BARROCOBARROCO
A valorização das luzes, movimentos e santos: pontos fundamentais da arte barroca.
BARROCOBARROCO
OBJETIVOS DA AULA
Ao final dessa aula, você saberá:
 Compreender o que foi o Barroco;
 Reconhecer as cara...
BARROCOBARROCO
O QUE VOCÊ PRECISA SABER?
Reforma Protestante de Lutero;
Inquisição;
Concílio de Trento;
Índice dos liv...
BARROCOBARROCO
VOCABULÁRIO E CONCEITOS
• Reforma Protestante: Foi um movimento iniciado no início
do século XVI por Martin...
BARROCOBARROCO
VOCABULÁRIO E CONCEITOS
Índice dos Livros Proibidos: Lista de publicações literárias
que eram proibidas pel...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
CONTEXTO HISTÓRICO
Concílio de Trento.
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico Reforma Protestante
Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
BARROCOBARROCO
Naquele tempo...
No Final do século XV e início do XVI, nascia na
igreja católica núcleos de restauração da...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Reforma Protestante
Contrarreforma
Esquema Organizacional ParcialEsquema Organiz...
BARROCOBARROCO
Naquele tempo...
A contrarreforma restabeleceu a inquisição e
alcançou seu auge durante o Concílio de Trent...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Esquema Organ...
BARROCOBARROCO
Naquele tempo...
Em 1534, foi fundada a companhia de Jesus pelo
padre espanhol Inácio de Loyola. Os membros...
BARROCOBARROCO
DICA:
Assista ao filme “As bruxas de Salém”, de Nicholas
Hytner. Esse filme faz um bom retrato da atmosfera...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Barroco: A arte dos contrastes
A escola barroca trata-se de um movimento
complexo que retrata a instabilida...
BARROCOBARROCO
X
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Observe os textos a seguir:
Texto I:
Buscando a Cristo
A vós correndo vou, braços sagrados,
...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Observe os textos a seguir:
Texto I:
Buscando a Cristo
A vós correndo vou, braços sagrados,
...
BARROCOBARROCO
BARROCOBARROCO
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Texto II:
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Agora, faça uma análise dos textos apresentados e
estabeleça uma comparação.
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Agora, faça uma análise dos textos apresentados e
estabeleça uma comparação.
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
No soneto de Gregório, vemos que o eu lírico volta
seu olhar exatamente para o corpo crucificado d...
BARROCOBARROCO
Caravaggio, "Descida da Cruz", óleo s/ tela,
1608
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Estabelecido no dualismo, o Barroco
expressa a angústia do homem dividido entre a
efemeridade do mundo mate...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Carpe Diem!
Em Latim: “Colhe o dia, aproveita o dia”.Ou seja: o
desejo de aproveitar a vida enquanto ela du...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
O poema a seguir é de autoria de Gregório de Matos,
o principal poeta barroco brasileiro. Le...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
O poema a seguir é de autoria de Gregório de Matos,
o principal poeta barroco brasileiro. Le...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Texto:
Desenganos da vida humana,
metaforicamente
É a vaidade, Fábio, nesta vida,
Rosa, que ...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Texto:
Desenganos da vida humana,
metaforicamente
É a vaidade, Fábio, nesta vida,
Rosa, que ...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
É planta, que de abril favorecida,
Por mares de soberba desatada,
Florida galeota empavesada...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
É planta, que de abril favorecida,
Por mares de soberba desatada,
Florida galeota empavesada...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
No texto, na última estrofe, os três elementos
comparados à rosa são retomados e o eu lírico...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
No texto, na última estrofe, os três elementos
comparados à rosa são retomados e o eu lírico...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
A)O que a pedra, o ferro e a tarde
podem provocar, respectivamente,
na nau, na planta e na rosa?
A...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
B) Portanto, o que há de comum
entre estes três elementos?
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
B) Portanto, o que há de comum
entre estes três elementos?
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
B) Portanto, o que há de comum entre estes três
elementos?
Todos são frágeis e morrem; não são ete...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
A linguagem Barroca
O uso excessivo de figuras
de linguagem é uma das
características mais
marcantes do mov...
BARROCOBARROCO
Poema comentadoPoema comentado
Desenganos da vida humana, metaforicamente
É a vaidade, Fábio, nesta vida,
R...
BARROCOBARROCO
Características do poemaCaracterísticas do poema
Metáfora: consiste em empregar uma palavra num
sentido que...
BARROCOBARROCO
Características do poemaCaracterísticas do poema
Hipérbole: figura de linguagem que consiste em exagerar
um...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Texto:
Que és terra Homem, e em terra hás de tornar-te,
Te lembra hoje Deus por sua Igreja,
...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Texto:
Que és terra Homem, e em terra hás de tornar-te,
Te lembra hoje Deus por sua Igreja,
...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Alerta, alerta pois, que o vento berra,
E se assopra a vaidade, e incha o pano,
Na proa a te...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Alerta, alerta pois, que o vento berra,
E se assopra a vaidade, e incha o pano,
Na proa a te...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
A linguagem barroca geralmente busca expressar
estados de conflito espiritual. Por isso faz ...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
A linguagem barroca geralmente busca expressar
estados de conflito espiritual. Por isso faz ...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
Exemplos de antíteses ou paradoxos.
Entre outros, “ mares da
vaidade” ( vida terrena, pecaminosa)
...
BARROCOBARROCO
No Brasil...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
No Brasil...
A duração no Brasil foi de 1601 a 1678, iniciando com a
obra Prosopopeia, poema épico de Bento...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Padre Antônio Vieira
BARROCOBARROCO
Padre Antonio Vieira
Valendo-se do púlpito,
Vieira pregou aos índios,
brancos e negros, a
brasileiros, afri...
BARROCOBARROCO
Leia a seguir um trecho
do “Sermão da sexagésima”,
um dos mais importantes de
Vieira. Nesse sermão, ao
mesm...
BARROCOBARROCO
“Fazer pouco fruto da palavra de
Deus no mundo, pode proceder de um de
três princípios: ou da parte do preg...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Gregório de Matos
É o maior poeta barroco
brasileiro e um dos fundadores da
poesia lírica e satírica em nos...
BARROCOBARROCO
Gregório de Matos
Gregório de Matos primou pela irreverência. Foi
irreverente como pessoa, ao chocar aos va...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Gregório
de
Mattos
Lírica
Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos
...
BARROCOBARROCO
Poesia lírica
Gregório de Matos cultivou três vertentes da poesia lírica:
Religiosa: Obedece aos princípio...
BARROCOBARROCO
Gregório
de
Mattos
Lírica
Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos
...
BARROCOBARROCO
Poesia lírica
 Filosófica: Destacam-se os textos que se referem ao
desconcerto do mundo e às frustrações h...
BARROCOBARROCO
Gregório
de
Mattos
Lírica
Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos
...
BARROCOBARROCO
Poesia lírica
 Amorosa: É fortemente marcada pelo dualismo
amoroso carne/espírito, que leva normalmente a ...
BARROCOBARROCO
Observe este soneto:
Sonetos a D. Ângela de Sousa Paredes
Não vira em minha formosura,
Ouvia falar dela tod...
BARROCOBARROCO
Matem-me, disse eu, vendo abrasar-me,
Se esta a cousa não é, que encarecer-me
Sabia o mundo, e tanto exager...
BARROCOBARROCO
Repare que, nesse poema, a
mulher inicialmente é identificada
com a figura de um anjo, que
remete à pureza ...
BARROCOBARROCO
Gregório
de
Mattos
Lírica
Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos
...
BARROCOBARROCO
Poesia Satírica
Conhecido também como “o
Boca do Inferno”, em razão de suas
sátiras, Gregório de Matos é um...
BARROCOBARROCO
A Sátira constitui uma das partes
mais originais da poesia de Gregório de
Matos, pois foge aos padrões
esta...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
Gregório
de
Mattos
Lírica
Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos
...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Observe o texto a seguir:
A Jesus Cristo Nosso Senhor
Pequei, Senhor, mas não porque hei pec...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Observe o texto a seguir:
A Jesus Cristo Nosso Senhor
Pequei, Senhor, mas não porque hei pec...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
Se basta a vos irar tanto pecado,
A abrandar-vos sobeja um só gemido:
Que a mesma culpa, que...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
No texto, o eu lírico dirige-se
diretamente a Cristo, falando de si
mesmo ou comparando seus...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
No texto, o eu lírico dirige-se
diretamente a Cristo, falando de si
mesmo ou comparando seus...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
A) Inicialmente, como o eu
Lírico se coloca diante de
Cristo?
Coloca-se humildemente, de
forma arr...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
B) Para ressaltar as qualidades de Cristo
perante a fraqueza da condição
humana, são emprega...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
B) Para ressaltar as qualidades de Cristo
perante a fraqueza da condição
humana, são emprega...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
B) Para ressaltar as qualidades de Cristo perante a fraqueza
da condição humana, são empregadas vá...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
C) Levando em conta a presença do vocativo “Senhor”, do
imperativo “ cobrai”, “não queirais”...
BARROCOBARROCO
EXERCITANDO...
C) Levando em conta a presença do vocativo “Senhor”, do
imperativo “ cobrai”, “não queirais”...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
C) ) Levando em conta a presença do
vocativo “Senhor”, do imperativo “ cobrai”,
“não queirais” e o...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
ARTE BARROCA NO BRASIL
O Barroco teve um rico florescimento nas artes
plásticas no Brasil durante o período...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
ARTE BARROCA NO
BRASIL
As maiores expressões do
Barroco Mineiro são, sem dúvida,
o Aleijadinho e Ataíde.
Ig...
BARROCOBARROCO
ARTE BARROCA NO
BRASIL
Antônio Francisco Lisboa - 1738/ 1814
Era o nome completo do
Aleijadinho, nascido em...
BARROCOBARROCO
por Aleijadinho
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Nasce o Sol, e não dura mais que um dia,
Depois da Luz se segue a noite escura,
Em trist...
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Nasce o Sol, e não dura mais que um dia,
Depois da Luz se segue a noite escura,
Em trist...
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
(Mackenzie) O texto anterior é de autoria de
Gregório de Matos, poeta barroco que se
not...
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
(Mackenzie) O texto anterior é de autoria de
Gregório de Matos, poeta barroco que se
not...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
(Mackenzie) O texto anterior é de autoria de Gregório de
Matos, poeta barroco que se notabilizou p...
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Observe a imagem abaixo:
As vaidades da vida humana de Harmen Steenwyck.
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Observe a imagem abaixo:
As vaidades da vida humana de Harmen Steenwyck.
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Nesta aula, você conheceu vários elementos
essenciais da literatura e da arte barroca. Q...
BARROCOBARROCO
AGORA É SUA VEZ...
Nesta aula, você conheceu vários elementos
essenciais da literatura e da arte barroca. Q...
BARROCOBARROCO
RESPOSTA
Nesta aula, você conheceu vários elementos essenciais
da literatura e da arte barroca. Quais desse...
BARROCOBARROCO
Barroco
Contexto histórico
Definição
Reforma Protestante
Contrarreforma
Fundação da companhia de Jesus.
Mov...
BARROCOBARROCO
BIBLIOGRAFIA:
CEREJA, William Roberto,
Português: linguagens: volume
único/ William Roberto Cereja,
Therez...
Para pedir novas aulas entre em contato conosco:
aulas.apoio.portugues@gmail.com
aulas.apoio.portugues@centroapoio
Oi (021...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Barroco

4.286 visualizações

Publicada em

Literatura - VideoAulas Sobre Barroco. – Faça o Download desse material em nosso site. Acesse www.EquarparaEnsinoMedio.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.286
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
150
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Caravaggio, "Descida da Cruz", óleo s/ tela, 1608
  • www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Barroco

    1. 1. BARROCOBARROCO A valorização das luzes, movimentos e santos: pontos fundamentais da arte barroca.
    2. 2. BARROCOBARROCO OBJETIVOS DA AULA Ao final dessa aula, você saberá:  Compreender o que foi o Barroco;  Reconhecer as características marcantes; Identificar a linguagem empregada; Identificar os principais autores do movimento; Compreender a produção artística da época.
    3. 3. BARROCOBARROCO O QUE VOCÊ PRECISA SABER? Reforma Protestante de Lutero; Inquisição; Concílio de Trento; Índice dos livros Proibidos; Renascimento /Classicismo.
    4. 4. BARROCOBARROCO VOCABULÁRIO E CONCEITOS • Reforma Protestante: Foi um movimento iniciado no início do século XVI por Martinho Lutero, propondo uma reforma no catolicismo. • Inquisição: O termo refere-se a várias instituições dedicadas à supressão da heresia no seio da Igreja Católica. •Concílio de Trento: Reunião da alta cúpula católica para tentar barrar o avanço do protestantismo.
    5. 5. BARROCOBARROCO VOCABULÁRIO E CONCEITOS Índice dos Livros Proibidos: Lista de publicações literárias que eram proibidas pela Igreja Católica. Renascimento/ Classicismo: O Renascimento foi um movimento cultural que marcou a fase de transição dos valores e das tradições medievais para um mundo totalmente novo, em que os códigos cavalheirescos cedem lugar à afetação burguesa, às máscaras sociais desenvolvidas pela burguesia emergente.
    6. 6. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional GlobalEsquema Organizacional Global Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos. Arte barroca No período colonial as artes floresceram. Alejaidinho e Ataúde maiores expressões do Barroco mineiro.
    7. 7. BARROCOBARROCO CONTEXTO HISTÓRICO Concílio de Trento.
    8. 8. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Reforma Protestante Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
    9. 9. BARROCOBARROCO Naquele tempo... No Final do século XV e início do XVI, nascia na igreja católica núcleos de restauração da moralidade clerical. Entretanto, esses núcleos só se tornaram expressivos a partir da Reforma Protestante de Lutero, quando a igreja viu-se obrigada a tomar medidas efetivas contra à adesão europeia ao protestantismo.
    10. 10. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Reforma Protestante Contrarreforma Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
    11. 11. BARROCOBARROCO Naquele tempo... A contrarreforma restabeleceu a inquisição e alcançou seu auge durante o Concílio de Trento. Nele, reafirmou-se a autoridade papal, a adoração dos santos, o celibato clerical, proibiu-se severamente a venda de indulgências e instituiu-se censura a publicações por meio do Índice dos livros proibidos.
    12. 12. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
    13. 13. BARROCOBARROCO Naquele tempo... Em 1534, foi fundada a companhia de Jesus pelo padre espanhol Inácio de Loyola. Os membros tiveram importância na contrarreforma. Diziam ser os emissários da verdadeira religião e obtiveram do papa autorização para fazer confissões e ministrar o perdão dos pecados. Além disso, monopolizaram a educação em vários países durante séculos.
    14. 14. BARROCOBARROCO DICA: Assista ao filme “As bruxas de Salém”, de Nicholas Hytner. Esse filme faz um bom retrato da atmosfera religiosa existente no século XVII.
    15. 15. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema OrganizacionalParcialEsquema OrganizacionalParcial
    16. 16. BARROCOBARROCO Barroco: A arte dos contrastes A escola barroca trata-se de um movimento complexo que retrata a instabilidade do mundo pós- renascentista. Temos o homem ajustando-se as conquistas expansionistas ultramarinas e a avanços científicos e tecnológicos, exposto aos reflexos da contrarreforma. Desse modo, estabelece-se um conflito entre a ótica renascentista e as imposições contrarreformistas.
    17. 17. BARROCOBARROCO X
    18. 18. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Observe os textos a seguir: Texto I: Buscando a Cristo A vós correndo vou, braços sagrados, Nessa cruz sacrossanta descobertos, Que, para receber-me, estais abertos, E, por não castigar-me, estais cravados. A vós, divinos olhos, eclipsados De tanto sangue e lágrimas cobertos, Pois, para perdoar-me, estais despertos, E, por não condenar-me, estais fechados.
    19. 19. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Observe os textos a seguir: Texto I: Buscando a Cristo A vós correndo vou, braços sagrados, Nessa cruz sacrossanta descobertos, Que, para receber-me, estais abertos, E, por não castigar-me, estais cravados. A vós, divinos olhos, eclipsados De tanto sangue e lágrimas cobertos, Pois, para perdoar-me, estais despertos, E, por não condenar-me, estais fechados.
    20. 20. BARROCOBARROCO
    21. 21. BARROCOBARROCO
    22. 22. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Texto II:
    23. 23. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Agora, faça uma análise dos textos apresentados e estabeleça uma comparação.
    24. 24. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Agora, faça uma análise dos textos apresentados e estabeleça uma comparação.
    25. 25. BARROCOBARROCO RESPOSTA No soneto de Gregório, vemos que o eu lírico volta seu olhar exatamente para o corpo crucificado de Cristo, descrevendo seu martírio, como também é visto na obra crucificação, de Roger.
    26. 26. BARROCOBARROCO Caravaggio, "Descida da Cruz", óleo s/ tela, 1608
    27. 27. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial DualismoCaracterísticas
    28. 28. BARROCOBARROCO Estabelecido no dualismo, o Barroco expressa a angústia do homem dividido entre a efemeridade do mundo material e a incerteza do mundo espiritual. Essa desarmonia, esse desequilíbrio, vaza num estilo exagerado, cheio de contrastes entre os ideais materialistas e os espiritualistas. CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
    29. 29. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Carpe diem Dualismo Características Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
    30. 30. BARROCOBARROCO Carpe Diem! Em Latim: “Colhe o dia, aproveita o dia”.Ou seja: o desejo de aproveitar a vida enquanto ela dura. Remete à consciência da efemeridade do tempo. Essa consciência já existia na poesia clássica. No Barroco, em virtude do forte sentimento religioso da época, o carpe diem também se fez presente, mas quase sempre revestido de culpa e conflito. CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
    31. 31. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... O poema a seguir é de autoria de Gregório de Matos, o principal poeta barroco brasileiro. Leia-o e responda às questões propostas.
    32. 32. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... O poema a seguir é de autoria de Gregório de Matos, o principal poeta barroco brasileiro. Leia-o e responda às questões propostas.
    33. 33. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Texto: Desenganos da vida humana, metaforicamente É a vaidade, Fábio, nesta vida, Rosa, que da manhã lisonjeada, Púrpuras mil, com ambição dourada, Airosa rompe, arrasta presumida.
    34. 34. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Texto: Desenganos da vida humana, metaforicamente É a vaidade, Fábio, nesta vida, Rosa, que da manhã lisonjeada, Púrpuras mil, com ambição dourada, Airosa rompe, arrasta presumida.
    35. 35. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... É planta, que de abril favorecida, Por mares de soberba desatada, Florida galeota empavesada, Sulca ufana, navega destemida. É nau enfim, que em breve ligeireza Com presunção de Fênix generosa, Galhardias apresta, alentos preza: Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa De que importa, se aguarda sem defesa Penha a nau, ferro a planta, tarde a rosa?
    36. 36. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... É planta, que de abril favorecida, Por mares de soberba desatada, Florida galeota empavesada, Sulca ufana, navega destemida. É nau enfim, que em breve ligeireza Com presunção de Fênix generosa, Galhardias apresta, alentos preza: Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa De que importa, se aguarda sem defesa Penha a nau, ferro a planta, tarde a rosa?
    37. 37. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... No texto, na última estrofe, os três elementos comparados à rosa são retomados e o eu lírico menciona o destino de cada um deles: a penha ( a pedra) aguarda a nau; o ferro aguarda a planta; a tarde aguarda a rosa. A) O que a pedra, o ferro e a tarde podem provocar, respectivamente, na nau, na planta e na rosa?
    38. 38. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... No texto, na última estrofe, os três elementos comparados à rosa são retomados e o eu lírico menciona o destino de cada um deles: a penha ( a pedra) aguarda a nau; o ferro aguarda a planta; a tarde aguarda a rosa. A) O que a pedra, o ferro e a tarde podem provocar, respectivamente, na nau, na planta e na rosa?
    39. 39. BARROCOBARROCO RESPOSTA A)O que a pedra, o ferro e a tarde podem provocar, respectivamente, na nau, na planta e na rosa? A pedra pode fazer a nau naufragar, o ferro pode cortar a planta, a tarde pode murchar a rosa, matando-a.
    40. 40. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... B) Portanto, o que há de comum entre estes três elementos?
    41. 41. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... B) Portanto, o que há de comum entre estes três elementos?
    42. 42. BARROCOBARROCO RESPOSTA B) Portanto, o que há de comum entre estes três elementos? Todos são frágeis e morrem; não são eternos.
    43. 43. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial
    44. 44. BARROCOBARROCO A linguagem Barroca O uso excessivo de figuras de linguagem é uma das características mais marcantes do movimento. CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
    45. 45. BARROCOBARROCO Poema comentadoPoema comentado Desenganos da vida humana, metaforicamente É a vaidade, Fábio, nesta vida, Rosa, que da manhã lisonjeada, Púrpuras mil, com ambição dourada, Airosa rompe, arrasta presumida. É planta, que de abril favorecida, Por mares de soberba desatada, Florida galeota empavesada, Sulca ufana, navega destemida. É nau enfim, que em breve ligeireza Com presunção de Fênix generosa, Galhardias apresta, alentos preza: Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa De que importa, se aguarda sem defesa Penha a nau, ferro a planta, tarde a rosa?
    46. 46. BARROCOBARROCO Características do poemaCaracterísticas do poema Metáfora: consiste em empregar uma palavra num sentido que não lhe é comum ou próprio, numa relação de semelhança entre dois termos. As três principais metáforas do poema são: A vaidade é rosa A vaidade é planta A vaidade é nau
    47. 47. BARROCOBARROCO Características do poemaCaracterísticas do poema Hipérbole: figura de linguagem que consiste em exagerar uma expressão. Exemplo: “É a vaidade, Fábio, nesta vida, Rosa, que da manhã lisonjeada, Púrpuras mil, com ambição dourada”
    48. 48. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses.
    49. 49. BARROCOBARROCO CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
    50. 50. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias.
    51. 51. BARROCOBARROCO CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS
    52. 52. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Texto: Que és terra Homem, e em terra hás de tornar-te, Te lembra hoje Deus por sua Igreja, De pó te faz espelho, em que se veja A vil matéria, de que quis formar-te. Lembra-te Deus, que és pó para humilhar-te, E como o teu baixel sempre fraqueja Nos mares da vaidade, onde peleja, Te põe à vista a terra, onde salvar-te.   
    53. 53. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Texto: Que és terra Homem, e em terra hás de tornar-te, Te lembra hoje Deus por sua Igreja, De pó te faz espelho, em que se veja A vil matéria, de que quis formar-te. Lembra-te Deus, que és pó para humilhar-te, E como o teu baixel sempre fraqueja Nos mares da vaidade, onde peleja, Te põe à vista a terra, onde salvar-te.   
    54. 54. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Alerta, alerta pois, que o vento berra, E se assopra a vaidade, e incha o pano, Na proa a terra tens, amaina, e ferra. Todo o lenho mortal, baixel humano Se busca a salvação, tome hoje terra, Que a terra de hoje é porto soberano.
    55. 55. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Alerta, alerta pois, que o vento berra, E se assopra a vaidade, e incha o pano, Na proa a terra tens, amaina, e ferra. Todo o lenho mortal, baixel humano Se busca a salvação, tome hoje terra, Que a terra de hoje é porto soberano.
    56. 56. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... A linguagem barroca geralmente busca expressar estados de conflito espiritual. Por isso faz uso de inversões, paradoxos e antíteses, entre outros recursos. Identifique no texto exemplos de antíteses ou paradoxos.
    57. 57. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... A linguagem barroca geralmente busca expressar estados de conflito espiritual. Por isso faz uso de inversões, paradoxos e antíteses, entre outros recursos. Identifique no texto exemplos de antíteses ou paradoxos.
    58. 58. BARROCOBARROCO RESPOSTA Exemplos de antíteses ou paradoxos. Entre outros, “ mares da vaidade” ( vida terrena, pecaminosa) em oposição a “ terra” ou “ porto soberano” ( vida espiritual).
    59. 59. BARROCOBARROCO No Brasil...
    60. 60. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores
    61. 61. BARROCOBARROCO No Brasil... A duração no Brasil foi de 1601 a 1678, iniciando com a obra Prosopopeia, poema épico de Bento Teixeira. Trecho de Prosopopeia: “LX Olhai o grande gozo e doce glória Que tereis quando, postos em descanso, Contardes esta larga e triste história, Junto do pátrio lar, seguro e manso. Que vai da batalha a ter victória, O que do Mar inchado a um remanso, Isso então haverá de vosso estado Aos males que tiverdes já passado.”
    62. 62. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira.
    63. 63. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira
    64. 64. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira
    65. 65. BARROCOBARROCO Padre Antônio Vieira
    66. 66. BARROCOBARROCO Padre Antonio Vieira Valendo-se do púlpito, Vieira pregou aos índios, brancos e negros, a brasileiros, africanos e portugueses, dominados e dominadores. Suas ideias políticas foram postas em prática por meio da catequese, da defesa do índio e da colônia, em favor de Portugal, por ocasião da invasão holandesa.
    67. 67. BARROCOBARROCO Leia a seguir um trecho do “Sermão da sexagésima”, um dos mais importantes de Vieira. Nesse sermão, ao mesmo tempo que desenvolve uma temática religiosa, discorre sobre a arte de pregar por meio de sermões.
    68. 68. BARROCOBARROCO “Fazer pouco fruto da palavra de Deus no mundo, pode proceder de um de três princípios: ou da parte do pregador, ou da parte do ouvinte, ou da parte de Deus. Para uma alma se converter por meio de um sermão, há de haver três concursos: há de concorrer o pregador, com a doutrina persuadindo;há de ocorrer o ouvinte com o entendimento, percebendo; há de concorrer Deus com a graça, alumiando. Para um homem se ver a si mesmo, são necessárias três coisas:olhos, espelho e luz. [...]”
    69. 69. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos.
    70. 70. BARROCOBARROCO Gregório de Matos É o maior poeta barroco brasileiro e um dos fundadores da poesia lírica e satírica em nosso país. Nasceu em Salvador, estudou no Colégio dos Jesuítas e depois em Coimbra, Portugal, onde cursou Direito, tornou-se juiz e ensaiou seus primeiros poemas satíricos.
    71. 71. BARROCOBARROCO Gregório de Matos Gregório de Matos primou pela irreverência. Foi irreverente como pessoa, ao chocar aos valores e a falsa moral da sociedade baiana de seu tempo, com seus comportamentos considerados indecorosos; como poeta lírico, porque seguia e, ao mesmo tempo, quebrava os modelos barrocos europeus; como poeta satírico, pois, empregando um vocabulário de baixo calão, denunciou as contradições e falsidades daquela sociedade, não se curvando ao poder das autoridades políticas e religiosas.
    72. 72. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos.
    73. 73. BARROCOBARROCO Gregório de Mattos Lírica Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos Religiosa Usa temas como amor e Deus. Língua culta Inversões Figuras de linguagem Filosófica Satírica Poesia Amorosa
    74. 74. BARROCOBARROCO Poesia lírica Gregório de Matos cultivou três vertentes da poesia lírica: Religiosa: Obedece aos princípios do Barroco europeu, fazendo uso de temas como amor e Deus , a culpa, o arrependimento, o pecado e perdão, além de constantes referências bíblicas.
    75. 75. BARROCOBARROCO Gregório de Mattos Lírica Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos Religiosa Usa temas como amor e Deus. Língua culta Inversões Figuras de linguagem Filosófica Desconcerto do mundo Frustração humana Carpe diem Satírica Poesia Amorosa
    76. 76. BARROCOBARROCO Poesia lírica  Filosófica: Destacam-se os textos que se referem ao desconcerto do mundo e às frustrações humanas diante da realidade.
    77. 77. BARROCOBARROCO Gregório de Mattos Lírica Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos Religiosa Usa temas como amor e Deus. Língua culta Inversões Figuras de linguagem Filosófica Desconcerto do mundo Frustração humana Carpe diem Satírica Poesia Amorosa Dualismo carne/espírito. Mulher – perdição espiritual
    78. 78. BARROCOBARROCO Poesia lírica  Amorosa: É fortemente marcada pelo dualismo amoroso carne/espírito, que leva normalmente a um sentimento de culpa no plano espiritual.
    79. 79. BARROCOBARROCO Observe este soneto: Sonetos a D. Ângela de Sousa Paredes Não vira em minha formosura, Ouvia falar dela todo dia, E ouvida me incitava, e me movia A querer ver tão bela arquitetura: Ontem a vi por minha desventura Na cara, no bom ar, na galhardia De uma mulher, que em Anjo se mentia; De um Sol, que se trajava em criatura:
    80. 80. BARROCOBARROCO Matem-me, disse eu, vendo abrasar-me, Se esta a cousa não é, que encarecer-me Sabia o mundo, e tanto exagerar-me: Olhos meus, disse então por defender-me, Se a beleza heis de ver para matar-me, Antes olhos cegueis, do que eu perde-me.
    81. 81. BARROCOBARROCO Repare que, nesse poema, a mulher inicialmente é identificada com a figura de um anjo, que remete à pureza angelical contido no próprio nome Angêla, e depois como uma grandeza maior, o Sol. Porém o que se percebe nos tercetos é que em vez de proteger (papel que caberia ao anjo), a mulher com sua beleza, leva ao desejo e consequentemente ao pecado. Análise do Poema
    82. 82. BARROCOBARROCO Gregório de Mattos Lírica Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos Religiosa Usa temas como amor e Deus. Língua culta Inversões Figuras de linguagem Filosófica Desconcerto do mundo Frustração humana Carpe diem Satírica Foge aos padrões do Barroco Percepção crítica Poesia Amorosa Dualismo carne/espírito. Mulher – perdição espiritual
    83. 83. BARROCOBARROCO Poesia Satírica Conhecido também como “o Boca do Inferno”, em razão de suas sátiras, Gregório de Matos é um dos principais e mais ferinos representantes da literatura satírica em língua portuguesa.
    84. 84. BARROCOBARROCO A Sátira constitui uma das partes mais originais da poesia de Gregório de Matos, pois foge aos padrões estabelecidos pelo Barroco português ou ibérico e se volta para a realidade baiana do século XVII. Por isso, pode ser considerada poesia brasileira, não somente pelos temas escolhidos, mas também pela percepção crítica da exploração colonialista empreendida pelos portugueses na colônia. Poesia Satírica
    85. 85. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos.
    86. 86. BARROCOBARROCO Gregório de Mattos Lírica Esquema Organizacional Gregório de MatosEsquema Organizacional Gregório de Matos Religiosa Usa temas como amor e Deus. Língua culta Inversões Figuras de linguagem Filosófica Desconcerto do mundo Frustração humana Carpe diem Satírica Foge aos padrões do Barroco Percepção crítica Poesia Amorosa Dualismo carne/espírito. Mulher – perdição espiritual
    87. 87. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Observe o texto a seguir: A Jesus Cristo Nosso Senhor Pequei, Senhor, mas não porque hei pecado, Da vossa alta clemência me despido; Porque, quanto mais tenho delinqüido, Vós tenho a perdoar mais empenhado.
    88. 88. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Observe o texto a seguir: A Jesus Cristo Nosso Senhor Pequei, Senhor, mas não porque hei pecado, Da vossa alta clemência me despido; Porque, quanto mais tenho delinqüido, Vós tenho a perdoar mais empenhado.
    89. 89. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... Se basta a vos irar tanto pecado, A abrandar-vos sobeja um só gemido: Que a mesma culpa, que vos há ofendido, Vos tem para o perdão lisonjeado. Se uma ovelha perdida e já cobrada Glória tal e prazer tão repentino Vos deu, como afirmais na Sacra História, Eu sou, Senhor, a ovelha desgarrada, Cobrai-a; e não queirais, Pastor Divino, Perder na vossa ovelha a vossa glória.
    90. 90. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... No texto, o eu lírico dirige-se diretamente a Cristo, falando de si mesmo ou comparando seus defeitos às virtudes de Cristo. A) Inicialmente, como o eu Lírico se coloca diante de Cristo?
    91. 91. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... No texto, o eu lírico dirige-se diretamente a Cristo, falando de si mesmo ou comparando seus defeitos às virtudes de Cristo. A) Inicialmente, como o eu Lírico se coloca diante de Cristo?
    92. 92. BARROCOBARROCO RESPOSTA A) Inicialmente, como o eu Lírico se coloca diante de Cristo? Coloca-se humildemente, de forma arrependida.
    93. 93. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... B) Para ressaltar as qualidades de Cristo perante a fraqueza da condição humana, são empregadas várias antíteses nas duas primeiras estrofes. Faça um comparativo, extraindo dessas estrofes as palavras ou expressões que caracterizam o eu lírico e as que caracterizam Cristo.
    94. 94. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... B) Para ressaltar as qualidades de Cristo perante a fraqueza da condição humana, são empregadas várias antíteses nas duas primeiras estrofes. Faça um comparativo, extraindo dessas estrofes as palavras ou expressões que caracterizam o eu lírico e as que caracterizam Cristo.
    95. 95. BARROCOBARROCO RESPOSTA B) Para ressaltar as qualidades de Cristo perante a fraqueza da condição humana, são empregadas várias antíteses nas duas primeiras estrofes. Faça um comparativo, extraindo dessas estrofes as palavras ou expressões que caracterizam o eu lírico e as que caracterizam Cristo. Eu lírico: delinquido, pecado, tanto pecado, culpa. Cristo: clemência, perdoar, um só gemido, perdão.
    96. 96. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... C) Levando em conta a presença do vocativo “Senhor”, do imperativo “ cobrai”, “não queirais” e o tom de humildade e arrependimento do início, a que tipo de texto se assemelha o poema?
    97. 97. BARROCOBARROCO EXERCITANDO... C) Levando em conta a presença do vocativo “Senhor”, do imperativo “ cobrai”, “não queirais” e o tom de humildade e arrependimento do início, a que tipo de texto se assemelha o poema?
    98. 98. BARROCOBARROCO RESPOSTA C) ) Levando em conta a presença do vocativo “Senhor”, do imperativo “ cobrai”, “não queirais” e o tom de humildade e arrependimento do início, a que tipo de texto se assemelha o poema? O poema nos transmite a uma atmosfera religiosa, tecendo uma semelhança com a oração (prece ou reza).
    99. 99. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos. Arte barroca No período colonial as artes floresceram.
    100. 100. BARROCOBARROCO ARTE BARROCA NO BRASIL O Barroco teve um rico florescimento nas artes plásticas no Brasil durante o período colonial. Várias cidades brasileiras, como Salvador, Olinda, Recife e , principalmente, as cidades mineiras – Ouro preto, Mariana, São João del Rei, Tiradentes, Sabará – tiveram uma rica produção artística.
    101. 101. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional ParcialEsquema Organizacional Parcial Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos. Arte barroca No período colonial as artes floresceram. Alejaidinho e Ataúde maiores expressões do Barroco mineiro.
    102. 102. BARROCOBARROCO ARTE BARROCA NO BRASIL As maiores expressões do Barroco Mineiro são, sem dúvida, o Aleijadinho e Ataíde. Igreja São Francisco de Assis / Ouro Preto
    103. 103. BARROCOBARROCO ARTE BARROCA NO BRASIL Antônio Francisco Lisboa - 1738/ 1814 Era o nome completo do Aleijadinho, nascido em Vila Rica, em 1738, filho bastardo do português Manuel Francisco Lisboa e de uma escrava, Isabel. Tendo nascido escravo, foi libertado pelo pai no dia de seu batizado.
    104. 104. BARROCOBARROCO por Aleijadinho
    105. 105. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Nasce o Sol, e não dura mais que um dia, Depois da Luz se segue a noite escura, Em tristes sombras morre a formosura, Em contínuas tristezas a alegria. Porém se acaba o Sol, por que nascia? Se formosa a Luz é, por que não dura? Como a beleza assim se transfigura? Como o gosto da pena assim se fia?
    106. 106. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Nasce o Sol, e não dura mais que um dia, Depois da Luz se segue a noite escura, Em tristes sombras morre a formosura, Em contínuas tristezas a alegria. Porém se acaba o Sol, por que nascia? Se formosa a Luz é, por que não dura? Como a beleza assim se transfigura? Como o gosto da pena assim se fia?
    107. 107. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... (Mackenzie) O texto anterior é de autoria de Gregório de Matos, poeta barroco que se notabilizou pela variedade de produção; fez poesia lírica, religiosa, satírica e erótica. O texto em questão, temática e formalmente, caracteriza o estilo barroco. Identifique nele o tema e as características estilísticas.
    108. 108. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... (Mackenzie) O texto anterior é de autoria de Gregório de Matos, poeta barroco que se notabilizou pela variedade de produção; fez poesia lírica, religiosa, satírica e erótica. O texto em questão, temática e formalmente, caracteriza o estilo barroco. Identifique nele o tema e as características estilísticas.
    109. 109. BARROCOBARROCO RESPOSTA (Mackenzie) O texto anterior é de autoria de Gregório de Matos, poeta barroco que se notabilizou pela variedade de produção; fez poesia lírica, religiosa, satírica e erótica. O texto em questão, temática e formalmente, caracteriza o estilo barroco. Identifique nele o tema e as características estilísticas. Tema: a efemeridade da vida. Características estilísticas: uso de antíteses, paradoxos .
    110. 110. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Observe a imagem abaixo: As vaidades da vida humana de Harmen Steenwyck.
    111. 111. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Observe a imagem abaixo: As vaidades da vida humana de Harmen Steenwyck.
    112. 112. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Nesta aula, você conheceu vários elementos essenciais da literatura e da arte barroca. Quais desses elementos podem ser identificados no quadro?
    113. 113. BARROCOBARROCO AGORA É SUA VEZ... Nesta aula, você conheceu vários elementos essenciais da literatura e da arte barroca. Quais desses elementos podem ser identificados no quadro?
    114. 114. BARROCOBARROCO RESPOSTA Nesta aula, você conheceu vários elementos essenciais da literatura e da arte barroca. Quais desses elementos podem ser identificados no quadro? Consciência e efemeridade da vida e do tempo, concepção trágica da vida, jogo de claro e escuro, oposição entre o mundo material e o mundo espiritual, morte.
    115. 115. BARROCOBARROCO Barroco Contexto histórico Definição Reforma Protestante Contrarreforma Fundação da companhia de Jesus. Movimento que retrata a instabilidade do mundo pós-renascentista. Esquema Organizacional GlobalEsquema Organizacional Global Carpe diem Dualismo Características Linguagem rebuscada Estilos Conceptismo Cultismo Abusa das metáforas e antíteses. Jogo de ideias. Brasil Início Com a obra Prosopopeia Principais autores Bento Teixeira. Manuel Botelho de Oliveira Padre Antônio Vieira Gregório de Matos. Arte barroca No período colonial as artes floresceram. Alejaidinho e Ataúde maiores expressões do Barroco mineiro.
    116. 116. BARROCOBARROCO BIBLIOGRAFIA: CEREJA, William Roberto, Português: linguagens: volume único/ William Roberto Cereja, Thereza Cochar Magalhães. São Paulo: Atual, 2003. OLIVEIRA, Clenir Bellezi de Arte literária brasileira/ Clenir Bellezi de Oliveira. – São Paulo: Moderna, 2000.
    117. 117. Para pedir novas aulas entre em contato conosco: aulas.apoio.portugues@gmail.com aulas.apoio.portugues@centroapoio Oi (021) 8589 – 7775 Claro (021) 9350 – 3004 Tim (021) 8170 – 6379 Vivo (021) 9563 – 9667 Fixo (021) 3496 - 6642

    ×