Novos desafios da
Banda Estreita
no Brasil
Como se preparar para as
mudanças
www.scarpeta.com
Novos Paradigmas
 Quando o paradigma muda, tudo
volta a zero.
 Quem era o maior fabricante de
relógios do mundo na décad...
Novos Paradigmas
 O Avanço da rotogravura
– Empresas de flexografia estão entrando em
rotogravura
 Novas tecnologias de ...
Novos Paradigmas
 Só haverá espaço para quem criar
mercado agora.
 Você conhece empresas criadoras de
mercado?
 Sua emp...
www.scarpeta.com
Empresas criadoras de mercado
 A história da Starbucks é uma das
mais notáveis do mundo dos
negócios das...
Empresas criadoras de mercado
 Para ele, os consumidores de hoje possuem
muitas opções, não só em café mas em todos os
as...
Empresas criadoras de mercado
 Durante uma viagem à Itália em 1983,
Schultz entrou em contato com o conceito
de Coffee ba...
www.scarpeta.com
Empresas criadoras de mercado
 A Starbucks lidera o
mercado de torrefação e
varejo de cafés
especiais, o...
Empresas criadoras de mercado
 Mesmo sem quase
fazer propaganda, que
hoje se restringe aos
pontos-de-venda, a
Starbucks f...
www.scarpeta.com
Empresas criadoras de mercado
 Alcançou um
faturamento de US$
2,2 bilhões em 2000 e
valorização de 32%
e...
www.scarpeta.com
Ameaças à Flexografia
1. Novos entrantes:
novas tecnologias
digitais e offset
UV/EB;
2. Lead time cada ve...
Mudança do Paradigma Flexo
ANTES:
– Impressoras com baixo
custo;
– Baixa “qualidade” de
impressão;
– Baixo custo de insumo...
 Impressão Digital:
– Indigo/HP
 Imprima qualquer volume de trabalho, de uma até
50.000 etiquetas.
 Retorno rápido e se...
 Offset UV/EB:
– Baixas tiragens
– “Qualidade” de
impressão offset
– Chapas muito baratas
(15 reais)
– Setup muito baixo ...
www.scarpeta.com
2 - Lead Time cada vez menores
 Lead time cada vez mais
reduzidos de outros
processos de impressão;
– O ...
 Assim, o segundo desafio é reduzir os
tempos de preparação, para adequar-se
às tiragens cada vez mais reduzidas. E
lembr...
www.scarpeta.com
3 – Mão de obra despreparada
 Mão de obra leiga operando
equipamentos e softwares
sofisticados;
 Não há...
 A indústria tem que entender que o
desenvolvimento técnico e profissional é algo
contínuo
 Elas devem, assim como estab...
ENTÃO, O QUE
FAZER?
Como as empresas da
Banda Estreita pode se
preparar para o futuro?
www.scarpeta.com
www.scarpeta.com
Como se preparar
 Foco em
tecnologia
– Novos processos
de impressão
(digital, offset etc)
– Softwares
– ...
www.scarpeta.com
Como se preparar
 Investir em
equipamento de
impressão Gearless
e Setupless
www.scarpeta.com
Como se preparar
 Olhar para onde o
cliente está
olhando.
– Novos
desenvolvimentos
(Criar mercados);
– R...
www.scarpeta.com
Como se preparar
 Toda a empresa
que necessita
crescer (e não
conheço nenhuma
que não precisa),
deve ter
PLANO DE GESTÃO
ESTRATÉGICA
www.scarpeta.com
Plano de Gestão Estratégica
 O Plano de Gestão Estratégica é uma metodologia de Gestão Focada em
Resultados.
 É baseada ...
– PDCA: Sigla que vem do inglês P(Plan); D(Do); C(Check)
e A(Action). É uma Metodologia de Resolução de
Problemas que se b...
Como Funciona a Gestão
Estratégica
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
PROCESSOS
INTERNOS
FORNECE-
DORES
CUSTOS
E
FINANCEIRO
VISÃO
SIST...
Equipe de Custos. Não apenas uma
pessoa responsável.
CUSTOS
E
FINANCEIRO
Estudo para redução
de custos fixos e variáveis
“...
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
PROCESSOS
INTERNOS
FORNECE-
DORES
CUSTOS
E
FINANCEIRO
VISÃO
SISTÊMICA
E
ESTRATÉGICA
GESTÃO
DO
CONHE...
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
Não mais Foco NO Cliente.
Mas Sim, Foco DO Cliente.
X
Desenvolvimento (inovação)
buscando o foco DO...
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
PROCESSOS
INTERNOS
FORNECE-
DORES
CUSTOS
E
FINANCEIRO
VISÃO
SISTÊMICA
E
ESTRATÉGICA
GESTÃO
DO
CONHE...
PROCESSOS
INTERNOS
PROCESSOS
INTERNOS
Controle das
variâncias
do Processo.
Controle do
Desperdício e Apara
Controle da
Não...
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
PROCESSOS
INTERNOS
FORNECE-
DORES
CUSTOS
E
FINANCEIRO
VISÃO
SISTÊMICA
E
ESTRATÉGICA
GESTÃO
DO
CONHE...
FORNECE-
DORES
FORNECE-
DORES
Certificação /
Qualificação
Criar um selo
AUDITORIAS
Fornecedor é
visto como
parceiro
www.sc...
PERSPECTIVA
DO
CLIENTE
PROCESSOS
INTERNOS
FORNECE-
DORES
CUSTOS
E
FINANCEIRO
VISÃO
SISTÊMICA
E
ESTRATÉGICA
GESTÃO
DO
CONHE...
GESTÃO
DO
CONHECIMENTO
Estudo Profundo de Problemas
Complexos e de difícil solução
LPP – Lição Passo-à-Passo
Treinamento d...
INOVAÇÕES
“Quando o Paradigma muda, tudo
volta a Zero!”
“O Sucesso do passado não
garante o Sucesso no Futuro”
www.scarpet...
Eficiência de Máquinas - OEE
Objetivos:
 EGP - Eficiência Global de Produção
 Busca das fontes potenciais de
deterioraçã...
Visão Geral e
SistêmicaTempodisponívelparaoperação
(tempodemáquinaprogramada
paraprodução)
Perdas de disponibilidade
•Manu...
Cálculo do EGP
O sistema é composto por 3
índices:
 Disponibilidade
 Eficiência
 Qualidade
Multiplicando-se um pelo out...
GLOBAL quer dizer o todo.
Quando cercamos esses 3
grandes fatores de sucesso
(disponibilidade, eficiência e
qualidade) dam...
www.scarpeta.com
Os próximos 5 anos serão decisivos para a
Banda Estreita, mas para a empresa
preparada não há nada a teme...
www.scarpeta.com
Agradeço a excelente participação
e desejo muito Sucesso a todos!
Muito obrigado!
www.scarpeta.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Flexografia - Os novos desafios da banda estreita no Brasil

2.692 visualizações

Publicada em

Fiz essa palestra em Seminário Técnico de Flexografia e Mercado Globalizado.
Quando utilizarem o conteúdo, peço citar a fonte: scarpeta.com
grato,
Eudes

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Flexografia - Os novos desafios da banda estreita no Brasil

  1. 1. Novos desafios da Banda Estreita no Brasil Como se preparar para as mudanças www.scarpeta.com
  2. 2. Novos Paradigmas  Quando o paradigma muda, tudo volta a zero.  Quem era o maior fabricante de relógios do mundo na década de 60?  A Suíça.  Hoje é o Japão e os países asiáticos.  “O sucesso do passado não garante o sucesso do futuro!” www.scarpeta.com
  3. 3. Novos Paradigmas  O Avanço da rotogravura – Empresas de flexografia estão entrando em rotogravura  Novas tecnologias de impressão digital; – Impressão Digital (Indigo/HP)  Avanço da offset UV/EB nos mercados de embalagens flexíveis;  Forte concorrência; – Nos próximos cinco anos não haverá espaço para empresas médias: haverá apenas empresas pequenas e empresas muito grandes. De que tamanho www.scarpeta.com
  4. 4. Novos Paradigmas  Só haverá espaço para quem criar mercado agora.  Você conhece empresas criadoras de mercado?  Sua empresa é assim?  Vamos ver alguns exemplos de empresas inovadoras e criadoras de mercado. www.scarpeta.com
  5. 5. www.scarpeta.com Empresas criadoras de mercado  A história da Starbucks é uma das mais notáveis do mundo dos negócios das últimas décadas; ela mudou o modo americano de consumir café, transformando o produto em uma obsessão nacional.  Howard Schultz, atual proprietário e presidente da rede de cafés Starbucks, afirma que uma das principais razões de seu sucesso é a valorização do contato humano, com funcionários e clientes.
  6. 6. Empresas criadoras de mercado  Para ele, os consumidores de hoje possuem muitas opções, não só em café mas em todos os aspectos de sua vida. Assim, eles passaram a ser muito mais exigentes, e o desafio de conseguir a sua preferência se tornou muito maior para as empresas.  Em 1981, à procura de um desafio maior, Howard Schultz, na época vice-diretor de uma empresa de utensílios domésticos, ficou interessado naquele pequeno varejista de Seattle. Já na primeira visita à Starbucks, Schultz empolgou-se com o clima e com a qualidade do café. Um ano depois, ele largou o emprego e assumiu o cargo de diretor de operações de varejo e marketing na Starbucks. www.scarpeta.com
  7. 7. Empresas criadoras de mercado  Durante uma viagem à Itália em 1983, Schultz entrou em contato com o conceito de Coffee bar (bar de café expresso ou cafeteria), muito popular no país. Ao ver o enorme sucesso dos Cafés italianos, resolveu trazê-lo para a Starbucks.  Já em 1995, a Starbucks abria uma nova loja quase diariamente. No fim dos anos 90 e início de 2000, era possível tomar uma xícara de café da Starbucks em diferentes localidades e culturas como: Canadá, Japão, Havai, Cingapura, Filipinas, Taiwan, Tailândia, Nova Zelândia, Malásia, Reino Unido, China, Kuwait, Coréia, Líbano, Dubai, Hong Kong e Changhai.
  8. 8. www.scarpeta.com Empresas criadoras de mercado  A Starbucks lidera o mercado de torrefação e varejo de cafés especiais, oferecendo mais de 20 tipos de café, dos mais simples até os mais elaborados, como os servidos gelados. Seus produtos possuem qualidade superior e um preço prêmio, sendo um dos mais famosos produtos da rede, o Frappucino®, eleito em 96 “O melhor produto novo do ano” nos EUA.
  9. 9. Empresas criadoras de mercado  Mesmo sem quase fazer propaganda, que hoje se restringe aos pontos-de-venda, a Starbucks foi considerada uma das 25 maiores marcas globais do século 21, pela revista Interbrand Magazine. www.scarpeta.com
  10. 10. www.scarpeta.com Empresas criadoras de mercado  Alcançou um faturamento de US$ 2,2 bilhões em 2000 e valorização de 32% em suas ações neste ano. Atualmente, um dos destaques na sua expansão internacional é o mercado chinês, onde, apesar dos conflitos com ativistas antiglobalização, a rede obteve bons resultados.
  11. 11. www.scarpeta.com Ameaças à Flexografia 1. Novos entrantes: novas tecnologias digitais e offset UV/EB; 2. Lead time cada vez mais reduzidos de outros processos de impressão e lotes pequenos; 3. Mão de obra operando equipamentos e softwares sofisticados.
  12. 12. Mudança do Paradigma Flexo ANTES: – Impressoras com baixo custo; – Baixa “qualidade” de impressão; – Baixo custo de insumos (tinta, dupla-face, anilox etc) – Não se requeria mão de obra especializada – Equipamentos fáceis de operar; – Clichês mais baratos e uso de softwares baratos e/ou piratas. – Alto tempo de setup e lead time – Cliente focava mais no preço que na “qualidade”; – Grandes lotes de pedido. HOJE: – Impressoras com alta tecnologia e com preços próximo à da rotogravura; – Clientes mais exigentes quanto a “qualidade”; – Insumos com muita tecnologia agregada; – Equipamentos com computadores e impressoras gearless; – Necessidade de mão de obra especializada para operar as impressoras; – Clichês com tecnologia digitais e mais caros para processá- los; – Clientes exigindo tudo para ontem; – Clientes ditam o preço. – Lotes pequenos. www.scarpeta.com
  13. 13.  Impressão Digital: – Indigo/HP  Imprima qualquer volume de trabalho, de uma até 50.000 etiquetas.  Retorno rápido e serviço entregue no prazo ajudam os clientes a colocarem seus trabalhos no mercado rapidamente.  Os dados variáveis de impressão permitem que os clientes personalizem seus produtos e protejam seus bens.  As impressoras digitais HP Indigo aceitam uma variedade de substratos cada vez maior.  Elimina a pré-impressão, sem a necessidade de filmes, provas, desperdício.  Faça impressões com até sete cores, incluindo cores spot, branco e florescentes.  Imprima até 97% da gama de cores Pantone sem comprometer a produção. 1 - Novos Entrantes www.scarpeta.com
  14. 14.  Offset UV/EB: – Baixas tiragens – “Qualidade” de impressão offset – Chapas muito baratas (15 reais) – Setup muito baixo (15 minutos incluindo acerto de cor) – Velocidade: 300 m/min 1 - Novos Entrantes
  15. 15. www.scarpeta.com 2 - Lead Time cada vez menores  Lead time cada vez mais reduzidos de outros processos de impressão; – O Cliente fala: “Qualidade para mim é commodity. Não aceito pagar mais por isso”. – Lotes cada vez menores; – Tempo de entrega cada vez menor.
  16. 16.  Assim, o segundo desafio é reduzir os tempos de preparação, para adequar-se às tiragens cada vez mais reduzidas. E lembrar de que o conceito de redução do setup não é algo que se relaciona apenas à máquina impressora, mas em todas as operações envolvidas na fabricação da embalagem, desde a pré-impressão até a distribuição e logística. 2 - Lead Time cada vez menores www.scarpeta.com
  17. 17. www.scarpeta.com 3 – Mão de obra despreparada  Mão de obra leiga operando equipamentos e softwares sofisticados;  Não há mais máquinas simples;  Estamos ainda com o velho paradigma da flexo: apenas um operador para a flexo que ganha pouco;  Não há onde buscar mão de obra preparada.
  18. 18.  A indústria tem que entender que o desenvolvimento técnico e profissional é algo contínuo  Elas devem, assim como estabelecem no começo do ano um "budget" de investimento em equipamento, manutenção e reposição de peças, criar um fundo para investir continuamente em pessoas  Isso inclui selecionar colaboradores e realmente estabelecer programas de habilidades e conhecimento que devem ser desenvolvidos, que vão ajudar a empresa. Exemplo: a pessoa de desenvolvimento de produto tem que ir em feiras internacionais trazer coisa nova, o cara de compras tem que fazer curso de negociação, o operador fazer treinamento e estágios em fabricante de máquinas. 3 – Mão de obra despreparada www.scarpeta.com
  19. 19. ENTÃO, O QUE FAZER? Como as empresas da Banda Estreita pode se preparar para o futuro? www.scarpeta.com
  20. 20. www.scarpeta.com Como se preparar  Foco em tecnologia – Novos processos de impressão (digital, offset etc) – Softwares – Processos de pré- impressão digitais
  21. 21. www.scarpeta.com Como se preparar  Investir em equipamento de impressão Gearless e Setupless
  22. 22. www.scarpeta.com Como se preparar  Olhar para onde o cliente está olhando. – Novos desenvolvimentos (Criar mercados); – Redução do Lead Time e conceito de setupless;
  23. 23. www.scarpeta.com Como se preparar  Toda a empresa que necessita crescer (e não conheço nenhuma que não precisa), deve ter
  24. 24. PLANO DE GESTÃO ESTRATÉGICA www.scarpeta.com
  25. 25. Plano de Gestão Estratégica  O Plano de Gestão Estratégica é uma metodologia de Gestão Focada em Resultados.  É baseada nos seguintes modelos de gestão: – Seis Sigma: desenvolvido pela Motorola, busca por meios estatísticos e Equipes de Solução de problemas (green belts e black belts) redução do desperdício, custo e aumento da produtividade. – Balanced Scorecard (BSC): É um instrumento de planejamento e gestão de empresas, originalmente desenvolvido há cerca de 10 anos por Robert Kaplan e David Norton, de Harvard. Atualmente já é adotado pela maioria das empresas de porte mundial. São definidas 4 perspectivas, e em cada uma delas os respectivos indicadores, relacionados entre si por relações de causa e efeito. Essas perspectivas normalmente são: Custos, Clientes/Mercado, Processos Internos e Fornecedores. – OEE (Overall Equipment Effectiveness): Índice Global de Eficácia dos Equipamentos, é um indicador que expressa o percentual de utilização do equipamento na sua plenitude, considerando a situação ideal de velocidade máxima, sem paradas, sem desvios ou reprocessos com qualidade total. É o resultado do produto do Índice de Disponibilidade, Índice de Performance e Índice de Qualidade. www.scarpeta.com
  26. 26. – PDCA: Sigla que vem do inglês P(Plan); D(Do); C(Check) e A(Action). É uma Metodologia de Resolução de Problemas que se baseia em ferramentas estatísticas e investigação das causas básicas dos problemas visando a solução por equipes relacionadas aos problemas. – Conceito de Células: O conceito de células de produção visa “oficializar” nichos de produção. São divididos em vários níveis e devem ser mensuráveis. Esse mesmo conceito é o que será utilizados para o programa de participação nos resultados para o próximo ano. – Empowerment: maior poder de decisão aos operadores. Isso quer dizer também equipes de melhoria de processos. – Equipes Multifuncionais e Auto-gerenciáveis: Equipes treinadas para resolução de problemas que tratam de problemas comuns a todas as áreas. Ex.: paletes, movimentação, lay out da planta etc. Plano de Gestão Estratégica www.scarpeta.com
  27. 27. Como Funciona a Gestão Estratégica PERSPECTIVA DO CLIENTE PROCESSOS INTERNOS FORNECE- DORES CUSTOS E FINANCEIRO VISÃO SISTÊMICA E ESTRATÉGICA GESTÃO DO CONHECIMENTO INOVAÇÕES www.scarpeta.com
  28. 28. Equipe de Custos. Não apenas uma pessoa responsável. CUSTOS E FINANCEIRO Estudo para redução de custos fixos e variáveis “Comprar bem, pagar preço justo” Foco na Rentabilidade da Unidade Levantamento de custos operacionais e uso de Planilhas especializadas Resposta à pergunta: “Quanto efetivamente custa hoje para fazer 1 kg de produto?” Programas de Sugestões Contra Desperdício www.scarpeta.com
  29. 29. PERSPECTIVA DO CLIENTE PROCESSOS INTERNOS FORNECE- DORES CUSTOS E FINANCEIRO VISÃO SISTÊMICA E ESTRATÉGICA GESTÃO DO CONHECIMENTO INOVAÇÕES www.scarpeta.com
  30. 30. PERSPECTIVA DO CLIENTE Não mais Foco NO Cliente. Mas Sim, Foco DO Cliente. X Desenvolvimento (inovação) buscando o foco DO Cliente. Qualidade Assegurada Sistema da Qualidade Estágios no Cliente. O Cliente ministra custos em nossa planta Foco em OTIF e Lead Time (Interno e externo) www.scarpeta.com
  31. 31. PERSPECTIVA DO CLIENTE PROCESSOS INTERNOS FORNECE- DORES CUSTOS E FINANCEIRO VISÃO SISTÊMICA E ESTRATÉGICA GESTÃO DO CONHECIMENTO INOVAÇÕES www.scarpeta.com
  32. 32. PROCESSOS INTERNOS PROCESSOS INTERNOS Controle das variâncias do Processo. Controle do Desperdício e Apara Controle da Não conformidade Controle da Produtividade - EGP Validação de Equipamentos www.scarpeta.com
  33. 33. PERSPECTIVA DO CLIENTE PROCESSOS INTERNOS FORNECE- DORES CUSTOS E FINANCEIRO VISÃO SISTÊMICA E ESTRATÉGICA GESTÃO DO CONHECIMENTO INOVAÇÕES www.scarpeta.com
  34. 34. FORNECE- DORES FORNECE- DORES Certificação / Qualificação Criar um selo AUDITORIAS Fornecedor é visto como parceiro www.scarpeta.com
  35. 35. PERSPECTIVA DO CLIENTE PROCESSOS INTERNOS FORNECE- DORES CUSTOS E FINANCEIRO VISÃO SISTÊMICA E ESTRATÉGICA GESTÃO DO CONHECIMENTO INOVAÇÕES www.scarpeta.com
  36. 36. GESTÃO DO CONHECIMENTO Estudo Profundo de Problemas Complexos e de difícil solução LPP – Lição Passo-à-Passo Treinamento de Todos os Envolvidos no Processo Formação do Livro de Soluções Toda a informação será registrada e disponibilizada para consulta interna www.scarpeta.com
  37. 37. INOVAÇÕES “Quando o Paradigma muda, tudo volta a Zero!” “O Sucesso do passado não garante o Sucesso no Futuro” www.scarpeta.com
  38. 38. Eficiência de Máquinas - OEE Objetivos:  EGP - Eficiência Global de Produção  Busca das fontes potenciais de deterioração, desgaste e desperdício.  Busca de forma permanente, a melhoria da utilização dos recursos da produção através da qualidade das operações de transformação e qualidade no desempenho dos equipamentos. www.scarpeta.com
  39. 39. Visão Geral e SistêmicaTempodisponívelparaoperação (tempodemáquinaprogramada paraprodução) Perdas de disponibilidade •Manutenção Corretiva •Troca de produto / setup Tempobrutodeoperação Perdas de Eficiência •Paralisações e Interrupções •Baixa Velocidade Perdas de Qualidade •Partidas de Processo / start up •Produção não conforme Tempolíquidode Operação Tempoútilde Operação www.scarpeta.com
  40. 40. Cálculo do EGP O sistema é composto por 3 índices:  Disponibilidade  Eficiência  Qualidade Multiplicando-se um pelo outro temos o Eficiência Global de Produção www.scarpeta.com
  41. 41. GLOBAL quer dizer o todo. Quando cercamos esses 3 grandes fatores de sucesso (disponibilidade, eficiência e qualidade) damos foco no que realmente é importante.  Então a pergunta é:  Como fazer para que o Todo (Global) seja controlado? EFICIÊNCIA GLOBAL: o que significa? www.scarpeta.com
  42. 42. www.scarpeta.com Os próximos 5 anos serão decisivos para a Banda Estreita, mas para a empresa preparada não há nada a temer.
  43. 43. www.scarpeta.com Agradeço a excelente participação e desejo muito Sucesso a todos! Muito obrigado! www.scarpeta.com

×