Sistema respiratório

1.367 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema respiratório

  1. 1. Sistema respiratório PROF. EDUARDO
  2. 2. • Respiração celular: fornecer energia (ATP) para as células. Ocorre nas mitocôndrias:
  3. 3. • Histórico dos aparelhos respiratórios:• A) difusão pela membrana plasmática: protozoários, unicelulares e poríferos• B) difusão pela membrana plasmática das células da epiderme (respiração cutânea ou tegumentar) cnidários, platelmintos e nematelmintos. Epiderme úmida e fina e sem vasos sanguíneos. epiderme CO2 O2
  4. 4. • C) cutânea com vasos sanguíneos (ambientes úmidos) pele úmida e fina: anelídeos e anfíbios adultos:
  5. 5. • D) branquial: finas placas mucosas vascularizadas para respirara em ambientes aquáticos. Invertebrados: anelídeos poliquetos, moluscos e equinodermos.
  6. 6. • E) branquial em vertebrados larvas de anfíbios (girinos) e peixes.
  7. 7. • F) traqueal em insetos. Ambiente terrestre seco .• Oxigênio chega direto aos tecidos. Não necessita do sistema circulatório.
  8. 8. • G) filotraqueal (traquéia + pulmão foliáceo) em aracnídeos (ambiente seco).
  9. 9. • H) pulmonar (ambiente seco): Pulmão saculiforme (sem dobramentos) em caramujos terrestres e anfíbios adultos. (Derivados de peixes pulmonados ou dipnóicos).
  10. 10. • I) pulmonar com dobramentos (maior área para trocas gasosas): parenquimatoso em répteis. Em aves presença de sacos aéreos parabrônquios: Parenquimatoso Em répteis
  11. 11. • J) pulmonar com dobramentos: Alveolar em mamíferos.
  12. 12. • Aparelho respiratório humano:
  13. 13. • Aparelho respiratório humano: divisão
  14. 14. • Respiração humana
  15. 15. • Fossas nasais e seios da face: na porção inicial possuem pelos que filtra as partículas grossas. Mais adentro apresentam epitélio ciliado mucoso para filtragem mais fina Presença da área olfatória que possui sensibilidade olfativa.
  16. 16. • Ao circular pelas cavidades do crânio e seios da face o ar chega aquecido e umidificado aos pulmões.
  17. 17. • Ao chegar a laringe o ar é desviado para a laringe pela epiglote. Laringe e epiglote laringe traquéia
  18. 18. • Na laringe estão as coradas vocais. O ar chega a traquéia (tubo revestido por cartilagens) que se ramifica em dois brônquios já entrando nos pulmões
  19. 19. • Nos pulmões os brônquios se ramificam em bronquíolos que terminam nos sacos alveolares.
  20. 20. • Nos sacos alveolares ocorre a hematose (trocas gasosas por difusão nos alvéolos).
  21. 21. Movimentos Respiratórios: diafragma e músculos intercostaisa) Inspiração: diafragma contrai, abre a caixa torácica, a pressão interna cai,e o ar entra.b) Expiração: diafragma relaxa, facha a caixa torácica, a pressão interna aumenta, e o ar sai.
  22. 22. • Pigmentos respiratórios (apenas os principais) transporte de gases respiratórios• Hemoglobina (ferro: vermelha): Principalmente em anelídeos (dissolvida no plasma) e nos vertebrados (dentro de hemácias)• Hemocianina (cobre azul) crustáceos, moluscos e aracnídeos.
  23. 23. • Transporte de gases no sangue• :• Oxigênio:• 3% dissolvido no plasma,• 97% transportado por hemoglobina.• Gás carbônico:• entre 5 a 7% dissolvido no plasma,• 25 a 23% levado por hemoglobina• e cerca de 70% via bicarbonato.
  24. 24. • O Controle Involuntário da Respiração• 1- O aumento dos níveis de CO2 desloca o pH do sangue p/ o ácido.• - bulbo, que aumenta os movimentos respiratórios .• 2- A diminuição dos níveis de CO2 desloca o pH do sangue p/ o básico.• - bulbo, que diminui os movimentos respiratórios .

×