Identidade dos Espíritos
Estelionatário Marco Antônio de
Castro
Pedagogo e escritor Roberto Carlos Ramos
Dr. Albert Schweitzer, 1º Médico Sem Fronteiras Dr. Harold Shipman, o “Dr. Morte”
Mary Jane Bethune, educadora
americana pioneira e líder dos direitos
civis
Dorothea Puente, serial killer americana
Bonnie & Clyde, casal de ladrões e assassinos
americanos
Pierre e Marie Curie, casal de cientistas responsáveis
pela desco...
Como reconhecer a identidade
dos Espíritos?
• A questão da identidade dos Espíritos é complexa, exigindo bom
senso e sólido conhecimento espírita, senão de outras áre...
• Uma vez que no meio dos Espíritos se encontram todos os caprichos
da humanidade, não podem deixar de existir entre eles ...
Emmanuel, Vinha de Luz
• Se o mensageiro não traz as características de Jesus, convém negar-
lhe guarida, de caráter absol...
questão 464 de O Livro dos Espíritos:
• “Como distinguirmos se um pensamento sugerido procede de um
bom Espírito ou de um ...
• “Se a identidade absoluta dos Espíritos é, em muitos casos,
uma questão acessória e sem importância, o mesmo já não se
d...
NAS COMUNICAÇÕES INSTRUTIVAS
Quando o Espírito comunicante quer nos instruir e orientar, é
necessário, mais do que nunca:
...
•3) Devemos rejeitar tudo que não nos parecer
aproveitável, benéfico, lógico e de bom senso.
•“Melhor é repelir dez verdad...
• Não poderemos permitir que o Espírito use um nome querido e
venerado se não se mostrar à altura da identidade assumida.
...
Filtros
Ao avaliar a produção de um espírito através da mediunidade, é preciso
lembrar que médium e meio sempre exercem in...
DIFERENÇA NAS ATITUDES DOS BONS E DOS MAUS ESPÍRITOS
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos Espíritos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 8 Identidade dos Espíritos

378 visualizações

Publicada em

Aula 8 EHMANA

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
378
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 8 Identidade dos Espíritos

  1. 1. Identidade dos Espíritos
  2. 2. Estelionatário Marco Antônio de Castro Pedagogo e escritor Roberto Carlos Ramos
  3. 3. Dr. Albert Schweitzer, 1º Médico Sem Fronteiras Dr. Harold Shipman, o “Dr. Morte”
  4. 4. Mary Jane Bethune, educadora americana pioneira e líder dos direitos civis Dorothea Puente, serial killer americana
  5. 5. Bonnie & Clyde, casal de ladrões e assassinos americanos Pierre e Marie Curie, casal de cientistas responsáveis pela descoberta da radiação, ganhadores do Nobel
  6. 6. Como reconhecer a identidade dos Espíritos?
  7. 7. • A questão da identidade dos Espíritos é complexa, exigindo bom senso e sólido conhecimento espírita, senão de outras áreas do saber humano, sobretudo no que diz respeito à manifestação de Espíritos que se identificam com o nome de personalidades importantes que viveram em épocas passadas. Todo cuidado é pouco em relação a este assunto.
  8. 8. • Uma vez que no meio dos Espíritos se encontram todos os caprichos da humanidade, não podem deixar de existir entre eles os ardilosos e os mentirosos, alguns não tem o menor escrúpulo de se apresentar sob os mais respeitáveis nomes, com o fim de inspirarem mais confiança. Devemos, pois, abster-nos de crer de um modo absoluto na autenticidade de todas as assinaturas de Espíritos
  9. 9. Emmanuel, Vinha de Luz • Se o mensageiro não traz as características de Jesus, convém negar- lhe guarida, de caráter absoluto, na casa íntima, proporcionando-lhe, porém, algo das preciosas bênçãos que conseguimos recolher, em nosso benefício, no setor das utilidades essenciais. [...] O problema não é o de nos informarmos se alguém está falando em nome do Senhor, antes de tudo, importa saber se o portador possui algo do Cristo para dar. (15)
  10. 10. questão 464 de O Livro dos Espíritos: • “Como distinguirmos se um pensamento sugerido procede de um bom Espírito ou de um Espírito mau? • Estudai o caso. Os bons Espíritos só para o bem aconselham. Compete-vos discernir”.
  11. 11. • “Se a identidade absoluta dos Espíritos é, em muitos casos, uma questão acessória e sem importância, o mesmo já não se dá com a distinção a ser feita entre bons e maus Espíritos. Pode ser-nos indiferente a individualidade deles; suas qualidades, nunca”. ( Item 262 - Livro dos Médiuns) • É preciso distinguir como os Espíritos são, para podermos tratar com eles. Conforme o caso, advertir, esclarecer, confortar; ou, então, pedir ajuda e receber instruções.
  12. 12. NAS COMUNICAÇÕES INSTRUTIVAS Quando o Espírito comunicante quer nos instruir e orientar, é necessário, mais do que nunca: 1) analisar sua mensagem, comportamento e linguagem, para avaliar a sua natureza(saber se é um bom ou mau espírito); 2) dialogar com ele, pedindo explicações para esclarecermos pontos para nós obscuros;
  13. 13. •3) Devemos rejeitar tudo que não nos parecer aproveitável, benéfico, lógico e de bom senso. •“Melhor é repelir dez verdades do que admitir uma única falsidade, uma só teoria errônea”. ( Erasto,Cap. 20, item 230, “O Livro dos Médiuns”).
  14. 14. • Não poderemos permitir que o Espírito use um nome querido e venerado se não se mostrar à altura da identidade assumida. • Se usar de nomes famosos ou históricos, também é preciso avaliar se o que diz e faz está de acordo com o nome sob o qual se apresenta. • Mas não basta que um Espírito tenha sido, na Terra, um grande homem para que, no mundo espiritual, se ache de posse da soberana ciência; pode estar, ainda, sob o império dos preconceitos da vida corpórea. • Não constituem sinal de superioridade os conhecimentos de que alguns Espíritos se enfeitam, se não acompanhados de pureza de sentimentos morais.
  15. 15. Filtros Ao avaliar a produção de um espírito através da mediunidade, é preciso lembrar que médium e meio sempre exercem influência na manifestação do espírito. Assim, convém Levar em conta:  1) as condições do ambiente da reunião e as qualidades do médium que serviu de intermediário;  2) qual o clima mental do médium na oportunidade da comunicação (nem sempre o médium consegue a melhor sintonia com o espírito).  Item 186, Cap. XVI, 2ª Parte, de “O Livro dos Médiuns”
  16. 16. DIFERENÇA NAS ATITUDES DOS BONS E DOS MAUS ESPÍRITOS

×