SlideShare uma empresa Scribd logo

A FINEP e o financiamento à Ciência, Tecnologia e Inovação

Plenary lecture of the XX B-MRS Meeting given Marcelo Bortolini (FINEP) on September 26, 2022 at Foz do Iguaçu (Brazil).

1 de 54
Baixar para ler offline
A FINEP e o financiamento à Ciência, Tecnologia e Inovação
Inovação
Tecnologia
Ciência
“Inovação é o motor do
crescimento econômico”
(Joseph Schumpeter)
"Qualquer mudança no
potencial produtor-de-
riqueza de recursos já
existentes constitui
inovação”
(Peter Drucker)
“um produto ou processo
novo ou aprimorado (ou
uma combinação dos
dois) que difere
significativamente dos
produtos ou processos
anteriores da empresa e
que tenha sido
introduzido no mercado
ou colocado em uso pela
empresa”
(Manual de Oslo)
TRANSFORMAR CONHECIMENTO EM RIQUEZA
Financiamento a CT&I no Brasil
 Nível Federal
 Nível Regional
Ministério da
Educação
Ministério da Ciência
Tecnologia e Inovações
Ministério da
Economia
Marcos da evolução do Sistema Nacional de Ciência e
Tecnologia e Inovação
Decreto nº 55820 de
08/03/1965
Decreto Lei nº 719 de
31/07/1969 – Criação do
Fundo Nacional de
Desenvolvimento Científico e
Tecnológico – FNDCT
1969
A Finep é uma empresa pública vinculada
ao Ministério da Ciência, Tecnologia e
Inovações, que tem como objetivo atuar
em toda a cadeia de inovação, como foco
em ações estratégicas, estruturantes e de
impacto para o desenvolvimento
sustentável do Brasil

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeter
Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeterTeoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeter
Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeterJoão Cláudio Arroyo
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]José Souza
 
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacional
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacionalA Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacional
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacionalAntonio Marcos Montai Messias
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoJonathan Nascyn
 
Aula código florestal e mata atlântica
Aula código florestal e mata atlânticaAula código florestal e mata atlântica
Aula código florestal e mata atlânticaRoberta Casali
 
Gestao do conhecimento ppt
Gestao do conhecimento pptGestao do conhecimento ppt
Gestao do conhecimento pptDaniela Garcia
 
Livro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLivro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLeonardo Leitao
 
Sequencia de slides
Sequencia de slidesSequencia de slides
Sequencia de slidessala40
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoRosemary Batista
 
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)Meinzul ND
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoNJS Consultoria
 
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdf
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdfApresentação 1 - Empreendedorismo .pdf
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdfPixiePixiel
 

Mais procurados (20)

Biogás obtido pela vinhaça da cana de açúcar
Biogás obtido pela vinhaça da cana de açúcarBiogás obtido pela vinhaça da cana de açúcar
Biogás obtido pela vinhaça da cana de açúcar
 
Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeter
Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeterTeoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeter
Teoria do desenvolvimento crise e inovação schumpeter
 
Aula lei pnma e sisnama
Aula lei pnma e sisnamaAula lei pnma e sisnama
Aula lei pnma e sisnama
 
Direito Ambiental
Direito AmbientalDireito Ambiental
Direito Ambiental
 
Os princípios de direito ambiental atual
Os princípios de direito ambiental atualOs princípios de direito ambiental atual
Os princípios de direito ambiental atual
 
Contabilidade basica atlas[1]
Contabilidade basica   atlas[1]Contabilidade basica   atlas[1]
Contabilidade basica atlas[1]
 
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacional
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacionalA Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacional
A Administração na Era Digital e os novos paradigmas da gestão organizacional
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Aula código florestal e mata atlântica
Aula código florestal e mata atlânticaAula código florestal e mata atlântica
Aula código florestal e mata atlântica
 
Diagrama de Pareto
Diagrama de ParetoDiagrama de Pareto
Diagrama de Pareto
 
Empreendedorismo slides
Empreendedorismo   slidesEmpreendedorismo   slides
Empreendedorismo slides
 
Gestao do conhecimento ppt
Gestao do conhecimento pptGestao do conhecimento ppt
Gestao do conhecimento ppt
 
Livro Captação De Recursos
Livro Captação De RecursosLivro Captação De Recursos
Livro Captação De Recursos
 
Sequencia de slides
Sequencia de slidesSequencia de slides
Sequencia de slides
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)
Aspectos e Impactos Ambientales (ambientais e impactos-ambientais)
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdf
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdfApresentação 1 - Empreendedorismo .pdf
Apresentação 1 - Empreendedorismo .pdf
 
Hulha e madeira
Hulha e madeiraHulha e madeira
Hulha e madeira
 

Semelhante a A FINEP e o financiamento à Ciência, Tecnologia e Inovação

Financiamento Público a Inovação - Aula FGV
Financiamento Público a Inovação - Aula FGVFinanciamento Público a Inovação - Aula FGV
Financiamento Público a Inovação - Aula FGVHudson Mendonça
 
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do Conhecimento
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do ConhecimentoSistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do Conhecimento
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do ConhecimentoRoberto C. S. Pacheco
 
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimento
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimentoO conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimento
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimentoRoberto C. S. Pacheco
 
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...Antônio Diomário de Queiroz
 
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdfDanielSieses
 
[2010] inovação desenvolvimento
[2010] inovação desenvolvimento [2010] inovação desenvolvimento
[2010] inovação desenvolvimento UFPE
 
INOVA UPS 2011_Carlos Alberto
INOVA UPS 2011_Carlos AlbertoINOVA UPS 2011_Carlos Alberto
INOVA UPS 2011_Carlos AlbertoNIT Rio
 
BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à InovaçãoBNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à InovaçãoCPqD
 
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberaba
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberabaPalestra oportunidades editais novembro 2013 uberaba
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberabatiuberaba
 
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...Confederação Nacional da Indústria
 
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialPalestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialClaudio Seixas
 
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...guest5555c1
 
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Allagi Open Innovation Services
 
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência Empresarial
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência EmpresarialInovação e Criatividade para a Gestão e Vivência Empresarial
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência EmpresarialAntônio Diomário de Queiroz
 
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas GeraisSecretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas GeraisFabricio Martins
 
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...Fabricio Martins
 

Semelhante a A FINEP e o financiamento à Ciência, Tecnologia e Inovação (20)

Financiamento Público a Inovação - Aula FGV
Financiamento Público a Inovação - Aula FGVFinanciamento Público a Inovação - Aula FGV
Financiamento Público a Inovação - Aula FGV
 
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do Conhecimento
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do ConhecimentoSistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do Conhecimento
Sistema Nacional de Inovacao e o papel da Gestao do Conhecimento
 
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimento
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimentoO conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimento
O conhecimento tecnológico e a gestão do conhecimento
 
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...
Fomento científico e tecnológico à Inovação e ao desenvolvimento de Santa Cat...
 
Cultura para Inovação
Cultura para InovaçãoCultura para Inovação
Cultura para Inovação
 
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf
2019-12-03-16-00 IncoDay 2019 - Apresentacao BSRIA 2020 Draft .pdf
 
[2010] inovação desenvolvimento
[2010] inovação desenvolvimento [2010] inovação desenvolvimento
[2010] inovação desenvolvimento
 
INOVA UPS 2011_Carlos Alberto
INOVA UPS 2011_Carlos AlbertoINOVA UPS 2011_Carlos Alberto
INOVA UPS 2011_Carlos Alberto
 
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e InovaçãoEmbrapa: Empreededorismo e Inovação
Embrapa: Empreededorismo e Inovação
 
Propriedade Intelectual
Propriedade IntelectualPropriedade Intelectual
Propriedade Intelectual
 
BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à InovaçãoBNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação
 
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberaba
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberabaPalestra oportunidades editais novembro 2013 uberaba
Palestra oportunidades editais novembro 2013 uberaba
 
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...
Competitividade e Inovação - Clayton Campanhola - Diretor da Associação Brasi...
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e socialPalestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
Palestra inovação tecnológica e desenvolvimento econômico e social
 
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...
20080311.Sucesu BenefíCios Da Lei Catarinense De InovaçãO Para O Setor Empres...
 
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
Alvaro Prata | OIS 2012 | Colaboração entre governo, universidade e indústria...
 
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência Empresarial
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência EmpresarialInovação e Criatividade para a Gestão e Vivência Empresarial
Inovação e Criatividade para a Gestão e Vivência Empresarial
 
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas GeraisSecretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais
Secretaria de Ciencia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais
 
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...
Palestra Básica. Secretaria De Ciencia, Tecnologia E Ensino Superior De Minas...
 

Mais de BMRS Meeting

closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...
closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...
closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...BMRS Meeting
 
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...BMRS Meeting
 
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdf
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdfMemorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdf
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdfBMRS Meeting
 
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years history
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years historyBrazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years history
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years historyBMRS Meeting
 
Unraveling interfacial processes by scanning (electrochemical) probe microscopy
Unraveling interfacial processes by scanning  (electrochemical) probe microscopyUnraveling interfacial processes by scanning  (electrochemical) probe microscopy
Unraveling interfacial processes by scanning (electrochemical) probe microscopyBMRS Meeting
 
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS BY TEM METHODS
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS  BY TEM METHODSFINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS  BY TEM METHODS
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS BY TEM METHODSBMRS Meeting
 
Polymer Materials: from Electrets to Organic Electronics
Polymer Materials: from Electrets to Organic ElectronicsPolymer Materials: from Electrets to Organic Electronics
Polymer Materials: from Electrets to Organic ElectronicsBMRS Meeting
 
Official announcement of the next edition of the event.
Official announcement of the next edition of the event.Official announcement of the next edition of the event.
Official announcement of the next edition of the event.BMRS Meeting
 
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial Inteligence
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial InteligenceMaterials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial Inteligence
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial InteligenceBMRS Meeting
 

Mais de BMRS Meeting (9)

closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...
closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...
closing ceremony, XXII B-MRS Meeting announcement, XXI B-MRS Meeting, October...
 
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...
Lecture of the José Arana Varela Award, XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 202...
 
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdf
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdfMemorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdf
Memorial Lecture,XXI B-MRS Meeting, October 1 - 5, 2023, Maceió - AL.pdf
 
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years history
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years historyBrazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years history
Brazil MRS Nucleation, Foundation and Growth: 21 years history
 
Unraveling interfacial processes by scanning (electrochemical) probe microscopy
Unraveling interfacial processes by scanning  (electrochemical) probe microscopyUnraveling interfacial processes by scanning  (electrochemical) probe microscopy
Unraveling interfacial processes by scanning (electrochemical) probe microscopy
 
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS BY TEM METHODS
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS  BY TEM METHODSFINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS  BY TEM METHODS
FINE CHARACTERIZATION OF NANOSCALE MATERIALS BY TEM METHODS
 
Polymer Materials: from Electrets to Organic Electronics
Polymer Materials: from Electrets to Organic ElectronicsPolymer Materials: from Electrets to Organic Electronics
Polymer Materials: from Electrets to Organic Electronics
 
Official announcement of the next edition of the event.
Official announcement of the next edition of the event.Official announcement of the next edition of the event.
Official announcement of the next edition of the event.
 
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial Inteligence
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial InteligenceMaterials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial Inteligence
Materials Science in the Era of Knowledge Discovery and Artificial Inteligence
 

A FINEP e o financiamento à Ciência, Tecnologia e Inovação

  • 3. “Inovação é o motor do crescimento econômico” (Joseph Schumpeter) "Qualquer mudança no potencial produtor-de- riqueza de recursos já existentes constitui inovação” (Peter Drucker) “um produto ou processo novo ou aprimorado (ou uma combinação dos dois) que difere significativamente dos produtos ou processos anteriores da empresa e que tenha sido introduzido no mercado ou colocado em uso pela empresa” (Manual de Oslo) TRANSFORMAR CONHECIMENTO EM RIQUEZA
  • 4. Financiamento a CT&I no Brasil  Nível Federal  Nível Regional Ministério da Educação Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações Ministério da Economia
  • 5. Marcos da evolução do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação Decreto nº 55820 de 08/03/1965 Decreto Lei nº 719 de 31/07/1969 – Criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT 1969
  • 6. A Finep é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, que tem como objetivo atuar em toda a cadeia de inovação, como foco em ações estratégicas, estruturantes e de impacto para o desenvolvimento sustentável do Brasil
  • 7. Missão Gerar riqueza para o Brasil Melhorar a qualidade de vida dos brasileiros Produzir conhecimento
  • 10. Zona de atuação Finep Empresas Zona da Interação Recursos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Laboratórios Públicos Vale da Morte Universidades Pesquisa Básica Pesquisa Aplicada Desenvolvimento Tecnológico Introdução no Mercado Technology Readiness Levels - TRL Disponibilidade de Financiamento Startups
  • 11. Modalidades de apoio:  Financiamento não reembolsável para ICTs  Subvenção Econômica para Empresas  Investimento em Fundos de Venture Capital e em Empresas  Financiamento Reembolsável para Empresas
  • 12. Empresas Zona da Interação Recursos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Laboratórios Públicos Universidades Pesquisa Básica Pesquisa Aplicada Desenvolvimento Tecnológico Introdução no Mercado Technology Readiness Levels - TRL Disponibilidade de Financiamento CT Infra Finep Startup Centelha Tecnova Crédito Finep Conecta Finep Conecta
  • 13. Mas há desafios na hora de inovar!
  • 14. CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA NACIONAL DE INOVAÇÃO NO BRASIL BAIXO INVESTIMENTO EM P, D&I, especialmente o investimento privado PRODUÇÃO CIENTÍFICA contribui em media com 1,7 % do total de artigos científicos publicados no mundo; 70% DOS PESQUISADORES ICTS x 30% NAS EMPRESAS CULTURA EMPREENDEDORA E DE POLÍTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL AINDA INCIPIENTE; Sistemas estaduais de CT&I POUCO ESTRUTURADOS Problemas de ACESSO A INVESTIMENTO E CRÉDITO (Instituições financeiras privadas e necessidade de adequação dos instrumentos existentes)
  • 15. GII Index x S&E Indicators O Brasil aparece em 57º lugar no Global Innovation Index 2021 O Brasil aparece em 13º lugar entre os países com maior número de trabalhos publicados em 2021
  • 16. Recursos Humanos Qualificados Infraestrutura de Pesquisa Financiamento a projetos de PD&I Financiamento a empresas inovadoras Ambientes de Inovação Interação entre atores do Sistema Desafios da Inovação
  • 17. O que é necessário para Inovação ocorrer? Recursos Humanos Qualificados
  • 19. O que é necessário para Inovação ocorrer? Infraestrutura de Pesquisa
  • 20. Nos últimos 15 anos: 99% das Universidades Federais + R$ 5 bilhões Financiamento a Infraestrutura de Pesquisa
  • 21. Nos últimos 15 anos: 95% das Universidades Estaduais + R$ 1,5 bilhões Financiamento a Infraestrutura de Pesquisa
  • 22. Financiamento a Infraestrutura de Pesquisa Reator Multipropósito Brasileiro Torre Alta de Observação da Amazônia LABOCEANO Tanque Oceânico Nos últimos anos... Navio Polar Almirante Maximiano
  • 24. Destaques Chamadas Públicas 2021/2022 Inscrições até 9 de setembro de 2022
  • 25. O que é necessário para Inovação ocorrer? Financiamento a projetos de PD&I
  • 26. Financiamento a projetos de PD&I Financiamento não reembolsável a ICTs Subvenção econômica a empresas • A Finep é a única agência que opera Subvenção Econômica a empresas no Brasil. • A Subvenção é o mecanismo de apoio mais utilizado no mundo e o mais adequado para o apoio a inovações disruptivas. • Chamada Pública • Carta Convite • Encomenda
  • 27. Financiamento a projetos de PD&I Absorção e Desenvolvimento de Tecnologia de Baterias Avançadas (Sódio) Desenvolvimento de Competências em Geração Distribuída com Sistemas Fotovoltaicos Conectados à Rede Elétrica de Baixa Tensão Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologias para Produção e uso de Biodieseis Derivados de Óleos de Microalgas
  • 28. Financiamento a projetos de PD&I Programa Radares de Defesa Desenvolvimento da Tecnologia de Monóculos de Imagem Térmica Viatura Blindada de Transporte Pessoal
  • 29. Finep – Programa Subvenção econômica a empresas Finep Tecnova
  • 33. O que é necessário para Inovação ocorrer? Financiamento a empresas inovadoras
  • 34. Fomento à Inovação Matriz de relação entre Inovação, Risco e Instrumentos mais adequados Fonte: Elaboração de Luiz Martins de Melo, adaptado de Freeman e Soete (1997)
  • 36. Financiamento Direto Taxa final depende da inovação e da relevância do projeto, não da situação financeira da empresa Quanto mais inovador for o projeto, melhores serão as condições. Média Relevância da inovação para o setor 4 3 Média Média-Alta Alta Grau de inovação Méda-Alta Alto Grau de Inovação Ineditismo Esforço tecnológico Intensidade da Inovação Relevância da Inovação Impacto para o país Impacto para a empresa Impacto para o setor
  • 37. Financiamento Descentralizado Operacionalização via Bancos Regionais em todo o Brasil Foco em Micro, Pequenas e Médias empresas inovadoras
  • 40. O que é necessário para Inovação ocorrer? Ambientes de Inovação
  • 41. Apoio a Parques Tecnológicos Principais Parques Apoiados:
  • 43. O que é necessário para Inovação ocorrer? Interação entre atores do Sistema
  • 44. Recursos Humanos Qualificados Infraestrutura de Pesquisa Financiamento a projetos de PD&I Financiamento a empresas inovadoras Ambientes de Inovação Interação entre atores do Sistema A Finep ajuda a resolver esse quebra-cabeça
  • 45. Reflexão Todos fazemos parte do SCTI do Brasil !
  • 46. • A burocracia excessiva e um ambiente de negócios pouco dinâmico dificultam que os novos conhecimentos produzidos nas universidades se transformem em novos produtos. Audiência na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, em 30 de maio de 2019. Burocracia Finep implementou o Programa Papel Zero e a Assinatura Digital Novo sistema gerencial: SISGON
  • 47. Infraestrutura de Pesquisa • Maior parte da infraestrutura de pesquisa brasileira é de pequeno porte (<R$2M) e está localizada dentro das universidades1 • Há em média apenas 4 pesquisadores permanentes em cada laboratório. Bolsistas de mestrado e doutorado são principais agentes de pesquisa (mão de obra) nesses laboratórios1 • Há poucos centros de pesquisa especializados (EMBRAPA, INPE, FIOCRUZ, etc.) 1- De Negri, Fernanda; Squeff, FHS. Sistemas setoriais de inovação e infraestrutura de pesquisa no Brasil. Brasília: Ipea, 2016 Em estruturação pela FINEP e MCTI um programa para apoio a Centros Avançados de Tecnologia Estratégica (CATES) MCTI criou a Plataforma Nacional de Infraestrutura de Pesquisa (PNIPE)
  • 48. *Considerados todos os projetos vigentes que contêm obras em andamento (Dados atualizados em Nov 2019) 85% das obras demoram mais de 5 anos para serem executadas, a partir da liberação do recurso pela Finep Infraestrutura de Pesquisa Exigência de Projeto Executivo para apoio a obras (construção) pela Finep e Chamada para Projetos Executivos
  • 49. “Evasão de cérebros” • Há competências acadêmicas relevantes em várias áreas, mas a atuação limitada devido a deficiência na infraestrutura de pesquisa. • Diásporas internacionais. https://braziljournal.com/brasil-o-custo-do-ame-o-ou-deixe-o
  • 50. Formação de Pós-graduados • Nos últimos anos aumentou quantitativamente o número de faculdades e universidades, o número de cursos de pós-graduação, o número de graduados, mestres e doutores. • Porém, onde esses profissionais estão sendo empregados??? (https://ourworldindata.org/grapher/gross-enrollment-ratio-in-tertiary-education?time=1971..2014)
  • 51. Empregabilidade de Mestres e Doutores https://mestresdoutores2019.cgee.org.br/web/guest/estudo Mestres Doutores Programas de apoio ao empreendedorismo inovador: CENTELHA TECNOVA FINEP STARTUP MULHERES INOVADORAS
  • 52. • Pequeno aumento do número de pedidos de patente no Brasil, com pequena participação de residentes. • As universidades estão, entre os residentes no Brasil, no topo do ranking dos maiores depositantes institucionais de patentes no INPI. • Imensa maioria do conhecimento registrado pelas universidades não é utilizado pelo setor produtivo. Depósitos de Patentes (PI+MU+CA), 2006-2015 7.194 7.326 7.711 7.709 7.244 7.797 7.808 7.971 7.394 7.344 15.937 17.496 18.905 18.144 20.825 24.055 25.724 26.074 25.787 25.698 23.152 24.840 26.641 25.885 28.099 31.881 33.569 34.046 33.181 33.042 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Residente Não Residente Crescimento no número de patentes depositadas no INPI entre 2006 e 2015 (ASSESSORIA DE ASSUNTOS ECONÔMICOS AECON / INPI - www.inpi.gov.br/sobre/estatísticas) + 43% Valoração da Propriedade Intelectual
  • 53. A Finep é a Agência Brasileira de Inovação o Brasil por meio Juntos, da Ciência, vamos transformar Tecnologia e Inovação
  • 54. Marcelo Bortolini – Diretor Científico e Tecnológico bortolini@finep.gov.br