Powerpoint Cine Brasil

1.051 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Powerpoint Cine Brasil

  1. 2. Cadu de Andrade <ul><li>Um artista brasileiro que em outras oportunidades já despertou interesse do público internacional desta vez empresta seu talento, presença e marcante capacidade de interpretação para um projeto muito especial: música popular brasileira no cinema nacional. </li></ul><ul><li>Dono de belíssima voz, dispõe de raro timbre, em que agudos, médios e graves fluem fáceis, em esmerada afinação. Autêntico “show man”, jamais escondeu sensibilidade e talento nos discos que gravou bem como nas interpretações das páginas antológicas dos filmes clássicos e românticos que o levaram a este projeto. Ao ouvi-lo, a gente se transporta para o sonho. </li></ul><ul><li>Cadu canta e a gente imagina, tal a propriedade com que ele interpreta. “Cinema!”, um belíssimo show, agora vira disco. Ganha um novo formato e título, porque deixa de lado o que Hollywood magnificamente soube fabricar para mergulhar na música brasileira explorada pelo nosso cinema. </li></ul><ul><li>    </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>José Carlos Buzelim, crítico musical </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Em “Cine Brasil” , Cadu valoriza o cancioneiro nacional. Isso pelo fato de a música brasileira ser estribada em letras de elevado teor poético. </li></ul><ul><li>O repertório se compõe de obras que valem por sua própria origem. Absolutamente providas de riqueza melódica e harmônica. </li></ul><ul><li>Tudo muito bem produzido e dirigido por Geraldo Vianna, ícone do violão entre nós e com prestígio internacional, assessorado conceitualmente por José Sebastião Maria de Souza. </li></ul><ul><li>Melodias desenhadas sutilmente entre as musicas e o link com as cenas dos filmes compõem a atmosfera ideal para recordar clássicos desde Carnaval Atlântida até os contemporâneos como Eu, Tu, Eles. </li></ul>José Carlos Buzelim, crítico musical Espetáculo
  3. 4. Repertório <ul><li>Odeon ( Overtude) - Ernesto Nazaré </li></ul><ul><li>Não tem tradução ( cinema falado) </li></ul><ul><li>Não identificado ( Brasil, ano 200) </li></ul><ul><li>Esperando, na janela ( Eu, tu e eles) </li></ul><ul><li>O que será ( Dona Flor e seus dois maridos). </li></ul><ul><li>Tristeza do Zeca ( tristeza do Zeca) </li></ul><ul><li>Bete Balanço ( Bete Balanço) </li></ul><ul><li>A Felicidade ( Orfeu) </li></ul><ul><li>Volte para o seu lar ( Carnaval Atlântida) </li></ul><ul><li>É com esse que eu vou ( É com esse que eu vou) </li></ul><ul><li>Carolina ( As meninas) </li></ul><ul><li>Casinha pequenina ( Casinha pequenina) </li></ul><ul><li>Conceição ( Conceição) </li></ul><ul><li>Eu te amo ( eu te amo) </li></ul>
  4. 5. Ficha técnica <ul><li>Bateria </li></ul><ul><li>Baixo </li></ul><ul><li>Guitarra </li></ul><ul><li>Piano </li></ul><ul><li>Metal – sax e flauta </li></ul><ul><li>Percussão </li></ul>
  5. 6. Custo

×