Divisão do estado de Mato Grosso do Sul

17.973 visualizações

Publicada em

Divisão do Estado de Mato Grosso do Sul, Escola Estadual Antonio Pinto Pereira, História, 9º Ano EF, Prof.ª Jaice Vargas, Edição Progetec Rafael Matos.

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.973
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.483
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Divisão do estado de Mato Grosso do Sul

  1. 1. EE Antonio Pinto Pereira História Divisão do estado de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul 9º Ano Prof.ª Jaice Vargas Edição e pesquisa PROGETEC Rafael Matos
  2. 2. • Ocorreu em 1979; • Lei Complementar n.º 31 de 11/10/1977; • O sul possuía ligações históricas com os vizinhos (Paraguai, São Paulo, Minas Gerais e Paraná); • O norte possuía ligação restrita com o Rio de Janeiro.
  3. 3. Fatos históricos • Fim da Guerra do Paraguai (1870); • Ideia de abandono e de distanciamento do eixo administrativo (Cuiabá); • Aumento da população e crescimento econômico do sul.
  4. 4. Nioaque Um dos primeiros movimentos e mais importantes pela divisão do estado de Mato Grosso surgiu em Nioaque. Após a Guerra do Paraguai (1865-1870), muitos ex-combatentes se instalaram no sul de Mato Grosso. Esses passaram a se dedicar a agricultura e à extração da Erva Mate. Muitos pecuaristas que se refugiaram da guerra em Cuiabá retornaram para o sul do estado.
  5. 5. A migração de gaúchos, vítimas de perseguições políticas ocorridas durante a Revolução Federalista do Rio Grande do Sul, também contribuiu para o desenvolvimento do sul de Mato Grosso. Porém a empresa Mate Laranjeira, instalada na década de 1880, dificultou o povoamento dessa região. A empresa monopolizava a extração da Erva-Mate e tinha o apoio do governo de Mato Grosso. Sua influência dificultava a legalização das terras a serem ocupadas pelos criadores de gado, afim de garantir parte da terra para sua exploração.
  6. 6. A população do sul estava insatisfeita com a administração do estado, reclamavam a falta de atenção, pouca verba, especialmente após a Guerra do Paraguai quando várias cidades ficaram destruídas. Cidades como Paranaíba, Miranda, Nioaque e Coxim permaneciam no isolamento em relação a Cuiabá. Esses descontentamentos fizeram em 1900 surgir o movimento separatista em Nioaque, considerado o “Berço da Divisão do Estado”. Liderado pelo gaúcho João Ferreira Mascarenhas, coronel, fazendeiro e importante líder político local. O movimento ficou conhecido como “Revolução de Jango Mascarenhas”. O levante não teve sucesso e seu líder foi morto em combate em 1901 às margens do rio Taquarussu em Nioaque.
  7. 7. Pouco depois da primeira revolução, outro movimento eclodiria em 1907 em Bela Vista, seu líder o fazendeiro Bento Xavier. Também derrotado após quatro anos de luta. Já em 1910 os movimentos passaram a ser em Campo Grande que pouco a pouco começou a tornar-se o polo econômico e político de Mato Grosso, impulsionado pela implantação da Estrada Noroeste do Brasil que chegou em 1914.
  8. 8. Apesar de muitas derrotas e ideia de independência do sul de Mato Grosso, permanecia viva. Durante o governo de Getúlio Vargas (1930-1945), ela se tornou realidade em dois momentos: no início na década de 1930, com formação do Estado de Maracaju, e, entre 1943 e 1946, com fundação do Território Federal de Ponta Porã.
  9. 9. Com o grande desenvolvimento econômico do sul do estado de Mato Grosso, baseado, em grande parte, na criação de gado bovino e na intensa produção de grãos, como a soja e o trigo, renasce a ideia da divisão do estado. Um incentivo a isso foram os estudos que vinham sendo realizados por oficiais da Escola Superior de Guerra desde a década de 1950. Entre esses oficiais, encontrava-se o futuro presidente da República, o general Ernesto Geisel, que governaria o país entre 1974 e 1978, durante o regime militar.
  10. 10. Finalmente em 11 de outubro de 1977, Geisel sancionou a lei que dividiu o estado de Mato Grosso, criando o estado de Mato Grosso do Sul, com capital em Campo Grande. O pronunciamento do ministro do Interior, Maurício Rangel Reis, realizado cerca de um mês após a criação oficial do estado de Mato Grosso do Sul, terminava assim: Nasce nova Unidade da Federação, que tem capital a bela cidade de Campo Grande. A data histórica de 11 de outubro de 1977 ficará na memória do povo de Mato Grosso do Sul [...].
  11. 11. Anúncio da divisão do estado
  12. 12. Mato Grosso do Sul
  13. 13. • População estimada em 2505088 hab. • Densidade: 7,01 hab/km² • Municípios: 79

×