SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
EE Antonio Pinto Pereira
Darwin
3º Ano Ensino Médio
Biologia
Prof.ª Ana Paula Ferreira Leal
EVOLUÇÃO
Origem da vida . . .
• Naturalista inglês;
• Nasceu em 12 de
fevereiro de 1809,
Shrewsbury;
• Robert Darwin, seu pai,
era Médico, filho de
Erasmus Darwin, poeta,
filósofo e naturalista;
Charles Darwin
• Iniciou medicina mas desistiu
e fez filosofia - 22 anos;
•Em 31 de dezembro de 1831,
Beagle;
• Passa cinco anos navegando
pela costa do Pacífico e pela
América do sul (1831 a 1836) ;
• Esta viagem foi uma
preparação fundamental para a
vida de pesquisador e escritor;
GALÁPAGOS, o nome provém das tartarugas gigantes que a habitam.
1.IGUANAS TERRESTRES
2.IGUANAS MARINHAS
1
2
e no Brasil . . .
•Não gostou do carnaval;
•Admirou fauna e flora;
•Primeira floresta tropical;
• “as relações geológicas que existem entre a fauna extinta da
América meridional, assim como certos fatos relativos à
distribuição dos seres organizados que povoam este
continente, impressionaram-me profundamente quando da
minha viagem a bordo do Beagle, na condição de
naturalista. Estes fatos (...) parecem lançar alguma luz sobre
a origem das espécies (...) julguei que, acumulando
pacientemente todos os dados relativos a este assunto e
examinando-os sob todos os aspectos, poderia, talvez,
elucidar esta questão"
• Coleções de rochas, plantas e animais enviadas à sua pátria
(fósseis e vivos)
• Regresso à Inglaterra, iniciou um caderno de notas sobre a
evolução, reunindo dados sobre a variação das espécies,
dando assim os primeiros passos para a Origem das Espécies
• Grande enigma era explicar o aparecimento e o
desaparecimento das espécies
O porque de cada coisa . . .
• Por que se originavam as
espécies?
• Por que se modificavam com o passar dos
tempos, diferenciavam-se em numerosos
tipos e freqüentemente desapareciam do
mundo por completo?
• Nasceu à famosa doutrina darwinista da seleção
natural, da luta pela sobrevivência ou da
sobrevivência do mais apto - pedra fundamental
da Origem das Espécies
• O famoso livro Origem das Espécies foi
publicada em 1859, sob o bombardeamento
das controvérsias – Darwin estava mudando a
crença contemporânea sobre a criação da vida
na Terra.
• Origem das Espécies, Darwin defende duas
teorias principais: a da evolução biológica -
todas as espécies de plantas e animais que
vivem hoje descendem de formas mais
primitivas - e a de que esta evolução ocorre
por "seleção natural"
• . A Origem das Espécies demonstra a atuação do princípio da
seleção natural ao impedir o aumento da população. Alguns
indivíduos de uma espécie são mais fortes, podem correr
mais depressa, são mais inteligentes, mais imunes à doença,
mais agressivos sexualmente ou mais aptos a suportar os
rigores do clima do que seus companheiros. Estes
sobreviverão e se reproduzirão, enquanto os mais fracos
perecerão. No curso de muitos milênios, as variações levaram
à criação de espécies essencialmente novas.
• Darwin continuou a escrever e publicar trabalhos na área da
Biologia por toda a sua vida;
• Downe, um vilarejo a 50 milhas de Londres;
• Sofre de síndrome do pânico e mal-de-Chagas;
• Morre em 19 de abril de 1882;
• Charles Darwin é sepultado na Abadia de Westminster;
EVOLUÇÃO
Origem da vida . . .
Evolução é o
processo pelo qual
ocorrem as mudanças
ou transformações nos
seres vivos ao longo do
tempo, dando origem a
espécies novas.
• Adaptação é a capacidade de
sobrevivência e reprodução de uma
espécie num determinado
ambiente.
FIXISMO ou CREACIONISMO
Propõe que as espécies
foram criadas prontas por um
ser superior e não se
modificam com o tempo.
Em 1809, no seu livro
Philosophie Zoologique
propõe 2 “Leis”:
• 1. Do uso ou desuso.
• 2. Da transmissão
hereditária dos
caracteres aquiridos.
1744-1829
LAMARCKISMO
Jean-Baptiste Lamarck – Biólogo
Francês
“Lei do Uso e Desuso”
• O Uso contínuo de um
órgão o hipertrofia.
Ex. As girafas, pescoço e
patas dianteiras.
• O Desuso o atrofia.
1. Sobrevivência dos mais aptos
Teoria de Darwin - Darwinismo
Embora seja sensacional a sua teoria,
ela é considerada incompleta, por não
explicar as causas das variações
existentes entre os componentes de uma
certa população.
Crítica a Darwin
Darwin - 3º Ano E. M. - Biologia - APP

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evoluçãoKamila Joyce
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistasAna Castro
 
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivos
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivosBiologia Evolutiva - a origem dos seres vivos
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivosJézili Dias
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosLucia Virginio
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivoscrisbassanimedeiros
 
Origem da vida 1º ano
Origem da vida   1º anoOrigem da vida   1º ano
Origem da vida 1º anoLuciana Mendes
 
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarckteoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e LamarckDarlla Sb
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesRebeca Vale
 
8 ano reprodução E sistema reprodutor
8 ano reprodução E  sistema reprodutor8 ano reprodução E  sistema reprodutor
8 ano reprodução E sistema reprodutorGiselle Marques Goes
 
Evolução das espécies.
Evolução das espécies.Evolução das espécies.
Evolução das espécies.Brenno Miranda
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animalProfessora Raquel
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomosHamilton Nobrega
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As célulasRebeca Vale
 

Mais procurados (20)

Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas
 
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivos
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivosBiologia Evolutiva - a origem dos seres vivos
Biologia Evolutiva - a origem dos seres vivos
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
 
Ecologia de Populações
Ecologia de PopulaçõesEcologia de Populações
Ecologia de Populações
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
 
Origem da vida 1º ano
Origem da vida   1º anoOrigem da vida   1º ano
Origem da vida 1º ano
 
Classificação biológica
Classificação biológicaClassificação biológica
Classificação biológica
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarckteoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espécies
 
8 ano reprodução E sistema reprodutor
8 ano reprodução E  sistema reprodutor8 ano reprodução E  sistema reprodutor
8 ano reprodução E sistema reprodutor
 
Evolução das espécies.
Evolução das espécies.Evolução das espécies.
Evolução das espécies.
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animal
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
 
Células
CélulasCélulas
Células
 

Destaque

Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barrosoPlanejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barrosoAntonio Carneiro
 
Introdução à biologia 1º ano
Introdução à biologia   1º anoIntrodução à biologia   1º ano
Introdução à biologia 1º anoLuciana Mendes
 
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017professora de geografia
 
Aula de biologia
Aula de biologiaAula de biologia
Aula de biologiaCatiaprof
 
Aula 2 introdução a biologia - 1º ano
Aula 2 introdução a biologia - 1º anoAula 2 introdução a biologia - 1º ano
Aula 2 introdução a biologia - 1º anocamaceio
 
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2Pelo Siro
 
Viii plano de aula
Viii plano de aulaViii plano de aula
Viii plano de aulaValnise
 
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimReino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimAntonio Pinto Pereira
 
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus Magarinho
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus MagarinhoApostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus Magarinho
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus MagarinhoMarcus Magarinho
 
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017professora de geografia
 
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barrosoPlanejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barrosoAntonio Carneiro
 
Apostila de sociologia 3° ano
Apostila de sociologia 3° anoApostila de sociologia 3° ano
Apostila de sociologia 3° anoAlexandre Quadrado
 
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãOLeonor Vaz Pereira
 

Destaque (20)

Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barrosoPlanejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 3º ano professor antonio carlos carneiro barroso
 
Introdução à biologia 1º ano
Introdução à biologia   1º anoIntrodução à biologia   1º ano
Introdução à biologia 1º ano
 
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 1 2014 2017
 
Plano de ensino biologia em 2013
Plano de ensino biologia em 2013Plano de ensino biologia em 2013
Plano de ensino biologia em 2013
 
Aula de biologia
Aula de biologiaAula de biologia
Aula de biologia
 
Aula 2 introdução a biologia - 1º ano
Aula 2 introdução a biologia - 1º anoAula 2 introdução a biologia - 1º ano
Aula 2 introdução a biologia - 1º ano
 
Traffic signs in english
Traffic signs in englishTraffic signs in english
Traffic signs in english
 
Foclore brasileiro - 3º Ano EF
Foclore brasileiro - 3º Ano EFFoclore brasileiro - 3º Ano EF
Foclore brasileiro - 3º Ano EF
 
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2
Transmisso de-caractersticas-hereditrias-1193889302144183-2
 
Charles Darwin ppt
Charles Darwin pptCharles Darwin ppt
Charles Darwin ppt
 
Darwin - 200 anos
Darwin - 200 anosDarwin - 200 anos
Darwin - 200 anos
 
Ciclo do carbono
Ciclo do carbonoCiclo do carbono
Ciclo do carbono
 
Viii plano de aula
Viii plano de aulaViii plano de aula
Viii plano de aula
 
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimReino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
 
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus Magarinho
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus MagarinhoApostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus Magarinho
Apostila de Biologia - Vestibular e ENEM - Prof. Marcus Magarinho
 
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno biologia 3 ano vol 2 2014 2017
 
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barrosoPlanejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barroso
Planejamento de biologia 1º ano antonio carlos carneiro barroso
 
Apostila de sociologia 3° ano
Apostila de sociologia 3° anoApostila de sociologia 3° ano
Apostila de sociologia 3° ano
 
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO
12.FecundaçãO, Desenvolvimento EmbrionáRio E GestaçãO
 
Lição 13 EBD JUVENIS
Lição 13 EBD JUVENIS Lição 13 EBD JUVENIS
Lição 13 EBD JUVENIS
 

Semelhante a Darwin - 3º Ano E. M. - Biologia - APP

Semelhante a Darwin - 3º Ano E. M. - Biologia - APP (20)

Aula evolução
Aula evoluçãoAula evolução
Aula evolução
 
01.03 ideias de lamarck e darwin
01.03 ideias de lamarck e darwin01.03 ideias de lamarck e darwin
01.03 ideias de lamarck e darwin
 
EVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMOEVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMO
 
FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO BIOLÓGICA.......
FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO BIOLÓGICA.......FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO BIOLÓGICA.......
FUNDAMENTOS EM EVOLUÇÃO BIOLÓGICA.......
 
Evolução biológica apostila
Evolução biológica apostilaEvolução biológica apostila
Evolução biológica apostila
 
Aula2 _Historia_das_Teorias_Evolutivas_USP.pdf
Aula2 _Historia_das_Teorias_Evolutivas_USP.pdfAula2 _Historia_das_Teorias_Evolutivas_USP.pdf
Aula2 _Historia_das_Teorias_Evolutivas_USP.pdf
 
Evolucao i
Evolucao iEvolucao i
Evolucao i
 
8 - evolução das espécies
8 - evolução das espécies8 - evolução das espécies
8 - evolução das espécies
 
Darwin Info
Darwin InfoDarwin Info
Darwin Info
 
EVOLUÇÃO - I
EVOLUÇÃO - IEVOLUÇÃO - I
EVOLUÇÃO - I
 
Teoria da evolução das espécies 3A
Teoria da evolução das espécies 3ATeoria da evolução das espécies 3A
Teoria da evolução das espécies 3A
 
A origem das espécies charles darwin
A origem das espécies charles darwinA origem das espécies charles darwin
A origem das espécies charles darwin
 
Darwnsm
Darwnsm Darwnsm
Darwnsm
 
Charles Darwin - Professor Bruce Colombi
Charles Darwin - Professor Bruce ColombiCharles Darwin - Professor Bruce Colombi
Charles Darwin - Professor Bruce Colombi
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
 
Cap 13 seleção natural
Cap 13 seleção naturalCap 13 seleção natural
Cap 13 seleção natural
 
Darwnismo e Lamarckismo
Darwnismo e LamarckismoDarwnismo e Lamarckismo
Darwnismo e Lamarckismo
 
Charles darwin
Charles darwinCharles darwin
Charles darwin
 
Evolução - Especiação
Evolução - EspeciaçãoEvolução - Especiação
Evolução - Especiação
 
Darwin
DarwinDarwin
Darwin
 

Mais de Antonio Pinto Pereira

Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - Biologia
Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - BiologiaAnelídeos - 2º Ano Ensino Médio - Biologia
Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - BiologiaAntonio Pinto Pereira
 
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RH
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RHHigiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RH
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RHAntonio Pinto Pereira
 
Divisão do estado de Mato Grosso do Sul
Divisão do estado de Mato Grosso do SulDivisão do estado de Mato Grosso do Sul
Divisão do estado de Mato Grosso do SulAntonio Pinto Pereira
 
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EF
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EFPontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EF
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EFAntonio Pinto Pereira
 

Mais de Antonio Pinto Pereira (20)

Bibliotecas pelo Mundo - Histórico
Bibliotecas pelo Mundo - HistóricoBibliotecas pelo Mundo - Histórico
Bibliotecas pelo Mundo - Histórico
 
Jardim MS - Sua História
Jardim MS - Sua HistóriaJardim MS - Sua História
Jardim MS - Sua História
 
Janjão o Grandão - Bullying
Janjão o Grandão - BullyingJanjão o Grandão - Bullying
Janjão o Grandão - Bullying
 
Manual de Conduta Hoteleira
Manual de Conduta HoteleiraManual de Conduta Hoteleira
Manual de Conduta Hoteleira
 
Divisão celular I
Divisão celular IDivisão celular I
Divisão celular I
 
Lei de Coulomb - 3º Ano EM
Lei de Coulomb - 3º Ano EMLei de Coulomb - 3º Ano EM
Lei de Coulomb - 3º Ano EM
 
Ondas e sua caracterização
Ondas e sua caracterizaçãoOndas e sua caracterização
Ondas e sua caracterização
 
O átomo e sua estrutura -
O átomo e sua estrutura - O átomo e sua estrutura -
O átomo e sua estrutura -
 
Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - Biologia
Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - BiologiaAnelídeos - 2º Ano Ensino Médio - Biologia
Anelídeos - 2º Ano Ensino Médio - Biologia
 
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RH
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RHHigiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RH
Higiene e Segurança no Trabalho - Técnico em RH
 
Divisão do estado de Mato Grosso do Sul
Divisão do estado de Mato Grosso do SulDivisão do estado de Mato Grosso do Sul
Divisão do estado de Mato Grosso do Sul
 
Planejamento em RH - Técnico em RH
Planejamento em RH - Técnico em RHPlanejamento em RH - Técnico em RH
Planejamento em RH - Técnico em RH
 
Reino Animalia
Reino Animalia Reino Animalia
Reino Animalia
 
Arte Grega - 6º Ano E.F.
Arte Grega - 6º Ano E.F. Arte Grega - 6º Ano E.F.
Arte Grega - 6º Ano E.F.
 
Mundo da arte - 5º Ano
Mundo da arte - 5º AnoMundo da arte - 5º Ano
Mundo da arte - 5º Ano
 
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EF
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EFPontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EF
Pontos e linhas - Arte - Escola APP - 3º Ano EF
 
Arte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APPArte Egípcia - Escola APP
Arte Egípcia - Escola APP
 
Seasons of the year - English
Seasons of the year - EnglishSeasons of the year - English
Seasons of the year - English
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Redação - Relato Pessoal
Redação - Relato PessoalRedação - Relato Pessoal
Redação - Relato Pessoal
 

Último

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 

Último (20)

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 

Darwin - 3º Ano E. M. - Biologia - APP

  • 1. EE Antonio Pinto Pereira Darwin 3º Ano Ensino Médio Biologia Prof.ª Ana Paula Ferreira Leal
  • 3. • Naturalista inglês; • Nasceu em 12 de fevereiro de 1809, Shrewsbury; • Robert Darwin, seu pai, era Médico, filho de Erasmus Darwin, poeta, filósofo e naturalista; Charles Darwin
  • 4. • Iniciou medicina mas desistiu e fez filosofia - 22 anos; •Em 31 de dezembro de 1831, Beagle; • Passa cinco anos navegando pela costa do Pacífico e pela América do sul (1831 a 1836) ; • Esta viagem foi uma preparação fundamental para a vida de pesquisador e escritor;
  • 5.
  • 6. GALÁPAGOS, o nome provém das tartarugas gigantes que a habitam. 1.IGUANAS TERRESTRES 2.IGUANAS MARINHAS 1 2
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. e no Brasil . . . •Não gostou do carnaval; •Admirou fauna e flora; •Primeira floresta tropical;
  • 13. • “as relações geológicas que existem entre a fauna extinta da América meridional, assim como certos fatos relativos à distribuição dos seres organizados que povoam este continente, impressionaram-me profundamente quando da minha viagem a bordo do Beagle, na condição de naturalista. Estes fatos (...) parecem lançar alguma luz sobre a origem das espécies (...) julguei que, acumulando pacientemente todos os dados relativos a este assunto e examinando-os sob todos os aspectos, poderia, talvez, elucidar esta questão"
  • 14. • Coleções de rochas, plantas e animais enviadas à sua pátria (fósseis e vivos) • Regresso à Inglaterra, iniciou um caderno de notas sobre a evolução, reunindo dados sobre a variação das espécies, dando assim os primeiros passos para a Origem das Espécies • Grande enigma era explicar o aparecimento e o desaparecimento das espécies
  • 15. O porque de cada coisa . . .
  • 16. • Por que se originavam as espécies?
  • 17. • Por que se modificavam com o passar dos tempos, diferenciavam-se em numerosos tipos e freqüentemente desapareciam do mundo por completo?
  • 18. • Nasceu à famosa doutrina darwinista da seleção natural, da luta pela sobrevivência ou da sobrevivência do mais apto - pedra fundamental da Origem das Espécies
  • 19. • O famoso livro Origem das Espécies foi publicada em 1859, sob o bombardeamento das controvérsias – Darwin estava mudando a crença contemporânea sobre a criação da vida na Terra.
  • 20. • Origem das Espécies, Darwin defende duas teorias principais: a da evolução biológica - todas as espécies de plantas e animais que vivem hoje descendem de formas mais primitivas - e a de que esta evolução ocorre por "seleção natural"
  • 21. • . A Origem das Espécies demonstra a atuação do princípio da seleção natural ao impedir o aumento da população. Alguns indivíduos de uma espécie são mais fortes, podem correr mais depressa, são mais inteligentes, mais imunes à doença, mais agressivos sexualmente ou mais aptos a suportar os rigores do clima do que seus companheiros. Estes sobreviverão e se reproduzirão, enquanto os mais fracos perecerão. No curso de muitos milênios, as variações levaram à criação de espécies essencialmente novas.
  • 22. • Darwin continuou a escrever e publicar trabalhos na área da Biologia por toda a sua vida; • Downe, um vilarejo a 50 milhas de Londres; • Sofre de síndrome do pânico e mal-de-Chagas; • Morre em 19 de abril de 1882; • Charles Darwin é sepultado na Abadia de Westminster;
  • 24. Evolução é o processo pelo qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espécies novas.
  • 25. • Adaptação é a capacidade de sobrevivência e reprodução de uma espécie num determinado ambiente.
  • 26. FIXISMO ou CREACIONISMO Propõe que as espécies foram criadas prontas por um ser superior e não se modificam com o tempo.
  • 27. Em 1809, no seu livro Philosophie Zoologique propõe 2 “Leis”: • 1. Do uso ou desuso. • 2. Da transmissão hereditária dos caracteres aquiridos. 1744-1829 LAMARCKISMO Jean-Baptiste Lamarck – Biólogo Francês
  • 28. “Lei do Uso e Desuso” • O Uso contínuo de um órgão o hipertrofia. Ex. As girafas, pescoço e patas dianteiras. • O Desuso o atrofia.
  • 29. 1. Sobrevivência dos mais aptos Teoria de Darwin - Darwinismo
  • 30. Embora seja sensacional a sua teoria, ela é considerada incompleta, por não explicar as causas das variações existentes entre os componentes de uma certa população. Crítica a Darwin