EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE?                          Educator: Teacher or Master?                          EDUCADOR: pr...
EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE?                          Educator: Teacher or Master?                          EDUCADOR: pr...
Ser mestre é ser consciente de seu papel social, político e cultural, édespertar consciências para transformações sociais ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Educador professor ou mestre?

1.435 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educador professor ou mestre?

  1. 1. EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE? Educator: Teacher or Master? EDUCADOR: profesor o maestro?Resumo:Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor como técnico naeducação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir de maneiraacertadamente ética-moral, político e compromissada), define o ser mestreconsciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres esta em serhumano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade para nãoesquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade depertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outrosgrupos. Elicio Gomes LimaSummary:Therefore, we conclude that the teacher sets the professionalism and technicaleducation and wisdom (practical wisdom or the ability to act rightly ethical-moral,political and committed), defines being conscious master of his own limits, thetrue greatness of the masters in this human being, living the opposition betweenreason and faith, and be sensitive to not forget that the man is a constantlyevolving and need to belong to a particular social group, whether family, schoolor other groups.Resumen:Por lo tanto, llegamos a la conclusión de que el profesor establece la educaciónprofesional y técnica y la sabiduría (sabiduría práctica o la capacidad de actuarcon razón ético-moral, político y comprometido), marcan el maestro consciente desus propios límites, el verdadero la grandeza de los maestros de este ser humanoque vive la oposición entre razón y fe, y ser sensibles a que no hay que olvidarque el hombre es una constante evolución y la necesidad de pertenecer a undeterminado grupo social, ya sea familiar, escolar o de otro tipo grupos.* Mestre em Educação pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP.Professor convidado do UNASP-EC – Centro Universitário Adventista de SãoPaulo e docente efetivo da rede pública Estadual e Municipal de São Paulo.Contato: elicio.lima@bol.com.br.
  2. 2. EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE? Educator: Teacher or Master? EDUCADOR: profesor o maestro? Ser professor é ensinar conhecimentos sistematicamente organizados, eministrar aulas metodicamente elaboradas, ou seja, trabalhar as técnicas e osmétodos de forma eficiente como faz os bons profissionais. Ser mestre é ir alémdo padrão estabelecido, perpassar métodos e sistemas já previamente elaborados,é assumir um compromisso com a educação humana e trabalhar no sentido dedesenvolver nos educandos o conceito e o sentido de cidadania. Ser mestre é acima de tudo compartilhar saberes, dividir experiências,somar voz a outras vozes que enriqueçam as experiências de homens e mulheres,é multiplicar a compreensão e a consciência da realidade que insere homens emulheres a uma dimensão que envolve o afetivo, reconhecendo o outro comosujeito no processo ensino-aprendizagem, como ser histórico e situado. Dessa forma o mestre despertará inquietações nos indivíduos envolvidosno processo ensino-aprendizagem, espíritos “revolucionários”, não conformadoscom as injustiças sociais, com a opressão e as desigualdades culturais quepermeiam nossa sociedade. O espírito revolucionário conduzirá, moverá nossas ações que servirão desubsídios para a elaboração de práticas sociais mais justas e humanas. O mestre não está somente envolvido com a formação e odesenvolvimento do educando, mais que isso, ele compromete-se profundamentena interação com o indivíduo para a humanização através do processo ensinoaprendizagem e das relações humanas. Ser mestre é desprender-se de preconceitos, é ver em cada indivíduo(educando) possibilidades, é acreditar na capacidade de superação. Ser mestre é entregar-se totalmente, e receber dentro de um processomútuo de troca, é acima de tudo perceber que “o progresso na verdadeiraeducação não se harmoniza com o egoísmo”.
  3. 3. Ser mestre é ser consciente de seu papel social, político e cultural, édespertar consciências para transformações sociais em benefício de todos. Ser mestre é ter percepção que suas práticas metodológicas não são olimite, mas são e estão sujeitas a novos pensares, modificações, renovações,criações e recriações, atualização e correção de postura que são inapropriadas aoexercício docente (o verdadeiro mestre não se considera infalível esta sempreaberta a novas práticas e outros conhecimentos). Ser mestre é valorizar as potencialidades individuais do educando comosujeito capaz de produzir conhecimento a partir dos contextos em que estãoinseridos e transformas conhecimentos do censo comum e conhecimentosescolares e científicos, ou seja, partir das experiências que os alunos trazem. Ser mestre é estar cônscio que não se possui isoladamente todo umarcabouço de conhecimento, mas, sim, que o saber é a somatória de fragmentoscompartilhados num tempo e num espaço por indivíduos dentro de um processohistórico social, nas trocas com seus pares e os demais agentes ao inseridos nasua realidade contextual – trocas, compartilhamento, cooperação... Desta maneira, o professor pode viver intensamente por algum tempo suaspróprias experiências em sala de aula, mas o educador compromissado se perpetuanas experiências compartilhadas em consonância com outras vozes dotadastambém de autonomia (no processo de troca) que passam nesta relação aincorporar muito de suas práticas pedagógicas, de suas palavras e até mesmo seujeito de ser. Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor comotécnico na educação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir demaneira acertadamente ética-moral, político e compromissada), define o sermestre consciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres estaem ser humano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade paranão esquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade depertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outrosgrupos. É nessa perspectiva quando desenvolvemos a sabedoria prática é quesomos mestres e ao mesmo tempo professores. A Sabedoria Prática é o queAristóteles denominou de a vontade moral de fazer a coisa certa.

×