O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento- "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 3 Anúncio

Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento- "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas

Baixar para ler offline

Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento: "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas analógicos ou digitais?"

A disciplina de sistemas eletrônicos envolve o desenvolvimento da habilidade de reconhecer os principais componentes eletrônicos, seu funcionamento e função nos circuitos e sistemas. Os componentes eletrônicos foram projetados com o objetivo de controlar o fluxo dos sinais elétricos, logo para controlar a corrente elétrica, que flui através dos mesmos. Tal controle tem a missão de produzir os resultados desejados, quando da concepção de um projeto, tanto na esfera analógica como na digital.

Na realidade, podemos traçar uma diferença entre os dois tipos de sinais de forma, ao mesmo tempo, simples e precisa. Tal diferença entre os sinais pode ser compreendida da seguinte maneira, entende-se como sendo um sinal analógico, o que possui uma variação contínua de uma variável. Já no sinal digital as variáveis evoluem de maneira discreta, ou seja, a passagem de um valor para outro ocorre por saltos.

Outro aspecto relevante é a importância da conversão de sinais, para que a informação, em forma de sinal elétrico, possa circular pelos mais variados tipos de sistemas digitais, desde os mais simples aos mais complexos.

Baseando-se nessas informações elencadas em nosso material e na bibliografia indicada:

Entendendo sobre os conceitos abordados, imagine que você trabalha em uma empresa que desenvolve soluções para sistemas digitais, instrumentação e robótica.

Voltando aos sistemas digitais, que foram apresentados no início do nosso estudo, mais especificamente na unidade 1, eles realizam as operações internas usando circuitos digitais e operações digitais. Qualquer informação que tenha de entrar em um sistema digital deve ser colocada no formato digital. De modo similar, as saídas de um sistema digital estão sempre no formato digital. Quando um sistema digital, como um computador, é usado para monitorar e/ou controlar um processo físico, temos de lidar com as diferenças entre a natureza digital do computador e a natureza analógica das variáveis do processo. A figura 1 ilustra essa situação. O diagrama mostra os cinco elementos envolvidos quando um computador monitora uma variável física presumivelmente analógica: Transdutor, Conversor analógico-digital (CAD), Computador, Conversor digital-analógico (CDA) e Atuador. Assim, vemos que CADs e CDAs funcionam como interfaces entre um sistema digital e o mundo analógico. Essa função se tornou cada vez mais importante à medida que os computadores de baixo custo passaram a ser usados em áreas de controle de processos, em que antes o controle por meio do computador não era praticável.


Figura 1: Diagrama de monitoramento de uma variável física.

Para atender aos critérios dessa atividade:

1. Pesquise sobre a utilização de conversores analógico-digital (CAD) e digital-analógico (CDA) para interfacear um

Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento: "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas analógicos ou digitais?"

A disciplina de sistemas eletrônicos envolve o desenvolvimento da habilidade de reconhecer os principais componentes eletrônicos, seu funcionamento e função nos circuitos e sistemas. Os componentes eletrônicos foram projetados com o objetivo de controlar o fluxo dos sinais elétricos, logo para controlar a corrente elétrica, que flui através dos mesmos. Tal controle tem a missão de produzir os resultados desejados, quando da concepção de um projeto, tanto na esfera analógica como na digital.

Na realidade, podemos traçar uma diferença entre os dois tipos de sinais de forma, ao mesmo tempo, simples e precisa. Tal diferença entre os sinais pode ser compreendida da seguinte maneira, entende-se como sendo um sinal analógico, o que possui uma variação contínua de uma variável. Já no sinal digital as variáveis evoluem de maneira discreta, ou seja, a passagem de um valor para outro ocorre por saltos.

Outro aspecto relevante é a importância da conversão de sinais, para que a informação, em forma de sinal elétrico, possa circular pelos mais variados tipos de sistemas digitais, desde os mais simples aos mais complexos.

Baseando-se nessas informações elencadas em nosso material e na bibliografia indicada:

Entendendo sobre os conceitos abordados, imagine que você trabalha em uma empresa que desenvolve soluções para sistemas digitais, instrumentação e robótica.

Voltando aos sistemas digitais, que foram apresentados no início do nosso estudo, mais especificamente na unidade 1, eles realizam as operações internas usando circuitos digitais e operações digitais. Qualquer informação que tenha de entrar em um sistema digital deve ser colocada no formato digital. De modo similar, as saídas de um sistema digital estão sempre no formato digital. Quando um sistema digital, como um computador, é usado para monitorar e/ou controlar um processo físico, temos de lidar com as diferenças entre a natureza digital do computador e a natureza analógica das variáveis do processo. A figura 1 ilustra essa situação. O diagrama mostra os cinco elementos envolvidos quando um computador monitora uma variável física presumivelmente analógica: Transdutor, Conversor analógico-digital (CAD), Computador, Conversor digital-analógico (CDA) e Atuador. Assim, vemos que CADs e CDAs funcionam como interfaces entre um sistema digital e o mundo analógico. Essa função se tornou cada vez mais importante à medida que os computadores de baixo custo passaram a ser usados em áreas de controle de processos, em que antes o controle por meio do computador não era praticável.


Figura 1: Diagrama de monitoramento de uma variável física.

Para atender aos critérios dessa atividade:

1. Pesquise sobre a utilização de conversores analógico-digital (CAD) e digital-analógico (CDA) para interfacear um

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais de Prime (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento- "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas

  1. 1. MAPA – Material de Avaliação Prática da Aprendizagem MAPA - REDES - PRINCÍPIOS DE TELECOMUNICAÇÕES - 54/2022 Iniciamos nossa atividade MAPA com o seguinte questionamento: "Qual a diferença entre um circuito e um sistema eletrônico, dentro do contexto da possibilidade de serem sistemas analógicos ou digitais?" A disciplina de sistemas eletrônicos envolve o desenvolvimento da habilidade de reconhecer os principais componentes eletrônicos, seu funcionamento e função nos circuitos e sistemas. Os componentes eletrônicos foram projetados com o objetivo de controlar o fluxo dos sinais elétricos, logo para controlar a corrente elétrica, que flui através dos mesmos. Tal controle tem a missão de produzir os resultados desejados, quando da concepção de um projeto, tanto na esfera analógica como na digital. Na realidade, podemos traçar uma diferença entre os dois tipos de sinais de forma, ao mesmo tempo, simples e precisa. Tal diferença entre os sinais pode ser compreendida da seguinte maneira, entende-se como sendo um sinal analógico, o que possui uma variação contínua de uma variável. Já no sinal digital as variáveis evoluem de maneira discreta, ou seja, a passagem de um valor para outro ocorre por saltos.
  2. 2. Outro aspecto relevante é a importância da conversão de sinais, para que a informação, em forma de sinal elétrico, possa circular pelos mais variados tipos de sistemas digitais, desde os mais simples aos mais complexos. Baseando-se nessas informações elencadas em nosso material e na bibliografia indicada: Entendendo sobre os conceitos abordados, imagine que você trabalha em uma empresa que desenvolve soluções para sistemas digitais, instrumentação e robótica. Voltando aos sistemas digitais, que foram apresentados no início do nosso estudo, mais especificamente na unidade 1, eles realizam as operações internas usando circuitos digitais e operações digitais. Qualquer informação que tenha de entrar em um sistema digital deve ser colocada no formato digital. De modo similar, as saídas de um sistema digital estão sempre no formato digital. Quando um sistema digital, como um computador, é usado para monitorar e/ou controlar um processo físico, temos de lidar com as diferenças entre a natureza digital do computador e a natureza analógica das variáveis do processo. A figura 1 ilustra essa situação. O diagrama mostra os cinco elementos envolvidos quando um computador monitora uma variável física presumivelmente analógica: Transdutor, Conversor analógico-digital (CAD), Computador, Conversor digital-analógico (CDA) e Atuador. Assim, vemos que CADs e CDAs funcionam como interfaces entre um sistema digital e o mundo analógico. Essa função se tornou cada vez mais importante à medida que os computadores de baixo custo passaram a ser usados em áreas de controle de processos, em que antes o controle por meio do computador não era praticável. Figura 1: Diagrama de monitoramento de uma variável física. Para atender aos critérios dessa atividade: 1. Pesquise sobre a utilização de conversores analógico-digital (CAD) e digital-analógico (CDA) para interfacear um computador, ou sistemas microcontrolados, com o mundo analógico, de modo a monitorar uma variável física. ATENÇÃO ALUNO: Esta entrega deve ser enviada utilizando o template do MAPA disponível nos materiais da disciplina. Antes de enviar o arquivo, certifique-se de que respondeu a todos os critérios. Após o envio não são permitidas alterações. Por favor, não insista. Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, ou seja, o famoso: "professor, veja se minha atividade está certa?" Isso invalida seu processo avaliativo. Lembre-se que a interpretação da atividade também faz parte da avaliação. Por favor, não insista solicitando que os professores mediadores lhe deem orientações extras acerca da atividade. Baseando-se nessas informações elencadas em nosso material e na bibliografia indicada:
  3. 3. Descreva cada um dos elementos da figura 1, e exemplifique com algumas aplicações possíveis a utilização do sistema. Na sequência apresente uma proposta, que pode ser hipotética, porém consistente, sobre um sistema de monitoramento de variável, dentro de suas necessidades profissionais ou pessoais, apresentando uma descrição esquemática dos elementos que fazem parte do sistema de monitoramento proposto. * Dicas para realizar a atividade: 1. Durante as aulas, a professora irá fornecer dicas que podem ser utilizadas para a confecção das suas atividades, sendo assim, é de suma importância participar da aula ao vivo, ou assisti-las posteriormente, e 2. Assista às aulas conceituais da disciplina. * Orientações: - Plágios e cópias indevidas serão penalizadas com nota zero. - Não são permitidas correções parciais no decorrer do módulo, pois a interpretação da atividade também faz parte da avaliação. - Atenção ao prazo de entrega da atividade. Sugerimos que envie sua atividade antes do prazo final para evitar transtornos e lentidão nos servidores. Evite envio de atividade em cima do prazo.

×