Brasil de jk a joão goulart 1956 a 1964

13.446 visualizações

Publicada em

Período democrático populista (JK, JQ e JG)

Publicada em: Educação
2 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.446
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.814
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
159
Comentários
2
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brasil de jk a joão goulart 1956 a 1964

  1. 1. www.vivercidades.org.br Candidatos à presidência da República em 1955 : Juscelino Kubitschek (PSD + PTB), 1º lugar - 3.077.411 votos Juarez Távora (UDN + PR, PL, PDC), 2º lugar - 2.610.462 votos www.vivercidades.org.br BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  2. 2. Ademar de Barros (PSP + PTN, PST) 3º lugar - 2.222.223 votos Candidatos à presidência da República em 1955 mlopomo.zip.net Plínio Salgado (PRP)‏ 4º lugar - 714.379 votos www.vivercidades.org.br Conforme o resultado das eleições em 1955, foi eleito presidente Juscelino Kubitschek e como vice João Goulart que derrotou o candidato a vice Milton Campos. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964
  3. 3. Fonte: História do Brasil para principiantes. Carlos Eduardo Novais Campanha política de JK BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  4. 4. Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Posse de Jk em 1956 Fundação de Brasília: 21/04/1960 www.memoriaviva.com.br Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  5. 5. www.scielo.br/img/revistas/ln A atividade industrial brasileira www.pads.ufrj.br De 1956 a 1960 o PIB cresceu a uma taxa média anual de 7%. O PIB industrial a taxas médias de 10,7% ao ano. JK entregou o país em 1961 com 39,5% de inflação anual e um déficit de 4% do PIB em conta corrente. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica 600%   Transportes 300%   Elétrica e de comunicações 125%   Indústria mecânica 100%   Siderurgia
  6. 6. www.scielo.br/img/revistas/ln Investimentos estrangeiros no Brasil na década de 40 e 50 Para facilitar a entrada de capitais estrangeiros no país, JK fez uso da Instrução 113 da SUMOC, que concedia privilégios fiscais aos investimentos estrangeiros. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  7. 7. A política desenvolvimentista adotada por JK, não contribuiu para promover uma melhor divisão da renda nacional e uma maior justiça social. Fonte: História do Brasil para principiantes. Carlos Eduardo Novais www.scielo.br/img/revistas/ln Os baixos salários e o crescimento da inflação provocaram o empobrecimento da classe operária. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964
  8. 8. Durante o governo JK pela primeira vez na história do Brasil, a produção Industrial foi maior que a produção Agrícola. www.scielo.br A produção industrial na era JK foi uma das maiores da história, só superada na fase do milagre brasileiro de 1967/73 BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964
  9. 9. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 A opção do presidente JK pelo meio de transporte rodoviário, contribuiu para o desenvolvimento da indústria automobilística e a construção de grandes rodovias para interligar todas as regiões do país. A opção pelo sistema rodoviário prejudicou o sistema ferroviário que ficou abandonado. www.pilkington.com wcomww.pilkington.
  10. 10. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 www.pilkington.com Produção industrial brasileira no fim da década de 50 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  11. 11. Os Movimentos sociais Manifestação das Ligas Camponesas criadas por Francisco Julião, no município de Vitória de Santo Antão em 1955 em Pernambuco. www.memoriaviva.com.br BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  12. 12. www.imagick.org.br A cultura brasileira no final da década de 50 O Brasil mudara e os brasileiros tinham sonhos de consumo. Os carros nacionais, Gordini, DKW Vemag, Aero-Willys, o Fusquinha e os aparelhos eletrodomésticos, em especial os aparelhos de TV, eram desejados por todos. O Brasil se projetara no exterior através da atriz Carmem Miranda e do personagem dos desenhos de Wall Disney, Zé Carioca, que fora inspirado no Brasil. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964
  13. 13. Candidatos à presidência da República em 1960 : BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Milton Campos, Fernando Ferrari e João Goulart Jânio Quadros (PDC + UDN), Henrique Teixeira Lott (PSD + PTB)‏ e Ademar de Barros (PSP) Candidatos à vice-presidência da República : upload.wikimedia.org Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  14. 14. www.livrariaresposta.com.br BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 terceiraom3.files.wordpress.com Campanha política de Jânio em 1960 A campanha política de Jânio tinha um tom de populismo, foi baseada na moralização dos costumes e no fim da corrupção. Utilizando uma vassoura como símbolo de campanha, o candidato prometia varrer do país toda corrupção e imoralidade. Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  15. 15. Fonte: História do Brasil para principiantes. A política externa de Jânio Jânio buscou estabelecer uma política externa marcada pela neutralidade, nem a favor dos EUA ou da URSS, porém sua atitude de condecorar o líder da Revolução Cubana, Che Guevara e o restabelecimento de relações diplomáticas com a URSS, irritou os militares, os políticos e os EUA. t erceiraom3.files.wordpress.com BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  16. 16. www.ciadaescola.com.b r BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 A renúncia de Jânio Quadros Ao renunciar Jânio planejava voltar como um herói / Charge feita por Otélo ). As atitudes de Jânio deixaram os setores conservadores indignados. Jornais como o Estado de S. Paulo e o Globo , militares e membros da UDN, passaram a pressionar Jânio. Assim, ante a insatisfação de todos que o apoiaram, Jânio renunciou. Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  17. 17. moraisvinna.blogspot.com O governo de João Goulart BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Fonte: História do Brasil para principiantes. Durante o governo João Goulart foi adotado o sistema parlamentarista.
  18. 18. Fonte: História do Brasil para principiantes. O insucesso do parlamentarismo acabou forçando a antecipação do plebiscito . Em 1963, a população brasileira apoiou o retorno do sistema presidencialista. wikipedia.org BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  19. 19. Comício da Central do Brasil www.brasilescola.com Em março de 1964, o presidente organizou um grande comício na Central do Brasil (Rio de Janeiro), onde defendia a urgência de reformas políticas. Em oposição ao governo os grupos conservadores realizaram um grande protesto público com a realização da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 Prof.º: Carlos D´Boa - Geopolítica
  20. 20. Entre 1956 e 1964 tivemos três presidentes com características diferentes: JK construiu Brasília e endividou o país; Jânio não gostava de brigas de galo, mas apreciava uma “biritinha”, renunciou; João Goulart tentou reformas radicais e levou um “chute”, acabou deposto. BRASIL: DE JUSCELINO A JOÃO GOULART – 1956 a 1964 www.universia.com.br

×