SlideShare uma empresa Scribd logo

História instrumentos de sopro!

Quadro de Dedilhados de Instrumentos Musica

1 de 16
Baixar para ler offline
HISTÓRIA
DOS
INSTRUMENTOS
POR
1
2
HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS
FLAUTA
A flauta faz parte da família dos instrumentos de madeira, mesmo, ao longo dos anos, tendo sido
feita de madeira ou metal. Sabemos que já existiam flautas nas civilizações antigas. As flautas
antigas eram tocadas apontando para frente, tais como a flauta doce. A flauta tocada de lado foi
chamada de flauta transversal até o meio do século XIX, depois passou a ser chamada apenas de
flauta na língua inglesa. Em português, é conhecida pelas duas terminologias, flauta e flauta
transversal. A flauta moderna foi projetada na primeira metade do século XIX por Theobald
Boehm. Em relação as flautas antigas, a moderna possui maior volume sonoro, mais chaves
(possibilitando tocar uma escala cromática completa) e melhor afinação. Sua família inclui a
flauta comum (em dó), o flautim, a flauta contralto e a baixo. Atualmente, ela faz parte dos mais
variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos
de choro, jazz e música folclórica).
OBOÉ
O oboé faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da
vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). Sua origem está relacionada ao
shawm do século XIII, instrumentos de palheta dupla que foram muito usado na música da Idade
Média (500-1430). A palavra oboé é, na verdade, oriunda da palavra francesa hautbois, a qual
designa um instrumento agudo de madeira da família do shawm. Sua invenção se deu em 1660 e
é creditada ao francês Jean Hoteterre. Hoje, a maioria dos oboés é construída segundo o sistema
de chaves inventado por Theobald Boehm para flauta na primeira metade do século XIX, prática
que se iniciou no século passado. Sua família inclui o oboé, o oboé d’Amore em lá e o corne
inglês em fá.
CLARINETA
A clarineta, ou clarinete, faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido
através da vibração de uma palheta simples. Foi inventada por Johann Denner por volta de 1700,
quando transformou um chalumeau de palhetas duplas em um instrumento de palheta simples. A
palavra clarineta vem do italiano clarino, um antigo tipo de trompete agudo. Em 1839, dois
fabricantes de clarineta, Klosé e Buffet, criaram uma clarineta segundo o mecanismo de chaves
inventado para flauta por Theobald Boehm na primeira metade do século XIX. A família da
clarineta inclui as clarinetas soprano (em si bemol, que é a mais comum, lá e dó), a requinta em
mi bemol (a mais aguda), a clarineta alto em mi bemol, o clarone (ou clarineta baixo) em si
bemol, a clarineta contralto em mi bemol e a clarineta contrabaixo em si bemol. Ela é um
instrumento muito versátil, fazendo parte dos mais variados grupos instrumentais da música
erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica).
3
FAGOTE
O fagote pertence à família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da
vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). O ancestral mais velho do fagote,
segundo alguns estudiosos, é chamado dulcian, instrumento de palheta dupla e feito de uma peça
só que tocava a linha do baixo nas músicas do século XVI. O primeiro fagote feito em mais de
uma peça apareceu na França no século XVII. Carl Almenräder (1786-1843) é considerado como
o maior colaborador do desenvolvimento do fagote moderno. Ele melhorou a sonoridade e
capacidade das notas do instrumento. Em 1831, ele e A. J. Heckel fundaram uma fábrica que
produziu o fagote moderno, sistema alemão. A sua família inclui o fagote (convencional) e o
contra-fagote, porém no passado ela possuía mais três instrumentos.
SAXOFONE
O saxofone faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da
vibração de uma palheta simples. Foi inventado pelo belga Adolphe Sax na década de 1840 e
divulgado mais intensamente na França, durante este período. Sua família inclui o saxofone
soprano em si bemol, o saxofone alto em mi bemol, o saxofone tenor em si bemol, o saxofone
barítono em mi bemol e o saxofone baixo em si bemol. O dedilhado destes instrumentos são
semelhantes, facilitando sua execução. Ele foi bem explorado no jazz e utilizado por vários
compositores famosos no repertório orquestral.
TROMPETE
O trompete faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. É o instrumento mais agudo dessa família. Sua
origem pode ser traçada ao antigo Egito, África e Grécia. Antigamente, era construído de
madeira, bronze ou prata e não possuía válvulas (conhecido como “trompete natural”). Na Idade
Média (500-1430), ele era tocado apenas nas notas graves. Durante a Renascença (1430-1600),
ele foi usado em várias funções cerimoniais. Os trompetistas passaram a dominar o registro
agudo do instrumento aos poucos, especialmente no período Barroco (1600-1750). Foi em 1814
que Heinrich Stölzel apresentou o primeiro trompete com válvula. As válvulas permitiram o
instrumento tocar escala cromática. Sua família inclui, entre outros, os trompetes pícolos em mi
bemol e ré, o trompete em dó, o cornet e o flugelhorn; os tubos dos dois últimos são mais largo e
cônico, consequentemente, possuem uma sonoridade mais escura. Atualmente, ele faz parte dos
mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e
grupos de choro, jazz e música folclórica).
4
SAXHORN EM MI BEMOL
O saxhorn em mi bemol também é chamado de saxgênis ou saxhorn alto em diferentes partes do
Brasil. Ele faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde
instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e
cerimoniais. Seu ancestral direto é o bombardino, também chamado de barítono e conhecido
como tuba tenor em alguns lugares, que apareceu primeiramente na Alemanha na década de
1830. Ele foi inventado por Adolphe Sax, o inventor do saxofone, que construiu uma família de
saxhornes entre 1843-45, o saxhorn alto, o tenor e o barítono.
TROMPA
A trompa faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. A trompa moderna provém da trompa de caça do
século XVI. Esta não possuía válvulas. Ela era conhecida como trompa lisa e produzia diferentes
grupos de notas usando várias partes (“voltas”) de afinação. Os trompistas tocavam com diversas
voltas de afinação ao seu lado para obter as notas corretas. Ela foi introduzida na França em
1660, porém foram os fabricantes alemães que aperfeiçoaram a trompa atual. Em 1818, Stölzel e
Bluhmel acrescentaram válvulas a trompa lisa e eliminaram a necessidade de usar as diversas
voltas de afinação. Já o rotor, que hoje se encontra na maioria desses instrumentos, passaram a
ser empregados em 1853. A trompa simples, em fá, contem três válvulas e a dupla, fá/si bemol,
quatro.
TROMBONE
O trombone faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. Há registro da existência de trombones já no século
XV. Diferentemente dos outros instrumentos, o formato dele permaneceu muito semelhante ao
seu original. Eles eram instrumentos comuns nas bandas da cidade e corte do século XVI. Há
vários tipos de trombones (contralto, tenor e baixo), sendo o tenor o mais comum. O trombone de
válvula foi desenvolvido no início do século XIX e em 1839 o trombone baixo foi inventado. A
vara do trombone permite um efeito sonoro que somente ele pode fazer. Atualmente ele faz parte
dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e
grupos de choro e jazz).
5
BOMBARDINO
A bombardino faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde
instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e
cerimoniais. O bombardino, também chamado de euphonium ou tuba tenor em alguns lugares,
apareceu primeiramente na Alemanha na década de 1830. Um outro instrumento similar ao
bombardino é o barítono, que também foi inventado na década de 1830. O bombardino é a última
versão do saxhorn barítono criado pelo belga Adolphe Sax, o inventor do saxofone. Seus tubos
são mais largos e cônicos que os do barítono, o qual possui tubos mais cilíndricos.
Consequentemente, sua sonoridade é mais escura que a do barítono.
TUBA
A tuba é o instrumento mais grave da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido
através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Instrumentos usados durante ocasiões
cerimoniais e militares na antiga Roma eram chamados de tubas. Eles eram feitos de bronze e
metal. Muitas tentativas foram feitas, através dos séculos, para inventar um instrumento baixo da
família dos metais. Entre elas se encontra os instrumentos chamados oficleide e serpente. A tuba
moderna, com três a cinco válvulas, foi desenvolvida na década de 1820. A campana da tuba
pode apontar para cima ou ser curva para frente. A tuba sousafone, usada em banda de marcha,
foi desenvolvida por John Philip Sousa em 1898. Existem tubas em si bemol (mais usada), mi
bemol (dois tipos), fá e dó, e há várias maneiras de se escrever para elas. Ela toca uma das partes
mais fundamentais da banda, o baixo. Neste método usaremos a escrita para tuba com som real.
PERCUSSÃO
Percussão é uma família de instrumentos que produzem sons ao serem percutidos, friccionados,
chacoalhados, etc. Os instrumentos de percussão foram inventados pelas culturas pré-históricas.
No entanto, muita de sua história está relacionada com grupos militares. Bombos, por exemplo,
foram usados na invasão da África pelos Mouros, no ano 700 de nossa era. Esses instrumentos
foram ancestrais da caixa e do tímpano. A caixa foi desenvolvida pelos escoceses e suíços por
volta de 1300. Bandas militares turcas incluíam triângulos, pratos e diversos tamanhos de bombos
no meio do século XV. Esses instrumentos comunicavam sinais para um grande número de tropas
de guerra. A família dos instrumentos de percussão desempenha uma função muito importante
nos grupos de música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de MPB, jazz e
folclóricos, entre outros).
Flauta
QUADRO DE DEDILHADOS
6
Anúncio

Recomendados

Desenho geométrico – 9º ano 3º bim
Desenho geométrico – 9º ano   3º bimDesenho geométrico – 9º ano   3º bim
Desenho geométrico – 9º ano 3º bimAdriano Capilupe
 
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilEvangelização - Apostila de Música - Teoria Musical Infantil
Evangelização - Apostila de Música - Teoria Musical InfantilAntonino Silva
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musicalroseandreia
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Notação musical
Notação musicalNotação musical
Notação musicalNando Costa
 
Música e Instrumentos Musicais
Música e Instrumentos MusicaisMúsica e Instrumentos Musicais
Música e Instrumentos MusicaisNara Lindiinha
 
Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicaljaconiasmusical
 
Aula 6 tangencia e concordancia
Aula 6   tangencia e concordanciaAula 6   tangencia e concordancia
Aula 6 tangencia e concordanciagilbertocbmdf
 
Musicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musicalMusicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musicalFernando Santos
 
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1Antonio Tatero Spindler
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Marcos Azevedo
 
Progressão aritmética
Progressão aritméticaProgressão aritmética
Progressão aritméticaleilamaluf
 
Equação de 1º grau
Equação de 1º grauEquação de 1º grau
Equação de 1º grauleilamaluf
 
Instrumento Musical
Instrumento MusicalInstrumento Musical
Instrumento MusicalDanFelipe
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musicalOMAESTRO
 
Isometrias porto ed[1]
Isometrias porto ed[1]Isometrias porto ed[1]
Isometrias porto ed[1]mariacferreira
 
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaPartitura de Banda
 

Mais procurados (20)

Notação musical
Notação musicalNotação musical
Notação musical
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
 
Música e Instrumentos Musicais
Música e Instrumentos MusicaisMúsica e Instrumentos Musicais
Música e Instrumentos Musicais
 
Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musical
 
Aula 6 tangencia e concordancia
Aula 6   tangencia e concordanciaAula 6   tangencia e concordancia
Aula 6 tangencia e concordancia
 
Musicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musicalMusicalização apostila de teoria musical
Musicalização apostila de teoria musical
 
Arte Bizantina
Arte BizantinaArte Bizantina
Arte Bizantina
 
Aula Música
Aula MúsicaAula Música
Aula Música
 
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1
Slide teoria dos conjuntos e conjuntos numéricos terceirão 1
 
Função do 1º grau
Função do 1º grauFunção do 1º grau
Função do 1º grau
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
 
Angulos
AngulosAngulos
Angulos
 
Progressão aritmética
Progressão aritméticaProgressão aritmética
Progressão aritmética
 
Equação de 1º grau
Equação de 1º grauEquação de 1º grau
Equação de 1º grau
 
Instrumento Musical
Instrumento MusicalInstrumento Musical
Instrumento Musical
 
Teoria musical
Teoria musicalTeoria musical
Teoria musical
 
Isometrias porto ed[1]
Isometrias porto ed[1]Isometrias porto ed[1]
Isometrias porto ed[1]
 
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton FrançaApostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
Apostila teoria musical - Conhecimento Básico - Clailton França
 
Isometrias revisão
Isometrias revisãoIsometrias revisão
Isometrias revisão
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
 

Semelhante a História instrumentos de sopro!

Semelhante a História instrumentos de sopro! (20)

A Orquestra Sinfónica.pptx
A Orquestra Sinfónica.pptxA Orquestra Sinfónica.pptx
A Orquestra Sinfónica.pptx
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
 
AULA 01.pptx
AULA 01.pptxAULA 01.pptx
AULA 01.pptx
 
C t v v
C t v v C t v v
C t v v
 
C t v v
C t v v C t v v
C t v v
 
C t v v
C t v v C t v v
C t v v
 
C t v v
C t v v C t v v
C t v v
 
Tipos de-saxofone
Tipos de-saxofoneTipos de-saxofone
Tipos de-saxofone
 
Instrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigosInstrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigos
 
Aprenda trombone guia de introdução
Aprenda trombone   guia de introduçãoAprenda trombone   guia de introdução
Aprenda trombone guia de introdução
 
A história da flauta doce
A história da flauta doceA história da flauta doce
A história da flauta doce
 
O meu mundo
O meu mundoO meu mundo
O meu mundo
 
Flautas
FlautasFlautas
Flautas
 
Trombone artigo - história do trombone de vara
Trombone   artigo - história do trombone de varaTrombone   artigo - história do trombone de vara
Trombone artigo - história do trombone de vara
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
musica A ORQUESTRA
musica A ORQUESTRAmusica A ORQUESTRA
musica A ORQUESTRA
 
Apostila para tuba
Apostila para tubaApostila para tuba
Apostila para tuba
 
Apt000007
Apt000007Apt000007
Apt000007
 
A bateria, por Oscar Bolão
A bateria, por Oscar BolãoA bateria, por Oscar Bolão
A bateria, por Oscar Bolão
 
Instrumentos musicas
Instrumentos musicasInstrumentos musicas
Instrumentos musicas
 

Último

4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024assedlsam
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfalexandrerodriguespk
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 

História instrumentos de sopro!

  • 2. 2 HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS FLAUTA A flauta faz parte da família dos instrumentos de madeira, mesmo, ao longo dos anos, tendo sido feita de madeira ou metal. Sabemos que já existiam flautas nas civilizações antigas. As flautas antigas eram tocadas apontando para frente, tais como a flauta doce. A flauta tocada de lado foi chamada de flauta transversal até o meio do século XIX, depois passou a ser chamada apenas de flauta na língua inglesa. Em português, é conhecida pelas duas terminologias, flauta e flauta transversal. A flauta moderna foi projetada na primeira metade do século XIX por Theobald Boehm. Em relação as flautas antigas, a moderna possui maior volume sonoro, mais chaves (possibilitando tocar uma escala cromática completa) e melhor afinação. Sua família inclui a flauta comum (em dó), o flautim, a flauta contralto e a baixo. Atualmente, ela faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). OBOÉ O oboé faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). Sua origem está relacionada ao shawm do século XIII, instrumentos de palheta dupla que foram muito usado na música da Idade Média (500-1430). A palavra oboé é, na verdade, oriunda da palavra francesa hautbois, a qual designa um instrumento agudo de madeira da família do shawm. Sua invenção se deu em 1660 e é creditada ao francês Jean Hoteterre. Hoje, a maioria dos oboés é construída segundo o sistema de chaves inventado por Theobald Boehm para flauta na primeira metade do século XIX, prática que se iniciou no século passado. Sua família inclui o oboé, o oboé d’Amore em lá e o corne inglês em fá. CLARINETA A clarineta, ou clarinete, faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventada por Johann Denner por volta de 1700, quando transformou um chalumeau de palhetas duplas em um instrumento de palheta simples. A palavra clarineta vem do italiano clarino, um antigo tipo de trompete agudo. Em 1839, dois fabricantes de clarineta, Klosé e Buffet, criaram uma clarineta segundo o mecanismo de chaves inventado para flauta por Theobald Boehm na primeira metade do século XIX. A família da clarineta inclui as clarinetas soprano (em si bemol, que é a mais comum, lá e dó), a requinta em mi bemol (a mais aguda), a clarineta alto em mi bemol, o clarone (ou clarineta baixo) em si bemol, a clarineta contralto em mi bemol e a clarineta contrabaixo em si bemol. Ela é um instrumento muito versátil, fazendo parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica).
  • 3. 3 FAGOTE O fagote pertence à família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). O ancestral mais velho do fagote, segundo alguns estudiosos, é chamado dulcian, instrumento de palheta dupla e feito de uma peça só que tocava a linha do baixo nas músicas do século XVI. O primeiro fagote feito em mais de uma peça apareceu na França no século XVII. Carl Almenräder (1786-1843) é considerado como o maior colaborador do desenvolvimento do fagote moderno. Ele melhorou a sonoridade e capacidade das notas do instrumento. Em 1831, ele e A. J. Heckel fundaram uma fábrica que produziu o fagote moderno, sistema alemão. A sua família inclui o fagote (convencional) e o contra-fagote, porém no passado ela possuía mais três instrumentos. SAXOFONE O saxofone faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventado pelo belga Adolphe Sax na década de 1840 e divulgado mais intensamente na França, durante este período. Sua família inclui o saxofone soprano em si bemol, o saxofone alto em mi bemol, o saxofone tenor em si bemol, o saxofone barítono em mi bemol e o saxofone baixo em si bemol. O dedilhado destes instrumentos são semelhantes, facilitando sua execução. Ele foi bem explorado no jazz e utilizado por vários compositores famosos no repertório orquestral. TROMPETE O trompete faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. É o instrumento mais agudo dessa família. Sua origem pode ser traçada ao antigo Egito, África e Grécia. Antigamente, era construído de madeira, bronze ou prata e não possuía válvulas (conhecido como “trompete natural”). Na Idade Média (500-1430), ele era tocado apenas nas notas graves. Durante a Renascença (1430-1600), ele foi usado em várias funções cerimoniais. Os trompetistas passaram a dominar o registro agudo do instrumento aos poucos, especialmente no período Barroco (1600-1750). Foi em 1814 que Heinrich Stölzel apresentou o primeiro trompete com válvula. As válvulas permitiram o instrumento tocar escala cromática. Sua família inclui, entre outros, os trompetes pícolos em mi bemol e ré, o trompete em dó, o cornet e o flugelhorn; os tubos dos dois últimos são mais largo e cônico, consequentemente, possuem uma sonoridade mais escura. Atualmente, ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica).
  • 4. 4 SAXHORN EM MI BEMOL O saxhorn em mi bemol também é chamado de saxgênis ou saxhorn alto em diferentes partes do Brasil. Ele faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. Seu ancestral direto é o bombardino, também chamado de barítono e conhecido como tuba tenor em alguns lugares, que apareceu primeiramente na Alemanha na década de 1830. Ele foi inventado por Adolphe Sax, o inventor do saxofone, que construiu uma família de saxhornes entre 1843-45, o saxhorn alto, o tenor e o barítono. TROMPA A trompa faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. A trompa moderna provém da trompa de caça do século XVI. Esta não possuía válvulas. Ela era conhecida como trompa lisa e produzia diferentes grupos de notas usando várias partes (“voltas”) de afinação. Os trompistas tocavam com diversas voltas de afinação ao seu lado para obter as notas corretas. Ela foi introduzida na França em 1660, porém foram os fabricantes alemães que aperfeiçoaram a trompa atual. Em 1818, Stölzel e Bluhmel acrescentaram válvulas a trompa lisa e eliminaram a necessidade de usar as diversas voltas de afinação. Já o rotor, que hoje se encontra na maioria desses instrumentos, passaram a ser empregados em 1853. A trompa simples, em fá, contem três válvulas e a dupla, fá/si bemol, quatro. TROMBONE O trombone faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Há registro da existência de trombones já no século XV. Diferentemente dos outros instrumentos, o formato dele permaneceu muito semelhante ao seu original. Eles eram instrumentos comuns nas bandas da cidade e corte do século XVI. Há vários tipos de trombones (contralto, tenor e baixo), sendo o tenor o mais comum. O trombone de válvula foi desenvolvido no início do século XIX e em 1839 o trombone baixo foi inventado. A vara do trombone permite um efeito sonoro que somente ele pode fazer. Atualmente ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro e jazz).
  • 5. 5 BOMBARDINO A bombardino faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. O bombardino, também chamado de euphonium ou tuba tenor em alguns lugares, apareceu primeiramente na Alemanha na década de 1830. Um outro instrumento similar ao bombardino é o barítono, que também foi inventado na década de 1830. O bombardino é a última versão do saxhorn barítono criado pelo belga Adolphe Sax, o inventor do saxofone. Seus tubos são mais largos e cônicos que os do barítono, o qual possui tubos mais cilíndricos. Consequentemente, sua sonoridade é mais escura que a do barítono. TUBA A tuba é o instrumento mais grave da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Instrumentos usados durante ocasiões cerimoniais e militares na antiga Roma eram chamados de tubas. Eles eram feitos de bronze e metal. Muitas tentativas foram feitas, através dos séculos, para inventar um instrumento baixo da família dos metais. Entre elas se encontra os instrumentos chamados oficleide e serpente. A tuba moderna, com três a cinco válvulas, foi desenvolvida na década de 1820. A campana da tuba pode apontar para cima ou ser curva para frente. A tuba sousafone, usada em banda de marcha, foi desenvolvida por John Philip Sousa em 1898. Existem tubas em si bemol (mais usada), mi bemol (dois tipos), fá e dó, e há várias maneiras de se escrever para elas. Ela toca uma das partes mais fundamentais da banda, o baixo. Neste método usaremos a escrita para tuba com som real. PERCUSSÃO Percussão é uma família de instrumentos que produzem sons ao serem percutidos, friccionados, chacoalhados, etc. Os instrumentos de percussão foram inventados pelas culturas pré-históricas. No entanto, muita de sua história está relacionada com grupos militares. Bombos, por exemplo, foram usados na invasão da África pelos Mouros, no ano 700 de nossa era. Esses instrumentos foram ancestrais da caixa e do tímpano. A caixa foi desenvolvida pelos escoceses e suíços por volta de 1300. Bandas militares turcas incluíam triângulos, pratos e diversos tamanhos de bombos no meio do século XV. Esses instrumentos comunicavam sinais para um grande número de tropas de guerra. A família dos instrumentos de percussão desempenha uma função muito importante nos grupos de música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de MPB, jazz e folclóricos, entre outros).
  • 12. 12 QUADRO DE DEDILHADOS Trompa * Posições para a trompa em Fa (superior) e si bemol (inferior)
  • 15. 15 QUADRO DE DEDILHADOS Trombone de vara 4 3 2 1 7 6 5 4 3 2 1 ou (6) 5 4 3 2 1 4 3 2 1 3