Imagens para apreciação e
inspiração para produção
de telas e suportes para o
COTIL ARTE 2014
“A arte tem a finalidade de tentar melhores dias para o homem. Eu tento da minha forma,
dando o meu testemunho sobre aquil...
Siron Franco – Homenagem a
Picasso – 110 x 90 cm

(Um tema espanhol pode ser
relido em termos de
brasilidade? Pode! Como v...
Carlos Scliar
“Pretendia, quando
jovem, mudar o
mundo com meus
quadros; os propósitos, ainda que ingênuos,
eram honestos e...
Carlos Scliar – Ouro Preto 360 graus (Pode-se fazer um “casario” com vários ícones da
arquitetura brasileira?)
Carlos Scliar – Bule Azul – 70 x 50 cm
(Que tal uma natureza-morta com vários
símbolos da nossa cultura?)
Carlos Scliar – ...
Hector Carybé – Cangaceiros
Djanira - Jovem, trabalhou nos cafezais de Avaré antes de mudar-se para São Paulo no
começo dos anos 30. Para curar-se de ...
Djanira – Três Orixás (E se substituíssemos os orixás por figuras emblemáticas da nossa
cultura de miscigenação, ou da div...
Djanira – Festa do Divino em Paraty
(Vamos “carnavalizar” as festas numa só representação?)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cotil arte 2014 tela e suporte

807 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
807
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cotil arte 2014 tela e suporte

  1. 1. Imagens para apreciação e inspiração para produção de telas e suportes para o COTIL ARTE 2014
  2. 2. “A arte tem a finalidade de tentar melhores dias para o homem. Eu tento da minha forma, dando o meu testemunho sobre aquilo que me toca. Faço, a meu modo, uma crônica subjetiva da época em que vivo”. Gessiron Alves Franco, mais conhecido como Siron Franco, é um artista plástico brasileiro cuja obra é reconhecida no Brasil e no exterior. Siron Franco – Situação - 160 x 201 cm (Quais temas dos nossos BRASIS caberiam nessa abordagem? Qual seria o “pano de fundo” para o homem brasileiro?)
  3. 3. Siron Franco – Homenagem a Picasso – 110 x 90 cm (Um tema espanhol pode ser relido em termos de brasilidade? Pode! Como você o faria?)
  4. 4. Carlos Scliar “Pretendia, quando jovem, mudar o mundo com meus quadros; os propósitos, ainda que ingênuos, eram honestos e válidos, e continuam valendo, somente que hoje me proponho, mais discretamente, ser parte da revolução cultural brasileira, transmitindo em minhas obras meu amor às coisas simples, que fazem a beleza da vida, esta que deve, por todos os meios, ser amada e defendida. Carlos Scliar teve sua obra marcada pelo nacionalismo. Com linhas e vetores cheio de cores, o artista defendeu os ideais democráticos a partir da simplicidade de objetos e vivências cotidianas do ser humano: bules, lamparinas, velas, flores, frutas, bilhetes, lembranças, memórias, sussurros e silêncios Carlos Scliar – Bumba-Meu-Boi
  5. 5. Carlos Scliar – Ouro Preto 360 graus (Pode-se fazer um “casario” com vários ícones da arquitetura brasileira?)
  6. 6. Carlos Scliar – Bule Azul – 70 x 50 cm (Que tal uma natureza-morta com vários símbolos da nossa cultura?) Carlos Scliar – Lampião e Bule – 75 x 55 cm
  7. 7. Hector Carybé – Cangaceiros
  8. 8. Djanira - Jovem, trabalhou nos cafezais de Avaré antes de mudar-se para São Paulo no começo dos anos 30. Para curar-se de tuberculose, aos 25 anos foi para o Rio de Janeiro, onde aprendeu noções de arte. Dona de uma intuição criativa, sua pintura evoluiu porque ela passou a pintar cenas que mostram os costumes, paisagens e festas populares do Brasil. Apoiada pelo pintor Cândido Portinari foi para os EUA, expondo em Nova York. De volta ao Brasil, percorre o País pesquisando e pintando temas nacionais. Adotou o hábito de leiga da Ordem Terceira Carmelita, com o nome de Irmã Teresa do Amor Divino, escolhido pessoalmente. Sobre ela escreveu Jorge Amado: “Djanira traz o Brasil em suas mãos, sua ciência é a do povo, seu saber é esse do coração aberto à paisagem, à cor e ao perfume”. Djanira – Vista de Congonhas (Nada a comentar: a imagem é por demais sugestiva! Ao trabalho!)
  9. 9. Djanira – Três Orixás (E se substituíssemos os orixás por figuras emblemáticas da nossa cultura de miscigenação, ou da diversidade econômica?)
  10. 10. Djanira – Festa do Divino em Paraty (Vamos “carnavalizar” as festas numa só representação?)

×