Conhecimentos Pedagógicos p/ Concurso DPU

2.599 visualizações

Publicada em

Aula demonstrativa do Curso de Conhecimentos Pedagógicos para concurso DPU, cargo de Técnico em Assuntos Educacionais.

Confira o curso completo no site: https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/conhecimentos-pedagogicos-p-dpu-tecnico-em-assuntos-educacionais-6778/

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.599
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
299
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conhecimentos Pedagógicos p/ Concurso DPU

  1. 1. Aula 00 Conhecimentos Pedagogicos p/ DPU - Técnico em Assuntos Educacionais Professores: Fernanda Lima, Fabiana Firmino 00000000000 - DEMO
  2. 2. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!1!()!23! AULA 00: Fundamentos da educação: Relação Educação e Sociedade; dimensões filosóficas, sociocultural e pedagógica. Desenvolvimento histórico das concepções pedagógicas. SUMÁRIO PÁGINA 1. Apresentação 01 2. Fundamentos da educação 03 3. Relação Educação e Sociedade 06 4. Escola Nova 24 6. Questões 26 7. Lista das questões comentadas 30 8. Referências bibliográficas 59 Olá querid@ alun@! É com muita alegria que damos início aos estudos de conhecimentos pedagógicos para Técnicos em Assuntos Educacionais da Defensoria Pública da União. Concurso será realizado pelo CESPE, as inscrições se iniciam em 22 de abril e vão até o dia 11 de maio. Fiquem ligados! O nosso curso trará os conteúdos cobrados para o cargo de Técnicos em Assuntos Educacionais, que exige a formação superior em qualquer área. Cremos que seja de conhecimento de todos que, em provas do CESPE, quanto mais treinamos com exercícios, mais afiados ficamos. Durante nossas aulas, após uma teoria bem fundamentada, trazemos uma lista de exercícios sobre os conteúdos. Nosso curso está revisado e atualizado, sendo assim, também traremos questões que foram cobradas em certames de 2014, para que vocês tenham segurança na hora em que estiverem frente à prova! ☺ 00000000000 00000000000 - DEMO
  3. 3. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!4!()!23! Gostaríamos de fazer um pedido: a prática de rateio é crime! Não incentive pessoas de má-fé a reproduzir nosso material sem nossa autorização. Isso, além de atrapalhar nosso trabalho, desvaloriza nossa classe: a de pedagogos. Além do mais, quem adquire o conteúdo por meio de rateio não pode acessar ao fórum o que fará com que tenha uma perda significativa de rendimento durante o curso, pois é lá que ocorrem os debates, as trocas de informações e as resoluções de dúvidas. Não utilizaremos outros canais para debater a não ser o fórum, que é o canal oficial para nossos debates. Ou seja: não nos responsabilizamos pelo rendimento de quem não participa do fórum, pois ele faz parte da metodologia do Estratégia Concursos e foi formulada para garantir um curso de qualidade. Contamos com a corrente de ética, honestidade e moral que devemos ter. Afinal, é com a educação que pretendemos mudar o status quo desse Brasil que tem tantas mazelas. Agora, uma breve apresentação da dupla, para que vocês conheçam um pouco de nossa trajetória. ☺ Olá, gente. Esse curso tem um caráter especial: é feito por pedagogas/professoras para pedagogos/professores que serão futuros professores públicos. 00000000000 00000000000 - DEMO
  4. 4. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!5!()!23! O carinho na preparação desse curso é enorme e o objetivo é que você possa desfrutar do conteúdo mais atualizado e poderoso para ser aprovado nesse certame. ☺ A ideia é que a visão diferenciada de cada uma das professoras seja um plus para a fixação do conhecimento. A seguir, segue um pouquinho da história de cada uma para que você possa nos conhecer melhor. Essa que vos escreve as primeiras linhas é a Fernanda e a seguir vem um pouquinho da minha vida. Meu nome é Fernanda Lima e também sou uma educadora que um dia (ou vários, para ser mais precisa) já foi concurseira de garra! Minha formação é completamente voltada à área educacional: fiz magistério naquela época em que o Ensino médio era chamado de Segundo Grau. Muitos nem devem se lembrar disso, mas na verdade, nem tem tanto tempo assim. Rrsrsrs. Ok, faz um tempinho: foi em 1996. Em seguida, ingressei na UnB onde cursei Pedagogia. A partir daí, minha jornada educacional ganhou força. Como sala de aula é mesmo meu norte, fiz minha pós graduação em Docência Superior. Hoje, estou a terminar o curso de Letras (que também é uma paixão) pela Universidade de Brasília. Minha experiência em concursos é vasta e bastante dedicada aos da área educacional. Entretanto, optei por fazer o que chamamos de ''concurso ponte''. Sendo assim, meu primeiro êxito em concursos foi o do Banco de 00000000000 00000000000 - DEMO
  5. 5. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!6!()!23! Brasília, tendo o CESPE como banca examinadora. Em seguida, passei para o cargo de professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal, entretanto, optei por continuar no BRB, pois na época ainda era estudante na UnB e o horário de trabalho do banco era mais favorável para conciliar com os estudos. Após a formatura em Pedagogia, resolvi que investiria em concursos ''da área''. Como sabemos, para passar em concursos não basta uma boa formação. Deve haver uma preparação específica de acordo com o cargo almejado. E essa preparação, o candidato não encontra nos bancos da Universidade. Obviamente, o conhecimento adquirido enquanto estudante universitário será útil, mas o mundo dos concursos é um ''universo paralelo''. Quem deseja passar em concurso, tem que abdicar de horas de lazer e descanso, para adquirir um conhecimento específico. Até porque as matérias cobradas em concursos são amplas e nenhum curso superior as contemplaria. Por exemplo: um formado em biologia que pretende prestar o concurso para o cargo de professor de biologia terá que saber, além das matérias relativas à rotina de um biólogo, as disciplinas básicas cobradas em concursos, como: português, matemática, informática etc. Porque estou falando essas coisas? Para que você, você e você não se sinta culpada e nem culpado por ter que estudar para concursos da área educacional. Isso não é uma vergonha. É mesmo uma necessidade e faz parte do processo de aprovação. PROCESSO: dizem que é a palavra do educador. Usaremos o significado dela a nosso favor, ok? 00000000000 00000000000 - DEMO
  6. 6. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!2!()!23! Mas, voltando ao rumo de minha história: para conseguir ser aprovada em concursos, estudei tudo aquilo que os editais de concursos para pedagogos cobravam. Entretanto, senti uma enorme dificuldade de encontrar material adequado. Diante disso, enxerguei que minha experiência enquanto concurseira, poderia ajudar outros que encontram-se no mesmo caminho hoje. Costumo falar que para passar em concurso público é preciso que ter FOCO (Fé - Organização - Coragem - Otimismo). A fé não nos deixa desistir. A organização nos permite usar melhor nosso tempo. A coragem nos faz desafiar o que parece impossível E o otimismo deixa a caminhada mais leve. Com FOCO, logrei êxito nos seguintes concursos específicos para pedagogos. - CODEVASF (pedagoga); - Secretaria de Estado e Educação do DF (professora); -Prefeitura de Santo Antonio do Descoberto (orientadora Educacional); - Ministério da Justiça (Pedagoga). Nessa caminhada entendi algumas coisas, dentre elas: O conteúdo fixa melhor quando resolvemos exercícios. Também conclui que: As disciplinas cobradas em concursos da área de educação têm uma particularidade. Nem sempre o que se é cobrado em prova de concurso 00000000000 00000000000 - DEMO
  7. 7. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!7!()!23! condiz com o dia a dia do profissional. Há uma linha tênue entre o campo da utopia e a teoria, quando estes estão relacionados à prática do educador. O que eu quero dizer com isso? Que no nosso curso, o foco dado será ao que as bancas de concursos mais tradicionais, na área de educação, costumam cobrar dos concurseiros. E que faremos os exercícios anteriores possíveis para que o conteúdo entre em vossas cabecinhas e não saia de lá nunca mais. Pois, sabemos que muitas vezes o que está sendo cobrado na prova, não é cópia fidedigna da prática educativa. Mas, para concurso público, o que vale é a teoria, ok? Como comentei, em minha jornada de estudos senti falta, muita falta de materiais adequados. Nem sempre encontramos bibliografia bacana sobre determinado assunto e, sem dúvida, isso dificulta muito nossa caminhada. Em função disso, ao fim de cada aula, indicarei bibliografia sobre o que foi estudado. A bibliografia dá segurança ao aluno, caso ele queira aprofundar no assunto tratado. 00000000000 00000000000 - DEMO
  8. 8. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!8!()!23! Para ficar mais simples: Nossas aulas, terão um enfoque totalmente voltado ao que é cobrado em provas de concursos. Porém, nunca deixaremos de fazer o paralelo com as nossas práticas diárias, pois tenho convicção de que assim, assimilaremos o conteúdo de forma leve e natural. Ao final de cada aula, faremos juntos, a resolução de algumas questões já usadas em concursos anteriores para que, ainda juntos, possamos celebrar nossa vitória no dia da prova. SIM! A vitória de cada um será um tanto a minha também. Eu torço, vibro, mando as melhores energias e o melhor conteúdo para vocês. Farei bom uso da experiência que obtive em bancas de concursos distintas, para nosso benefício. Sendo assim, farei um mix de questões. A ideia é que a preparação para o seu cargo ocorra independente de quem seja o responsável pela sua prova. Peço-lhe, que mantenha o FOCO pois não conheço uma só pessoa que persistiu no seu objetivo e não o alcançou. Já os que ficam no meio do caminho, podem se perder. E esse não poderá ser o seu caso. Sei que muitos de vocês têm uma jornada pesada e querem conciliar com os estudos a fim de atingir um objetivo: que é o de passar em concurso. O que posso dizer é que meu objetivo é ajudá-los a ''tirar de letra'' o 00000000000 00000000000 - DEMO
  9. 9. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!3!()!23! conteúdo estudando de uma maneira agradável, honesta e descontraída. Ah! Temos uma página no facebook especial para comunicarmos com os alunos do Estratégia: https://www.facebook.com/FernandaLimaConhecimentosPedagogicosPara Concursos?ref=hl Agora, conheçam a outra pedagoga. Trabalharemos juntas para que ao fim possamos comemorar a sua aprovação. Abraços. ☺ Oi, gente! Meu nome é Fabiana, trabalho na área de educação há 8 anos e estou aqui para te ajudar com o conteúdo de conhecimentos pedagógicos. Quero estabelecer com você uma parceria, com compromisso e dedicação para nossos estudos. Aliás, DEDICAÇÃO é a palavra chave para você conseguir êxito em todo o processo dessa preparação. Ingressei na Universidade de Brasília em 2003 e concluí a Licenciatura de pedagogia em 2007. A UnB foi uma das primeiras conquistas na minha vida onde eu tive que me dedicar, pois minha família não tinha condições de bancar uma faculdade particular. Mantive um grande interesse pela área pedagógica e decidi me especializar em Gestão e Orientação, além de ser Pós- Graduada em Docência Superior. Atuei como coordenadora pedagógica em um cursinho (pré- vestibular/concursos) onde comecei o meu caminho na área de preparação para processos seletivos. Realizei palestras em escolas públicas levando informações para os alunos sobre as avaliações do PAS e do PRÉ-VESTIBULAR, trabalhando a parte emocional, antes e durante o processo de preparação para as provas. Obtive uma grande experiência 00000000000 00000000000 - DEMO
  10. 10. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!9!()!23! trabalhando na área pedagógica e atualmente me dedico também à educação a distância. É necessário você saber que para a aprovação é imprescindível ter organização e preparo emocional para que os obstáculos encontrados durante o processo sejam destruídos e facilmente descartados diante do seu objetivo maior que será a aprovação! COMO SE PREPARAR E QUAIS OS MÉTODOS QUE DEVO UTILIZAR PARA ALCANÇAR A MINHA PROVAÇÃO? Primeiro tenha seus objetivos e coloque-os na frente! Saiba o que você quer e quanto isso é necessário para sua vida. Mantenha-se motivado – Esse é um dos fatores mais importantes para que você não desista dos seus objetivos. Organize-se. Que tal você fazer um plano de estudos? Isso facilitará a organização do conteúdo até o dia da prova. Não se desespere com o tamanho do conteúdo! Ninguém sabe tudo no dia da prova. Não desista! Esse deve ser o seu foco. Procure dormir bem. É durante o sono que sua mente trabalha o que foi estudado. Utilize bem o seu tempo. Aproveite que você está em um curso a distância e veja as possibilidades para se organizar. 00000000000 00000000000 - DEMO
  11. 11. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!1:!()!23! Se puder, pratique uma atividade física. Essa é uma boa dica para você aliviar a tensão que fica durante o processo de preparação para a prova. Não esqueça do seu momento de lazer. Esse será necessário para que você não fiquei estressado no período dos estudos. Ajuste intervalos durante a leitura. O ideal é pausar por alguns minutos entre a leitura de uma disciplina e outra. Programe o tempo dos seus intervalos de acordo com o seu ritmo. Ex: Depois de ler meia hora, faça um intervalo de cinco minutos ok? Faça bastante exercícios. Separe um momento do dia só para resolver questões. Esse será o seu diferencial na hora de resolver a prova. Hoje em dia com a nossa rotina e o nosso estilo de vida, fica cada vez mais difícil você sair de casa para se preparar para um processo seletivo. Sem contar com a comodidade e o tempo que é um grande aliado no processo de estudos como este. Irei oferecer à você um bom conteúdo dentro de conhecimentos pedagógicos, para você se preparar para os concursos dessa área. Mas atenção! Não deixe nada te atrapalhar. Faça a sua parte, estude! Aplique essas dicas na sua rotina querido(a) aluno(a), e aproveite a flexibilidade que só a educação a distância oferece para que você possa ter sucesso na sua jornada. 00000000000 00000000000 - DEMO
  12. 12. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!11!()!23! Podemos começar? Preparados para a luta? Primeiro Round! 0/ Na aula de hoje abordaremos temas que são fundamentais e que aparecem praticamente em todos os concursos para a área de educação. Em função disso, apesar de o concurso da Defensoria Pública não exigir a formação em pedagogia para o cargo de TAE, entendemos que os assuntos voltados aos conhecimentos pedagógicos, seguirão a linha de raciocínio dos que são cobrados em provas de educação. O CESPE mantém uma coerência nas questões e por mais que a banca seja considerada mais “puxada”, se estudarmos bem, a chance de erro é mínima. Aproveite essa oportunidade para estudar e revisar com cautela todo o conteúdo que será apresentado, pois ele lhe dará suporte e experiência para a hora da prova. Começaremos falando sobre a educação e sua relação com a sociedade dentro da dimensão filosófica, sociocultural e pedagógica. Logo depois serão apresentados os pensamentos dos principais filósofos sobre a educação. ATENÇÃO PARA A DICA: Esse conteúdo não é difícil! O que chama a nossa atenção refere-se principalmente à parte em que as bancas examinadoras procuram trocar os seus autores e suas ideias umas pelas outras, confundindo assim o concurseiro. Por 00000000000 00000000000 - DEMO
  13. 13. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!14!()!23! isso, nós não vamos cair nessa! Fiquem atentos e tentem absorver a essência de cada uma, ok? Aproveitem e façam a leitura várias vezes para que não fique nenhuma dúvida. Bons Estudos! Iniciaremos o nosso conteúdo, abordando o surgimento das principais ideias sobre a educação e os principais fatores que envolveram a sociedade dentro do processo de ensino. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO: Estudar a educação desde o início da sua inserção na sociedade traz, para nós educadores, um conhecimento teórico que possibilita uma reflexão diante dos problemas educacionais dos quais enfrentamos em nosso cotidiano, levando-nos a tratá-los com maior segurança. As ideias filosóficas que serão apresentadas, auxiliam na descoberta de ideologias, concepções e as doutrinas pedagógicas que juntas, podem melhorar à nossa prática na educação. Segundo Gadotti A filosofia, a história e a sociologia da educação oferecem os elementos básicos para que compreendamos melhor nossa prática educativa e possamos transformá-la, oferecendo recursos para enfrentarmos os problemas com rigor, lucidez e firmeza. ! 00000000000 00000000000 - DEMO
  14. 14. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!15!()!23! De acordo com os estudiosos, há poucos anos o trabalho do professor era apenas de transmitir os conhecimentos. Sua profissão era exercida de maneira padrão, com exercícios e métodos apropriados, sem que houvessem grandes reflexões por parte dos alunos (pelo menos até atingirem o grau universitário). As discussões coletivas no ambiente escolar aconteciam em poucos estabelecimentos onde as propostas de ensino eram mais avançadas. Com o passar do tempo, o ato de ensinar evoluiu e hoje sabemos que a educação passou a ser contínua e com uma nova dinâmica que exige do professor um novo perfil para acompanhar as transformações que a sociedade continua passando, exigindo assim, uma nova postura em relação ao processo de ensino e aprendizagem. MAIS IMPORTANTE DO QUE A SIMPLES TRANSMISSÃO DO CONHECIMENTO É DESENVOLVER NO ALUNO O SENSO CRÍTICO! É importante tornar o aluno capaz de atuar na sociedade, causando mudanças e contribuindo para o desenvolvimento econômico, político e social a favor do coletivo. A prática educativa acontece não só em instituições de educação, ocorrendo em todo o meio social. Dessa forma a educação se expressa não só de maneira formal como também informal: 00000000000 00000000000 - DEMO
  15. 15. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!16!()!23! A educação Informal (Não-intencional): É aquela que não exige uma formalidade estando presente no nosso cotidiano, nas relações familiares, no ambiente de trabalho, nas igrejas e na convivência humana de forma geral. A educação Formal (Intencional): É aquela presente nas instituições escolares ou em meios de informação com a finalidade de instrução. É interessante destacar as formas de educação intencional que muitas vezes não percebemos como por exemplo a televisão. Até agora está fácil de entender! Importante lembrarmos aqui querido(a) aluno(a) que a educação é um fenômeno social e que muitas vezes a forma como uma determinada sociedade é conduzida, acaba estabelecendo certos tipos de ideologias e culturas que as relações sociais impõem. Por essa razão sabemos que a organização social está fundamentada sobre a estrutura da desigualdade social e que esse fator acaba interferindo no acesso à cultura e educação dependendo das condições de determinados indivíduos. Sendo assim, percebemos que a educação de forma séria e fundamentada, voltada para os interesses coletivos, é o melhor 00000000000 00000000000 - DEMO
  16. 16. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!12!()!23! instrumento de transformação para a sociedade. O professor, por sua vez, tem um importante papel de formar um ser crítico que seja capaz de refletir e perceber os problemas, fazendo com que este aluno busque as modificações necessárias para transformar a realidade em que vive. Interessante esse conteúdo não acham? Fundamentos da educação nos ajudam a clarear as ideias que envolvem o processo de ensino de maneira geral. Vale ressaltar que entender o surgimento e as formas de instrução nos auxiliam para o entrosamento com todo o conteúdo que envolve a nossa aula de hoje. RELAÇÃO EDUCAÇÃO E SOCIEDADE: DIMENSÃO FILOSÓFICA, SOCIOCULTURAL E PEDAGÓGICA. Agora que já falamos sobre educação, podemos destacar que a dimensão filosófica transporta o aluno para a lógica formal juntamente com o desenvolvimento de valores, constituindo assim, a formação do cidadão. O uso do cálculo habilita o estudante a operar o pensamento abstrato aplicado na prática. O desenvolvimento da linguagem falada e escrita permite o aluno expressar suas concepções e ideias com mais vigor. O aprendizado de línguas estrangeiras ajuda na colaboração com outras sociedades aproximando o aluno ao mundo globalizado. Percebeu que tudo está interligado? A dimensão sociocultural é fundamental para o desenvolvimento de uma boa prática pedagógica quando se tem clareza de seus objetivos. A formação do cidadão não é função exclusiva da escola. 00000000000 00000000000 - DEMO
  17. 17. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!17!()!23! Desse modo a educação influencia a sociedade a partir do momento em que os alunos assimilam as influencias colocadas no ambiente escolar, colocando-se em posição ativa diante do meio social. Se acompanharmos esse raciocínio, iremos deduzir facilmente que a evolução da educação está ligada a evolução da sociedade! Assim, ao estudarmos a história das ideias que influenciaram o processo educativo, poderemos compreender a educação atual, permitindo também uma visão onde o passado serve para enxergar o futuro. Vamos estudar agora os principais estudiosos e suas concepções sobre educação. No final temos uma boa dica para vocês fixarem as ideias principais de cada pensador ok? Embasaremos nossas ideias no autor Moacir Gadotti que é bastante cobrado pelas bancas examinadoras quando se trata desse assunto: Platão: Idealizou um sistema educacional (escola pública). Principal discípulo de Sócrates e metre de Aristóteles, foi um importante filósofo. Em sua utópica república todas as mulheres deveriam ser comuns a todos os homens. Para ele as autoridades do Estado deveriam decidir quem geraria filhos, quando, onde e quantas vezes. Sócrates: Considerado um dos mais importantes filósofos de sua época, sua preocupação como educador era despertar e estimular o impulso para a busca pessoal e a verdade, o pensamento próprio e a escuta da voz interior. Utilizava a maiêutica (técnica de trazer a luz). Aristóteles: Prega de maneira realista que as ideias estão nas coisas, como sua própria essência. Acreditava que o princípio do aprendizado é a 00000000000 00000000000 - DEMO
  18. 18. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!18!()!23! imitação e que aprende-se fazendo. O realismo faz parte da sua concepção. Para esse autor, o Estado era responsável pela educação. Auguste Comte: Quando falarmos de Comte lembraremos do conhecimento científico. Pai do positivismo, para ele a teoria só vale se for comprovada pelo método científico. Ele acreditava que a sociedade pudesse ser desenvolvida a partir de critérios das ciências exatas e biológicas. Para Comte, a análise científica aplicada à sociedade é o centro da sociologia, cujo objetivo seria o planejamento da organização social e política. Jesuítas: Utilizavam o método Ratio Studiorum que é o plano de estudos e de métodos com base filosófica. Representa o primeiro sistema organizado de educação católica. A educação dos jesuítas era destinada à formação da elite burguesa, para prepará-los a exercer a hegemonia cultural e política. Durkheim: Foi sucessor de Comte na França, ele compara a sociedade a um organismo vivo em que cada indivíduo tem uma função específica. Para Durkheim a educação é a ação exercida pelas gerações adultas (já socializadas) sobre as gerações mais jovens (que ainda não se entregaram à convivência social).! Segundo Durkheim, há homens que devem ser preparados para refletir, para pensar, para serem os dirigentes do país, seja nas empresas, seja no governo, enquanto outros devem ser educados para a ação, para a execução do trabalho manual e a obediência. Essa é uma função importante da educação na visão de Durkheim: preparar os homens para desempenhar os diferentes e harmônicos papéis sociais. Fundador do funcionalismo defendeu a ideia de uma sociedade harmônica que deveria ser preservada. John Dewey: Democracia é a palavra chave para esse pensador. Sua filosofia da educação foi determinante para que a Escola Nova se 00000000000 00000000000 - DEMO
  19. 19. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!13!()!23! propagasse por quase todo o mundo. Para ele a escola deve apresentar características de uma pequena comunidade democrática. O currículo deveria se adequar à aprendizagem das crianças de acordo com que elas vivem na sociedade. A relação professor-aluno deve ser democrática! Esse filósofo também ver as desigualdades sociais como consequência das diferenças entre os indivíduos, não sendo em decorrência do fator histórico. É interessante percebermos que Dewey vê a democracia NÃO como transformação e sim como participação de todos. Gramsci: A escola possui um potencial transformador da sociedade possuindo duas funções: inculcar e minar as ideias dominantes. Existem também duas estruturas que agem na sociedade que são os intelectuais orgânicos e os intelectuais tradicionais. Intelectuais orgânicos – Proletariado Intelectuais Tradicionais - Ideias da classe dominante Os intelectuais tradicionais espalham as ideias da classe dominante e os intelectuais orgânicos estão envolvidos com a causa do proletariado. A infraestrutura (matriz econômica) determina a superestrutura (instituições e o Estado). Karl Manheim: Devemos associá-lo as técnicas sociais. Essas técnicas sociais são formas de influenciar a conduta das pessoas para que se enquadrem nos padrões que são estabelecidos. A harmonia é também um importante fator citada por esse autor como forma de conservar a sociedade. As técnicas sociais é uma forma da sociedade ser planejada e controlada. A escola faz parte desse sistema sendo uma das técnicas sociais! Karl Marx: Afirma que a sociedade não está pronta e acabada, está em constante transformação. Isso é o que ele chama de materialismo 00000000000 00000000000 - DEMO
  20. 20. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!19!()!23! dialético! Para Marx a transformação educativa deveria ocorrer paralelamente à revolução social. Para o desenvolvimento total do homem e a mudança das relações sociais, a educação deveria acompanhar e acelerar esse movimento, mas não ser responsável exclusivamente de desencadeá-lo, nem de fazê-lo triunfar. A sociedade é composta por um todo que está inter-relacionado. Assim é papel da educação fazer com que as pessoas entendam de forma crítica o seu papel dentro do contexto social. Existe uma luta de classes que são adversas: a burguesia e o proletariado. É papel da educação combater a alienação, processo no qual o trabalhador não tem consciência do produto do seu trabalho. Ufa! São muitos pensadores! Você não deve se desesperar com a quantidade de ideias pedagógicas e sim com o conteúdo. Se observar bem, cada pensador tem um foco principal e é nesse foco que você deve ter atenção. De qualquer forma, não fique preocupado, no final do conteúdo dos pensadores, você irá encontrar um resumo com as palavras principais de cada autor, para absorver melhor cada ideia que foi apresentada! Vamos lá! Louis Althusser: O estado dominava a sociedade através de dois aparelhos: 00000000000 00000000000 - DEMO
  21. 21. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!4:!()!23! Aparelho ideológico do Estado – Funciona por meio da ideologia que são aquelas ideias transmitidas com a finalidade de levar as pessoas a aceitarem as ideias burguesas como boas e naturais. Aparelho repressivo do Estado – utilizava da força para impor as ideias estatais. Para Althusser a escola é um aparelho ideológico central por que alcança um número expressivo de pessoas durante um longo período de tempo. Makarenko: Ver o trabalho coletivo como um grande princípio pedagógico. As decisões dentro da escola deveriam ser tomadas coletivamente para que os alunos vivenciem o socialismo. Também concebeu um modelo de escola baseado na vida em grupo, na autogestão, no trabalho e na disciplina que contribuiu para a recuperação de jovens infratores. Mais que educar, com rigidez e disciplina, ele quis formar personalidades, criar pessoas conscientes de seu papel político, cultas, sadias e que se tornassem trabalhadores preocupados com o bem- estar do grupo, ou seja, solidários. Michel Apple: O currículo não é neutro! Esse autor questiona o porquê de alguns conhecimentos serem selecionados em detrimento de outros. O currículo acaba refletindo uma seleção de poder. O currículo não é uma mera colagem objetiva de informações, pois estas são sempre frutos de determinados agrupamentos sociais, que decidem o que será transmitido nas salas de aula. Desta forma, não é fundamental saber como o conhecimento será disseminado, mas sim qual saber, e porque este e não outro. Assim, o educador propõe questionamentos alternativos e coloca em xeque o modelo tecnicista. Ivan Illich: Conforme Gadotti, uma de suas críticas é dirigida ao que ele chama de instituições do bem-estar social, e a escola faz parte desse bloco de instituições, com seu “estilo industrial” da elaboração de um produto que é posteriormente “etiquetado” como educação, sendo 00000000000 00000000000 - DEMO
  22. 22. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!41!()!23! vendido para todos os lados. Illich defende a desescolarização da sociedade já que para ele os conhecimentos são adquiridos fora da escola. Max Weber: Realizou um importante estudo sobre a religião e criou-se o que ele chama de racionalidade burocrática. Ele pesquisou e tentou relacionar o sentido das chamadas ações sociais com os indivíduos que podem ser divididas em quatro ações fundamentais: ação social racional com relação a fins, ação social racional com relação a valores, ação social afetiva e ação social tradicional. A ação social é aquela que é orientada ao outro. No entanto, há algumas atitudes coletivas que não podem ser consideradas sociais. Para ele a sociedade não é mais importante que os indivíduos. Pierre Bourdieu e Jean Claude Passeron: Para essa dupla o ponto de partida é a relação entre o sistema de ensino e o sistema social. Eles afirmam que a escola exerce dupla violência sobre os estudantes: Ao mesmo tempo que impõe a cultura burguesa, oculta essa imposição. Os estudantes que fazem parte da classe trabalhadora são menos valorizados na sociedade. Philippe Perrenoud: Definiu 10 competências para nortear o trabalho docente: 1 – Organizar e dirigir as situações de aprendizagem 2 – Administrar a progressão das aprendizagens 3 – Conceber e fazer evoluir dispositivos de diferenciação para cada aluno. 4 – Envolver os alunos em sua aprendizagem e em seu trabalho 5 – Trabalhar em equipe 6 – Participar da administração da escola 7 – Envolver e informar os pais 8 – Utilizar novas tecnologias 9 – Enfrentar os deveres e dilemas éticos da profissão 00000000000 00000000000 - DEMO
  23. 23. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!44!()!23! 10 – Administrar a sua formação continuada Paulo Freire: Ao propor uma prática de sala de aula que pudesse desenvolver a criticidade dos alunos, Freire condenava o ensino oferecido na época que ele qualificou de educação bancária. Nela, segundo Freire, o professor age como quem deposita conhecimento num aluno que é apenas receptivo. Em outras palavras, o saber é visto como uma doação dos que se julgam seus detentores. Trata-se, para Freire, de uma escola alienante, mas não menos ideologizada do que a que ele propunha para despertar a consciência dos oprimidos. "Sua tônica fundamentalmente reside em matar nos educandos a curiosidade, o espírito investigador, a criatividade", escreveu o educador. Ele dizia que, enquanto a escola conservadora procura acomodar os alunos ao mundo existente, a educação que defendia, tinha a intenção de inquietá-los. Toda a sua obra é voltada para uma teoria do conhecimento aplicada à educação, sustentada por uma concepção dialética em que educador e educando aprendem juntos numa relação dinâmica na qual a prática, orientada pela teoria, reorienta essa teoria, num processo de constante aperfeiçoamento. Para Freire a educação não é neutra, é sempre um ato político. A proposta do autor sugere a utilização de temas geradores que são tirados da prática de vida dos educandos partindo do estudo da realidade. Para Freire o diálogo crítico entre educador e educando é fundamental. Na educação bancária os alunos são objetos e a educação libertadora leva o oprimido à liberdade. Giroux: Estudou as ideias de Paulo Freire sendo um dos maiores representantes da teoria crítica. Suas obras oferecem uma reflexão crítica ajudando os educadores a compreenderem a educação como forma de política social. Para ele a pedagogia não deve ser vista apenas como prática de ensino devendo envolver a política social em que está inserida. 00000000000 00000000000 - DEMO
  24. 24. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!45!()!23! Um fator importante no trabalho de Giroux é a abordagem do tratamento dialético dos dualismos entre ação humana e estrutura, conteúdo e experiência, dominação e resistência. A escola é analisada por ele como uma espaço de reprodução e dominação que ao mesmo tempo, permite uma resistência por parte dos oprimidos. Herbart: Deu prioridade para a teoria e a psicologia dentro da área da educação. Contribuiu para o ensino tradicional quando abordou em suas ideias a questão de que novos conhecimentos são adquiridos por meio do aprendizado passivo. Para ele a educação é um processo do qual a humanidade educa a si mesma a partir das ideias que ela mesma produz. Uma das contribuições mais importantes desse pensador foi a de que a doutrina pedagógica para ser válida e científica precisa ser comprovada experimentalmente. Essa concepção veio do filósofo Kant (1724-1804) e foi desenvolvida por Herbart, que fez surgir as escolas de aplicação que existem até os dias de hoje. Nesse caso a teoria e a prática fazem um trabalho constante e se alimentam uma da outra. Anísio Teixeira: Tornou-se secretário da educação e cultura do Distrito Federal lançando um sistema de educação global do ensino fundamental à universidade. Foi precursor na implantação de escolas públicas de todos os níveis. Suas ideias influenciaram a educação no Brasil. Ele proporcionou ao país a educação cultural e profissional dos jovens. Anísio foi motivado por Dewey e considerava que a escola deveria educar e formar homens livres. Participou do movimento Manifesto dos Pioneiros da Escola Nova. Pestalozzi: Esse educador trabalhou com crianças abandonadas, em um momento de difícil condição. Em sua teoria os sentimentos eram destacados e valorizados dentro do processo de aprendizagem. Fundou um internato onde trabalhava as estratégias de ensino, apresentando objetos do simples para os mais complexos; o conhecido para o 00000000000 00000000000 - DEMO
  25. 25. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!46!()!23! desconhecido; do concreto para o abstrato; do particular para o geral. Esse método foi utilizado por educadores de todo o mundo que difundiram suas ideias para a Europa e toda a América. Talcott Parsons: Para esse sociólogo a escola como meio de socialização acaba promovendo a conservação desse sistema, cumprindo a função de manutenção da sociedade. Ele tenta explicar o porquê da vivência de uma ordem social. A ação social era um de seus principais estudos. Disseminou as ideias de Durkheim e estudou a socialização como mecanismo básico para a construção do sistema social mais conhecido como Social System. Baudelot e Establet: Afirmaram que a escola única não poderia existir dentro de uma sociedade de classes. Tudo o que se passa na escola é abarcado pela divisão das classes. Essa divisão eles denominaram de SS(escola secundária superior) trabalho intelectual e PP(escola primária profissional) trabalho manual. Eles analisaram essa divisão e constataram que o insucesso escolar pode ser acarretado pela diferença entre as classes. Montessori: Seu método tem como base a atividade, liberdade e a individualidade do aluno. Educa-se para a vida. Teve uma grande influência na educação infantil. Procurou desenvolver nos alunos o potencial criativo associado a vontade de aprender. Freinet: Procurou desenvolver novos métodos de se relacionar com os alunos. Afirmou que não existia uma educação ideal e sim uma educação de classes. Criou um estudo sobre escola popular, moderna e democrática. Desenvolveu atividades pedagógicas que são utilizadas e valorizadas até hoje como por exemplo os cantinhos pedagógicos, aula- passeio e o jornal de classe. 00000000000 00000000000 - DEMO
  26. 26. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!42!()!23! Becker & Schults: São os conhecidos ‘’arautos’’ do capital humano. Defendiam a importância econômica da escolarização tida como um “investimento” pleno que traria retorno. Comenius: É o principal representante da pedagogia realista. Em 1932 lançou a Didática Magna. Rousseau: Defendia a necessidade de se partir dos objetos sensíveis para se chegar aos intelectuais com as crianças. Autor de o ‘’ Contrato social’’ e depois escreveu ‘’Emílio ou Da Educação’’ onde apontou vastas orientações para a educação. Montaigne: Representa o humanismo francês com sua obra ‘’ Ensaios’’, criticando o ensino “conteudístico” e a aprendizagem escorada apenas na fala do professor mostrava que o verdadeiro educador é aquele que desperta em seu aluno, prazer de aprender, a curiosidade pelo desafio e o gosto pela leitura. Locke: Para ele, nossa mente é como tábula rasa e somente a experiência é que nos pode fornecer as ideias. Querido aluno, o nosso foco aqui é a aprovação no concurso público, por isso preparamos um esquema para você fazer a associação do pensador com as principais palavras/ideias que o envolvem. Isso facilitará na hora da prova, quando você se deparar com a ideia e a quem ela pertence ok? 00000000000 00000000000 - DEMO
  27. 27. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!47!()!23! AUTOR LEMBRAREMOS DE: ∗  +,−./∋!012/%−∋!∀34567! ∗  8∋%9:;−∋!<=>−&%−∋!()!=?∋≅)?! /:≅Α!ΒΧ∆Ε45+Β! ∗  !+,=∋(.!<()Φ)?%∋!,)?! ?),0.&,#Φ)/!0)/∋!)(:−∋ΓΗ.Α!4ΕΒ5Χ5+3+Β! ∗  7?∃∋&%,Ι.ϑ!Κ:&−%.&∋/%,Ι.! ∗  Λ)?∋ΓΗ.!Μ.Φ)Ι!)!∋(:/=∋!ΝΟΕΠ+Θ8! ∗  ∀.,%;Φ%,Ι.! ∗  ∆.&Ρ)−%Ι)&=.!−%)&ΣΤ−.! 4:∃:,=)! ∆.Ι=)! ∗  Ε∋;.!Β=:(%.?:Ι!Υ+ΒΟς54Β! 00000000000 00000000000 - DEMO
  28. 28. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!48!()!23! AUTOR LEMBRAREMOS DE: ∗ 3∋2.?∋=Ω?%.!(∋! ()Ι.−?∋−%∋! Υ7ΞΨ! Ν+Ζ+[! ∗ 5>−&%−∋,!Β.−%∋%,! Π4Ε3! 84ΨΞ+Θ8! ∗ Θ&=)/)−=:∋/!7?∃∴&%−.! ∗ Θ&=)/)−=:∋/!5?∋(%−%.&∋/! ΛΕ48Β∆Θ! ∗ 5?∋2∋/Ρ.! ∗ 8∋=)?%∋/%,Ι.!Ν%∋/>;−.! Π4Ε3! 84Ε]! ∗ 40∋?)/Ρ.,!Θ()./Ω∃%−.,!(.! +,=∋(.! ∗ 40∋?)/Ρ.,!Ε)0?),,%Φ.,!(.! +,=∋(.! 37ΟΘΒ! 435ΞΟΒΒ+Ε! ∗ ∆./);Φ.! 4Ψ57Ψ! 84Π4Ε+ΨΠ7! 00000000000 00000000000 - DEMO
  29. 29. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!43!()!23! AUTOR LEMBRAREMOS DE: ∗ 7!−:??⊥−:/.!&Η.!>!&):=?.! 8Θ∆Ξ+3! 4∀∀3+! ∗ Ν),),−./∋?%≅∋ΓΗ.!(∋! Β.−%)(∋()! Θ_4Ψ! Θ33Θ∆Ξ! ∗ Ε∋−%.&∋/%(∋()! :?.−?#;−∋! 84]! Ζ++Ε! ∗ _%./9&−%∋!Β%Ι2Ω/%−∋! ∗ Ν:0/∋!_%./9&−%∋! 7ΟΕΝΘ+Ο!+! ∀4ΒΒ+Ε7Ψ! ∗ αβ!∆.Ι0)=9&−%∋,!0∋?∋! )&,%&∋?! ∀+ΕΕ+Ψ7ΟΝ! ∗ 5)Ι∋,!Λ)?∋(.?),! ∀4Ο37! χΕ+ΘΕ+! 00000000000 00000000000 - DEMO
  30. 30. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!49!()!23! AUTOR LEMBRAREMOS DE: ∗ Β.−%∋/!Βδ,=)Ι! 543∆755! ∀4ΕΒ7ΨΒ! ∗ +(:−∋?!0∋?∋!Κ.?Ι∋?! Ρ.Ι)&,!/%Φ?),! 4ΨςΒΘ7! 5+Θ]+ΘΕ4! ∗ _∋/.?%≅∋ΓΗ.!(.,! ,)&;Ι)&=.,!∀+Β5437εεΘ! ∗ 4!),−./∋!>!(%Φ%(%(∋! ;(.<∃=,&!∃! >%&(0=∃&?!! ∗ +(:−∋ΓΗ.!Θ&Κ∋&;/!87Ψ5+ΒΒ7ΕΘ! ∗ ∆∋&;&Ρ.,!∀)(∋∃Ω∃%−.,!χΕ+ΘΨ+5! 00000000000 00000000000 - DEMO
  31. 31. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!5:!()!23! AUTOR LEMBRAREMOS DE: ∗ 4?∋:=.,!(.!−∋0%=∋/! Ρ:Ι∋&.! ;∃+≅∃∋!Α! Β+Χ.=&%?!! ∗ Ν%(#;−∋!8∋∃&∋!∆,/∃−∗.%?!! ∗ 4:=.?!φ∆.&=?∋=.!Β.−%∋/φ!Ε,.%%∃(.?!! ∗  Ξ:Ι∋&%,Ι.!χ?∋&−9,!Φ,−&(∗)−∃?!! ∗  5#2:/∋!Ε∋,∋!Γ,+≅∃?!! 00000000000 00000000000 - DEMO
  32. 32. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!51!()!23! Com o pensamento de cada um desses autores passaremos a estudar o que deu origem as chamadas teorias da educação, que passam a instruir formas de como a sociedade poderá ser transformada. Que tal refletirmos sobre um assunto muito falado e que sempre é citado dentro desse conteúdo. A escola nova merece ser citada a parte por sua importância dentro no contexto educacional. Ela surgiu na primeira metade do século XX trazendo para o nosso país transformações sociais significativas. 00000000000 00000000000 - DEMO
  33. 33. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!54!()!23! ESCOLA NOVA: A Escola Nova chamada também de escola ativa ou escola progressiva, foi bastante criticada mas até hoje pode nos oferecer grandes ideias e princípios que podem ser utilizados no nosso ambiente educacional. Esse movimento veio com o objetivo de renovar o ensino a partir das necessidades que surgiram com as mudanças na sociedade e com o progresso das ciências no último meio século, propondo novos meios de aplicação científica. Propõe um ensino mais dinâmico e ativo baseado também nos interesses das crianças. No Brasil, Rui Barbosa introduziu esse movimento, sendo trabalhado posteriormente por Lourenço Filho e Anísio Teixeira que participaram do manifesto dos pioneiros da Escola Nova. Na América John Dewey foi o pedagogo com o nome mais relacionado a esse movimento. Para ele as escolas não deveriam ser apenas o local da transmissão dos conhecimentos e sim, deveria funcionar como uma comunidade. A Escola Nova foi muito criticada por acharem sua flexibilidade um problema para a instituição escolar. Mesmo com as críticas os escolanovistas mostraram através da experiência a funcionalidade desse movimento, demonstrando que as críticas só serviam para quem fizesse uma análise distorcida do que eles propunham. Apesar da grande importância a Escola Nova não conseguiu alterar a forma de operar dos sistemas de ensino, porém contribuiu muito para a educação principalmente quando se trata da experiência pessoal dentro do processo de ensino e aprendizagem. 00000000000 00000000000 - DEMO
  34. 34. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!55!()!23! DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DAS CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS Existem três tipos de teorias que dividem os pensamentos pedagógicos que são: Teorias não-críticas de educação: Como ferramenta de ADAPTAÇÃO: Pedagogia liberal Tradicional. Liberal Renovada Progressivista. Liberal Renovada Não- diretiva. Tecnicista (Lei nº 5.692/71). Teorias reprodutivistas de educação: Como ferramenta de REPRODUÇÃO: Violência Simbólica, Aparelho Ideológico do Estado, Escola Dualista. Teorias críticas de educação: Como ferramenta de TRANSFORMAÇÃO: Pedagogia progressista - Tendência Progressista Libertária. Tendência Progressista Libertadora. Tendência Crítico-social dos Conteúdos. As teorias críticas surgiram com a necessidade de transformar e questionar as desigualdades sociais que permaneciam com a teoria tradicional dentro do sistema de ensino. A teoria crítica apresentava uma maior reflexão sobre o porquê ensinar e para que ensinar? Formar sujeitos emancipadores era uma das formas de conseguir mudanças dentro do sistema de ensino. Para melhor entendermos essa classificação e os pensamentos da pedagogia progressivista e progressista, passaremos então a estudar as famosas tendências pedagógicas. Vamos lá? 00000000000 00000000000 - DEMO
  35. 35. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!56!()!23! TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: As tendências pedagógicas surgiram a partir dos diferentes pensamentos filosóficos e os autores de forma geral concordam em classifica-las em dois grupos: Liberal ∗ 5)&(9&−%∋!!=?∋(%−%.&∋/γ! 5)&(9&−%∋!?)&.Φ∋(∋!! 0?.∃?),,%Φ%,=∋γ! 5)&(9&−%∋!/%2)?∋/!&Η.! (%?);Φ∋γ!5)&(9&−%∋! =)−&%−%,=∋η! Progressista ∗ 5)&(9&−%∋! /%2)?=∋(.?∋γ! 5)&(9&−%∋!/%2)?=#?%∋γ! 5)&(9&−%∋!−?⊥;−.ι ,.−%∋/!(.,!−.&=)1(.,η! 00000000000 00000000000 - DEMO
  36. 36. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!52!()!23! ATENÇÃO! Não confunda PROGRESSIVISTA com PROGRESSISTA. As bancas examinadoras adoram trocar essas palavrinhas para te confundir, por isso fique atento! Outra dica importante é você ter cuidado com os nomes dos representantes de cada tendência. Os examinadores gostam de trocá-los, colocando as ideias junto com um autor que pertence a outra tendência. Esse é um “peguinha” clássico e que nós não vamos cair mais certo? As tendências são classificadas em dois grupos como vimos no quadro acima. O primeiro grupo representa a parte conservadora (ou renovada) que mantém a sociedade do jeito que ela está. O segundo grupo propõe a transformação da sociedade, questionando suas relações, levando a educação como instrumento de transformação social. Pedagogia Liberal – Liberal nesse sentido, não está ligado a algo aberto ou democrático, e sim com a justificação da sociedade de classes e consequentemente o capitalismo. Desse modo o papel da escola é adaptar os indivíduos à sociedade, que deve permanecer 00000000000 00000000000 - DEMO
  37. 37. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!57!()!23! harmônica, preparando o aluno para exercer papéis sociais de acordo com as suas habilidades. PEDAGOGIA LIBERAL - MANTER A SOCIEDADE LIBERAL TRADICIONAL: Nesta tendência o educador passa a ser a figura central, sendo o aluno apenas um receptor passivo dos conhecimentos que são estimados como verdades absolutas. Os exercícios são passados de forma repetitiva visando a memorização. Desse modo é importante que o aluno preste atenção porque “o ouvir” facilita o registro do que se transmite na memória. A tarefa do aluno nesse caso, é decorar a matéria. LIBERAL RENOVADA PROGRESSIVISTA: - Nesta tendência há a valorização do aluno como ser ativo e curioso. Seu principal representante foi John Dewey que junto com seus seguidores reagiram a concepção da educação pela instrução, advogando a educação pela ação. Essa reformulação na educação foi inspirado nas ideias de Rousseau e recebeu diversas denominações entre elas Escola Nova. O “aprender fazendo” é valorizado junto com as tentativas experimentais, a pesquisa, a descoberta, o estudo do meio natural e social. Há uma vivência democrática. LIBERAL RENOVADA NÃO DIRETIVA: A escola tem o papel de formadora de atitudes, preocupando-se mais com a parte psicológica do que com a social ou pedagógica. Para aprender tem que estar significativamente ligado com suas percepções, modificando-as. O resultado de uma boa educação deve ser comparado ao resultado de uma boa terapia. Desenvolve a valorização do eu. Carl Rogers foi 00000000000 00000000000 - DEMO
  38. 38. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!58!()!23! inspirador dessa tendência dando ênfase no desenvolvimento das relações humanas. TECNICISTA: Também conhecida como behaviorista, nessa tendência o aluno é visto como depositário passivo dos conhecimentos, que devem ser adquiridos através de associações. O professor é quem deposita os conhecimentos, pois ele é visto como um especialista na aplicação de manuais, sendo sua prática extremamente controlada. Articula-se diretamente com o sistema produtivo, com o objetivo de aperfeiçoar a ordem social vigente, que é o capitalismo, formando mão de obra especializada para o mercado de trabalho. As relações afetivas pouco importam. Skinner foi um dos principais autores dessa tendência. PEDAGOGIA PROGRESSISTA – MATERIALISMO DIALÉTICO LIBERTADORA – Paulo Freire o principal autor dessa tendência tenta vincular a educação à luta e organização de classe. O aluno deve ter uma consciência da realidade em que vive. Busca pela transformação social, a condição de se libertar através da elaboração da consciência crítica da organização de classe. Centraliza-se na discussão de temas sociais e políticos; o professor coordena atividades e atua juntamente com os alunos. Questiona as relações do homem com o homem e o do homem com a natureza. Os conteúdos aparecem como temas geradores que são extraídos da problematização de vida dos alunos. LIBERTÁRIA – As palavras libertário e autogestionário são típicas dessa tendência. Parte do princípio de que a vivência do aluno é incorporada e utilizada em situações novas, por isso o saber sistematizado só terá relevância se for possível seu uso prático. O 00000000000 00000000000 - DEMO
  39. 39. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!53!()!23! professor mistura-se com o aluno para uma reflexão comum. Focaliza a livre expressão e o contexto cultural. Os conteúdos, apesar de disponibilizados, não são exigidos pelos alunos e o professor é tido como um conselheiro à disposição do aluno. Não prevê avaliação dos conteúdos. CRÍTICO-SOCIAL DOS CONTEÚDOS” OU "HISTÓRICO-CRÍTICA” Adere o conteúdo (livro) visando o senso crítico do aluno, relacionando a prática com os conteúdos estudados. Confronta a teoria proposta com as realidades sociais enfatizando também o conhecimento histórico. Faz com que o aluno se prepare para o mundo adulto e a democratização da sociedade. Os conhecimentos são construídos pelo meio social junto com a aquisição dos conteúdos. Utiliza o método dialético (prática-teoria-prática). O professor é um mediador sendo um profissional competente e qualificado para auxiliar e direcionar o processo de ensino e aprendizagem. 00000000000 00000000000 - DEMO
  40. 40. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!59!()!23! Quadro extraído do site http://pedagogia.tripod.com/quadro_tendencias.htm PEDAGOGIA LIBERAL Nome da Tendência Pedagógica Papel da Escola Conteúdos Métodos Professor x aluno Aprendizagem Represen tantes Pedagogia Liberal Tradicional. Preparação intelectual e moral dos alunos para assumir seu papel na sociedade. São conhecimento e valores sociais acumulados através dos tempos e repassados aos alunos como verdades absolutas. Exposição e demonstração verbal da matéria e / ou por meios de modelos. Autoridade do professor que exige atitude receptiva do aluno. A aprendizagem é receptiva e mecânica, sem se considerar as características próprias de cada idade. Nas escolas que adotam filosofias humanistas clássicas ou científicas. Tendência Liberal Renovadora Progressivista. A escola deve adequar as necessidades individuais ao meio social. Os conteúdos são estabelecidos a partir das experiências vividas pelos alunos frente às situações problemas. Por meio de experiências, pesquisas e método de solução de problemas. O professor é auxiliador no desenvolvim ento livre da criança. É baseada na motivação e na estimulação de problemas. Montessori Decroly Dewey Piaget Lauro de oliveira Lima Tendência Liberal Renovadora não-diretiva (Escola Nova) Formação de atitudes. Baseia-se na busca dos conhecimentos pelos próprios alunos. Método baseado na facilitação da aprendizagem . Educação centralizada no aluno e o professor é quem garantirá um relacionamen to de respeito. Aprender é modificar as percepções da realidade. Carl Rogers, "Sumermerhi ll" escola de A. Neill. Tendência Liberal Tecnicista. É modeladora do comportame nto humano através de técnicas específicas. São informações ordenadas numa sequência lógica e psicológica. Procedimento s e técnicas para a transmissão e recepção de informações. Relação objetiva onde o professor transmite informações e o aluno vai fixá-las. Aprendizagem baseada no desempenho. Leis 5.540/68 5.692/71 Skinner Blomm 00000000000 00000000000 - DEMO
  41. 41. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!6:!()!23! PEDAGOGIA PROGRESSISTA Nome da Tendência Pedagógica Papel da Escola Conteúdos Métodos Professor x aluno Aprendizagem Representantes Tendência Progressista Libertadora Não atua em escolas, porém visa levar professores e alunos a atingir um nível de consciência da realidade em que vivem na busca da transformação social. Temas geradores. Grupos de discussão. A relação é de igual para igual, horizontalmente. Resolução da situação problema. Paulo Freire. Tendência Progressista Libertária. Transformação da personalidade num sentido libertário e autogestionário. As matérias são colocadas mas não exigidas. Vivência grupal na forma de auto-gestão. É não diretiva, o professor é orientador e os alunos livres. Aprendiagem informal, via grupo. C. Freinet Miguel Gonzales Arroyo. Tendência Progressista "crítico social dos conteúdos ou "histórico-crítica" Difusão dos conteúdos. Conteúdos culturais universais que são incorporados pela humanidade frente à realidade social. O método parte de uma relação direta da experiência do aluno confrontada com o saber sistematizado. Papel do aluno como participador e do professor como mediador entre o saber e o aluno. Baseadas nas estruturas cognitivas já estruturadas nos alunos. Makarenko B. Charlot Suchodoski Manacorda G. Snyders Demerval Saviani. 00000000000 00000000000 - DEMO
  42. 42. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!61!()!23! Vamos agora para a parte em que devemos fixar todo o conteúdo estudado. Lembrando que quanto mais exercícios, maior o grau de fixação. Dica: Tente resolver todas as questões sem olhar a resposta, só no final, confira os comentários que preparamos para cada exercício. Vamos começar? QUESTÕES: 1 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Paulo Freire se opunha à visão determinista de história, o que suscitou críticas à sua obra. 2 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O método de alfabetização proposto por Paulo Freire configura-se como um marco na visão cognitivista da aprendizagem. 3 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O compromisso político que motivou Paulo Freire incluía a formação para o exercício da cidadania, visando à releitura do mundo, por meio da leitura das palavras. 4 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – A pedagogia de Paulo Freire traduz-se em uma metodologia de excelência fundada na 00000000000 00000000000 - DEMO
  43. 43. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!64!()!23! técnica de alfabetização, com indiscutíveis resultados práticos, entre os quais se destaca a capacidade de o indivíduo recém-alfabetizado poder assinar o próprio nome em documentos oficiais. 5 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Em Pedagogia da esperança, Paulo Freire defende que somente a abordagem marxista da prática educativa permite vislumbrar a possibilidade de que os oprimidos vençam a luta de classes e, consequentemente, eliminem qualquer tipo de opressão. 6 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Além de defender uma perspectiva diferenciada dos fins da educação e do exercício da cidadania, visando a uma aprendizagem que requeresse uma tomada de posição frente aos problemas vividos pelos alfabetizandos, Paulo Freire foi também um dos pioneiros na utilização da linguagem multimídia para a alfabetização de adultos. 7 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Em sua visão pedagógica, Paulo Freire defendia que o diálogo com os alunos, em sala de aula, respeitadas as diferentes linguagens dos atores envolvidos, deve contribuir para o entendimento acerca dos riscos causados por ideologias contrárias aos interesses humanos individuais e coletivos. 8 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O Programa Nacional de Alfabetização, lançado pelo governo João Goulart, tinha a obra de Paulo Freire como referência teórico-metodológica. 9 - Na perspectiva da Pedagogia da Autonomia (Paulo Freire), ensinar exige dos educadores alguns saberes fundamentais, dentre os quais NÃO se inclui: a) Exercício de curiosidade. b) Intransigência intelectual. 00000000000 00000000000 - DEMO
  44. 44. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!65!()!23! c) Liberdade e autoridade. d) Rigorosidade científica. 10 - (Click/2012) - Destacou-se por seu trabalho na área da educação popular, voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência política. Autor de “Pedagogia do Oprimido”, um método de alfabetização, se diferenciou do "vanguardismo" dos intelectuais de esquerda tradicionais e sempre defendeu o diálogo com as pessoas simples, não só como método, mas como um modo de ser realmente democrático. Estamos falando de: a ( ) - Paulo Freire; b ( ) - Maria Montessouri; c ( ) - Paulo Coelho; d ( ) - Jean Jacques Rousseau. 11 - (UFMA/2012) - No Brasil, o movimento da escola nova só começou no século XX, na década de 20, com diversas reformas esparsas do ensino público. Suas ideias expressaram-se de maneira clara em: a ( ) - Manifesto dos educadores antiautoritários. b ( ) - Didática Magna. c ( ) - Ratio Studiorum. d ( ) - Manifesto dos Pioneiros da Escola Nova. e ( ) - Manifesto dos Educadores Crítico-reprodutivistas. 12 - (CESPE/Professor Pedagogo/SEDU-ES/2010 – Para Dewey, a escola deve assumir as características de uma comunidade democrática artificial na qual a criança aprenda, pela própria vivência, as práticas da democracia, habilitando-se a transferi-las, em sua vida adulta, à sociedade democrática. 00000000000 00000000000 - DEMO
  45. 45. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!66!()!23! 13- Considerado um dos maiores pedagogos de todos os tempos, suas obras se fizeram presentes na obra Didática Magna. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) B. F. Skinner 14- Representante do humanismo francês, por meio de sua obra ‘’Ensaios’’ tinha como mestre ideal aquele que não sufocasse o aluno com conceitos memorísticos, criticando, assim, o ensino “conteudístico”. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) Michel E. Montaigne 15- Para ele, nossa mente é como uma “tábula rasa” e somente o conhecimento pode nos fornecer ideias. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) Michel E. Montaigne 16- Chamava sua maneira prática de ensinar de “método natural” pois a partir do meio ambiente terra, água, plantas e animais, buscava levar os alunos a interpretar suas “mensagens” e, assim, da natureza construir a ciência e extrair os ensinamentos essenciais. a ( ) Carl Rogers b ( ) Jean Piaget c ( ) John Dewey d ( ) Freinet 00000000000 00000000000 - DEMO
  46. 46. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!62!()!23! QUESTÕES COMENTADAS: 1 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Paulo Freire se opunha à visão determinista de história, o que suscitou críticas à sua obra. CERTO. A visão determinista acaba limitando o comportamento do indivíduo. Para Paulo Freire "Sua tônica fundamentalmente reside em matar nos educandos a curiosidade, o espírito investigador, a criatividade", escreveu o educador. Ele dizia que, enquanto a escola conservadora procura acomodar os alunos ao mundo existente, a educação que defendia, tinha a intenção de inquietá- los. 2 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O método de alfabetização proposto por Paulo Freire configura-se como um marco na visão cognitivista da aprendizagem. ERRADO. O método de Paulo Freire levava os alunos a trabalharem não só a parte cognitiva mas também o lado social e político. O método de alfabetização proposto por Paulo Freire é baseado nas experiências de vida dos alunos e foi um marco na educação Brasileira. Para Paulo Freire, alfabetizar vai além do processo de codificação e decodificação. 3 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O compromisso político que motivou Paulo Freire incluía a formação para o exercício da cidadania, visando à releitura do mundo, por meio da leitura das palavras. CERTO. Toda a obra de Paulo Freire é voltada para uma teoria do conhecimento aplicada à educação, sustentada por uma concepção dialética em que educador e educando aprendem juntos numa relação dinâmica na qual a prática, orientada pela teoria, reorienta essa teoria, num processo de constante 00000000000 00000000000 - DEMO
  47. 47. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!67!()!23! aperfeiçoamento. Para Freire a educação não é neutra, é sempre um ato político. 4 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – A pedagogia de Paulo Freire traduz-se em uma metodologia de excelência fundada na técnica de alfabetização, com indiscutíveis resultados práticos, entre os quais se destaca a capacidade de o indivíduo recém-alfabetizado poder assinar o próprio nome em documentos oficiais. ERRADO. Saber assinar o próprio nome não significa que o indivíduo foi alfabetizado. A prática defendida por Paulo Freire vai além dessa característica. 5 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Em Pedagogia da esperança, Paulo Freire defende que somente a abordagem marxista da prática educativa permite vislumbrar a possibilidade de que os oprimidos vençam a luta de classes e, consequentemente, eliminem qualquer tipo de opressão. ERRADO. Vencer a luta de classes não necessariamente eliminará todos os tipos de opressão dentro da sociedade. Em pedagogia da esperança o autor reflete sua obra anterior, a do Oprimido, apontando o medo que angustia as classes dominadas. Esse medo pode atrasar o processo da evolução, portanto as lideranças deveriam ser constituídas por meio da linguagem e das palavras que dão base a luta contra esse medo e desesperança. 6 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Além de defender uma perspectiva diferenciada dos fins da educação e do exercício da cidadania, visando a uma aprendizagem que requeresse uma tomada de posição frente aos problemas vividos pelos alfabetizandos, Paulo Freire foi também um dos pioneiros na utilização da linguagem multimídia para a alfabetização de adultos. 00000000000 00000000000 - DEMO
  48. 48. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!68!()!23! CERTO. Paulo Freire apresentou em seu método a utilização de vários instrumentos para alfabetizar. Slides, gravuras e materiais audiovisuais fizeram parte desse processo. Desse modo, Paulo Freire foi um dos pioneiros na utilização da linguagem multimídia na alfabetização de adultos, confirmando o quanto estava à frente de seu tempo. 7 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – Em sua visão pedagógica, Paulo Freire defendia que o diálogo com os alunos, em sala de aula, respeitadas as diferentes linguagens dos atores envolvidos, deve contribuir para o entendimento acerca dos riscos causados por ideologias contrárias aos interesses humanos individuais e coletivos. CERTO. O diálogo é um dos instrumentos mais utilizados dentro do método de Paulo Freire. Ele menciona o diálogo exatamente como objetivo apresentado na questão, fazendo com que haja o respeito as diferenças e toda a diversidade encontrada dentro do ambiente e processo escolar. 8 - Consultor Legislativo área Educação CESPE – O Programa Nacional de Alfabetização, lançado pelo governo João Goulart, tinha a obra de Paulo Freire como referência teórico-metodológica. CERTO. Com o objetivo de erradicar o analfabetismo, em 1964 foi criado o Programa Nacional de Alfabetização . Esse movimento tinha como base o método e a didática de Paulo Freire. O MOBRAL propunha erradicar o analfabetismo no Brasil mas não conseguiu. Em meio a denúncias de corrupção acabou sendo extinto. 9 - Na perspectiva da Pedagogia da Autonomia (Paulo Freire), ensinar exige dos educadores alguns saberes fundamentais, dentre os quais NÃO se inclui: 00000000000 00000000000 - DEMO
  49. 49. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!63!()!23! a) Exercício de curiosidade. b) Intransigência intelectual. c) Liberdade e autoridade. d) Rigorosidade científica. Letra B. Ao ensinar o professor deve oferecer uma prática dialógica, onde há a participação, possibilitando a criação e a produção de conhecimentos. Desse modo, não deve haver intransigência, pois para esse autor “Os homens se educam entre si mediados pelo mundo”. 10 - (Click/2012) - Destacou-se por seu trabalho na área da educação popular, voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência política. Autor de “Pedagogia do Oprimido”, um método de alfabetização, se diferenciou do "vanguardismo" dos intelectuais de esquerda tradicionais e sempre defendeu o diálogo com as pessoas simples, não só como método, mas como um modo de ser realmente democrático. Estamos falando de: a ( ) - Paulo Freire; b ( ) - Maria Montessouri; c ( ) - Paulo Coelho; d ( ) - Jean Jacques Rousseau. Letra A. Paulo Freire que ficou conhecido pelo seu método de alfabetização dos adultos também foi autor de “Pedagogia do Oprimido”. Sua proposta incluiu o diálogo (como citado na questão) como forma de se trabalhar e escutar a situação dos oprimidos para que houvesse transformação em favor da libertação. 00000000000 00000000000 - DEMO
  50. 50. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!69!()!23! 11 - (UFMA/2012) - No Brasil, o movimento da escola nova só começou no século XX, na década de 20, com diversas reformas esparsas do ensino público. Suas ideias expressaram-se de maneira clara em: a ( ) - Manifesto dos educadores antiautoritários. b ( ) - Didática Magna. c ( ) - Ratio Studiorum. d ( ) - Manifesto dos Pioneiros da Escola Nova. e ( ) - Manifesto dos Educadores Crítico-reprodutivistas. Letra D. Mencionamos em nossa aula que a Escola Nova trouxe esse movimento para o Brasil, com a participação de Anísio Teixeira. 12 - (CESPE/Professor Pedagogo/SEDU-ES/2010 – Para Dewey, a escola deve assumir as características de uma comunidade democrática artificial na qual a criança aprenda, pela própria vivência, as práticas da democracia, habilitando-se a transferi-las, em sua vida adulta, à sociedade democrática. Questão certa. Lembramos que a democracia é um ato fundamental na concepção de Dewey. A experiência também é um fator decisivo na educação do aluno. 13- Considerado um dos maiores pedagogos de todos os tempos, suas obras se fizeram presentes na obra Didática Magna. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) B. F. Skinner 00000000000 00000000000 - DEMO
  51. 51. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!2:!()!23! Letra A. Comenius foi representante da pedagogia realista e autor da obra Didática Magna como vimos na aula. 14- Representante do humanismo francês, por meio de sua obra ‘’Ensaios’’ tinha como mestre ideal aquele que não sufocasse o aluno com conceitos memorísticos, criticando, assim, o ensino “conteudístico”. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) Michel E. Montaigne Letra D. Vimos que Montaigne propunha uma educação mais livre 15- Para ele, nossa mente é como uma “tábula rasa” e somente o conhecimento pode nos fornecer ideias. a ( ) Jan Amons Comenius b ( ) Jean Piaget c ( ) John Locke d ( ) Michel E. Montaigne Letra C. Como estudamos, Locke defendeu que todas as ideias complexas surgem da experiência. 16- Chamava sua maneira prática de ensinar de “método natural” pois a partir do meio ambiente terra, água, plantas e animais, buscava levar os alunos a interpretar suas “mensagens” e, assim, da natureza construir a ciência e extrair os ensinamentos essenciais. a ( ) Carl Rogers b ( ) Jean Piaget c ( ) John Dewey d ( ) Freinet Letra D. Freinet usava o método natural em sua aprendizagem 00000000000 00000000000 - DEMO
  52. 52. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!21!()!23! 1 – C 2 – E 3 – C 4 – E 5 – E 6 – C 7 – C 8 – C 9 – B 10 –A 11 –D 12 –C 13 – A 14 – D 15 – C 16 - D 00000000000 00000000000 - DEMO
  53. 53. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!24!()!23! LISTA DE QUESTÕES RECENTES CESPE 1 - CONDER PEDAGOGO 2013 - Cipriano Luckesi (1994), no livro Filosofia da Educação, apresenta as características e diferenças entre as tendências pedagógicas na prática escolar. Na página 64, descreve o papel da escola na perspectiva de uma dessas tendências: “Assim, quando se fala em educação em geral, diz!se que ela é uma atividade onde professores e alunos, mediatizados pela realidade que aprendem e da qual extraem o conteúdo de aprendizagem, atingem um nível de consciência dessa mesma realidade, a fim de nela atuarem, num sentido de transformação social.” Assinale a alternativa que apresenta a tendência dessa pedagogia, cujo inspirador e divulgador foi Paulo Freire. (A) Tendência liberal tradicional. (B) Tendência liberal renovada progressista. (C) Tendência liberal tecnicista. (D) Tendência progressista libertadora. (E) Tendência progressista “crítico!social dos conteúdos” 2 - CONDER PEDAGOGO 2013 O famoso educador brasileiro Paulo Freire publicou o livro Pedagogia do Oprimido, em 2005, no qual abordou a concepção “_____ da educação” como instrumento da ______. Criticava o modelo de educação que se tornava um ato de depositar, em que os educandos são os depositários e o educador o ______ e, assim, o “saber” é uma doação dos que se julgam sábios aos que julgam nada saber. Assinale a alternativa cujos itens completam corretamente as lacunas do fragmento acima. (A) bancária – opressão ! depositante (B) liberal ! autonomia – idealista (C) autoritária – dominação – bancário (D) determinista – escola – transmissor (E) religiosa – opressão – idealista 00000000000 00000000000 - DEMO
  54. 54. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!25!()!23! 3 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 - No que se refere à relação entre educação e sociedade, julgue os itens a seguir. Conforme idealização de Parsons, a igualdade de oportunidades entre os competidores no início da escolarização é um princípio frequentemente identificado nas práticas das escolas públicas do Brasil. 4 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Consoante Marx, as instituições de ensino são por excelência, o lugar a partir do qual é possível desencadear a transformação revolucionária da sociedade, sendo, portanto, o centro irradiador do processo de revolução. 5 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 De acordo com Durkheim, a educação deve ser isolada de outras práticas sociais, pois somente desse modo o processo educativo poderá garantir a autonomia de cada sistema social. 6 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Com relação às concepções pedagógicas, julgue os próximos itens. 60 A vivência grupal na forma de autogestão é um método utilizado pela concepção progressista libertadora. 7 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Conteúdos culturais universais incorporados pela humanidade em face da realidade social caracterizam a concepção histórico-crítica da pedagogia. 8 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Maria Montessori e Piaget são representantes da concepção liberal renovadora progressiva. 9 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Os pressupostos da antiga Lei n.º 5.692/1971 foram formulados com base na concepção liberal tecnicista. 00000000000 00000000000 - DEMO
  55. 55. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!26!()!23! 10 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Na concepção liberal tradicional, o papel da educação é ser modeladora do comportamento humano por meio de técnicas específicas. QUESTÕES RECENTES CESPE 1 - CONDER PEDAGOGO 2013 - Cipriano Luckesi (1994), no livro Filosofia da Educação, apresenta as características e diferenças entre as tendências pedagógicas na prática escolar. Na página 64, descreve o papel da escola na perspectiva de uma dessas tendências: “Assim, quando se fala em educação em geral, diz!se que ela é uma atividade onde professores e alunos, mediatizados pela realidade que aprendem e da qual extraem o conteúdo de aprendizagem, atingem um nível de consciência dessa mesma realidade, a fim de nela atuarem, num sentido de transformação social.” Assinale a alternativa que apresenta a tendência dessa pedagogia, cujo inspirador e divulgador foi Paulo Freire. (A) Tendência liberal tradicional. (B) Tendência liberal renovada progressista. (C) Tendência liberal tecnicista. (D) Tendência progressista libertadora. (E) Tendência progressista “crítico!social dos conteúdos” LETRA D. Paulo Freire foi o principal autor dessa tendência que tenta vincular a educação à luta e organização de classe. 2 - CONDER PEDAGOGO 2013 O famoso educador brasileiro Paulo Freire publicou o livro Pedagogia do Oprimido, em 2005, no qual abordou a concepção “_____ da educação” como instrumento da ______. Criticava o modelo de educação que se tornava um ato de depositar, em que os educandos são os depositários e o educador o ______ e, assim, o “saber” é uma doação dos que se julgam sábios aos que julgam nada saber. Assinale a alternativa cujos itens completam corretamente as lacunas do fragmento acima. (A) bancária – opressão ! depositante 00000000000 00000000000 - DEMO
  56. 56. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!22!()!23! (B) liberal ! autonomia – idealista (C) autoritária – dominação – bancário (D) determinista – escola – transmissor (E) religiosa – opressão – idealista LETRA A. Paulo Freite também lutou pela transformação social, a condição de se libertar através da elaboração da consciência crítica da organização de classe. 3 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 - No que se refere à relação entre educação e sociedade, julgue os itens a seguir. Conforme idealização de Parsons, a igualdade de oportunidades entre os competidores no início da escolarização é um princípio frequentemente identificado nas práticas das escolas públicas do Brasil. ERRADO. Para esse sociólogo a escola como meio de socialização acaba promovendo a conservação desse sistema, cumprindo a função de manutenção da sociedade. 4 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Consoante Marx, as instituições de ensino são por excelência, o lugar a partir do qual é possível desencadear a transformação revolucionária da sociedade, sendo, portanto, o centro irradiador do processo de revolução. ERRADO. Segundo Marx para o desenvolvimento total do homem e a mudança das relações sociais, a educação deveria acompanhar e acelerar esse movimento, mas não ser responsável exclusivamente de desencadeá-lo, nem de fazê-lo triunfar. 5 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 De acordo com Durkheim, a educação deve ser isolada de outras práticas sociais, pois somente desse modo o processo educativo poderá garantir a autonomia de cada sistema social. ERRADO. A educação na visão de Durkheim visa a preparação dos homens para desempenhar os diferentes e harmônicos papéis 00000000000 00000000000 - DEMO
  57. 57. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!27!()!23! sociais. Assim, a educação não poderia ser isolada de outras práticas sociais como menciona a questão. 6 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Com relação às concepções pedagógicas, julgue os próximos itens. 60 A vivência grupal na forma de autogestão é um método utilizado pela concepção progressista libertadora. ERRADO. Autogestão está relacionada a tendência libertária. 7 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Conteúdos culturais universais incorporados pela humanidade em face da realidade social caracterizam a concepção histórico-crítica da pedagogia. CERTO. Essa tendência também confronta a teoria proposta com as realidades sociais enfatizando também o conhecimento histórico. 8 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Maria Montessori e Piaget são representantes da concepção liberal renovadora progressiva. CERTO. Está no quadro das tendências esses dois autores que fazem parte da Tendência Liberal Renovadora Progressivista que também pode ser chamada de liberal renovadora progressiva. 9 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Os pressupostos da antiga Lei n.º 5.692/1971 foram formulados com base na concepção liberal tecnicista. CERTO. Está no quadro das tendências que esta lei faz parte da tendência tecnicista. 10 - CESPE/UnB – UNIPAMPA/2013 Na concepção liberal tradicional, o papel da educação é ser modeladora do comportamento humano por meio de técnicas específicas. ERRADO. Técnicas específicas relacionam-se a tendência tecnicista. 00000000000 00000000000 - DEMO
  58. 58. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!28!()!23! 1. D 2. A 3. E 4. E 5. E 6. E 7. C 8. C 9. C 10.E REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Gadotti, Moacir, 1941- História das ideias pedagógicas – 8 Ed. São Paulo. Ática, 1999. LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2° edição - São Paulo: Cortez, (Coleção magistério Série Formação do professor). 2013. LIBANEO, José Carlos. Educação escolar: Políticas, estrutura e organização - 10° edição. São Paulo: Cortez 2012 (Coleção docência em formação: Saberes pedagógicos / coordenação Selma Garrido Pimenta) 00000000000 00000000000 - DEMO
  59. 59. Conhecimentos Pedagógicos Para DPU Profas. Fabiana Firmino e Fernanda Lima Aula 00 ! !∀#∃%&∋()%∗+%,%()+∀−+,#(.((( ().∀,%,/%(0+−%(((((((((((((((((((((∀∀∀#∃%&∋(&∃)∗(+,−+.∋%,%#+,/#0∋!!!!!!!!!!!!!!!!∀#∃%&∋!23!()!23! http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/educar- coletivo-423223.shtml http://www.infoescola.com/pedagogia/a-pedagogia-critica-de-michael- apple/ http://educador.brasilescola.com/trabalho-docente/tendencias- pedagogicas-brasileiras.htm ! ! 00000000000 00000000000 - DEMO

×