UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO
CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
CARLOS EDUARDO PINHEIRO
CASE
Proposta de melhoria util...
2
SINOPSE DO CASE: Proposta de melhoria utilizando os conceitos de Redes de
Computadores1
Carlos Eduardo Pinheiro2
Fábio F...
3
forma a garantir a sobrevivência das organizações tanto em âmbito social e econômico como
das pessoas facilitando suas r...
4
também dos dados que a mesma suporta baseado nesses conceitos e nas teorias ministradas
em sala de aula, faça o que se p...
5
2 IDENTIFICAÇÃO E ANALISE DO PROBLEMA
2.1Exposição do Problema
A Empresa contratada deve projetar uma rede com host o su...
6
A Internet é conjunto de inúmeras redes interligadas entre si espalhadas pelo
globo. Todos os serviços provenientes da r...
7
clientes para oferecerem o recurso solicitado. Estes clientes são dispositivos que vão consumir
os recursos oferecidos. ...
8
2.7 Quanto tempo levou para a elaboração?
Já a elaboração do projeto é feito em apenas 4 horas e contempla a escolha da
...
9
Figura Erro! Nenhuma seqüência foi especificada.- Layout da rede confeccionado na
ferramenta PacketTracer da Cisco.
4 DE...
10
Os dois servidores, um de Internet e ouro de aplicação, estes são responsável por
prover os recursos de rede, Internet,...
11
5 AÇÃO
Lista de hosts a serem adquiridos:
Tabela Erro! Nenhuma seqüência foi especificada. - Listagem de compra de equi...
12
6 CONCLUSÃO
O case em questão serviu de embasamento e suporte para o acumulo de
conhecimento referente ao assunto de re...
13
REFERENCIAS
GRAÇA SERMOUD. “Infra-estrutura sob controle.” DECISION REPORT. São Paulo, São
Paulo: Conteúdo Editorial - ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Case de redes pinheiro

344 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Case de redes pinheiro

  1. 1. UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO CARLOS EDUARDO PINHEIRO CASE Proposta de melhoria utilizando os conceitos de Redes de Computadores São Luís 2014
  2. 2. 2 SINOPSE DO CASE: Proposta de melhoria utilizando os conceitos de Redes de Computadores1 Carlos Eduardo Pinheiro2 Fábio Farias Feitosa3 1 DESCRIÇÃO DO PROBLEMA Com forte Atuação no ramo educacional no estado, a Exemplo Ltda. vem consolidar sua presença no mercado local com a implantação de mais uma unidade que se estabelecerá em um prédio de endereço ainda ignorado. A nova sede contará com salas de aula climatizadas, dois laboratórios de informática, biblioteca, ampla área de vivencia e demais setores administrativos e de apoio pedagógico. Estão previstos para a nova unidade a aquisição de 50 computadores, Três impressoras e demais equipamentos que possibilitem comunicação em rede e uso da internet. Para tal foi contratada uma empresa especializada na área de tecnologia da Informação, responsável pela elaboração e implantação do projeto de rede desta unidade. A empresa, Ícone Soluções Inteligentes fornecerá um projeto de implantação de uma rede de computadores que atenda integralmente as necessidades do cliente dentro das normas e legislação vigente. Pensar como seria o cotidiano de qualquer pessoa ou organização indiferente a qualquer aspecto cultural, geográficos, sem uso da TI é hoje inconcebível frente as vantagens advindas do seu uso e não poderia ser diferente. O mundo usa hoje a TI em toda sua extensão para diminuir distâncias, reduzir diferenças, nivelar conhecimento científico, dar celeridade a processos de pesquisa em todos os ramos da ciência e principalmente fornecer ferramentas de 1 Case apresentado à disciplina Redes de Computadores, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco - UNDB ²Aluno da disciplina Redes de Computadores do Curso de Sistemas de Informação, da UNDB. ³Professor orientador.
  3. 3. 3 forma a garantir a sobrevivência das organizações tanto em âmbito social e econômico como das pessoas facilitando suas rotinas e garantindo maior qualidade de vida. O Porem é como se viabilizar a melhor forma de se obter resultados do seu uso. Esta melhor forma, conforme Thomas (Low apud Tapscott e Castoon) “temos de determinar de que modo poderão ser mais bem distribuídos os efeitos capacitantes proporcionados pelo novo paradigma de tecnologia”. Determinar o que a TI pode oferecer de resultado frente a sua complexidade e garantia de retorno de investimento. As organizações mais bem-sucedidas da atualidade, indiferentemente de sua área de atuação, têm seus negócios alicerçados em TI e suas inovações. Segundo a Executive Report, conceituado periódico usado por profissionais da área de TI, afirma que: [...] a área de Tecnologia da Informação (TI) vem sendo um dos principais pilares da estratégia de negócios. Passou a ser cobrada por resultados pela alta direção e por acionistas das companhias, muito longe das funções de suporte exercidas no início da microinformática. (EXECUTIVE REPORT Nº 36, p. 3). A dependência cada vez maior das organizações frente à incorporação de algum de tipo de tecnologia faz com que sua absorção pelo público corporativo não se faça perfeita e sua aderência às soluções de mercado esbarre em aspectos técnicos construtivos, muitas vezes de considerável complexidade. Dentre eles podem ser citados dois: vulnerabilidade e disponibilidade. Os mesmos serão abordados de maneira mais profunda a partir do 4° capitulo. A complexidade, a velocidade de obsolência da TI e custo de implementação e manutenção tem sido o “calcanhar de Aqui lis” do seu uso pelas organizações contemporâneas. È complicado e de difícil percepção, o valor agregado no uso de um aparato tecnológico seja qual for. Conceitualmente as redes de computadores são conjuntos de dispositivos diversos interligados entre si de forma a prover compartilhamento de recursos de hardware e software, sejam eles físicos ou lógicos, trocar informações, sendo que para se considerar uma rede deve-se ter no mínimo dois destes dispositivos conectados. Toda rede de computadores têm características próprias e configurações que variam desde o tipo de rede até o tipo de cabeamento, velocidade de tráfego de informações e
  4. 4. 4 também dos dados que a mesma suporta baseado nesses conceitos e nas teorias ministradas em sala de aula, faça o que se pede abaixo: Crie um projeto utilizando a ferramenta Cisco PacketTracer onde todos os hosts devem estar funcionando, crie a faixa de IP e justifique o uso da máscara escolhida;
  5. 5. 5 2 IDENTIFICAÇÃO E ANALISE DO PROBLEMA 2.1Exposição do Problema A Empresa contratada deve projetar uma rede com host o suficiente para atender a necessidade da escola prevendo seu crescimento nos próximos cinco anos. O projeto original da escola prevê a aquisição de 50 computadores e três impressoras que deverão ser distribuídos entre os setores e devem funcionar em rede. Alem destes itens há de acrescentar os equipamentos que possibilitarão a comunicação e o compartilhamento de serviços como de rede e internet. Como se trata de uma filial existem exigências com relação a um desempenho de rede segura e otimizada para gerar maior eficiência e capacidade de respostas para os usuários. Neste contexto não se deve oferecer suporte somente ao negócio, mas também deve contribuir para os resultados finais com uma rede aberta, ágil e flexível que forneça desempenho e distribuição de aplicativos consistentes que forneçam suporte aos requisitos do negócio. 2.2Desafios  A rede deve manter o acesso confiável com desempenho semelhante à de redes LAN, seja qual for o local do usuário.  Acesso seguro baseado em funções a uma base de usuários heterogênea, a partir de vários dispositivos em todas as filiais. 2.3 A Rede Conceitualmente as redes de computadores são conjuntos de dispositivos diversos interligados entre si de forma a prover compartilhamento de recursos de hardware e software, sejam eles físicos ou lógicos, trocar informações, sendo que para se considerar uma deve-se ter no mínimo dois destes dispositivos interligados (MENDES, 2007, p. 31).
  6. 6. 6 A Internet é conjunto de inúmeras redes interligadas entre si espalhadas pelo globo. Todos os serviços provenientes da rede são compartilhados entre seus membros. 2.4 Qual a melhor solução a ser aplicada para a situação proposta? Os computadores, impressoras e demais dispositivos devem ser conectados entre si. Para tanto é necessário cabear a rede, habitualmente se usa um cabo UTP CAT 5e ou superior. Este cabeamento deve seguir uma topologia de rede que nada mais é do que a forma como os hosts (qualquer dispositivo capaz de interagir com outro conectado na mesma rede) estabelecem conexão. O tipo de rede proposta é uma LAN (Local Area Network), ela abrange um determinado espaço geográfico que pode ir de uma sala até compreender um prédio inteiro. A arquitetura dela é conhecida como Ethernet ou IEEE 802.3 (TORRES 2010, p 7). Existem varias topologias empregáveis ao cenário exposto, mas a com maior valor agregado, melhor custo beneficio e melhor manutenailidade é a topologia hibrida (quando é usada mais de uma topologia – estrela e sem fio) em estrela. As redes em estrela, que são as mais comuns hoje em dia, utilizam cabos de par trançado e um switch como ponto central da rede. O hub se encarrega de retransmitir todos os dados para todas as estações, mas com a vantagem de tornar mais fácil a localização dos problemas, já que se um dos cabos, uma das portas do hub ou uma das placas de rede estiver com problemas, apenas o PC ligado ao componente defeituoso ficará fora da rede, ao contrário do que ocorre nas redes 10Base2, onde um mau contato em qualquer um dos conectores derruba a rede inteira (TORRES 2010). A organização dos hosts da rede em questão exige que sejam descritos alguns elementos essenciais para sua construção e perfeito funcionamento, vamos a eles: O primeiro deles é o servidor, dispositivo capaz de oferecer um determinado recurso para a rede. No servidor rodam serviços, aplicações que aguardam a solicitação de
  7. 7. 7 clientes para oferecerem o recurso solicitado. Estes clientes são dispositivos que vão consumir os recursos oferecidos. Eles também podem ser conhecidos como nós ou pontos, cada um deve receber um endereço de identificação, é este endereço que possibilita um host encontrar outro. Outro componente imprescindível para a rede é o protocolo. Ele é o responsável pelo perfeito entendimento (conversa) entre os dispositivos e suas aplicações. Isto acontece indiferente a região do globo, ao fabricante do hardware e do próprio programa ou drive do dispositivo (TORRES, 2010, p. 26). E por fim os hardwares de rede ou periféricos são eles responsáveis por efetuar e/ou melhorar a comunicação da rede. Temos então os switches, roteadores e os APs (pontos de acesso sem fio). 2.5 Quais as dificuldades de implantação? Dada a grande variedade de fornecedores os hardwares de redes variam muito de valor, de modo de instalação/configuração e de manutenção. Mas deve se ter em mente sempre reunir o melhor custo beneficio, para se realizar uma compra acertada e que garanta uma vida longa à rede a ser implantada. 2.6Quanto tempo levou a especificação da solução? O tempo estimado para especificação é de dois dias úteis, para que sejam analisados os dados do projeto da rede a fim de se conseguir atender integralmente as especificações do cliente dentro das normas e legislação vigentes.
  8. 8. 8 2.7 Quanto tempo levou para a elaboração? Já a elaboração do projeto é feito em apenas 4 horas e contempla a escolha da classe da rede, especificação de todos os endereços ips a serem utilizado juntamente com suas sub-redes caso necessário. 3 PROPOSTA Serão criadas quatro sub-redes de classe C seguindo o seguinte escopo: Tabela Erro! Nenhuma seqüência foi especificada.- Lista de classe de rede, endereços IP e locais MASC. REDE END. RED FAIXA DE END. LOCAL 255.255.255.0 192.168.1.0 192.168.1.1-. 254 ADMINISTRATIVO 255.255.255.0 192.168.2.0 192.168.2.1- 254 LABORATORIO I 255.255.255.0 192.168.3.0 192.168.3.1 -254 LABORATORIO II 255.255.255.0 192.168.4.0 192.168.4.1 - 254 AREA COMUM
  9. 9. 9 Figura Erro! Nenhuma seqüência foi especificada.- Layout da rede confeccionado na ferramenta PacketTracer da Cisco. 4 DECISÃO A solução apresenta recursos avançados projetados para permitir que toda a força de trabalho distribuída da empresa se mantenha conectada e produtiva, ao mesmo tempo em que alivia as preocupações da TI quanto à capacidade da rede. A organização pode aperfeiçoar o desempenho de aplicativos sobre Wi-Fi, especialmente importante para aplicativos de voz, vídeo e móveis, muito necessários em escolas.
  10. 10. 10 Os dois servidores, um de Internet e ouro de aplicação, estes são responsável por prover os recursos de rede, Internet, compartilhamento de arquivos, impressão, programas e outros tantos necessários para o perfeito funcionamento operacional da organização (MENDES, 2007, p. 29). Os Switches de rede têm a responsabilidade de tornar a comunicação entre todas as entidades da rede possível. Os cabos de rede interligam o switche a um dos hosts da rede que compõe seja ele um desktop ou uma impressora por exemplo. Ele direciona os dados enviados de um host especificamente a outro da mesma rede além de regenerar o sinal transmitido (MENDES, 2007, p. 31). Os rotadores são responsáveis por encaminhar os pacotes de dados entre as redes, criando assim um conjunto dessas. Ele é conectado a duas ou mais linhas de dados diferentes. Quando um pacote de dados chega, em uma das linhas, o roteador lê a informação de endereço no pacote para determinar o seu destino final. Em seguida, usando a informação na sua política tabela de roteamento ou encaminhamento, ele direciona o pacote para a rede de próxima em sua viagem. Os roteadores são os responsáveis pelo "tráfego" na Internet. Um pacote de dados é normalmente encaminhado de um roteador para outro através das redes que constituem a internet até atingir o nó destino. Os APs ou simplesmente Pontos de acesso Wi-Fi estão se tornando populares. Muitos estabelecimentos comerciais que oferecem o acesso a internet através de um ponto de acesso como serviço ou cortesia aos clientes. Também é prático, pois a implantação de uma rede sem fio interligada por um ponto de acesso economiza o trabalho de instalar a infra- estrutura cabeada.
  11. 11. 11 5 AÇÃO Lista de hosts a serem adquiridos: Tabela Erro! Nenhuma seqüência foi especificada. - Listagem de compra de equipamentos Os equipamentos descritos acima têm a finalidade de entregar as funcionalidades requeridas no escopo inicial do projeto e possuem valores e características de funcionamento dentro dos padrões de mercado. O link de internet (fornecido junto com o modem ADSL), o cabeamento, tubulação, rack e serviços referentes a suas instalações, não constam desta proposta, mas são de igual importância e devem ter critérios bem estabelecidos de aquisição e execução, para que a solução apresentada seja implementada e dê os resultados esperados. Sendo estes de inteira responsabilidade da contratante. O cronograma ilustrado abaixo visa dar noção de tempo necessário para que todas as etapas cruciais do projeto sejam executadas sem o comprometimento umas das outras. Também visam fornecer uma forma simples e fácil de acompanhamento das atividades contidas neles. Havendo necessidade este poderá ser alterado de comum acordo entre as partes e devidamente documentado. Tabela Erro! Nenhuma seqüência foi especificada. - Cronograma de atividades do Projeto
  12. 12. 12 6 CONCLUSÃO O case em questão serviu de embasamento e suporte para o acumulo de conhecimento referente ao assunto de redes e projetos de infra-estruturas cabeadas e não cabeadas. Aprender a usar ferramentas de elaboração de projetos de redes é enriquecedor para qualquer profissional da área. O assunto é muito interessante e em determinados pontos complexo, pois exigiu um aprofundamento maior nas pesquisas e discussões com colegas. O resultado aqui apresentado visa à obtenção da nota referente da segundo bimestre deste período. Este seguiu todos os tramites e pré-requitos requeridos da instituição.
  13. 13. 13 REFERENCIAS GRAÇA SERMOUD. “Infra-estrutura sob controle.” DECISION REPORT. São Paulo, São Paulo: Conteúdo Editorial - INFORMAÇÃO ESTRATÉGICA E ESPECIALIZADA. LOW, Thomas. A Percepção sobre o Valor da Utilização de Recursos de TI para a Atividade-Fim em uma Instituição de Ensino Superior. Porto Alegre, 2004. MENDES, Douglas Rocha. Redes de Computadores Teoria e Pratica. NOVATEC, 2007. TANENBAUM, Andrew S. Redes de Computadores. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. TORRES, Gabriel. Redes de Computadores. Rio de Janeiro: Novaterra Editora, 2010.

×