Sistemas de Vedação 
Prof. Elton Ricardo
Conceito de Vedação 
• É o processo usado para impedir a 
passagem, de maneira estática ou 
dinâmica, de líquidos, gases e...
Elementos de Vedação 
• Juntas de Borracha: São vedações usadas 
em partes estáticas, muito utilizada em 
equipamentos e f...
Elementos de Vedação 
• Juntas de Papelão: utilizadas em partes 
de máquinas estáticas . Ex: Tampa de 
caixa de engrenagen...
Elementos de Vedação 
• Juntas de Teflon: Utilizados em produtos 
como óleo, ar ou água. (260° C); 
• Juntas de Amianto: U...
Retentor 
É composto essencialmente por uma 
membrana elastomerica em forma de lábio 
e uma parte estrutural metálica seme...
Retentor
Constituintes
Constituintes 
• Mola: Função de compensar a carga 
radial exercida sobre eixo; 
• Carcaça: Função de fornecer a estrutura...
Recomendações para a 
aplicação de retentores 
A superfície do eixo e o lábio do retentor deverão 
atender aos seguintes p...
Condições de armazenagem 
dos retentores 
Durante o período de 
armazenamento, os retentores deverão ser 
mantidos nas pró...
Pré-lubrificação dos retentores 
• Pré-lubrificar os retentores na hora da 
montagem; 
• Esta favorece uma instalação perf...
Cuidados na substituição do 
retentor 
Sempre que houver desmontagem do 
conjunto que implique desmontagem do retentor, 
r...
Análise de falhas e prováveis 
causas de vazamentos 
FALHAS PROVÁVEIS CAUSAS 
- Lábio do retentor cortado ou com 
arrancam...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Retentores e Juntas

2.467 visualizações

Publicada em

Sistemas de Vedação

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
285
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
201
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Retentores e Juntas

  1. 1. Sistemas de Vedação Prof. Elton Ricardo
  2. 2. Conceito de Vedação • É o processo usado para impedir a passagem, de maneira estática ou dinâmica, de líquidos, gases e sólidos particulados(pó) de um meio para outro. • OBS: é importante que o material do vedador seja compatível com o produto a ser vedado, para que não ocorra uma reação química entre eles.
  3. 3. Elementos de Vedação • Juntas de Borracha: São vedações usadas em partes estáticas, muito utilizada em equipamentos e flanges, etc.(Camada interna de borracha lonada). • Anéis de Borracha: São utilizadas em vedações estáticas ou dinâmicas (cilindros hidráulicos e pneumáticos que operam em baixas velocidades). • Podem ser adquiridos nas dimensões e perfis padronizados.
  4. 4. Elementos de Vedação • Juntas de Papelão: utilizadas em partes de máquinas estáticas . Ex: Tampa de caixa de engrenagens. Pode ser comprada pronta ou ser confeccionada. • Juntas Metálicas: Destinadas a equipamentos que operam com altas pressões e altas temperaturas. Podem ser fabricadas em aço de baixo teor de carbono, chumbo, alumínio, cobre.
  5. 5. Elementos de Vedação • Juntas de Teflon: Utilizados em produtos como óleo, ar ou água. (260° C); • Juntas de Amianto: Utilizada em fornos. Suporta elevadas temperaturas e ataques químicos de muitos produtos corrosivos; • Juntas de Cortiça: Utilizadas em equipamentos submetidos a baixa pressão. (Tampas de cárter e caixas de engrenagens).
  6. 6. Retentor É composto essencialmente por uma membrana elastomerica em forma de lábio e uma parte estrutural metálica semelhante a uma mola que permite sua fixação na posição correta de trabalho.
  7. 7. Retentor
  8. 8. Constituintes
  9. 9. Constituintes • Mola: Função de compensar a carga radial exercida sobre eixo; • Carcaça: Função de fornecer a estrutura ao retentor para suportar seu perfil e também para a montagem do alojamento; • Com revestimento de borracha liso - Com revestimento de borracha ondulado - Metálico - Metade Borracha / Metade Carcaça.
  10. 10. Recomendações para a aplicação de retentores A superfície do eixo e o lábio do retentor deverão atender aos seguintes parâmetros: • O acabamento da superfície do eixo deve ser submetido a retificação, seguindo os padrões de qualidade exigidos pelo projeto. • A superfície de trabalho do lábio do retentor deverá ser isenta de sinais de batidas, sulcos, trincas, falhas de material, deformação e oxidação.
  11. 11. Condições de armazenagem dos retentores Durante o período de armazenamento, os retentores deverão ser mantidos nas próprias embalagens. A temperatura ambiente deverá permanecer entre 10ºC e 40ºC. Manipulações desnecessárias deverão ser evitadas para preservar os retentores de danos e deformações acidentais.
  12. 12. Pré-lubrificação dos retentores • Pré-lubrificar os retentores na hora da montagem; • Esta favorece uma instalação perfeita do retentor no alojamento e mantém uma lubrificação inicial no lábio durante os primeiros giros do eixo; • O fluido a ser utilizado na pré-lubrificação deverá ser o mesmo fluido a ser utilizado no sistema, e é preciso que esteja isento de contaminações.
  13. 13. Cuidados na substituição do retentor Sempre que houver desmontagem do conjunto que implique desmontagem do retentor, recomenda-se substituir o retentor por um novo. Quando um retentor for trocado, mantendo-se o eixo, o lábio do novo retentor não deverá trabalhar no sulco deixado pelo retentor velho. Riscos, sulcos, rebarbas, oxidação e elementos estranhos devem ser evitados para não danificar o retentor ou acarretar vazamento.
  14. 14. Análise de falhas e prováveis causas de vazamentos FALHAS PROVÁVEIS CAUSAS - Lábio do retentor cortado ou com arrancamento de material. - Armazenagem descuidada, má preparação do eixo, falha na limpeza, falta de proteção do lábio na montagem - Lábio apresenta-se com desgaste excessivo e uniforme - Superfície do eixo mal-acabada, falta de pré-lubrificação, uso de lubrificante não recomendado - Eixo apresenta desgaste excessivo na pista de trabalho do lábio - Presença de partículas abrasivas, dureza do eixo abaixo do recomendado - Eixo apresenta-se com marcas de oxidação na área de trabalho do retentor - Falta de boa proteção contra oxidação durante a armazenagem e manipulação do eixo - Lábio endurecido e com rachaduras na área de contato com o eixo - Superaquecimento por trabalhos em temperaturas acima dos limites normais, lubrificação inadequada

×