SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
MANUAL DE
     MONOGRAFIA
Curso dos cursos de Pós-Graduação



             São Paulo
               2008
1. ORIENTAÇÃO


     A todos os alunos é garantida orientação para o desenvolvimento
das atividades previstas na disciplina de Monografia (40h/a), equivalente
a 10 encontros presenciais na unidade estabelecida pela IES.

     A   designação dos        professores   orientadores   ficará   sob   a
responsabilidade da Coordenação de curso.

     Para cada grupo de 8 (oito) a 12 (doze) alunos será designado 1
(um) professor orientador responsável pela orientação monográfica.

     Apenas professores mestres ou doutores serão estarão aptos a
efetuar a orientação da disciplina de Monografia (40h/a).

     A reprovação na disciplina de monografia ocorrerá mediante a
expiração do prazo de 120 dias considerando o inicio da orientação com
os professores orientadores.


2. PLANO DE TRABALHO OU PRE-PROJETO

     A elaboração do trabalho monográfico inicia-se com a disciplina
Monografia (40h/a) e termina com a apresentação do trabalho a uma
Banca Examinadora.

     Para a elaboração do referido trabalho é importante que o aluno
redija um pré-projeto sobre o assunto que ele irá abordar no seu
trabalho de Monografia. A idéia é que o aluno apresente ao seu
professor orientador esse pré-projeto até a quarta semana de
orientação. Uma vez aprovado e feitos os ajustes necessários ao pré-
projeto, o aluno tem condições de finalmente partir para a redação da
Monografia propriamente dita.
O pré-projeto deve ser composto das seguintes partes:

     * Introdução,

     *Objetivos gerais e específicos do estudo;

     * Problema a ser investigado;

     *Justificativa;

     *Hipótese do Trabalho;

     *Revisão de literatura;

     *Cronograma de pesquisa,

     *Metodologia adotada e

     *Referencias Bibliográficas.



3. ESTRUTURA DO PRE-PROJETO


     O Plano de Trabalho ou Pré-projeto de Monografia deve seguir a
seguinte formatação na parte preliminar:

     a) Capa e Folha de rosto, contendo: nome da Universidade, curso
        de graduação, nome do autor, título do trabalho e subtítulo, se
        for o caso, no do professor orientador, curso e ano letivo.

     b) Agradecimentos;

     c) Resumo: este deve conter o objetivo do trabalho, método
        utilizado e resultados parciais com no máximo 150 palavras;

     d) Sumário: deve conter as partes que compõem o Plano de
        Trabalho com as numerações das paginas;
e) Listas de tabelas, gráficos e figuras.



A parte textual do pré-projeto de Monografia deve ser composta
das seguintes seções:

a) Introdução: nesta parte o aluno deve apresentar o assunto que
   irá discutir no seu trabalho;

b) Justificativa: nesta parte o aluno apresentará ao leitor os
   motivos pelos quais o levou a escolher o tema em questão. É
   nesta parte do pré-projeto em que o aluno mostrará a relevância
   do seu estudo para o progresso da Ciência.         O aluno pode
   também justificar a importância do seu tema apresentando as
   lacunas que existem sobre o assunto abordado.

c) Problema a ser investigado: trata-se da parte mais importante
   do trabalho, pois é a pergunta que se quer responder com a
   investigação. Toda a investigação será norteada pela pergunta
   realizada para a execução da investigação acadêmica.

d) Objetivo Geral: é a afirmação daquilo que se quer alcançar com
   a realização do referido estudo. Está diretamente relacionado
   com o problema da pesquisa. Em monografias é bastante usual
   apresentar o objetivo geral e os objetivos específicos;

e) Objetivos específicos: correspondem a um desmembramento
   do objetivo geral do referido estudo;

f) Hipótese: responde à indagação do problema. Em geral é uma
   suposição sobre como a realidade acontece. Esta pode ser
   aceita ou refutada, a depender dos resultados que se obtém
   com a realização do trabalho de pesquisa.
g) Revisão de Literatura: constitui na apresentação das pesquisas
  já realizadas e publicadas acerca do assunto investigado e as
  teorias sobre o fenômeno em questão. Nesta parte são
  esboçadas as lacunas existentes do assunto investigado e
  quais as escolhas metodológicas utilizadas para explorar o
  fenômeno. A revisão de literatura é extremamente relevante
  para a justificativa das escolhas metodológicas feitas pelo
  pesquisador perante a comunidade cientifica.

h) Cronograma da pesquisa: constitui o plano de execução do
  trabalho com o detalhamento de cada uma das etapas de
  pesquisa;

i) Metodologia: nesta parte o autor se explica à comunidade
  cientifica como o estudo foi conduzido e qual o método cientifico
  de investigação utilizado com o detalhamento das técnicas de
  coleta de dados, variáveis estudadas, escalas utilizadas,
  processo de amostragem e tamanho da amostra, etc..

j) Referencias Bibliográficas: estão listados todos os referenciais
  teóricos utilizados com os seus respectivos autores. Estes
  deverão seguir as normas da ABNT.
PASSOS PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO OU PLANO
                                     DE TRABALHO

1. INTRODUÇÃO
2. OBJETIVO GERAL E ESPECIFICOS
3. PROBLEMA
4. HIPOTESE
5. JUSTIFICATIVA
6. REVISAO DE LITERATURA
7. CRONOGRAMA
8. METODOLOGIA
9. CONSIDERACOES FINAIS
10. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1 - INTRODUÇÃO: a introdução deve ser breve, clara e objetiva. Deve fazer um
rápido comentário do propósito do trabalho destacando alguns pontos fundamentais
da monografia do TCC.

2 – OBJETIVO GERAL: o aluno deverá apresentar o que norteará a realização do
seu estudo acadêmico;

3. PROBLEMA: a investigação acadêmica deve esta centrada na busca da resposta
ao problema que se deseja solucionar;

4. HIPOTESE: trata-se de uma suposição acerca do fenômeno investigado, podendo
ser verdade ou não. A comprovação ou refutação desta dependera dos resultados
obtidos com a adoção dos instrumentos investigativos;

“A função da hipótese, na pesquisa científica, é propor explicações para certos fatos
e ao mesmo tempo orientar a busca de outras informações”. (Oliveira, 1997: 155,
156). Constitui-se, portanto, numa resposta antecipada do problema, sujeita à sua
comprovação.

             A hipótese é uma afirmação que se faz na tentativa de verificar a validade de
          resposta existente para um problema. É uma suposição que antecede a
          constatação dos fatos dos fatos e tem como característica uma formulação
          provisória; deve ser testada para que a sua validade seja determinada. Correta
          ou errada, de acordo ou contrária ao senso comum, a hipótese sempre conduz a
          uma verificação empírica. (OLIVEIRA, 1997:155, 156)



5 - JUSTIFICATIVA: retrata o porquê fazer? Começa com a razão da escolha do
objeto de estudo e qual a importância para a comunidade (empresarial e
acadêmica).

6. REVISAO DE LITERATURA – nesta parte do trabalho o aluno fará uma revisão
teórica do assunto investigado. Será uma exploração acerca do que os autores
escreveram ou escrevem sobre o assunto em questão. Poder-se-á apontar as
lacunas existentes na literatura e que ainda estão sendo investigadas pelos diversos
autores.

7. – CRONOGRAMA: devera constar todas as etapas da pesquisa e quais os prazos
a serem cumpridos.

8. METODOLOGIA: retrata o como fazer? Isto é, quais os métodos e técnicas que
serão utilizados na confecção do trabalho.

      7.1 - Método empírico - advêm do conhecimento através da experiência;
      7.2 - Método indutivo - advêm do estudo particular para o geral;
      7.3 - Método dedutivo - advêm do estudo do geral para o particular;
      7.4 - Técnicas de pesquisa:

                Qualitativa
           7.4.1 – bibliográfica (livros, revistas, sites, etc.)
           7.4.2 – documental (manuais, rotinas, etc.)

                Quantitativa
            7.4.3 de campo (entrevistas, questionários, etc.)


9 – CONSIDERAÇOES FINAIS: deve dar fechamento ao trabalho científico, dando
uma visão clara do atendimento ou não dos objetivos desejados. Na conclusão
afirma-se ou nega-se a hipótese, ou melhor, se aquilo que se buscava foi atendido
ou não. Pode-se sugerir alguma reforma ou transformação.

10 – REFERENCIAM BIBLIOGRÁFICAS - referem-se à totalidade das obras
consultadas, utilizadas ou não no trabalho enquanto que a referência bibliográfica
refere-se somente às obras utilizadas no trabalho - é a composição da
fundamentação teórica. A bibliografia (ou referência bibliográfica) deve ser
apresentada em ordem alfabética de sobrenome conforme segue:
1. Modelo (capa) – Pré-projeto ou Plano de Trabalho

                         NOME DO ALUNO




                     TÍTULO DO TRABALHO




              CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO

                                UNINOVE




                             São Paulo
                               Ano
2. Modelo (folha de rosto) - pre-projeto ou Plano de Trabalho




                           NOME DO ALUNO
                                   RA




                       TÍTULO DO TRABALHO


                            Monografia de TCC apresentada como exigência
                            para a obtenção do título de especialização em
                            (curso), ao Centro Universitário Nove de Julho –
                            UNINOVE, sob a orientação do Professor
                            (titulação e nome do professor).




               CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO

                                 UNINOVE




                               São Paulo
                                 Ano
-BIBLIOGRAFIA



ACEVEDO, Claudia Rosa e NOHARA, Jouliana J. Monografia no curso de
   Administração – Guia Completo de Conteúdo e Forma, Ed. Atlas, São Paulo,
   2005.

HUBNER, M.M. Guia para elaboração de monografias e projetos de dissertação de
   mestrado e doutorado. São Paulo, Pioneira & Mackenzie, 1998.

OLIVEIRA, Sylvio L. Tratado da metodologia científica. São Paulo, Pioneira, 1997.

SANTOS, Gerson T. dos; ROSSI, Gisele & JARDILINO, J. Rubens L. Orientações
   metodológicas para elaboração de trabalhos acadêmicos. São Paulo, Gion,
   2000.

SEVERINO, Antonio J. Metodologia do trabalho científico. 21 ed. São Paulo, Cortez,
    2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoSuelen Ramos
 
Interdisciplinaridade x Transversalidade
Interdisciplinaridade x TransversalidadeInterdisciplinaridade x Transversalidade
Interdisciplinaridade x TransversalidadeAna Paula Azevedo
 
Planejamento carnaval
Planejamento carnavalPlanejamento carnaval
Planejamento carnavalkekinhaborges
 
Apresentação do projeto os miseráveis (2)
Apresentação do projeto os miseráveis (2)Apresentação do projeto os miseráveis (2)
Apresentação do projeto os miseráveis (2)leitura20138a
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Magda Marques
 
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridade
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridadeUso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridade
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridadePaulo Correia
 
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO I
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO ISEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO I
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO IMarisa Seara
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Joao Balbi
 
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...Professsor Marcos Marcos
 
PIAF FORMAÇÃO.pptx
PIAF FORMAÇÃO.pptxPIAF FORMAÇÃO.pptx
PIAF FORMAÇÃO.pptxMárcia Moura
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilLuúh Reis
 
Educação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectualEducação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectualPatricia Ronconi da Rocha
 
Relato de experiência(2)
Relato de experiência(2)Relato de experiência(2)
Relato de experiência(2)Nerilda Dutra
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILClaudia Val
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaSandraRombi
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisInstituto Consciência GO
 

Mais procurados (20)

Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Interdisciplinaridade x Transversalidade
Interdisciplinaridade x TransversalidadeInterdisciplinaridade x Transversalidade
Interdisciplinaridade x Transversalidade
 
Plano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escolaPlano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escola
 
Planejamento carnaval
Planejamento carnavalPlanejamento carnaval
Planejamento carnaval
 
Apresentação do projeto os miseráveis (2)
Apresentação do projeto os miseráveis (2)Apresentação do projeto os miseráveis (2)
Apresentação do projeto os miseráveis (2)
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridade
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridadeUso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridade
Uso de mapas conceituais para buscar a interdisciplinaridade
 
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO I
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO ISEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO I
SEQUENCIA DIDÁTICA PNAIC - Leitura - PROFESSORA GILMARA FREITAS DO SUBURBIO I
 
Pedagogia dos Contextos de Aprendizagem
Pedagogia dos Contextos de AprendizagemPedagogia dos Contextos de Aprendizagem
Pedagogia dos Contextos de Aprendizagem
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
 
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...
Projeto de intervenção pedagógica - Como estão sendo utilizadas as tecnologia...
 
PIAF FORMAÇÃO.pptx
PIAF FORMAÇÃO.pptxPIAF FORMAÇÃO.pptx
PIAF FORMAÇÃO.pptx
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
Educação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectualEducação inclusiva deficiência intelectual
Educação inclusiva deficiência intelectual
 
Relato de experiência(2)
Relato de experiência(2)Relato de experiência(2)
Relato de experiência(2)
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
 
Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
  Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA   Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
Zaballa - PRÁTICA EDUCATIVA
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
 

Destaque

Modelo de Trabalho Acadêmico
Modelo de Trabalho AcadêmicoModelo de Trabalho Acadêmico
Modelo de Trabalho AcadêmicoEverton Zanini
 
Capa folha de rosto emi
Capa   folha de rosto emiCapa   folha de rosto emi
Capa folha de rosto emimarianamanfroi
 
Apostila iet 2013_12
Apostila iet 2013_12Apostila iet 2013_12
Apostila iet 2013_12wluis001
 
Como organizar-relatorio-cientifico
Como organizar-relatorio-cientificoComo organizar-relatorio-cientifico
Como organizar-relatorio-cientificoUniengenheiros2011
 
Declaração Chat Web 2.0 e EAD Uninove
Declaração Chat Web 2.0 e EAD UninoveDeclaração Chat Web 2.0 e EAD Uninove
Declaração Chat Web 2.0 e EAD UninoveRenata Aquino
 
Normas para elaboração de um relatório científico
Normas para elaboração de um relatório científicoNormas para elaboração de um relatório científico
Normas para elaboração de um relatório científicoCarlos Moutinho
 
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,Jaqueline Sarges
 
Etapas a serem concluídas projetos iii 2013
Etapas a serem concluídas projetos iii   2013Etapas a serem concluídas projetos iii   2013
Etapas a serem concluídas projetos iii 2013Antonio Lobosco
 
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃOTCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃOJeorge Sávio
 
Declaracao matricula usp_fea
Declaracao matricula usp_feaDeclaracao matricula usp_fea
Declaracao matricula usp_feaEducadora
 
Modelo capa plano_inicial (1)
Modelo capa plano_inicial (1)Modelo capa plano_inicial (1)
Modelo capa plano_inicial (1)CIRIA LIMA
 
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012elisabuzzo
 

Destaque (20)

Monografia marcelo eng seg
Monografia marcelo eng segMonografia marcelo eng seg
Monografia marcelo eng seg
 
Modelo de Trabalho Acadêmico
Modelo de Trabalho AcadêmicoModelo de Trabalho Acadêmico
Modelo de Trabalho Acadêmico
 
Capa folha de rosto emi
Capa   folha de rosto emiCapa   folha de rosto emi
Capa folha de rosto emi
 
Apostila iet 2013_12
Apostila iet 2013_12Apostila iet 2013_12
Apostila iet 2013_12
 
Como organizar-relatorio-cientifico
Como organizar-relatorio-cientificoComo organizar-relatorio-cientifico
Como organizar-relatorio-cientifico
 
Manual do tcc 2010
Manual do tcc 2010Manual do tcc 2010
Manual do tcc 2010
 
I muri del mondo
I muri del mondoI muri del mondo
I muri del mondo
 
Declaração Chat Web 2.0 e EAD Uninove
Declaração Chat Web 2.0 e EAD UninoveDeclaração Chat Web 2.0 e EAD Uninove
Declaração Chat Web 2.0 e EAD Uninove
 
Normas para elaboração de um relatório científico
Normas para elaboração de um relatório científicoNormas para elaboração de um relatório científico
Normas para elaboração de um relatório científico
 
Impressao atestadomatricula
Impressao atestadomatriculaImpressao atestadomatricula
Impressao atestadomatricula
 
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,
Capa, contra capa, introdução ,conclusão, biografia,
 
Etapas a serem concluídas projetos iii 2013
Etapas a serem concluídas projetos iii   2013Etapas a serem concluídas projetos iii   2013
Etapas a serem concluídas projetos iii 2013
 
Tcc exemplo - Esqueleto
Tcc   exemplo - EsqueletoTcc   exemplo - Esqueleto
Tcc exemplo - Esqueleto
 
UNINOVE - Pós-Graduação
UNINOVE - Pós-GraduaçãoUNINOVE - Pós-Graduação
UNINOVE - Pós-Graduação
 
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃOTCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
TCC - CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO
 
Declaracao matricula usp_fea
Declaracao matricula usp_feaDeclaracao matricula usp_fea
Declaracao matricula usp_fea
 
Modelo capa plano_inicial (1)
Modelo capa plano_inicial (1)Modelo capa plano_inicial (1)
Modelo capa plano_inicial (1)
 
Normas abnt prof_edson
Normas abnt prof_edsonNormas abnt prof_edson
Normas abnt prof_edson
 
Liderança - UNINOVE
Liderança - UNINOVELiderança - UNINOVE
Liderança - UNINOVE
 
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012
Trabalho Conclusão de Curso Enfermagem UNIP/Assis 2012
 

Semelhante a Manual monografia uninove

Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaHotoniones da Silva
 
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosProcedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosampla engenharia
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisamauricio aquino
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisamauricio aquino
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxFABOLASOARESDOSREIS
 
Modelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisaModelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisaPaula Naranjo
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaCidinha Santos
 
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de curso
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de cursoorientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de curso
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de cursoKatkeliane Menezes
 
Modelo projeto pesquisa_3 carol
Modelo projeto pesquisa_3 carolModelo projeto pesquisa_3 carol
Modelo projeto pesquisa_3 carolTerra Bahia
 

Semelhante a Manual monografia uninove (20)

Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrnProjeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
Projeto de pesquisa_-_orientacoes_ifrn
 
Projeto de Pré-Pesquisa
Projeto de Pré-PesquisaProjeto de Pré-Pesquisa
Projeto de Pré-Pesquisa
 
Projeto de pesquisa 2013
Projeto de pesquisa 2013Projeto de pesquisa 2013
Projeto de pesquisa 2013
 
Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografia
 
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunosProcedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
Procedimentos elaboracao artigos_pp2_alunos
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Roteiro para elaboracao tcc
Roteiro para elaboracao tccRoteiro para elaboracao tcc
Roteiro para elaboracao tcc
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
 
Como elaborar um projeto
Como elaborar um projetoComo elaborar um projeto
Como elaborar um projeto
 
Modelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisaModelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisa
 
Modelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisaModelo projeto pesquisa
Modelo projeto pesquisa
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa  Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Manual tcc
Manual tccManual tcc
Manual tcc
 
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de curso
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de cursoorientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de curso
orientacoes para fazer o seu trabaho de conclusao de curso
 
Modelo projeto pesquisa_3 carol
Modelo projeto pesquisa_3 carolModelo projeto pesquisa_3 carol
Modelo projeto pesquisa_3 carol
 
Currículo produção de projeto
Currículo produção de projetoCurrículo produção de projeto
Currículo produção de projeto
 
CURRÍCULO:PRODUÇÃO DE PROJETO
CURRÍCULO:PRODUÇÃO DE PROJETOCURRÍCULO:PRODUÇÃO DE PROJETO
CURRÍCULO:PRODUÇÃO DE PROJETO
 
MODELO DO PAPPER .pdf
MODELO DO PAPPER                            .pdfMODELO DO PAPPER                            .pdf
MODELO DO PAPPER .pdf
 

Mais de Eduardo Facchini

7ª aula logística empresarial
7ª aula logística empresarial7ª aula logística empresarial
7ª aula logística empresarialEduardo Facchini
 
Planograma logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011
Planograma   logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011Planograma   logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011
Planograma logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011Eduardo Facchini
 
Planograma gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011
Planograma   gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011Planograma   gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011
Planograma gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011Eduardo Facchini
 
2ªaula de logística da uninove
2ªaula de logística da uninove2ªaula de logística da uninove
2ªaula de logística da uninoveEduardo Facchini
 
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]Eduardo Facchini
 
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]Eduardo Facchini
 
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalho
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalhoRegulamentação organização transp_público_ipea- bicalho
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalhoEduardo Facchini
 
Parte c planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]
Parte c   planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]Parte c   planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]
Parte c planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]Eduardo Facchini
 
Artigo 151111 o estado de sao paulo alberto
Artigo 151111 o estado de sao paulo albertoArtigo 151111 o estado de sao paulo alberto
Artigo 151111 o estado de sao paulo albertoEduardo Facchini
 

Mais de Eduardo Facchini (20)

7ª aula logística empresarial
7ª aula logística empresarial7ª aula logística empresarial
7ª aula logística empresarial
 
6ªaula completa
6ªaula completa6ªaula completa
6ªaula completa
 
Planograma logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011
Planograma   logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011Planograma   logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011
Planograma logistica empresarial - 3 - tlog - 12-2011
 
Planograma gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011
Planograma   gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011Planograma   gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011
Planograma gestão de suprimentos e rec mat - 3 - tlog - 12-2011
 
3ºaula logística
3ºaula logística3ºaula logística
3ºaula logística
 
4ªaula de logística
4ªaula de logística4ªaula de logística
4ªaula de logística
 
5ªaula
5ªaula5ªaula
5ªaula
 
2ªaula de logística da uninove
2ªaula de logística da uninove2ªaula de logística da uninove
2ªaula de logística da uninove
 
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]
Manual cmtc001 - diagrama de marcha[1]
 
Apostila alberto lima
Apostila alberto limaApostila alberto lima
Apostila alberto lima
 
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]
Apresentacao planejamento operacional uninove [modo de compatibilidade]
 
ôNibus urbano bicalho
ôNibus urbano bicalhoôNibus urbano bicalho
ôNibus urbano bicalho
 
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalho
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalhoRegulamentação organização transp_público_ipea- bicalho
Regulamentação organização transp_público_ipea- bicalho
 
Parte c planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]
Parte c   planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]Parte c   planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]
Parte c planejamento e dimensionamento de redes [modo de compatibilidade]
 
Traffic calming
Traffic calmingTraffic calming
Traffic calming
 
Pre projeto
Pre projetoPre projeto
Pre projeto
 
Maricio lozata
Maricio lozataMaricio lozata
Maricio lozata
 
Artigo 151111 o estado de sao paulo alberto
Artigo 151111 o estado de sao paulo albertoArtigo 151111 o estado de sao paulo alberto
Artigo 151111 o estado de sao paulo alberto
 
Albertolima b
Albertolima bAlbertolima b
Albertolima b
 
Albertolima a
Albertolima aAlbertolima a
Albertolima a
 

Último

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 

Último (20)

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 

Manual monografia uninove

  • 1. MANUAL DE MONOGRAFIA Curso dos cursos de Pós-Graduação São Paulo 2008
  • 2. 1. ORIENTAÇÃO A todos os alunos é garantida orientação para o desenvolvimento das atividades previstas na disciplina de Monografia (40h/a), equivalente a 10 encontros presenciais na unidade estabelecida pela IES. A designação dos professores orientadores ficará sob a responsabilidade da Coordenação de curso. Para cada grupo de 8 (oito) a 12 (doze) alunos será designado 1 (um) professor orientador responsável pela orientação monográfica. Apenas professores mestres ou doutores serão estarão aptos a efetuar a orientação da disciplina de Monografia (40h/a). A reprovação na disciplina de monografia ocorrerá mediante a expiração do prazo de 120 dias considerando o inicio da orientação com os professores orientadores. 2. PLANO DE TRABALHO OU PRE-PROJETO A elaboração do trabalho monográfico inicia-se com a disciplina Monografia (40h/a) e termina com a apresentação do trabalho a uma Banca Examinadora. Para a elaboração do referido trabalho é importante que o aluno redija um pré-projeto sobre o assunto que ele irá abordar no seu trabalho de Monografia. A idéia é que o aluno apresente ao seu professor orientador esse pré-projeto até a quarta semana de orientação. Uma vez aprovado e feitos os ajustes necessários ao pré- projeto, o aluno tem condições de finalmente partir para a redação da Monografia propriamente dita.
  • 3. O pré-projeto deve ser composto das seguintes partes: * Introdução, *Objetivos gerais e específicos do estudo; * Problema a ser investigado; *Justificativa; *Hipótese do Trabalho; *Revisão de literatura; *Cronograma de pesquisa, *Metodologia adotada e *Referencias Bibliográficas. 3. ESTRUTURA DO PRE-PROJETO O Plano de Trabalho ou Pré-projeto de Monografia deve seguir a seguinte formatação na parte preliminar: a) Capa e Folha de rosto, contendo: nome da Universidade, curso de graduação, nome do autor, título do trabalho e subtítulo, se for o caso, no do professor orientador, curso e ano letivo. b) Agradecimentos; c) Resumo: este deve conter o objetivo do trabalho, método utilizado e resultados parciais com no máximo 150 palavras; d) Sumário: deve conter as partes que compõem o Plano de Trabalho com as numerações das paginas;
  • 4. e) Listas de tabelas, gráficos e figuras. A parte textual do pré-projeto de Monografia deve ser composta das seguintes seções: a) Introdução: nesta parte o aluno deve apresentar o assunto que irá discutir no seu trabalho; b) Justificativa: nesta parte o aluno apresentará ao leitor os motivos pelos quais o levou a escolher o tema em questão. É nesta parte do pré-projeto em que o aluno mostrará a relevância do seu estudo para o progresso da Ciência. O aluno pode também justificar a importância do seu tema apresentando as lacunas que existem sobre o assunto abordado. c) Problema a ser investigado: trata-se da parte mais importante do trabalho, pois é a pergunta que se quer responder com a investigação. Toda a investigação será norteada pela pergunta realizada para a execução da investigação acadêmica. d) Objetivo Geral: é a afirmação daquilo que se quer alcançar com a realização do referido estudo. Está diretamente relacionado com o problema da pesquisa. Em monografias é bastante usual apresentar o objetivo geral e os objetivos específicos; e) Objetivos específicos: correspondem a um desmembramento do objetivo geral do referido estudo; f) Hipótese: responde à indagação do problema. Em geral é uma suposição sobre como a realidade acontece. Esta pode ser aceita ou refutada, a depender dos resultados que se obtém com a realização do trabalho de pesquisa.
  • 5. g) Revisão de Literatura: constitui na apresentação das pesquisas já realizadas e publicadas acerca do assunto investigado e as teorias sobre o fenômeno em questão. Nesta parte são esboçadas as lacunas existentes do assunto investigado e quais as escolhas metodológicas utilizadas para explorar o fenômeno. A revisão de literatura é extremamente relevante para a justificativa das escolhas metodológicas feitas pelo pesquisador perante a comunidade cientifica. h) Cronograma da pesquisa: constitui o plano de execução do trabalho com o detalhamento de cada uma das etapas de pesquisa; i) Metodologia: nesta parte o autor se explica à comunidade cientifica como o estudo foi conduzido e qual o método cientifico de investigação utilizado com o detalhamento das técnicas de coleta de dados, variáveis estudadas, escalas utilizadas, processo de amostragem e tamanho da amostra, etc.. j) Referencias Bibliográficas: estão listados todos os referenciais teóricos utilizados com os seus respectivos autores. Estes deverão seguir as normas da ABNT.
  • 6. PASSOS PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO OU PLANO DE TRABALHO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO GERAL E ESPECIFICOS 3. PROBLEMA 4. HIPOTESE 5. JUSTIFICATIVA 6. REVISAO DE LITERATURA 7. CRONOGRAMA 8. METODOLOGIA 9. CONSIDERACOES FINAIS 10. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1 - INTRODUÇÃO: a introdução deve ser breve, clara e objetiva. Deve fazer um rápido comentário do propósito do trabalho destacando alguns pontos fundamentais da monografia do TCC. 2 – OBJETIVO GERAL: o aluno deverá apresentar o que norteará a realização do seu estudo acadêmico; 3. PROBLEMA: a investigação acadêmica deve esta centrada na busca da resposta ao problema que se deseja solucionar; 4. HIPOTESE: trata-se de uma suposição acerca do fenômeno investigado, podendo ser verdade ou não. A comprovação ou refutação desta dependera dos resultados obtidos com a adoção dos instrumentos investigativos; “A função da hipótese, na pesquisa científica, é propor explicações para certos fatos e ao mesmo tempo orientar a busca de outras informações”. (Oliveira, 1997: 155, 156). Constitui-se, portanto, numa resposta antecipada do problema, sujeita à sua comprovação. A hipótese é uma afirmação que se faz na tentativa de verificar a validade de resposta existente para um problema. É uma suposição que antecede a constatação dos fatos dos fatos e tem como característica uma formulação provisória; deve ser testada para que a sua validade seja determinada. Correta ou errada, de acordo ou contrária ao senso comum, a hipótese sempre conduz a uma verificação empírica. (OLIVEIRA, 1997:155, 156) 5 - JUSTIFICATIVA: retrata o porquê fazer? Começa com a razão da escolha do objeto de estudo e qual a importância para a comunidade (empresarial e acadêmica). 6. REVISAO DE LITERATURA – nesta parte do trabalho o aluno fará uma revisão teórica do assunto investigado. Será uma exploração acerca do que os autores escreveram ou escrevem sobre o assunto em questão. Poder-se-á apontar as
  • 7. lacunas existentes na literatura e que ainda estão sendo investigadas pelos diversos autores. 7. – CRONOGRAMA: devera constar todas as etapas da pesquisa e quais os prazos a serem cumpridos. 8. METODOLOGIA: retrata o como fazer? Isto é, quais os métodos e técnicas que serão utilizados na confecção do trabalho. 7.1 - Método empírico - advêm do conhecimento através da experiência; 7.2 - Método indutivo - advêm do estudo particular para o geral; 7.3 - Método dedutivo - advêm do estudo do geral para o particular; 7.4 - Técnicas de pesquisa: Qualitativa 7.4.1 – bibliográfica (livros, revistas, sites, etc.) 7.4.2 – documental (manuais, rotinas, etc.) Quantitativa 7.4.3 de campo (entrevistas, questionários, etc.) 9 – CONSIDERAÇOES FINAIS: deve dar fechamento ao trabalho científico, dando uma visão clara do atendimento ou não dos objetivos desejados. Na conclusão afirma-se ou nega-se a hipótese, ou melhor, se aquilo que se buscava foi atendido ou não. Pode-se sugerir alguma reforma ou transformação. 10 – REFERENCIAM BIBLIOGRÁFICAS - referem-se à totalidade das obras consultadas, utilizadas ou não no trabalho enquanto que a referência bibliográfica refere-se somente às obras utilizadas no trabalho - é a composição da fundamentação teórica. A bibliografia (ou referência bibliográfica) deve ser apresentada em ordem alfabética de sobrenome conforme segue:
  • 8. 1. Modelo (capa) – Pré-projeto ou Plano de Trabalho NOME DO ALUNO TÍTULO DO TRABALHO CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE São Paulo Ano
  • 9. 2. Modelo (folha de rosto) - pre-projeto ou Plano de Trabalho NOME DO ALUNO RA TÍTULO DO TRABALHO Monografia de TCC apresentada como exigência para a obtenção do título de especialização em (curso), ao Centro Universitário Nove de Julho – UNINOVE, sob a orientação do Professor (titulação e nome do professor). CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO UNINOVE São Paulo Ano
  • 10. -BIBLIOGRAFIA ACEVEDO, Claudia Rosa e NOHARA, Jouliana J. Monografia no curso de Administração – Guia Completo de Conteúdo e Forma, Ed. Atlas, São Paulo, 2005. HUBNER, M.M. Guia para elaboração de monografias e projetos de dissertação de mestrado e doutorado. São Paulo, Pioneira & Mackenzie, 1998. OLIVEIRA, Sylvio L. Tratado da metodologia científica. São Paulo, Pioneira, 1997. SANTOS, Gerson T. dos; ROSSI, Gisele & JARDILINO, J. Rubens L. Orientações metodológicas para elaboração de trabalhos acadêmicos. São Paulo, Gion, 2000. SEVERINO, Antonio J. Metodologia do trabalho científico. 21 ed. São Paulo, Cortez, 2000.