www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Classificação dos seres vivos.

2.544 visualizações

Publicada em

Biologia - VideoAulas Sobre Classificação dos seres vivos. – Faça o Download desse material em nosso site. Acesse www.EquarparaEnsinoMedio.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Classificação dos seres vivos.

  1. 1. Classificação dosClassificação dos Seres VivosSeres Vivos
  2. 2. Objetivos dessa aula Ao final dessa aula você será capaz de: • Entender os as categorias aos quais os seres vivos estão inseridos; • Entender o porque e a importância de classificar os seres vivos; • Reconhecer a qual reino e domínio estão inseridos cada ser vivo; • Aprender os passos evolutivos que geraram a diversidade de espécies; • Aprender as formas como as espécies evoluem; • Distinguir cada ser vivo e sua história evolutiva.
  3. 3. Para melhor aproveitamento desta aula, você precisará saber: • O que caracteriza um ser vivo; • Quem são os seres vivos; • Conceito de célula e organização celular; • Conceitos básicos de evolução.
  4. 4. Vocabulários e conceitos – Taxonomia - é a ciência que classifica os seres vivos. – Táxon – grupo de seres vivos que compartilham características e estão inseridos em um categoria taxonômica. – Células eucariontes - são células que possuem membrana nuclear (carioteca), o material genético está envolto pela membrana nuclear, formando o núcleo verdadeiro. – Células procariontes – células que não possuem membrana nuclear, o material genético fica disperso no citoplasma. – Autótrofos - seres vivos que realizam a sua nutrição por meio da fotossíntese, como plantas e as algas. – Heterótrofos - seres vivos, que nutrem-se de outros seres vivos ,pois são incapazes de produzir sua própria energia. – Aeróbico – organismos que utilizam oxigênio para respiração – Anaeróbicos – organismos que não utilizam oxigênio para respiração – População – grupo de indivíduos da mesma espécie que vivem juntos e sob as mesmas condições
  5. 5. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Regras de nomenclatura Classificação e evolução Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Animallia Plantae Fungi Monera Protista Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional global Domínio Sistemática filogenética Achaea Bacteria Eukarya Especiação Cladogênese Análogo Homólogo Anagênese Cladograma Grau de parentesco evolutivo
  6. 6. Aspectos gerais CONCEITO Taxonomia: estudo de organizar, nomear e classificar os seres vivos em categorias de acordo com seus aspectos físicos, ecológicos, fisiológicos e evolutivos. http://1.bp.blogspot.com/_YgVanCg5kC8/S6pl8Z9PFXI/AAAAAAAAAFQ/PJ7sHKGv1fc/s1600/bi o2_028.jpg
  7. 7. Aspectos gerais PAI DA TAXONOMIA: Carolus Linnaeus, foi um botânico, zoólogo e médico sueco, tentou nomear e descrever todos os organismos conhecidos, sendo assim considerado o "pai da taxonomia moderna". Em 1753, publicou o Species Plantarum, onde descreveu as espécies de plantas. Criou o sistema de nomenclatura binomial. Em 1758 publicou a 10º edição do Systema Naturae, onde o sistema é aplicada a todos as espécies. http://www.algosobre.com.br/images/stories/assuntos/biografias/Car l_Lineu.jpg
  8. 8. Aspectos gerais PAI DA TAXONOMIA: A taxonomia de Lineu classifica os seres vivos em uma hierarquia, começando com os Reinos. Reinos são divididos em Filos. Filos são divididos em classes, então em ordens, famílias, gêneros e espécies. http://www.sobiologia.com.br/figuras/Seresvivos/classific.jpg
  9. 9. Aspectos iniciais Conceito Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Esquema organizacional parcial
  10. 10. Categorias taxonômicas Espécie representa um grupo natural constituído pelo conjunto de indivíduos com o mesmo fundo genético, morfologicamente semelhantes, que podem cruzar-se entre si originando descendentes férteis. Lineu considerou a espécie como a unidade básica de classificação. http://www.estadao.com.br/fotos/EFE.Miguel_Vences_600.jpg
  11. 11. Categorias taxonômicas Critérios utilizados para classificar os seres vivos: -Organização celular -Morfológicos -Modo de nutrição (autótrofos, heterótrofos); -Ingestão/digestão (digestão intracelular, digestão extracelular); -Evolução: relações de parentesco; -Padrões de comportamento de grupos semelhantes: ecologia http://www.varbak.com/foto-de/esp%C3%A9cie- de-coruja-fotos http://2.bp.blogspot.com/_7024QKdLrXE/TKN12xEvx5I/AAAAAAAASGs/BYU9oC15Z AE/s640/colubus.jpg
  12. 12. Categorias taxonômicas Categorias taxonômicas são um nível hierárquico no qual certos táxons são classificados. As categorias são: DOMÍNIO, REINO, FILO, CLASSE, ORDEM, FAMÍLIA, GÊNERO E ESPÉCIE. As categorias até ordem podem ter subdivisões caracterizadas por prefixos, super, sub ou infra, criando assim novas subdivisões. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/7a/Categorias_Taxonomicas.JPG
  13. 13. http://dicasgratisnanet.blogspot.com.br/2011/07/categorias-taxonomicas-classificacao.html Categorias taxonômicas
  14. 14. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional parcial Domínio
  15. 15. Domínios Existem 3 domínios classificados quanto ao tipo de célula: Archaea: microrganismos procariontes (bacterias) que podem ser anaeróbico obrigatório ou extremófilos Bacteria: organismos procariontes aeróbicos. Eukarya: organismos eucariontes. http://www.infoescola.com/biologia/archaea/
  16. 16. Reinos Monera: onde se incluem as bactérias Protista: onde se incluem os protozoários Fungi: representando os fungos Plantae: plantas e algas Animallia ou Metazoa: animais http://1.bp.blogspot.com/-6nRpzZqFqzE/TaX3kHlAlyI/AAAAAAAAAB0/YpbeDpHNjLY/s1600/filogenia.png
  17. 17. Reinos http://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/biologia/imagens/11_observ_bacterias_vinagre06.jpg
  18. 18. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Animallia Plantae Fungi Monera Protista Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional parcial Domínio Achaea Bacteria Eukarya
  19. 19. Regras de nomenclatura Nomenclatura é a atribuição de nomes (nome científico) a organismos e às categorias nas quais são classificados. O nome científico proposto por Lineu é um binômio logo é composto de duas palavras que devem seguir as seguintes regras: •O nome deve sempre sem escrito em latim de forma que possa ser reconhecido e falado em todas as línguas; •O primeiro nome deve começar com letra maiúscula e pertencer a um gênero (epíteto genérico) ; •O segundo nome deve estar em minúsculo (epíteto específico) e ser um adjetivo; (* nos casos de subespécie aceita-se um terceiro nome igual ao epíteto específico) •O nome deve ser único para cada espécie; •O nome deve ser destacado do texto sendo em itálico quando digitado ou sublinhado quando escrito à mão; •A primeira vez que o nome for escrito deve vir acompanhado do nome e ano do autor que descreveu a espécie.
  20. 20. Regras de nomenclatura EXEMPLO: Rã http://3.bp.blogspot.com/_Wq0dPfU4wkM/SXOapzZek4I/AAAAAAAAALI/lgdXLqrd7AQ/s400/nom enclatura.bmp
  21. 21. Regras de nomenclatura Para as categorias algumas regras também são aplicadas: Os nomes também dever ser escritos em latim As famílias possuem nomenclatura própria sendo ela do reino Plantae ou Animallia. http://4.bp.blogspot.com/_engnk_frLP8/S9WMOGTkqyI/AAAAAAAAAM8/c0BY8BqHdZQ/s1600/ passaros.jpg
  22. 22. Regras de nomenclatura Para o reino Animal inclui-se o sufixo -oideae para super-família e -idae para família. http://2.bp.blogspot.com/- osndBevbYMY/TZ0Eiwv37NI/AAAAAAAAAGI/gpoj1JhhpMA/s1600/MOSMA2+IMAGEM.png Para o reino Plantae inclui-se o sufixo -aceae para super- família, -acea para família e -oideae para subfamília http://pt.wikipedia.org/wiki/Feij%C3%A3o
  23. 23. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Regras de nomenclatura Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Animallia Plantae Fungi Monera Protista Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional parcial Domínio Achaea Bacteria Eukarya
  24. 24. Agora tente sozinho! 1. (UFPEL) Carl von Linné (1707-1778), denominado Lineu, em Português, através de sua obra "Systema Naturae", propôs uma forma de denominar os seres vivos por intermédio do que chamou de "unidade básica de classificação" ou ESPÉCIE. Como exemplo, a ave conhecida popularmente como quero-quero é classificada, segundo o modelo de Lineu, como 'Vanellus chilensis'. De acordo com esses conceitos, analise as afirmativas a seguir. I. O nome específico de um organismo é sempre composto de duas palavras: a primeira designa o gênero e a segunda, a espécie. II. O nome específico do quero-quero é 'chilensis' e o nome genérico é 'Vanellus'. III. O nome específico do quero-quero é binominal, e 'Vanellus' é seu epíteto específico. IV. O nome específico do quero-quero é binominal, e Chilensis, assim escrito, é seu epíteto específico. V. A espécie 'Vanellus chilensis' inclui o gênero seguido de seu epíteto específico: 'chilensis'. Estão corretas apenas as afirmativas a) II e III. b) IV e V. c) II e IV. d) I e III. e) II e V.
  25. 25. Agora tente sozinho! 1. (UFPEL) Carl von Linné (1707-1778), denominado Lineu, em Português, através de sua obra "Systema Naturae", propôs uma forma de denominar os seres vivos por intermédio do que chamou de "unidade básica de classificação" ou ESPÉCIE. Como exemplo, a ave conhecida popularmente como quero-quero é classificada, segundo o modelo de Lineu, como 'Vanellus chilensis'. De acordo com esses conceitos, analise as afirmativas a seguir. I. O nome específico de um organismo é sempre composto de duas palavras: a primeira designa o gênero e a segunda, a espécie. II. O nome específico do quero-quero é 'chilensis' e o nome genérico é 'Vanellus'. III. O nome específico do quero-quero é binominal, e 'Vanellus' é seu epíteto específico. IV. O nome específico do quero-quero é binominal, e Chilensis, assim escrito, é seu epíteto específico. V. A espécie 'Vanellus chilensis' inclui o gênero seguido de seu epíteto específico: 'chilensis'. Estão corretas apenas as afirmativas a) II e III. b) IV e V. c) II e IV. d) I e III. e) II e V.
  26. 26. Resposta! I. O nome específico de um organismo é sempre composto de duas palavras: a primeira designa o gênero e a segunda, a espécie. FALSO: O primeiro nome científico denomina o gênero e o segundo apenas o epíteto específico, o nome da espécie é todo o binomio. II. O nome específico do quero-quero é 'chilensis' e o nome genérico é 'Vanellus'. VERDADEIRO III. O nome específico do quero-quero é binominal, e 'Vanellus' é seu epíteto específico. FALSO: 'Vanellus' se refere ao gênero e não ao epípeto. IV. O nome específico do quero-quero é binominal, e Chilensis, assim escrito, é seu epíteto específico. FALSO: Por ser um epíteto, 'chilensis' deve ser escrita com letra minúscula. V. A espécie 'Vanellus chilensis' inclui o gênero seguido de seu epíteto específico: 'chilensis'. VERDADEIRO Regras de nomenclatura Usa-se Língua Latina Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie terminação-idae Primeiro é nome do gênero (inicial maiúscula) e segundo é adjetivo nome específico (inicial minúscula) substantivo único (inicial maiúscula) Nome das Famílias de plantas Nome das Famílias de animais terminação-aceae (há exceções)
  27. 27. Agora tente sozinho! 1. (UFPEL) Carl von Linné (1707-1778), denominado Lineu, em Português, através de sua obra "Systema Naturae", propôs uma forma de denominar os seres vivos por intermédio do que chamou de "unidade básica de classificação" ou ESPÉCIE. Como exemplo, a ave conhecida popularmente como quero-quero é classificada, segundo o modelo de Lineu, como 'Vanellus chilensis'. De acordo com esses conceitos, analise as afirmativas a seguir. I. O nome específico de um organismo é sempre composto de duas palavras: a primeira designa o gênero e a segunda, a espécie. II. O nome específico do quero-quero é 'chilensis' e o nome genérico é 'Vanellus'. III. O nome específico do quero-quero é binominal, e 'Vanellus' é seu epíteto específico. IV. O nome específico do quero-quero é binominal, e Chilensis, assim escrito, é seu epíteto específico. V. A espécie 'Vanellus chilensis' inclui o gênero seguido de seu epíteto específico: 'chilensis'. Estão corretas apenas as afirmativas a) II e III. b) IV e V. c) II e IV. d) I e III. e) II e V.
  28. 28. Agora tente sozinho! 2. Dois seres vivos pertencentes à mesma ordem são necessariamente: a) da mesma raça; b) da mesma espécie; c) do mesmo gênero; d) da mesma classe; e) da mesma família;  
  29. 29. Agora tente sozinho! 2. Dois seres vivos pertencentes à mesma ordem são necessariamente: a) da mesma raça; b) da mesma espécie; c) do mesmo gênero; d) da mesma classe; e) da mesma família;  
  30. 30. Categorias taxonômicas Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero a) da mesma raça. FALSO: raça são variações morfológicas dentro de uma mesma espécie, e dois indivíduos de uma ordem podem ser de espécies/raças diferentes b) da mesma espécie; FALSO: dois indivíduos de uma ordem podem ser de espécies/raças diferentes c) do mesmo gênero; FALSO: dois indivíduos de uma mesma ordem podem ser de gêneros diferentes d) da mesma classe; VERDADEIRO e) da mesma família; FALSO: podem ser de famílias diferentes Resposta! Callithrix jacchus Saimiri sciureus Ordem Primates
  31. 31. RESPOSTA! 2. Dois seres vivos pertencentes à mesma ordem são necessariamente: a) da mesma raça; b) da mesma espécie; c) do mesmo gênero; d) da mesma classe; e) da mesma família;  
  32. 32. 3. Com base nas regras de nomenclatura, indique a alternativa que não segue as normas de nomenclatura propostas por Lineu: a) Homo sapiens sapiens; b) Trypanosoma cruzi; c) Rana esculenta marmorata; d) Rhea americana americana; e) Anopheles Nyssurhynchus darlingi. Agora é sua vez!
  33. 33. 3. Com base nas regras de nomenclatura, indique a alternativa que não segue as normas de nomenclatura propostas por Lineu: a) Homo sapiens sapiens; b) Trypanosoma cruzi; c) Rana esculenta marmorata; d) Rhea americana americana; e) Anopheles Nyssurhynchus darlingi. Agora é sua vez!
  34. 34. Regras de nomenclatura Usa-se Língua Latina Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie terminação-idae a) Homo sapiens sapiens; FALSO: o nome está correto, esse o nome da espécie humana b) Trypanosoma cruzi; FALSO: o nome está correto, esse o protozoário transmissor da doença de Chagas c) Rana esculenta marmorata; FALSO: o nome está correto, esse o nome científico da rã d) Rhea americana americana; FALSO: o nome está seguindo as normas, esse o nome da ema e) Anopheles Nyssurhynchus darlingi. VERDADEIRO: o nome está escrito errado, não há nomes de espécies com dois gêneros Primeiro é nome do gênero (inicial maiúscula) e segundo é adjetivo nome específico (inicial minúscula) substantivo único (inicial maiúscula) Nome das Famílias de plantas Nome das Famílias de animais terminação-aceae (há exceções)
  35. 35. 3. Com base nas regras de nomenclatura, indique a alternativa que não segue as normas de nomenclatura propostas por Lineu: a) Homo sapiens sapiens; b) Trypanosoma cruzi; c) Rana esculenta marmorata; d) Rhea americana americana; e) Anopheles Nyssurhynchus darlingi. RESPOSTA!
  36. 36. Classificação e evolução A evolução é responsável pelo surgimento de novas espécies por processos de especiação. • Anagênese: (ana = para cima; gênesis = origem): representa a progressiva evolução de caracteres que surgem ou se modificam, alterando a frequência genética de uma população, ou seja trata-se de um acumulo de mudanças que uma população sofre ao longo do tempo gerando novas espécies. http://www.acervoescolar.com.br/bio logia/ecologia/imagens/processo- de-especiacao.jpg http://2.bp.blogspot.com/ - _JfzIAfimqc/TbNQjfMNJ OI/AAAAAAAAAD4/X8jM SxdU3IM/s1600/Clipboar d15.jpg
  37. 37. Classificação e evolução • Cladogênese (clado = ramo): compreende a ramificação filogenética, ocasionando a ruptura na coesão de uma população, ou seja uma população se segrega e forma-se então espécies diferentes. http://www.acervoescolar.com.br/biologia/ecologia/imagens/processo-de-especiacao.jpg http://2.bp.blogspot.com/- _JfzIAfimqc/TbNQjfMNJOI/AAAAAAAAAD4/X8jMSxdU3IM/s1600/Clipboard15.jpg
  38. 38. Classificação e evolução Os processos de cladogênese podem ser: • Isolamento reprodutivo: resulta da incapacidade, total ou parcial, de membros de duas populações se cruzarem, produzindo descendência fértil. • Isolamento geográfico: É o fenômeno que acontece quando grandes populações biológicas ficam fisicamente isoladas por uma barreira externa, envolvendo isolamento reprodutivo de tal modo que depois da barreira desaparecer, indivíduos das populações já não poderão se cruzar. http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/evolucao-dos- seres-vivos/imagens/Evoluc64.jpg
  39. 39. Grau de parentesco evolutivo • Homólogo: órgãos que apesar de terem funções aparentemente distintas, possuem a mesma origem, formação e estrutura evolutiva. http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/evolucao-dos-seres-vivos/imagens/evolucao-dos- seres-vivos25g.jpg
  40. 40. Grau de parentesco evolutivo • Análogo: órgãos que apesar de terem funções semelhantes não possuem a mesma origem, formação e estrutura evolutiva. http://4.bp.blogspot.com/-fQlZksudcmY/UB2cYlU51sI/AAAAAAAABJs/NEpjLk1y4ac/s640/21545.jpg
  41. 41. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Regras de nomenclatura Classificação e evolução Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Animallia Plantae Fungi Monera Protista Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional parcial Domínio Achaea Bacteria Eukarya Especiação Cladogênese Análogo Homólogo Anagênese Grau de parentesco evolutivo
  42. 42. Sistemática filogenética Ciência que utiliza caracteres morfológicos ou genéticos para classificar e entender o processo evolutivo sofrido por um táxon a partir de cladogramas (arvores filogenéticas) • Clado: É a denominação de grupos estudado em um cladograma. • Cladograma ou Árvore Filogenética: É o diagrama que representa as relações filogenéticas entre os clados. http://www.cientic.com/imagens/img_taxa2.gif
  43. 43. Sistemática filogenética • Grupo monofilético: grupo que inclui o ancestral e todos os seus descendentes. • Grupo parafilético:Grupo que possui um ancestral comum, mas não inclui todos os seus descendentes. • Grupo-irmão: É o grupo monofilético mais próximo daquele em foco no momento. http://www.ufrgs.br/paleodigital/Taxonomia1.html
  44. 44. Aspectos iniciais Conceito Categorias taxonômicas Regras de nomenclatura Classificação e evolução Classificação dos seres vivos (Taxonomia) Classificação de Linnaeus Animallia Plantae Fungi Monera Protista Nome dos grupos superiores à espécie Nome da espécie Reino Filo Classe Ordem Família Espécie Gênero Esquema organizacional parcial Domínio Sistemática filogenética Achaea Bacteria Eukarya Especiação Cladogênese Análogo Homólogo Anagênese Cladograma Grau de parentesco evolutivo
  45. 45. Agora tente sozinho! 1 Considerando: asa de morcego (1); asa de coleóptero (2); asa de coruja (3); asa de barata (4) são estruturas HOMÓLOGAS: a) 1, 2, 3 e 4. b) 1 e 2, apenas. c) 1 e 3, apenas. d) 1 e 4, apenas. e) 2 e 4, apenas.
  46. 46. Agora tente sozinho! 1 Considerando: asa de morcego (1); asa de coleóptero (besouro)(2); asa de coruja (3); asa de barata (4) são estruturas HOMÓLOGAS: a) 1, 2, 3 e 4. b) 1 e 2, apenas. c) 1 e 3, apenas. d) 1 e 4, apenas. e) 2 e 4, apenas.
  47. 47. RESPOSTA! asa de morcego (1); asa de coleóptero (2); asa de coruja (3); asa de barata (4) HOMÓLOGAS a) 1, 2, 3 e 4. FALSO: são animais diferentes! Barata e coleóptero são insetos, morcego é um mamífero e coruja é uma ave b) 1 e 2, apenas. FALSO: morcego é mamífero e coleóptero é inseto c) 1 e 3, apenas. FALSO: morcego é mamífero e coruja é uma ave d) 1 e 4, apenas. FALSO: morcego é mamífero e barata é um inseto e) 2 e 4, apenas. VERDADEIRO: ambos são insetos DICA: pensem na semelhança estrutural e funcional Pensem nos organismos mais próximos!
  48. 48. RESPOSTA! 1 Considerando: asa de morcego (1); asa de coleóptero (2); asa de coruja (3); asa de barata (4) são estruturas HOMÓLOGAS: a) 1, 2, 3 e 4. b) 1 e 2, apenas. c) 1 e 3, apenas. d) 1 e 4, apenas. e) 2 e 4, apenas.
  49. 49. Agora tente sozinho! 2 - Examine a árvore filogenética ao lado: Esperamos encontrar maior semelhança entre genes de: a) bactéria e protozoário. b) peixe e baleia. c) baleia e pássaro. d) estrela-do-mar e ostra. e) ostra e coral.
  50. 50. Agora tente sozinho! 2 - Examine a árvore filogenética ao lado: Esperamos encontrar maior semelhança entre genes de: a) bactéria e protozoário. b) peixe e baleia. c) baleia e pássaro. d) estrela-do-mar e ostra. e) ostra e coral.
  51. 51. Resposta! a) bactéria e protozoário FALSO b) peixe e baleia FALSO: c) baleia e pássaro. VERDADEIRO d) estrela-do-mar e ostra. FALSO e) ostra e coral. FALSO Sistemática filogenética Grupo-irmão Cladograma Clado em que os ramos estão mais próximos Parafilético Monofilético DICA: Quais das alternativas inclui os ramos com clados mais próximos e monofiléticos?
  52. 52. RESPOSTA! 2 - Examine a árvore filogenética ao lado: Esperamos encontrar maior semelhança entre genes de a) bactéria e protozoário. b) peixe e baleia. c) baleia e pássaro. d) estrela-do-mar e ostra. e) ostra e coral.
  53. 53. Agora tente sozinho! 3 – (UFRJ)Um táxon é classificado como parafilético quando inclui alguns, mas não todos, descendentes de um ancestral comum. Um táxon polifilético contém membros com mais de um ancestral, e um táxon monofilético inclui todos os descendentes de um único ancestral comum.Observe o diagrama a seguir: No diagrama, o conjunto DEF é exemplo de uma dessas três classificações; BCD, de outra; e AB representa um exemplo de um terceiro tipo. Identifique-as.
  54. 54. Agora tente sozinho! 3 – (UFRJ)Um táxon é classificado como parafilético quando inclui alguns, mas não todos, descendentes de um ancestral comum. Um táxon polifilético contém membros com mais de um ancestral, e um táxon monofilético inclui todos os descendentes de um único ancestral comum.Observe o diagrama a seguir: No diagrama, o conjunto DEF é exemplo de uma dessas três classificações; BCD, de outra; e AB representa um exemplo de um terceiro tipo. Identifique-as.
  55. 55. RESPOSTA! No diagrama, o conjunto DEF é exemplo de uma dessas três classificações; BCD, de outra; e AB representa um exemplo de um terceiro tipo. Identifique-as. Sistemática filogenética Cladograma Parafilético Monofilético Polifilético Grupo monofilético Grupo Parafilético Grupo polifilético A questão indicou o conceito de cada um! DEF = monofilético BCD = Polifilético AB = Parafilético
  56. 56. • LOPES, S.; ROSSO, S. Biologia, Volume Único. Editora Saraiva. Pág. 239-242. São Paulo, 2008. •SÉRGIO LINHARES & FERNANDO GEWANDSZNAJDER - Biologia Hoje, Volume 1. Editora Ática. •www.biomania.com.br •www.portalsaofranscisco.com.br •www.sobiologia.com.br •www.thaydabio.spaceblog.com.br Referência Bibliográfica
  57. 57. Para pedir novas aulas entre em contato conosco: (021) 8589 – 7775 (021) 9350 – 3004 (021) 8170 – 6379 (021) 9563 – 9667 (021) 3496 - 6642 Oi Claro Tim Vivo Fixo aulas.apoio.biologia@gmail.com aulas.apoio.biologia@centroapoio

×