Universidade federal da Paraíba
centro de ciências aplicadas e educação.
Departamento de ciências exatas
avaliação de apre...
Avaliação da aprendizagem e ética:
 Os instrumentos de coleta de dados
utilizados para “medir” o desempenho
e aprendizado...
“ Será que nossos instrumentos de coleta de
dados para a avaliação têm tido o objetivo de
detectar a aprendizagem de um d...
 O educador introduz elementos estranhos e
desnecessários o que dificulta a compreensão
do educando a respeito do que est...
 Quando o professor passa a cobrar um nível de
complexidade maior do que foi dado em sala.
Uma resposta insatisfatória, ...
 O aluno aprendi da forma que foi
ensinada, mas não sabe responder da
forma como esta sendo perguntada.
RELATO:
Ética :
“ estou ensinando esses conteúdos e
nos testes perguntarei sobre isso,
para verificar se vocês efetivamente
apren...
Formulam perguntas complexas e
difíceis de serem compreendidas, e
não respondidas.
Onde esta a ética?
Onde esta a verda...
Os estudantes se sentem enganados, e vão
aprendendo a enganar.
Luckesi destaca: estas condutas, da
complexidade das avaliações, não são
realizadas por má vontade, e assim que se
tem ag...
O começo do ensinamento da ética no
cotidiano escolar, produzindo bons e
adequados instrumentos para a coleta de
dados pa...
O individual e o coletivo na
avaliação da aprendizagem.
Estar atento tanto ao educando, quanto a
turma a qual ele esta inserido.
Para o educando, a avaliação da
aprendizagem es...
Os atos avaliativos na escolas: permitem ao
educador saber como esta se dando a
aprendizagem do educando individualmente,...
O educador vem como acompanhante do
educando individualmente no seu processo de
aprender e desenvolver-se.
O estudante s...
Quando o foco de atenção volta-se
exclusivamente para o educando individual,
somos tentados a dizer que os educandos, est...
Observar a metodologia, materiais didáticos
disponíveis, carências da administração escolar,
espaço físico. Tudo isso pod...
Se qualquer fator, citado anteriormente,
estiver atrapalhando a aprendizagem do
coletivo, deve-se corrigi-lo para que ass...
Sugestão: o educador em sala de
aula, deve servisse dos recursos
metodológicos da avaliação da
aprendizagem para obter re...
Os resultados individuais dará a
dimensão do aproveitamento de cada
estudante. E o coletivo dará dimensão
do desempenho d...
FIM!
Seminario 5
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminario 5

395 visualizações

Publicada em

Os instrumentos de coleta de dados utilizados para “medir” o desempenho e aprendizado do aluno(prova, teste).

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
277
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminario 5

  1. 1. Universidade federal da Paraíba centro de ciências aplicadas e educação. Departamento de ciências exatas avaliação de aprendizagem prof. Joseval Miranda Avaliação da aprendizagem e a ética: O individual e o coletivo na avaliação da aprendizagem. Grupo: Silvana Silva Jamile Felismina
  2. 2. Avaliação da aprendizagem e ética:  Os instrumentos de coleta de dados utilizados para “medir” o desempenho e aprendizado do aluno(prova, teste).  Logica correta: cobrar o que foi ensina, na mesma complexidade.  O que esta acontecendo: ensina-se simples e solicita-se uma resposta complexa.
  3. 3. “ Será que nossos instrumentos de coleta de dados para a avaliação têm tido o objetivo de detectar a aprendizagem de um determinado conteúdo por parte do educando ou têm tido o objetivo de detectar a capacidade do educando de desvendar enigmas?”
  4. 4.  O educador introduz elementos estranhos e desnecessários o que dificulta a compreensão do educando a respeito do que esta sendo solicitado, conduzindo o mesmo ao erro.
  5. 5.  Quando o professor passa a cobrar um nível de complexidade maior do que foi dado em sala. Uma resposta insatisfatória, não revelará, em principio, que o estudante não aprendeu o conteúdo ensinado, mas na verdade não entendeu o que foi perguntado, muitas das vezes as perguntas tem um nível de complexidade não entendida pelo aluno.
  6. 6.  O aluno aprendi da forma que foi ensinada, mas não sabe responder da forma como esta sendo perguntada.
  7. 7. RELATO:
  8. 8. Ética : “ estou ensinando esses conteúdos e nos testes perguntarei sobre isso, para verificar se vocês efetivamente aprenderam o que foi ensinado.” Na verdade isto não vem acontecendo, não e tão verdade que os professores perguntam simples e diretamente sobe o que ensinaram.
  9. 9. Formulam perguntas complexas e difíceis de serem compreendidas, e não respondidas. Onde esta a ética? Onde esta a verdade?
  10. 10. Os estudantes se sentem enganados, e vão aprendendo a enganar.
  11. 11. Luckesi destaca: estas condutas, da complexidade das avaliações, não são realizadas por má vontade, e assim que se tem agido ao longo dos tempos.  os atos não justificam as praticas más, e sim levanta a hipótese de começar a mudar.
  12. 12. O começo do ensinamento da ética no cotidiano escolar, produzindo bons e adequados instrumentos para a coleta de dados para a avaliação da aprendizagem, sem enganos , sem complicação, pegadinhas. E fundamental praticar a ética, pois alunos aprendem muito pela convivência e professores também.
  13. 13. O individual e o coletivo na avaliação da aprendizagem.
  14. 14. Estar atento tanto ao educando, quanto a turma a qual ele esta inserido. Para o educando, a avaliação da aprendizagem escolar, significa acompanhá-lo, através da qualidade dos resultados de sua aprendizagem, detectados através do uso cuidadoso dos recursos metodológicos, em conformidade com as abordagens.
  15. 15. Os atos avaliativos na escolas: permitem ao educador saber como esta se dando a aprendizagem do educando individualmente, seus sucessos, suas dificuldades, ao mesmo tempo indicam o que fazer para auxiliá-lo a ultrapassar os impasses emergentes.
  16. 16. O educador vem como acompanhante do educando individualmente no seu processo de aprender e desenvolver-se. O estudante sobre o qual se olha individualmente faz parte de um todo.
  17. 17. Quando o foco de atenção volta-se exclusivamente para o educando individual, somos tentados a dizer que os educandos, estão com o desempenho insatisfatório, são os únicos responsáveis pela qualidade negativa de sua aprendizagem.  A eficiência da aprendizagem não depende so do aprendiz, mas, ao mesmo tempo do ensinante e do sistema escolar dentro do qual esta inserido.
  18. 18. Observar a metodologia, materiais didáticos disponíveis, carências da administração escolar, espaço físico. Tudo isso pode contribuir para uma má aprendizagem do aluno.
  19. 19. Se qualquer fator, citado anteriormente, estiver atrapalhando a aprendizagem do coletivo, deve-se corrigi-lo para que assim os alunos possam aprender.
  20. 20. Sugestão: o educador em sala de aula, deve servisse dos recursos metodológicos da avaliação da aprendizagem para obter resultados individuais de aprendizagem de cada um dos seus educandos. Com esses resultados em mãos, praticar duas “leituras”, uma individual e outra coletiva, esta tomando por base o desempenho da turma.
  21. 21. Os resultados individuais dará a dimensão do aproveitamento de cada estudante. E o coletivo dará dimensão do desempenho do sistema de ensino. Deve-se olha sempre o individual e o coletivo para que assim melhore o desempenho da pratica educativa nas salas de aulas.
  22. 22. FIM!

×