EDUCAREDE -MINHA TERRA 2008 Tema-Cidade e Qualidade de Vida Pauta- Sai, mosquito ESCOLA ESTADUAL ADVENTOR DIVINO DE ALMEID...
<ul><li>Projeto desenvolvido no ano de 2008 e disponível em forma de webquest em  http://br.geocities.com/virus.epidemias ...
Dengue ataca MS <ul><li>  A dengue é conhecida no Brasil desde os tempos de colônia. O mosquito  Aëdes aegypti  tem origem...
Dengue em Campo Grande no ano de  2007
Mapa da cidade de Campo Grande-localização de casos de dengue em 1997.
Ações no combate a dengue <ul><li>A secretaria de saúde do município de Campo Grande desenvolve várias ações no combate a ...
Cartaz educativo da campanha contra dengue produzido pela Secretaria de Saúde  do município de Campo Grande-MS. Disponível...
Aedes aegypti-vetor da dengue <ul><li>Características  </li></ul><ul><li>Aedes aegypti ou Stegomyia aegypti  são os nomes ...
Classificação biológica <ul><li>Reino:Animalia </li></ul><ul><li>Filo:Arthropoda </li></ul><ul><li>Classe:Insecta </li></u...
Formas de prevenção <ul><li>A ação mais simples para se prevenir a dengue é evitar o nascimento do mosquito, porque não ex...
Inseticidas químicos <ul><li>  </li></ul><ul><li>O combate ao mosquito da  dengue é realizado através da pulverização (fum...
Repelentes naturais <ul><li>Quando se trata de dengue todo cuidado é pouco principalmente quando se inicia o verão e a épo...
Citronela-   Cymbopogon winterianus Detalhe da planta Fotos-Cayres,S.
<ul><li>Tintura de citronela </li></ul><ul><li>200g da planta seca e triturada </li></ul><ul><li>1 litro de álcool comum( ...
<ul><li>Loção repelente </li></ul><ul><li>Ingredientes para 1 litro de loção 100%:  </li></ul><ul><li>150ml de glicerina l...
PR 7.806 SP 12.221 Dengue em SP e PR no ano de 2007
Tipos de dengue <ul><li>Há quatro tipos de dengue, mas os mais comuns no Brasil são os 1 e 2. &quot;O tempo de incubação d...
<ul><li>Além dos sintomas da dengue clássica, podem ainda ocorrer:   </li></ul><ul><li>Dores abdominais fortes e contínuas...
Anexos Alunos na sala de tecnologia pesquisando Foto-Cayres,S. Equipe –Esquadrão do mosquito trabalhando Preparando tintur...
REFERÊNCIAS <ul><li>Fonte:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Cipermetrina   </li></ul><ul><li>Fonte: http://pt.wikipedia.org/w...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dengue Ms

5.383 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.383
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
142
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dengue Ms

  1. 1. EDUCAREDE -MINHA TERRA 2008 Tema-Cidade e Qualidade de Vida Pauta- Sai, mosquito ESCOLA ESTADUAL ADVENTOR DIVINO DE ALMEIDA AVENIDA JULIO DE CASTILHO S/Nº - VILA ALBA CAMPO GRANDE - MS
  2. 2. <ul><li>Projeto desenvolvido no ano de 2008 e disponível em forma de webquest em http://br.geocities.com/virus.epidemias </li></ul><ul><li>Alunos envolvidos - 1º EM A (matutino) e 2º EM A( vespertino) </li></ul><ul><li>Equipe de reportagem: </li></ul><ul><li>Alan Soltau Carneiro </li></ul><ul><li>Natalia Gomes </li></ul><ul><li>Viviane Gomes de Almeida </li></ul><ul><li>Professor coordenador- Sandra Maria Fachini Cayres (Biologia/STE) </li></ul><ul><li>Professores colaboradores- Vanja Marina Prates de Abreu (Biologia/Ciências/STE) </li></ul>
  3. 3. Dengue ataca MS <ul><li>  A dengue é conhecida no Brasil desde os tempos de colônia. O mosquito Aëdes aegypti tem origem africana e chegou  ao Brasil junto com os navios negreiros, depois de uma longa viagem de seus ovos dentro dos depósitos de água das embarcações.A dengue pode ser transmitida pela picada da fêmea de duas  espécies de mosquitos: Aëdes aegypti e Aëdes albopictus . Ambos picam durante o dia. </li></ul><ul><li>O Aëdes aegypti, está perfeitamente adaptado à vida nas cidades. Seus ovos são depositados em recipientes onde se acumula água limpa, como vasos de plantas, pneus velhos, canaletas, e caixas d'água onde   resistem a períodos de até 2 anos mesmo na ausência de água, o que facilita sua dispersão passiva. Esse mosquito também pode transmitir a febre amarela , o que é um elemento complicador para o controle das epidemias . A transmissão do dengue é mais comum nas cidades, mas pode também ocorrer em áreas rurais.     Trata-se de um mosquito agressivo e ágil, que pica com extrema facilidade. Assim, a fêmea consegue picar diversas pessoas para conseguir alimentação suficiente. Caso esteja infectada, disseminará o vírus do dengue ou da febre amarela a todas as pessoas picadas.     A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo.Em Mato Grosso do Sul, no ano de 1997, 54.599 pessoas foram contaminadas pela pior epidemia da doença já registrada , segundo a Secretaria Estadual de Saúde.A capital Campo Grande foi líder absoluta em notificações. De cada dez casos de dengue em MS, seis estavam na cidade. Segundo as autoridades de saúde, 33.900 pessoas foram infectadas em Campo Grande de 1º de janeiro até hoje. Isso significa que quase 5% da população da cidade apresentaram os sintomas da doença; são 470 casos registrados para cada grupo de 10 mil habitantes. No interior do Estado, os municípios que mais apresentaram casos de dengue foram Dourados (2.366), Três Lagoas (2.332), Aquidauana (1.338) e Coxim (1.162). </li></ul>
  4. 4. Dengue em Campo Grande no ano de 2007
  5. 5. Mapa da cidade de Campo Grande-localização de casos de dengue em 1997.
  6. 6. Ações no combate a dengue <ul><li>A secretaria de saúde do município de Campo Grande desenvolve várias ações no combate a dengue.Uma delas é a Gincana Limpeza é Saúde que já está na sua segunda edição.Os objetivos dessa gincana são: </li></ul><ul><li>A retirada de recipientes que acumulem água nos quintais e terrenos baldios e/ou dentro do domicilio; </li></ul><ul><li>Incentivar a família, vizinhos e amigos a praticar o mesmo, mantendo suas casas e terrenos limpos e livres do mosquito transmissor da DENGUE ; </li></ul><ul><li>Desenvolver na comunidade uma visão critica, fazendo com que todos tomem atitudes no combate a DENGUE . </li></ul><ul><li>O regulamento está disponível no link: </li></ul><ul><li>http://www.pmcg.ms.gov.br/SESAU/downloads/1009RegulamentoGincanaLimpezasaude2008.pdf </li></ul>
  7. 7. Cartaz educativo da campanha contra dengue produzido pela Secretaria de Saúde do município de Campo Grande-MS. Disponível em: http://www.pmcg.ms.gov.br/index.php?s=41&location=24&idCon=2431&idPai=2431
  8. 8. Aedes aegypti-vetor da dengue <ul><li>Características </li></ul><ul><li>Aedes aegypti ou Stegomyia aegypti são os nomes científicos para o mosquito que é popularmente conhecido como mosquito da dengue, é uma espécie de mosquito da família Culicidae proveniente de África, atualmente distribuído por quase todo o mundo, com ocorrência nas regiões tropicais e subtropicais, sendo dependente da concentração humana no local para se estabelecer. O mosquito está bem adaptado a zonas urbanas, mais precisamente ao domicilio humano onde consegue reproduzir-se e pôr os seus ovos em pequenas quantidades de água limpa, isto é, pobres em matéria orgânica em decomposição e sais, o que as concede características ácidas, que preferivelmente estejam sombreados e próximos das casas. É considerado vetor de doenças graves como o dengue e a febre amarela e por isso mesmo o controle das suas populações é considerado assunto de saúde pública. </li></ul>
  9. 9. Classificação biológica <ul><li>Reino:Animalia </li></ul><ul><li>Filo:Arthropoda </li></ul><ul><li>Classe:Insecta </li></ul><ul><li>Ordem:Diptera </li></ul><ul><li>Subordem:Nematocera </li></ul><ul><li>Família:Culicidae </li></ul><ul><li>Subfamília:Culicinae </li></ul><ul><li>Gênero:Aedes </li></ul><ul><li>Subgênero:Stegomyia </li></ul><ul><li>Espécie: Aedes aegypti </li></ul>Fêmea do Aedes aegypti
  10. 10. Formas de prevenção <ul><li>A ação mais simples para se prevenir a dengue é evitar o nascimento do mosquito, porque não existem vacinas ou remédios que combatam a doença.É preciso eliminar os lugares que eles escolhem para pôr seus ovos. </li></ul><ul><li>A regra básica é não deixar a água, mesmo quando limpa, parada em qualquer tipo de recipiente (latas, vasos, pratinhos de plantas, garrafas vazias, pneus, sucatas...) </li></ul><ul><li>Como a reprodução do mosquito é rápida, além das iniciativas governamentais, é importante que a população também colabore para quebrar o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma idéia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. </li></ul><ul><li>Então, a dica é manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas, devidamente fechados. E não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva fica armazenada. </li></ul><ul><li>É bom lembrar que o ovo do mosquito pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde se encontra depositado estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um espaço de tempo entre 2 e 3 dias. Por isso é importante eliminar água e lavar os recipientes com água e sabão. </li></ul>
  11. 11. Inseticidas químicos <ul><li>  </li></ul><ul><li>O combate ao mosquito da dengue é realizado através da pulverização (fumacê) de inseticidas químicos. </li></ul><ul><li>O inseticida mais usado é a cipermetrina que é uma substância do grupo dos piretróides (substâncias sintéticas derivadas da piretrina natural). É fotoestável, não se degradando com a luz solar. </li></ul><ul><li>Como muitos piretróides é um inseticida e acaricida de ação muito ampla e que possui baixa toxicidade para animais de sangue quente. É biodegradável e não apresenta perigo para o meio ambiente, mas é tóxica para peixes e para mosquitos.(como ex. da dengue e leishmaniose) </li></ul><ul><li>CIPERMETRINA (C-10)  </li></ul><ul><li>Nome Técnico ou Comum: CIPERMETRINA (Cypermethrin) </li></ul><ul><li>Sinonímia: Ripcord (R), Cymbush </li></ul><ul><li>Nome Químico: alfa - ciano - 3 - fenoxibenzil - 2,2 - dimetil - 3 - (2,2- diclorovinil) ciclopropano carboxilado. </li></ul><ul><li>Fórmula Bruta: C22 H19 NO3 Cl2 </li></ul><ul><li>Classe: Inseticida fitossanitário do grupo dos piretróides sintéticos. </li></ul><ul><li>Classificação toxicológica: Produto Técnico Classe II </li></ul><ul><li>Persistência e degradação no ambiente: O princípio ativo apresenta persistência CURTA no ambiente, ocorrendo adsorção, hidrólise e fotodegradação. </li></ul><ul><li>Deslocamento no ambiente: o produto apresenta pequeno deslocamento pequeno para as regiões vizinhas. </li></ul>
  12. 12. Repelentes naturais <ul><li>Quando se trata de dengue todo cuidado é pouco principalmente quando se inicia o verão e a época das chuvas. No entanto, muita pouca gente sabe é que a solução para combater o mosquito transmissor dessa e de outras doenças pode estar no seu próprio quintal. A citronela ( Cymbopogon winterianus) , por exemplo, é uma planta que afasta os insetos. Essa planta é parecida com erva-cidreira e de suas folhas são retiradas um óleo capaz de deixar os bichos bem longe do corpo e do lado de fora dos ambientes. Isso porque, esse óleo essencial tem mais de oitenta componentes, entre eles a citronela, geraniol e limoneno, agentes que afugentam moscas e mosquitos. Seu cheiro é parecido com o do eucalipto e segundo a aromaterapia tem propriedades tônicas, anti-séptica e desinfetante. </li></ul><ul><li>Por ser um tipo de capim, a citronela é de fácil multiplicação e não requer grande cuidado. Reparta as mudas (tiradas de uma touceira ou adquiridas em lojas de jardinagem), corte as folhas e enterre o talo verde com um chumaço de raiz numa cova de tamanho proporcional, cavada em lugar ensolarado. Cubra com terra misturada a matéria orgânica (esterco de galinha ou gado). A planta atinge 1m de atura e de circunferência e não costuma atrair pragas. </li></ul><ul><li>Com a guerra declarada ao Aedes aegypti , transmissor da dengue a citronela é a planta medicinal do momento já que age como repelente natural de moscas e mosquitos. </li></ul><ul><li>Aprenda como preparar uma tintura de citronela para ser usada na limpeza da casa e também a receita de uma loção repelente para o corpo </li></ul>
  13. 13. Citronela- Cymbopogon winterianus Detalhe da planta Fotos-Cayres,S.
  14. 14. <ul><li>Tintura de citronela </li></ul><ul><li>200g da planta seca e triturada </li></ul><ul><li>1 litro de álcool comum( para uso externo) a 70%. </li></ul><ul><li>1 vidro de boca larga e escuro, de preferência, com capacidade mínima de 1 litro. </li></ul><ul><li>1 frasco escuro para acondicionar. </li></ul><ul><li>1 funil. </li></ul><ul><li>1 papel filtro. </li></ul><ul><li>Pano branco e limpo para coar e etiquetar. </li></ul><ul><li>Modo de fazer </li></ul><ul><li>Pesar 200g da planta da seca triturada. Colocar num frasco de boca larga. Despejar 1 litro de álcool a 70% sobre a erva. Tampar o frasco e cobrir com papel escuro, se o vidro for claro. Deixar em maceração por no mínimo 8 e no máximo 21 dias em local seco e protegido da luz. Agitar 2 vezes diariamente. Coar com o pano branco e completar o volume pra 1 litro, passando mais álcool a 70% sobre o resíduo da planta. Filtrar em papel filtro e guardar em frasco escuro. Rotular. Validade: 2 anos. </li></ul><ul><li>Atenção - A tintura pode ser usada para aromatizar ambientes sendo aplicada em pisos e móveis.Se usar sobre a pele evite tomar sol. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Loção repelente </li></ul><ul><li>Ingredientes para 1 litro de loção 100%: </li></ul><ul><li>150ml de glicerina líquida ( 15%) </li></ul><ul><li>150ml de tintura de Citronela ( 15%) </li></ul><ul><li>350 ml de álcool de cereais ( 35%) </li></ul><ul><li>350ml de água mineral, destilada ou filtrada ( 35%) </li></ul><ul><li>Modo de fazer </li></ul><ul><li>Misturar todos os ingredientes e partes iguais e embalar em recipiente de cor escura. Passar na pele quando estiver em locais com moscas e mosquitos. </li></ul>
  16. 16. PR 7.806 SP 12.221 Dengue em SP e PR no ano de 2007
  17. 17. Tipos de dengue <ul><li>Há quatro tipos de dengue, mas os mais comuns no Brasil são os 1 e 2. &quot;O tempo de incubação da doença tipo 1, 2, 3 e 4, varia de cinco a sete dias, podendo ser um pouco mais ou menos dependendo do caso&quot;, afirma o infectologista Davi Uip. </li></ul><ul><li>O mais perigoso dos tipos de dengue é o tipo 3, que provoca a dengue hemorrágica. Os sintomas iniciais são os mesmos da dengue comum. A diferença é que, quando a febre acaba, começam a surgir sangramentos, a pressão cai, os lábios ficam roxos. A pessoa sente fortes dores no abdome e alterna sonolência com agitação. Se não tratada nos primeiros estágios, a dengue hemorrágica pode levar à morte. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Além dos sintomas da dengue clássica, podem ainda ocorrer: </li></ul><ul><li>Dores abdominais fortes e contínuas </li></ul><ul><li>Pele pálida, fria e úmida </li></ul><ul><li>Sangramento pelo nariz, boca e gengivas </li></ul><ul><li>Manchas vermelhas na pele </li></ul><ul><li>Sonolência, agitação e confusão mental </li></ul><ul><li>Choro constante (nas crianças) </li></ul><ul><li>Sede excessiva e boca seca </li></ul><ul><li>Pulso rápido e fraco </li></ul><ul><li>Dificuldade respiratória </li></ul><ul><li>Perda de consciência </li></ul>Sintomas característicos da dengue hemorrágica <ul><li>Febre alta com início súbito </li></ul><ul><li>Forte dor de cabeça </li></ul><ul><li>Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos </li></ul><ul><li>Perda do paladar e apetite </li></ul><ul><li>Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores </li></ul><ul><li>Náuseas e vômitos </li></ul><ul><li>Tonturas </li></ul><ul><li>Extremo cansaço </li></ul><ul><li>Corpo dolorido e mole </li></ul><ul><li>Muitas dores nos ossos e articulações </li></ul><ul><li>Verbalização de queixas  </li></ul>Sintomas característicos da dengue clássica
  19. 19. Anexos Alunos na sala de tecnologia pesquisando Foto-Cayres,S. Equipe –Esquadrão do mosquito trabalhando Preparando tintura de citronela. Foto-Cayres,S.
  20. 20. REFERÊNCIAS <ul><li>Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cipermetrina </li></ul><ul><li>Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mosquito_da_dengue </li></ul><ul><li>Fonte: http://www.combateadengue.com.br/?page_id=10 </li></ul><ul><li>http://www.anppas.org.br/encontro_anual/encontro2/GT/GT12/anpas_dengue.pdf </li></ul><ul><li>http://www.cve.saude.sp.gov.br/htm/zoo/deng07_n2012.htm </li></ul>

×