Relevo

13.781 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
284
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
245
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relevo

  1. 1. A PAISAGEM NATURAL
  2. 2. O espaço onde o homens vivem chama-se paisagem. Ela forma o seu meio ambiente, que também pode ser chamado de paisagem geográfica. Os elementos do meio ambiente, como a vegetação, os rios, o relevo, são produzidos pela natureza. Dizemos, por isso, que formam a paisagem natural. O relevo é o conjunto das diferentes formas da paisagem natural do nosso planeta. Algumas regiões localizam-se em terrenos altos; outras, em regiões baixas e planas, quando comparadas às áreas vizinhas ou ao nível do mar. Podem ficar perto ou distante dos rios e mares.
  3. 3. <ul><li>Existem várias formas de relevo: </li></ul><ul><li>Planície: região baixa e plana. Normalmente fica abaixo de 200 metros de altitude, ou seja, menos de 200 metros acima do nível do mar; </li></ul><ul><li>Planalto: região mais alta que a planície. Normalmente fica acima de 200 metros de altitude, ou seja, mais de 200 metros acima do nível do mar. </li></ul><ul><li>Depressão: região mais baixa em relação às terras vizinhas; </li></ul><ul><li>Montanha: grande elevação de um terreno. Fica sempre acima dos planaltos. O ponto mais alto de uma montanha chama-se pico; </li></ul><ul><li>Serra: conjunto de montanhas; </li></ul><ul><li>Coxilha: são colinas, pequenas elevações, ondulações de terreno. São predominantes no relevo. </li></ul><ul><li>Cerros: são colinas penhascosas que existem na região da campanha. Alguns apresentam cavernas. </li></ul>
  4. 4. A paisagem natural está sempre sendo modificada pelo homem: ele desvia o curso de rios, constrói pontes e represas, escava túneis em montanhas, abre estradas. Isto acontece porque ele precisa sobreviver e ocupar lugares para morar, plantar, etc. Às vezes, instalando pedreiras que retiram blocos de rochas, para calçamento de ruas e construção de prédios o homem arrasa morros inteiros. A própria natureza também transforma o relevo, principalmente devido à ação dos ventos, das chuvas, dos mares e dos rios. Ex: desmoronamento de morros, formação de dunas.
  5. 5. O território rio-grandense foi sendo formado aos poucos, em milhões e milhões de anos. Algumas Partes ficaram mais altas e outras mais baixas.
  6. 6. <ul><li>Quando o homem destrói a vegetação natural de um lugar, está prejudicando o solo e o clima e, portanto, as condições de vida de nosso planeta. </li></ul><ul><li>Antes de 1824, aproximadamente 40% da área do RS era coberta por florestas naturais. Hoje, apenas 1,8%. </li></ul>A ação do homem na natureza
  7. 7. Relevo do Rio Grande do Sul
  8. 8. <ul><li>As formas de relevo do RS, podem ser reunidas em cinco grandes unidades: </li></ul><ul><li>Planalto Rio-grandense </li></ul><ul><li>Depressão Central </li></ul><ul><li>Serras do Sudeste </li></ul><ul><li>Campanha </li></ul><ul><li>Planície Litorânea. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>1- Planalto Rio-grandense </li></ul><ul><li>Terras mais altas do RS, localizadas a leste e nordeste do estado. </li></ul><ul><li>Algumas chegam a atingir mais de 1000 m de altitude. Fica aí o ponto mais alto do RS – o Pico do Realengo, situado em Bom Jesus a 1500 m de altitude. </li></ul><ul><li>Quando o planalto termina numa descida violenta, forma uma encosta. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Os canhões (canyons) </li></ul><ul><li>A região das Hortências é a mais alta e também a mais fria do Planalto. </li></ul><ul><li>Possui parques nacionais; </li></ul><ul><li>Apresenta flores, campos e precipícios gigantescos em forma de cano de canhão – canyons; </li></ul><ul><li>Itaimbezinho com 750m de profundidade em seu ponto máximo e Faxinalzinho com 700m. </li></ul>
  11. 11. <ul><li> 2- Depressão Central </li></ul><ul><li>Bem no centro do RS, terras mais rebaixadas. </li></ul><ul><li>As terras são muito férteis e o carvão é uma das maiores riquezas encontradas nessa região. </li></ul><ul><li>Os rios Jacuí e Ibicuí localizam-se nessa área. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>3- Serras do Sudeste </li></ul><ul><li>Elevação do relevo na parte sudeste do RS; </li></ul><ul><li>Se destacam as serras de Caçapava, do Herval, de Encruzilhada e dos Tapes; </li></ul><ul><li>São encontrados minérios: ouro e cobre. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>4 - Campanha Rio-grandense </li></ul><ul><li>No sudoeste do RS; </li></ul><ul><li>Uma das mais típicas regiões pela presença de muitos campos que facilitam a criação de gado e de lavouras; </li></ul><ul><li>É na Campanha que mais aparece o gaúcho, elemento típico na formação histórica do RS; </li></ul><ul><li>Principais cidades: Uruguaiana, Alegrete, Bagé, São Borja. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Coxilhas </li></ul><ul><li>São colinas, pequenas elevações de terra, ondulações de terreno. </li></ul><ul><li>De longe, parecem a curva que existe perto da ponta de um facão(que antigamente se chamava coxilha). </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Os cerros </li></ul><ul><li>O mais famoso do RS é o Cerro do Jarau, situado no município de Quaraí. </li></ul><ul><li>A lenda Salamanca do Jarau conta que uma princesa moura, trazida para cá da cidade de Salamanca, na Espanha ficou habitando uma gruta do Cerro do Jarau. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>5- Planície Litorânea </li></ul><ul><li>Se estende junto ao litoral – faixa de terras banhadas pelo mar, Oceano Atlântico; </li></ul><ul><li>Existem várias lagoas importantes como a Mirim, Mangueira e laguna dos Patos; </li></ul><ul><li>A pesca e o turismos são pontos fortes nessa região; </li></ul><ul><li>O solo é arenoso, o clima é úmido e a vegetação é pouca a e rasteira. </li></ul>

×