Sistema digestório

2.127 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.127
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema digestório

  1. 1. Sistema digestórioProf. Eduardo (Tubão)
  2. 2. • Digestão: quebrar grandes moléculas (polímeros) em pequenas moléculas (monômeros).• É preciso para isso enzimas digestivas hidrolíticas (hidrolases ácidas).• Somente monômeros passam pelas membranas celulares.
  3. 3. Moléculas orgânicas precisam ser digeridas:carboidratos : energéticasproteínas : plásticas e enzimas (catalisadoras)lipídios : reserva de energia ou estruturais (Mistas)ácidos nucléicos (controladoras)Inorgânicas (sais minerais) e vitaminas(reguladoras) não necessitam digestão
  4. 4. • Açúcares ou Carboidratos: energéticas• Polissacarídeos:• amido reserva energética em plantas (raízes, caules e sementes)• glicogênio reserva energética nos animais (fígado e músculos) e fungos.• Dissacarídeos: Monossacarídeos• Sacarose ------------------- (glicose + frutose)• maltose -------------------- (glicose + glicose)• lactose ------------------- (glicose. + galactose).• Obs.: celulose (fibras vegetais) e quitina são polissacarídeos que não são digeridos por animais
  5. 5. • LIPÍDIOS:• Gorduras: lipídios saturados de origem animal• Óleos: lipídios insaturados de origem vegetal• Compostas por Ácidos graxos + glicerol : - Triglicérides (reserva energética) (tecido adiposo)• - Esteróides ou colesterol (estrutural) : formados dos hormônios sexuais.• - Fosfolípides (estrutural) constituinte das membranas plasmáticas
  6. 6. • Proteínas: moléculas plásticas ou estruturais• São polímeros de aminoácidos (polipeptídios) unidos por ligações peptídicas.• Enzimas são proteínas que agem como catalisadores biológicos. Normalmente terminam em ASE.
  7. 7. Ácidos Nucléicos (material genético): são moléculas controladoras• . São cadeias de nucleotídeos: (pentose, fosfato e bases nitrogenadas).
  8. 8. • Tipos de Digestão:• Digestão Intracelular (dentro das células).• Digestão extracelular (dentro do tubo digestório).• Digestão Intra e extracelular (mista).• Digestão extracorpórea (fora do corpos).• Tipos de sistema digestório:• Tubo digestório incompletos (só boca) cnidários e platelmintos.• Tubo digestório completos (com boca e ânus); de nematelmintos em diante.
  9. 9. • Digestão intracelular (fagocitose) em protozoários:
  10. 10. Digestão intracelular (fagocitose) em poríferosfiltradores:
  11. 11. • Digestão intra e extracelular com tubo digestório incompleto: Cnidários .
  12. 12. Digestão intra e extracelular com tubo digestórioincompleto: Cnidários .
  13. 13. Digestão intra e extracelular com tubo digestórioincompleto: Planárias (turbelários).Tênias (parasitas) não possuem tubo digestório .
  14. 14. • Tubo digestório completo com digestão extracelular: nematelmintos, anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos e cordados: Nematóides: 1º. Tubo completo
  15. 15. moluscos
  16. 16. artrópode
  17. 17. Digestão extracorpórea: ocorre fora do tubo digestório.(aracnídeos e fungos) .
  18. 18. Tiflossole em anelídeos: aumento da área de absorção:
  19. 19. aumento da área de absorção Peixes cartilaginosos: válvula espiralaumento da área deabsorçãoPeixes ósseos: cecosintestinasi
  20. 20. Em vertebradosherbívoros comomamíferos e aves oscecos apresentambactérias queproduzem celulase(digestão da celulose)
  21. 21. Aves possuem papo e moela.O estômago chama-se proventrículoO ânus é substituído pela cloaca aves
  22. 22. Mamíferos ruminantes possuem4 cavidades estomacasis:Rúmen ou pança e o retículo oubarrete onde ocorre a digestãoda celulose.Omaso ou folhoso e o abomasoou coagulados onde ocorre oresto da digestão
  23. 23. Tubo Digestório Humano
  24. 24. • Tubo digestório:• 1- boca e faringe• 3- esôfago• 5- estômago• 8- intestino delgado• (duodeno, jejuno e• íleo)• 7 e 10- Intestino grosso• (ceco, cólon e reto)• 9- apêndice• 11- reto
  25. 25. • Glândulas anexas• 1- salivares:• -parótidas• - sublinguais• - submandibulares
  26. 26. • Glândulas anexas• - fígado• (vesícula biliar)• - pâncreas
  27. 27. • Boca: digestão mecânica• a) dentes : molares e pré-molares (trituração) caninos (perfuração) e incisivos (corte).• Função: aumento da área de contato das enzimas.• b) língua: deglutição ( conduzir alimento até a faringe, onde a epiglote que separa o sólido do gasoso).
  28. 28. • - Boca: digestão enzimática (pH 7) início da produção de amilases• Início da digestão de carboidratos• amilase salivar ou ptialina.• Saliva: enzima + muco• Reduz polissacarídeos a oligossacarídeos e dissacarídeos (maltose ).• Resultado da digestão bucal: bolo alimentar
  29. 29. • Esôfago: tubo com musculatura lisa (involuntária)• não há digestão,• Comunica a faringe com o estômago• início do peristaltismo (movimentos nuculares involuntários que conduz o bolo alimentar ao longo do tubo digestório).
  30. 30. • Estômago (pH 2): início da digestão de proteínas.• Presença de muco que protege contra o suco gástrico (ácido clorídrico + pepsinogênio).• O HCl transforma o pesinogênio na enzima pepsina, uma peptidase, quebra ligações peptídicas.• O processo estomacal chama-se quimificação e o resultado é o quimo• O processo é estimulado pela gastrina.
  31. 31. • Estômago (pH 2): inicio da produção de peptidases• início da digestão de proteínas (reduz polipeptídios em oligopeptídeos).• O processo estomacal é estimulado pelo hormônio gastrina.
  32. 32. • As células parietais do estômago liberam HCl• As células principais do estômago liberam pepsinogênio (enzima inativa) formando o suco gástrico.• (ácido clorídrico + pepsinogênio = pepsina ativa).• O processo estomacal chama-se quimificação e o resultado é o quimo
  33. 33. • Intestino Delgado: digestão e absorção• a) Duodeno (pH 8), 25 cm: final da digestão.• Recebe o quimo ácido do estômago, fato que estimula o hormônio secretina.• Isso que estimula o pâncreas a produzir bicarbonato que neutraliza os ácidos estomacais.
  34. 34. • A secretina estimula o fígado a produzir a bile ou sais biliares.• Funciona como um”detergente” (emulsificante) que reduz o tamanho das gotas de gordura.• É armazenada na vesícula biliar e liberada pelo hormônio colecistoquinina (CCK).
  35. 35. • Digestão no duodeno:• chama-se quilificação e o resultado é o quilo.• A) enzimas do suco pancreático (estimulado pela colecistoquinina):• Tripsina e quimotripsina: (peptidades estimiladas pela enteroquinase• Amilase pancreática: carboidratos• Lipase pancreática: lipídios (gorduras)• .• DNA ases e RNA ses
  36. 36. • B) Suco entérico:• produzido no duodeno e estimulado pelo hormônio secretina:• Peptidases entéricas (erepsinas), reduz oligopeptídeos a aminoácidos).• Lipases entéricas: (reduz lipídeos a ac. Graxos + glicerol.• Dissacaridades (lactase, maltase, sacarase)• reduz dissacarídeos reduz a monossacarídeos.• Do duodeno sai o quilo
  37. 37. fígadoVesículabiliar pâncreas duodeno
  38. 38. • 2 e 3 Jejuno e Ìleo, 6,5 m:• absorção dos nutrientes orgânicos. Apresenta as vilosidades intestinais e as microvilosidades celulares para aumentar a área de absorção. Forma o bolo fecal líquido.
  39. 39. • Intestino Grosso (ceco, cólon e reto): tem a função de reabsorver a água e os sais minerais. Nele estão presentes os lactobacilos (produção de vitaminas K, e B12).• O que sai do intestino grosso é o bolo fecal pastoso (fezes) pelo ânus.
  40. 40. Doenças provocadas Vitaminas Fontes pela carência lipossolúveis (avitaminoses) Xeroraftamia: A fígado de aves, animais (endurecimento da (retitonol) e cenoura córnea) e cegueira noturna. D óleo de peixe, fígado, raquitismo (calciferol) gema de ovos e osteomalácia E verduras, azeite e Esterelidade em ratos e (tocoferol) vegetais anemia desnutrição, má função K fígado e verduras do fígado, problemas(naftoquinona) de coagulação
  41. 41. Vitaminas hidrossolúveis cereais, carnes, B1 Beribéri: degeneração dos verduras, levedo de (tiamina) nervos cerveja B2 inflamações na língua, leites, carnes, verduras (riboflavina) anemias, seborréia B3 carnes, frutas, verduras e Pelagra (dermatite, seguida de (nicotinamida) cereais depressão e demência). B12 anemia perniciosa, retardo do (cobalamina) fígado, carnes crescimento Acerola. laranja, limão, Escorbuto (deficiência da C kiwi, morango, brócolis, formação do colégeno) e(ácido ascórbico) melão, manga deficiência imunológico.
  42. 42. Doenças provocadas Vitaminas Fontes pela carênciahidrossolúveis (avitaminoses) Hipoglicemia, B5 (ácido Lêvedo, cereais, dermatite, queda de pantotênico) legumes e carnes. cabelos Lêvedo, cereais, Acrodínia (inflamaçãoB6 (piridoxina) legumes e carnes nas mãos e pés) Lêvedo, legumes e H (biotina) Dermatite carnes anemias, anorexia, apatia,B9 ou M (ácido Lêvedo, cereais, problemas de crescimento, fólico) legumes e carnes insônia, dificuldade de memorização.
  43. 43. • Digestão Humana

×