CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANOÁREA DE CIÊNCIAS SOCIAISJORNALISMOCINEMA I  Carmen Miranda   o Brasil nunca mais    foi o ...
o Nascida em Portugal, emigrou para o  Brasil e foi criada na Lapa carioca, que,  nas décadas de 1910 e 1920, era um  cald...
o Única no movimento das mãos e  quadris e no revirar dos olhos verdes,  estilizou a baiana, com badulaques, a  boca pinta...
o Ela vivia rodeada pela família e                           amigos. Não teve filhos, casou-se                            ...
o Nos EUA, cantou em português e,                                   como todo mito, foi alvo de                           ...
CRONOLOGIA9 de fevereiro de 1909Nasce Maria do Carmo Mirandada Cunha.17 de dezembro de 1909A família da pequena notáveldes...
CRONOLOGIA19 de junho de 1930Promove o seu próprio festival,o "Festival Carmen Miranda", noTeatro Lírico (RJ).6 de março d...
CRONOLOGIA20 de janeiro de 1936Estreia do filme "Alô, AlôCarnaval" no Cine Alhambra.4 de janeiro de 1939Canta para 200 mil...
CRONOLOGIA16 de junho de 1939Carmen estreia em Nova Yorkcom o "Bando da Lua",revolucionando a Broadway, a"Feira Mundial" e...
FILMOGRAFIABrasileiroso O carnaval cantado no Rio (1933)o A voz do carnaval (1933)o Estudantes (1935)o Alô, alô, Brasil (1...
FILMOGRAFIAAmericanoso   Serenata (1940)o   Uma noite no Rio (1941)o   Aconteceu em Havana (1941)o   Minha secretária bras...
Carmen Miranda: o Brasil nunca mais foi o mesmo... tão pouco o cinema
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Carmen Miranda: o Brasil nunca mais foi o mesmo... tão pouco o cinema

1.182 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado à Disciplina de Cinema I, Curso de Jornalismo da Unifra-RS.

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.182
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carmen Miranda: o Brasil nunca mais foi o mesmo... tão pouco o cinema

  1. 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANOÁREA DE CIÊNCIAS SOCIAISJORNALISMOCINEMA I Carmen Miranda o Brasil nunca mais foi o mesmo... tão pouco o cinema Carolina Oliveira Edilaine Avila Marcos Borba Thales Oliveira
  2. 2. o Nascida em Portugal, emigrou para o Brasil e foi criada na Lapa carioca, que, nas décadas de 1910 e 1920, era um caldeirão cultural.o A partir de suas experiências nas rodas boêmias, suas favoritas, criou um personagem que seria uma representação do século XX.o Carmen Miranda foi a primeira artista multimídia do país. Talentosa, transitou com desenvoltura pelo que viria a se tornar a indústria cultural.o Transformou-se num ícone das massas. Pioneira, foi a maior estrela do disco, do rádio, do cinema, dos teatros, da mídia e dos cassinos brasileiros.
  3. 3. o Única no movimento das mãos e quadris e no revirar dos olhos verdes, estilizou a baiana, com badulaques, a boca pintada de vermelho, sorridente e tímida.o Eternizou os mais importantes compositores de seu tempo.o Investiu na gravação de marchinhas de carnaval e samba, que tratava de cantar à sua maneira, muitas vezes trocando a letra das músicas, acrescentando uma bossa própria, um jeito de sublinhar as palavras com seus erres vibrantes. o Alguns dizem que foi a mais nacionalista e quem mais demonstrou amar o Brasil.
  4. 4. o Ela vivia rodeada pela família e amigos. Não teve filhos, casou-se apenas uma vez, com David Sebastian. o Protagonista de uma carreira meteórica, conseguiu uma projeção internacional como nenhum outro artista brasileiro alcançou. o Percorreu, primeiro, a Argentina e outros países da América Latina e depois EUA e Europa.o É, até hoje, a única latino-americana a gravar seus pés e mãos na calçada da fama em Los Angeles.
  5. 5. o Nos EUA, cantou em português e, como todo mito, foi alvo de polêmicas e controvérsias. o No cinema americano, teve a imagem atrelada à caricatura da mulher latina, ciumenta, irritada, de sotaque carregado e exagerado.o No Brasil, acusavam-na de acentuar os estereótipos do país, rebuscar os gestos, de “americanizar-se”.o Massacrada por inúmeros compromissos de trabalho, por pílulas para dormir e para acordar, pela engrenagem de Hollywood, morreu no dia 5 de agosto de 1955, após a gravação de um programa de televisão em Los Angeles, com apenas 46 anos.
  6. 6. CRONOLOGIA9 de fevereiro de 1909Nasce Maria do Carmo Mirandada Cunha.17 de dezembro de 1909A família da pequena notáveldesembarca no Brasil.1929Carmen canta num festival, organizado pelobaiano Anibal Duarte, no Instituto Nacionalde Música no centro do RJ 4 de dezembro de 1929 Grava seu primeiro disco na Víctor Fevereiro de 1930 Lança "Tá hi", consagrando-a nacionalmente durante o ano.
  7. 7. CRONOLOGIA19 de junho de 1930Promove o seu próprio festival,o "Festival Carmen Miranda", noTeatro Lírico (RJ).6 de março de 1933Estreia seu primeiro filme, "AVoz do Carnaval", no CineOdeon.4 de fevereiro de 1935Estreia do filme "Alô, Alô Brasil" no Cine Alhambra, oprimeiro filme brasileiro com som direto na película. 8 de julho de 1935 Estreia do filme "Estudantes", no Cine Alhambra.
  8. 8. CRONOLOGIA20 de janeiro de 1936Estreia do filme "Alô, AlôCarnaval" no Cine Alhambra.4 de janeiro de 1939Canta para 200 mil pessoas na"Feira de Amostras", noconcurso oficial de músicascarnavalescas é a maisovacionada.10 de fevereiro de 1939Estreia o filme "Banana da Terra", no Cine Metro-Passeio.Sua estreia nacional como "baiana". 27 de fevereiro de 1939 Grava com o compositor e cantor baiano Dorival Caymmi "O Que É Que a Baiana Tem".
  9. 9. CRONOLOGIA16 de junho de 1939Carmen estreia em Nova Yorkcom o "Bando da Lua",revolucionando a Broadway, a"Feira Mundial" e toda NovaYork.25 de março de 1941Imprime suas mãos e sapatos no cimentoda calçada do Teatro Chinês de LosAngeles, primeira e única sul-americana areceber tal honraria. 1941 a 1953 Atua em mais 13 filmes em Hollywood. 5 de agosto de 1955 Morre em Los Angeles, aos 46 anos, de um colapso cardíaco.
  10. 10. FILMOGRAFIABrasileiroso O carnaval cantado no Rio (1933)o A voz do carnaval (1933)o Estudantes (1935)o Alô, alô, Brasil (1935)o Alô, alô, carnaval (1936)o Banana da terra (1938)o Laranja da China (1939)
  11. 11. FILMOGRAFIAAmericanoso Serenata (1940)o Uma noite no Rio (1941)o Aconteceu em Havana (1941)o Minha secretária brasileira (1942)o Entre a loura e a morena (1943)o Quatro moças num jeep (1944) o Sonhos de estrela (1945)o Alegria, rapazes (1944) o Se eu fosse feliz (1946) o Copacabana (1947) o O príncipe encantado (1948) o Romance carioca (1950) o Morrendo de medo (1953)

×