SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE?
                          Educator: Teacher or Master?
                          EDUCADOR: profesor o maestro?




Resumo:
Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor como técnico na
educação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir de maneira
acertadamente ética-moral, político e compromissada), define o ser mestre
consciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres esta em ser
humano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade para não
esquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade de
pertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outros
grupos.

                                                              Elicio Gomes Lima
Summary:
Therefore, we conclude that the teacher sets the professionalism and technical
education and wisdom (practical wisdom or the ability to act rightly ethical-moral,
political and committed), defines being conscious master of his own limits, the
true greatness of the masters in this human being, living the opposition between
reason and faith, and be sensitive to not forget that the man is a constantly
evolving and need to belong to a particular social group, whether family, school
or other groups.

Resumen:
Por lo tanto, llegamos a la conclusión de que el profesor establece la educación
profesional y técnica y la sabiduría (sabiduría práctica o la capacidad de actuar
con razón ético-moral, político y comprometido), marcan el maestro consciente de
sus propios límites, el verdadero la grandeza de los maestros de este ser humano
que vive la oposición entre razón y fe, y ser sensibles a que no hay que olvidar
que el hombre es una constante evolución y la necesidad de pertenecer a un
determinado grupo social, ya sea familiar, escolar o de otro tipo grupos.



* Mestre em Educação pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP.
Professor convidado do UNASP-EC – Centro Universitário Adventista de São
Paulo e docente efetivo da rede pública Estadual e Municipal de São Paulo.
Contato: elicio.lima@bol.com.br.
EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE?
                          Educator: Teacher or Master?
                          EDUCADOR: profesor o maestro?




       Ser professor é ensinar conhecimentos sistematicamente organizados, e
ministrar aulas metodicamente elaboradas, ou seja, trabalhar as técnicas e os
métodos de forma eficiente como faz os bons profissionais. Ser mestre é ir além
do padrão estabelecido, perpassar métodos e sistemas já previamente elaborados,
é assumir um compromisso com a educação humana e trabalhar no sentido de
desenvolver nos educandos o conceito e o sentido de cidadania.
       Ser mestre é acima de tudo compartilhar saberes, dividir experiências,
somar voz a outras vozes que enriqueçam as experiências de homens e mulheres,
é multiplicar a compreensão e a consciência da realidade que insere homens e
mulheres a uma dimensão que envolve o afetivo, reconhecendo o outro como
sujeito no processo ensino-aprendizagem, como ser histórico e situado.
        Dessa forma o mestre despertará inquietações nos indivíduos envolvidos
no processo ensino-aprendizagem, espíritos “revolucionários”, não conformados
com as injustiças sociais, com a opressão e as desigualdades culturais que
permeiam nossa sociedade.
        O espírito revolucionário conduzirá, moverá nossas ações que servirão de
subsídios para a elaboração de práticas sociais mais justas e humanas.
        O mestre não está somente envolvido com a formação e o
desenvolvimento do educando, mais que isso, ele compromete-se profundamente
na interação com o indivíduo para a humanização através do processo ensino
aprendizagem e das relações humanas.
       Ser mestre é desprender-se de preconceitos, é ver em cada indivíduo
(educando) possibilidades, é acreditar na capacidade de superação.
       Ser mestre é entregar-se totalmente, e receber dentro de um processo
mútuo de troca, é acima de tudo perceber que “o progresso na verdadeira
educação não se harmoniza com o egoísmo”.
Ser mestre é ser consciente de seu papel social, político e cultural, é
despertar consciências para transformações sociais em benefício de todos.
       Ser mestre é ter percepção que suas práticas metodológicas não são o
limite, mas são e estão sujeitas a novos pensares, modificações, renovações,
criações e recriações, atualização e correção de postura que são inapropriadas ao
exercício docente (o verdadeiro mestre não se considera infalível esta sempre
aberta a novas práticas e outros conhecimentos).
       Ser mestre é valorizar as potencialidades individuais do educando como
sujeito capaz de produzir conhecimento a partir dos contextos em que estão
inseridos e transformas conhecimentos do censo comum e conhecimentos
escolares e científicos, ou seja, partir das experiências que os alunos trazem.
       Ser mestre é estar cônscio que não se possui isoladamente todo um
arcabouço de conhecimento, mas, sim, que o saber é a somatória de fragmentos
compartilhados num tempo e num espaço por indivíduos dentro de um processo
histórico social, nas trocas com seus pares e os demais agentes ao inseridos na
sua realidade contextual – trocas, compartilhamento, cooperação...
       Desta maneira, o professor pode viver intensamente por algum tempo suas
próprias experiências em sala de aula, mas o educador compromissado se perpetua
nas experiências compartilhadas em consonância com outras vozes dotadas
também de autonomia (no processo de troca) que passam nesta relação a
incorporar muito de suas práticas pedagógicas, de suas palavras e até mesmo seu
jeito de ser. Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor como
técnico na educação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir de
maneira acertadamente ética-moral, político e compromissada), define o ser
mestre consciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres esta
em ser humano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade para
não esquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade de
pertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outros
grupos.
       É nessa perspectiva quando desenvolvemos a sabedoria prática é que
somos mestres e ao mesmo tempo professores. A Sabedoria Prática é o que
Aristóteles denominou de a vontade moral de fazer a coisa certa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002. CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002. Soares Junior
 
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanalTardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanalmarcaocampos
 
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro   terezinha rios - compreender e ensinarResumo livro   terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinarSoares Junior
 
20 sacristan compreender e transformar o ensino
20 sacristan compreender e transformar o ensino20 sacristan compreender e transformar o ensino
20 sacristan compreender e transformar o ensinohelioluc
 
Sacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temosSacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temosmarcaocampos
 
Educação como exercício do poder.
Educação como exercício do poder.Educação como exercício do poder.
Educação como exercício do poder.Simone Becker
 
O educador e a formação ética introdução
O educador e a formação ética introduçãoO educador e a formação ética introdução
O educador e a formação ética introduçãoviviprof
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosmarcaocampos
 
Arroyo, miguel g. oficio de mestre
Arroyo, miguel g.  oficio de mestreArroyo, miguel g.  oficio de mestre
Arroyo, miguel g. oficio de mestrePriscila Macedo
 
Relacoes pedagogia educacao escolar e didatica
Relacoes pedagogia educacao escolar e didaticaRelacoes pedagogia educacao escolar e didatica
Relacoes pedagogia educacao escolar e didaticaVictor Nilu Fabiana Barros
 
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporânea
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporâneaO pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporânea
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporâneaMirianne Almeida
 
Slide sobre Didática.
Slide sobre Didática.Slide sobre Didática.
Slide sobre Didática.Thaís Boch
 

Mais procurados (20)

Terezinha Rios
Terezinha RiosTerezinha Rios
Terezinha Rios
 
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002. CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.
 
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanalTardif, maurice   saberes docentes e formação profissioanal
Tardif, maurice saberes docentes e formação profissioanal
 
Fundamentos da educação
Fundamentos da educaçãoFundamentos da educação
Fundamentos da educação
 
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro   terezinha rios - compreender e ensinarResumo livro   terezinha rios - compreender e ensinar
Resumo livro terezinha rios - compreender e ensinar
 
20 sacristan compreender e transformar o ensino
20 sacristan compreender e transformar o ensino20 sacristan compreender e transformar o ensino
20 sacristan compreender e transformar o ensino
 
Sacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temosSacristan, jose g., a educacao que temos
Sacristan, jose g., a educacao que temos
 
Educação como exercício do poder.
Educação como exercício do poder.Educação como exercício do poder.
Educação como exercício do poder.
 
O educador e a formação ética introdução
O educador e a formação ética introduçãoO educador e a formação ética introdução
O educador e a formação ética introdução
 
Papel pedagogo
Papel pedagogo Papel pedagogo
Papel pedagogo
 
Por uma educação humanizadora
Por uma educação humanizadoraPor uma educação humanizadora
Por uma educação humanizadora
 
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todosMacedo, lino, como construir uma escola para todos
Macedo, lino, como construir uma escola para todos
 
Arroyo, miguel g. oficio de mestre
Arroyo, miguel g.  oficio de mestreArroyo, miguel g.  oficio de mestre
Arroyo, miguel g. oficio de mestre
 
Relacoes pedagogia educacao escolar e didatica
Relacoes pedagogia educacao escolar e didaticaRelacoes pedagogia educacao escolar e didatica
Relacoes pedagogia educacao escolar e didatica
 
Disciplina: Didática
Disciplina: DidáticaDisciplina: Didática
Disciplina: Didática
 
Apostila didatica
Apostila didaticaApostila didatica
Apostila didatica
 
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporânea
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporâneaO pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporânea
O pedagogo e sua práxis: desafios e possibilidades na sociedade contemporânea
 
Afetividade na escola
Afetividade na escolaAfetividade na escola
Afetividade na escola
 
Sacristã e Gomez aula 9
Sacristã e Gomez aula 9Sacristã e Gomez aula 9
Sacristã e Gomez aula 9
 
Slide sobre Didática.
Slide sobre Didática.Slide sobre Didática.
Slide sobre Didática.
 

Semelhante a Educador professor ou mestre?

Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)celiariosalmeida
 
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011adailtonuerj
 
O processo educativo antecede a escola
O processo educativo antecede a escolaO processo educativo antecede a escola
O processo educativo antecede a escolaElicio Lima
 
Desafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteDesafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteslucarz
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoslucarz
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoslucarz
 
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarSer ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarClaudio Santos
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professorcarmemlima
 
Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Francismar Lopes
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaKatia Teixeira
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaLuciana Boareto
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaLuciana Boareto
 

Semelhante a Educador professor ou mestre? (20)

Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)Aula da cristiane.ppt  slide 1(1)
Aula da cristiane.ppt slide 1(1)
 
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011
Tecnologia e Prática Pedagógica UERJ 2011
 
O processo educativo antecede a escola
O processo educativo antecede a escolaO processo educativo antecede a escola
O processo educativo antecede a escola
 
Competenciasehabilidadespedagogicas
CompetenciasehabilidadespedagogicasCompetenciasehabilidadespedagogicas
Competenciasehabilidadespedagogicas
 
Desafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteDesafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferente
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
O humanismo de freire
O humanismo de freireO humanismo de freire
O humanismo de freire
 
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolarSer ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
Ser ou estar professor a construção da ética no contexto escolar
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Carmen2[1]
Carmen2[1]Carmen2[1]
Carmen2[1]
 
Professor x Educador
Professor x EducadorProfessor x Educador
Professor x Educador
 
Apresenta..
Apresenta..Apresenta..
Apresenta..
 
Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e luciana
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e luciana
 
Tendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e lucianaTendencias pedagogicas katia e luciana
Tendencias pedagogicas katia e luciana
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 
Escola e sociedade
Escola e sociedadeEscola e sociedade
Escola e sociedade
 
Gestão Democrática
Gestão DemocráticaGestão Democrática
Gestão Democrática
 

Mais de Elicio Lima

Conceito de poder e autoridade
Conceito de poder e autoridadeConceito de poder e autoridade
Conceito de poder e autoridadeElicio Lima
 
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionaisElicio Lima
 
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e TerminologiasTENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e TerminologiasElicio Lima
 
Abordagens pedagógicas
Abordagens pedagógicasAbordagens pedagógicas
Abordagens pedagógicasElicio Lima
 
O que é conhecimento?
O que é conhecimento?O que é conhecimento?
O que é conhecimento?Elicio Lima
 
Geografia regional
Geografia regional Geografia regional
Geografia regional Elicio Lima
 
Conceito de projetos
Conceito de projetosConceito de projetos
Conceito de projetosElicio Lima
 
Avaliação ensino médio. professor elicio
Avaliação ensino médio. professor elicioAvaliação ensino médio. professor elicio
Avaliação ensino médio. professor elicioElicio Lima
 
Formação de professores:O que é formação?
Formação de professores:O que é formação?Formação de professores:O que é formação?
Formação de professores:O que é formação?Elicio Lima
 
Formação docente e os valores de sustentação
Formação docente e os valores de sustentaçãoFormação docente e os valores de sustentação
Formação docente e os valores de sustentaçãoElicio Lima
 
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileira
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileiraEducação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileira
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileiraElicio Lima
 
Revolta estrutural
Revolta estruturalRevolta estrutural
Revolta estruturalElicio Lima
 
Mobilização social 2013
Mobilização social 2013Mobilização social 2013
Mobilização social 2013Elicio Lima
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opiniãoElicio Lima
 
Alfabetização tecnologica
Alfabetização tecnologicaAlfabetização tecnologica
Alfabetização tecnologicaElicio Lima
 
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformar
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformarPara que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformar
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformarElicio Lima
 
Entre a doutrina e o slogan
Entre a doutrina e o sloganEntre a doutrina e o slogan
Entre a doutrina e o sloganElicio Lima
 
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógicoModelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógicoElicio Lima
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoElicio Lima
 

Mais de Elicio Lima (20)

Conceito de poder e autoridade
Conceito de poder e autoridadeConceito de poder e autoridade
Conceito de poder e autoridade
 
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais ABORDAGENS  TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
ABORDAGENS TEÓRICAS E METODOLÓGICAS: Tendencias educacionais
 
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e TerminologiasTENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS: Conceitos e Terminologias
 
Abordagens pedagógicas
Abordagens pedagógicasAbordagens pedagógicas
Abordagens pedagógicas
 
O que é conhecimento?
O que é conhecimento?O que é conhecimento?
O que é conhecimento?
 
Geografia regional
Geografia regional Geografia regional
Geografia regional
 
Conceito de projetos
Conceito de projetosConceito de projetos
Conceito de projetos
 
Avaliação ensino médio. professor elicio
Avaliação ensino médio. professor elicioAvaliação ensino médio. professor elicio
Avaliação ensino médio. professor elicio
 
Formação de professores:O que é formação?
Formação de professores:O que é formação?Formação de professores:O que é formação?
Formação de professores:O que é formação?
 
Formação docente e os valores de sustentação
Formação docente e os valores de sustentaçãoFormação docente e os valores de sustentação
Formação docente e os valores de sustentação
 
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileira
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileiraEducação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileira
Educação: tecnologia da informação e da comunicação na realidade brasileira
 
Revolta estrutural
Revolta estruturalRevolta estrutural
Revolta estrutural
 
Mobilização social 2013
Mobilização social 2013Mobilização social 2013
Mobilização social 2013
 
Palco da vida
Palco da vidaPalco da vida
Palco da vida
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Alfabetização tecnologica
Alfabetização tecnologicaAlfabetização tecnologica
Alfabetização tecnologica
 
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformar
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformarPara que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformar
Para que avaliação da aprendizagem disciplinar ou transformar
 
Entre a doutrina e o slogan
Entre a doutrina e o sloganEntre a doutrina e o slogan
Entre a doutrina e o slogan
 
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógicoModelo de proposta para trabalho pedagógico
Modelo de proposta para trabalho pedagógico
 
Modelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivoModelo para elaboração de memorial descritivo
Modelo para elaboração de memorial descritivo
 

Educador professor ou mestre?

  • 1. EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE? Educator: Teacher or Master? EDUCADOR: profesor o maestro? Resumo: Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor como técnico na educação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir de maneira acertadamente ética-moral, político e compromissada), define o ser mestre consciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres esta em ser humano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade para não esquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade de pertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outros grupos. Elicio Gomes Lima Summary: Therefore, we conclude that the teacher sets the professionalism and technical education and wisdom (practical wisdom or the ability to act rightly ethical-moral, political and committed), defines being conscious master of his own limits, the true greatness of the masters in this human being, living the opposition between reason and faith, and be sensitive to not forget that the man is a constantly evolving and need to belong to a particular social group, whether family, school or other groups. Resumen: Por lo tanto, llegamos a la conclusión de que el profesor establece la educación profesional y técnica y la sabiduría (sabiduría práctica o la capacidad de actuar con razón ético-moral, político y comprometido), marcan el maestro consciente de sus propios límites, el verdadero la grandeza de los maestros de este ser humano que vive la oposición entre razón y fe, y ser sensibles a que no hay que olvidar que el hombre es una constante evolución y la necesidad de pertenecer a un determinado grupo social, ya sea familiar, escolar o de otro tipo grupos. * Mestre em Educação pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Professor convidado do UNASP-EC – Centro Universitário Adventista de São Paulo e docente efetivo da rede pública Estadual e Municipal de São Paulo. Contato: elicio.lima@bol.com.br.
  • 2. EDUCADOR: PROFESSOR OU MESTRE? Educator: Teacher or Master? EDUCADOR: profesor o maestro? Ser professor é ensinar conhecimentos sistematicamente organizados, e ministrar aulas metodicamente elaboradas, ou seja, trabalhar as técnicas e os métodos de forma eficiente como faz os bons profissionais. Ser mestre é ir além do padrão estabelecido, perpassar métodos e sistemas já previamente elaborados, é assumir um compromisso com a educação humana e trabalhar no sentido de desenvolver nos educandos o conceito e o sentido de cidadania. Ser mestre é acima de tudo compartilhar saberes, dividir experiências, somar voz a outras vozes que enriqueçam as experiências de homens e mulheres, é multiplicar a compreensão e a consciência da realidade que insere homens e mulheres a uma dimensão que envolve o afetivo, reconhecendo o outro como sujeito no processo ensino-aprendizagem, como ser histórico e situado. Dessa forma o mestre despertará inquietações nos indivíduos envolvidos no processo ensino-aprendizagem, espíritos “revolucionários”, não conformados com as injustiças sociais, com a opressão e as desigualdades culturais que permeiam nossa sociedade. O espírito revolucionário conduzirá, moverá nossas ações que servirão de subsídios para a elaboração de práticas sociais mais justas e humanas. O mestre não está somente envolvido com a formação e o desenvolvimento do educando, mais que isso, ele compromete-se profundamente na interação com o indivíduo para a humanização através do processo ensino aprendizagem e das relações humanas. Ser mestre é desprender-se de preconceitos, é ver em cada indivíduo (educando) possibilidades, é acreditar na capacidade de superação. Ser mestre é entregar-se totalmente, e receber dentro de um processo mútuo de troca, é acima de tudo perceber que “o progresso na verdadeira educação não se harmoniza com o egoísmo”.
  • 3. Ser mestre é ser consciente de seu papel social, político e cultural, é despertar consciências para transformações sociais em benefício de todos. Ser mestre é ter percepção que suas práticas metodológicas não são o limite, mas são e estão sujeitas a novos pensares, modificações, renovações, criações e recriações, atualização e correção de postura que são inapropriadas ao exercício docente (o verdadeiro mestre não se considera infalível esta sempre aberta a novas práticas e outros conhecimentos). Ser mestre é valorizar as potencialidades individuais do educando como sujeito capaz de produzir conhecimento a partir dos contextos em que estão inseridos e transformas conhecimentos do censo comum e conhecimentos escolares e científicos, ou seja, partir das experiências que os alunos trazem. Ser mestre é estar cônscio que não se possui isoladamente todo um arcabouço de conhecimento, mas, sim, que o saber é a somatória de fragmentos compartilhados num tempo e num espaço por indivíduos dentro de um processo histórico social, nas trocas com seus pares e os demais agentes ao inseridos na sua realidade contextual – trocas, compartilhamento, cooperação... Desta maneira, o professor pode viver intensamente por algum tempo suas próprias experiências em sala de aula, mas o educador compromissado se perpetua nas experiências compartilhadas em consonância com outras vozes dotadas também de autonomia (no processo de troca) que passam nesta relação a incorporar muito de suas práticas pedagógicas, de suas palavras e até mesmo seu jeito de ser. Portanto, conclui-se que o profissionalismo define o professor como técnico na educação e a sabedoria (sabedoria prática, ou a habilidade para agir de maneira acertadamente ética-moral, político e compromissada), define o ser mestre consciente de seus próprios limites, a verdadeira grandeza dos mestres esta em ser humano, viver a contraposição entre a razão e a fé e ter sensibilidade para não esquecer que o homem é um ser em constante evolução e tem necessidade de pertencer a um determinado grupo social, seja a família, a escola ou outros grupos. É nessa perspectiva quando desenvolvemos a sabedoria prática é que somos mestres e ao mesmo tempo professores. A Sabedoria Prática é o que Aristóteles denominou de a vontade moral de fazer a coisa certa.