PCB

1.468 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

PCB

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS PATOLOGIA GERAL PCBBifenil PolicloradoAlunos:Bruno LarocaÉrique de CastroGenildo ToméVictor Martyn
  2. 2. O que é PCB?• Bifenil policlorado• Organoclorado, produzidoDesde 1920 nos EUA.• Resistente à degradação• Possuem formas desde líquidos, oleosos à waxy (sólidos semelhantes a uma cera).• 1966: reconhecidos como contaminantes ambientais, devido à detecção de altas concentrações de substâncias desconhecidas, que posteriormente foram identificadas como PCBs.
  3. 3. Propriedades dos PCBs• Pouco biodegradáveis;• Pouco solúveis em água, solúveis em solventes orgânicos;• Maus condutores elétricos;• Bons condutores térmicos,• Elevada estabilidade química e térmica.• Tendem a acumular-se ao longo da cadeia trófica.
  4. 4. Usos• Aplicações industriais e comerciais, pois não é inflamável, tem estabilidade química, elevado ponto de ebulição e isolamento elétrico: • Fluídos dielétricos em transformadores e condensadores • Fluídos de transferência de calor • Lubrificantes hidráulicos • Adesivos • Tintas • Papel químico
  5. 5. Contaminação Ambiental• Legislação restringe o uso de novos aparelhos com PCB, mas permite o uso de equipamentos antigos com PCB.• Rotas de contaminação de PCBs ao ambiente são: • - Vaporização de componentes com PCBs; • - Vazamentos em transformadores, capacitores ou trocadores de calor; • - Armazenamento irregular • - Fumaça decorrente da incineração de produtos contendo PCBs • - Efluentes industriais e/ou esgotos despejados nos rios e lagos.
  6. 6. • Os PCB raramente provocam uma toxicidade aguda.• A dose letal pode variar entre 0.5g/Kg a 11.3g/Kg de peso do corpo.• Portanto, a maior parte dos efeitos tóxicos observados são resultado de uma bioacumulação.
  7. 7. PCBs e cadeia alimentar.• Podem sofrer, ao longo da cadeia alimentar, um processo de bioconcentração e biomagnificação.
  8. 8. Bioacumulação
  9. 9. Toxicologia dos PCBs • Contaminação por PCBs altera principalmente as funções reprodutivas dos organismos • O número de espermatozoides decaiu 50% desde 1940. Redução pode ser devida ao aumento dos agentes poluentes (petróleo e PCB), que simulam os efeitos do hormônio feminino nas células.
  10. 10. Toxicologia dos PCBs• Outros efeitos são: • hiperpigmentação, • problemas oculares, • elevação do índice de mortalidade por câncer no fígado e vesícula biliar, • foliculite e dermatose acneiforme na pele, • natimorfos.
  11. 11. Dermatose acneiforme
  12. 12. Acidente com PCBs• Caso de “Yusho”, o mais importante. 1968 na ilha de Kyoshu, no Japão, onde cerca de 15000pessoas foram intoxicadas com óleo de arroz produzido pelaKanemi Rice Oil devido a um vazamento.
  13. 13. Dados da Scientific American sobre o caso de“Yusho”:
  14. 14. Estudo Holandês sobre os PCBs• Estudos em crianças holandesas, filhos de mães contaminadas com PCB, antes e após o nascimento até aos 3,5 anos de idade.• Levou à conclusões importantes relativamente à toxicidade dos PCB...
  15. 15. Grupos de risco• Indivíduos sujeitos a serem afetados pelos efeitos dos PCBs: • Eletricistas, • Bombeiros e • Trabalhadores de demolição da construção civil • Companhias distribuidoras de energia elétrica = potenciais de risco, devido à grande quantidade de resíduos contendo PCBs que são gerados durante a manutenção/substituição de equipamentos antigos. • Ex: Eletropaulo contabilizou, em 1997, um total de 562 toneladas de Ascarel (derivado do PCB).
  16. 16. Degradação dos PCBs• Se dá por: • Processos biológicos: através da respiração aeróbica e anaeróbica. • Processos não-biológicos: vários métodos para destruir os PCB, tais como, a incineração a uma temperatura superior a 1200ºC, deposição no solo ou em recipientes de alta segurança em minas de sal.
  17. 17. PCBs no Brasil• O Brasil não produzia, importava dos EUA.• Dados estatísticos apresentados por órgãos governamentais responsáveis pela entrada de PCBs no país são conflitantes quando comparados com dados fornecidos pela iniciativa privada.
  18. 18. Casos no Brasil• Irajá, RJ – 1996. Uma subestação do metrô foi invadida e depredada por moradores do local, o que ocasionou o vazamento de 400lde Ascarel (derivado de PCB), provenientes de dois transformadores. Cerca de nove moradores foram intoxicados, sendo que se suspeita da morte de uma criança que apresentara manchas vermelhadas por todo o corpo dois dias depois do vazamento.• A imprensa também relata o vazamento em 1987 de 10 mil litros de Ascarel, na subestação de Furnas Centrais Elétricas S.A que atingiu o solo e contaminou funcionários.

×