Apresentação o cinefilo

404 visualizações

Publicada em

Compartilho aqui minha apresentação da monografia para a banca do meu TCC feito para conclusão do curso de Bacharel em Design Gráfico pela Uniesp/Faimi de Mirassol SP com o tema: Projeto gráfico para criação de revista sobre cinema.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
404
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação o cinefilo

  1. 1. “Projeto gráfico para criação de revista sobre cinema”
  2. 2. Trabalho divido em 3 capítulos• 1º Importância de se criar um projeto gráfico para uma revista.• 2º Desenvolvimento do projeto.• 3º Apresentação da Revista.
  3. 3. A elaboração editorial• Por que criar um projeto gráfico de uma revista?Trabalhar com várias ferramentas(softwares) para a criação e usar metodologias de design.
  4. 4. Importância do tema da RevistaApós pesquisas feitas em bancas de jornais e na internetconcluí que hoje existe no Brasil apenas uma revistaespecializada em cinema .
  5. 5. Revista Preview. Editora Sampa, revista de cinema Mensal CANCELADA• Revista Set. Editora peixes Criada em junho de 1987 e última edição em novembro de 2010 quando foi vendida para editora Aver.
  6. 6. A escolha do nome ?
  7. 7. 3º A escolha do nome
  8. 8. • Fases do trabalho• Escolhido o tema e o nome partimos para: O DESIGN trabalhando sempre em conjunto com o lado EDITORIAL• Primeiramente fizemos fizemos o boneco, feito a mão, para termos uma noção melhor de como ficaria o projeto antes de ser diagramado no indesign, etapa feita em conjunto com a teoria, onde foram definidas as fontes, número de colunas, disposição dos elementos no layout etc.
  9. 9. • Escolha das máterias. (Editor)• Pesquisa sobre notícias de cinema e imagens. (Editor)• Diagramação e criação dos sinais gráficos. (Designer)
  10. 10. Metodologia usada foi:• O livro base para realização do projeto foi Edição e Design de Jan V. White.
  11. 11. • Segundo White devemos encarar a revista como um objeto-a-ser-vendido e para isso mostraremos alguns caminhos para que isso aconteça.
  12. 12. Rápida abordagem sobre a elaboração• O tamanho da página influi no que as pessoas veem e no números de takes, a revista é examinada em 1 só take• A página isolada não é uma unidade sozinha, mas parte de uma página dupla aberta.
  13. 13. • Alguma coisa na CAPA desperta curiosidade, os leitores devem percebê-la para descobrir mais, consultar o SUMÁRIO e folhear a revista até encontrar o que procuram.
  14. 14. • O objeto é maleável e dobrado, preso pela lombada que faz com que as partes internas da página fiquem escondidas até que alguém decida abri-la totalmente e o que ele vir nas METADES EXTERNAS o motivará a fazer isso.
  15. 15. Colocar o MELHOR TRUFO nos lugares ondequem dá uma rápida espiada possa ver, ou seja,o LADO DE FORA: imagens mais fascinantespalavras mais provocativas e nunca na parteinterior que fica escondida.
  16. 16. • As áreas mais valorizadas da página dupla são a parte superior esquerda e direita, onde as pessoas olham.• A parte menos importante de uma página dupla é o rodapé da página.
  17. 17. • Os leitores CONCENTRAN-SE NA PARTE SUPERIOR quando estão examinando uma revista, ao folhearem as páginas fixam o olhar na parte de cima e movem os olhos horizontalmente, porque é mais rápido e dá menos trabalho e por isso a disposição lógica dos menus é feita na horizontal ao longo do alto da página fazendo com que as informações fiquem penduradas.
  18. 18. • As páginas esquerdas devem ser dispostas de modo diferente das páginas direitas para aproveitar ao máximo as áreas onde os leitores concentram mais o olhar, nas partes superior externa de cada lado.
  19. 19. • Os anunciantes preferem as páginas direitas, pois quem segura a revista na maioria das vezes o faz com a mão esquerda enquanto a mão direita segura firme o lado direito da revista e o lado esquerdo fica solto e quando a revista está em cima de algum lugar plano, o lado direito que é mais pesado fica parado enquanto o esquerdo pode se levantar por ser mais leve.• Favorecendo assim o lado esquerdo para o editorial .
  20. 20. O posicionamento rítmico cria expectativa e acumulaforça, optamos por trabalhar de cima para baixo e não debaixo para cima, por ser uma corrente visual, o alto dapágina precisa ser controlado e deixar cair o finalnaturalmente, mesmo que sobre espaço lá.
  21. 21. • Indução• 1 Imagem atrai atenção.• 2 O título realça a ideia.• 3 No texto estão os detalhes.• 4 Cupom ou endereço eletrônico.
  22. 22. • Espaço: é fluente e corre da esquerda para a direita, um pouco de espaço vazio ajuda.• Colocar muitas informações em espaços pequenos pode atrapalhar.
  23. 23. • Desfile: sempre pensando na horizontal, pois a página não é uma isolada• Página não é isolada• A página é um Fluxo contínuo.• Explorar o potencial de movimento.• Leitores são afetados pelo que acabaram de ler.• Dar ritmo e incluir surpresas.
  24. 24. • Tipologia As famílias de fontes escolhidas para a revista foram;BODONI bodoniGARAMOND GaramondTIMES NEW ROMAN times new romanHELVETICA helvetica
  25. 25. • EntretítuloCaptar elementosessenciais naprimeira olhada• CapitularAlgo importanteEstá começandoSubstitui o entretítulodando cor ePersonalidade gráficaao texto.
  26. 26. • Cor: serão temáticas, sendo uma continuação. da matéria.• Trunfo valioso• Agrega valor a técnica de comunicação.• Enfatiza pontos principais.• Chama a atenção do leitor.• Sinais gráficos: elementos de suporte para a navegação, comunica com o tema, logotipos, vinhetas de seção, numeração de página etc.
  27. 27. • Imagens: São a primeira coisa que o leitor olha.• Desperta emoção.• Leva o leitor para a informação.• Deve ser usada estratégicamente.• Emocional.• Informativa.• Documental.
  28. 28. • Infografia: é usada para para transmitir a comunicação através de uma mistura de dados, fotografia e ilustrações.• Os infográficos são usados sempre quando a informação tem que ser passada de uma forma dinâmica
  29. 29. • Margens: Padroniza a revista, criando espaços em branco, conforto e regularidade servindo também para:• Moldura de fotos.• Enriquecer o que cerca.• Criar amarras página a página.• E surgir como uma surpresa quando quebrada, atraindo assim a atenção do leitor.
  30. 30. Grid: (grades e colunas) É um princípio organizador do design gráfico.Existem vários Colunas,modelos de grid módulos,mas todospossuem as margens,mesmas partes Guias horizontaisbásicas e cadauma tem uma zonas especiaisfunção. marcadores.
  31. 31. • Box : Serve para colocar algo importante dentro, tornando as coisas mais vivas e ricas e convida o leitor a entrar, já que é um pequeno texto• Fios: Serve para organizar o espaço e articular limites, como se fossem paredes.
  32. 32. • Layout : é a disposição dos elementos distribuidos dentro da página de cada seção• Templates: são os conjuntos de layouts definidos como modelo para as próximas edições.
  33. 33. • Programas utilizados para o desenvolvimento: Photoshop CS6: Tratamento de imagens. Illustrator CS6: Criação dos sinais gráficos. InDesign CS6: Diagramação da revista.
  34. 34. • Considerações finais.• O trabalho em conjunto de Editor e Designer contribuiu muito para o nosso crescimento, entender um pouco como funciona o lado editorial nos dá uma visão além do design e também poder criar todo o projeto gráfico nos faz ampliar a forma de se pensar, deste equilíbrio temos o resultado final.• O CINÉFILO.
  35. 35. Referências• FUENTES, Rodolfo. A prática do design gráfico – uma metodologia criativa. São Paulo: Edições Rogari, 2006.• HURLBURT, Allen. Layout : o design da página impressa. São Paulo:Nobel, 2002.• MEGGS, Philip B & PURVIS, W. Alston. História do Design Gráfico. São Paulo: Cosac Naify, 2009.• SAMARA, Timoty. Grid: Construção e Desconstrução. São Paulo: Cosac Naify, 2007.• SANTAELLA, Lúcia. Semiótica Aplicada. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.• SELZNICK, Brian. A invenção de Hugo Cabret. São Paulo: Edições SM, 2007• WHITE, Jan V. Edição e Design. 2.ed. São Paulo: JSN Editora, 2006.
  36. 36. ’’Aprenda as regras para depois quebrá-las’’ Jan Tschichold

×