Relatório ppel_ava_2015_elizabethbatista_23.06.2015

384 visualizações

Publicada em

Relatório que consolida atividades das Unidades Curriculares Ambientes Virtuais de Aprendizagem e Processos Pedagógicos em eLearning no âmbito do Mestrado Pedagogia do eLearning.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
384
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório ppel_ava_2015_elizabethbatista_23.06.2015

  1. 1. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 1 RELATÓRIO PPEL E AVA ATIVIDADES: DESENHO DA APRENDIZAGEM ON LINE & EXPLORAÇÃO E DEFINIÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS Professora:LinaMorgado Aluna: ElizabethBatistade Souza 2015
  2. 2. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 2 Introdução O presente relatório compila o produto de duas atividades realizadas no âmbito das unidadescurriculares Ambientes Virtuais de Aprendizagem e Processos Pedagógicos em eLearning do Mestrado Pedagogia do eLearning. O desafio proposto na unidade curricular Ambientes Virtuais de Aprendizagem foi o de explorardiferentesambiente virtuais e suas ferramentas, com o objetivo de avaliar seu potencial de utilização com a finalidade de aprendizagem. Foram explorados vários ambientes, em especial a plataforma LMS Moodle, a rede social da internet Elgg, o mundo virtual Second Life, os Bloggings e o Twitter. Após a exploração inicial, foi solicitadoque procedesse aumaseleçãodosambientesadequados para implementação de um determinado curso online a ser desenhado. Em complemento ao desafio acima proposto, na unidade curricular Processos PedagógicosemeLearning, a tarefa solicitada foi desenhar uma proposta para um curso online, produzindo uma fundamentação pedagógica que justificasse as escolhas realizadas. Considerando-se a importância de uma aprendizagem situada, que aproximasse a experiênciade aprendizagemdocontextode socialização real, com toda a complexidade que lhe é característica, optou-se pordesenhar um curso que pudesse ser efetivamente implementado,atendendo a uma demanda do contexto de trabalho da discente. Assim sendo, o desenho do curso se organiza a partir de uma demanda real e poderá ser testado em situação de trabalho. Considera-se que esta associação das demandas educacionaiscomumademanda domundodo trabalho, se traduz em um desafio extra à atividade desenvolvida,poisexigiuaequalizaçãode variáveiscomoqualidade pedagógica da propostae osrecursosefetivamente disponíveisnocontexto da instituição na qual se pretende implementar o curso. Desse modo,orelatório está organizado em três partes. Inicialmente apresenta-se uma descrição geral do curso, que supera as duas semanas encomendadas para esta atividade,possibilitandoterumavisãogeral do projeto. Na segunda parte, apresenta-se o detalhamento do módulo escolhido, bem como sua justificativa pedagógica. Nesta parte do relatório também se encontra o relato resumido dos ambientes virtuais explorados. Na última parte apresenta-se o mapa detalhado do módulo.
  3. 3. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 3 Parte I – Descrição geral I. Nome do Curso: PlanejamentoDocente II. Sinopse do Curso: O curso Planejamento Docente tem como objetivo preparar os professores dainstituiçãoServiçoNacional de AprendizagemComercial (Senac) para a realização dos seus planejamentos de aula, possibilitando uma prática docente alinhada ao modelo curricular dos cursos técnicos e à metodologia de desenvolvimento de competências profissionais, adotada pela instituição. III. Destinatários: Profissionais que atuam na docência dos cursos técnicos da instituição Senac,nos diversos eixos tecnológicos. Foram selecionados 200 docentes que atuam nos cursos do eixo Gestão e Negócios, nos 26 estados da Federação, para a formação desta primeira turma. IV. Duração do Curso e sua justificação: Quatro semanas, com carga horária total de 40 horas, considerando-se uma dedicação média de 2 horas/dia. A carga horária e a duração do curso foram definidas levando em conta a rotina intensa de trabalho dos professores envolvidos no projeto e o período disponível para preparo dos mesmos antes do início das atividades letivas. V. Modalidade do Curso: O curso será ofertado totalmente na modalidade a distância, em ambiente online, utilizando a Rede Social instituicional (Comunidade de prática Senac) que foi implementado na plataforma Elgg. A opção pela oferta totalmente a distânciase justificapelanecessidade de interação entre profissionais que atuam em unidadesdistantesgeograficamente, considerando que a instituição possui unidades em todos os estados brasileiros. Imagem: TelaInicial daComunidade de Prática Senac VI. Nº de Formandos e sua justificação: Nesta primeira turma ofertada espera-se formar 200 docentes para que possam realizar planejamentos de aula alinhados à Metodologia de Desenvolvimento de Competências adotada pela instituição. O quantitativo de participantes foi definido com base na oferta dos cursos técnicos, informada no planejamento anual das unidades operativas da institução.
  4. 4. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 4 VII. Nº de Módulos/Tópicos e sua justificação: O curso será ofertado em dois módulos: a. ModeloPedagógico Senac b. Planode TrabalhoDocente Dada importânciadestainiciativaparao alinhamentopedagógicodos professores que atuam na oferta dos cursos técnicos na instituição, buscou-se abordar os dois principaistemasque são essenciais para a adequada prática docente, neste contexto institucional. VIII. Sequência:O curso foi organizado para ser realizado em quatro semanas. Nas primeirasduas semanasosdocentesserãoconvidados a explorar e debater o Modelo Pedagógico daInstituiçãoe naterceira e quarta semanas irão elaborar seus planos de trabalho docente, de forma colaborativa. Parte II - Plano do Módulo escolhido e sua justificação pedagógica [PPeL] e dos AVA 1. Nome do Módulo: Planode TrabalhoDocente (segundomódulo) 2. Sinopse do Módulo: No módulo Plano de Trabalho Docente, que será realizado nas duas últimas semanas do curso Planejamento Docente, os participantes serão convidados a elaborar seus planos de aula, de forma colaborativa, com base na Medologia de Desenvolvimento de Competências adotada pela Instituição. 3. Duração do Módulo e sua justificação: Duração de duas semanas, com carga horária total de 20 horas, considerando-se uma dedicação média de 2 horas/dia. A carga horáriae a duração do módulo foramdefinidas levando em conta o tempo necessário para planejamento dos docentes antes do início do período letivo. 4. Sequênciado Módulo: Semana Tópico Duração 1 Metodologia de Desenvolvimento de Competências 10 horas 2 Plano de Trabalho Docente 10 horas 5. Atividades e sua justificação: ao final das duas semanas do módulo espera-se que os participantes sejam capazes de:  Elaborar plano de trabalho docente alinhado ao modelo pedagógico da Instituiçãoe adequadoparao desenvolvimentode competênciasprofissonais.
  5. 5. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 5 Semana Tópico Atividades Objetivos 1 Metodologia de Desenvolvimento de Competências Reflexão sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Competências Debater comos demais participantesos principaisaspectos da Metodologia de Desenvolvimento de Competências,compartilhando suas experiências. Construção de Situação de Aprendizagem (ferramenta Wiki) Elaboraruma Situação de Aprendizagemdeforma colaborativa,utilizando ospassos da Metodologia de Desenvolvimento de Competências. Outras referências (ferramenta compartilhamento de arquivos) Pesquisaroutrasreferênciassobre práticaspedagógicasrelacionadas ao desenvolvimento de competênciasecompartilhar, comentando aspostagensdos demais participantes. 2 Plano deTrabalho Docente Debate sobre o planejamento Docente Refletir sobreas experiências de planejamento docente, compartilhando asboaspráticas. Praticando o Planejamento Docente (ferramenta Wiki) Elaborardeforma colaborativaum plano detrabalhodocentedeuma unidadecurriculardeum curso técnico. 6. Duração da Atividade e sua justificação: Semana Tópico Atividades Duração Justificativa 1 Metodologia de Desenvolvimento de Competências Reflexão sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Competências 3 horas Estima-sequesejao tempo adequado para queos participantes possamrealizaras leituras indicadas e interagir comosdemais participantes, compartilhando suas impressões,dúvidase contribuições. Construção de Situação de Aprendizagem (ferramenta Wiki) 5 horas Considera-sequeo tempo indicado seja suficienteparaqueos grupos proponhamuma situação de aprendizagemcompleta, seguindo ospassosda referida metodologia. Outras referências (ferramenta compartilhamento de arquivos) 2 horas Estima-sequeao longo do módulo os participantesdediquem este tempo para pesquisae compartilhamento de outras referências.Além de ler ecomentar outras postagens.
  6. 6. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 6 2 Plano de Trabalho Docente Debate sobre o planejamento Docente 3 horas Estima-sequesejao tempo adequado para queos participantes possamrealizaras leiturasindicadas e interagir comosdemais participantes, compartilhando suas boas práticas. Praticando o Planejamento Docente (ferramenta Wiki) 7 horas Considerandoquetodos os participantes já possuemexperiênciaem planejamento deaulas, estima-sequeo tempo previsto ésuficientepara quepossamconstruir, em grupo,uma propsota de plano detrabalho para uma unidade curriculardeumcurso técnico. 7. Estratégias de Aprendizageme sua justificação: para possibilitar que os participantes estejam aptos a realizar seus planejamentos de aula, de forma alinhada ao modelo pedagógico da instiuição e utilizando a Metodologia de Desenvolvimento de Competências,serãoadotadas estratégiasque permitam o debate e a reflexão acerca da metodologia apresentada e a realização de atividades práticas, que permitam aos participantes exercitar a competência de planejamento de aula. 8. Conteúdo: serão utilizados como recursos textos e vídeos que sistematizam o conteúdo mínimo que deverá ser consultado pelos participantes para que possam realizaras tarefasindicadas.Alémdosrecursosdisponibilizados,osparticipantesserão estimuladosapesquisare compartilhar outras referências sobre a temática debatida, possibilitando o enriquecimento das discussões. 9. Ambiente Virtual e Ferramentas e sua justificação fundamentada: Foram analisados alguns ambientes virtuais com o intuito de avaliar as suas funcionalidades,naperspectivade suautilização comoambientesde aprendizagem.E, em especial, com o intuito de implementação do presente curso. Os ambientes virtuais explorados foram:  LMS: Moodle  Social Learning: Elgg  Mundos virtuais: Second Life  Individuais: Blogging  Colaborativas: Twitter O quadro a seguir sistematiza, de forma resumida, a análise dos ambientes virtuais pesquisados,indicandoalgumasdasprincipaisvantagense desvantagensidentificadas para o uso como ambientes de aprendizagem.
  7. 7. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 7 Ambiente Descrição resumida Vantagens Desvantagens Moodle Moodle (Modular Object- Oriented Dynamic Learning Environment) é uma plataforma LMS de aprendizagem a distância que se baseia em software livre,sendo uma das mais utilizadasno mundo. Possui ferramentas que permitem a interação síncrona (chat) e assíncrona (fóruns) entre seus usuários,a produção e o compartilhamento de conteúdos. Permite grande controle das postagens e da participação dos alunos. Permite o controle de todo o processo educativo, inclusiveo registro das avaliações paracada aluno. Para uma proposta de curso em que se estimula a formação de PLEs é limitado, pois não permite a gestão de conteúdo pessoal pelo usuário e a definição de percursos individualizados na exploração e utitlização do ambiente. Elgg ELGG é um software de código aberto de rede social,queoferece ferramentas que permitem a criação e gestão de espaços pessoais deaprendizagem com a possibilidadede criação deblogs, microblogs,wiki,grupos de discussão comtemas específicos,repositório de arquivos eeportfólio. Além disso,disponibiliza tecnologia RSS para conteúdo gerado na rede. Permite ainda catalogar conteúdos por palavras- chave (etiquetas). Plataforma simples do ponto de vista das ferramentas que são intuitivas paraos usuários já habituados a utilizar outros RSI. Do ponto de vista da gestão do conteúdo, permite a administradorese usuários definir quais conteúdos pessoais mostrar e com quem compartilhar,se mostrando eficiente para modelos de cursos em que se pretende estimular a autonomia no percurso de aprendizagem. A depender do modelo do curso proposto,a utilização deuma plataforma RSI pode dificultaro processo de gestão, pois os alunos tem neste contexto, grande autonomia para interagir e escolher o que compartilhar e com quem. Em cursos que exijamuma metodologia mais formal e um percurso mais circunscrito não é o software mais indicado. Second Life É um ambiente virtual tridimensional,que permite a simulação de vários aspectos da vida real,com grande foco nos relacionamentos sociais. Permite a reprodução de ambiente reais em detalhes e a criação de avatares que podem circular por estes ambientes, conforme algumas regras pré- estabelecidas einteragir com outros avatares,com finalidades diversas. Apesar de seu uso como AVA ser controverso, várias experiências tem demonstrado ser possível a sua utilização para aprendizagem. A possibilidadede comunicação síncrona e a sensação de proximidadesão vantagens comumente citadas por seus usuários. Hoje o software não possui ferramentas de controle e registro, que permitam a gestão do processo de aprendizagem, estando sempre sua utilização subjugada ao uso associado com alguma outra plataforma ou ferramenta de apoio, por exemplo, para a gravação das sessões.
  8. 8. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 8 Blogging São diáriosvirtuaisque possibilitamo compartilhamento de reflexões e conteúdos com diversas finalidades. Permite a gestão por um ou mais usuáriosetem grande potencial de colaboração,na medida em que permite a leitura e a escrita de comentários. A facilidadede criação epublicação de conteúdos é um dos motivos que faz a utilização dos blogs muito popular. Além disso,do ponto de vista da gestão, permite o controle, oferecendo estatísticas deacesso que auxiliamno monitoramento do impacto das postagens. Em relação a segurança,existea possibilidadede definição de perfis, limitando o acesso de determinado conteúdo a um grupo de usuários,quando necessário. Para o uso educativo há uma limitação do ponto de vista da gestão, que não permite o registro de todo o processo de aprendizagem formal, sendo necessária a associação comoutras plataformas. Twitter É uma rede social de microblogs.Assimdefinida por possuir um quantitativo de caracteres reduzido para cada postagem (140 caracteres).É uma das redes sociaiscommaior número de usuáriosno mundo. Permite a seleção de usuáriosaos quais se deseja seguir e receber de forma sistemática suas atualizações. Para a divulgação de atividades educativas e outros conteúdos é muito eficiente. Permite a criação de perfis institucionaise focados em determinadas temáticas que podem ser utilizadaspara compartilhamento e debate de temas específicos. É possivel ainda limitar o acesso às postagens a determinados usuários. Para o uso educativo há uma limitação do ponto de vista da gestão, pois não permite o registro de todo o processo de aprendizagem formal, sendo necessária a associação comoutras plataformas.  Ambiente escolhido e justificativa: para desenvolvimento do curso Planejamento Docente,optou-se peloambiente virtual Elgg, por se considerar que as ferramentas disponibilizadas nesta plataforma estavam mais adequadas para a proposta metodológica do curso, que exige uma dinâmica emque os participantesdevemtermaisautonomianoprocessode construção de seuconhecimento,grande possibilidadede trocae de realizarematividades colaborativas. A escolhatambémfoi influenciadapelaexistênciapréviade uma Comunidade de Prática na instituição em que atuam os destinatários. E, considerando a
  9. 9. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 9 curta duração do curso, o conhecimento prévio da dinâmica do ambiente pelos participantes, facilita o processo de aprendizagem. Outro pontodeterminante para a escolhadeste ambiente é apossibilidade de aprendizagem continuada, pois os participantes poderão prosseguir interagindo neste ambiente, mesmo após o final do curso. 10. Fundamentação Pedagógica O curso será ofertado a distância, mediado pela tecnologia web (eLearning), fundamentada na aprendizagem situada e na perspectiva sócio-construtivista e conectivista, considerando que o curso está focado na reflexão da prática cotidiana dos participantes e na valorização da interação social e troca de experiências entre eles.  Papel do aluno: protagonista na construção de sua aprendizagem. Espera-se que os participantes explorem os recursos e ferramentas disponibilizadas no ambiente, além de buscarem outras referências que complementem os conhecicmentos necessários para a realização das tarefas propostas. Além disso, os participantes, de posse do cronograma do curso, devem gerir o tempo necessário para realização das tarefas e articulação com os demais participantesparao cumprimentode todasasatividadesnotempodefinido.A autoavaliação será um recurso importante que permitirá aos participantes realizar o controle sobre seu percurso de desenvolvimento.  Papel do professor: tutoria ativa, com foco na facilitação e orientação dos participantesparaque possaminteragirnoambiente de socializaçãoescolhido para realizaçãodocurso, apoiando-ossempreque solicitado ou que perceber a existênciade dúvidasque precisemseresclarecidas.Aotutorcabe tambéma análise das entregas dos grupos e a realização de feedbacks.  Tecnologiasutilizadas:optou-se pelaplataformaElggporoferecerrecursosde socialização que se mostraram adequadas para a metodologia do curso. Evitou-se autilizaçãode plataformasLMS(LearningManagementSystems) por serem fortemente estruturadas e com uma dinâmica rígida de interação.  Ambiente de aprendizagem: o ambiente de aprendizagem em que o curso será hospedado é uma rede social insituicional (Comunidade de Prática do Senac), sendo este já um espaço de socialização dos docentes da instituição. Este ambiente se organiza em duas áreas distintas: uma área privada (grupo do curso),onde todos os conteúdos serão compartilhados e os debates serão realizados.Paraacedera estaárea é necessárioreceberumconvite dotutor;e uma área pública onde é possível interagir com todos os membros da Comunidade e o acesso é livre a todos os docentes da instituição.  Tipos de Atividade: todas as atividades realizadas serão colaborativas e, para isso, serão utilizados os recursos disponíveis na plataforma, como Wiki e gruposde discussão.Alémdisso,serãoutilizadososespaçospara postagemde textos e vídeos pesquisados pelos participantes.  Interação: a interação é livre entre todos os participantes, não havendo a presençade uma moderaçãonaspostagens. Otutor disponibilizaráumespaço específico para dúvidas, onde disponibilizará informações necessárias para realização das atividades.
  10. 10. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 10  Avaliação: a nota final para aprovação no curso será composta por: o Participação nos debates: 30% o Entrega das tarefas colaborativas: 60% o Autoavaliação: 10%  Recursos: serãoutilizadosrecursos produzidos especificamente para o curso, baseados em documentos da Instituição, todos identificados com a sua logomarca. E ainda, recursos de terceiros, produzidos por outros, disponibilizados na internet, respeitadas as devidas licenças de uso. Além disso, os participantes serão estimulados a pesquisar outras fontes que possam complementar seu aprendizado. 11. Referênciasbibliográficas(NormasAPA) Blogger. Recuperado em 23 junho, 2015, de https://www.blogger.com/. Elgg. Recuperado em 23 junho, 2015, de https://Elgg.org/. Filatro, A. (2004). Design instrucional contextualizado. São Paulo: Editora Senac. Guedes, G. (2008). Interface Humano Computador: práticas pedagógicas para ambientes virtuais. EDUFPI. Teresina, 2008. Recuperado em 23 maio, 2015, de http://www.uapi.edu.br/conteudo/material_online/disciplinas/video/livro_gildasio. pdf. Mattar, J. (2013). Web 2.0 e Redes Sociais na Educação. São Paulo: Artesanato Educacional. Mattar, J. (2007). ABC da EaD no SL – Reflexões. De Mattar. São Paulo, 07 jan. 2008. Recuperado em 23 junho, 2015, de http://joaomattar.com/blog/2008/01/07/abc- da-ead-no-sl-2007-reflexoes/ Mattar, J. (2007). O uso do Second Life como Ambiente Virtual de Aprendizagem. São Paulo, 25 fev. 2007. Recuperado em 23 junho, 2015, de http://www.comunidadesvirtuais.pro.br/seminario4/trab/jamn.pdf. Moodle. Recuperado em 23 maio, 2015, de https://moodle.org/?lang=pt_br. Second Life. Recuperado em 23 junho, 2015, de http://secondlife.com/. Siemens, G. (2004). Connectivism: A Learning Theory for the Digital Age. elearnspace. Recuperado em 23 maio, 2015, de http://www.elearnspace.org/Articles/connectivism.htm. Torres, G. M., Zaina L.A.M. & Almeida, T.A. (2013). Análise do Twitter como ferramenta de apoio à aprendizagem. Revista Brasileira de Computação Aplicada, 5(2), 85-95, out. 2013. Recuperado em 23 junho, 2015, de www.upf.br/seer/index.php/rbca/article/download/2944/2373. Twitter. Recuperado em 23 junho, 2015, de https://twitter.com/?lang=pt.
  11. 11. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 11 Parte III- Mapa do Módulo Curso: Planejamento Docente / Módulo 2: Plano de Trabalho Docente Semana Atividade Duração Objetivos Estratégias Conteúdos Ambiente Virtual e Ferramentas Avaliação da Aprendizagem 1 Reflexão sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Competências 3 horas Refletir sobreos principaisaspectos da Metodologia de Desenvolvimento de Competências, compartilhando suas experiências. Debate entre os participantes sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Competências. PDF Metodologia de Desenvolvimento de Competências Vídeos: O que é competência e Teleconferência Modelo Pedagógico Senac Plataforma Elgg Grupo de discussão Será avaliada a qualidade das postagens dos participantes (coerência e coesão das argumentações com a temática debatida) Construção de Situação de Aprendizagem 5 horas Elaborar uma Situação de Aprendizagem de forma colaborativa,utilizando os passos da Metodologia de Desenvolvimento de Competências. Construção em grupo de uma proposta de situação de aprendizagem para o curso técnico em que atuam. Formulário Situação de Aprendizagem Regras para construção colaborativade documentos Plataforma Elgg Ferramenta Wiki Será avaliada a qualidade da Situação de Aprendizagem (se os passos metodológicos foram seguidos e a pertinência da atividade para desenvolvimento da competência do curso técnico a ser planejado). Outras referências 2 horas Pesquisar outras referências sobrepráticas pedagógicas relacionadas ao desenvolvimento de competências e compartilhar, comentando as postagens dos demais participantes. Pesquisa e compartilhamento de recursos extras que possam contribuir para o debate e a reflexão sobre a temática do curso. Regras para pesquisa e compartilhamento de documentos da Internet Plataforma Elgg Ferramenta compartilhamento de arquivos e vídeos Será avaliada a qualidade dos recursos compartilhados (pertinência com a temática do módulo).
  12. 12. Relatório PPeL e AVA, 2015_Elizabeth Batista 12 2 Debate sobre o planejamento Docente 3 horas Refletir sobreas experiências de planejamento docente, compartilhando as boas práticas. Debate entre os participantes sobre o planejamento docente. PDF Documento Técnico Plano de Trabalho Docente Senac Plataforma Elgg Grupo de discussão Será avaliada a qualidade das postagens dos participantes (coerência e coesão das argumentações com a temática debatida) Praticando o Planejamento Docente 7 horas Elaborar deforma colaborativaumplano de trabalho docente para um curso técnico. Construção em grupo de uma proposta de plano de aula para uma unidadecurricular do curso em que atuam. Formulário Plano de Trabalho Docente Plataforma Elgg Ferramenta Wiki Será avaliada a qualidade do Plano de Trabalho Docente (se todas as informações necessárias foram preenchidas adequadamente e a pertinência das atividades propostas para o desenvolvimento das competências da unidade curricular do curso técnico a ser planejado).

×