Precipitação2

249 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Precipitação2

  1. 1. • PRECIPITAÇÃOO regime pluviométrico da região caracteriza-se porum período chuvoso de seis meses, de outubro atémarço, sendo setembro e abril meses de transição e osmeses de dezembro e janeiro os mais chuvosos.A precipitação média anual na área doempreendimento varia entre 1.500 e 1.600 mm. Operíodo chuvoso corresponde ao período mais quentedo ano. O gráfico 1 abaixo mostra os valores deprecipitação total para as duas estações mais próximas(Araxá e Uberaba), no período de 1961 a 1990,enquanto o gráfico 2 mostra o valor da precipitaçãopara 24 horas nas mesmas estações e para o mesmoperíodo.
  2. 2. Gráfico 1: Valores de precipitação total medidos nas estações de Araxá e Uberaba, no período de1961 a 1990.
  3. 3. Gráfico 2: Valores de precipitação máxima em 24 horas medidas nas estações de Araxá e Uberaba,no período de 1961 a 1990.
  4. 4. O trimestre mais chuvoso, dezembro-janeiro-fevereiro, comprecipitação entre 600 a 900 mm, responsável por cercade 50% da precipitação total anual.O período seco prolonga-se por quatro meses, de maio aagosto, com uma precipitação média entre 40 e 90 mm,sendo o trimestre mais seco, junho-julho-agosto, com 20 a50 mm de chuva.
  5. 5. • TEMPERATURAOs gráficos 1,2 e 3 mostram os valores das temperaturasmínimas, médias e máximas, para as estações maispróximas ao empreendimento (Araxá e Uberaba), para operíodo de 1961 a 1990.Gráfico 1: Temperaturas mínimas mensais para as estações Araxá e Uberaba
  6. 6. Gráfico 2: Temperaturas médias mensais para as estações Araxá e Uberaba.
  7. 7. Gráfico 3: Temperaturas máximas mensais para as estações Araxá e Uberaba.
  8. 8. • UMIDADEA umidade relativa média anual oscila entre 58,9 e 84,6%.A distribuição da umidade relativa varia sensivelmente comas estações do ano, com um máximo de 84,6% emdezembro (estação Araxá) e um mínimo de 58,9% emagosto (estação Uberaba).Gráfico 1: Valores médios mensais de umidade relativa para as estações Araxá e Uberaba, noperíodo de 1961 a1990.
  9. 9. • BALANÇO HÍDRICO Resultados do balanço hídrico para algumas localidades do Triângulo Mineiro.
  10. 10. Balanço hídrico climatológico da estação de Araxá.
  11. 11. Balanço hídrico da estação Uberaba para o período 1961-1990.
  12. 12. Balanço hídrico da Estação Fazenda Van Ass para o período 1961-1990.
  13. 13. • REGIME DE UMIDADE DO SOLOEm todos os solos do Triângulo Mineiro, a diferença entreas temperaturas médias do verão e as do inverno é inferiora 5 ºC; o número de dias acumulados em que a seção decontrole permanece seca é superior a 90 e o de diasacumulados em que permanece úmida é superior a 180.Pelo exposto, é possível classificar os solos da área,quanto ao regime de umidade, como “Ustic”, de acordocom a “Soil Taxonomy”.
  14. 14. • REGIME DE TEMPERATURA DO SOLOBaseando-se na “Soil Taxonomy”, pode-se arbitrar que,somando-se 2 0C à temperatura média anual do ar, ter-se-á, segundo a EMBRAPA (1982), uma idéia bastante boa datemperatura média geral do solo à profundidade de 50 cm.Assim, todos os solos do Triângulo Mineiro seriam“hypertermic” e, como a diferença entre as médias deverão e as de inverno é inferior a 5 0C, tem-se que oregime de temperatura dos solos do Triângulo Mineiro é“Isohyperthermic”.Dados: EIA Usina Uberaba

×