SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Encontro de Espiritualidade dos Povos Indígenas
Brasil – Bolívia – Paraguai – Chile
Missionárias Lauritas 100 anos compartilhando a experiência de vida
junto aos povos indígenas
Documento Final
Nos, povos indígenas do Brasil (Povo Terena, Guarani
Kaiowá, Xavante), Chile (Povo Aymara e Quechua), Paraguai (Povo
Pai Tavyterã) e Bolívia (Povo Aymara), reunidos no Encontro de
Espiritualidade dos Povos Indígenas, por ocasião da celebração dos
100 anos das Irmãs Lauritas, compartilhando a experiência de vida
junto aos povos indígenas, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul,
Brasil, nos dias 10 a 14 de maio de 2014, viemos a público expressar
nossa felicidade concedida por Deus que possibilitou a convivência
entre as comunidades indígenas e as irmãs Lauritas, e que desde o
início abençoou o trabalho religioso voltada para a nossa
espiritualidade tradicional. Nós povos originários deste continente
resistimos secularmente a todos os projetos de extermínio. Isso
conseguimos, de maneira especial, através de nossas espiritualidades
e culturas. Nossas raízes profundas, impediram a destruição física
(genocídio) e cultural (etnocídio). O sistema colonial e o atual
neoliberalismo pisaram fundo em nosso coração e alma, mas não
conseguiram destruir nossa espiritualidade, nossa identidade e
nossos valores.
Nós, povos tradicionais, levantamos nossas vozes em defesa de
Nossa Mãe! Nossos territórios sagrados de onde brota nossa vida,
nossa origem. Os povos indígenas vivenciam um período histórico de
negação de direitos territoriais. O modelo de desenvolvimentista
adotado pela economia mundial, altamente extrativista-exportador
nos vêem como empecilho ao dito “desenvolvimento” / “progresso” e
nossas comunidades como sinônimo de retrocesso social.
Somos povos culturalmente diferentes e cada qual com
língua, crença, tradição e cosmovisão diferente, com formas próprias
de ver o mundo e seus significados. Oferecemos à sociedade
envolvente uma opção de vida, um novo caminho para o convívio
harmônico com a natureza e tudo o que há nela. Oferecemos o nosso
bem viver, onde os recursos naturais não são mercadoria, mas parte
integrante da cosmologia que nos garante o bem viver.
No Brasil e demais países latino-americanos os
governantes tem cedido a interesses econômicos em detrimentos dos
direitos dos povos indígenas e direitos humanos.
Nos povos indígenas, reafirmamos a continuidade de
nossa luta pelo respeito aos nossos direitos para que os governantes
assumam a responsabilidade com as populações originárias na
efetivação o direito a terra e território, no reconhecimento da
tradicionalidade desses territórios e garantia da sobrevivência física e
cultural dos povos indígenas. De igual forma, reafirmamos a
necessidade da manutenção dos direitos conquistados, especialmente
o direito a terra. Os governos devem observar, quando de seu
relacionamento com os povos indígenas, a Convenção 169 da
Organização Internacional do Trabalho – OIT que preceitua
obediência aos princípios do respeito e consulta sobre as prioridades
próprias de cada povo, o direito de se desenvolver conforme sua
cosmovisão, o direito aos territórios tradicionais, o princípio do
sentimento de pertencimento a um povo e/ou comunidade; o direito
a identidade cultural e o respeito a especificidade e a observância da
universalidade e especificidade na elaboração de políticas públicas
voltadas para saúde, educação e trabalho.
Deus fez a terra e tudo o que nela existe para que
vivamos em harmonia. O direito de propriedade não é sagrado. A
terra não pertence e não tem um dono a não ser Deus, que entregou
a terra para vivermos. Somos povos com culturas diferentes,
localizados em países diferentes, mas sofremos as mesmas
perseguições, as mesmas negações de direitos, pois não somos
contemplados pelo modelo de desenvolvimento adotado por nossos
governantes.
Denunciamos as manobras governamentais em todas
as suas instancias que articulam expedientes normativos visando o
não reconhecimento de nossos territórios tradicionais e o
apoderamento de nossas terras. Continuaremos lutando por nossos
direitos.
Saudamos Madre Laura e todas as Irmãs Lauritas.
Juntos celebramos o bem viver baseado em nossos modos
tradicionais e nossa espiritualidade, respeitando nossa cultura e
organização tradicional.
Viva o centenário das missionárias Lauritas 100 anos
compartilhando a experiência de vida junto aos povos indígenas
Campo Grande, 14 de maio de 2014
Povo Terena
Guarani Kaiowá
Povo Xavante
Povo Aymara
Povo Quechua
Povo Pai Tavyterã

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)Paulo Alexandre
 
Direitos e deveres
Direitos e deveresDireitos e deveres
Direitos e deveresisaedara
 
Direitos e deveres fundamentais emilia
Direitos e deveres fundamentais emiliaDireitos e deveres fundamentais emilia
Direitos e deveres fundamentais emiliaturmab
 
Direitos humanos capa[1][1]
Direitos humanos capa[1][1]Direitos humanos capa[1][1]
Direitos humanos capa[1][1]SofiasLoboKinnon
 
Omulticulturalismo
OmulticulturalismoOmulticulturalismo
Omulticulturalismoguestc06213
 
Cidadania e mundo atual
Cidadania e mundo  atualCidadania e mundo  atual
Cidadania e mundo atualpartilhacom
 
Comida é patrimônio
Comida é patrimônioComida é patrimônio
Comida é patrimônioJuliana Dias
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociaisculturaafro
 
A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Culturaljuliana_f
 
Cidadania deveres direitos
Cidadania deveres direitos Cidadania deveres direitos
Cidadania deveres direitos slotenz
 
Cartilha Direitos do Cidadão
Cartilha Direitos do Cidadão Cartilha Direitos do Cidadão
Cartilha Direitos do Cidadão Zózimo Lisbôa
 
1204885504 cidadania e_empregabilidade
1204885504 cidadania e_empregabilidade1204885504 cidadania e_empregabilidade
1204885504 cidadania e_empregabilidadeRoberta Marques
 
Aula 1 cidadania apresentação1
Aula 1 cidadania apresentação1Aula 1 cidadania apresentação1
Aula 1 cidadania apresentação1UFSM
 
Raça e Etnicidade: Imposição Versus Escolha
Raça e Etnicidade: Imposição Versus EscolhaRaça e Etnicidade: Imposição Versus Escolha
Raça e Etnicidade: Imposição Versus EscolhaUziram Silva
 

Mais procurados (20)

Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
 
Direitos e deveres
Direitos e deveresDireitos e deveres
Direitos e deveres
 
Direitos e deveres fundamentais emilia
Direitos e deveres fundamentais emiliaDireitos e deveres fundamentais emilia
Direitos e deveres fundamentais emilia
 
Direitos humanos capa[1][1]
Direitos humanos capa[1][1]Direitos humanos capa[1][1]
Direitos humanos capa[1][1]
 
Omulticulturalismo
OmulticulturalismoOmulticulturalismo
Omulticulturalismo
 
Cidadania e mundo atual
Cidadania e mundo  atualCidadania e mundo  atual
Cidadania e mundo atual
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Comida é patrimônio
Comida é patrimônioComida é patrimônio
Comida é patrimônio
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
 
A Diversidade Cultural
A Diversidade CulturalA Diversidade Cultural
A Diversidade Cultural
 
Cidadania deveres direitos
Cidadania deveres direitos Cidadania deveres direitos
Cidadania deveres direitos
 
Cartilha Direitos do Cidadão
Cartilha Direitos do Cidadão Cartilha Direitos do Cidadão
Cartilha Direitos do Cidadão
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
1204885504 cidadania e_empregabilidade
1204885504 cidadania e_empregabilidade1204885504 cidadania e_empregabilidade
1204885504 cidadania e_empregabilidade
 
Aula 1 cidadania apresentação1
Aula 1 cidadania apresentação1Aula 1 cidadania apresentação1
Aula 1 cidadania apresentação1
 
Raça e Etnicidade: Imposição Versus Escolha
Raça e Etnicidade: Imposição Versus EscolhaRaça e Etnicidade: Imposição Versus Escolha
Raça e Etnicidade: Imposição Versus Escolha
 
A Cidadania
A CidadaniaA Cidadania
A Cidadania
 
Igualdade de Género
Igualdade de GéneroIgualdade de Género
Igualdade de Género
 

Semelhante a Encontro de espiritualidade documento final

carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdf
carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdfcarta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdf
carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdfMaurilleGomes1
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasMaira Conde
 
Pluralidade cultural - africa do sul
Pluralidade cultural - africa do sulPluralidade cultural - africa do sul
Pluralidade cultural - africa do sulritasbett
 
O bem viver - viver na Amazônia
O bem viver - viver na AmazôniaO bem viver - viver na Amazônia
O bem viver - viver na AmazôniaRicardo Castro
 
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueiro
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território PesqueiroCartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueiro
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueirocppcomunicacao
 
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território Pesqueiro
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território PesqueiroProjeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território Pesqueiro
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território PesqueiroMª Arméle Dornelas
 
Identidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilIdentidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilferaps
 
Princípios que balizam a inclusão da temática indígena
Princípios que balizam a inclusão da temática indígenaPrincípios que balizam a inclusão da temática indígena
Princípios que balizam a inclusão da temática indígenanatielemesquita
 
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africana
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africanaCartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africana
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africanaKatia Moraes
 
GRITO 2023 COM OBJETIVOS, EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptx
GRITO 2023 COM OBJETIVOS,  EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptxGRITO 2023 COM OBJETIVOS,  EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptx
GRITO 2023 COM OBJETIVOS, EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptxPaulo David
 
Etnocentrismo...
Etnocentrismo...Etnocentrismo...
Etnocentrismo...ALCIONE
 
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfSimoneHelenDrumond
 
Brasil! A Beleza Na Diversidade
Brasil! A Beleza Na DiversidadeBrasil! A Beleza Na Diversidade
Brasil! A Beleza Na DiversidadeDalila Melo
 
1 diversidade cultural
1   diversidade cultural1   diversidade cultural
1 diversidade culturalzapadapa
 

Semelhante a Encontro de espiritualidade documento final (20)

carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdf
carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdfcarta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdf
carta ao governo do Estado do Amazonas dos povos indigenas1.pdf
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
 
Pluralidade cultural - africa do sul
Pluralidade cultural - africa do sulPluralidade cultural - africa do sul
Pluralidade cultural - africa do sul
 
8o ano cultura indigena
8o ano cultura indigena8o ano cultura indigena
8o ano cultura indigena
 
O bem viver - viver na Amazônia
O bem viver - viver na AmazôniaO bem viver - viver na Amazônia
O bem viver - viver na Amazônia
 
Declarao de Nylny
Declarao de NylnyDeclarao de Nylny
Declarao de Nylny
 
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueiro
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território PesqueiroCartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueiro
Cartilha: Projeto de Lei de Iniciativa Popular sobre Território Pesqueiro
 
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território Pesqueiro
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território PesqueiroProjeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território Pesqueiro
Projeto de Lei de iniciativa Popular sobre o Território Pesqueiro
 
Identidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilIdentidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasil
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Princípios que balizam a inclusão da temática indígena
Princípios que balizam a inclusão da temática indígenaPrincípios que balizam a inclusão da temática indígena
Princípios que balizam a inclusão da temática indígena
 
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africana
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africanaCartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africana
Cartilha para-legalização-de-casas-religiosas-de-matriz-africana
 
Uhul
UhulUhul
Uhul
 
GRITO 2023 COM OBJETIVOS, EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptx
GRITO 2023 COM OBJETIVOS,  EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptxGRITO 2023 COM OBJETIVOS,  EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptx
GRITO 2023 COM OBJETIVOS, EIXOS E PROPOSTA DIA 30.09.2023.pptx
 
Carta aos Povos pela Integração da América Latina e Caribe
Carta aos Povos pela Integração da América Latina e CaribeCarta aos Povos pela Integração da América Latina e Caribe
Carta aos Povos pela Integração da América Latina e Caribe
 
Etnocentrismo...
Etnocentrismo...Etnocentrismo...
Etnocentrismo...
 
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
 
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdfARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
ARTIGO + PODCAST SAL 2 GRUPO 13.pdf
 
Brasil! A Beleza Na Diversidade
Brasil! A Beleza Na DiversidadeBrasil! A Beleza Na Diversidade
Brasil! A Beleza Na Diversidade
 
1 diversidade cultural
1   diversidade cultural1   diversidade cultural
1 diversidade cultural
 

Mais de EntregarsePorAmor

Programación escuela de formación jml
Programación escuela de formación jmlProgramación escuela de formación jml
Programación escuela de formación jmlEntregarsePorAmor
 
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldimPadre Nuestro Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldimEntregarsePorAmor
 
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldimPadre Nuestro del Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldimEntregarsePorAmor
 
Encuentro de espiritualidad de(1)
Encuentro de espiritualidad de(1)Encuentro de espiritualidad de(1)
Encuentro de espiritualidad de(1)EntregarsePorAmor
 
Cartilla el camino a dabeiba (1)
Cartilla el camino a dabeiba (1)Cartilla el camino a dabeiba (1)
Cartilla el camino a dabeiba (1)EntregarsePorAmor
 
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud Laurista
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud  Laurista XXXI Pre-Asamblea de la Juventud  Laurista
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud Laurista EntregarsePorAmor
 
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bari
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bariII encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bari
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bariEntregarsePorAmor
 
Muchas gracias por su visita
Muchas gracias por su visitaMuchas gracias por su visita
Muchas gracias por su visitaEntregarsePorAmor
 
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESA
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESAI ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESA
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESAEntregarsePorAmor
 

Mais de EntregarsePorAmor (20)

Invitación a la Asamblea
Invitación a la Asamblea Invitación a la Asamblea
Invitación a la Asamblea
 
Aleluya
AleluyaAleluya
Aleluya
 
Feliz día San José
Feliz día San JoséFeliz día San José
Feliz día San José
 
Pendones mujeres bari 2
Pendones mujeres bari 2Pendones mujeres bari 2
Pendones mujeres bari 2
 
Programación escuela de formación jml
Programación escuela de formación jmlProgramación escuela de formación jml
Programación escuela de formación jml
 
Oremos por los Misione@
Oremos por los Misione@Oremos por los Misione@
Oremos por los Misione@
 
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldimPadre Nuestro Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro Misionero Laurista (juldim
 
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldimPadre Nuestro del Misionero Laurista (juldim
Padre Nuestro del Misionero Laurista (juldim
 
Encuentro de espiritualidad de(1)
Encuentro de espiritualidad de(1)Encuentro de espiritualidad de(1)
Encuentro de espiritualidad de(1)
 
Camino hacia dabeiba (1)
Camino hacia dabeiba (1)Camino hacia dabeiba (1)
Camino hacia dabeiba (1)
 
Cartilla el camino a dabeiba (1)
Cartilla el camino a dabeiba (1)Cartilla el camino a dabeiba (1)
Cartilla el camino a dabeiba (1)
 
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud Laurista
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud  Laurista XXXI Pre-Asamblea de la Juventud  Laurista
XXXI Pre-Asamblea de la Juventud Laurista
 
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bari
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bariII encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bari
II encuentro colombo venezolano de las mujeres indígenas del pueblo bari
 
Un saludo fraterno
Un saludo fraternoUn saludo fraterno
Un saludo fraterno
 
Muchas gracias por su visita
Muchas gracias por su visitaMuchas gracias por su visita
Muchas gracias por su visita
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
 
Triptico preasamblea
Triptico preasambleaTriptico preasamblea
Triptico preasamblea
 
Comunicado pre asamblea
Comunicado pre asambleaComunicado pre asamblea
Comunicado pre asamblea
 
Decalogo del misionero
Decalogo del misioneroDecalogo del misionero
Decalogo del misionero
 
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESA
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESAI ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESA
I ENCUENTRO MISIONERO, JUVENIL - GUANARE - EDO- PORTUGUESA
 

Último

Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 

Último (9)

Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 

Encontro de espiritualidade documento final

  • 1. Encontro de Espiritualidade dos Povos Indígenas Brasil – Bolívia – Paraguai – Chile Missionárias Lauritas 100 anos compartilhando a experiência de vida junto aos povos indígenas Documento Final Nos, povos indígenas do Brasil (Povo Terena, Guarani Kaiowá, Xavante), Chile (Povo Aymara e Quechua), Paraguai (Povo Pai Tavyterã) e Bolívia (Povo Aymara), reunidos no Encontro de Espiritualidade dos Povos Indígenas, por ocasião da celebração dos 100 anos das Irmãs Lauritas, compartilhando a experiência de vida junto aos povos indígenas, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, nos dias 10 a 14 de maio de 2014, viemos a público expressar nossa felicidade concedida por Deus que possibilitou a convivência entre as comunidades indígenas e as irmãs Lauritas, e que desde o início abençoou o trabalho religioso voltada para a nossa espiritualidade tradicional. Nós povos originários deste continente resistimos secularmente a todos os projetos de extermínio. Isso conseguimos, de maneira especial, através de nossas espiritualidades e culturas. Nossas raízes profundas, impediram a destruição física (genocídio) e cultural (etnocídio). O sistema colonial e o atual neoliberalismo pisaram fundo em nosso coração e alma, mas não conseguiram destruir nossa espiritualidade, nossa identidade e nossos valores. Nós, povos tradicionais, levantamos nossas vozes em defesa de Nossa Mãe! Nossos territórios sagrados de onde brota nossa vida, nossa origem. Os povos indígenas vivenciam um período histórico de negação de direitos territoriais. O modelo de desenvolvimentista adotado pela economia mundial, altamente extrativista-exportador
  • 2. nos vêem como empecilho ao dito “desenvolvimento” / “progresso” e nossas comunidades como sinônimo de retrocesso social. Somos povos culturalmente diferentes e cada qual com língua, crença, tradição e cosmovisão diferente, com formas próprias de ver o mundo e seus significados. Oferecemos à sociedade envolvente uma opção de vida, um novo caminho para o convívio harmônico com a natureza e tudo o que há nela. Oferecemos o nosso bem viver, onde os recursos naturais não são mercadoria, mas parte integrante da cosmologia que nos garante o bem viver. No Brasil e demais países latino-americanos os governantes tem cedido a interesses econômicos em detrimentos dos direitos dos povos indígenas e direitos humanos. Nos povos indígenas, reafirmamos a continuidade de nossa luta pelo respeito aos nossos direitos para que os governantes assumam a responsabilidade com as populações originárias na efetivação o direito a terra e território, no reconhecimento da tradicionalidade desses territórios e garantia da sobrevivência física e cultural dos povos indígenas. De igual forma, reafirmamos a necessidade da manutenção dos direitos conquistados, especialmente o direito a terra. Os governos devem observar, quando de seu relacionamento com os povos indígenas, a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho – OIT que preceitua obediência aos princípios do respeito e consulta sobre as prioridades próprias de cada povo, o direito de se desenvolver conforme sua cosmovisão, o direito aos territórios tradicionais, o princípio do sentimento de pertencimento a um povo e/ou comunidade; o direito a identidade cultural e o respeito a especificidade e a observância da universalidade e especificidade na elaboração de políticas públicas voltadas para saúde, educação e trabalho. Deus fez a terra e tudo o que nela existe para que vivamos em harmonia. O direito de propriedade não é sagrado. A
  • 3. terra não pertence e não tem um dono a não ser Deus, que entregou a terra para vivermos. Somos povos com culturas diferentes, localizados em países diferentes, mas sofremos as mesmas perseguições, as mesmas negações de direitos, pois não somos contemplados pelo modelo de desenvolvimento adotado por nossos governantes. Denunciamos as manobras governamentais em todas as suas instancias que articulam expedientes normativos visando o não reconhecimento de nossos territórios tradicionais e o apoderamento de nossas terras. Continuaremos lutando por nossos direitos. Saudamos Madre Laura e todas as Irmãs Lauritas. Juntos celebramos o bem viver baseado em nossos modos tradicionais e nossa espiritualidade, respeitando nossa cultura e organização tradicional. Viva o centenário das missionárias Lauritas 100 anos compartilhando a experiência de vida junto aos povos indígenas Campo Grande, 14 de maio de 2014 Povo Terena Guarani Kaiowá Povo Xavante Povo Aymara Povo Quechua Povo Pai Tavyterã