SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
_ SERVIÇOS DE TI
COMO SOLUÇÕES DE
DESENVOLVIMENTO
ÁGIL PODEM TRAZER
FLEXIBILIDADE E
VELOCIDADE AO SEU
NEGÓCIO
1. ESTIMATIVAS ERRADAS
A pressão para fornecer estimativas rápidas
leva a análises frágeis e superficiais, sujeita a
erros.
2. MUDANÇAS
3. COMPLEXIDADE TÉCNICA
Regras de negócio identificadas
tardiamente resultam em solicitações de
mudança que impactam no projeto.
Dificuldade técnica inerente ao trabalho
de ser intérprete entre o mundo real e o
mundo das máquinas.
AS DORES DO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE
LEVANTAMENTO DE
REQUISITOS
DEFINIÇÃO DA
ARQUITETURA HOMOLOGAÇÃO IMPLANTAÇÃO
A FÁBRICA DE SOFTWARE TRADICIONAL
DESENVOLVEDOR É UMA PEÇA DA ENGRENAGEM
TESTESDESENVOLVIMENTOPROTOTIPAÇÃO
A ESTEIRA NÃO RETROCEDE NA LINHA DE MONTAGEM
AS ESTIMATIVAS SÃO FEITAS NO INÍCIO O TRABALHO É EXECUTADO EM “SILOS”
Considerar o desenvolvedor como um operário é um
erro básico, que deturpa o conceito do trabalho em si.
Característica que dificulta a realização de mudanças.
Característica inerente ao modelo – torna mais difícil o
que já não era nada simples.
Esforço e prazos são estimados por um grupo restrito,
em um momento que o projeto ainda não está maduro.
FUNDAMENTOS SPRINT
Mais interações entre pessoas
Software em funcionamento
Colaboração com o cliente
Resposta às mudanças
SQUAD
Período de tempo de
2 - 4 semanas, durante o
qual será produzido um
entregável que já pode ser
utilizado pelo cliente.
Termo utilizado como
sinônimo de equipe, as
quais são comportam de
3 à 9 integrantes.
→ Product Owner (o quê)
→ Scrum Master (como)
Durante cada sprint, há
4 tipos de reuniões que
devem ser realizadas:
planning, daily, review e
retrospectiva.
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
RITOS
FUNDAMENTOS SPRINT
Mais interações entre pessoas
Software em funcionamento
Colaboração com o cliente
Resposta às mudanças
SQUAD
Termo utilizado como
sinônimo de equipe, as
quais são comportam de
3 à 9 integrantes.
→ Product Owner (o quê)
→ Scrum Master (como)
Durante cada sprint, há
4 tipos de reuniões que
devem ser realizadas:
planning, daily, review e
retrospectiva.
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
RITOS
FUNDAMENTOS SPRINT
Mais interações entre pessoas
Software em funcionamento
Colaboração com o cliente
Resposta às mudanças
SQUAD
Termo utilizado como
sinônimo de equipe, as
quais são comportam de
3 à 9 integrantes.
→ Product Owner (o quê)
→ Scrum Master (como)
Durante cada sprint, há
4 tipos de reuniões que
devem ser realizadas:
planning, daily, review e
retrospectiva.
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
RITOS
FUNDAMENTOS SPRINT
Mais interações entre pessoas
Software em funcionamento
Colaboração com o cliente
Resposta às mudanças
SQUAD
Período de tempo de
2 - 4 semanas, durante o
qual será produzido um
entregável que já pode ser
utilizado pelo cliente.
Termo utilizado como
sinônimo de equipe, as
quais são comportam de
3 à 9 integrantes.
→ Product Owner (o quê)
→ Scrum Master (como)
Durante cada sprint, há
4 tipos de reuniões que
devem ser realizadas:
planning, daily, review e
retrospectiva.
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
RITOS
RITOS
TÍTULO DO
BOX 01
TÍTULO DO
BOX 02
TÍTULO DO
BOX 03
TÍTULO DO
BOX 04
[8 horas]
A equipe assume, em
conjunto, o compromisso
de atingir o que foi
acordado.
[15 minutos]
Todos os dias, idealmente
no mesmo horário, a
equipe realiza esta
reunião, para que todos
fiquem cientes do
andamento do trabalho.
[4 horas]
Essa reunião conta com
a participação do
cliente, para contribuir
com feedback.
[3 horas]
O objetivo aqui é
verificar necessidades
de adaptação no
processo de trabalho e
elevar a maturidade da
equipe.
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
• Login - Redes sociais
• Leitura de QR Code
• Timeline
• Meus Contatos
• Login - Redes sociais
• Leitura de QR Code
• Timeline
• Meus Contatos
PLANNING
Login - Redes sociais
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
• Login - Redes sociais
• Leitura de QR Code
• Timeline
• Meus Contatos
Login - Redes sociais
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
REVIEW
RETROSPECTIVA
Login - Redes sociais
Login - Redes sociais
A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
• Login - Redes sociais
• Leitura de QR Code
• Timeline
• Meus Contatos
Leitura de QR codeLogin - Redes sociais
Timeline Meus Contatos
ÁGIL ESCALADO
• NECESSIDADE DE NEGÓCIO
• ORÇAMENTO DISPONÍVEL
• BACKLOG DO PRODUTO
• GRANDE VOLUME DE ENTREGAS
• DEVOPS
ÁGIL
ESCALADO
COMO PODEMOS AJUDÁ-LO
EXPERIÊNCIA CLARO
 20 produtos digitais.
 40 squads em sincronia.
 Escolha do framework ágil adequado.
 Desafio de romper as barreiras impostas pelo
tamanho da empresa.
Como soluções de desenvolvimento ágil podem trazer flexibilidade e velocidade para o seu negócio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Porque devo usar Scrum em meus projetos
Porque devo usar Scrum em meus projetosPorque devo usar Scrum em meus projetos
Porque devo usar Scrum em meus projetos
Eamon Sousa, PMP
 

Mais procurados (20)

Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
DoD - Como elaborar uma definição de pronto
DoD - Como elaborar uma definição de prontoDoD - Como elaborar uma definição de pronto
DoD - Como elaborar uma definição de pronto
 
Scrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutosScrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutos
 
Um guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em PortuguêsUm guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em Português
 
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
 
Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016
Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016
Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016
 
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0Apresentação e guerra dos métodos 2.0
Apresentação e guerra dos métodos 2.0
 
scrumbut
scrumbutscrumbut
scrumbut
 
Porque devo usar Scrum em meus projetos
Porque devo usar Scrum em meus projetosPorque devo usar Scrum em meus projetos
Porque devo usar Scrum em meus projetos
 
Os príncipios por trás do DevOps
Os príncipios por trás do DevOpsOs príncipios por trás do DevOps
Os príncipios por trás do DevOps
 
Scrum - Essa é a jogada!
Scrum - Essa é a jogada!Scrum - Essa é a jogada!
Scrum - Essa é a jogada!
 
Alm e ATLM - A importância dos lifecycles no desenvolvimento de software
Alm e ATLM - A  importância dos lifecycles no desenvolvimento de softwareAlm e ATLM - A  importância dos lifecycles no desenvolvimento de software
Alm e ATLM - A importância dos lifecycles no desenvolvimento de software
 
Os principios do DevOps - #MTACWeek 2017
Os principios do DevOps - #MTACWeek 2017Os principios do DevOps - #MTACWeek 2017
Os principios do DevOps - #MTACWeek 2017
 
Introdução a Scrum
Introdução a ScrumIntrodução a Scrum
Introdução a Scrum
 
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
 
Microsoft - Application Lifecycle Management - Visão Geral
Microsoft - Application Lifecycle Management - Visão GeralMicrosoft - Application Lifecycle Management - Visão Geral
Microsoft - Application Lifecycle Management - Visão Geral
 
Implantando continuous delivery e seus oito principios
Implantando continuous delivery e seus oito principiosImplantando continuous delivery e seus oito principios
Implantando continuous delivery e seus oito principios
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutosScrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutos
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
 

Semelhante a Como soluções de desenvolvimento ágil podem trazer flexibilidade e velocidade para o seu negócio

Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Paulo Furtado
 
XP - Extreme Programming
XP - Extreme ProgrammingXP - Extreme Programming
XP - Extreme Programming
Rodrigo Branas
 
Scrum experience bo tutorial scrum v15
Scrum experience bo tutorial scrum v15Scrum experience bo tutorial scrum v15
Scrum experience bo tutorial scrum v15
claudioluciodovallopes
 

Semelhante a Como soluções de desenvolvimento ágil podem trazer flexibilidade e velocidade para o seu negócio (20)

Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
Minicurso Aplicando Scrum em projetos de software (2010)
 
Scrum 8
Scrum 8Scrum 8
Scrum 8
 
Agile
AgileAgile
Agile
 
Scrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de ProjetosScrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de Projetos
 
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
 
Engenharia de software aula 6 - Introdução ao Desenvolvimento Ágil
Engenharia de software aula 6 - Introdução ao Desenvolvimento ÁgilEngenharia de software aula 6 - Introdução ao Desenvolvimento Ágil
Engenharia de software aula 6 - Introdução ao Desenvolvimento Ágil
 
Scrum na sua Empresa
Scrum na sua EmpresaScrum na sua Empresa
Scrum na sua Empresa
 
SCRUM.pptx
SCRUM.pptxSCRUM.pptx
SCRUM.pptx
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
O que é SCRUM
 
XP - Extreme Programming
XP - Extreme ProgrammingXP - Extreme Programming
XP - Extreme Programming
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUMRelato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Utilizando metologias ágeis com VSTS: Scrum e XP, YES WE CAN! (ALM204)
Utilizando metologias ágeis com VSTS: Scrum e XP, YES WE CAN! (ALM204)Utilizando metologias ágeis com VSTS: Scrum e XP, YES WE CAN! (ALM204)
Utilizando metologias ágeis com VSTS: Scrum e XP, YES WE CAN! (ALM204)
 
Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02
 
Scrum Intro
Scrum IntroScrum Intro
Scrum Intro
 
Scrum experience bo tutorial scrum v15
Scrum experience bo tutorial scrum v15Scrum experience bo tutorial scrum v15
Scrum experience bo tutorial scrum v15
 
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosCenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
 
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
 

Mais de Embratel

Mais de Embratel (10)

Embratel Lives
Embratel Lives Embratel Lives
Embratel Lives
 
Embratel Lives | O que aprendemos com os chatbots
Embratel Lives | O que aprendemos com os chatbotsEmbratel Lives | O que aprendemos com os chatbots
Embratel Lives | O que aprendemos com os chatbots
 
Embratel Lives | DevOps: Sua empresa está madura para dar esse passo?
Embratel Lives | DevOps: Sua empresa está madura para dar esse passo?Embratel Lives | DevOps: Sua empresa está madura para dar esse passo?
Embratel Lives | DevOps: Sua empresa está madura para dar esse passo?
 
Embratel Lives | Soluções inteligentes para avaliar crédito e risco de client...
Embratel Lives | Soluções inteligentes para avaliar crédito e risco de client...Embratel Lives | Soluções inteligentes para avaliar crédito e risco de client...
Embratel Lives | Soluções inteligentes para avaliar crédito e risco de client...
 
Embratel Lives | Os 8 principais fatores de sucesso para automação robótica d...
Embratel Lives | Os 8 principais fatores de sucesso para automação robótica d...Embratel Lives | Os 8 principais fatores de sucesso para automação robótica d...
Embratel Lives | Os 8 principais fatores de sucesso para automação robótica d...
 
Embratel Lives | Como Desenvolver um Planejamento Estratégico de Adequação LG...
Embratel Lives | Como Desenvolver um Planejamento Estratégico de Adequação LG...Embratel Lives | Como Desenvolver um Planejamento Estratégico de Adequação LG...
Embratel Lives | Como Desenvolver um Planejamento Estratégico de Adequação LG...
 
Quais os desafios do setor público para à adequação a nova lei geral de prote...
Quais os desafios do setor público para à adequação a nova lei geral de prote...Quais os desafios do setor público para à adequação a nova lei geral de prote...
Quais os desafios do setor público para à adequação a nova lei geral de prote...
 
5G: Pilar para a Transformação Exponencial
5G: Pilar para a Transformação Exponencial5G: Pilar para a Transformação Exponencial
5G: Pilar para a Transformação Exponencial
 
Telecomunicações: Contextualização e Visão de Futuro
Telecomunicações: Contextualização e Visão de FuturoTelecomunicações: Contextualização e Visão de Futuro
Telecomunicações: Contextualização e Visão de Futuro
 
Sua empresa está preparada para a Transformação Digital?
Sua empresa está preparada para a Transformação Digital?Sua empresa está preparada para a Transformação Digital?
Sua empresa está preparada para a Transformação Digital?
 

Como soluções de desenvolvimento ágil podem trazer flexibilidade e velocidade para o seu negócio

  • 2. COMO SOLUÇÕES DE DESENVOLVIMENTO ÁGIL PODEM TRAZER FLEXIBILIDADE E VELOCIDADE AO SEU NEGÓCIO
  • 3. 1. ESTIMATIVAS ERRADAS A pressão para fornecer estimativas rápidas leva a análises frágeis e superficiais, sujeita a erros. 2. MUDANÇAS 3. COMPLEXIDADE TÉCNICA Regras de negócio identificadas tardiamente resultam em solicitações de mudança que impactam no projeto. Dificuldade técnica inerente ao trabalho de ser intérprete entre o mundo real e o mundo das máquinas. AS DORES DO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE
  • 4. LEVANTAMENTO DE REQUISITOS DEFINIÇÃO DA ARQUITETURA HOMOLOGAÇÃO IMPLANTAÇÃO A FÁBRICA DE SOFTWARE TRADICIONAL DESENVOLVEDOR É UMA PEÇA DA ENGRENAGEM TESTESDESENVOLVIMENTOPROTOTIPAÇÃO A ESTEIRA NÃO RETROCEDE NA LINHA DE MONTAGEM AS ESTIMATIVAS SÃO FEITAS NO INÍCIO O TRABALHO É EXECUTADO EM “SILOS” Considerar o desenvolvedor como um operário é um erro básico, que deturpa o conceito do trabalho em si. Característica que dificulta a realização de mudanças. Característica inerente ao modelo – torna mais difícil o que já não era nada simples. Esforço e prazos são estimados por um grupo restrito, em um momento que o projeto ainda não está maduro.
  • 5. FUNDAMENTOS SPRINT Mais interações entre pessoas Software em funcionamento Colaboração com o cliente Resposta às mudanças SQUAD Período de tempo de 2 - 4 semanas, durante o qual será produzido um entregável que já pode ser utilizado pelo cliente. Termo utilizado como sinônimo de equipe, as quais são comportam de 3 à 9 integrantes. → Product Owner (o quê) → Scrum Master (como) Durante cada sprint, há 4 tipos de reuniões que devem ser realizadas: planning, daily, review e retrospectiva. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL RITOS
  • 6. FUNDAMENTOS SPRINT Mais interações entre pessoas Software em funcionamento Colaboração com o cliente Resposta às mudanças SQUAD Termo utilizado como sinônimo de equipe, as quais são comportam de 3 à 9 integrantes. → Product Owner (o quê) → Scrum Master (como) Durante cada sprint, há 4 tipos de reuniões que devem ser realizadas: planning, daily, review e retrospectiva. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL RITOS
  • 7. FUNDAMENTOS SPRINT Mais interações entre pessoas Software em funcionamento Colaboração com o cliente Resposta às mudanças SQUAD Termo utilizado como sinônimo de equipe, as quais são comportam de 3 à 9 integrantes. → Product Owner (o quê) → Scrum Master (como) Durante cada sprint, há 4 tipos de reuniões que devem ser realizadas: planning, daily, review e retrospectiva. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL RITOS
  • 8. FUNDAMENTOS SPRINT Mais interações entre pessoas Software em funcionamento Colaboração com o cliente Resposta às mudanças SQUAD Período de tempo de 2 - 4 semanas, durante o qual será produzido um entregável que já pode ser utilizado pelo cliente. Termo utilizado como sinônimo de equipe, as quais são comportam de 3 à 9 integrantes. → Product Owner (o quê) → Scrum Master (como) Durante cada sprint, há 4 tipos de reuniões que devem ser realizadas: planning, daily, review e retrospectiva. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL RITOS
  • 9. RITOS TÍTULO DO BOX 01 TÍTULO DO BOX 02 TÍTULO DO BOX 03 TÍTULO DO BOX 04 [8 horas] A equipe assume, em conjunto, o compromisso de atingir o que foi acordado. [15 minutos] Todos os dias, idealmente no mesmo horário, a equipe realiza esta reunião, para que todos fiquem cientes do andamento do trabalho. [4 horas] Essa reunião conta com a participação do cliente, para contribuir com feedback. [3 horas] O objetivo aqui é verificar necessidades de adaptação no processo de trabalho e elevar a maturidade da equipe. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
  • 10. A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL • Login - Redes sociais • Leitura de QR Code • Timeline • Meus Contatos
  • 11. • Login - Redes sociais • Leitura de QR Code • Timeline • Meus Contatos PLANNING Login - Redes sociais A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
  • 12. • Login - Redes sociais • Leitura de QR Code • Timeline • Meus Contatos Login - Redes sociais A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL
  • 13. REVIEW RETROSPECTIVA Login - Redes sociais Login - Redes sociais A FÁBRICA DE SOFTWARE ÁGIL • Login - Redes sociais • Leitura de QR Code • Timeline • Meus Contatos
  • 14. Leitura de QR codeLogin - Redes sociais Timeline Meus Contatos ÁGIL ESCALADO
  • 15. • NECESSIDADE DE NEGÓCIO • ORÇAMENTO DISPONÍVEL • BACKLOG DO PRODUTO • GRANDE VOLUME DE ENTREGAS • DEVOPS ÁGIL ESCALADO
  • 16. COMO PODEMOS AJUDÁ-LO EXPERIÊNCIA CLARO  20 produtos digitais.  40 squads em sincronia.  Escolha do framework ágil adequado.  Desafio de romper as barreiras impostas pelo tamanho da empresa.