O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Paraná Notícias

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Jornal paraná notícias
Jornal paraná notícias
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 8 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Paraná Notícias (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Paraná Notícias

  1. 1. “Os montes derretem como cera na presença do Senhor, na presença do Senhor de toda a terra.Os céus anunciam a sua justiça, e todos os povos vêem a sua glória.” (Salmos 97:5-6) Política Fatos Presidente da Comcam participa de audiência sobre rezoneamento eleitoral & Diretor: Ed Cláudio Machado Cruz Campo Mourão, 22 de julho de 2017 A informação como ela é. Desde 2011 Deputado do PT que é relator da emenda que “barra” o voto do eleitor na próxima eleição, agora apresenta a “Emenda Lula” Pág. 08 Há cinco anos motoristas de ambulâncias do município de Peabiru não viajam a noite Na intenção de economizar, colocam vidas em risco, famílias em desespero e gastos ao muni- cípio. chegou a hora de alguma coisa ser feita, não dá para continuar desse jeito, são nossos amigos, nossos companheiros que carregam vidas”, explica o ex-vereador em tom de desa- bafo - Toninho da ambulância. A presidente da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão, Angela Kraus (PSDB), prefeita de Farol, participou na noite dessa terça-feira (18) de uma audiência pública promovida pela Justiça Eleitoral da Comarca para discutir a resolução Nº 372/2017 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que prevê o rezoneamento de zonas eleitorais em todo o País. “Isso para nós é muito triste. Hoje estas pessoas [que estão tomando estas medidas] estão muito distantes de nós, não conhecem a verdadeira realidade dos municípios pequenos. Se fala em economia retirando o direito da população” - Angela Kraus. Governo devolve R$ 2 milhões em multas de trânsito para municípiosO Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) vai restituir R$ 2 milhões a 25 cidades paranaenses que não estão integradas ao Sistema Nacional de Trânsito. Pág. 05 Pág. 07 Pág. 04 Pág. 03 REVISTA OLHAR CRISTÃO FECHA MAIS UMA IMPORTANTE PARCERIA COM O PARQUE DAS GABIROBAS
  2. 2. Página 02 Campo Mourão, 22 de julho de 2017 PARANANOTICIAS.COM.BR PARANÁ Notícias Nishimori preside audiência em celebração aos 109 anos da imigração japonesa O evento realizado no dia 21 de junho foi resul- tado do requerimento apre- sentado pelo deputado fede- ral Luiz Nishimori (PR-PR), Presidente do Grupo Parla- mentar Brasil Japão, para comemorar os 109 anos da Imigração Japonesa no Bra- sil, e debater a relação bila- teral entre as duas nações. Nishimori ressaltou a impor- tância da audiência, “o Bra- sil hoje é o pais com maior número de descendentes ja- poneses fora do Japão. Com esse laço de amizade e coo- A Comissão ainda discutiu as relações bilaterais entre o Brasil e Japão peração surgiram vários pro- jetos como o Programa de Cooperação Nipo-Brasileiro paraoDesenvolvimentoAgrí- coladosCerrados(Proceder), Projeto para Carajás, Usimi- nas, Alumínio do Amazonas, e o intercâmbio parlamentar – Programa juntos, dentre outros”, afirmou. A audiência contou comaparticipaçãodoEmbai- xador do Japão no Brasil, Sa- toru Satoh, de Akio Saito, Re- presentante Chefe da Agên- cia de Cooperação Internaci- onal do Japão - JICA e de Ce- cíliaKikuIshitani,Ministra,re- presentante do Ministério das Relações Exteriores. Akio Saitoevidenciouqueaparce- ria entre os dois países pro- move um eficiente intercam- bio educacional, econômico, industrial e econômico, “o Brasil é um dos países alvo promissor, espero que sejam executadosprojetosdeinfra- estrutura de alta qualidade”. Cecília Ishitani, Minis- tra, representante do Minis- tério das Relações Exterio- res, parabenizou a Câmara e o parlamentar pela inicia- tiva de celebrar os 109 anos de Imigração, e evidenciou que o Japão é o mais tradi- cional parceiro do Brasil na Ásia, “o Japão desempe- nhou um papel relevante na industrialização Brasileira, notadamente setores como construção naval, minera- ções, siderurgia, papel e ce- lulose, além da agricultura”, O Embaixador desta- cou que a Relação Bilateral entre os dois países é de ex- trema importância, “nossa embaixada preparou um novo documento em prol de fortaleceraindamaisaparce- ria Estratégica e Global em todos os setores, manifesto os meus votos de que as re- lações de amizade e de coo- peraçãoentrenossosdoispa- íses se aprofundem cada vez mais com vistas ao futuro”. Segundo Nishimori a audiência foi fantástica com a presença dos parlamenta- res e representantes de enti- dades Nikkeis “estou muito feliz com esta audiência pú- blica porque nós tivemos re- almenteaparticipaçãodevá- rio deputados e deputados mas também com o profun- do conhecimento sobre o Ja- pão e a contribuição do go- vernoJaponêsaquinoBrasil”. O procurador geral do município de Campo Mourão, Robervani Pierin do Prado, esclareceu so- bre o bloqueio de recursos no valor de R$ 23 mil à Associação Mourãoense de Karatê /Dojo.com. “No fim do ano pas- sado, portanto ainda no mandato anterior, o muni- cípio antecipou esse pa- gamento à Associação. Como os serviços ainda não haviam sido presta- dos, entendemos que essa antecipação foi paga de forma indevida”, expli- cou Robervani. Além disso, a Secre- taria Municipal de Fazen- da informou que no dia 26 de junho de 2017, um dos projetos vinculados à As- sociação Mourãoense de Karatê recebeu R$ 14.279,81, da Lei de In- centivo ao Esporte. “Du- rante quatro anos essa associação recebeu R$ 1,2 milhão, oriundos de várias fontes, como Fun- dação de Esportes, Edu- cação, Ação Social e re- cursos livres”, completa o procurador. Valores recebidos pela Associação Mourãoen- se de Karatê 2013 – R$ 195.040,00 2014 – R$ 282.573,00 2015 – R$ 369.380,00 2016 – R$ 393.620,00 TOTAL – R$ 1,2 milhão Procurador geral esclarece bloqueio de repasse a projeto social Geral
  3. 3. Política Fatos& “ Há mais pessoas que desistem do que pessoas que fracassam. (Henry Ford). PARANANOTICIAS.COM.BR Campo Mourão, 22 de julho de 2017 Página 03 Eleições 2018 PARANÁ Notícias O relator da refor- ma politica o deputado fe- deral Vicente Cândido (PT-SP), tem por grande objetivo enfiar a goela abaixo o voto em lista fe- chada, onde o eleitor não votaria no candidato, mas no partido, e o partido, este indicaria o seu “esco- lhido”, isso já em 2018. É uma nova pro- posta na reforma política que tramita na Câmara dos Deputados no Con- gresso Nacional e que de- verá ser votada em setem- bro. Como grande parte dosdeputadosestãoenro- lados até o pescoço por corrupção, tudo pode aconte- cer, já que assim, ficariam fora do crivo do eleitor. Uma tre- menda tramoia que deverá ser rejeitada, tamanha a in- dignação dos brasileiros. Como se não bastasse isso, uma nova barbárie está para acontecer, trata-se da “EmendaLula”,quenadamais nada menos, impediria o can- didato de ser preso faltando oito meses para a eleição. Acreditando, mas ao mesmo tempo sem reconhe- cer publicamente a grande possibilidade do líder do PT, o ex-presidente Lula ser pre- so antes de conseguir regis- tar candidatura, o que pode- ria lhe deixar inelegível. De- putados aliados ao lulopestis- mo articulam a votação des- sa “jogada”. A medida foi ape- lidada de “Emenda Lula” e apresentadaumdiaapósoex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser condenado a nove anos e meio de prisão por cor- rupção passiva e lavagem de dinheironocasodotríplexno Guarujá (SP). Apesar de polêmica, a emenda já estava proposta e já constava no relatório par- cial nº 3 de Vicente Cândi- do, apresentado no dia 23 de maio à comissão especial, antes mesmo de Lula ser condenado. Se a nova regra for aprovada, o político que de- sejar participar das próximas eleições vai ter que procurar a Justiça Eleitoral entre os dias 1º e 28 de fevereiro do ano da eleição, antes mesmo das convenções partidárias elegerem seus candidatos, para requerer um certificado de habilitação prévia para candidatura. Daí por diante não poderá ser mais preso. O procurador regional da República Carlos Fernan- do dos Santos Lima, inte- grante da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curi- tiba, também criticou a me- dida. Em postagem feita no Facebook, disse que isso se des- tina a salvar Lula. “Ninguém realmen- te acredita que a sentença do Dr. Sér- gioMoroserárever- tida”, explicou. A segun- da instância - A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), responsável pelos processos da Opera- ção Lava Jato, julga- rá em segunda ins- tância o processo que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os desembar- gadores, sediados em Porto Alegre, têm levado em média um ano para julgar os casos da operação. Se for condenado em segun- da instância até 15 de agos- to do ano que vem, quando se encerra o prazo para re- gistro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lula não poderá con- correr a cargo eletivo. Isso porque a sentença de Moro prevê que Lula fique inter- ditado para o exercício de cargo ou função pública por 19 anos, caso a decisão seja Deputado do PT que é relator da emenda que “barra” o voto do eleitor na próxima eleição, agora apresenta a “Emenda Lula” confirmada pelos desembar- gadores. Ainda sobre “Emenda Lula”, tratando-se dos políti- cos brasileiros tudo pode acontecer, mas o povo brasi- leiro não vai deixar passar em branco. Observadores políti- cos acreditam que a translou- cada emenda não deve passar, e que tudo isso, é um prenún- ciodoquedeveráacontecerno que vem. Lula condenado em segunda instância, preso e com os direitos políticos cassados, começaria assim, uma corrida contra o tem- po. Recursos seriam impe- trados e até serem julgados, tentaria disputar a eleição, seu nome e sua foto não apa- receriam nas urnas, até que se julgassem o seu o mesmo. Um grande clima de insta- bilidade tomaria o país. Lamentavelmente o Brasil deixa para o mundo uma péssima imagem, ame- dronta os investidores, casti- ga o povo brasileiro, envergo- nha uma nação. Aliado a tudo isso, um presidente que pode ser afastado a qualquer mo- mento por corrupção. Meu Deus! Ao que tudo indica, o paísdemoraráaentrarnosei- xos. Quem viver verá! (editorial – Claudinho Cruz)
  4. 4. Página 04 Campo Mourão, 22 de julho de 2017 PARANANOTICIAS.COM.BR PARANÁ Notícias A presidente da Co- munidade dos Municípios da Região de Campo Mourão, Angela Kraus (PSDB), pre- feita de Farol, participou na noite dessa terça-feira (18) de uma audiência pública pro- movida pela Justiça Eleitoral da Comarca para discutir a resolução Nº 372/2017 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que prevê o rezonea- mento de zonas eleitorais em todo o País. A medida vai prejudicar vários municípios da região, que terão suas zo- nas eleitorais extintas. Em Campo Mourão, por exem- plo, a 183ª zona, que abran- ge os municípios de Luizia- na, Farol e Janiópolis, deixa- rá de existir caso a portaria não seja revogada. O evento foi realizado no Fórum de Justiça de Campo Mourão. Na ocasião, a prefeita comentou que a medida vai prejudicar principalmente os pequenos municípios distan- ciando a Justiça Eleitoral da população. “Isso para nós é muito triste. Hoje estas pessoas [que estão toman- do estas medidas] estão muito distantes de nós, não conhecem a verdadei- ra realidade dos municípi- os pequenos. Se fala em economia retirando o di- reito da população”, la- mentou. “Nós que somos prefeitos sabemos muito bem da importância da Justiça Eleitoral e da im- portância dela estar próxi- A prefeita Angela comentou que a medida vai prejudicar principalmente os pequenos municípios distanciando a Justiça Eleitoral da população Presidente da Comcam participa de audiência sobre rezoneamento eleitoral ma de nós. Imagina nos re- tirar este direito. É como se estivesse retirando algo de nós que nos foi conquistado. No que depender de na nos- sa ajuda, estamos a disposi- ção para que não se tire aqui- lo que foi conquistado”, prossegiu a gestora. Para a ju- íza eleitoral da comarca de Campo Mourão, Gabriela Borri Aranda, a medida vai gerar um retrocesso da Jus- tiça Eleitoral. Uma das pre- ocupações da magistrada é que da forma como a reso- lução está proposta, a 183ª zona eleitoral de Campo Mourão seria extinta e agre- gada a outra zona já existen- te, o que implicaria no acú- mulo de função para uma única zona, diminuição do número de servidores, além de um juiz e de um promo- tor eleitoral. “Isso no meu ver vai na contramão de tudo que se prega no com- bate a corrupção, do abuso do poder politico e econômi- co e principalmente reflete na vidadoeleitorduranteosplei- tos municipais”, lamentou. O TSE justifica que o objetivo da decisão é reduzir custos e padronizar as zonas eleitorais. A resolução deter- mina a extinção das “zonas eleitorais localizadas no inte- rior dos Estados que não atendam a todos os parâme- tros estabelecidos no art. 3º da Resolução TSE nº 23.422”. Entre os quesitos que precisam ser observados, o município precisa ter pelo menos 200 mil eleitores, ou ter número de eleitores con- forme divisão por densidade demográfica (Até 15 hab/ km² – 17 mil eleitores; até 30 hab/km² - 20 mil eleitores; até 60 hab km² – 25 mil elei- tores; e acima 60 hab/km² – 40 mil eleitores). “Precisamos fazer uma ampla mobilização para im- pedir o enfraquecimento da Justiça Eleitoral e o prejuízo aos municípios que já enfren- tam dificuldades com a atual estrutura”, ressaltou a presi- dente da Comcam. (Assesso- ria Comcam) PRESENTES NA AUDI- ÊNCIA - A audiência públi- ca reuniu os juízes eleitorais, Rui Cruz e Gabriela Lucia- no Borri Aranda; o deputa- do federal Rubens Bueno (PPS), prefeitos Tauillo Te- zelli (Campo Mourão); An- gela Kraus (Farol), Ismael Dezanovsk (Janiópolis); a chefe do Fórum Eleitoral, Sueli Bissi, vereadores da re- gião e comunidade em geral. A ponte recuperada liga a localidade do Tamanduá (Araruna), com o município de Farol Prefeituras de Farol eAraruna recuperam ponte na divisa entre municípios A Secretaria Munici- pal de Obras da Prefeitura de Farol, em parceria com a Prefeitura de Araruna, rea- lizou a recuperação de uma ponte situada na divisa en- tre os dois municípios. A pon- te recuperada liga a localida- de do Tamanduá (Araruna), com o município de Farol. Nesta manhã, a prefei- ta de Farol, Angela Kraus e o prefeito de Araruna, Lean- dro Cesar, estiveram visitan- do o local. Também estive- ram presentes o vereador Reginaldo Louback e o Se- cretário de Obras e Meio Ambiente, Vagner Azevedo. Para um trânsito mais seguro, foram trocadas vi- gas e pranchas. “Agora, a ponte também suporta o tráfego de colheitadeiras, visando que estamos em uma época de colheita e muitos são os produtores nesta região”, disse a prefei- ta Angela. Que também destacou a importância da parceria entres Farol e Araruna. “Este trabalho realizado na recuperação desta ponte, demonstra a união entre os municípios da nossa re- gião”, comentou.
  5. 5. PARANANOTICIAS.COM.BR Campo Mourão, 22 de julho de 2017 Página 05PARANÁ Notícias Depois de várias con- versas com os responsáveis pela Secretaria de Saúde do município e também com o executivo, ficou decidido que viagenslongasnãoseriamfei- tas mais no período noturno nomunicípiodePeabiru.Ape- nasemergênciasseriamfeitas. A decisão foi tomada durante as constantes situa- ções de perigos que foram expostos, motoristas e paci- entes. Segundo informações repassadas pelo o ex-verea- dor e funcionário público da área da Saúde de Peabiru, “Toninho da ambulância”, realmente haviam situações de sobrecarga de serviços. O que levou os próprios moto- ristas a se reunirem com a administração municipal e mudarem a forma de trans- porte dos pacientes no perí- odo noturno. Toninho explica que, por váriasvezes,durantequa- se 20 anos que trabalha na área as saúde, foi obrigado a parar o veículo e andar a pé alguns metros para despertar e seguir viagem. E diz que vários motoristas também passaram por situações de alto risco devido à sobrecar- ga de serviço. “Há quase seis anos ficou de- cidido que viagens para Curitiba seri- amsomentenope- ríodo do dia, ou seja, saem às 7 da manhã e chegam as 3 ou 4 horas da tarde. De lá, se- guem para uma pensãoondedesca- sam”, explica ele. “Mas hoje emdia,aindaexis- temprefeitosesecretáriosque, portentaremeconomizar,não colocammotoris- tas reservas e muito menos, querem pagar pensão para os pacientes”- pon- tuou. “Na inten- ção de economi- zar, colocam vi- das em risco, fa- mílias em desespero e gastos ao município. chegou a hora de alguma coisa ser feita, não dá para continuar desse jei- to, são nossos amigos, nos- sos companheiros que carre- gam vidas”, explica o ex-ve- reador em tom de desabafo. Nocasodonossoamigo de Goioerê, o “Marquinhos”, ele estava certo, não houve ne- gligencia, mas fica o alerta, si- tuações de risco precisam ser evitadas, finalizou Toninho da ambulância - Peabiru. Sobre o acidente com REGIÃO Há cinco anos motoristas de ambulâncias do município de Peabiru não viajam mais a noite A decisão foi tomada durante as constantes situações de perigos que foram expostos, motoristas e pacientes a Van de Goioerê aconte- cido na ultima quarta-fei- ra - Ainda conforme a PRF, o veículo da prefeitura de Goioerê é um micro-ônibus que tinha capacidade para 16 passageiros, portanto, esta- va dentro da lotação máxi- ma. Todas as vítimas foram encaminhadas ao Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo. No caminhão, ninguém se feriu (Editorial Claudinho Cruz) PARANÁ NOTÍCIAS A informação como ela é. A prefeita de Rancho Alegre D’Oeste,SuelyAlvesPereiraSilva,na últimasemana,11dejulho,participou da cerimônia de entrega da viatura 0 km, Etios para a Polícia Militar deste município. Onde o veículo foi conquistado junto ao Governo Estadual. A entrega aconteceu no Módulo da Polícia Militar e contou com a presença dos vereadores, Rancho Alegre D’oeste recebe viatura do governo do estado Na intenção de economizar, colocam vidas em risco, famílias em desespero e gastos ao município. chegou a hora de alguma coisa ser feita, não dá para continuar desse jeito, são nossos amigos, nossos companheiros que carregam vidas”, explica o ex-vereador e motorista em tom de desabafo secretários, servidores, Equipe da Polícia Militar e a população em geral.
  6. 6. Página 06 Campo Mourão, 22 de julho de 2017 PARANANOTICIAS.COM.BR PARANÁ Notícias Foram retoma- das na manhã desta ter- ça-feira as obras da Es- cola Municipal Clari- nha Wencel Cassemiro, no Conjunto Moradias Avelino Piacentini. A responsável pela cons- trução é a Engemac Construções LTDA e o valor financeiro total empregado é R$ 688.408,94 (seiscentos e oitenta e oito mil, qua- trocentos e oito reais e noventa e quatro centa- vos. A obra estava pa- A obraestavaparalisadajáháalgumtempo,eagoraretorna as atividades, com o objetivo, de após pronta, atender aquela comunidade, no ensino de primeira a quinta séries Retomadas Obras de Escola Municipal no Avelino Piacentini ralisada já há algum tempo, e agora retorna as atividades, com o ob- jetivo, de após pronta, atender aquela comuni- dade, no ensino de pri- meira a quinta séries. O prazo para a execução é de sete meses, após a ordem de serviço, assi- nada nesta manhã pelo prefeito Tauillo Tezelli, representantes da ad- ministração e da cons- trutora. A construção é possível por meio de um Convênio do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). A escola terá seis salas de aula, seguindo o PROJETO PA- DRÃO FNDE, contan- do ainda com um bloco de serviços (com cozi- nha, área de serviço, depósito e sanitários), um bloco administrati- vo (sala de professores, secretaria, diretoria e sanitário para funcio- nários), bloco pedagó- gico (com as seis salas de aula), sala de leitura e informática e um pá- tio central coberto para refeitório e convivência. A área total será de 854,00 metros quadra- dos. A realização da obra será fiscalizada pe- riodicamente pela Se- cretaria de Obras e Ser- viços Públicos, com o monitoramento e acom- panhamento da execu- ção da mesma por par- te do FNDE e do SI- MEC – Sistema Inte- grado de Monitora- mento, Execução e Controle. Além do prefeito, e representantes da construtora e da admi- nistração, estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores (Edson Battilani) e os vereado- res Edoel Rocha e Ne- lita Piacentini. Na oportunidade, Tauillo destacou a importância desta obra e a liberação de outras obras que en- contravam-se ou estão paralisadas no municí- pio. “Temos ido a Brasí- lia, mantido contato constantemente, princi- palmente por meio do Deputado Federal Ru- bens Bueno, que tanto tem nos ajudado, e isto tem sido fundamental paraquepossamosestar viabilizando recursos para a conclusão destas obras, que são de muita importância para os mourãoenses, em todas as regiões de nossa ci- dade”, afirma o prefeito. A t e n d e n d o uma reivindicação da administração munici- pal, o Governo do Es- tado do Paraná viabi- lizou um veículo utili- tário Renault (Van) para a Prefeitura de Peabiru. O veículo foi enviado pela Secreta- ria de Estado da Saú- de e será utilizado para o transporte de alunos da Apae. Ao receber o ve- ículo, o prefeito Julio Frare agradeceu o apoio do governador Beto Richa, pelo tra- balho voltado aos mu- nicípios, dizendo que o veículo garantirá o transporte de alunos da Apae com seguran- ça e conforto. Por sua vez, o secretário de Estado do Esporte e do Turis- mo, deputado estadu- al Douglas Fabrício, que esteve no municí- pio para tratar de di- versos assuntos, disse que a viabilização do veículo é o apoio do Governo do Estado as atividades educacionais do município, e que a conquista deve-se a atenção do secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo. O prefeito Julio Frare agradeceu o apoio do governador Beto Richa, pelo trabalho voltado aos municípios Governo do Estado viabiliza Van para Peabiru Ele ainda lem- brou que nos últimos dias o município já re- cebeu uma nova viatu- ra Fiat Adventure para a Polícia Militar e que a Arena Multiuso Es- portiva foi instalada e será inaugurada nos próximos dias. “As conquistas são resulta- dos de um trabalho de reivindicações em fa- vor dos municípios e que vêm sendo pronta- mente atendidas pelo governador Beto Ri- cha”, frisou o secretá- rio Douglas Fabrício. Campo Mourão
  7. 7. PARANANOTICIAS.COM.BR Campo Mourão, 22 de julho de 2017 Página 07PARANÁ Notícias O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) vai restituir R$ 2 milhões a 25 cidades paranaenses que não estão integradas ao Sis- tema Nacional de Trânsito (SNT). Os valores, entre R$ 30 mil e R$ 240 mil, são de- correntes de multas de com- petência municipal, lavradas por agentes estaduais e acu- muladas desde o vencimen- to do convênio firmado en- tre as prefeituras e Detran, em 2014. O anúncio da res- tituição dos valores foi feito pelo governador Beto Richa, nesta terça-feira (19), no Pa- lácio Iguaçu, em Curitiba. As receitas de multas de trânsito, conforme estabe- lece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), devem ser aplicadas pelas prefeituras, exclusivamente, em fiscaliza- ção e ações voltadas ao trân- sito dos municípios. “Os montantes arrecadados cer- tamente vão contribuir para salvar vidas, pois as cidades vão usar os recursos para campanhas educativas de trânsito, sinalização e com- pra de equipamentos para melhorar o tráfego”, disse o governador. EDUCAÇÃO E EQUIPAMENTOS - O pre- feito de Rolândia, Luiz Fran- cisconi Neto, usará boa parte dos R$ 216 mil restituídos ao município para promover campanhas sobre trânsito se- guro nas escolas. “Nossa ideia é levar informações para cri- anças e adolescentes e prepa- rá-los para serem mais res- ponsáveis no trânsito, seja como motorista ou como pe- destre”, disse. “É mais fácil educar os filhos do que os pais” - acrescentou ele. Já o prefeito de Cia- norte, Claudemir Bongior- no, pretende aplicar os R$ 128 mil na compra de equi- pamentos. “Vamos fazer um redutor de velocidade mais moderno, tubos iguais aos de Curitiba, novas sinaliza- ções ao redor de colégios e mudanças de ruas, que an- tes eram de mão dupla e agora serão de mão única”, explicou. Entre as cidades que terão restituição estão, tam- bém, Cambé (R$126,3 mil), Jacarezinho (R$120,6 mil), Nova Esperança (R$ 116,8 mil), Pinhais (R$ 237,4 mil). MUNICIPALIZA- ÇÃO - Atualmente, dos 399 municípios paranaenses, apenas 43 cumprem o que rege o CTB e têm o trânsi- to municipalizado. A legis- lação exige que o município crie uma estrutura para para planejar, e regulamentar o trânsito, como a criação de secretárias e a contratação de agentes. A resistência em rela- ção à municipalização ocorre, principalmente, por causa da falta de recursos, segundo o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. “Queremos que haja condições para que os municípios se integrem, mas muitos têm número reduzido de habitantes e não têmcondiçõesdese inscrever no SNT”, disse. NOVO MODE- LO - O Governo do Paraná propõe um novo modelo de gestão, que já atende 14 cidades e é considerado mais adequado, princi- palmente às necessidades de pequenos municípios. A mo- dalidade, desenvolvida em 2011 pelo Detran, funciona como uma parceria, capaz de viabilizar o funciona- mento de uma secretaria ou órgão municipal de trânsi- to, com ações de fiscaliza- ção, planejamento e educa- ção para o trânsito. “A intenção é ajudar as prefeituras para que mais municípios possam se ade- quar ao que determina o CTB. A municipalização é obrigatória para todo o País, mas é necessário que as ad- ministrações locais consigam organizar suas equipes e cus- tos”, salienta Traad. PRESENÇAS - Tam- bém participaram da soleni- dade o secretário chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; os deputados estaduais Elio Rush e Bernando Ribas Car- li; o presidente do Sindicato de Centro de Formação de Condutores do Paraná, Jus- tino Rodrigues da Fonseca, e o presidente do Sindicato dos Despachantes do Para- ná, Everton Calamucci. Governo devolve R$ 2 milhões em multas de trânsito para municípios Os valores, entre R$ 30 mil e R$ 240 mil, são decorrentes de multas de competência municipal, lavradas por agentes estaduais e acumuladas desde o vencimento do convênio firmado entre as prefeituras e Detran, em 2014
  8. 8. Rua Santa Catarina, 2120 - Centro - Campo Mourão- PR Fone: (44) 3017-1141 O Restaurante do Moacir, localizado na área central de Campo Mourão, vem se tornando ponto de encontro de pessoas de toda região. A passeio ou a trabalho, muitas pessoas tem preferido o restaurante para fazer uma saborosa refeição. Com preços acessíveis e uma ótima qualidade, o restaurante já virou referência na região da Comcam. Página 08 Campo Mourão, 22 de julho de 2017 PARANANOTICIAS.COM.BR PARANÁ Notícias A revista Olhar Cristão fechou mais uma importante parceria no fi- nal do mês passado. A revista, que já oferecia uma viagem para Israel, ago- ra também, oferece mais dois pacotes de finais de semana. Uma parceria fir- mada com a agencia de viagens naci- onais e internacionais RenovoTur de Curitiba, oferece um final de semana na litoral. “Fechamos também outro pacote que inclui um final de semana na Pousada Parque das Gabirobas, importante parceria firmada nessa úl- tima semana”, disse o editor da revis- ta, Claudinho Cruz. A Pousada Parque das Gabi- robas localizada na cidade de Ron- cador oferece uma completa estru- tura para quem quer aproveitar a na- tureza não abrindo mão da pratici- dade e todo conforto que uma pou- sada oferece.Saiba mais sobre a pou- sada: parquedasgabirobas.com.br Para adquirir a revista entre em con- tato pelo Watts: 44 9 9808 2786. O projeto não visa fins lucra- tivos e os recursos serão direciona- dos para EQUIPE FAÇA O BEM - um projeto solidário que visa auxili- ar pessoas que necessitam de ajuda, mas esbarram na burocracia públi- ca. Nosso foco principal é ajudar Paraadquirirarevistaentreem contato pelo Watts: 44 9 9808 2786. O projeto não visa fins lucrativos e os recursos serão direcionados para EQUIPE FAÇA O BEM - um projeto solidário que visa auxiliar pessoas que necessitam de ajuda, mas esbarram na burocracia pública Revista Olhar Cristão fecha mais uma importante parceria Casa de Recuperação para Depen- dentes Químicos e também famílias carentes que passam por necessida- des, principalmente de alimentos. Ao adquirir a revista Olhar Cristão você será colaborador na obra de Deus e também mantenedor desse projeto. Próxima edição - A próxima edi- ção da revista está programada para ser lançada no dia 30 de setembro em Campo Mourão. Claudinho juntamente com o senhor Mariano, proprietário da Pousada Parque das Gabirobas, localizada na cidade de Roncador

×