controladora), e não pelo processador.
  34. 34. SCSI (Small Computer Systems Interface) Basicamente, o processador precisa apenas informar à controladora, quais dados devem ser transferidos, onde estes dados estão gravados e para onde eles serão transferidos, para que a controladora possa fazer o restante do trabalho, avisando ao processador quando tiver terminado. Durante este tempo, o processador ficará livre para executar outras tarefas.
  35. 35. Cabos e conectores SCSI Centronics-50: um dos conectores mais populares, possui 50 vias divididas em duas fileiras.
  36. 36. Cabos e conectores SCSI HD50: possui 50 pinos divididos em duas fileiras. Começou a ser utilizado a partir do SCSI-2.
  37. 37. Cabos e conectores SCSI HD50: possui 50 pinos divididos em duas fileiras. Começou a ser utilizado a partir do SCSI-2.
  38. 38. Cabos e conectores SCSI A tecnologia SCSI perdeu espaço no mercado depois da chegada do padrão SATA em relação aos discos rígidos, além de tecnologias como USB, FireWire e Thunderbolt em relação a HDs externos, scanners, impressoras e outros. No entanto, é um erro acreditar que o SCSI esteja "morto", afinal, ainda é possível encontrar utilidade para esta tecnologia em uma série de aplicações.
  39. 39. SSDs (Unidade de Estado sólido)
  40. 40. Setor de boot Quando o computador é ligado, o POST (Power-on Self Test), um pequeno programa gravado em um chip de memória ROM na placa-mãe, que tem a função de “dar a partida”, tentará inicializar o sistema operacional.

×