ESTRATÉGIAS DE ARTICULACÃOSOCIO-ESPACIALPARA A CIDADE E AS SOCIEDADESDIVIDIDAS.WORKSHOP	  	  IAB	  	  “Inserção	  do	  tra...
O	  desafio	  sócio-­‐espacial	  contemporâneo	  consiste	  em	  imaginar	  novas	  formas	  de	  relação	  e	  equilíbrio	...
 AS QUATRO FASES DO URBANISMO     :>A CIDADE CLÁSSICA [continuidade de edificações amarradas por ruas epraças].>A CIDADE I...
Posta a mente numproblema instala umredemoinho no ar. Umconceitoimediatamentesobrevoa em circulo oburaco preto. Rodeia,rod...
 "Lalliance de la ville et du concept jamaisne les identifie mais elle joue de leurprogressive symbiose: planifier la vill...
desenvolvimento	  local	  integrado,	        conceito	  de	  ¨rizoma¨,	  ¨dobra¨,	  espaço	  liso_	                       ...
Uma cidade nos chega pelos olhos e pelos pés.                            Walter Benjamin
ESCALAS DE INTERVENÇÃO         PEQUENA:       até 500 familias                                    desenho urbano         M...
Favelas A	  abordagem	  da	  questão	  urbana	  contemporânea	  exige	  colocar	  no	  centro	  das	  atenções	  as	  rela...
Complexo de Manguinhos      Área: 1.433 Ha /   População: 45.000 hab
Complexo de Manguinhos                  Vista Aérea
Complexo de Manguinhos                  Vista Aérea
INFRAES          Complexo de Manguinhos                                                          Fornecimento de água /alt...
INFRAES          Complexo de Manguinhos                                                            Esquema das Comunidades...
INFRAES          Complexo de Manguinhos                        Principais Intervenções
INFRAES          Complexo de Manguinhos                  Unidades de Realocação – 3 Pavimentos
INFRAES          Complexo de Manguinhos                             Biblioteca
INFRAES          Complexo de Manguinhos                             Biblioteca
INFRAES          Complexo de Manguinhos                             Biblioteca
INFRAES          Complexo de Manguinhos                             Biblioteca
complexo de manguinhos   rambla / reconfiguración de la barrera del trén
complexo de manguinhos   Estudos para o Passeio Público
MPLEXO DE MANGUINHOS   PASSEIO PÚBL
PAC COMPLEXO DE
PAC COMPLEXO DE   Rambla de Manguinhos
PAC ROCINHA
PACROCINHA   Esquema de estructura del lugar
PAC      Rocinha	  
PACROCINHA
PACROCINHA
ROCINHA
ROCINHA
PAC
PAC
PAC
ROCINHA
COMPLEXO DO ALEMÃO
Esquema de Leitura da Estrutura do Lugar
Sistema Viário e Infra-Estrutural
Parque da Serra da Misericórdia
Projeto para o Complexo do Alemão
Intervenções               Centro Cívico	  
PACCOMPLEXO DO
PACCOMPLEXO DO
Intervenções       Sistema Teleférico Complexo do Alemão	  
Intervenções               Morro do Adeus	  
Intervenções               Morro do Adeus	  
MANGUINHOS             TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO E ENTORNO
ALEMÃOPARQUE DA SERRA DA MISERICÓRDIA                                    MINEIROS                                         ...
PALMEIRAS                                     ADEUS                 TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO            LOCAL...
TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO        ESTAÇÃO PALMEIRAS
TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO        ESTAÇÃO PALMEIRAS
Intervenções    Complexo do Alemão | Teleférico - PALMEIRAS	  
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO              ESTAÇÃO ADEUS
COMPLEXO DOALEMÃO
TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO              ESTAÇÃO ADEUS
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
Intervenções          Complexo do Alemão | Teleférico	  
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jorge Mario Jáuregui - Estratégia de Articulação Socio-Espacial para a Cidade e as Sociedades Divididas

1.496 visualizações

Publicada em

Por Jorge Mario Jáuregui, @telier Metropolitano.
Workshop Inserção do Transporte Sustentável no Morar Carioca, 10 e 11 de outubro 2011, Rio de Janeiro, Brasil.

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.496
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jorge Mario Jáuregui - Estratégia de Articulação Socio-Espacial para a Cidade e as Sociedades Divididas

  1. 1. ESTRATÉGIAS DE ARTICULACÃOSOCIO-ESPACIALPARA A CIDADE E AS SOCIEDADESDIVIDIDAS.WORKSHOP    IAB    “Inserção  do  transporte  sustentável  no  Morar  Carioca”  
  2. 2. O  desafio  sócio-­‐espacial  contemporâneo  consiste  em  imaginar  novas  formas  de  relação  e  equilíbrio  entre  cidade,  urbanidade  e  espaço  público…    CIIDADE:  configurãção  espacial  definida  pelo  assentamento  de  construções  estáveis,  habitada  por  una  população  numerosa,  densa  e  heterogênea,  conformada  essencialmente  por  estranhos  entre  sí    URBANIDADE:  modo  de  vida  caracterizado  pela  mobilidade,  a  agitação  como  fonte  de  vertebração  social,  e  pela  proliferação  de  “urdimbres”  relacionais.  Sociedade  que  normalmente  se  movimenta,  e  ocasionalmente,  se  mobiliza    ESPAÇO  PÚBLICO:  superNcies  em  que  se  produzem  deslizamentos,  dos  quais  resultam  infinidades  de  entrecruzamentos  e  bifurcações;  cenário  das  agitações  humanas,  onde  as  dimensões  políPcas  e  culturais  estão  no  centro  das  questões    (Manuel  Delgado)    
  3. 3.  AS QUATRO FASES DO URBANISMO :>A CIDADE CLÁSSICA [continuidade de edificações amarradas por ruas epraças].>A CIDADE INDUSTRIAL [ na sua duas versões: a utopia da ordem, Haussmane a utopia da inclusão da natureza, a cidade jardim].> A CIDADE MODERNA [“explode” o esquema clássico; edificaçõesdescontínuas flutuam num “espaço verde” separadas por “vias decirculação”].> A CIDADE METAPOLITANA [mudança de escala e de forma numaocupação do território induzida pela globalização que estimula a expansãoda “nebulosa urbana”, demandando novas formas de pensar e fazer].
  4. 4. Posta a mente numproblema instala umredemoinho no ar. Umconceitoimediatamentesobrevoa em circulo oburaco preto. Rodeia,rodeia, gira, gira aoredor das sensações,levanta velocidade ecentrípeto searredemoinha, chupa,succiona e lança eamontoa, sedimenta,edifica em torno a ouacerca do problema.Gilles Deleuze
  5. 5.  "Lalliance de la ville et du concept jamaisne les identifie mais elle joue de leurprogressive symbiose: planifier la ville,cest à la fois penser la pluralité même duréel et donner effectivité à cette penséedu pluriel; cest savoir et pouvoirarticuler."Michel de Certeau(Linvention du quotidien)
  6. 6. desenvolvimento  local  integrado,   conceito  de  ¨rizoma¨,  ¨dobra¨,  espaço  liso_   geração  de  trabalho  e  renda,  equipamento  para   espaço  estriado   serviços  sociais  (posto  de  saúde,  centro  de   FILOSOFIA   capacitação  laboral,  creche,  etc)   leitura  da  estrutura  do  lugar;   POLÍTICAS  SOCIAIS   formulação  do  esquema   urbanísPco;  reconfiguração  das   situação  fundiária;  delimitação   centralidades   público_privado     (projetos  de  alinhamento,  reconhecimento   URBANISMO  /  ARQUITETURA   de  vias  públicas,  estabelecimento  de  áreas   de  especial  interesse  social,  etc)   ASPECTOS  LEGAIS   INTERSEÇÃO   (magma  sócio-­‐espacial)   ENGENHARIAS  /  MOBILIDADE   PSICANÁLISE  sistemas  infraestruturais;  sistema  de   ¨escuta¨  das  demandas;  associação  livre  e  transporte;  etc   atenção  flutuante   ASPECTOS  SOCIOLÓGICOS   estudos  sócio-­‐econômicos;  estudos   ASPECTOS  GEO-­‐BIO-­‐AMBIENTAIS   demográficos;    interações  homem-­‐ambiente;  delimitações  de  áreas  de   gestão  de  processos  de  parPcipação  risco  geotécnico;   comunitária  (workshops,  seminários,  informes  de  impacto  ambiental;     pesquisas  de  opinião  pública,  etc)  quadro  de  adequação  ambiental  das  intervenções;  etc  
  7. 7. Uma cidade nos chega pelos olhos e pelos pés. Walter Benjamin
  8. 8. ESCALAS DE INTERVENÇÃO PEQUENA: até 500 familias desenho urbano MÉDIA: de 500 a 3500 familias Curto e médio GRANDE: prazo, 4-8 anos mais de 3500 familias EXTRA GRANDE OU TERRITORIAL: conjunto de comunidades que configuram Planejamento “fragmentos urbanos” estratégico incluindo entornos Longo prazo, variáveis segundo os 15-20 anos casos. Mede-se em hectáres e em número de habitantes considerados SCALES    OF  INTERVENTION  
  9. 9. Favelas A  abordagem  da  questão  urbana  contemporânea  exige  colocar  no  centro  das  atenções  as  relações  entre  os  setores  formais  e  informais,  tratando  de  maneira  simultânea  os  aspectos   _sicos,  sociais  e  ecológicos.  
  10. 10. Complexo de Manguinhos Área: 1.433 Ha / População: 45.000 hab
  11. 11. Complexo de Manguinhos Vista Aérea
  12. 12. Complexo de Manguinhos Vista Aérea
  13. 13. INFRAES Complexo de Manguinhos Fornecimento de água /alta tensão Rios contaminados Falta de áreas de lazer Problemas  Infraestruturais  e  Ambientais  
  14. 14. INFRAES Complexo de Manguinhos Esquema das Comunidades Esquema de Centralidades Esquema de Leitura da Estrutura do Lugar
  15. 15. INFRAES Complexo de Manguinhos Principais Intervenções
  16. 16. INFRAES Complexo de Manguinhos Unidades de Realocação – 3 Pavimentos
  17. 17. INFRAES Complexo de Manguinhos Biblioteca
  18. 18. INFRAES Complexo de Manguinhos Biblioteca
  19. 19. INFRAES Complexo de Manguinhos Biblioteca
  20. 20. INFRAES Complexo de Manguinhos Biblioteca
  21. 21. complexo de manguinhos rambla / reconfiguración de la barrera del trén
  22. 22. complexo de manguinhos Estudos para o Passeio Público
  23. 23. MPLEXO DE MANGUINHOS PASSEIO PÚBL
  24. 24. PAC COMPLEXO DE
  25. 25. PAC COMPLEXO DE Rambla de Manguinhos
  26. 26. PAC ROCINHA
  27. 27. PACROCINHA Esquema de estructura del lugar
  28. 28. PAC Rocinha  
  29. 29. PACROCINHA
  30. 30. PACROCINHA
  31. 31. ROCINHA
  32. 32. ROCINHA
  33. 33. PAC
  34. 34. PAC
  35. 35. PAC
  36. 36. ROCINHA
  37. 37. COMPLEXO DO ALEMÃO
  38. 38. Esquema de Leitura da Estrutura do Lugar
  39. 39. Sistema Viário e Infra-Estrutural
  40. 40. Parque da Serra da Misericórdia
  41. 41. Projeto para o Complexo do Alemão
  42. 42. Intervenções Centro Cívico  
  43. 43. PACCOMPLEXO DO
  44. 44. PACCOMPLEXO DO
  45. 45. Intervenções Sistema Teleférico Complexo do Alemão  
  46. 46. Intervenções Morro do Adeus  
  47. 47. Intervenções Morro do Adeus  
  48. 48. MANGUINHOS TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO E ENTORNO
  49. 49. ALEMÃOPARQUE DA SERRA DA MISERICÓRDIA MINEIROS BAIANA PALMEIRAS-MATINHA NOVO ALEMÃO JOAQUIM QUEIROZ ITARARÉ MORRO DO ADEUS ALVORADA-CRUZEIRO NOVA BRASÍLIA HELIOGAS ITAOCA 1174 ITAOCA 1833 TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO LOCALIZAÇÃO
  50. 50. PALMEIRAS ADEUS TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO LOCALIZAÇÃO DAS INTERVENÇÕES
  51. 51. TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO ESTAÇÃO PALMEIRAS
  52. 52. TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO ESTAÇÃO PALMEIRAS
  53. 53. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico - PALMEIRAS  
  54. 54. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  
  55. 55. TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO ESTAÇÃO ADEUS
  56. 56. COMPLEXO DOALEMÃO
  57. 57. TRATAMENTO DAS ESTAÇÕES DO TELEFÉRICO ESTAÇÃO ADEUS
  58. 58. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  
  59. 59. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  
  60. 60. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  
  61. 61. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  
  62. 62. Intervenções Complexo do Alemão | Teleférico  

×