SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
CARACTERÍSTICAS GERAIS
• Corpo cilíndrico não segmentado;
• Triblásticos;
• Pseudocelomados;
• Protostômios;
• Simetria bilateral.
Filo Nematelmintes
TEGUMENTO E MUSCULATURA
O corpo é delgado e cilíndrico, afinando-se na direção das
extremidades. É revestido de uma cutícula forte, contendo
estriações diminutas.
A parede do corpo é formada por:
• Cutícula – acelular, proteica, lisa e pouco elastica.
• Epiderme – fina camada do tipo sincicio.
• Camada muscular – formada por fibras longitudinais, é dividida
em 4 partes e limita os movimentos a apenas algumas flexões,
além de limitar internamente o pseudoceloma. O pseudoceloma
é preenchido por líquido, que além de funcionar como esqueleto
hidrostático auxilia na distribuição de alimento e oxigênio.
Filo Nematelmintes
SISTEMA DIGESTÓRIO
São os primeiro animais a apresentar sistema digestório
completo, constituído por boca, faringe, esôfago, intestino e ânus.
Na boca podem existir papilas ou lábios, ganchos e lâminas ou
dentes córneos para melhor fixação no hospedeiro. Nas formas
livres a digestão é extracelular, nos parasitas a principal função do
sistema digestório é absorção.
Filo Nematelmintes
SISTEMA RESPIRATÓRIO
Não existe. A respiração é feita pela difusão dos gases
através da superfície do corpo (cutânea). Alguns parasitas são
anaeróbios facultativos.
Filo Nematelmintes
SISTEMA CIRCULATÓRIO
Não possuem sangue nem sistema circulatório. A
distribuição dos nutrientes é realizada pelo líquido
pseudocelomático.
Filo Nematelmintes
SISTEMA NERVOSO
Apresentam um anel de onde partem 6 cordões nervosos
anteriores curtos e 6 cordões nervosos posteriores longos. Há
também diversos gânglios de onde partem feixes nervosos que vão
inervar os diferentes órgãos.
SISTEMA EXCRETOR
É formado por canais excretores, os tubos em H. Existem
dois tubos que correm ao longo das linhas laterais. Na região
anterior, eles se unem e formam um único tubo que se abre na linha
mediana ventral. As paredes dos tubos absorvem por difusão os
resíduos metabólicos (amônia principalmente).
Filo Nematelmintes
REPRODUÇÃO
São animais dioicos, com diferentes estágios larvais, com
fecundação interna e desenvolvimento indireto, quase sempre com
dimorfismo sexual.
Os machos possuem vida mais curta, são menos numerosos e
menores que as fêmeas. No macho, aparecem órgãos acessórios da
cópula, todos para fixação durante o ato sexual.
A quantidade de ovos produzidos pelas fêmeas em geral é alta,
como a lombriga que produz aproximadamente 200 000 ovos ao
dia.
Filo Nematelmintes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anelideos
AnelideosAnelideos
Anelideosletyap
 
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago SouzaTrabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago SouzaJanaina Luciane Fraga
 
Invertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia MelloInvertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia MelloThiago Vieira
 
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintosMoluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintossupertrabalhos4
 
Anelideos
AnelideosAnelideos
Anelideosletyap
 
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)Bio
 
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoNematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoLaguat
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodesletyap
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Platelmintos
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Platelmintoswww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Platelmintos
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - PlatelmintosAnnalu Jannuzzi
 

Mais procurados (20)

Anelideos
AnelideosAnelideos
Anelideos
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
Platelmintos
Platelmintos Platelmintos
Platelmintos
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
Nematelmintos
NematelmintosNematelmintos
Nematelmintos
 
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago SouzaTrabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
 
Invertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia MelloInvertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia Mello
 
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintosMoluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
 
Anelideos
AnelideosAnelideos
Anelideos
 
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)
Anelídeos, Moluscos e Artrópodos (Power Point)
 
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfha
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfhaPlatyhelminthes, nematodos e nematomorfha
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfha
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Filo Nematoda
Filo Nematoda Filo Nematoda
Filo Nematoda
 
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoNematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
 
Anelideos e moluscos
Anelideos e moluscosAnelideos e moluscos
Anelideos e moluscos
 
Ap anelideos
Ap anelideosAp anelideos
Ap anelideos
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Platelmintos
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Platelmintoswww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Platelmintos
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Platelmintos
 
Anelídios
AnelídiosAnelídios
Anelídios
 

Destaque

Destaque (12)

How to make a mental map
How to make a mental mapHow to make a mental map
How to make a mental map
 
Nidia rengifo
Nidia rengifoNidia rengifo
Nidia rengifo
 
IMAPS 2003 Presentation by EPS
IMAPS 2003  Presentation by EPSIMAPS 2003  Presentation by EPS
IMAPS 2003 Presentation by EPS
 
enrollment no. : 160210116028 Sofiya's ppt of cs
  enrollment no. : 160210116028  Sofiya's ppt of cs  enrollment no. : 160210116028  Sofiya's ppt of cs
enrollment no. : 160210116028 Sofiya's ppt of cs
 
Chang island
Chang islandChang island
Chang island
 
O oque é letpp
O oque é letppO oque é letpp
O oque é letpp
 
nihms641125
nihms641125nihms641125
nihms641125
 
Zumba Gold Letter (with card)-2
Zumba Gold Letter (with card)-2Zumba Gold Letter (with card)-2
Zumba Gold Letter (with card)-2
 
Randie l coello_
Randie l coello_Randie l coello_
Randie l coello_
 
revista38
revista38revista38
revista38
 
Analisis de Precios Unitarios
Analisis de Precios UnitariosAnalisis de Precios Unitarios
Analisis de Precios Unitarios
 
M-BOT
M-BOTM-BOT
M-BOT
 

Semelhante a Nematelmintes: características gerais

Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011Roberto Bagatini
 
Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011Roberto Bagatini
 
Tabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animalTabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animaleebniltonkucker
 
Anatomia humana (7)
Anatomia humana (7)Anatomia humana (7)
Anatomia humana (7)Anne Immesi
 
Biologia anelideos
Biologia anelideosBiologia anelideos
Biologia anelideosEstude Mais
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Bio
 
Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelialURCA
 
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdf
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdfAula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdf
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdffirminokakutalu21
 
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.Paulocosta510
 

Semelhante a Nematelmintes: características gerais (20)

CLASSE POLYCHAETA.pdf
CLASSE POLYCHAETA.pdfCLASSE POLYCHAETA.pdf
CLASSE POLYCHAETA.pdf
 
Filo nematelminte
Filo nematelminteFilo nematelminte
Filo nematelminte
 
Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011
 
Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
Tabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animalTabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animal
 
Tecidos animais
Tecidos animaisTecidos animais
Tecidos animais
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Anatomia humana (7)
Anatomia humana (7)Anatomia humana (7)
Anatomia humana (7)
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
 
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
 
ANELIDEOS
ANELIDEOSANELIDEOS
ANELIDEOS
 
Biologia anelideos
Biologia anelideosBiologia anelideos
Biologia anelideos
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
 
Anelideos
AnelideosAnelideos
Anelideos
 
Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
 
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdf
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdfAula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdf
Aula de Sistema digestivo dos Ruminantes.pdf
 
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.
Histologia Animal - Tecido Epitelial e Tecido Conjuntivo.
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 

Nematelmintes: características gerais

  • 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS • Corpo cilíndrico não segmentado; • Triblásticos; • Pseudocelomados; • Protostômios; • Simetria bilateral. Filo Nematelmintes
  • 2. TEGUMENTO E MUSCULATURA O corpo é delgado e cilíndrico, afinando-se na direção das extremidades. É revestido de uma cutícula forte, contendo estriações diminutas. A parede do corpo é formada por: • Cutícula – acelular, proteica, lisa e pouco elastica. • Epiderme – fina camada do tipo sincicio. • Camada muscular – formada por fibras longitudinais, é dividida em 4 partes e limita os movimentos a apenas algumas flexões, além de limitar internamente o pseudoceloma. O pseudoceloma é preenchido por líquido, que além de funcionar como esqueleto hidrostático auxilia na distribuição de alimento e oxigênio. Filo Nematelmintes
  • 3. SISTEMA DIGESTÓRIO São os primeiro animais a apresentar sistema digestório completo, constituído por boca, faringe, esôfago, intestino e ânus. Na boca podem existir papilas ou lábios, ganchos e lâminas ou dentes córneos para melhor fixação no hospedeiro. Nas formas livres a digestão é extracelular, nos parasitas a principal função do sistema digestório é absorção. Filo Nematelmintes
  • 4. SISTEMA RESPIRATÓRIO Não existe. A respiração é feita pela difusão dos gases através da superfície do corpo (cutânea). Alguns parasitas são anaeróbios facultativos. Filo Nematelmintes SISTEMA CIRCULATÓRIO Não possuem sangue nem sistema circulatório. A distribuição dos nutrientes é realizada pelo líquido pseudocelomático.
  • 5. Filo Nematelmintes SISTEMA NERVOSO Apresentam um anel de onde partem 6 cordões nervosos anteriores curtos e 6 cordões nervosos posteriores longos. Há também diversos gânglios de onde partem feixes nervosos que vão inervar os diferentes órgãos.
  • 6. SISTEMA EXCRETOR É formado por canais excretores, os tubos em H. Existem dois tubos que correm ao longo das linhas laterais. Na região anterior, eles se unem e formam um único tubo que se abre na linha mediana ventral. As paredes dos tubos absorvem por difusão os resíduos metabólicos (amônia principalmente). Filo Nematelmintes
  • 7. REPRODUÇÃO São animais dioicos, com diferentes estágios larvais, com fecundação interna e desenvolvimento indireto, quase sempre com dimorfismo sexual. Os machos possuem vida mais curta, são menos numerosos e menores que as fêmeas. No macho, aparecem órgãos acessórios da cópula, todos para fixação durante o ato sexual. A quantidade de ovos produzidos pelas fêmeas em geral é alta, como a lombriga que produz aproximadamente 200 000 ovos ao dia. Filo Nematelmintes