Head space na Embalagem

1.076 visualizações

Publicada em

Headspace. Aquele simples ar na embalagem, pode ser um fator determinante para escolha da melhor embalagem, bem como sua vida útil e toda a cadeia desde o envase até o descarte. Entenda qual o papel da embalagem e o que é de fato o headspace.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.076
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Head space na Embalagem

  1. 1. HEADSPACEna embalagem
  2. 2. RENATA CANTEIRODiretora Técnica e DesenvolvimentoHEADSPACEna embalagem]
  3. 3. EMBALAGEM
  4. 4. PESO X CAPACIDADEEMBLAGENSSACOLA PLÁSTICA 4g 6Kg TETRA PARK 28g 1LLATA ALUMÍNIO 13,5g 350mlGARRAFA PET 54g 2LPESO CAPACIDADE
  5. 5. 50%ORGÂNICO50%INORGÂNICO
  6. 6. 1,5 KgPOR DIA16500.000 TonPOR DIASP
  7. 7. 39.000 TonPOR DIAAlimentos no lixo
  8. 8. EMISSÃO CO21980 À 2007
  9. 9. PEGADAECOLÓGICA1,5PLANETAS TERRAatual
  10. 10. PORQUE TUDO ISSO?
  11. 11. MAIORMOBILIDADEHÁBITOSDECONSUMOURBANIZAÇÃOCOMODIDADEGLOBALIZAÇÃONOVASNECESSIDADES
  12. 12. EXPECTATIVADEVIDAMEGATENDÊNCIAS80AnosMÉDIAMUNDIAL
  13. 13. CLASSESEMERGENTESPOLÍTICASPÚBLICASECONOMIAPODERECONÔMICO
  14. 14. COMO VOCÊ SE SENTECOM TUDO ISSO?Eu
  15. 15. MAS, QUAL É A SOLUÇÃO?
  16. 16. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRECICLARREUTILIZARRECUSARREDUZIRREFLETIR5Rs
  17. 17. EMBALAGEMSUSTENTÁVELREFLETIRREFLETIRAntes de comprar ou pedir alguma coisa,deveríamos refletir se realmente precisamos dele.O consumo excessivo e o consumismo lideram ascausas da degradação ambiental e social.
  18. 18. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRECUSARRECUSARRecusar materiais desnecessários que não sejambiodegradáveis, como sacolas e copos descartáveis.
  19. 19. EMBALAGEMSUSTENTÁVEL REUTILIZARREUTILIZARPensar sobre as coisas que você pode reutilizar:envelopes velhos, jornais, sacolas plásticas, etc.Doar ou vender objetos pessoais como vestuário,móveis e brinquedos. A reutilização de itensreduz o número de coisas novas que você precisacomprar e, portanto, reduz a quantidade deresíduos que se produz.
  20. 20. EMBALAGEMSUSTENTÁVELREDUZIRREDUZIRReduzir o lixo e o consumo de energia.
  21. 21. EMBALAGEMSUSTENTÁVEL RECICLARRECICLARReciclagem envolve a transformação de mateiaisusados, indesejados em novos produtos para evitaro desperdício de materiais potencialmente úteis.Apesar das estratégias utilizadas para reciclagemnão serem o caminho ideal para a sustentabilidadee a redução das emissões de CO2, elas fazemsentido no que diz respeito à conservação dosrecursos naturais escassos.
  22. 22. NO DIA-A-DIA OK,MAS E QUANDO ESTAMOSFALANDO DE EMPRESAS?
  23. 23. SEGURANÇAMATERIAISMAISLEVESENERGIAPARACONVERSÃOQUANTIDADESEXATASMATÉRIA-PRIMARENOVAVÉLEMBALAGEMRECICLÁVEIS/BIODEGRADÁVEISEOXIDBIODEGRADÁVEIS
  24. 24. RECICLÁVEIS/BIODEGRADÁVEISEOXIDBIODEGRADÁVEISECOEFICIÊNCIAPETRECICLÁVELPEBDOXIBIODEGRADÁVELPLACOMPOSTÁVEL / BIODEGRADÁVEL
  25. 25. POLIETILENO VERDEMATÉRIA-PRIMARENOVAVÉLCADEIASP-O-L-I-M-É-R-I-C-A-S10.000Molécula de EtilenoHHC4ou+L-I-G-A-Ç-Õ-E-SPOLIETILENOVERDE
  26. 26. ENERGIAS RENOVÁVEISENERGIAPARACONVERSÃOHIDRELÉTRICASSOLARMARÉSLÂMPADAS ECONÔMICASFONTES INEXPLORADASEÓLICASão fonte deenergia sustentável?
  27. 27. DE BELO MONTEÉ SUSTENTÁVEL?USINAAIMPACTOSFámilias desabrigadasAnimais MortosQualidade da água represada
  28. 28. USINAHIDROELÉTRICADEBELOMONTEUNID.BELOMONTEEÓLICABIOMASSASOLARGÁSNATURALNUCLEARICB R$ /MWh 77,97 135 148 153,48 500 143 150Capacidade MW 11.233 (277 a (10.160 turbinas 9.522 28.000 6.530 5.078 544 usinas de 1,5 MW) (140 Mi de painéis solares de 200 W)Fator de % 40,69 55 30 48 16,5 70 90 Capacidade(Médio)Custo de R$ / KW 1.700 5.000 a 3.660 a 12.600 a 1.281 a 6.400Instalação 6.000 2.745 18.300 1.647Custo Total Bi / R$ 20 41.55 a 47,80 a 21,00 a 355,00 a 9,00 a 32,5de Instalação 49,86 83,60 26,00 507,00 11,00 ENERGIAS RENOVÁVEIS
  29. 29. MATERIAIS + LEVESMATERIAISMAISLEVES= 98%2%O2ISOPORÉ um materialsustentável?PP =
  30. 30. MEDIDAS E CONFIABILIDADESEGURANÇAQUANTIDADESEXATAS
  31. 31. HEADSPACEna embalagem]]RefinadoAÇUCAREspecial
  32. 32. HEADSPACEVOLUMEDO PRODUTOVOLUMEDO HEADSPACETEMPERATURAPRESSÃOO2DISSOLVIDOO2O2O2O2O2O2O2TPOOxigênioTotal naEmbalagem
  33. 33. O GRANDE VILÃOO2O2O2O2O2DETERIORAÇÃO DE ALIMENTOS- Oxidação - Alteração de Cor - Alteração de Sabor - Perda de Nutrientes- Efeito da Luz - Catalizador de processos de oxidação
  34. 34. OUTRO VILÃO INVISÍVELPRESSÃO ATMOSFÉRICA- Diferença de Pressão - Envase - Transporte - Consumidor Final
  35. 35. E MAIS UM VILÃO INVISÍVELEXPANSÃO / COLAPSAMENTO - Embalagens Flexíveis - Selos Flexíveis
  36. 36. PRODUTOS LÍQUIDOSTEMPERATURADE ENVASEPRECISÃODO EQUIP. DE EN-
  37. 37. PRODUTOS EM PÓDENSIDADEAPARENTECOMPACTAÇÃO(PÓ NA CAMADA SELANTE)
  38. 38. EMBALAGENS FLEXÍVEISHEADSPACEHEADSPACEHEADSPACE] ]]
  39. 39. EMBALAGENS RÍGIDASTRANSPARENTES (PET)OPACAS (VIDRO)]] HEADSPACEHEADSPACE
  40. 40. LEGISLAÇÃO | EMBALAGENS RÍGIDASPortaria Inmetro 162/95. Normalização eQualidade Industrial.Revogada pela Portaria 361/09, a qualaltera apenas nomenclaturas,“[...] estabelece o máximo de 10%de espaço vazio para os produtos“pré-medidos contidos emembalagens rígidas e opacas”.
  41. 41. ALTERNATIVASNO PRODUTO- AntioxidantesNA EMBALAGEM- Absorver UV- O2 Scavengers- Anti estático
  42. 42. ALTERNATIVASNO HEADSPACE- Inertização- Atmosfera Modificada- Vácuo
  43. 43. OBRIGADA!RENATA CANTEIRODiretora Técnica e Desenvolvimentorenata.canteiro@embaquim.com.brTel.: + 55 11 2066 - 2333www.embaquim.com.br

×