17 wcdma princípios do handover

290 visualizações

Publicada em

https://www.facebook.com/EMERSONEDUARDORODRIGUES1978 Procedimentos para telecomunicações e engenharia EMERSON EDUARDO RODRIGUES

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

17 wcdma princípios do handover

  1. 1. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. All rights reserved www.huawei.com Internal OWJ200106 WCDMA Princípios do Handover ISSUE 1.0 PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  2. 2. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 1All rights reserved lPor que os sistemas móveis precisam de handover? [Ele é necessário para garantir a mobilidade : −O sistema móvel é composto por células cuja capacidade de cobertura é limitada. −Prover serviço contínuo é uma das premissas básicas de QoS do sistema. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  3. 3. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 2All rights reserved l Após terminado este curso, você terá conhecimentos sobre: [Definições básicas de Handover [Algoritmos de decisão de handover [Processo de handover [Parâmetros de handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  4. 4. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 3All rights reserved CapCapíítulo 1 Introdutulo 1 Introduçção ao handoverão ao handover CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos desicos de handovershandovers PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  5. 5. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 4All rights reserved A proposta do handover l Prover serviço ininterrupto no sistema é elemento básico de QoS l Balanceamento de carga: compartilhar recursos entre células l A hierarquia é dividida por velocidade e serviço: alta eficiência de utilização de recursos PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  6. 6. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 5All rights reserved Conceitos Básicos de handover l Active Set l Monitored Set l Detected set l Event reporting [Event reporting to Periodic reporting l Periodic reporting l Radio Link (RL) l Radio Link Set (RLS) l Combination way: [maximum ratio combination [selection combination l The soft handover gain l CPICH l Soft handover, softer handover, hard handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  7. 7. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 6All rights reserved Categorias de handover l De acordo com as características de sinalização: [ Soft/softer handover [ Hard handover l De acordo com as propriedades da célula servidora e da célula alvo: [ Intra-frequency handover [ Inter-frequency handover [ Inter-mode handover (FDD <-> TDD) [ Inter-system handover (UMTS <-> GSM/CDMA2000) l De acordo com a proposta do handover: [ Baseado em cobertura [ Baseado em carga (Opcional) [ Baseado em mobilidade do UE (Opcional) [ Baseado em Serviço (Opcional) PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  8. 8. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 7All rights reserved Características dos diferentes handovers ComparaComparaçção entreão entre softsoft ee hardhard handover:handover: Pode ser Intra-frequency ou Inter-frequency Somente Intra- frequency Portadoras das células simnãoInterrupção durante o handover UmVáriosO número de RL’s no active set após o handover Hard HandoverSoft HandoverItem PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  9. 9. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 8All rights reserved l Comparação entre soft e softer handover: [Durante o softer handover, os sinais de uplink são combinados no NodeB por maximum ratio combiner (MRC). Para o soft handover os sinais são combinados no RNC por selection combiner. [O MRC pode obter um maior ganho de diversidade. [Uma vez que o softer handover é executado no NodeB ele não consome recursos de transporte na interface Iub. Características dos diferentes handovers PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  10. 10. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 9All rights reserved RNC NodeB 2NodeB 1 Soft Handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  11. 11. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 10All rights reserved RNC NodeB Softer Handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  12. 12. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 11All rights reserved Hard Handover RNC NodeB 2NodeB 1 PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  13. 13. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 12All rights reserved Os 3 Passos do handover l Medida [ Controle das medidas [ Execução de medidas e processamento dos resultados [ Relatório de medidas [ Principalmente executado pelo UE e RNC [ Decisão [ Baseado em Medições [ Aplicação e distribuição dos recursos [ Executada principalmente pelo RRM no RNC l Execução [ Sinalização [Suporte de falhas [ Atualização de controle de medidas Decisão Execução Medida PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  14. 14. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 13All rights reserved CapCapíítulo 1 Introdutulo 1 Introduçção ao handoverão ao handover CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos desicos de handovershandovers PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  15. 15. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 14All rights reserved CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover 2.1 Controle e relat2.1 Controle e relatóório de medirio de mediççãoão 2.2 Defini2.2 Definiçções bões báásicas de medisicas de mediççãoão 2.3 Evento de medi2.3 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency 2.4 Evento de medi2.4 Evento de mediçção Interão Inter--frequencyfrequency e Intere Inter--systemsystem 2.5 Modo comprimido2.5 Modo comprimido PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  16. 16. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 15All rights reserved Controle e relatório de medição Controle de MediControle de Mediççãoão:: Controle de Medição, caso normal UE UTRAN Controle de Medição PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  17. 17. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 16All rights reserved RelatRelatóório de Medidario de Medida:: Controle de Medida, caso normal UE UTRAN Relatório de Medida Controle e relatório de medição PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  18. 18. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 17All rights reserved CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover 2.1 Controle e relat2.1 Controle e relatóório de medirio de mediççãoão 2.2 Defini2.2 Definiçções bões báásicas de medisicas de mediççãoão 2.3 Evento de medi2.3 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency 2.4 Evento de medi2.4 Evento de mediçção Interão Inter--frequencyfrequency e Intere Inter--systemsystem 2.5 Modo comprimido2.5 Modo comprimido PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  19. 19. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 18All rights reserved Conceitos básicos de Medição l Os valores medidos no handover [ Intra-frequency : CPICH RSCP、CPICH Ec/N0、Path loss [ Inter-frequency:CPICH RSCP、CPICH Ec/N0 [ Inter-system:GSM Carrier RSSI , BSIC Identification, BSIC Reconfirmation l Métodos de reporte de medida [ Relatório Periódico [ Relatório por Evento l Eventos de reporte [ Intra-frequency:1A,1B,1C,1D,1F [ Inter-frequency :2D,2F,2B,2C [ Inter-system :3A,3C [ Outros:6G,6F PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  20. 20. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 19All rights reserved Modelo de medição (lado da UE) Layer 1 filtering Layer 3 filtering Evaluation of reporting criteria A DB C C' parameters parameters PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  21. 21. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 20All rights reserved Critério de reporte l Critério de reporte [Fórmula de Decisão: por exemplo, evento 1A : [ 1.Path Loss [ 2. Outras medidas: [Limiar Relativo, limiar Absoluto, Hysteresis, Time to trigger ),2/(10)1(1010 1 1 aBest N i iNew HRLogMWMLogWLogM A −+⋅⋅−+      ⋅⋅≤⋅ ∑= ),2/(10)1(1010 1 1 aBest N i iNew HRLogMWMLogWLogM A −−⋅⋅−+      ⋅⋅≥⋅ ∑= PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  22. 22. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 21All rights reserved Parâmetros chave △ T △ T △ T 1A Event 1B Event Not t r i gger ed Repor t i ng Range Hy s t C B A CPI CH Ec / No PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  23. 23. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 22All rights reserved CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover 2.1 Controle e relat2.1 Controle e relatóório de medirio de mediççãoão 2.2 Defini2.2 Definiçções bões báásicas de medisicas de mediççãoão 2.3 Evento de medi2.3 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency 2.4 Evento de medi2.4 Evento de mediçção Interão Inter--frequencyfrequency e Intere Inter--systemsystem 2.5 Modo comprimido2.5 Modo comprimido PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  24. 24. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 23All rights reserved Eventos de medição intra-frequency l Todos os eventos de relatório de medição intra-frequency são identificados com 1X: [1A,um canal piloto entra no reporte. Quando os “fingers” do UE estão cheios, o UE pára de reportar o evento 1A. [1B,um canal piloto primário sai da área de reporte; [1C,o canal piloto primário não ativo é melhor que o canal piloto primário do conjunto ativo; [1D,Muda pra melhor célula; [1E,A medida do valor de um canal piloto primário excede o limiar absoluto; [1F, o valor de medida de um canal piloto primário é menor que o limiar absoluto PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  25. 25. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 24All rights reserved CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover 2.1 Controle e relat2.1 Controle e relatóório de medirio de mediççãoão 2.2 Defini2.2 Definiçções bões báásicas de medisicas de mediççãoão 2.3 Evento de medi2.3 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency 2.4 Evento de medi2.4 Evento de mediçção Interão Inter--frequencyfrequency e Intere Inter--systemsystem 2.5 Modo comprimido2.5 Modo comprimido PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  26. 26. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 25All rights reserved Eventos de medição inter-frequency l Estes eventos são identificados com 2X [2A: muda pra melhor portadora; [2B: o valor estimado de qualidade da portadora utilizada é menor que um certo limiar, e a qualidade da portadora não utilizada é maior que o limiar; [2C: o valor estimado da qualidade de portadora não utilizada é maior que um certo limiar; [2D: o valor estimado de qualidade da portadora utilizada é menor que um certo limiar [2E: O valor estimado de qualidade da portadora não utilizada é menor que um certo limiar [2F: O valor estimado de qualidade da portadora não utilizada é maior que um certo limiar PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  27. 27. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 26All rights reserved Eventos de medição inter-system l Medidas entre sistemas são identificadas por 3X [3A: o valor de qualidade estimado da portadora UTRAN utilizada é menor que um certo limiar, e a portadora de outro sistema é maior que um certo limiar; [3B: o valor de qualidade estimado do outro sistema é menor que um certo limiar; [3C: o valor de qualidade estimado do outro sistema é maior que um certo limiar; [3D: a melhor célula em outras mudanças de sistema PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  28. 28. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 27All rights reserved CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover 2.1 Controle e relat2.1 Controle e relatóório de medirio de mediççãoão 2.2 Defini2.2 Definiçções bões báásicas de medisicas de mediççãoão 2.3 Evento de medi2.3 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency 2.4 Evento de medi2.4 Evento de mediçção Intraão Intra--frequencyfrequency e Intere Inter--systemsystem 2.5 Modo comprimido2.5 Modo comprimido PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  29. 29. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 28All rights reserved Proposta do modo comprimido l Proposta: [Medir as células inter-frequency ou inter-system no modo FDD l Causa: [Modo comprimido de downlink : [Se um receptor somente opera em uma portadora, o UE deve parar de operar para poder medir um sinal de outra portadora. Para garantir a QoS do serviço de downlink, os dados remanescentes têm de ser enviados num tempo limitado. [Modo comprimido de uplink [O UE deve cessar a transmissão de uplink quando a portadora de uplink é muito próxima da portadora medida. Por exemplo a canalização GSM 1800/1900 é muito próximo da canalização UMTS FDD. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  30. 30. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 29All rights reserved Modo comprimido - implementação One frame (10 ms) Transmission gap available for inter-frequency measurements PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  31. 31. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 30All rights reserved Métodos de Implementação do modo comprimido l Métodos de implementação [ SF/2 − Deve alterar o scrambling code − Vantagem: fácil gerência no RNC − Desvantagem: ocupa recursos do NodeB, diminui a eficiência de utilização dos códigos OVSF, influencia na cobertura e aumenta a interferência causada pela troca de scrambling code. [ Adaptação de taxas/puncionamento − Diminui a redundância de codificação − Vantagem: fácil gerência para o RNC; o SF 4 pode ser usado; nenhuma influência para eficiência de utilização do OVSF − Desvantagem: limitado quanto a propriedade de codificação de canal; diminui o ganho de codificação [ Agendamento de camadas superiores − MAC pode restringir o TFCS a mudar a taxa de downlink. − Vantagem: interferência menor − Desvantagem: complicado para as camadas superiores, somente aplicável para serviços de dados melhor esforço. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  32. 32. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 31All rights reserved CapCapíítulo 1 Introdutulo 1 Introduçção ao handoverão ao handover CapCapíítulo 2 Meditulo 2 Mediçções para handoverões para handover CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos desicos de handovershandovers PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  33. 33. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 32All rights reserved CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos de handoversicos de handover 3.13.1 SoftSoft handoverhandover 3. 2 Intra3. 2 Intra--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.3 Inter3.3 Inter--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.4 Inter3.4 Inter--systemsystem hardhard handoverhandover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  34. 34. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 33All rights reserved Introdução ao soft handover l Características [ Durante o handover, o UE tem vários RLs de diferentes células --- active set. [ O handover entre diferentes células que estão no mesmo RLS pode ser o softer handover. − Soft handover: ▪ Selection combiner no uplink ▪ Maximum combiner no downlink − Softer handover ▪ Maximum combiner no uplink e downlink PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  35. 35. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 34All rights reserved l Vantagens [ Soft handover gain: − Multi-Cell gain: vários sinais descorrelacionados no soft handover, permite uma diminuição do valor na margem de desvanecimento − Macro Diversity Combining gain: ganho para a demodulação do enlace no soft handover [ Load balance: diferentes células recebem os sinais do uplink do UE, o que pode diminuir a sua potência de transmissão. UE que receba sinais de diferentes células, também pode permitir a diminuição da potência de transmissão do NodeB. [ Diminuir a possibilidade de queda de chamada devido a ping-pong de handover l Desvantagens [ Mais recursos necessários no downlink, especialmente para o recurso de código do serviço BE. [ Normalmente, o ganho de potência de downlink é negativo. [ Quando a potência de downlink de diferentes células não é balanceada, irá ocorrer um efeito colateral. Introdução ao Soft Handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  36. 36. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 35All rights reserved Medidas no soft handover l As medidas no soft handover/softer handover [ Valores medidos:CPICH RSCP、CPICH Ec/No、Pathloss [ Processo de medida:filtro de camada 1, e filtro de camada 3 [ Forma de reporte − periódico − eventual ▪ Tipo de evento:1A、1B、1C、1D、1F ▪ UE mede a diferença temporal entre CFN SFN ▪ Regras de reporte: condição de disparo (trigger), limiar relativo e absoluto, Hysteresis, tempo para disparo ▪ Reporte eventual para periódico PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  37. 37. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 36All rights reserved Eventos de medição de soft handover l Eventos de medição de Soft/softer handover [ Reporte de eventos Intra-frequency: − 1A,canal piloto primário entra no reporte. Quando o conjunto ativo do UE está cheio, este pára de reportar o evento 1A; − 1B, canal piloto primário deixa de ser reportado; − 1C, canal piloto primário em um conjunto não ativo é melhor que o canal piloto do conjunto ativo; − 1D,muda para uma célula melhor; − 1E,o valor de medida de um canal piloto primário excede o limiar absoluto − 1F, o valor de medida de um canal piloto primário é menor que o limiar absoluto PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  38. 38. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 37All rights reserved Algoritmo de decisão de soft handover l Decisão do handover Soft/softer [1A ,adiciona RL no active set; [1B ,exclui RL do active set ; [1C,substitui célula; [1D,muda para melhor célula PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  39. 39. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 38All rights reserved Execução do soft handover l Execução do Soft handover [ A principal atualização do controle de medidas − Configurar as células vizinhas e parâmetros de acordo com a melhor célula [ Modo RLC − Modo AM é usado para controle de medidas − Modo UM é usado para controle de medidas [ Compensação e restrição do soft handover − Do reporte eventual para o periódico ▪ Parâmetros:o tempo e o número de vezes para o reporte periódico PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  40. 40. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 39All rights reserved Processo de soft handover (add RL) ExecuExecuçção doão do softsoft handover (handover (addadd RL)RL) PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  41. 41. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 40All rights reserved Processo de soft handover (del RL) ExecuExecuçção doão do softsoft handover (handover (deldel RL)RL) PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  42. 42. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 41All rights reserved Parâmetros chave l Limiar Relativo [ Ajuste os valores de 1A e 1B separadamente [ 1A < 1B,o que torna mais difícil desconsiderar o RL, e evitar ping-pong de handover [ Normalmente 1A: 3dB; 1B: 6dB l Tempo de disparo [ Cada evento pode ser ajustado [ Normalmente, 1B > 1A,o que torna mais difícil desconsiderar o RL, e assim evitar ping-pong handover [ Normalmente, 1A: 320ms, 1B: 640ms l Coeficiente de filtro de camada 3 [ Somente um valor para todas as medidas intra-frequency [ Sensível ao atraso do disparo do evento e ping-pong handover [ Normalmente:3 l Limiar absoluto do soft handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  43. 43. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 42All rights reserved CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos de handoversicos de handover 3.13.1 SoftSoft handoverhandover 3. 2 Intra3. 2 Intra--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.3 Inter3.3 Inter--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.4 Inter3.4 Inter--systemsystem hardhard handoverhandover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  44. 44. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 43All rights reserved Características do intra-frequency hard handover l Características [ A UE somente tem um RL com uma célula no processo de handover [ Desconecte a UE da célula original, depois faço o handover na célula destino [ A freqüência de operação das células fonte e destino é a mesma l Vantagens [ Melhorar a eficiência de uso do código OVSF e recursos de hardware l Desvantagens [ Alta taxa de queda de chamada por causa da interferência intra- frequency l Cenários de aplicação [ Sem a interface Iur entre duas RNCs ou com Iur jam (somente acontece em inter-RNC handover) [ As diferentes estratégias podem ser usadas para diferentes casos, como o caso de code resource condition, QoS condition… PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  45. 45. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 44All rights reserved Medição, decisão e execução do intra-frequency hard handover l Medição [ Similar ao soft handover l Decisão [ 1D event l Execução [ UE reporta informação CFN-SFN − Sincronismo no hard handover − Use o valor de DOFF original − CFN Contínuo [ UE não reporta informação CFN-SFN − Hard handover baseado em temporização − Reconfigure DOFF − Calcule CFN de acordo com DOFF PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  46. 46. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 45All rights reserved Processo de intra-frequency hard handover UE 1.RADIO LINK SETUP REQUEST Target NODEB Source NODEB SRNC 2. RADIO LINK SETUP RESPONSE 3.ALCAP establish 4. PHYSICAL CHANNEL RECONFIGURATION 5. RADIO LINK FAILURE INDICATION 6. PHYSICAL CHANNEL RECONFIGURATION COMPLETE 7. RADIO LINK DELETION REQUEST 8. RADIO LINK DELETION RESPONSE 9.ALCAP release PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  47. 47. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 46All rights reserved Parâmetros chave l Limiar de Decisão de Handover baseado na velocidade de BE [UE deve fazer o soft handover quando a taxa do serviço BE é menor do que o limiar [UE deve fazer intra-frequency hard handover quando a taxa do serviço BE é maior do que o limiar l Parâmetros do 1D event: [ time to trigger, hysteresis [Os parâmetros devem se ajustados de acordo com a QoS PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  48. 48. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 47All rights reserved CapCapíítulo 3 Tipos btulo 3 Tipos báásicos de handoversicos de handover 3.13.1 SoftSoft handoverhandover 3. 2 Intra3. 2 Intra--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.3 Inter3.3 Inter--frequencyfrequency hardhard handoverhandover 3.4 Inter3.4 Inter--systemsystem hardhard handoverhandover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  49. 49. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 48All rights reserved Introdução sobre inter-frequency hard handover l Características [ A freqüência de operação é diferente após o handover [ O modo compressed é necessário se o UE somente tem um receptor [ Normalmente, a re-inicialização de temporização é usada para hard handover l Vantagens [ Comparado com o intra-frequency hard handover, a probabilidade de sucesso é maior [ O balanço de carga entre células com diferentes freqüências [ Pode realizar uma configuração razoável para hierarquia de células l Desvantagens [ Modo comprimido resulta em recursos de rádio extras ocupados [ A re-inicialização de temporização do hard handover aumenta o tempo do handover e o risco de queda de chamada l Cenários de aplicação [ Disconnected coverage [ Load Handover [ Células hierárquicas PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  50. 50. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 49All rights reserved Medidas de valores e eventos do hard handover inter- frequency l Valores medidos no Inter-frequency hard handover: − CPICH RSCP、CPICH Ec/N0 [Diferentes propostas de handover para diferentes tipos de medidas: − No limite da cobertura da portadora: CPICH RSCP − No centro da cobertura de portadora: CPICH Ec/No PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  51. 51. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 50All rights reserved Medidas de valores e eventos do hard handover inter- frequency l Relatório de Medida [ Reporte Periódico [ Event reporting − 2A: Muda pra melhor portadora; − 2B: a qualidade estimada da portadora utilizada é menor que um certo limiar, e a qualidade da portadora não utilizada é maior que um certo limiar; − 2C: a qualidade estimada da portadora utilizada é maior que um certo limiar; − 2D: a qualidade estimado da portadora utilizada é menor que um certo limiar − 2E: a qualidade estimado da portadora não utilizada é menor um que certo limiar − 2F: a qualidade estimado da portadora utilizada é maior que um certo limiar PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  52. 52. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 51All rights reserved Iniciação do modo comprimido no Hard Handover Inter- frequency l Condições para iniciação de medidas [Evento 2D:pode ser usado para habilitar o modo comprimido para fazer medida inter-frequency. [Habilitar o algoritmo “inter-frequency measurement by moving speed” l Condições para parar as medida [Evento 2F [Após a célula servidora ser alterada, esta não possui células vizinhas inter-frequency. [Temporizador de medida Inter-frequency expirou [Por alteração da velocidade de deslocamento do UE, a medida de handover inter-frequency foi parada pelo algoritmo HCS. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  53. 53. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 52All rights reserved Algoritmo HCS baseado na velocidade do UE l Quando o UE estiver em uma célula hierárquica, o algoritmo de estimação de velocidade é iniciado [O evento de handover rapidamente decide se a velocidade do UE satisfaz a condição de hierarquia de célula atual − O UE permanece na célula atual de a sua velocidade é razoável. − Se a velocidade for alta, o EU será direcionado para uma célula de hierarquia mais alta. − Se a velocidade for baixa, o EU vai ser encaminhado para uma célula de hierarquia mais baixa. [A velocidade de deslocamento do UE decide o resultado. − Se a hierarquia está configurada em diferentes portadoras, o handover cego de inter-frequency ou o handover de medida inter-frequency pode ser iniciado. − Se a hierarquia é configurada em uma única portadora, o handover intra-frequency pode ser iniciado. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  54. 54. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 53All rights reserved Algoritmo de decisaão do Hard Handover Inter- frequency l Decisão [A cobertura dispara o handover − Evento 2B: ▪ A qualidade na portadora utilizada é menor do que um limiar absoluto, e a qualidade em outra portadora não utilizada é maior que um outro limiar absoluto. [Carga dispara o handover − Evento 2C: ▪ A qualidade em outra portadora é maior que um limiar absoluto PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  55. 55. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 54All rights reserved Execução do Hard Handover Inter-frequency l Execução [ O UE reporta a informação de temporização − O UE com dois receptores não precisa do modo comprimido. − Hard handover sincronisado − Usando o DOFF original − CFN Contínuo [ O UE não reporta informação de temporização − O UE com um único receptor tem de iniciar o modo comprimido − Se o NodeB da célula alvo não é o mesmo da célula servidora ▪ Temporizador hard handover é re-inicializado ▪ Re-configura DOFF ▪ Calcula o CFN de acordo com o DOFF − Se o NodeB da célula alvo é o mesmo da célula servidora ▪ Calcula a relação de tempo da célula alvo ▪ hard handover sincronizado (timing hold) ▪ Usando o DOFF original ▪ CFN continuado PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  56. 56. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 55All rights reserved Fluxo Inter-frequency Hard Handove FluxoFluxo dede sinalizasinalizaççãoão UE 1.RADIO LINK SETUP REQUEST Target NODEB Source NODEB SRNC 2. RADIO LINK SETUP RESPONSE 3.ALCAP established 4. PHYSICAL CHANNEL RECONFIGURATION 5. RADIO LINK FAILURE INDICATION 6. PHYSICAL CHANNEL RECONFIGURATION COMPLETE 7. RADIO LINK DELETION REQUEST 8. RADIO LINK DELETION RESPONSE 9.ALCAP released PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  57. 57. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 56All rights reserved Parâmetros Chave (I) l Parâmetros de cobertura de handover Inter-frequency : [Relatório de Medidas Inter-frequency: reporte periódico ou reporte eventual [Valores Inter-frequency medidos : CPICH Ec/No ou CPICH RSCP [Coeficiente de filtro de camada 3 de medida Inter-frequency, delay trigger time e histerese [Limiar de início e fim Inter-frequency : considerando as diferentes características dos CPICH Ec/No e CPICH RSCP para domínios PS e CS, os diferentes parâmetros 2D e 2F são configurados. [Handover Inter-frequency baseado em cobertura: o limiar de qualidade da célula alvo [Usando o limiar de qualidade de portadora em hard handover inter- frequency [O limiar de acesso mínimo para handover inter-frequency PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  58. 58. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 57All rights reserved Parâmetros Chave (II) l Parâmetros de Handover Inter-frequency causados por falta de cobertura [Coeficiente de filtro Camada 3 de medida Inter-frequency, delay trigger time e hysteresis [Inter-frequency handover baseado em falta de cobertura PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  59. 59. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 58All rights reserved CapCapíítulotulo 3 Os Handovers3 Os Handovers BBáásicossicos 3.1 Soft Handover3.1 Soft Handover 3. 2 Intra3. 2 Intra--frequency Hard Handoverfrequency Hard Handover 3.3 Inter3.3 Inter--frequency Hard Handoverfrequency Hard Handover 3.4 Inter3.4 Inter--system Hard Handoversystem Hard Handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  60. 60. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 59All rights reserved Introdução a Inter-system Hard Handover l Cenários de Aplicação [ WCDMA FDD <->GSM [ WCDMA FDD <->WCDMA TDD [ WCDMA FDD <->CDMA2000 l Características [ Diferentes tecnologias de acesso utilizadas [ Normalmente, o modo comprimido deve ser utilizado para auxiliar nas medidas l Vantagens [ Para cobertura, pode resolver problemas de um sistema pra outro [ Para capacidade, pode melhorar a eficiência de utilização dos equipamentos antigos (2G->3G) l Desvantagens [ Fluxo complexo, e as características exigem compatibilidade dos equipamentos [ Características mais complexas para os UEs PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  61. 61. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 60All rights reserved Medidas Inter-system:Modo comprimido Inicializado l A medida inter-system (medida GSM) [Tipo de medida: − GSM Carrier RSSI − BSIC Identification − BSIC Reconfirmation [O processo de medida: filtro de camada 1 e de camada 3 [Relatório de Medida − Reporte de evento ▪ Evento 2D : iniciar medidas GSM ▪ Evento 2F : parar as medidas GSM PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  62. 62. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 61All rights reserved Algoritmo de decisão de Inter-system Hard Handover l Decisão [causado por cobertura − Reporte de evento: ▪ Evento 3A:o valor de qualidade estimado da portadora UTRAN utilizada é menor que um dado limiar, e a qualidade do outro sistema é maior que um dado limiar. − Reporte Periódico: ▪ Avaliação:de acordo com o reporte de medidas GSM RSSI periodicamente, confirma o estado da célula GSM destino, enquanto o UE avalia se o GSM RSSI da célula destino é maior que um limiar absoluto. Também deve ser confirmado o BSIC. PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  63. 63. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 62All rights reserved l Decisão [causado por falta de cobertura − Reporte de evento ▪ Evento 3C: o valor de qualidade estimada do outro sistema é maior que um limiar absoluto. Algoritmo de decisão de Inter-system Hard Handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  64. 64. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 63All rights reserved 1. Relocation R equired 2. Prepare Handover 3. Handover R equest 4. Handover R equest Ack 12. Iu R elease C ommand 13. Iu R elease C omplete 14. Send End Signal R esponse 5. Prepare Handover R esponse 6. R elocation C ommand 7. DC CH : Handover from UTR AN C ommand 8. Handover Detect 9. Handover C omplete 10. Handover C omplete 11. Send E nd UE Node B SR NC C N M SC B SC Fluxo Inter-system Handover AA execuexecuççãoão do interdo inter--system handoversystem handover PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  65. 65. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 64All rights reserved Parâmetros Chave (I) l Inter-system handover causado por parâmetros de cobertura [Limiares de início e fim de medida Inter-system : considerando as diferentes características de CPICH Ec/No e CPICH RSCP para os domínios de PS e CS, os diferentes parâmetros, 2D e 2F são configurados [Valores de medida Inter-system (2D, 2F) − CPICH Ec/No − CPICH RSCP [BSIC confirmado (Opcional) [Inter-system handover causado por parâmetros de cobertura − configurar o limiar de GSM RSSI dos domínios CS e PS separadamente [Usando limiar de qualidade de frequência de handover inter-system [Configurar o delay trigger time, hysteresis para cada evento PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  66. 66. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTD. Page 65All rights reserved Parâmetros Chave (II) l Handover Inter-system causado por parâmetros de falta de cobertura [O período do reporte de medidas inter-system [O limiar de decisão para handover inter-system : configurar as sinalizações CS e PS separadamente [Time delay trigger: configure BSIC com os modos com reconhecimento e sem reconhecimento [Coeficiente de filtro de camada 3 de medidas Inter-frequency e histerese [Penalty time PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com
  67. 67. www.huawei.com Obrigado PDF created with pdfFactory Pro trial version www.pdffactory.com

×