SlideShare uma empresa Scribd logo

Era uma vez uma menina chamada Barbara.docx

História Infantil

1 de 3
Baixar para ler offline
Era umavezuma meninachamadaBarbara, essameninaé muitosapeca,sabe aquelas
meninasque nãoparam umminutoquietaelaeraassim, digoeraporque hoje elaestá
velhinhae nãomaisuma criançasapeca,hoje é umavelhinhasapeca.
Quemme contou essahistóriafoi aminhaavó,mas eladisse tambémque essameninanãofoi
sempre sapeca,elaficousapecae minhaavó disse saberquandoelapassoude umamenina
bemcomportadapara uma meninasapeca.
Vocêsjáouviramfalarem saci Pererê? Sabiaque a respostaseriasim, entãocomodizemos
conhecedoresdahistóriadosaci o que faz ele ficartravessoe sapecaé o gorrovermelho,e se
alguémtiraro gorro da cabeça dele,ele ficabemquietinho,entãovocêsestãose perguntando
o que temem comumo saci e a menina,que se chamaBarbara, o gorro vermelho.Sim, sima
meninatemumgorro vermelhoque ganhoude suaavóquandofezcinco anos,e não tirou
maisde suacabeça, até para dormirdorme comele.Porissoque minhaavó disse que sabia
quandoa meninapassoude criança bemcomportadapara criança sapeca.
Bom,agora que vocêsjásabemum poucoda menina,que se chama bárbara mas é chamada
de chapeuzinhovermelho,voucontara históriaque minhaavóme contou.
Chapeuzinhovermelho,moravacoma mãe no bairrodo Tatuapé emuma casa bemgrande
com quintal paraelabrincar, tinhaaté arvore que elapodiasubir.
Sua mãe era separadado pai,que moravano bairro doBelém.Ele moravaemum
apartamento,maschapeuzinhogostavade irláporque tinhaum parquinhoe muitascrianças
que elapodiabrincar.Chapeuzinho,iasozinhaparaacasa do pai,erasó uma estaçãode
metrôe elesmoravambempertinhodometro,nessaépocachapeuzinhotinha9anos.
Chapeuzinhotambémtinhaumaavó,aquelaque deupara elao gorro vermelhoque elanão
tira da cabeça, que mora em Santana,sempre que iavisitarasua avó ia com a sua mãe,
falandoemmãe,a mãe da chapeuzinhoeraadvogada,e trabalhavaaoladode casa, para não
deixara chapeuzinhosozinha,masasvezes tinhaque irao fórume tinhaque deixa-lasozinha
por algumtempo,ouia quandoa chapeuzinhoestavanaescola.
Uma coisa triste aconteceu,aavó de chapeuzinhoficoudoenteligouparaamãe de
chapeuzinhodisseque e estavasozinha,precisavade remédiosnãoconseguiaircomprare
tambémestavasemfome e não queriacomero que tinhaemcasa, a mãe de chapeuzinho
ficoudesesperada,oque iriafazer?Tinhauma audiêncianofórume não podiafaltar.
Chapeuzinhodeuasoluçãoparaela:
_Não se preocupe mamãe eupossoir levarascoisas para a vovo,eusei o caminhojá fui
muitasvezescomvocê.
A mãe de chapeuzinhotevemuitasduvidas.Comodeixarumameninapequenairsozinha?E
se elase perder?Se forsequestrada?Maspor outro lado:Comodeixarminhamãe sem
remédios?Semcomer?Nãosabiaoque fazer,mas tomouuma decisão,e falou:
- Chapeuzinhovermelho,donaBarbaraeuvoudeixarvocê ir,com uma condição,que você vá
semconversarcom ninguém.
Esqueci de dizer,nasapequice dachapeuzinhoestavaincluídaafalação,elanão conseguiaver
uma pessoaquietaque puxavaassunto,falavatudosobre suavida.Suamãe já haviafalado
que issonão erabom, que podiaconversarmasnão ficar falandosobre ascoisasde sua casa,
sua família.Voltandoahistória.
Chapeuzinhorespondeu:
- Pode confiaremmim,mamãe voumuda e voltocalada,não voufalar com ninguém.
E assimfoi,a mãe delaarrumouuma mochilacomas coisas,colocounas costasde
chapeuzinho,acompanhouaté oportãodeuum beijo,de despedidanãosem antesdizer
novamente parachapeuzinhonãoconversarcomninguém.
Chapeuzinhochegounometro,passouacatraca ( o metroera bemnovinhonessaépoca)
esperouumtremvazio,porque elagostavade viajarsempre sentada.
Sentouao ladode um homem,eraumhomemque pareciabemsimpáticocomum sorriso
bonito,bemarrumadinho,issofoi oque elacontoupara suamãe da aparênciadohomem.
O Homempuxouconversacomela,elaresistiue nãoconversoucomo homempor umtempo,
até que o homemtirouumchocolate da bolsae ofereceuparaela,issoerairresistível,não
podiadeixarde aceitar,seriaumafaltade educação.Aceitouochocolate,agradeceu.O
homemaproveitoue começouaperguntaro nome dela,onde morava,onde estavaindo,o
que seuspaisfaziam,coisas desse tipoe elarespondiatudoque ospaiseramadvogados,que
tinhauma casa bemgrande até com árvore,que estavaindopara a sua avó levarumascoisas
por que elaestavadoente,que acasa da avó era grande tinhaaté uma piscina(nãocontou
que era de plástico),ohomemse mostravamuitointeressadonascoisasque que elafalava,
até perguntouoendereçodaavó,como elairiaentrarse a vó estavadoente,que chapeuzinho
era muitointeligente e espertaporfazeraquilotudosozinha.
Falouque era bemmelhorachapeuzinhodescerdometroe pegarum ônibus,porque ele
ouviufalarque o metroestavacom problemase iaficar parandomuitoe elademorariamuito
para chegar.
Chapeuzinhoaté pensouemperguntarparao guarda se estavamesmoacontecendoaquilo,
mas lembroudoque a mãe tinhafalado,“ não converse comestranhoschapeuzinho”,e
decidiudescerdometroe ir de ônibus,jáque aquele homemtãobonzinho,que tinhadado
um chocolate paraelatinha falado.
Enquantoisso,o homemque nãodesceudometro,estavaa caminhosabemde onde?Da casa
da vovozinha,issomesmo,esse homemnãoerabonzinhoele fingiuque era,e queriamesmo
sequestraravovozinhae pedirresgate,tinhaque fazerissoantesde chapeuzinhochegarlá.
Para azar do Homem,o metroteve umproblemae acabouparando mesmo,issoatrasoua
chegadado homem,masmesmoassimchegouantesdachapeuzinho.
Quandoele chegouà casa da vovó,o portãoestavaabertoele fezdojeitoque chapeuzinho
disse,“temque puxare depoisempurrar”,abriu.Foi para o vasogrande onde estavaplantada
algumaservas,e lá estavaa chave da porta. Abriua porta e entroubemdevagarinhoparanão
fazerbarulho.Chegounoquartoda vovosemdificuldade,chapeuzinhotinhadescritotodaa
casa,
Era uma vez uma menina chamada Barbara.docx

Recomendados

História 3º ano B
História 3º ano BHistória 3º ano B
História 3º ano BMarilena
 
O lobo caluniado
O lobo caluniadoO lobo caluniado
O lobo caluniadosallesz
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaanaparecidaraca
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)efaesan
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]sallesz
 
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomChapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomladydanasoares
 
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 BLivro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 BColegioCanarinho
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Era uma vez uma menina chamada Barbara.docx

Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]VERA OLIVEIRA
 
Apresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizadaApresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizadaedneiaparaujo
 
Projeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho VermelhoProjeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho VermelhoCirlei Santos
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015ColegioCanarinho
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMpedagogiafour
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMpedagogiafour
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoANDRÉA LEMOS
 
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilChapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilColegioCanarinho
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosFranciane Giomo
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começapribeletato
 
Alcântara machado mana maria
Alcântara machado   mana mariaAlcântara machado   mana maria
Alcântara machado mana mariaTulipa Zoá
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015ColegioCanarinho
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesSusete Rodrigues Mendes
 

Semelhante a Era uma vez uma menina chamada Barbara.docx (20)

Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
 
Apresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizadaApresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizada
 
Projeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho VermelhoProjeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho Vermelho
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho
 
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilChapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
 
Contos africanos
Contos africanosContos africanos
Contos africanos
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunos
 
Livro Quem me dera
Livro Quem me deraLivro Quem me dera
Livro Quem me dera
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
 
Dia das bruxas 1
Dia das bruxas 1Dia das bruxas 1
Dia das bruxas 1
 
Alcântara machado mana maria
Alcântara machado   mana mariaAlcântara machado   mana maria
Alcântara machado mana maria
 
O Capuchinho Verde
O Capuchinho VerdeO Capuchinho Verde
O Capuchinho Verde
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
 
Livro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendesLivro digital folclore professora suse mendes
Livro digital folclore professora suse mendes
 

Mais de Elizabeth Barbosa

ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdf
ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdfANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdf
ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdfElizabeth Barbosa
 
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdfElizabeth Barbosa
 
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...Elizabeth Barbosa
 
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamento
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamentoDislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamento
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamentoElizabeth Barbosa
 
Avaliação cognitivo comportamental
Avaliação cognitivo comportamentalAvaliação cognitivo comportamental
Avaliação cognitivo comportamentalElizabeth Barbosa
 

Mais de Elizabeth Barbosa (9)

ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdf
ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdfANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdf
ANÁLISE FUNCIONAL DO COMPORTAMENTO.pdf
 
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf
112990114-Escala-Alexitimia-Tas-20.pdf
 
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...
Os bichos que voavam organizaram uma festa no céu e convidaram todos dos bich...
 
a princesa e a ervilha.docx
a princesa e a ervilha.docxa princesa e a ervilha.docx
a princesa e a ervilha.docx
 
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamento
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamentoDislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamento
Dislexia e tcc_uma_proposta_de_tratamento
 
prevalencia de sobrepeso...
prevalencia de sobrepeso...prevalencia de sobrepeso...
prevalencia de sobrepeso...
 
Entrevista estruturada.
Entrevista estruturada.Entrevista estruturada.
Entrevista estruturada.
 
Inventário de depressão
Inventário de depressãoInventário de depressão
Inventário de depressão
 
Avaliação cognitivo comportamental
Avaliação cognitivo comportamentalAvaliação cognitivo comportamental
Avaliação cognitivo comportamental
 

Último

ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024excellenceeducaciona
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...leitev350
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...apoioacademicoead
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 

Último (20)

Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
A) Comportamento treino-instrução. B) Comportamento de apoio social. C) Compo...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 

Era uma vez uma menina chamada Barbara.docx

  • 1. Era umavezuma meninachamadaBarbara, essameninaé muitosapeca,sabe aquelas meninasque nãoparam umminutoquietaelaeraassim, digoeraporque hoje elaestá velhinhae nãomaisuma criançasapeca,hoje é umavelhinhasapeca. Quemme contou essahistóriafoi aminhaavó,mas eladisse tambémque essameninanãofoi sempre sapeca,elaficousapecae minhaavó disse saberquandoelapassoude umamenina bemcomportadapara uma meninasapeca. Vocêsjáouviramfalarem saci Pererê? Sabiaque a respostaseriasim, entãocomodizemos conhecedoresdahistóriadosaci o que faz ele ficartravessoe sapecaé o gorrovermelho,e se alguémtiraro gorro da cabeça dele,ele ficabemquietinho,entãovocêsestãose perguntando o que temem comumo saci e a menina,que se chamaBarbara, o gorro vermelho.Sim, sima meninatemumgorro vermelhoque ganhoude suaavóquandofezcinco anos,e não tirou maisde suacabeça, até para dormirdorme comele.Porissoque minhaavó disse que sabia quandoa meninapassoude criança bemcomportadapara criança sapeca. Bom,agora que vocêsjásabemum poucoda menina,que se chama bárbara mas é chamada de chapeuzinhovermelho,voucontara históriaque minhaavóme contou. Chapeuzinhovermelho,moravacoma mãe no bairrodo Tatuapé emuma casa bemgrande com quintal paraelabrincar, tinhaaté arvore que elapodiasubir. Sua mãe era separadado pai,que moravano bairro doBelém.Ele moravaemum apartamento,maschapeuzinhogostavade irláporque tinhaum parquinhoe muitascrianças que elapodiabrincar.Chapeuzinho,iasozinhaparaacasa do pai,erasó uma estaçãode metrôe elesmoravambempertinhodometro,nessaépocachapeuzinhotinha9anos. Chapeuzinhotambémtinhaumaavó,aquelaque deupara elao gorro vermelhoque elanão tira da cabeça, que mora em Santana,sempre que iavisitarasua avó ia com a sua mãe, falandoemmãe,a mãe da chapeuzinhoeraadvogada,e trabalhavaaoladode casa, para não deixara chapeuzinhosozinha,masasvezes tinhaque irao fórume tinhaque deixa-lasozinha por algumtempo,ouia quandoa chapeuzinhoestavanaescola. Uma coisa triste aconteceu,aavó de chapeuzinhoficoudoenteligouparaamãe de chapeuzinhodisseque e estavasozinha,precisavade remédiosnãoconseguiaircomprare tambémestavasemfome e não queriacomero que tinhaemcasa, a mãe de chapeuzinho ficoudesesperada,oque iriafazer?Tinhauma audiêncianofórume não podiafaltar. Chapeuzinhodeuasoluçãoparaela: _Não se preocupe mamãe eupossoir levarascoisas para a vovo,eusei o caminhojá fui muitasvezescomvocê. A mãe de chapeuzinhotevemuitasduvidas.Comodeixarumameninapequenairsozinha?E se elase perder?Se forsequestrada?Maspor outro lado:Comodeixarminhamãe sem remédios?Semcomer?Nãosabiaoque fazer,mas tomouuma decisão,e falou: - Chapeuzinhovermelho,donaBarbaraeuvoudeixarvocê ir,com uma condição,que você vá semconversarcom ninguém. Esqueci de dizer,nasapequice dachapeuzinhoestavaincluídaafalação,elanão conseguiaver uma pessoaquietaque puxavaassunto,falavatudosobre suavida.Suamãe já haviafalado
  • 2. que issonão erabom, que podiaconversarmasnão ficar falandosobre ascoisasde sua casa, sua família.Voltandoahistória. Chapeuzinhorespondeu: - Pode confiaremmim,mamãe voumuda e voltocalada,não voufalar com ninguém. E assimfoi,a mãe delaarrumouuma mochilacomas coisas,colocounas costasde chapeuzinho,acompanhouaté oportãodeuum beijo,de despedidanãosem antesdizer novamente parachapeuzinhonãoconversarcomninguém. Chapeuzinhochegounometro,passouacatraca ( o metroera bemnovinhonessaépoca) esperouumtremvazio,porque elagostavade viajarsempre sentada. Sentouao ladode um homem,eraumhomemque pareciabemsimpáticocomum sorriso bonito,bemarrumadinho,issofoi oque elacontoupara suamãe da aparênciadohomem. O Homempuxouconversacomela,elaresistiue nãoconversoucomo homempor umtempo, até que o homemtirouumchocolate da bolsae ofereceuparaela,issoerairresistível,não podiadeixarde aceitar,seriaumafaltade educação.Aceitouochocolate,agradeceu.O homemaproveitoue começouaperguntaro nome dela,onde morava,onde estavaindo,o que seuspaisfaziam,coisas desse tipoe elarespondiatudoque ospaiseramadvogados,que tinhauma casa bemgrande até com árvore,que estavaindopara a sua avó levarumascoisas por que elaestavadoente,que acasa da avó era grande tinhaaté uma piscina(nãocontou que era de plástico),ohomemse mostravamuitointeressadonascoisasque que elafalava, até perguntouoendereçodaavó,como elairiaentrarse a vó estavadoente,que chapeuzinho era muitointeligente e espertaporfazeraquilotudosozinha. Falouque era bemmelhorachapeuzinhodescerdometroe pegarum ônibus,porque ele ouviufalarque o metroestavacom problemase iaficar parandomuitoe elademorariamuito para chegar. Chapeuzinhoaté pensouemperguntarparao guarda se estavamesmoacontecendoaquilo, mas lembroudoque a mãe tinhafalado,“ não converse comestranhoschapeuzinho”,e decidiudescerdometroe ir de ônibus,jáque aquele homemtãobonzinho,que tinhadado um chocolate paraelatinha falado. Enquantoisso,o homemque nãodesceudometro,estavaa caminhosabemde onde?Da casa da vovozinha,issomesmo,esse homemnãoerabonzinhoele fingiuque era,e queriamesmo sequestraravovozinhae pedirresgate,tinhaque fazerissoantesde chapeuzinhochegarlá. Para azar do Homem,o metroteve umproblemae acabouparando mesmo,issoatrasoua chegadado homem,masmesmoassimchegouantesdachapeuzinho. Quandoele chegouà casa da vovó,o portãoestavaabertoele fezdojeitoque chapeuzinho disse,“temque puxare depoisempurrar”,abriu.Foi para o vasogrande onde estavaplantada algumaservas,e lá estavaa chave da porta. Abriua porta e entroubemdevagarinhoparanão fazerbarulho.Chegounoquartoda vovosemdificuldade,chapeuzinhotinhadescritotodaa casa,