Aracnídeos
 Esta classe compreende artrópodes incorretamente
confundidos com os insetos. Mas distinguem-se deles
nitidame...
Morfologia das Aranhas
 Seu corpo dividido: em um parte anterior (cefalotórax ou prosoma) e uma
parte posterior (o abdômen ou opistosoma), ligad...
Efeito do veneno de aranhas
 As picadas de aranhas são um evento médico raro, mas ainda assim são objeto
de medo dos pacientes.
 As reações locais s...
Picadas de aranhas do gênero
lactrodectus (Viúva Negra)
 Suas picadas caracteristicamente
produzem alterações sensoriais ...
Picadas por aranhas do gênero
loxsocelles (Aranha Marrom)
 A injeção do veneno de aranha
inicia uma reação inflamatória d...
 Inicialmente, a picada é pouco
dolorosa e passa despercebida em
grande número de casos,
eventualmente pode ocorrer uma
s...
Picadas por aranhas do gênero
photoneutria (Aranha Armadeira)
 Seu veneno tem ação neurotóxica,
com liberação de adrenali...
 As picadas causam dor local
imediata com diaforese
localizada, piloereção e eritema.
 Os sintomas sistêmicos incluem:
...
Morfologia dos Escorpiões
 São característicos por possuírem os palpos mais compridos em relação a
outros aracnídeos;
 Palpos mais sensíveis ao ta...
Efeito do veneno de escorpiões
 O envenenamento por escorpião pode levar a um complexo conjunto de
sinais clínicos.
 O primeiro deles é a dor local que...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e Escorpião

1.195 visualizações

Publicada em

Morfologia e Efeitos dos Venenos Das Aranhas e Escorpião de maior importância medica.

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parasitologia- Morfologia e Efeito Do veneno das Aranhas e Escorpião

  1. 1. Aracnídeos  Esta classe compreende artrópodes incorretamente confundidos com os insetos. Mas distinguem-se deles nitidamente pela divisão do corpo, pelo número de patas e pela ausência de antenas. Como aracnídeos, são englobados as aranhas, os escorpiões, os carrapatos, os pseudo-escorpiões e os opilões.
  2. 2. Morfologia das Aranhas
  3. 3.  Seu corpo dividido: em um parte anterior (cefalotórax ou prosoma) e uma parte posterior (o abdômen ou opistosoma), ligado por uma estreita haste (o pedúncolo).  Cabeça e tórax é revestido externamente por uma carapaça quitinosa  A maioria das aranhas têm 8 olhos  Algumas têm 6, 4 ou 2 olhos, ou mesmo nenhum  Quelíceras constituem primeiro par de apêndices da cabeça divididos por dois segmentos: Basal ( largo e forte) e outro terminal (garra ou ferrão)  Segundo apêndice da cabeça é formado pelos palpos.  A boca situa-se entre os palpos
  4. 4. Efeito do veneno de aranhas
  5. 5.  As picadas de aranhas são um evento médico raro, mas ainda assim são objeto de medo dos pacientes.  As reações locais são usualmente similares as de uma picada por abelha, com aparecimento de hiperemia e nodulação no local da picada.  Existem cerca de 41.000 espécies de aranha, todas produzem uma espécie de veneno em suas quelíceras, na maior parte dos casos inofensivo para humanos, sendo assim, poucas espécies têm alguma relevância do ponto de vista médico.  Com distribuição mundial, há dois tipos de síndromes secundárias a picadas de aranhas que podem ocorrer: o Latrodetismo e o Loxsocelismo.  A epidemiologia das picadas de aranha depende de fatores ambientais e da interação entre seres humanos e aracnídeos.
  6. 6. Picadas de aranhas do gênero lactrodectus (Viúva Negra)  Suas picadas caracteristicamente produzem alterações sensoriais no local da picada, o sistema nervoso autônomo é envolvido com liberação de neuromediadores podendo ocorrer:  contratura facial e trismo;  retenção urinária  hipertensão arterial  taquicardia ou bradicardia.
  7. 7. Picadas por aranhas do gênero loxsocelles (Aranha Marrom)  A injeção do veneno de aranha inicia uma reação inflamatória de mediadores lipídicos, o veneno loxsocélico também tem ação direta hemolítica e leva a ativação e agregação plaquetária, podendo causar trombose na microcirculação com isquemia local e consequentes necrose tecidual e dor intensa.
  8. 8.  Inicialmente, a picada é pouco dolorosa e passa despercebida em grande número de casos, eventualmente pode ocorrer uma sensação de queimação local.  A dor tipicamente apresenta um aumento progressivo nas próximas 2 a 8 horas e pode se tornar severa, a aparência inicial da lesão é de uma pápula avermelhada, alguns pacientes podem apresentar rash urticarifrome associado. Picadas de aranhas do gênero lactrodectus (Viúva Negra)
  9. 9. Picadas por aranhas do gênero photoneutria (Aranha Armadeira)  Seu veneno tem ação neurotóxica, com liberação de adrenalina e acetilcolina com manifestações de sistema nervoso central simpático e parassimpático.  São aranhas noturnas e solitárias que ocasionalmente entram em domicílios, e neste local assumem postura agressiva característica, ocorrendo milhares de eventos no Brasil.
  10. 10.  As picadas causam dor local imediata com diaforese localizada, piloereção e eritema.  Os sintomas sistêmicos incluem:  Náuseas;  Vômitos;  Tonturas;  Salivação;  Alterações visuais;  Priapismo; Picadas por aranhas do gênero photoneutria (Aranha Armadeira)
  11. 11. Morfologia dos Escorpiões
  12. 12.  São característicos por possuírem os palpos mais compridos em relação a outros aracnídeos;  Palpos mais sensíveis ao tato devido a presença de cerdas muito longas e finas;  Podem possuir maior numero de olhos que outros aracnídeos, alguns espécies chegando a possuir até seis pares;  Corpo constituído de duas partes: tronco e “cauda”  Cefalotórax não apresenta uma cabeça distinta  Região do abdômen (opistossoma) bastante segmento e divido em duas partes: mesossoma e metassoma
  13. 13. Efeito do veneno de escorpiões
  14. 14.  O envenenamento por escorpião pode levar a um complexo conjunto de sinais clínicos.  O primeiro deles é a dor local que, nos envenenamentos mais graves, pode não ser observada devido às manifestações sistêmicas  As toxinas agem em diferentes sítios do organismo, levando ao aparecimento do quadro clínico.  O agravamento dessas alterações pode levar à insuficiência cardiocirculatória, edema pulmonar agudo, choque e morte, o que revela a importância de se avaliar o quadro clínico apresentado pelo indivíduo envenenado.

×