INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO - Cap. 1 e 2 – introdução à administração

17.576 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
730
Comentários
2
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO - Cap. 1 e 2 – introdução à administração

  1. 1. Teoria Geral da Administração Prof. Elvis Magno CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: edição compacta. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.
  2. 2. Cap. 1 – Introdução TGA1.1 Por que estudar administração? O mundo atual é uma sociedade composta por organizações; Todas as atividades voltadas para produção e prestação de serviços são planejadas e coordenadas; Todas as organizações são constituídas de pessoas e de recursos; Toda empresa para se manter precisar ser lucrativa; A administração é fundamental para existência, sobrevivência e sucesso das organizações.
  3. 3. Cap. 1 – Introdução TGA1.2 O Significado de “Administração”. A palavra ADMINISTRAÇÃO vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência), e significa aquele que realiza uma função abaixo do comando de outrem, isto é, aquele que presta um serviço a outro. Com passar do tempo sofreu transformação no seu significado. Hoje, administrar é “o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos, a fim de alcançar objetivos”.
  4. 4. Cap. 1 – Introdução TGA1.2 O Significado de “Administração”. Dale pensava que para se administrar deveria:  PLANEJAR as ideias,  ORGANIZAR os recursos,  DIRIGIR as pessoas, e por fim,  CONTROLAR os resultados.
  5. 5. Cap. 1 – Introdução TGA1.3 Habilidades do Administrador. Três tipos de habilidades que o administrador deve possuir, a saber:  Habilidade técnica: utilização de ferramentas para realizar uma tarefa por intermédio de sua experiência profissional.  Habilidade humana: capacidade de trabalhar com pessoas, comunicar, compreender as atitudes e desenvolver uma liderança.  Habilidade conceitual: capacidade de lidar com ideias e conceitos abstratos.
  6. 6. Cap. 1 – Introdução TGA1.4 Níveis Administrativos.  Na medida em que se sobe para os níveis mais elevados da organização, diminui a necessidade de habilidades técnicas, enquanto aumenta a necessidade de habilidade conceitual.
  7. 7. Cap. 1 – Introdução TGA1.4 Níveis Administrativos.  Habilidades conceituais Habilidades Humanas  Habilidades Técnicas
  8. 8. Cap. 1 – Introdução TGA gico até E st r el1.4 Níveis Administrativos. Ní v  Habilidades conceituais o átic lT ve Ní Habilidades Humanas  Habilidades Técnicas
  9. 9. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques. Novo: variável Novo: variável “Competitividade” “Competitividade”
  10. 10. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  11. 11. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  12. 12. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  13. 13. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.1 Os Primórdios da Administração. Antigo Egito:  Necessidade de Planejar, organizar e controlar;  Descentralização da organização;  Necessidade de ordens escritas, uso de consultoria. Babilônia:  Uso de controle escrito e documental;  Controle de produção e incentivos salariais.
  14. 14. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.1 Os Primórdios da Administração. Hebreus:  Conceito de organização – divisão de famílias, assentamento de terras, nomeação de chefes, divisão da hierarquia organizacional. Grécia:  Universalidade da administração;  Especialização; Roma:  Descrição de funções, organização de poderes, logística de distribuição, táticas militares, infraestrutura de apoio.
  15. 15. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.2 Influências dos Filósofos. Sócrates: Administração é uma habilidade pessoal separada do conhecimento técnico e da experiência. Platão: Analisou os problemas políticos e sociais decorrentes do desenvolvimento social e cultural do povo grego. Em sua obra A República, expõe a forma democrática de governo e de administração dos negócios públicos. Aristóteles: Na sua obra Política, que trata da organização do Estado, distingue as três formas de administração pública: monarquia, aristocracia, e democracia.
  16. 16. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.3 Influência da Igreja Católica. Ao longo dos séculos, a Igreja Católica estruturou a sua organização com uma hierarquia de autoridade, um estado-maior (assessoria) e a coordenação funcional para assegurar integração. A organização hierárquica da Igreja é tão simples e eficiente que sua enorme organização mundial pode operar sob o comando de uma só cabeço executiva (Papa). A estrutura da organização eclesiástica serviu de modelo para muitas organizações que incorporaram seus princípios e normas administrativas.
  17. 17. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.4 Influência Militar Princípio da unidade de comando; A hierarquia; Centralização do comando e a descentralização da execução; Estado-Maior (equipe de assessoria e apoio ao alto comando); Estratégia; Logística de suprimentos e distribuição.
  18. 18. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.5 Influência da Revolução Industrial. Com a invenção da máquina a vapor por James Watt (1736 – 1819) e a sua aplicação à produção, surgiu uma nova concepção de trabalho que modificou completamente a estrutura social e comercial da época. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  1ª Revolução Industrial, de 1780 a 1860: mecanização, força motriz na industria (maq.vapor), desenvolvimento do sistema fabril, divisão do trabalho, crescimento dos transportes e comunicações.
  19. 19. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.5 Influência da Revolução Industrial. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  2ª Revolução Industrial, de 1860 a 1914: substituição do ferro pelo aço, invenção do motor de combustão interna, substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo como fontes de energia, maquinaria automática e especialização do trabalhador, participação da ciência nas industriais, mais transformações dos transportes e comunicações, e expansão da industrialização até a Europa.
  20. 20. Para Refletir2.5 Influência da Revolução Industrial. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  2ª Revolução Industrial, de 1860 a 1914: substituição do ferro pelo aço, invenção do motor de combustão interna, substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo como fontes de energia, maquinaria automática e especialização do trabalhador, participação da ciência nas industriais, mais transformações dos transportes e comunicações, e expansão da industrialização até a Europa.

×