Unidades de medidas e suas transformações

37.859 visualizações

Publicada em

Sugestão de aula de Matemática para o Ensino Médio Integrado da Fundação de Apoio à Escola Técnica. Produzido pela Diretoria de Desenvolvimento da Educação Básica e Técnica/FAETEC.

Publicada em: Educação
2 comentários
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
37.859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unidades de medidas e suas transformações

  1. 1. Autoras: Fernanda Souza Katia Dutra
  2. 2. Vamos começar? O profissional da área de saúde lida diariamente com medicamentos, dosagens e relações que envolvem pesos e medidas. Veja as situações a seguir.
  3. 3. A regra de Clark é conhecida como a regra do peso da criança. Ela define a dose de medicamento destinada a crianças em relação a sua massa em Kg.
  4. 4. Como entender melhor o significado dessas unidades de medida, suas siglas e as equivalências entre elas? Acompanhe esta aula e compreenda melhor esses cálculos.
  5. 5. Fique por dentro O sistema métrico decimal foi uma invenção genial. O segredo de seu sucesso foi juntar a ideia de uma unidade padrão de medida (o metro) e, a partir dela, criar os múltiplos e submúltiplos ,utilizando o próprio sistema decimal de numeração. Entenda melhor, observando o esquema abaixo:
  6. 6. Os múltiplos e submúltiplos estão relacionados com a unidade metro por fatores de potências de dez, para que se possa converter simplesmente movendo o ponto decimal: 1,234 metros é o mesmo que 1234 milímetros que é o mesmo que 0,001234 km, etc.
  7. 7. km hm dam m dm cm mm x 10 10 x 10 x 10 x 10x 10 x 10 1010101010 O segredo, portanto, é pensar de 10 em 10 !
  8. 8. Existem vários múltiplos e submúltiplos do metro. Assim como o metro, outras unidades de medida do sistema de numeração, como o litro e o grama, também têm seus múltiplos e submúltiplos e a conversão se faz da mesma maneira, de 10 em 10. Confira alguns deles nas tabelas a seguir. NOME SIMBOLO FATOR PELO QUAL A UNIDADE É MULTIPLICADA TERALITRO Tl 1012 = 1 000 000 000 000 m GIGALITRO Gl 109 = 1 000 000 000 m MEGALITRO Ml 106 = 1 000 000 m QUILOLITRO Kl 103 = 1 000m HECTÔLITRO hl 102 = 100m DECÂLITRO dal 101 = 10m LITRO L 1 = m DECÍLITRO dl 10-1= 0,1m CENTÍLITRO cl 10-2 = 0,01m MILÍLITRO ml 10-3 = 0,001m MICROLITRO µl 10-6 = 0,000 001m NANOLITRO nl 10-9 = 0,000 000 001 m PICOLITRO pl 10-12 = 0,000 000 000 001 m
  9. 9. NOME SIMBOLO FATOR PELO QUAL A UNIDADE É MULTIPLICADA TERAGRAMA Tg 1012 = 1 000 000 000 000 g GIGAGRAMA Gg 109 = 1 000 000 000 g MEGAGRAMA ou TONELADA Mg 106 = 1 000 000 g QUILÔGRAMA kg 103 = 1 000 g HECTÔGRAMA hg 102 = 100 g DECÂGRAMA dag 101 = 10 g GRAMA g 1 = g DECÍGRAMA dg 10-1= 0,1 g CENTÍGRAMA cg 10-2 = 0,01 g MILÍGRAMA mg 10-3 = 0,001 g MICROGRAMA µg 10-6 = 0,000 001 g NANOGRAMA ng 10-9 = 0,000 000 001 g PICOGRAMA pg 10-12 = 0,000 000 000 001 g
  10. 10. Há outras equivalências importantes, além das que vimos nas tabelas. Uma delas é a que existe entre as unidades de volume e as de capacidade. O volume é uma grandeza que pode ser expressa em metros cúbicos ou em litros. A relação mais utilizada para isso é:
  11. 11. Vamos ver uma situação onde essas unidades são usadas na área de saúde? Resolução: Para isso, precisamos transformar grama em miligrama. Como 1 g = 1000mg, basta dividir 1000 por 200, o que nos dá 5 doses. Uma clínica dispõe de um medicamento na forma de frasco em pó de 1 grama. Se um paciente recebe uma prescrição de 200 mg desse medicamento, quantas doses poderão ser realizadas?
  12. 12. E ainda existem equivalências de transformação de unidades usadas ,principalmente, na área de saúde. Veja algumas delas: 1g = 1000mg = 1 000 000 mcg 1 mg = 1000 mcg 1 l = 1000 ml 1ml = 60 micro gotas 1 gota = 3 micro gotas As unidades de gotas e micro gotas são muito utilizadas, em particular, no cálculo da infusão de medicamentos. mcg= micrograma
  13. 13. Você já viu uma bomba de infusão? Bomba de infusão é um aparelho médico-hospitalar, utilizado para infundir líquidos, tais como: drogas ou nutrientes, com controle de fluxo e volume em veias, artérias ou esôfago. Bomba de infusão
  14. 14. A bomba de infusão é um instrumento muito útil e cada vez mais difundido. Veja a fórmula utilizada no cálculo de gotejamento. Número de gotas por minuto = Acompanhe a seguir um exemplo do cálculo de gotejamento e a aplicação das unidades de medida. onde : V= volume em ml T= tempo em horas
  15. 15. Para administrar um litro de soro glicosado a 5% de 6 em 6 horas, quantas gotas deverão correr em 1 minuto? Resolução: Para utilizarmos a fórmula de gotejamento, precisamos fazer a transformação de unidades de litro para mililitro.
  16. 16. http://www.youtube.com/watch?v=lIhTSQYzSy0 Vale a pena assistir a essa vídeoaula para entender melhor o sistema de medidas.
  17. 17. Navegando... Quer saber um pouco mais sobre o metro, o litro e o grama? Acesse: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_m%C3%A9trico http://pt.wikipedia.org/wiki/Litro http://pt.wikipedia.org/wiki/Grama Hoje existem vários conversores de unidades na internet, experimente: http://www.convertworld.com/pt/volume/Litro.html
  18. 18. Agora é sua vez! 1. Quantos ml obtêm-se da mistura de um frasco em pó de 2 gramas com 5 ml de água? 2. Para administrar dois litros de soro glicosado a 5%, de 8 em 8 horas, quantas gotas deverão correr em 1 minuto? 3. Uma clínica dispõe de 10 frascos em pó de 3 gramas de um medicamento. Quantas doses de 50 mg desse medicamento poderão ser realizadas?
  19. 19. Confira suas respostas! 1) 7 ml 2) 83 gotas/minuto 3) 600 doses
  20. 20. Referências Bibliográficas 1. Brasil. Ministério da Saúde. Projeto profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem: cadernos do aluno. Brasília: Ministério da Saúde , Rio de Janeiro: FioCruz, 2001. 2. GIOVANNI JÚNIOR, José Ruy e CASTRUCCI Benedicto . A Conquista da Matemática, 6º ano. São Paulo: FTD, 2009 3. PORTELA, Cristina Rodrigues. Manual de Consulta para o estagiário em enfermagem. São Caetano do Sul. São Paulo: Difusão Editora, 2004. 4. SILVEIRA, Ênio e MARQUES, Cláudio. Matemática vol. 1. São Paulo: Moderna, 1995.

×