Fsm plano de projetos 2012

601 visualizações

Publicada em

Plano de projetos do curso Gerencia de Projetos da Faculdade Santa Maria.

  • Seja o primeiro a comentar

Fsm plano de projetos 2012

  1. 1. Plano de ProjetosGestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Versão 01.00 | 30/10/2012 Responsáveis: Elaine Lopes Dhiogo Acioli Robson Silva
  2. 2. Histórico de Alterações Data Versão Descrição Autor25/10/2012 01.00-D01 Versão Inicial Elaine Lopes26/10/2012 01.00-D02 Inclusão no blog da Ata de Reunião Elaine Lopes26/10/2012 01.00-D03 Inclusão de imagem Elaine Lopes30/10/2012 01.00-D04 Inclusão no blog do plano de projetos Elaine Lopes Lista de Aprovadores Nome CargoJaime Pires Galvão Neto Patrocinador do Projeto
  3. 3. 1. Introdução .................................................................................................................................... 52. Evolução do Projeto .................................................................................................................... 53. Objetivos e Prioridades .............................................................................................................. 54. Premissas .................................................................................................................................... 55. Restrições .................................................................................................................................... 66. Gestão de Escopo ....................................................................................................................... 6 6.1 Visão Geral do Projeto ......................................................................................................................... 6 6.2 Requisitos Funcionais .......................................................................................................................... 6 6.3 Requisitos Não Funcionais ................................................................................................................... 7 6.4 Escopo Negativo .................................................................................................................................. 7 6.5 WBS ..................................................................................................................................................... 8 6.6 Controle de Mudanças de Escopo........................................................................................................ 97. Gestão de Tempo ........................................................................................................................ 98. Gestão da Comunicação............................................................................................................. 9 8.1 Acompanhamento do Projeto ............................................................................................................... 99. Gestão de Recursos .................................................................................................................. 10 9.1 Papeis e Responsabilidades .............................................................................................................. 10 9.2 Equipe ................................................................................................................................................ 12 9.3 Infra-Estrutura..................................................................................................................................... 1210. Gestão de Riscos ...................................................................................................................... 1211. Gestão da Qualidade ................................................................................................................. 16 11.1 Garantia da Qualidade ....................................................................................................................... 16 11.1.1 Objetivos de Qualidade............................................................................................................................. 16 11.1.2 Auditorias de Processo .................................................................................. Error! Bookmark not defined. 11.1.3 Auditorias de Produto ............................................................................................................................... 1612. Controle de Qualidade – Plano de Testes ...................................... Error! Bookmark not defined. 12.1 Plano de Testes..................................................................................... Error! Bookmark not defined. 12.1.1 Estágios de Testes .......................................................................................... Error! Bookmark not defined. 12.1.2 Tipos de Testes ............................................................................................... Error! Bookmark not defined. 12.1.3 Registro de Erros Encontrados ..................................................................... Error! Bookmark not defined. 12.1.4 Casos de Teste ................................................................................................ Error! Bookmark not defined. 12.1.5 Procedimentos de Teste ................................................................................. Error! Bookmark not defined. 12.1.7 Critérios de Entrada e Liberação do Produto ............................................... Error! Bookmark not defined. 12.1.8 Critério de Conclusão de Testes.................................................................... Error! Bookmark not defined.13. Critérios de Aceitação............................................................................................................... 18
  4. 4. 14. Gestão de Aquisição ................................................................................................................. 1816. Gestão de Custos ...................................................................................................................... 1817. Referências ................................................................................................................................ 18
  5. 5. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto1. IntroduçãoEste documento apresenta informações do planejamento do projeto DVD referente àGestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo. O documento será utilizado comobase para as atividades de acompanhamento, revisão, verificação e validação do projetodesde seu início até sua conclusão, a fim de garantir a análise comparativa dodesempenho real versus planejado. Desta forma, ações corretivas e preventivas poderãoser tomadas, sempre que resultados ou desempenhos reais desviarem significativamentedo planejado.2. Evolução do ProjetoO plano de projeto deve ser mantido atualizado para refletir a situação corrente do projeto.Dessa forma, as seguintes situações representam gatilhos para atualização do plano eregistro de nova aprovação deste documento: Alteração em qualquer um dos marcos do projeto; Alteração na equipe de gestão e/ou patrocinadores do projeto; Alteração no escopo do projeto3. Objetivos e PrioridadesEssa subseção descreve as prioridades quanto aos objetivos gerenciais do projeto:requisitos, cronograma, orçamento e qualidade. Estas prioridades irão embasar a tomadade decisão do gerente do projeto, em situações de demandas competitivas entre estesobjetivos.Desta forma, se estabelece as seguintes prioridades para o atual projeto: Tempo Escopo Qualidade Custo4. PremissasNo planejamento do projeto utilizaram-se as seguintes premissas: Os professores estarão disponíveis nos horários das aulas para orientação; Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 5/18 Porto do Recife Antigo
  6. 6. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto5. RestriçõesExistem as seguintes restrições no projeto: O planejamento do projeto não será aceito após 08/11/2012. O DVD não será aceito após 06/12/2012.6. Gestão de EscopoEsta seção apresenta o escopo macro do projeto que servirá como base para seuplanejamento. Descreve ainda o escopo negativo, bem como formaliza o processo decontrole de mudanças estabelecidas para o projeto.6.1 Visão Geral do ProjetoO projeto esta sendo elaborado para a disciplina de Gestão de projetos para aplicaçãoprática do conhecimento adquirido em sala de aula.Gestão de Riscos é uma das partes mais importantes do projeto que garante que osobjetivos têm mais probabilidades de serem alcançados. O novo Cais do Recife Antigo temum prazo estipulado e as espectativas são grandes,pois será um dos grandes atrativosturísticos para a copa de 2014, estima-se que milhões de turistas passarão por ele duranteo ano da copa e posteriormente voltarão, aumentando o crescimento de turismo da cidade.6.2 Requisitos Funcionais [RF001] Explicar Processos Objetivo Explicar os processos de gestão de Gerenciamento de riscos de projeto. Será feita entrevista com o gerente do projeto, imagens e video do projeto. Prioridade Necessário [RF002] Case de Sucesso Objetivo Demonstrar através de vídeos e imagens a utilização dos processos, objetivando um melhor resultado do estudo de caso. Prioridade Necessário [RF003] Case de Insucesso Objetivo Demonstrar os impactos através de de vídeos e imagens Informar como será feito não utilização dos processos, objetivando os impactos que podem ocorrer do estudo de caso. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 6/18 Porto do Recife Antigo
  7. 7. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto Prioridade Necessário6.3 Requisitos Não Funcionais [RNF001] Apresentação Objetivo O DVD deve ser entregue com capa e etiqueta que identifique a área de conhecimento, bem como a equipe do projeto. Id da equipe, Id do tema, Id da área de conhecimento, Titulo do filme, Participantes do filme, Para quem está sendo feito o filme, duração do DVD, Idioma, Resolução, Papel das pessoas no filme, Menu, Sessões, Making off Prioridade Necessário6.4 Escopo NegativoEssa seção descreve o que não está contemplado no escopo do projeto: Não terá áudio em outros idiomas, exceto a língua portuguesa. Qualquer outro fluxo não contemplados nas seções 6.2 e 6.3 deste documento; Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 7/18 Porto do Recife Antigo
  8. 8. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto6.5 WBS Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 8/18 Porto do Recife Antigo
  9. 9. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto6.6 Controle de Mudanças de EscopoO controle de mudanças permite a realização de acordo entre as partes, considerando oimpacto sobre o escopo, cronogramas e custos do projeto. As mudanças devem serestimadas, apresentadas e submetidas à aprovação pelos patrocinadores e gerentes doprojeto. Quanto aprovadas, as mesmas devem ser documentadas e anexadas ao plano doprojeto.7. Gestão de TempoA gestão de tempo do projeto é de responsabilidade do gerente do projeto, que devemanter o cronograma(1) atualizado. Os principais marcos do projeto são: Marco Artefatos Data Alvo Planejamento Plano de Projeto 08/11/2012 Cronograma Roteiro Documento com Roteiro do DVD 22/11/2012 Relatorio de Testes Documento com Relatório de testes 06/11/2012 Entrega Final DVD 06/11/20128. Gestão da ComunicaçãoO plano de comunicação tem como objetivo determinar as informações e comunicaçõesnecessárias entre os steakholders do projeto. Os artefatos do projeto devem serpublicados no repositório do projeto, conforme descrito no processo de desenvolvimento.8.1 Acompanhamento do ProjetoEsta seção apresenta as atividades de acompanhamento e verificação do projeto,envolvendo a equipe técnica do projeto, gerentes e o cliente, quando apropriado. Estasatividades incluem a realização de reuniões e geração de relatórios descrevendoinformações sobre o progresso do projeto, questões não resolvidas, entre outras.As reuniões de acompanhamento previstas no projeto são: Reunião de abertura do projeto: tem por objetivo apresentar o projeto para organização. O resultado desta reunião deve ser elaborado o Project charter do projeto. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 9/18 Porto do Recife Antigo
  10. 10. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto Relatório de acompanhamento do projeto: tem por objetivo comunicar semanalmente a gerência e demais interessados sobre o andamento do projeto, documentando as ações acordadas. O relatório de acompanhamento do projeto deve ser entregue ao cliente. Reunião de fechamento do projeto: tem por objetivo avaliar a realização dos compromissos firmados entre as partes e formalizar o aceite do projeto pelo cliente. Esta formalização deve ser realizada através do formulário de aceitação do projeto, que deve ser assinado pelo patrocinador e gerente do projeto do cliente.9. Gestão de Recursos9.1 OrganogramaEsta seção apresenta o organograma do projeto, incluindo os papéis requeridos pararealização do projeto e a relação entre os mesmos. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 10/18 Porto do Recife Antigo
  11. 11. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto9.2 Papeis e ResponsabilidadesA tabela descreve os papéis existentes no projeto e suas responsabilidades. Papel Responsabilidades Patrocinador do Projeto Garantir o cumprimento das necessidades solicitadas pelos clientes; Garantir o cumprimento de responsabilidades estabelecidas entre as partes, possibilitando o sucesso do projeto; Superar obstáculos e conflitos que possam surgir; Garantir o cumprimento de responsabilidades estabelecidas entre as partes, possibilitando o sucesso do projeto; Superar obstáculos e conflitos que possam surgir; Realizar acompanhamento do projeto, conjuntamente com o gerente de projetos; Gerente da Projetos Prover todos os recursos necessários para a execução do projeto (capital humano, hardware, software, treinamento, etc.); Realizar planejamento do projeto; Gerenciar o orçamento do projeto; Garantir o andamento adequado do projeto com relação ao planejado, gerenciando escopo, riscos e tomando ações preventivas e corretivas; Posicionar o comitê de priorização sobre o andamento dos serviços; Realizar acompanhamento técnico, de escopo, riscos e cronograma do projeto, conjuntamente com o gerente de projetos. Gerenciar a equipe do projeto; Garantir a execução do projeto dentro do planejamento. Coordenar a interação da equipe com os demais setores da empresa. SQA Documentar e configurar o processo de software a ser utilizado; Auditar produto; Inspecionar produto Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 11/18 Porto do Recife Antigo
  12. 12. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto9.3 EquipeEsta seção compreende a definição da equipe necessária para o projeto com o objetivo degarantir uma estrutura adequada para a execução das atividades previstas neste plano. Nome Função Elaine Lopes Gerente de Projetos Robson Silva SQA Dhiogo Acioli Analista desenvolvedor9.4 Infra-EstruturaEsta seção compreende a definição da infra-estrutura necessária para o projeto <Nome doProjeto>, com o objetivo de garantir uma estrutura adequada para a execução dasatividades previstas neste plano.É importante ressaltar que apenas particularidades do projeto devem ser descritas aqui,não sendo necessário apresentar equipamentos e softwares que sejam padrão para todosos projetos como por exemplo: estações de trabalho, Word, etc. Finalidade Equipamento Softwares PeríodoElaboração do MS Projectcronograma.Gerar WBS WBS chart PROCriação do vídeo Adobe premiere10. Gestão de RiscosRisco é sempre um evento futuro incerto, que pode afetarpositiva ounegativamente algum dos objetivos do projeto: escopo, tempo, qualidade e/oucustos.Gestão de riscos consiste em identificar, analisar e responder a riscos, deforma a maximizar a probabilidade de ocorrência de eventos positivos eminimizar a probabilidade de eventos adversos ao projetoAs próximas seções descrevem como os riscos devem ser identificados,classificados, respondidos e controlados. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 12/18 Porto do Recife Antigo
  13. 13. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto10.1 MetodologiaCada produto, subproduto e/ou tarefa do projeto deve ser analisada para avaliar asincertezas para sua realização. Essas incertezas, denominadas riscos, devem serregistradas na lista de riscos do projeto.Para gerenciamento de riscos, o gerente de projetos deve: Identificar o risco positivo ou negativo. A identificação deve registrar: o Descrição: Sentença que descreve o risco, definindo o evento que, ao ocorrer, causa impacto no projeto. o Data de Identificação:data em que o risco foi identificado; Categorizar o risco. A categorização do risco identifica a área de conhecimento à qual o risco é aplicável no projeto. Esse atributo é importante para que o gerenciamento dos riscos possa ser realizado de forma unificada para cada categoria. O PMBOK fornece uma estrutura que garante um processo abrangente de identificação sistemática de riscos em um nível de detalhe consistente e contribuí para eficácia e qualidade do processo de identificação de riscos. A estrutura analítica dos riscos (EAR) é uma representação hierárquica, dos riscos identificados do projeto, ordenados por categorias e subcategorias, que identifica as diversas áreas e causas de riscos potenciais. Para o projeto deveremos utilizar a seguinte EAR: Descrever o Impacto. Texto descrevendo os principais impactos que podem ser causados pelo risco no projeto em um dos objetivos do projeto (escopo, tempo, qualidade e custo) caso este venha a ocorrer. Classificar a Probabilidade de Ocorrência. Probabilidade de o risco ocorrer expressa da seguinte forma: o Alta: Riscos evidentes ao projeto, cuja ocorrência é esperada possuam probabilidade de ocorrência maior ou igual à 50% em algum momento durante o projeto. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 13/18 Porto do Recife Antigo
  14. 14. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto o Média: Riscos identificados, para os quais é esperada a ocorrência em algum momento do projeto cuja probabilidade é igual ou maior que 15% e menor que 50%. o Baixa: Riscos identificados, porém cuja ocorrência não é esperada durante o projeto ou que possuam probabilidade menor que 15%. Classificar o Impacto do Risco: Os riscos devem ser classificados de acordo com o impacto em um dos objetivos do projeto. Definir o responsável pelo Risco: Identificar a pessoa que deverá monitorar o risco; Definir a Estratégia de Resposta ao Risco: Identificação da estratégia para tratamento e resposta do risco, segundo as possibilidades abaixo, ordenadas decrescentemente quanto à eficácia e custo: o Eliminação: Alteração de escopo e/ou dos planos do projeto a fim de eliminar a causa do risco, reduzindo a zero a probabilidade de ocorrência deste; o Transferência: Passar a responsabilidade e impactos do risco para uma terceira parte, geralmente na forma de subcontratação. Um risco transferido não é eliminado, este ainda poderá se materializar e por isso deve ser monitorado; o Mitigação: Ações antecipadas para a redução da probabilidade de ocorrência e/ou impacto do risco para uma tolerância aceitável. O custo das ações de mitigação do risco deve ser inferior ao impacto deste para o projeto; o Aceitação: Decisão de não realizar nenhuma ação preventiva (plano de mitigação) em resposta ao risco, em razão da incapacidade da equipe do projeto em tratar o risco. Responder ao Risco:Descrever a resposta ao risco, identificando o que, quem e quando a resposta está planejada e foi executada. Situação do Risco: Situação atual do risco no projeto:Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 14/18Porto do Recife Antigo
  15. 15. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto o Aberto: Risco identificado, mas ainda não exposto; o Ativo: Risco identificado com exposição; o Inativo: Risco que não há mais exposição. o Ocorrido: Risco ocorrido no projeto.10.2 AcompanhamentoO acompanhamento dos riscos do projeto será realizado a partir do relatório deacompanhamento do projeto (2), que apresenta a lista de riscos identificados (riscospreviamente identificados e riscos surgidos no decorrer do andamento do projeto), seusimpactos e probabilidades de ocorrência, ações de contingência e/ou mitigação planejadase seus respectivos responsáveis. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 15/18 Porto do Recife Antigo
  16. 16. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto11. Gestão da Qualidade11.1 Garantia da QualidadeO objetivo da Garantia da Qualidade de Software é aumentar a qualidade do softwaremonitorando o produto e seu processo de desenvolvimento. Este papel é desempenhadopelo Engenheiro de qualidades alocado em tempo parcial ao projeto.O plano de qualidade do projeto deve detalhar o planejamento e as auditorias de processoe produto que serão realizadas no projeto11.1.1 Objetivos de QualidadeO projeto deverá atender aos seguintes requisitos de qualidade.Requisito Objetivo InstrumentosGarantir a qualidade do Garantir a utilização adequada do processo Auditoria deprocesso de produção do de produção do DVD. produtoDVD.Controle de qualidade dos Garantir controle efetivo dos produtos Inspecionarprodutos gerados. gerados, quando a utilização de modelos, produto qualidades do material, etc.11.1.2 Auditorias de ProdutoAs auditorias de produto são realizadas através de análise da conformidade dos produtosaos padrões estabelecidos, verificando se estão atendendo os critérios previstos.As auditorias de produto são realizadas à medida que os produtos são finalizados. Não éproduzido um relatório para os desvios encontrados nas auditorias de produto; estes sãocomunicados à equipe e acompanhados pelo engenheiro de qualidade do projeto.Os artefatos do projeto serão auditados pela área de qualidade no momento do releasesão: Plano de Projeto, que tem por objetivo descrever o planejamento do projeto. O documento deve ser elaborado conforme Modelo do Plano de Projeto disponível no processo de desenvolvimento; Relatório de Acompanhamento do Projeto, que tem por objetivo registrar o acompanhamento do projeto, devendo ser preenchido com a periodicidade definida no Plano de Comunicação. O documento deve ser elaborado conforme Modelo de Relatório de Acompanhamento disponível no processo de desenvolvimento;11.1.3 Métricas de QualidadeNão aplicável para o projeto. Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 16/18 Porto do Recife Antigo
  17. 17. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto12. Controle de Qualidade (Inspeção)O controle de qualidade será realizado através do checklist de inspeção, que encontra-sedefinido na seção abaixo. O checklist deve ser realizados para garantir a conformidade doproduto com as especificações de requisitos funcionais e não funcionais e a aceitação pelocliente.12.1 CHECKLIST Essa seção apresenta a verificação da qualidade do projeto:ChecklistCapa: Identifica a área do PMBok?Capa: Identifica o tema em que está relacionado os cases?Capa: Identifica a equipe? SimCapa: Identifica para quem é a produção do DVD? FSM e Professores SimCapa: Tem um bom padrão visual?Capa: Contém a duração do vídeo?Encarte: Tem um bom padrão visual?Encarte: Tem a identificação do tema?Áudio: O Áudio está sincronizado?Áudio: O Áudio faz uso de músicas? Foram bem selecionadas?Áudio: O Áudio manteve-se no mesmo volume durante toda a produção do DVD?Portabilidade: Funciona em DVD Player?Abertura e Menu: Existe abertura para o DVD?Abertura e Menu: A abertura retrata o conteúdo?Abertura e Menu: O Menu está claro?Abertura e Menu: Os links do menu funcionam?Processo: Explicação do processo contém o objetivo da gestão da area abordada?Está correta?Processo: Explicação do processo contém todos os processos que compõe a area?Está correta?Processo: Durante a explicação do processo houve o uso de tecnicas de entrevista ouapresentação?Processo: Durante a explicação do processo foram usados exemplos para auxiliar aexplicação?Case de Sucesso: O Case exemplifica um resultado ou um projeto bem sucedido quetenha utilizado os processos da area?Case de Sucesso: O Case exemplifica alguns dos processos?Case de Insucesso: O Case exemplifica a falta de uso nos processos, demonstrandoum resultado de fracasso do projeto?Case de Insucesso: O Case exemplifica alguns dos processos?Geral: A Seleção e qualidade da Imagens foram bem relacionadas?Geral: O roteiro ficou bem elaborado? Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 17/18 Porto do Recife Antigo
  18. 18. G Gestão de Riscos do novo Porto do Recife Antigo Plano de Projeto12.2 Registro de Erros EncontradosOs erros encontrados durante a execução do checklist serão formalmente registrados edeverão ser corrigidos imediatamente, assim que detectados.12.3 Critério de Conclusão de InspeçãoPara entrega do DVD se faz necessário atender os seguintes critérios: Registro da execução de 100% dos checklist; Não houver registros de erros registrados;13. Critérios de AceitaçãoOs aspectos que serão considerados para aceitação produto pelo CLIENTE são: Documentação: 100% dos produtos previstos entregues, devidamente revisados e aprovados; DVD entregue, com registro da ata de prova assinada por todos integrantes do grupo.14. Gestão de AquisiçãoO projeto prevê subcontratação de recursos externos para confecção e impressão daimagem da mídia e da capa do DVD.O recurso será um Web Designer.15. Gestão de CustosO custo do projeto custará total de R$ 50.00 para o pagamento ao Web Designer e aconfecção das imagens da capa do DVD e da imagem da mídia.16. Referências (1) Cronograma do Projeto (2) Relatório de Acompanhamento Semanal do Projeto Gestão de Riscos do novo Confidencial Página 18/18 Porto do Recife Antigo

×