O gatekeeper (Jornal)

763 visualizações

Publicada em

Trabalho da disciplina de Edição Jornalística. Alunos: Cinnara Cardoso, Edenilton Santos, Fabrício Arruda, Juliana Jacomé, Aline Moraes, Rejane Alves

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
763
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O gatekeeper (Jornal)

  1. 1. GatekeeperEdição espe- O que é (Pag 5) notícia?cial sobre osbastidores da nóticia no O Popular Como deve ser a fotografia no jor- nal impresso? Pag 4 A pressão do deadline Pag 7
  2. 2. Gatekeeper Editorial Abertura Indice O Popular, o principal veículo Editor de Abertura é 02 impresso do Centro-Oeste o primeiro a chegar H Editorial á 74 anos no mercado O Popular, o principal veículo o jornal O Popular está impresso do Centro-Oeste hoje entre os princi- pais veículos de comunicação da Abertura 03 região Centro-Oeste. Membro das Organizações Jaime Câmara, que Editor de abertura é o hoje é composto por nove emis- primeiro a chegar soras de rádio e mais 10 emissoras de TV nos Estados de Goiás e To- Fotografia 04 cantins, o jornal foi a primeira em- presa do grupo a ser criada. A fotografia no impresso Em seu início o O Popular era intitulado J. Câmara & Irmãos, Entre os diversos prêmios con- sua primeira edição foi publicada quistados há um Prêmio Esso, Editor-chefe 05 em 3 de abril de 1938. Atualmente, mesmo após o lançamento do jor- considerado hoje a principal premiação no que tange a imp- Quem define o que é notícia? nal Daqui, que ampliou o público rensa. O Popular evoluiu junto da imprensa escrita, O Popular com Goiás. ainda é visto como um dos jornais Ele confere o que está acontecendo e prepara Com um total de 35 mil exem- Rotina 06 impressos mais tradicionais do plares diários durante a semana e país. 60 mil aos domingos, O Popular Rotina e labuta nas redações o material para encaminhar aos repórteres O jornal trabalha hoje com três é líder de tiragem no Centro- cadernos diários, sendo eles o Oeste. O fechamento do jornal é caderno principal, o caderno de Fechamento 07 cultura (Magazine) e o de classifi- às 23 horas e após isso o jornal é encaminhado para mais de 250 repórteres. “Ele é o primeiro a chegar, o tamanho das matérias nas páginas. Deadline, jornalistas contra o cados. Há ainda os cadernos sema- municípios. já vê o que esta acontecendo e vai pre- O secretário de redação é o elo entre tempo nais Revista da TV, Suplemento do Aline de Moraes Essa edição especial do Gate- R parando o material para encaminhar a redação do jornal impresso, jornal Campo e o Almanaque. Durante o keeper mostra um poucos do aos repórteres” diz. on-line, fotografia e arte. Jornalismo 08 ano o jornal também edita alguns trabalho dos editores do princi- ecentemente, o jornal O Popu- lar passou por uma reforma De acordo com Leijoto, quando Márcio Leijoto tem 32 anos, é for- esportivo cadernos especiais, como o Ex- pal veículo impresso do Centro- editorial e gráfica que extin- surge uma pauta de última hora é o mado em jornalismo pela Universi- Editor de esportes também povestir e Pop List. Oeste brasileiro. pode torcer guiu a divisão de matérias por edito- editor de abertura que decide quem re- dade Estadual de Londrina (UEL). rias, pratica comumente utilizada pela manejar e qual a melhor solução para Começou a carreira ainda em Lon- maioria dos jornais impressos do Bra- o caso, “já está todo mundo pautado, drina e, já em Goiânia, passou pelo sil. Hoje o jornal conta basicamente de repente acontece algo, ai é o editor Diário da Manhã, O Hoje e foi cor- Expediente com uma editora-chefe, uma editora- de abertura que tem que pensar: nossa respondente do portal Terra. Tem ex- assistente, um editor de abertura, um quem eu vou tirar de onde eu vou ti- periência tanto na reportagem como Coordenação Geral Fabrício Arruda Juliana Jacome editor de fechamento e um secretário rar?”. Sempre em comum acordo com na edição. Está no O Popular desde Professora Rakell Aguiar Juliana Jacome Katiuska Barrera de redação, além do responsável pela a editora-chefe Cileide Alves. junho de 2010. área de esportes, magazine e suple- Ele explica ainda, que o editor de Katiuska Barrera Rejane Alves mentos. abertura, de fechamento e o secretário História Editor Chefe Rejane Alves O editor interino de abertura Már- de redação estão no mesmo nível hi- O jornal O Popular foi fundado em 3 Edenilton Santos Projeto Gráfico e Dia- cio Leijoto, que também é secretário erárquico e que o editor de abertura é de abril de 1938, idealizado pelos irmãos responsável pelas matérias que antes Jaime Câmara, Joaquim Câmara Filho e Edição gramação de redação permanente, afirma que Vicente Rebouças na Cidade de Goiás, essa função é responsável pela ligação compunham as editorias de economia, Reportagem Aline Moraes Edenilton Santos entre a redação e os repórteres. Ele política e cidades também é ele que então capital do Estado e só em 1937 foi transferido para Goiânia. Ele é consid- Aline Moraes Cinnara Cardoso explica que os repórteres sempre co- pensa nas matérias especiais e o que erado um dos principais jornais do Es- tado de Goiás. Possui uma tiragem de 35 Cinnara Cardoso Edenilton Santos Goiânia, Junho de 2012 - brem a mesma área para facilitar a vai ser capa. O editor de fechamento, mil exemplares por dia durante a semana relação com as fontes. A função do além de acompanhar o fechamento do Edenilton Santos Fabrício Arruda Ano 1 jornal é responsável pela disposição e e cerca de 60 mil aos domingos. editor de abertura é delegar tarefas aos2 3
  3. 3. Foto: Ricardo Rafael Foto: Fabrício Arruda “Nós não Editor-chefe mexemos com manipulação, não retiramos Quem define um elemento, o que a gente faz o que é notícia? é dar um pouco de brilho, con- traste.” Cileide Alves de- screve a rotina de trabalho como Editora-chefe do jornal “O Popular” fala sobre sua rotina de trabalho dentro e fora da redação. Editora-Chefe do Segundo a jornalista às 14 horas é ganizacional do Jornal, que passou jornal mais impor- convocada uma reunião mais abran- por uma reforma em Maio de 2011. gente, onde participam os editores Cileide conta que o jornal optou por tante do Estado do jornal impresso, os pauteiros de uma redação convergente: “O jornal- Rádio e TV, além da Chefe do Cen- ista é produtor de conteúdo, e não de Goiás tro de Documentação. “Noticias não produtor de matérias para impresso. Desde 1997 no O Popular, Weimer surgiram no dia, elas tem relação com O repórter deve produzir conteúdo Carvalho (foto) assumiu o cargo Fabrício Arruda o passado, não há nada novo” con- independente da plataforma” desta- “ de editor de fotografia em 2010 taCileide ao destacar a importância cou a jornalista.Foto do O Popular que ilustrou matéria especial sobre os 100 da Estrada de Ferro Goyaz. do Centro de Documentação na con- O jornal “O Popular” utiliza o mod- O trabalho do editor se ini- Fotografia não retiramos um elemento, o que a gente faz é dar um pouco de brilho, cia desde a hora que ele le- vanta até a hora que vamos strução da edição do Jornal. Às 17 horas convoca-se então a elo de editoração de jornal “Huband- Spoke” e o editor de texto Hermes 11. A fotografia no contraste, e é o pessoal do trata- nos deitar, não paramos” assim definiu última reunião, onde participam no- Toda a reestruturação da redação do mento que faz todo esse trabalho”, sua rotina de trabalho a editora-chefe vamente todos os editores, além do Jornal obedece ao modelo de “Hub diz Weimer do Jornal O Popular, Cileide Alves. Diretor de Jornalismo do Jornal. Nes- and Spoke” escolhido pela empresa. jornal impresso Existem muitas pautas do co- A jornalista conta que a sua primeira sa reunião, o Editor de Fechamento é O editor de textos Hermes permite tidiano que sempre aparecem no tarefa do dia é ler os principais jornais o responsável por juntar tudo que foi que todos trabalhem juntos na página, jornal, como a pauta de esportes regionais e do país. Segundo Cileide, produzido durante o dia, é a partir de permitindo interação instantânea, ou que dificilmente aparece sem ima- através dessa leitura é possível pensar então que os editores decidem o que seja, tudo que está sendo escrito pelo gens, afinal, hoje em dia é muito nos desdobramentos das noticias, e na realmente é relevante e o que se confir- repórter, pode ser visto em tempo real. Cinnara Cardoso instrumento de trabalho. Weimer fácil tirar uma fotografia com os relação e contextualização com fatos mou. “Selecionamos o que é relevante, A estrutura do HUB compreende trabalha no O popular desde 1997 novos equipamentos, como os ce- anteriores, e a partir de então é pos- o que foi fechado e o que se confir- o Editor de Abertura, que planeja a como fotografo, e em 2010 assumiu U lulares que conseguem ótimas fo- sível identificar assuntos que precisam mou, algumas matérias caem por não edição do Jornal, Editor de Fechamen- m editor de fotografia co- o cargo de editor de fotografia. tos, “as câmeras estão melhorando ser relatados no jornal do dia e em terem sido fechadas, ou por não terem to, responsável pelo fechamento da ordena o que relaciona a Normalmente, na parte da manhã, muito, já tivemos fotos compradas pautas futuras. se confirmados na checagem” salienta. edição, o Secretário de Redação, que imagem, desde a equipe, ele se informa do que acontece no das pessoas, algumas com a quali- Cileide conta que o jornal começa a A jornalista conta que as matérias faz o intermédio entre os dois, além da tratamento de fotos, define as pautas, período matutino, no inicio da tar- dade ruim, mas outras são boas, ser pensado logo cedo pelo Editor de começam a serem concluídasàs 19 Editora Assistente e Mídias Digitais. vai à reunião, edita e acompanha o de tem uma reunião as 14 horas, de- normalmente as pessoas ligam para Planejamento, que recebe as pautas de horas, e a primeira edição deve ser Todos esses profissionais trabalham fechamento do jornal. Ele tem uma pois tem outra reunião as 17 horas oferecer suas fotos”, diz Weimer. todos os setores do jornal e começa a fechada até 23 horas para ser rodada e juntos no espaço denominado HUB, visão melhor, um olhar mais treina- que define o que vai sair no jornal e De acordo com ele as imagens le- planejar a edição do dia e o que deve enviada ao interior. Caso haja alguma designando as tarefas para as diversas do para saber qual melhor foto para depois o fechamento, nesse horário vam os créditos de quem às tirou, ser publicado na Web. Por volta das 12 nova informação relevante a ser acres- áreas. A partir de então foram reuni- aquela matéria. o caderno magazine já fechou. mas há aqueles que preferem que o horas é feita uma reunião com o Edi- centada, o jornal fecha uma segunda dos as principais editorias, e os edi- Weimer Carvalho, editor de foto- Existem muitos jornais onde é fei- nome não seja divulgado por mo- tor de Planejamento para se ter uma edição, a ser distribuída só na capital, tores não são mais denominados por grafia do Jornal O popular, é forma- to manipulação nas imagens apesar tivos pessoais. “Muitas das nossas noção do que esta sendo preparado. por haver mais tempo ágil entre fecha- áreas, são editores gerais. “Reunimos do em geografia. Ele optou fotogra- de ser proibido, mas o popular não fotos já foram publicadas em grades A partir de então os reportes recebem mento e impressão. as editorias de Hard News, por que as far por hobbie, mas depois acabou permite manipular as fotos, “Nos jornais, como o Estadão até o New suas pautas e começam a trabalhar A editora-chefe do jornal, Cileide noticias tem correlação, não são isola- gostando e fez dessa ferramenta um não mexemos com manipulação, York Times”, comenta. suas matérias. Alves relatou a nova estrutura or- das” explicou Cileide. 4 5
  4. 4. Foto: Edenilton Santos Foto: Edenilton Santos Rotina Fechamento Deadline, fator a mais de estresse. As preo- cupações são inúmeras: o tempo, o furo, as regras, a apuração, a elabo- jornalistas ração e ainda, o que é mais comum de ocorrer dentro de uma redação: os imprevistos. contra o Márcio Leijoto diz que os im- previstos fazem parte do dia-a-dia dentro de uma redação e ainda menciona um exemplo recente de uma matéria que surpreendeu toda a equipe, a Operação Monte Carlo. tempo Já Silvana Bittencourt, diz que por ser uma profissão onde não há ro- tina, os imprevistos surgem todos Notícias de última João Lemes (foto) trabalha como editor de fechamento no jornal O Popular. os dias. “Temos de tomar decisões a hora, prazo de en- todo momento e administrar priori- derno principal, agilizando o fluxo dades. As grandes coberturas, de Edenilton Santos na gráfica. trega, assim é o O fechamento de um grandes tragédias para as quais não cotidiano dos jornalistas nas Dentro do horário de fechamento estamos preparados, são as que evi- redações dos jornais é sem- também podem ocorrer alterações, dentemente mais exigem de nossa equipe. É fundamental, nesses ca- pre agitado, parte da corre- devido a assuntos que se renovam ou a acontecimentos de última jornal impressoRedação do O Popular, principal veículo impresso de Goiás. ria vem do deadline, prazo final para sos, planejar, distribuir as tarefas a entrega das matérias. hora. “Se é um assunto relevante, jornal não é tão ágil como as demais Rotina e a um certo desdobramento dos edi- tores, secretários, assistentes, repór- teres para que exista uma comunhão com atenção às particularidades de cada repórter, montar força-tarefa, ser ágil, responsável e ético”. Há 16 anos trabalhando no jornal O Popular de Goiás, João Lemes, que atua hoje como editor de fecha- necessariamente muda, ou naquela edição ou no clichê mais tarde”, ex- plica João Lemes. É preciso se ad- mídias tradicionais, como o rádio e a TV. O jornal é construído no decorrer do dia. labuta nas no processo de produzir notícia. O que se verifica é que a redação jornalística é um ambiente que As tarefas dentro de uma redação são divididas muitas vezes de acor- do com às demandas editoriais, mas mento, explica que mesmo o jornal sendo em boa parte planejado nas reuniões de pauta, há sempre a pos- equar a cada situação. A concorrência com as outras mí- dias e a instantaneidade da internet Para o editor de fechamento, notí- cia é todo o fato que é relevante e editar é o trabalho de tornar essa redações propõe esse desenvolvimento de po- tanto a editora-assistente, Silvana sibilidade de surpresas. Afinal, as exige do jornal impresso um desafio: notícia atraente para quem vai ter tencial e são verdadeiras fábricas de Bittencourt quanto o secretário de notícias hoje em dia, principalmente manter o público que muitas vezes já acesso ao jornal. “O trabalho de produção de notícia. Mas vale res- redação Mário Leijoto auxiliam na com a vulgarização da internet, são leu teve acesso sobre o acontecimento edição é isso”, finaliza. É preciso ter Juliana Jácome saltar que esse trabalho diário pode elaboração de pautas, juntamente divulgadas em tempo real. noticiado por meio de outras mídias. um equilíbrio durante o dia, todas as ocasionar muitas vezes em uma E com editor de abertura e também João Lemes trabalha como edi- “Não dá para chegar com a notícia editorias devem cumprir o deadline, m muitos sentidos, a luta de atividade robótica, coordenada pe- por meio de sugestões dos leitores e tor do principal jornal impresso do início do dia, por isso trabalha- o que não chega a tempo fica de fora. um jornalista vai além de se las doutrinas editoriais e consumida dos repórteres. do Estado desde 2002, tendo ocu- mos na apuração para aprofundar o Feito isso, é hora do jornal ir para a fazer e noticiar uma boa ma- pelo pior inimigo, os prazos que as- Dentro da redação do jornal O pado o cargo de editor de política tema e tornar a leitura atraente”, diz. máquina de impressão e depois para téria. Do ponto de vista funcional, seguram a atualidade das notícias. Popular, os profissionais buscam e atualmente o de editor de fecha- Isso acontece porque a produção do os milhares de leitores. esse talvez seria o grande mérito de Para o secretário de redação do o que pode ser notícia, apontan- mento. Ele explica que sua rotina na Foto: Edenilton Santos um profissional que faz jornalismo, jornal O Popular, Márcio Leijoto do os assuntos prioritários e para redação começa às 16 horas, é essa porém essa luta envolve questões “a gratificação de um trabalho, é isso realizam duas reuniões de a hora de se interar de tudo o que burocráticas e cotidianas. quando passamos por situações in- pautas diariamente. Essas notícias está acontecendo nas editorias. Após Após um longo dia de trabalho, a éditas ou complicadas e mesmo as- podem inclusive já estarem veicu- a reunião ele coordena o fechamento editora-assistente, auxiliar da edit- sim conseguimos fazer algo interes- ladas em redes sociais, sites, agen- do jornal, distribuindo quem deve ora-chefe do jornal O Popular, Sil- sante para o leitor. Claro que tem a das, blogs, etc. fechar cada parte. vana Bittencourt garante que a sua história do furo, mas por exemplo, O que se pode notar ao acompan- O Deadline é às 23 horas, mas em maior satisfação é ter realizado um na semana passada, eu consegui har o trabalho da redação de um alguns casos, como nas rodadas de trabalho bem feito, com responsa- fazer três manchetes seguidas! E era grande veículo de comunicação, campeonatos de futebol, em que os bilidade e que, de preferência, traga um material inédito nacionalmente”. é que existe uma comunhão en- resultados saem mais tarde, são pub- algum resultado prático em benefí- Uma das angústias de muitos jor- tre os jornalistas, que a torna algo licados somente no segundo clichê, cio da comunidade. nalistas é justamente a questão do mais que uma fábrica de conheci- ou segunda remessa. A primeira é Isso talvez seja o que torne real- furo. Publicar uma matéria de peso mento. É possível perceber uma adiantada para atender parte da dis- mente um jornalista satisfeito após e bem elaborada é capaz de modifi- equipe motivada em busca de um tribuição, principalmente nas outras um dia de trabalho, mas nem sem- car uma carreira. Porém, essa busca fazer jornalismo que justifica para cidades. A única exceção é o cader- pre isso é obtido. Na rotina de uma incessante pela “matéria brilhante”, muitos, princípios que vão além da no Magazine que tem o deadline às Às 23 horas o jornal redação jornalística, é necessário pode gerar para o jornalista, um profissão. 17 horas e é impresso antes do ca- vai para a impressão, o que não chega até o 6 Deadline fica de fora 7
  5. 5. Jornalismo esportivo Robson Macedo, editor do Jornal O Editor de Esportes Popular, conta como é o trabalho de também pode torcer Foto: Internet edição que envolve a paixão nacional e o fazer jornalístico Rejane Alves Q ue não só de futebol vive a editoria de esportes, todo mundo sabe. Mas o que to- dos também conhecem é a tamanha importância desta modalidade para os brasileiros. Tal evento esportivo é sempre destaque nos meios de comu- Robson Macedo, editor de esportes do Jornal O Popular nicação. Seja no jornal impresso, no rádio, na televisão, na internet. do Estado e outras localidades no Como há o noticiário fixo dos clubes A realidade que atende à preferên- País). A segunda edição tem de ser (Goiás, Atlético e Vila Nova), há um cia dos leitores é a mesma que pau- fechada no máximo às 0h30 (Grande repórter para cada um. “Ter um jor- ta o dia-a-dia do jornalista Robson Goiânia), quando colocamos os jogos nalista fixo no time é importante para Macedo. Ele, que é editor de Esportes que começam às 21h50. Fora desses criar fontes no clube. A maioria dos do Jornal O Popular, elege como seu horários, é preciso negociação entre dirigentes de futebol fica desconfiada principal critério de produção da setor industrial e redação”, explica o quando há repórteres novos”, conta o notícia a importância jornalística do jornalista. editor, que também trabalha com um assunto. “O futebol ganha mais es- De segunda a sexta-feira, Robson repórter que fica responsável por out- paço nas páginas do Jornal O Popular, chega à redação do O Popular às 14 ras modalidades. mas não deixamos de dar visibilidade horas para a primeira reunião de Além do material produzido pelos a outros acontecimentos esportivos”, pauta do dia com os outros editores, repórteres, Robson Macedo também explica o jornalista, que começou onde é feito um planejamento prévio recebe pautas pelo e-mail, pelo tele- sua carreira como repórter esportivo da edição impressa do dia. Às 17 ho- fone e por meio de agências nacionais em 1995, acompanhando de perto ras, há outra reunião para consolidar (Estado, Folha, Globo e Gazeta Press). cada espetáculo e está desde 2007 no o que foi programado. Como há jogos Torcida comando da editoria de esportes do à noite, sua jornada segue até às 23 Em nome da imparcialidade, jornal. horas ou à 0h30, quando as partidas todo mundo acha que editor de es- começam às 21h50. Aos sábados e porte não pode torcer, pois corre o Rotina domingos, o trabalho tem início às 15 risco de favorecer seu time. Quanto a Assim como eventos de esportes horas. isso, Robson Macedo é bem resolvi- nunca acabam, e se acabam, logo do: “Isso não é verdade. Trabalhamos vem outro campeonato, competição, Futebol com jornalismo. Acima das preferên- torneio para ser noticiado, a rotina Por ser um fenômeno de grandes cias pessoais, é preciso estar o com- profissional de Robson Macedo tam- repercussões, as matérias esporti- promisso profissional e ético com bém é sempre movimentada e obe- vas exigem uma particularidade na cada leitor”, esclarece, confessando dece aos horários dos fatos, o que linguagem e nas imagens. Especial- ainda ser o Crac, de Catalão-GO, o reflete diretamente no fechamento mente, no futebol, é preciso levar o seu time do coração, pois é natural do jornal, o que exige muito jogo de leitor até a cena do jogo. Por isso, a desta cidade goiana, onde alguns mo- cintura para vencer o fator tempo. importância de estar in loco para radores reclamam da falta de espaço “A primeira edição do POPULAR a cobertura jornalística. É o caso para o time catalano. “Mas encaro isso fecha às 23 horas (vai para o interior dos repórteres do Jornal O Popular. com naturalidade”, confessa o editor.8

×