Autora: Eduarda Naiany.SinopseSynyster: Ela foi à coisa mais especial que aconteceudepois da morte de Jimmy, ela não pode ...
Capitulo 1 seu símbolo de safadeza66’.- JENNIFER AMYLYN O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDOCOM MEU POSTER DO AVENGED SAI JÁ DESSEQUART...
As duas irmãs caminhavam para a escola...- meu jeito certinha? Qual é velho eu não sou certinhacoisa nenhuma. Nia reclamou...
- até parece professor... Eu sou só mais uma aluna... Eladisse.- não subestime teu talento garota... você ainda irá longe....
- talvez sim, talvez não mais ela não irá fugir de mim.Sorriu.- vamos logo sua lesma!! Amy chamou a irmã. - me deixa ir an...
(A quem não é Fã da banda... as vésperas da morte deJimmy...)Capitulo 2 uma decisão dedescoberta.No dia seguinte... 28 de ...
Subiu ao quarto, Nia vestiu um short colocou seus cordõesamarrou o cabelo com um rabo de cavalo e colocou umacamiseta sem ...
Daniel tocou divinamente a base de bateria da musicaBefore I Forget do Slipknot, ele ainda deu sorte pegou umamusica que e...
O seu primeiro ponto positivo foi o giro da baqueta, agorasó estava esperando a musica que iria tocar torcendo paraconhecê...
Uma bateria verde com preta acompanhada de um talentoincrível, e claro uma boa performance na musica sorteadapara ele ao c...
- não tem mais senhorita... Foi descuido seu podia terlevado isso mais a serio... você tinha essa capacidade...Reclamou.A ...
- Filha? Está tudo bem? A mãe olhou Nia pálida...- Maninha? Amy chamou.- The... The Rev... Morreu?Nia perguntou a si mesma...
Logo Kelvin entrou pela sala carregando nas costas suaguitarra... Nia por enquanto não entendia nada...Ao ouvir aquelas pa...
- está feliz por mim irmãzinha? Amy perguntou.- claro... por que não estaria? Nia perguntou.- sei lá... Vai saber... Amy b...
- então vai arrumar as malas irmãzinha por que HuntingtonBeach lá vamos nós! Amy gritou pela sala toda pulando.Nia chegou ...
- o que? Amy perguntou.- Estados Unidos é um país. Nia repetiu.- a você entendeu, vamos. Puxou-a.A mãe das jovens esperou ...
Nia foi para a janela apreciar a vista e suspirou.- quão linda é a noite aqui... depois disse algo muitoinspirador... até ...
- que numero está ai? Amy perguntou outra vez.- 1001. Respondeu.- nossa! Amy suspirou.Passou-se para as 10 horas, ou seja ...
- que horas são? Nia pergunta.- 15h45min. Amy responde.- quantos ainda faltam?- uns 8 eu acho. Amy olhou.- menos mal... as...
- ai meu... Esbarrou nos pratos...Todos a olhavam fixamente...- desculpa... Pediu sentando-se.- mostre para nós o que você...
Após terminar respirou ofegante...- nossa! Estou impressionado. Synyster quebrou o gelo dorestante de banda.Ela deixou um ...
- tudo bem, eu vou... Zacky levantou saindo...Ao andar em direção a saída a viu abraçada a uma outragarota e reclamou...- ...
- nossa isso vai demorar? Zacky as olhou.- me prometa uma coisa irmãzinha... Amy começou.- qualquer coisa! Nia falou.- seu...
“Zacky a olhou com uma carinha do tipo...” nem para medefender?”- tinha de ser o gordo. Johnny riu.- seja bem vinda garota...
Capitulo 4 uma noite com SynysterGates... e uma manha com MattShadows. O.OJá dentro do quarto...Pegou uma peça de roupa ai...
- está sem sono? Perguntaram-na.- ah! Estou sim. Virou para ver, era Synyster...Synyster sentou ao lado dela...- também es...
- tipo? Ela pergunta- ah qualquer coisa...Fala em português abaixo... Somente a dela... Vamosbrincar e fingir...- aproveit...
- e você não é tudo isso? Syn perguntou.- não, sou bem mais perfeccionista que ela. Respondeu.Em um momento de Silêncio......
- ah! Desculpe. Desceu-a.Os dois voltaram a se sentar na varanda...- a madrugada esta belíssima não acha? Ela perguntou.- ...
em uma mesa e lá degustou certas delicias da culináriaestadunidense com um bom e velho leite com café...Sem ela saber um d...
Matt riu.- e você? Não vai comer? Vai ficar só olhando esse meuser fazendo bagunça aqui? Ela perguntou...- você é tão lind...
Todos pararam para olha-la até a mesma sumir nasescadas...E todos com o mesmo pensamento fértil. Se é que vocêsme entendem...
as pernas para o lado da porta... Será que isso vai datreta?- que coisa feia entrar no quarto e deitar assim na cama...alg...
Olhou pela porta se havia alguém no corredor que pudesselhe ajudar foi quando viu Johnny e o gritou...- JOHNNY, ESTÁ OCUPA...
- diga... Alguém pediu.- estou com sono. Disse.- você já vai? Alguém perguntou.- boa noite... Foi saindo...Sem que ninguém...
Ela quase dormia quando ouviu alguém bater-lhe a portalogo pensou que fosse Synyster que tivesse esquecidoalguma coisa...-...
- tudo bem, melhor eu ir para o meu quarto, a gente se falaamanha tudo bem?- ok. Até amanha. Sorriu envergonhado.Na manha ...
esperava ela, longe bem longe dali... No papel ela escreveumais ou menos assim:“Não acredito que vocês fizeram essa façanh...
Ouve-se um barulho algo havia quebrado, olhou o chãorecolhendo em suas mãos o par de baquetas agora comuma defeituosa...- ...
- vamos atrás dela, pediremos desculpa e no casofalaríamos que tudo não passou de um mal entendido.Matt concluiu.Pegaram u...
Sentei no sofá ao seu lado, e lá desabei em lagrimasdolorosas...Contei tudo a elas quando a mamãe chegou do trabalho,minha...
- mãe... as vezes eu odeio você; sorriu.- fale logo...- eu não voltei por que todos gostavam de mim, e sim porque eu gosta...
- eu não vou Amy, eu não quero mais isso de tocar musicasdeles...- por favor, Nia, prometo que não te peço mais nada nospr...
- é a Amy... idiota.- ata. Desculpa.- esta tudo correndo como o planejado. Amy sorriu.- ótimo, nos vemos amanha então. Des...
Ensaiaram um pouco as 5, Nia nem imaginava que quandocomeçasse a tocar e a jovem Helena desse introduçãovocal, o verdadeir...
Claro que podia se tivesse alguém para ser beijado certo?Depois que os nove foram para dentro ela perguntoutirando sua cur...
- nossa veio nossa!!! Eu to pirando aqui... Amy surtava.- ei mana, relaxa respira. Nia socorria a irmã.- e suas amigas não...
- chegamos é aqui. Amy entrou procurando a mãe...Nia achou ter deixado os cinco na cozinha e foi para oquarto... Mas Synys...
frequência é besteira se apaixonar ele tem quase o dobroda tua idade menina, mas sei que é mentira ele só tem 25anos e é s...
beijo fosse com ele, meu sonho de consumo americano...eu não sou do tipo que assiste filmes pornô para aprendercoisas estr...
caixa, aproveitou que a jovem estava no banho e aindamais ouvindo musica e foi até a outra porta na ultimagaveta e de lá t...
Ela espantou-se.- divirta-se. Sorriu mais por dentro comemorava.Capitulo 7 Brasil, melhor pais daAmerica?Faltavam três, en...
- EPA! EPA! EPA! Que diabos esta acontecendo aqui? Suairmã sabe disso menina? Espantou-se. - Zacky, seu gordodas arábias s...
- eu tentei impedir... Mais ela disse que você não ligava.Synyster apareceu.- não, eu não ligo mesmo.- posso me sentar?- p...
- olha o Zacky tá se agarrando com sua irmã, o Johnnyestá no telefone sabe-se lá com quem e o Matt está em umencontro, adm...
O que acabara de ser aquilo que frase era aquela de ondevinha?Na manha seguinte...- SYNYSTER VOCÊ LEU MEU DIARIO? A jovem ...
- EI EIEIEIEIEI. Chamou.- que foi?- ele vai pedi-la em casamento.- O QUE? Gritou.- é, ele está com uma aliança nas mãos.- ...
A irmã saiu... Ouve-se certo silencio, a mais velha estavasentada na cama tranquilamente recuperando o folegoquando ouve u...
- ora Synyster, não é a primeira vez que minha irmã arrumaconfusão... Estou acostumada. Arrancou a blusa e ele ficousurpre...
- por que não.- por que não, não é resposta. Retrucou.- caralho não enche.- anda por que não? Syn insistiu.- CARAMBA! EU S...
- garota, larga de ser difícil, eu gosto tanto de você por quenão me da uma chance?- por que você não disse o que eu queri...
Estava sentado em um restaurante esperando a garota quetinha me convidado para sair, estava nervoso, mas nãofaço a menor i...
- leva o Zacky para o teu quarto e o Syn você manda promeu, eu jogo ele no sofá... Riu.- a tá sei bem que sofá é esse... E...
- por exemplo, comece com carinhos, afinal ela é virgemnão faz a menor ideia de como se faz isso e nem seinteressou, a sab...
- mais já? Mal entrou no quarto! Zacky falou- minhas dicas foram infalíveis.De volta ao quarto...- desculpa, desculpa, des...
- sabe que eu acho que não. Ela riu.Ele não entendia uma vírgula, coitado do Syn.- como assim acha que não?- o moreno de c...
Já dentro do quarto novamente...- meu amor... Eu voltei.- legal! Veio terminar de me matar?Aproximou-se dela e a obrigou a...
- você ouviu?- claro- merda...Ela riu...- relaxa, eu achei fofo.Ele ficou vermelho...- e então... Eu posso fazer as honras...
- eu já e daí?- oras, caralho pensei que tu estava esperando uma porrade um príncipe encantado, não um Mané de cabeloarrep...
Desceu a pequena rampa envolvida em grama, no pontomorto para que realmente não fizessem barulho e pelo ladoesquerdo da ru...
- mas a que devo a visita?- queria pedir um favor...- pode pedir sou toda ouvidos...- posso ficar aqui esta noite nas font...
- er... nossa.- você vai ficar ai Synyster?Ela entrou na água rindo...- caramba! Tá quente... ela riu.A jovem sentou-se em...
Ele disse! Finalmente...Ela olhou seus olhos castanhos mel, e perfeitamentecoincidiram com aquele olhar de cachorrinho sem...
- e ai meu bem?- ela tá com o Synyster... No motel.- caramba! Zacky riu.- um a zero em... ele conseguiu o que nenhum de nó...
- eu quero você, pra eu chamar de meu amor, para mandarflores e fazer declarações absurdas no palco... E a plateiavibrar c...
- espera... a gente pode mesmo fazer isso aqui?- se eu estou deitada com você aqui sem roupa e você decueca você vem me pe...
não saberia responder a irmã na manha seguinte se eradivertido ficar com as pernas abertas e alguém em suafrente com um me...
se deitou e ela subiu em cima dele... Ficava subindo edescendo em seu... Vocês sabem e gemia enquanto elesegurava a cintur...
- realmente, quero ver como você irá contar isso para suairmã.- e quem disse que irei contar?-melhor assim mesmo...- elava...
levantou a garota nua e ele deitou sobre seus dois braçosabaixo da cabeça olhando-a se vestir, ela era encantadorapequena ...
- sim pequena, já consideramos namoro e acho queestamos nos amando.- que bom Matt.- olha eu aqui. Amy riu.- sabe que sempr...
- eu é quem parabenizo vocês. Pelos namoros pelasmusicas pela beleza carisma pela banda... VIVA OAVENGED SEVENFOLD!!!!!!!!...
Nunca pensei que iria chegar ao final assim, umadespedida e sucesso chegaria...- eu não pensei que ia perder duas filhas d...
Fim...;D
The drummer
The drummer
The drummer
The drummer
The drummer
The drummer
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

The drummer

475 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

The drummer

  1. 1. Autora: Eduarda Naiany.SinopseSynyster: Ela foi à coisa mais especial que aconteceudepois da morte de Jimmy, ela não pode ir... Preciso dela,ela é diferente de todas as outras é como se o mundo nãoexistisse.Zacky: ela é tão engraçada e sempre me faz rir, me sintotão bem perto dela... Ela me lembra tanto a época deJimmy, quando nós fazíamos palhaçadas, é quase comovoltar no tempo.Johnny: eu não sei o que vi nela, mais ela é diferenteparece completar algo que falta em mim é muito incomumestar em um mesmo lugar com ela.Matt: sentimentos surgem quando estamos próximos...Minhas bochechas ganham um tom avermelhado ao vê-laao estar próximo a ela, que seria isso? Uma forma dedemonstrar amor?Quatro sentimentos iguais por uma única garota, ummesmo e pesado sentimento para uma pessoa só, seráque ela sente o mesmo? Teria ela de desistir de seu maiorsonho para não perder o sonho de sua vida? Manteria elasua promessa ou relevaria ela em algum instante?
  2. 2. Capitulo 1 seu símbolo de safadeza66’.- JENNIFER AMYLYN O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDOCOM MEU POSTER DO AVENGED SAI JÁ DESSEQUARTO. Nia gritou incontrolavelmente.- EU JÁ DISSE QUE VOU SAIR... NÃO ME CHAME PELOMEU NOME DESSE JEITO. A irmã respondeu.- MANHE A AMY NÃO QUER DEVOLVER MEU POSTER.Nia gritou outra vez.- vocês duas querem parar com isso e crescer? Não sãoduas crianças as duas já são maiores de idade. Mais queteimosia... a mãe passou pela porta do quarto das duas...Imagina aguentar duas rockeiras apaixonadas pela mesmabanda em uma mesma casa? É quase como pular noinferno sem passagem de volta...- Amy... Nia suspirou já em choro...Finalmente Amy abriu a porta...- desculpa maninha... Queria ver se ele ficava bem no meuquarto também... Amy devolveu o pôster...- olha Amy, eu sei que você quer que eu coloque os meuspôsteres na parede mais eu tenho dó vai que rasga temuns caros e raros não posso fazer como você. Niadefendeu-se.- você sabe que eu odeio esse seu jeito certinha não sabe?Amy perguntou
  3. 3. As duas irmãs caminhavam para a escola...- meu jeito certinha? Qual é velho eu não sou certinhacoisa nenhuma. Nia reclamou.- é sim... você nem rabisca o canto dos cadernos tudo seué impecável ai pelo amor as vezes tenho nojo de você.Amy olhou a irmã.- ninguém merece... baixou a cabeça.- mais... fazer o que... se fossemos iguais seriamosgêmeas certo? Amy sorriu.- isso é ironia por acaso? Nia olhou brava.- não irmãzinha, ironia seria se eu falasse que você é maisbonita que eu. Amy riu...As duas irmãs de 18 e 19 anos entraram na faculdade demusica... e lá separaram-se...- e ai gata... Daniel cumprimentou.- oi Daniel. Nia sorriu.Daniel e Nia eram amigos desde os tempos de crianças erauma amizade quase que inconfundível e os dois agorafaziam a mesma faculdade visando uma carreira no rockand roll.- como foi suas lições na batera essa semana? Tudo fácilou teve dificuldades?- na verdade parece que cada dia que passa eu fico mais emais experiente. Ela sorriu.- e é mesmo, você tem um dom... o professor entrou.
  4. 4. - até parece professor... Eu sou só mais uma aluna... Eladisse.- não subestime teu talento garota... você ainda irá longe.E o professor está certo...- é professor! Vai ser a baterista mais linda que conheço.Daniel gritou.- não exagera pentelho. Ela reclamou.A jovem garota de cabelos cá nos ombros prestava atéatenção em suas aulas mais vivia rabiscando suas ultimaspaginas dos cadernos... e algo de útil talvez ela mostrariateus talentos em algo descoberto e novo...- que coisa inútil... rabiscou o que escreveu.- o que foi? Daniel perguntou.- não me pergunte nada, não estou com paciência pararesponder... Rodou sua baqueta e foi fazer um som...A aula era quase que assim sempre... o povo batucava pracaramba e o professor simplesmente dava auxilio aosnecessitados...- ei meu anjo delicioso... qual o prato principal? Guilhermeo atrasado perguntou a Nia...- esse aqui, que eu vou dar na tua cabeça... Apontou oprato da bateria com raiva.Um pouco depois de a aula acabar... Daniel acompanhouNia até a saída da escola.- e ai acha que até o fim do ano consegue dinheiro paraaquela bateria da loja? Daniel perguntou.
  5. 5. - talvez sim, talvez não mais ela não irá fugir de mim.Sorriu.- vamos logo sua lesma!! Amy chamou a irmã. - me deixa ir antes que ela me assassine. Nia despediu-sede Daniel com um beijo.O caminho foi silencioso até...- às vezes você me tira do sério... Amy resmunga...- o que eu fiz desta vez Amy? A outra olhou indignada.- por que você tinha que fazer bateria? Não guitarra? Orafiquei sozinha lá.As duas chegaram em casa...- oi meus amores... como foi a aula de vocês...- tenho muita coisa para contar mãe... Amy sentou-sefalando.E a outra subiu para seu quarto...Olhou a foto na cômoda... a foto do Avenged Sevenfold... esuspirou.- se tudo fosse fácil assim...Aquele era mais um dia normal de duas irmãs e ele estavase encerrando e o outro talvez se tornasse ruim mais comsurpresas...Antes de dormir Nia a irmã mais velha resolveu escreverem seu diário para terminar seu dia...27 de dezembro de 2009... Querido Diário......
  6. 6. (A quem não é Fã da banda... as vésperas da morte deJimmy...)Capitulo 2 uma decisão dedescoberta.No dia seguinte... 28 de dezembro de 2009a irmã mais velha desceu as escadas para tomar seu caféa TV estava ligada na globo passava um jornal da manhacom nenhuma noticia nada de novo... Ela tomava seu cafécom leite diário como todas as manhas bem vestida, calmaquando a outra acordou de pijamas cabelo bagunçadoecara de sono.- bom dia... Amy reclamou.- bom dia. Nia respondeu.- vai a escola hoje? Amy perguntou.- sim, claro. Engoliu o café com leite.- pensei que não ia afinal hoje é terça. Amy sorriu.- não, vou sim, tenho um teste vocacional hoje. Respondeu.- é hoje? Amy perguntou- sim, se eu passar podem me colocar na fila dossubstitutos para bandas famosas e finalmente eu vouconseguir tocar de verdade. Gloriou.- espero que consiga, vou ver se meu professor me deixaver seu teste. Amy diz.
  7. 7. Subiu ao quarto, Nia vestiu um short colocou seus cordõesamarrou o cabelo com um rabo de cavalo e colocou umacamiseta sem manga da Vengeance University, sua camisada sorte...- vamos anda logo sua metida. Amy gritou.A ultima coisa que faltava era o par de baquetas... pegou-as correndo desceu as escadas e acompanhou a irmã.- estou tão nervosa... Nia tremia...- relaxa vai dar tudo certo. Amy tentou ajudar.Chegaram a faculdade, Amy conseguiu convencer oprofessor a liberar os alunos para verem o teste vocacionalde bateria.- você vai conseguir Nia. Kelvin animou-a.- valeu meu guitar preferido. Sorriu.- vai lá maninha arrebenta. Amy escandalou.- silencio guitarristas. O professor pediu.- vem Daniel você é o primeiro. O professor chamou.Cada aluno do curso tinha uma bateria todas ficavam emuma enorme sala montadas todos os alunos que iriam fazero teste estava sentados cada qual na sua...Daniel não era nada modesto quanto a sua bela bateriapreta...
  8. 8. Daniel tocou divinamente a base de bateria da musicaBefore I Forget do Slipknot, ele ainda deu sorte pegou umamusica que ele conhecia bem seu teste foi um teste dignode nota máxima.- ai, agora sou eu. Nia respirou.A jovem nunca sentiu tanto medo em sua vida comoagora...- sua vez... Niara. Olhou a única garota da classe.Aquela era a chance que a garota esperava a tanto...preparou-se em sua linda bateria vermelha para tocar...
  9. 9. O seu primeiro ponto positivo foi o giro da baqueta, agorasó estava esperando a musica que iria tocar torcendo paraconhecê-la completamente.- a musica que você irá tocar é... Welcome to the jungle doGuns N’ Roses. O professor diz.Ela engoliu seco, aquela não era uma das melhoresmusicas para ela…Rodou novamente as baquetas e começou a tocar,percebeu a dificuldade logo de cara... Pensou em diversasidiotices e quando concluiua irmã sorriu feliz mais notou acara de insatisfação dela, pois a mesma não havia dadoseu melhor no instrumento que tanto apreciava....Guilherme foi o ultimo a tocar deram para ele Living onplayer do Bon Jovi... Ele também tinha uma bateria bonitacomo Daniel e Nia... Só era de outra cor...
  10. 10. Uma bateria verde com preta acompanhada de um talentoincrível, e claro uma boa performance na musica sorteadapara ele ao contrario de nossa jovem que era a únicamulher diante de tantos homens e teve de segurar aansiedade sozinha.Depois dos teste o professor dispensou os alunos maispediu para Nia ficar...- o que foi professor? Ela perguntou.- você não deu seu melhor hoje... Venho te treinando hámeses mais você falhou... Só não entendi por que. Oprofessor caminhava pela sala...- acho que não foi mesmo meu melhor teste...- por quê? Você tem tanto talento... Podia ter conseguidopassar e mostrar a diferença... De homem e mulher. Disseconfortando-a.- eu sei mais...
  11. 11. - não tem mais senhorita... Foi descuido seu podia terlevado isso mais a serio... você tinha essa capacidade...Reclamou.A garota saiu em seguida decepcionada consigo mesma, elogo surgiriam outras coisas que a deixariam pior...- como foi lá com o professor? Amy perguntou.- faltou só ele ter pisado em cima da minha cabeça.Respondeu.Aquele era quase o fim de seu sonho. Um sonho de anostalvez acabado para sempre...As duas jovens chegaram em casa por volta das quatro emeia da tarde...- filhas fiz um bolo sentem-se comam. A mãe ofereceu...As duas se sentaram cada qual com sua fatia de bolo e umcopo de suco...Nia estava atenta a TV... Fitava a mesma como se algo deimportante fosse passar... E ela estava certa.- ei Nia... por que está olhando tanto a TV... Amy perguntoua irmã.- calma fica quieta. Nia pediu.TV: “morreu hoje, agora pouco o baterista da bandaAvenged Sevenfold, o mesmo morreu em sua casa e nãose sabe ao certo a causa de sua morte mais deixou muitosfãs decepcionado com essa perda, dezenas de fãs estãodeixando suas homenagem próximo a casa dele...infelizmente foi uma perda catastrófica para a historia dabanda... um de seus membros mais antigos veio a falecerhoje com 28 anos de idade...”
  12. 12. - Filha? Está tudo bem? A mãe olhou Nia pálida...- Maninha? Amy chamou.- The... The Rev... Morreu?Nia perguntou a si mesma.Correu para seu quarto, e lá se trancou durante umtempo... Dava para ouvir seu choro tristee vazio do quartode Amy... Era ruim ter de ouvi-la chorar... Durante umasemana inteira ela quase não saiu do quarto, não tocavanem ao menos ia à faculdade, não falava muito no máximose precisasse de alguma coisa.Depois de exatamente quase que uma semana ela decidiusair do quarto e voltou a falar com a família quase quenormalmente...- oi mana... falou baixo enquanto a irmã afinava a guitarra.- oi Nia, está melhor? Ela perguntou.- sim, vou viver. Ela sorriu.- senta aqui... Amy convidou-a.- sua preferida... Resolveu tirar ela da caixa? Niaperguntou.- sim... Quero fazer meu teste vocacional com ela. Amysorriu.A bela guitarra roxa contrastava perfeitamente com adona...- Deve tá bem desafinada em. Nia riu...Amy por incrível que pareça estava feliz de ver a irmãsorrir.- tá tirando? Sou cuidadosa... Amy riu olhando sua guitarra.
  13. 13. Logo Kelvin entrou pela sala carregando nas costas suaguitarra... Nia por enquanto não entendia nada...Ao ouvir aquelas palavras espantou-se na hora...- oi Nia oi meu amor...Kelvin beijou Amy na boca...- hã... Nia se perguntou...- que cara é essa Nia? Kelvin a olhou.- vocês... dois? Namorando? Nia olhou espantada...Kelvin tirava sua guitarra da capa e abriu um sorriso irônico- faz uma semana... Amy abriu um sorriso...- entendo... Nia olha a parede...
  14. 14. - está feliz por mim irmãzinha? Amy perguntou.- claro... por que não estaria? Nia perguntou.- sei lá... Vai saber... Amy bateu os dedos na guitarrafazendo um barulho estrondoso.- vou para meu quarto deixar vocês ensaiarem sozinhos...Nia saiu em silencio...Até sei bem que tipo de ensaio sairia dali...Amy ligou a TV... Parecia não ter clima para tocar nemnamorar...TV: você, baterista se acha talentoso suficiente entãovenha fazer o teste e tente a sorte de ser o mais novobaterista do Avenged Sevenfold,- NIA! CORRE AQUI. Amy chamou a irmã que logoapareceu na sala.TV: você que tem mais de 18 anos venha até HuntingtonBeach e venha fazer o teste para ser o mais novo ou novabaterista dessa banda que está fazendo muito sucesso porai... os testes vocacionais se iniciam no dia 8 de janeiro...Chegue cedo evite filas...Amy olhou a irmã com aquela cara...- a não Amy... Nem pensar... Nunca que vou conseguirpassar num negocio desses...- eu sei que você consegue... Você é muito boa... Pelomenos tenta... Amy pediu.Talvez aquela fosse à chance de sua vida.- tudo bem... se a mãe deixar nós vamos lá... Niaconseguiu se deixar levar pela irmã.
  15. 15. - então vai arrumar as malas irmãzinha por que HuntingtonBeach lá vamos nós! Amy gritou pela sala toda pulando.Nia chegou ao quarto desceu pela porta sentando-se nochão... aquela era uma chance em muitas e ela tinha deagarrar e tentar pelo menos...Capitulo 3 a viagem e o rumo dosucesso.Dois dias haviam se passado depois daquela decisão...Dois longos dias... A mãe foi logo baixando as regras, masela tinha feito uma promessa a si mesma, se conseguissepassar no teste não iria se envolver comnenhum deles, aúnica relação seria totalmente profissional e claro de vezem quando um bom ombro amigo para chorar... Mas elarealmente manteria essa promessa? Até o final?No aeroporto... Lê mãe chorando muito...- cuidem-se vocês duas...- mãe não precisa tanto... Amy reclamou...- vou sentir sua falta mãe. Nia diz.- se você conseguir garota torne-se o orgulho da mamãe nabateria... Ela riu.- e você senhorita Amy... se resolver ficar por lá, digo omesmo... me orgulhe na guitarra moçinha.- pode deixar mamãe suas filhas vão arrebentar nosEstados Unidos, vamos virar aquela cidade de pernas proar.- país... Nia corrigiu.
  16. 16. - o que? Amy perguntou.- Estados Unidos é um país. Nia repetiu.- a você entendeu, vamos. Puxou-a.A mãe das jovens esperou as duas sumirem rumo ao aviãoe depois saiu.- sabe o que eu acho você vai passar sim... é só você jogarum charme pra eles que na hora você é intimada pratocar... Amy riu.- quero passar pelo meu talento, não pela minha beleza.Nia a corrigiu...O voo era noturno logo as duas pegaram no sono edormiram as duas horas de sono mais tranquilas da face daterra.- ei Amy, chegamos. Nia cutucou a irmã que quase babavano acento que estava sentada.Desceram e Amy já começou sua sessão de fotografiasexageradas...- Amy volta aqui! Temos de achar um hotel ainda, e vocênão para um segundo de tirar fotos... Nia gritou.Quando finalmente conseguiu tirar Amy de perto dascâmeras, pegaram um taxi ao hotel mais próximo do centrode musica onde então ocorreria o teste para tocar nabanda...Chegando ao quarto...- vê se não faz muita bagunça... Nia olha a irmã...- tudo bem tudo mal reclama mais paga pau. Amy deitou-seno sofá ligando a enorme TV.
  17. 17. Nia foi para a janela apreciar a vista e suspirou.- quão linda é a noite aqui... depois disse algo muitoinspirador... até amanha Jimmy. Logo em seguida foidormir...Na manha seguinte...- Amy. Cutucou a irmã que dormia no sofá.- hum? Amy acordou.- vamos está na hora. Chamou.Ninguém conseguia tirar de seu rosto aquele olhar serio edestemido.Estava mais e mais próxima de seu destino.- vai assim mesmo? Amy olhou.- sim vou... ela olhou seria.- nossa Nia, pensei que você era mais cuidadosa, essaroupa está horrível e bem preguiçosa. Amy riu.- que bom, vou assim mesmo... pegou o par de baquetassaindo...- a não coloca algo mais bonito menina, assim ninguém vaiolhar para você. Amy reclamou.- não me diga o que fazer Amylyn, você não é a mamãe.- tudo bem mas não me chame assim de novo. Amy diz...Saíram as duas rumo ao local marcado para a audiência,chegando na portaria Nia recebeu uma senha.- que numero? Amy perguntou.- minha nossa... vou ficar o dia todo aqui. Reclamou.
  18. 18. - que numero está ai? Amy perguntou outra vez.- 1001. Respondeu.- nossa! Amy suspirou.Passou-se para as 10 horas, ou seja uma hora depois dachegada...11h00min, 11h15min, 11h40min, 12h00min e por enquantoa fila não tinha chegado no 500...- Nia! Você vai mesmo ficar nessa fila no sol quente vaiacabar passando mal. Amy gritou a irmã sentada embaixode uma arvore.- estou bem aqui não se preocupe...12h40min, 13h00min, 13h15min, 13h40min, 14h00min...- toma... Amy apontou a água...- valeu... Bebeu tudo em uma golada única...14h48min, 14h57min, 15h01min...- fui ali na frente uns instantes está no numero 917. Amyolhou a irmã...- se continuar do jeito que está vou acabar meapresentando só a noite... reclamou.Enquanto isso na mesa de juízes lindos maravilhosos ouseja Avenged Sevenfold.- muito bom Arin... acho que se ninguém for melhor quevocê, já temos nosso baterista. Matt sorriu.- concordo plenamente. Zacky se pronuncia...Voltando a fila no sol quente...
  19. 19. - que horas são? Nia pergunta.- 15h45min. Amy responde.- quantos ainda faltam?- uns 8 eu acho. Amy olhou.- menos mal... assim pelo menos depois que eu fizer issoposso comer até um pedaço da camada de ozônio.Reclamou.Amy riu.Parou para pensar16h00min, 16h15min...- isso se não for aprovada... Amy olhou-a.- não conte tanto com a sorte afinal... 1000 pessoas seapresentaram... Sou a ultima que compareceu culpa dequem? Nia olhou a irmã.- desculpa... Amy olhou-a.- tudo bem... Vai procurando um lugar para sentar e verminha apresentação. Nia diz e a irmã logo sai...É isso ai... Faltavam somente dois e seria sua vez, notou otempo todo que ficou lá que viu somente 2 meninas umaruiva e uma loira e todas as duas voltaram saindo do localcom cara decepcionadas assim como os meninos...Somente um número não havia voltado... Talvez játivessem se decidido... Será que deveria recuar? Chegou aolhar para trás e pensou seriamente em desistir, masquando voltou a si estava em cima do mini palcoimprovisado visualizando uma bateria e lá embaixo os seusídolos...
  20. 20. - ai meu... Esbarrou nos pratos...Todos a olhavam fixamente...- desculpa... Pediu sentando-se.- mostre para nós o que você sabe. Matt pediu.Pensamentos dela: “relaxa garota, é só tocar finja que elesnão estão olhando para você ou melhor que nem estãoai...”Bateu uma baqueta na outra e começou a tocar... Do jeitoque sabia...Tremeu um pouco mais não fraquejou botou para quebrarmandando ver naquela bateria estranha... não era a deJimmy, como tinha imaginado mais não iria fazer feio sópor que não era o que estava pensando então começou afazer uns barulhos numa sequencia que ela mesma criou;Basicamente assim...
  21. 21. Após terminar respirou ofegante...- nossa! Estou impressionado. Synyster quebrou o gelo dorestante de banda.Ela deixou um sorriso no rosto...- hã... qual seu nome minha jovem? Matt perguntou...Pensamento dela: “ minha jovem? Ele nem é tão maisvelho que eu assim só tem 28 anos...”- Nia. Respondeu.- então, Nia... você e um outro rapaz foram os melhoresque nós ouvimos hoje, precisamos então decidiu qual devocês entrará na banda... Matt diz...Os quatro entraram em meio que uma roda e começaram aconversar...Nia observou atenta ao que conversavam e podia ouviralgumas palavras soltas ao vento... Antes que desse anoticia viria sendo boa ou ruim ela desceu do palco saindobufando de raiva por ter ouvido a frase... “mas ela émenina”.- bom...Nia... Matt virou a cadeira sorrindo...- Nia? Synyster procurou a garota no palco.- ei vocês ai da produção! Cadê ela? Zacky perguntou.- ela saiu a pouco, com um pouco de raiva dizendo unsnegócios meio embolados... Responderam...- alguém tem de ir atrás dela... Johnny sentou mais fundona cadeira botando seus pés na mesma com um olhar dotipo eu não vou levantar daqui.
  22. 22. - tudo bem, eu vou... Zacky levantou saindo...Ao andar em direção a saída a viu abraçada a uma outragarota e reclamou...- caralho gordos não nasceram para correr... Zacky sedepôs a correr gritando...As duas olharam...- espera ai Nia... Como que a nova baterista do Avengedsai assim sem falar nada. Zacky chegou próximo as duasgarotas super ofegante.- nova? Baterista? Perguntou sentiu seu sangueborbulhando dentro de seu corpo.- sim! Decidimos que você vai entrar na banda. Zackysorriu.- viu te falei sua lezada... Tinha que ser apressada e nãoesperar o veredito. Amy bateu na testa da irmã.- diga alguma coisa anda... Zacky sorriu...- o que eu posso dizer? Valeu muito obrigado? Começou achorar...- não chore princesa vem, temos de conversar mais...Zacky a chamou.- espera eu só me despedir de Amy? Ela apontou a irmã.- claro eu espero. Zacky respondeu.- bom mana... Você conseguiu. Amy chorava.- graças a você, se não tivesse me convencido talvez nemestaria aqui. Ela chorou.Amy derramava bilhões de lagrimas...
  23. 23. - nossa isso vai demorar? Zacky as olhou.- me prometa uma coisa irmãzinha... Amy começou.- qualquer coisa! Nia falou.- seu primeiro show, prometa que vai mandar um par deingressos para o Brasil pra eu e a mamãe vim ver seushow. Ela enxugou as lagrimas.- prometo sim Amy... As duas se abraçaram e logo a queficou viu sua irmã a dizendo adeus entrando em um taxi.- vem, vamos. Zacky colocou seu braço direito sobre osombros da jovem a carregando...- nossa... Ainda não estou acreditando... Ela dizia.- acredite... E olha, você tem muito trabalho pela frenteminha querida... Zacky falava enquanto os doiscaminhavam...- não me importa o trabalho, mas que seja bom estareifeliz. Sorriu.- que doçura de garota, tão pura e singela. Zacky parou emfrente a garota e olhou-a bem nos olhos, teve umasensação retomou o consciente e continuou caminhando...- Zacky! Até que enfim meu filho achei que tinha ido àmaternidade buscar essa menina. Johnny reclamou.Pensamento dela: “ótimo virei bebe. Ninguém merece.”- que culpa eu tenho se ela corre pra caralho? Zackyreclamou.- eu não corri, estava andando... Ela finalmente dissealguma coisa.
  24. 24. “Zacky a olhou com uma carinha do tipo...” nem para medefender?”- tinha de ser o gordo. Johnny riu.- seja bem vinda garota. Matt sorriu.- obrigado. Respondeu.- bom... Agora nós podemos voltar para aquele hotel casamaneiro que a gente se hospedou? Johnny pergunta.- pode sim Johnny nós já vamos. Matt respondeu...O caminho até lá foi silencioso, o tal hotel casa era quaseno meio do nada ouvia-se somente os grilos pássaros eoutros animais, nenhum barulho de carro nem o transitoinfernal, como os que ela costumava viver em São Paulo.- bom Niachegamos, suas coisas já estão no seu quarto eSynyster irá te levar até ele... Matt disse e depois queentraram cada um sumiu em algum corredor e Synyster alevou...- aqui é seu quarto, espero que goste do serviço dehidromassagem da banheira e os doces que estãoespalhados por ai, à cama é bem macia e confortável falopor experiência própria. Synyster riu.Ela o acompanhou com uma risada...- obrigado pelas dicas. Ela disse- ah! Mais uma coisa, se precisar da gente estamosnaquele, naquele, naquele e naquele quarto. Apontou-os.- hã tudo bem então.- a gente se vê mais tarde. Synyster saiu...
  25. 25. Capitulo 4 uma noite com SynysterGates... e uma manha com MattShadows. O.OJá dentro do quarto...Pegou uma peça de roupa ainda mais preguiçosa do que aque estava tomou um banho de umas 02h00min paraesfriar a pele de ter passado o dia no sol, procurou umhidratante na bolsa e não encontrou... Era por volta das17h15min da tarde... Ligou para a recepção e pediu um quepassou no corpo, depois pensou seriamente em deitar edormir, mas somente cochilou por algumas horas até seucelular começar a vibrar incontrolavelmente lá pelas21h00min da noite. Era a irmã.Mensagem: “maninha já cheguei no Brasil, a mamãe jásabe e ela disse que irá te ligar amanha cedo, ela adorousaber e disse que gostaria de te encher de beijos, elatrancou a porta do seu quarto sabe ninguém merece, (risoescrito) talvez é para quando você voltar estar do jeito quedeixou, mas quem liga... boa sorte ai! Vou contar pro povoda escola essa novidade amanha, cuidado com o telefonecongestionado (outro riso escrito)... Beijo maninha nós teamamos minha mais nova Avenger.Tentou até dormir novamente, mas sem sucesso, abriu aporta olhou o corredor com as luzes todas apagadas edecidiu sair desceu os três degraus da escada iluminandocom o celular na cozinha pegou uma garrafa de água e foipara a varanda da casa onde se sentou vendo as estrelas eouvindo o barulho dos grilos... até ouvir um outro barulhofamiliar...
  26. 26. - está sem sono? Perguntaram-na.- ah! Estou sim. Virou para ver, era Synyster...Synyster sentou ao lado dela...- também estou sem sono... Synyster puxou assunto.- a é, achei que era só comigo, pensei que fosse aansiedade de estar aqui.- que nada, isso acontece direto. Syn fala.Ela ri.- você deve ser sonâmbulo.- outra... Não sou só não durmo. Respondeu.- eu não sei o que há comigo, normalmente eu durmo feitopedra. Reclamou.- e depois fala de mim. Synyster ri.- ah! Não provoque. Ela ri.- você é de onde? Você não disse a ninguém... Começou.- Brasil. Respondeu curta.- nossa, uma brasileira, uma bela brasileira. Syn ficou feliz.- só não sei onde está a bela. Ela diz.Ele ri.- em você sua boba, nossa, achei que era daqui, tem oinglês mais perfeito que já ouvi em toda a minha vida... Syndiz.- a obrigado... Treinei muito durante minha vida. Falou.- diz alguma coisa em português? Syn pergunta...
  27. 27. - tipo? Ela pergunta- ah qualquer coisa...Fala em português abaixo... Somente a dela... Vamosbrincar e fingir...- aproveite o dia ou morra lamentando o tempo perdido.Disse.- o que você disse? Syn perguntou.E ela repetiu agora em inglês...- aproveite o dia ou morra lamentando o tempo perdido.Respondeu.- legal. Syn sorriu.- posso contar uma coisa? Perguntou- claro! Pode sim menina do inglês perfeito... Syn riu.- minha irmã tem uma tara maluca por você. Ela riu.- nossa! Sei que sou gostoso. Riu.- não se acha não tá. Ela riu junto.- e você? Syn perguntou.Ela calou-se na hora.- a legal ficou vermelhinha. Syn provocou.- pode parar seu besta. Reclamou pondo as mãos no rosto.- e então, sua irmã é bonita assim como você? Synperguntou.- é sim, só que mais nova e mais teimosa metidapreguiçosa e chata. Riu.
  28. 28. - e você não é tudo isso? Syn perguntou.- não, sou bem mais perfeccionista que ela. Respondeu.Em um momento de Silêncio...- é você? Ela perguntou.- eu o que? Syn olhou.- que está emitindo esses barulhos estranhos...- eu não...Olharam os lados...De repente algo encosta na perna dela e a mesma levantagritando pulando no colo de Syn...- TIRA, TIRA AI TIRA... Gritava escondendo a cara noombro dele...Logo em seguida o restante do A7X aparece na portaacendendo a luz com tacos de baseball, golfe e um pedaçode madeira...- o que está acontecendo aqui? Matt pergunta...Ela olhou o chão já coma luz acesa ainda no colo deSynyster...- relaxa menina é só um gato. Syn ri com ela em seu colo...- vocês em, duas da manhã e vem dando chilique... Zackydiz voltaram cada qual para seu quarto.- Synyster? Chamou.- que? Olhou-a.- pode me colocar no chão eu agradeço. Ela pediu.
  29. 29. - ah! Desculpe. Desceu-a.Os dois voltaram a se sentar na varanda...- a madrugada esta belíssima não acha? Ela perguntou.- realmente. Respondeu...- melhor eu voltar para meu quarto e tentar dormir. Elalevantou...- tudo bem farei o mesmo... Respondeu...Ela levantou saindo quando se virou e disse.- até amanha... Ela o olhou...Aquela virada de cabelo impactante com aquele olhar... Odeixou nas nuvens- até... Respondeu.De certo ponto até certo ponto ele mentiu, não voltou aoquarto coisa nenhuma foi a cozinha pegou uma Heineken esentou na varanda começou a pensar será que ele estariase apaixonando pela nova baterista? Por que ela o atraiadaquele jeito deixando ele tão bem consigo mesmo comose o mundo não existisse?- e Synyster você está ficando bêbado. Botou a culpa nacerveja...Por volta das 04h00min da manha entrou e tentou dormir...Na manha seguinte...A jovem acordou cerca de umas sete da manha... Desceuas escadas e foi para a sala de jantar o café estavaservido, nenhum deles havia se levantado ainda, sentou
  30. 30. em uma mesa e lá degustou certas delicias da culináriaestadunidense com um bom e velho leite com café...Sem ela saber um deles descia as escadas para tomar caféenquanto ela degustava uma espécie de bolinho feito decoco...- bom dia... Matt falou...- ah! Bom dia. Ela olhou sorrindo...- está sujo aqui em você. Matt apontou no seu próprio rostoo queixo do lado direito.- aqui? Perguntou passando a mão.- não... Matt se aproximou, olhares se encontraramenquanto ele limpou o rosto dela. Sorriu ainda com o rostopróximo.E ela transmitiu o mesmo sorriso.- obrigado. Ela disse enquanto ele se sentou na mesa juntocom ela.- e ai o que tem de gostoso para tomar café.Matt perguntouolhando tudo.- a nem sei só comi esse negocio aqui. Apontou o bolinhocom coco por cima.- isso é uma rosquinha. Matt riu.Ela olhou- a é? Nem sabia. Riu...- é muito gostosa ainda mais com leite e café você nãoacha? Matt perguntou...- sim é mesmo... Ela mordeu a rosquinha com gosto.
  31. 31. Matt riu.- e você? Não vai comer? Vai ficar só olhando esse meuser fazendo bagunça aqui? Ela perguntou...- você é tão linda sabia? Ainda mais assim. Matt a olhou.Ele estava se declarando... Será que essa declaração iriapara frente?- obrigado... Você também é lindo... Ela agradeceu com umelogio.- não é bem... Nessa hora Matt é interrompido com o restoda banda chegando para tomar café e resolve se calar...- nham. Café da manha. Zacky olhou tudo sem saber o quecomer...- bom dia galera. Synyster beijou a testa da jovem...- bom dia. Matt respondeu com uma cara do tipo bando defilha da puta por que vocês tinham de aparecer agora?- dormiu bem Syn? Ela puxou assunto.- como uma pedra. Ele riu.- e eu? Dormi mal culpa de vocês dois e aquele gato.Johnny reclamou.- coitado... Ele não tem culpa. Zacky defendeu.- quem? Matt perguntou.- o gato é claro. Zacky riu.- nesse caso... sai a garota de cena por que ela já terminouo café. A jovem levantou saindo...
  32. 32. Todos pararam para olha-la até a mesma sumir nasescadas...E todos com o mesmo pensamento fértil. Se é que vocêsme entendem.Chegando ao seu quarto ela ouve seu telefone tocandoincontrolavelmente...- alo?- filha linda da mamãe nem acredito que você conseguiu. Amãe gloriou do outro lado da linha.- ai mãe eu sei é um sonho, caramba pensa nuns cara lindose num tem noção mãe.- você deve estar tirando umas casquinhas brutas, só depensar que eles são seus ídolos e você pode toca-los pravocê... foi interrompida.- é tudo mãe é um sonho, só não supera aquele deconhecer os atores de sobrenatural. Ela riu.- e ver o Dean de cueca. A mãe concluiu.- é tem essa também. A filha acompanhou com um riso.- divirta-se meu bem sempre que puder da uma ligadinhaou pra mim ou pra Amy pra ela não surtar. Sorriu.- tudo bem mãe até amanha então. Ela riu.- até. Desligou.Jogou-se na cama pensando...- meus Deuses gregos... Do jeito que eu sonhei pertinho demim... Ela sorriu fechando os olhos deitada na cama com
  33. 33. as pernas para o lado da porta... Será que isso vai datreta?- que coisa feia entrar no quarto e deitar assim na cama...alguém entrou dizendo...- a? abriu os olhos e viu Matt.- estava descansando. Reclamou...Sentiu duas mãos em seu corpo e de repente começou a ririncontrolavelmente seriam belas cócegas de seu amigoMatt?- não, para, por favor, eu não aguento... Ela ria muitoenquanto ele fazia cócegas nela...- da próxima vez feche a porta. Ele riu.- tá eu fecho agora para, por favor, eu não aguento mais.- acho que já esta bom. Ajudou-a a levantar...- seu doido. Agora tudo em mim dói. Reclamou rindo.- mais tarde vamos ao estúdio dar uma ensaiada, se quiserir também. Matt olhou.- tá brincando né? Claro que vou ir. Ela sorriu.E logo que Matt saiu fechou a porta jogando-se na camagloriando seu dia.Capitulo 5 o Corselet a festa odesejo e problemas...Estava a se arrumar para seu primeiro ensaio, estavaempolgada mais estava com problema para fechar o zíperdo corselet, que acabara ficando emperrado.
  34. 34. Olhou pela porta se havia alguém no corredor que pudesselhe ajudar foi quando viu Johnny e o gritou...- JOHNNY, ESTÁ OCUPADO? Perguntou.- não por que? Johnny perguntou se aproximando...- me ajuda? Virou de costas apontando o zíper...- ah! Claro. Respondeu puxando o para cima...Queria ele poder ao invés de levanta-lo puxa-lo pra foramandando-a aquela cama e cedendo ao desejo, mas aquiloera só uma ilusão...- prontinho. Johnny riu.- obrigado. Agradeceu com um beijo na bochecha.Ao chegar no estúdio na ultima sala da casa, Synyster aaguardava na porta...- eu avisei que você não vai gostar... Syn riu.- gostar do que? Abriu a porta...Todos gritaram:- SURPRESA. Porcaria era uma festa.- hã... Oi gente. Sorriu sem graça...- Nia! Olha compramos um bolo pra você. Zacky a puxou.- que lindo, parece gostoso...Zacky a observava enquanto ela observava a festa, masisso não ocorria somente com Zacky, Synyster, Matt eJohnny também ficavam olhando-a...- tenho três palavras para vocês. Nia começou.
  35. 35. - diga... Alguém pediu.- estou com sono. Disse.- você já vai? Alguém perguntou.- boa noite... Foi saindo...Sem que ninguém percebesse de imediato Synyster aacompanhou.- está com sono é? Sei... Synyster reclamou.- por que não posso ir dormir? Olhou desconfiada...- pode, mas primeiro tende dar um beijo de boa noite. Synsorriu;Ela aproximou seu rosto do dele devagar, ia totalmente àbochecha, mas ao toca-la ele virou o rosto a beijando naboca, ela até quis sair nos primeiros 3 segundos, masdepois cedeu a ele entrando no quarto acompanhadadaquele metido a poderoso.- Synyster! Synyster o que estamos fazendo? Ela o olhounesse instante.- é... Quer que eu fale em voz alta? Syn olhou irônico.- caramba! Isso, ai porcaria, que inferno a Synyster saidaqui. Puxou-o pelo braço levando-o para fora.- ei... Isso não se faz. Synyster reclamou.- não me interessa. Bateu a porta e foi deitar...Synyster andou até seu quarto sorrindo e seu únicopensamento foi estranho... “quase em gata”.
  36. 36. Ela quase dormia quando ouviu alguém bater-lhe a portalogo pensou que fosse Synyster que tivesse esquecidoalguma coisa...- Zacky?- sim, vim dizer boa noite... Sorriu.- boa noite Zacky. O abraçou.Ele a segurou firme e sussurrou em seu ouvido...- boa noite...Logo em seguida desceu as escadas para tomar água, jáaté tinha passado por Johnny, quando viu Matt sozinho noestúdio e resolveu desejar boa noite antes que ele subissepara atrapalhar seu sono...- oi pequena. Matt olhou-a chegando...- oi, vim dizer boa noite... Ela se aproximou usando aquelaroupa nada descente...Ele sorriu, abriu dois enormes braços para que ela viesse aum abraço.Andou até ele...Antes que pudessem concluir um simples abraço amigo,ele a olhou nos olhos se aproximando... Lábios se colarame quando ela notou estava em cima de uma mesa e eleestava sem camisa...- a essa não, Matt, ei Matt. Chamou.- oi? Isso não pode para... Ela pediu.- a desculpe... Não sei onde estava com a cabeça... Serio.Respondeu.
  37. 37. - tudo bem, melhor eu ir para o meu quarto, a gente se falaamanha tudo bem?- ok. Até amanha. Sorriu envergonhado.Na manha seguinte...Hoje nesta data fariam exatamente uma semana deAvenged Sevenfold se não fosse por um problemão que iriainiciar-se logo de manha.Desceu as escadas contente hoje seria seu primeiroensaio, rodava as baquetas entusiasmadamente, lembravaum tanto Jimmy, se não era parecido...Ouviu uma discussão e parou na porta de imediato paraouvir...- EU NÃO ACREDITO CARALHO VOCÊ GOSTA DAMESMA MULHER QUE EU? Deduzia ser Synyster, comuma voz alterada com raiva...- EU QUE PERGUNTO! Seria Johnny?- VOCÊS DEVIAM IR PARA O INFERNO, EU A VIPRIMEIRO. Zacky reclamou.- NÃO FORAM VOCÊS QUE ELA BEIJOU CALEM-SE...Matt manteve-se firme.Colocou as duas mãos na boca, tinha acabado de iniciaruma confusão, pobre jovem não tinha culpa nenhuma eagora estava desmanchando sua banda favorita a qualtinha tanto afeto e amor. Não pensou duas vezes saiucorrendo de volta ao quarto e deixou jogadas ali no chãoperto da porta seu par de baquetas, subiu chorando e nestahora rabiscou um papel antes de arrumar as malas e essepapel era para todos eles lerem depois que ela tivesse,
  38. 38. esperava ela, longe bem longe dali... No papel ela escreveumais ou menos assim:“Não acredito que vocês fizeram essa façanha, incrívelmesmo o que eu ouvi, decidi então ir embora voltar praminha casa e abandonar vocês para sempre pelo bem dabanda... Vocês são meus ídolos e para mim o que estáacontecendo não devia acontecer, ninguém pode separarvocês! Ouviram? Ninguém e não serei eu que farei isso,adeus Avengers e desculpa por tudo que fiz, seja lá o quetenha feito alias só para constar, eu fiz uma promessa o diaque pisei dentro de um avião e cheguei aos EstadosUnidos, prometi que se fosse aceita na banda não iria meenvolver com ninguém e que eu iria respeitar as escolhasde vocês seja lá quais forem, pois bem, acho que era issoque eu queria dizer então adeus para sempre, eu amotodos vocês... De jeitos diferentes mas eu amo... Adeusmeus Avengers... Sentirei falta de vocês...Att: The Drummer who was... ( em português… a bateristaque sei foi.)”Pegou uma mochila menor e colocou nas costas e a malacarregou na mão deu uma breve olhada aquela casa quededuzia ter passado a melhor semana de sua vida e de lásaiu direto ao aeroporto...- uma passagem para São Paulo...A mulher lhe entregou a passagem e ela sentou no bancoesperando dar a hora de seu voo sair.Enquanto isso no hotel casa (autora: Vai entender).- EU NÃO VOU FICAR NUM MESMO LUGAR QUEVOCÊS TRÊS. Synyster abriu a porta berrando.
  39. 39. Ouve-se um barulho algo havia quebrado, olhou o chãorecolhendo em suas mãos o par de baquetas agora comuma defeituosa...- essa não... Suspirou.- o que foi Synyster. Matt olhou-o preocupado com seuolhar.Synyster mostrou as duas baquetas em sua mão...- será... Zacky engoliu seco.- acho que sim... Johnny reclamou...- ela dever ter ouvido. Matt se dirigiu ao quarto dela semesperar os outros...Ao chegar lá notou um papel meio molhado endereçado aeles...- ZACKY, JOHNNY, SYN, SUBAM AQUI. Chamou.- o que foi? Zacky perguntou.- ela deixou uma carta as malas dela sumiram... Mattreclamou e logo em seguida leu a carta em voz alta.- ela foi embora... e a culpa é nossa. Johnny disse triste.E Synyster acabou dizendo uma coisa que deixou todosarrependidos da discussão.- se Jimmy estivesse aqui, ele não teria deixado nenhum denós nos apaixonarmos por ela, pra isso exatamente issonão acontecer...- verdade... mas o que faremos agora? Zacky perguntou.
  40. 40. - vamos atrás dela, pediremos desculpa e no casofalaríamos que tudo não passou de um mal entendido.Matt concluiu.Pegaram um carro da garagem e muito mais que velozchegaram os 4 ao aeroporto perguntando a recepcionista....- moça! Moça você viu uma garota mais ou menos dessaaltura? Matt apontou...- talvez...- ela tem um cabelo no comprimento do ombro, olhoscastanhos escuros e meio asiáticos... Syn diz.- pode ser que eu tenha visto.- ela aparenta ter uns 21 anos... Zacky concluiu.- sim ela comprou uma passagem a pouco, não me recordopara onde, estava com uma cara triste e acho que o voodela já foi. Respondeu.- droga... reclamou...Voltaram para o hotel e de lá tentaram maneiras de contatocom a tal garota... agora bem mais distante...Na casa da jovem...Nia POV...Depois de uma semana pude ouvir novamente um somdesafinado de guitarra, era minha irmã mais novaarranhando uns acordes... quegraçinha ela ficava...- Nia? O que você esta fazendo aqui? Amy me olhouespantada.
  41. 41. Sentei no sofá ao seu lado, e lá desabei em lagrimasdolorosas...Contei tudo a elas quando a mamãe chegou do trabalho,minha mãe me disse para dar tempo ao tempo...Entrei no meu quarto e senti-me uma estranha em meioaquele lugar, como posso explicar minha sensação, erahorrível, e incrédulo estar vendo eles ali outra vez mesmoque não fosse pessoalmente, fiz questão de arrancar todosos pôsteres fotos e cartazes das paredes e moveis doquarto guardando-os em um caixa e depois o fundo doarmário... Pelo menos assim me sentia confortável emestar ali... Depois que voltei ao Brasil, fez uma semana queeu quase não saia do quarto, não ia para a faculdade,arranhava bem pouco a bateria, mas não tocava nenhumamusica do Avenged Sevenfold, nem ouvia... Um dia minhamãe chegou no meu quarto, isso era por volta de 4:00 detarde e quis conversar comigo em relação a esse meudesanimo.- vai ficar assim para sempre filha?- talvez...- e você acha legal ficar desse jeito? Com essa cara demorta?- não...- conta de uma vez por que você foi embora realmente!Não foi exatamente pelo fato de todos os meninosgostarem de você... Foi outra coisa.- foi isso mesmo nada de mais.- você não sabe mentir para mim, fale de uma vez!
  42. 42. - mãe... as vezes eu odeio você; sorriu.- fale logo...- eu não voltei por que todos gostavam de mim, e sim porque eu gostava de um.- finamente consegui...- MÃE! Tá ficando doida?- você foi por que não queria magoar os outros três...Entendi.- e também, eu fiz uma promessa...- do que adianta uma promessa se você o ama? Uma horaou outra você vai quebra-la!- NÃO! EU NÃO VOU COISA NENHUMA! Berrou.- pare com isso menina! Você nasceu de mim! Acha quepode me enganar?- desculpa.- pense bem no que você anda fazendo e tome logo umadecisão! Não vou criar filha o resto da minha vida.Levantou e saiu... minha mãe sabia mesmo como me fazersentir culpada.Decidi então voltar para a escola, lá Amy já quis me intimarpara mais uma de suas aprontações...Capitulo 6 nos perdoe.- por favor maninha eu preciso só de uma baterista a gentevai fazer um cover do Avenged Sevenfold, precisamos devocê.
  43. 43. - eu não vou Amy, eu não quero mais isso de tocar musicasdeles...- por favor, Nia, prometo que não te peço mais nada nospróximos 100 anos... fez cara de choro.- tudo bem Amy, eu vou... Quando vai ser? Perguntou- amanha as 04h00min da tarde. Respondeu.- ok.Agora a jovem teria realmente de levar um par de baquetasa serio, um bom ensaio lhe garantiria o sucesso do diaseguinte. Cada dedicação da jovem a tocar lembravaaquela semana, certos segundos de seu ensaio paravapara chorar e aquilo sim, machucava.- filha? Está tudo bem? A mãe apareceu na porta.- está sim... Enxugou as lagrimas.- se precisar de alguma coisa estamos na sala eu e suairmã.- tudo bem qualquer coisa eu chamo...Continuou tocando um pouco triste ainda...Algumas musicas ela errava alguns acordes e a deixava delado, não estava se importando nem um pouco com o queestava fazendo.Depois de arranhar muito a bateria acabou que foi dormir.Por volta das 11:00 da noite...- oi Synyster?- sim, quem fala?
  44. 44. - é a Amy... idiota.- ata. Desculpa.- esta tudo correndo como o planejado. Amy sorriu.- ótimo, nos vemos amanha então. Desligou.Na manha seguinte...- acorda maninha!!!!!!!!!!!!!!! Amy gritou a irmã.- que foi?- vamos está quase na hora!- como? Que? Não era as quatro da tarde?- eu sei, mas tende estar lá as nove da manha pra ensaiarcom todas as meninas, quero apresenta-las pra você;- tá, vou me trocar e já desço. Disse a irmã saiu.Logo as duas haviam chegado e lá Amy apresentou asnovas amigas...- mana, essas são Helena, nossa vocalista, Luciaguitarrista solo, e a Jéssica baixista.- prazer em conhecer vocês meninas.- o prazer é nosso, sua irmã falou muito bem de você.Helena disse.- que musica vocês pretendem cantar? Nia perguntou- pensamos em Seize the Day, se você não se importarclaro. Jéssica respondeu.- imagina tudo bem é uma ótima musica.
  45. 45. Ensaiaram um pouco as 5, Nia nem imaginava que quandocomeçasse a tocar e a jovem Helena desse introduçãovocal, o verdadeiro e único A7X entraria e claro haveria umsusto tremendo, Amy torcia para que a irmã não fugisse dopalco e sim que mostrasse seu talento ao publico em seuprimeiro show como nova baterista.- falta quanto tempo ainda?- pouco.Chegou-se a tarde quase noite, por volta das 6 horas, ascinco garotas entraram no palco e Helena começou acantar, de repente tudo parou com a entrada o AvengedSevenfold no palco, por uns instantes ela pensouseriamente em desistir, mas continuou ouvi-la era como vero The Rev tocando... Era mais que especial.- vocês gostaram? Matt perguntou.- tem certeza? Syn perguntou também.- querem mais? Matt perguntou.- YES! GRITARAM...- qual vocês querem? Synyster pergunta.- qualquer uma? Johnny se intromete.- pode ser aquela? Syn pergunta...Walkintroducing...Tocaram Walk, Warmness on the soul, Afterlife, DancingDead, AlmostEasy e finalizaram o show com Bat country jáque Amy tinha feito o solo na entrada da banda…Podia ter rolado um beijo de cinema ali?
  46. 46. Claro que podia se tivesse alguém para ser beijado certo?Depois que os nove foram para dentro ela perguntoutirando sua curiosidade...- o que vocês estão fazendo aqui? Nia perguntou.- sua irmã nos chamou e queríamos pedir desculpas peloque você ouviu... Matt disse.- e quem garante que vou perdoar? Ela perguntou.- por favor, não faça isso com a gente, nós adoramos vocênão pode nos deixar... Zacky fez ceninha...- nossa! Sorriu.- viu garota, você devia ficar. Syn disse.Ela resolveu tirar uma casquinha...- por que você não pede, por favor? Perguntou olhandoSynyster.- nem pensar. Syn reclama.- então adeus procurem outro baterista... Começou a sair...Zacky, Matt e Johnny o olharam de cara feia...- está bem! Espera ai. Syn chamou.Ela recuou.- eu, quero... Er.. Que por favor, você... É... Quero que vocêfique na banda. Coçou a cabeça.Ela riu.- foi difícil Synyster?- bastante você nem imagina. Ele riu junto.
  47. 47. - nossa veio nossa!!! Eu to pirando aqui... Amy surtava.- ei mana, relaxa respira. Nia socorria a irmã.- e suas amigas não vai apresenta-las pra gente? Johnnyperguntou.- ah! Essas são Helena, Jéssica, Amy e Lucia.Todas disseram oi.Caminhando para a casa de alguém...- temos uma novidade! Zacky pulou feliz.- diga... Ela começou.- own... Que lindo... Amy falou em português afinal nenhumdeles entendia.- vamos ficar aqui uns tempos... Matt disse.- ideia desse gordo ai. Syn apontou.- adorei. Ela disse.Viu rostinhos vermelhos...- não tinha notado que sua irmã era tão parecida com você.Zacky sussurrou próximo ao ouvido de Nia.- é ela é mesmo, só gosta desse exagero de cabelo.- mais ela é linda. Zacky disse.Pensamento dela: Isso se apaixona pela minha irmã.- estamos chegando? Estou cansado, você bem que podiater um carro... Johnny reclama.- tenho cara de burguês pra ter carro é?Todo mundo riu...
  48. 48. - chegamos é aqui. Amy entrou procurando a mãe...Nia achou ter deixado os cinco na cozinha e foi para oquarto... Mas Synyster a seguiu...- gostei do seu quarto, é bastante grande. Sorriu.- ah! Que susto, é grande por que preciso de espaço praminha bateria.- e onde ela esta?A jovem calou-se mas ele insistiu.- te fiz uma pergunta!- está no armário, desmontada e guardada. Respondeu.- posso monta-la e ver se ainda dá pra dar umasbatucadas? Balançou as mãos como se estivessetocando...- pode, está naquela porta ali... Entrou no banheiro.Terminou rápido de montar a bateria e no fundo do armárioencontrou uma caixa...- mas... o que? Por que isso está aqui? Perguntou a simesmo.Aquela caixa continha pôsteres CDs, DVDs e um diário porenquanto tudo que tinha ali se relacionava ao AvengedSevenfold, abriu o pequeno diário e começou a ler:“14 de Julho de 2006... Oi diário, hoje eu o vi outra vez naTV, ele estava incrível tocando cada solo mais lindo que ooutro e sim continuo muito! Mais muito mesmo apaixonadapor ele, mamãe acha que sou maluca... ela vive dizendoque é bobagem se apaixonar por caras que passam natelevisão por que são bonitos ainda mais ela repete com
  49. 49. frequência é besteira se apaixonar ele tem quase o dobroda tua idade menina, mas sei que é mentira ele só tem 25anos e é super lindo, tem aquele monte de tatuagens etoca divinamente, alias um dia se chegar a conhecê-lo nemsei minha reação quando estiver ao seu lado, acho que voudesmaiar mas estou me preparando todos os dias paraesse momento...” adiantou um pouco as paginas e foi parao ano seguinte tinha novamente uma folha enfeitada comoaquela que havia lido resolveu Lê-la também.“27 de novembro de 2007... Oi diário, hoje tive umasensação estranha quando ouvi um solo de guitarra seu,porcaria sei lá o que é isso, nem minha mãe soube meexplicar andei pesquisando na internet e algunscomentários diziam que era prazer... seja lá o que for isso(Synyster riu). Mamãe disse que se eu quisesse poderiaaprender a tocar guitarra, mas eu não quero prefiro vê-lotocar esse é meu sonho, ouvi-lo tocar para mimespecialmente para mim em meu quarto enquanto estoudeitada em minha cama e depois talvez fizéssemos amor,caramba! A puberdade esta mexendo comigo... Synyster seinteressou pelo assunto a qual ela tratava e resolveu seguirpara a próxima folha enfeitada, era somente uma por anoentão... foi para o ano seguinte...“08 de março de 2008... Oi diário, hoje eu vim passar poraqui outra vez como todo o ano, acabei de completar 18anos e minha mãe não me deu um carro, Amy minha irmãmais nova tem 17 e está namorando, ela sempre foi maissapeca que eu e você diário é dono de meus segredosmais profundos como o fato de eu nunca ter namorado navida, a uns meses atrás beijei um amigo meu para saberqual era a sensação, mas ele não gostou muito daquilo eparticularmente nem eu, pois esperava que meu primeiro
  50. 50. beijo fosse com ele, meu sonho de consumo americano...eu não sou do tipo que assiste filmes pornô para aprendercoisas estranhas, minha irmã faz isso mas não diga paraela que eu escrevi isso aqui, sou do tipo que gosta deaprender com quem esta comigo eu espero e ainda seguroisso até o dia que nossos caminhos se cruzem e esperoque a minha primeira vez seja com ele, ah! Estou iniciandoa faculdade de bateria, meu sonho alias desejado a muitotempo. Se eu tivesse de descrever meus sonhos com umapalavra eu diria: Sem comentários. Até mais diário.Synyster estava mais e mais intrigado para saber quem erao dono daquelas paginas coloridas e então passou para oano seguinte...“22 de abril de 2009... Oi diário, hoje eu estou novamenteaqui te contando meus segredos profundos, uma pagina aoano eu acumulo coisas para escrever sobre ele, enovamente eu digo! Ele é incrível demais e ainda continuosonhando com um dia que nós nos encontremos e sim euespero sentir o sabor de seus lábios o toque de suas mãosenormes as vezes acho que surto, mas acho que o amo,pensei em fugir uma vez esse ano procura-lo e me declararmas foi só um pensamento, esse ano mesmo vi um vídeo eele disse pra uma fã que veio pedir um autografo, minhaprincesa, caralho eu senti ciúmes tá? Por que você fez issose sabe que eu te amo? Que bobagem ( Synyster Riu)minha coleção de pôsteres aumentou! Continuocolecionando ele fica lindo em todos, estão no mesmo lugarde sempre caso você esqueça, na ultima gaveta do guardaroupa na caixa de presente preta, sempre que abri-lacuidado há muitas preciosidades lá dentro e sim, um diamostro pra ele. Até diário... Synyster não pode deixar deesconder sua curiosidade incrédula para ver o que tinha na
  51. 51. caixa, aproveitou que a jovem estava no banho e aindamais ouvindo musica e foi até a outra porta na ultimagaveta e de lá tirou a velha caixa preta de presente abriu-ade olhos fechados com medo do que tivesse lá dentro e foiabrindo os olhos devagar, lá tinha diversos recortes derevista sobre o Avenged Sevenfold, e vários pôstereslacrados, mas alguns intactos ele abriu alguns deles e seauto viu era como se olhar no espelho, continuou olhandoos recortes e dezenas deles eram sobre ele entrevistas,fotos comentários, lançamentos, algumas grifando algumaspalavras, como mais novo solteiro, homem mais sexy domundo, melhor guitarrista do ano.- caralho velho! Essa menina é doida. Riu a bessa.Continuou lendo e percebeu que o cara da qual ela falavaem todas aquelas paginas era ele e extremamente ele.Guardou tudo rápido ao ouvir o barulho dar porta, eterminou de dar os últimos retoques na bateria pensando,todos os sentimentos que haviam surgido por ela, nenhumjamais tinha sido em vão ela realmente gostava dele e eletinha um amor correspondido atrás de um segredo.- e ai? Ela ainda funciona? Perguntou.- sim, e bem. Respondeu.- claro, faz menos de uma semana que a guardei ai. Sorriu;- que bom então, bateu as baquetas e fez um som;Alguns minutos depois voltaram para a sala e Matt estavasaindo...- ei Shadows aonde você vai? Nia perguntou.- vou sair, tenho um encontro. Sorriu sem graça.
  52. 52. Ela espantou-se.- divirta-se. Sorriu mais por dentro comemorava.Capitulo 7 Brasil, melhor pais daAmerica?Faltavam três, entre aspas ela realmente queria que Zackyse apaixonasse por sua irmã e que Johnny se apaixonassepor uma brasileira, e bem se Synyster a quisessefinalmente ela realizaria seu sonho, e daria o tão esperadobeijo, mas lembra daquela noite da festa quando ele abeijou? Não aconteceu bem daquele jeito não...Flashback on... Nia POV...Voltava para o quarto tranquilamente quando fuisurpreendida por ele querendo dizer boa noite, e quandose aproximou de mim para ganhar um inocente beijou nabochecha quis ir muito longe e foi nessa hora que medistanciei batendo a porta na cara dele, mas foi o selinhomais gostoso da minha vida isso eu garanto...Flashback OFF...- Zacky? Cade você? Zacky? Amy chamava o Moreno deolhos verdes e cabelos negros…Simplesmente foi surpreendida. Encostaram-se na parede,ele a segurava olhando-a nos olhos e sussurou.- estou aqui... Lábios se aproximaram e finalmente aquelepar de piercings tocaram lábios da nossa mais nova...- Zacky, eu, caramba... Beijou-o novamente...Synyster caminhava tranquilamente ao banheiro quando sesurpreende com a cena...
  53. 53. - EPA! EPA! EPA! Que diabos esta acontecendo aqui? Suairmã sabe disso menina? Espantou-se. - Zacky, seu gordodas arábias sabe que ela vai comer seu fígado, porra velhoé a irmã dela e ainda é mais nova...- minha irmã não se importa Synyster, ela sempre apoiouminha paixonite pelo Zacky. Ela sorriu olhando-o.- ah... Ah! Caramba fui. Synyster saiu.- é verdade o que você disse?- sim Zacky... Vem vou te mostrar meu quarto e te provarque é verdade. Puxou-o para dentro e lá os dois setrancaram.Na cozinha, Johnny e Nia jogando baralho...- eu nunca fui boa com isso, sou de Deus... Ela falavaenquanto perdia para o baixista.- é tudo questão de técnica...De repente o celular de Johnny vibra incontrolavelmente...- com licença vou ter de atender... Johnny pediu.- tudo bem, vai lá e eu vou dormir... Boa noite Johnny.- boa noite... Alô?...No caminho até o seu quarto ouviu pequenos gritosemitidos por sua irmã... As duas estavam sozinhas emcasa a mãe tinha viajado a trabalho, de certa forma ouvirAmy emitindo gemidos para ela não era novidade jogou-sena cama cobrindo a cabeça com o travesseiro e lá ficouolhando a parede contraria a porta de seu quarto de costascom um travesseiro em sua cabeça...
  54. 54. - eu tentei impedir... Mais ela disse que você não ligava.Synyster apareceu.- não, eu não ligo mesmo.- posso me sentar?- pode.Ele sentou-se ao lado dela...Ouve certo silencio naquele instante...Tocou os cabelos dela colocando-os atrás da orelha eolhou melhor seu rosto e seus olhos negros como a noite...- você é linda garota. Só muito teimosa mais linda...- eu...- não me diga que não.- mas...- viu eu disse que você era teimosa. Sorriu. - linda muitolinda... Aproximou-se...- Synyster... Empurrou-o para longe...- o que foi? Continuou a acariciar os cabelos dela.- eu fiz uma promessa, eu disse isso a vocês...- você disse que não ia se envolver com nenhum de nós,não disse que nenhum de nós pudesse se envolver comvocê.- mas... Não da na mesma?- não. Sorriu.- mas e os meninos...
  55. 55. - olha o Zacky tá se agarrando com sua irmã, o Johnnyestá no telefone sabe-se lá com quem e o Matt está em umencontro, admita meu anjo, só existe eu aqui que aindasinto algo por você de verdade, eles, digamos que tenhasido uma espécie de paixão de momento.- o que você entende disso?- muito mais que você, tenho 28 anos e você 19. Sorriu.- idade não é documento de experiência.- quer apostar?- apostar o que?- me mostra sua experiência nessa cama aqui e agora.- HÃ? Você é louco? Espantou-se.Ele riu.- exagerei né?- sim, muito.- vou deixar você dormir, amanha ou durante a semanatalvez te provo que estou certo.- boa noite... Deitou-se.- mais uma coisa... Er...- fala.- Durma bem, eu não estou com medo aqueles queamamos estão aqui comigo guarde um lugar para mimporque quando eu acabar, eu estarei indo vivereternamente (8). Sorriu.
  56. 56. O que acabara de ser aquilo que frase era aquela de ondevinha?Na manha seguinte...- SYNYSTER VOCÊ LEU MEU DIARIO? A jovem acordoubufando de raiva...Os quatro estavam na beira da piscina jogando baralho,vale lembrar que Matt ainda não voltou.- melhor eu ir lá dentro antes que ela venha aqui fora mebuscar. Syn saiu.- aposto uma Heineken que isso vai dar sexo. Amy riu.- apostado. Johnny aprovou.No quarto...- COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COMIGO? EU NEMTE DEI AUTORIZAÇÃO PARA LER CARALHO! A jovemgritava...- EEEE CARAMBA, NÃO PRECISA GRITAR. Synysterberrou.Ouve-se a campainha...- Kelvin? Ela olhou surpresa e atrás dela estava Synyster...Ele sorria.- a Amy está tenho uma novidade pro meu amor... Kelvindiz.- meu amor? Ah tá vou chama-la.Synyster ficou alguns instantes olhando o cara no portão edepois de notar a caixa de joia em sua mão saiu correndotinha de contar a Nia.
  57. 57. - EI EIEIEIEIEI. Chamou.- que foi?- ele vai pedi-la em casamento.- O QUE? Gritou.- é, ele está com uma aliança nas mãos.- JENNIFER AMYLYN VEM AQUI AGORA. Gritou a irmã...Lá fora...- melhor eu ir o trem tá feio. Já volto amor. Deu um selinhoem Zacky.- vai lá princesa.Dentro do quarto de Nia...- o que foi? Amy perguntou.- sabe quem tá lá fora?- não quem? Amy pergunta.- o Kelvin, ele veio com aliança e tudo pra te pedir emcasamento.- a? Mais... A? Serio? Fudeu. Reclamou.- fudeu mesmo tua desgraçada! Se tu acha mesmo que vaimagoar o Zacky, esta muito enganada.As duas conversavam em português e Synyster nãoentendia uma vírgula...- eu não quero magoa-lo eu o amo. Não vou fazer isso.- então vai lá fora e resolva seu assunto com aquelenoivinho de meia tigela... Reclamou
  58. 58. A irmã saiu... Ouve-se certo silencio, a mais velha estavasentada na cama tranquilamente recuperando o folegoquando ouve um grito de sua irmã e sai correndo...- ORA SEU... Recebeu um tapa pela irmã...- SAI DA MINHA FRENTE NIA! É NA SUA IRMÃ QUE EUQUERO BATER. Kelvin escancarou.Levou o pé para chutar a irmã caída mais a outra recebeu ochute...- ah! Desgraçado, levantou com dor.- filho da puta! Quem te deu o direito de bater nela vemaqui seu desgraçado. Synyster queria voar no pescoço deKelvin, e particularmente não iria sobrar nada afinal Kelvinera só um garoto de 18 anos e Synyster era um homemcom porte físico e 28 anos a seu favor.- não Syn, não faz nada... Nia pediu.- mas...- Vai embora Kelvin e não volte! Nia exclamou...Zacky e Johnny já olhavam a cena...- mana eu... Perdoe-me... Amy começou a chorar sentadaao chão.- não se preocupe vai ficar tudo bem. Abraçou-a...- você está bem?- estou Amy, conte a Zacky o que aconteceu ele deve terficado preocupado.Levantou e foi para o seu quarto Synyster a acompanhou.- por que não me deixou te defender?
  59. 59. - ora Synyster, não é a primeira vez que minha irmã arrumaconfusão... Estou acostumada. Arrancou a blusa e ele ficousurpreso...- mas...- desgraça... Regaçou minhas costelas... Olhou o enormeroxo no tórax.- olha como ele deixou você...- eu sei, dói agora, mais depois sara, e o que eu vou fazercom ele não terá cura.- você é bem malvadinha quando quer não é. Sorriu.- posso perguntar uma coisa?- pode sim, menina pelada. Riu.- o que você entendeu no meu diário por primeira vez?- bom não muita coisa afinal seu inglês escrito é péssimo.Riu.- menos mal... Falou baixo.- e então...- então o que?- esse seria o momento que eu te perguntaria se você vempara a cama comigo, mas vou ficar quieto.- você não presta mesmo. Riu vestindo uma blusa.- mas o que você achou da ideia?- não gostei.- por que não?
  60. 60. - por que não.- por que não, não é resposta. Retrucou.- caralho não enche.- anda por que não? Syn insistiu.- CARAMBA! EU SOU VIRGEM! Satisfeito? Quer maisalguma coisa? A some do meu quarto. Atirou umtravesseiro contra ele e o fez sair mesmo com aquela carade surpresa.Já fora do quarto...- que cara é essa? Zacky perguntou.Ele nada respondeu, ainda tentava engolir, processaraquela nova informação...“- Virgem?” nossa. Pensou sorrindo...Até que ele tinha gostado dessa informação, por um lado,era uma garota pura e ele era um safado que felizmenteestava apaixonado por ela...Voltou ao quarto, ela estava deitada chorando...- ei, não fica assim.- você voltou aqui pra que? Me chamar de ninfetinhavirgem?- que isso, não precisa baixar o nível.- some daqui.- eu vim dizer que não ligo pra isso...- que bom agora me deixa em paz.Olhou-a
  61. 61. - garota, larga de ser difícil, eu gosto tanto de você por quenão me da uma chance?- por que você não disse o que eu queria ouvir, agorasome... Empurrou-o para a porta e a trancou...Encostou-se na porta e esquizitou a atitude dessemomento, abriu a porta e gritou:- SYNYSTER?!Ele olhou...Aproximou-se, ela o olhou nos olhos calou seus lábios como dedo indicador e o beijou perfeitamente aquele beijocinematográfico espiado pela irmã e seu mais novonamorado, enquanto o gnomo estava ao telefone...- desculpa... Eu precisava saber como era. Sorriu semgraça.- espero que tenha valido a pena esperar todo esse tempo.- te conto outra hora. Sorriu voltando ao quarto e ele fezcara de bobo indo para a cozinha seus dois amigosdisfarçaram fingindo que não tinham espiado.Aquele sim era um momento perfeito para ser lembrado oresto da vida.E Matt? Notaram que ele ainda não voltou do seuencontro? Todo mundo deve estar se perguntando ondenosso senhor músculos se meteu, pois bem vamos mandarum flashback da noite anterior no encontro do Matt...Flashback Matt Shadows... on.
  62. 62. Estava sentado em um restaurante esperando a garota quetinha me convidado para sair, estava nervoso, mas nãofaço a menor ideia de por que...- desculpe a demora. Sentou-se...Aquela morena de longos cabelos olhos escuros e umaboca perfeita, me olhou com um sorriso.- ola Helena. Sorri.- desculpa, acho que pareci estanha te convidando parasair né?- Imagina, adorei o convite.Flashback Matt Shadows off.Capitulo 8 aquele que faz a besta desi mesmo livra-se da dor de ser umhomem.Ficaram curiosos não é? Pois é não posso contar mais queisso afinal ele ira contar tudinho quando voltar...- Amy, quando vocês ficarem com fome pede uma pizza,toma paga com isso. A irmã entregou dinheiro à outra...- tenho uma coisa pra perguntar...- fala.- como vai ficar o negocio dos meninos? Ontem dormiramsomente dois no quarto de hospedes, o Zacky dormiucomigo e o Matt passou a noite fora.
  63. 63. - leva o Zacky para o teu quarto e o Syn você manda promeu, eu jogo ele no sofá... Riu.- a tá sei bem que sofá é esse... E o travesseiro fica no seubusto né! Amy olhou a irmã.- não! Ele fica no sofá do meu quarto não me irrite qualquercoisa estarei no meu quarto dormindo...- mas são só quatro da tarde!?- eu sei, mas estou com dor.- a tá desculpa.Dirigiu-se ao seu quarto a dor entre as costelas lhematava...- Synyster? Amy chamou...- que?- a Nia foi pro quarto por que você não vai atrás dela?- por que sua irmã é tão teimosa que me tocaria de lá emcinco segundos.- você que não sabe chegar nela... Quando a gentedescobre fica fácil...Synyster se aproximou sentando-se mais próximo...- o que você quer dizer com isso?- o seu tonto, to querendo dizer que se tu chegar comjeitinho você tem o que você quer. Amy irritou-se.- ah... como faço isso?
  64. 64. - por exemplo, comece com carinhos, afinal ela é virgemnão faz a menor ideia de como se faz isso e nem seinteressou, a saber, e olha que não foi por falta de opção.- Amy, da pra pular detalhes que não me interessam?- desculpa, ah outra coisa ela adora que falem ao ouvidodela... Já vi o que acontece, é sensual se não é engraçadoacho mais que depende do sexo da pessoa que tá vendo.Syn ri...- que mais Amy?- provavelmente ela irá lhe fazer perguntas meio idiotas...Responda todas as perguntas com calma, não a deixeirritada é serio você não vai gostar de ver essa cena... e aultima coisa, jamais, serio jamais mesmo impeça ela defazer qualquer coisa seja lá o que for, ela fica muito malhumorada e sai matando cachorro a grito...- valeu senhorita sabe tudo.Synyster saiu sorrateiro até o quarto de certo ponto atécerto ponto preocupado se Amy sabia realmente do que airmã gostava...Aproximou-se suave ela estava deitada... Um pontopositivo para ele.- meu amor? Está acordada? Chamou...- estou... Ela não reclamou de ele ter a chamado de meuamor, segundo ponto positivo para ele...Tocou-a e se surpreendeu com o grito...- AI SYNYSTER NÃO PONHA A MÃO AI QUE DÓI!Na cozinha...
  65. 65. - mais já? Mal entrou no quarto! Zacky falou- minhas dicas foram infalíveis.De volta ao quarto...- desculpa, desculpa, desculpa. Pediu.Ela chorava...- caramba como isso dói...Synyster agora se sentia culpado pela dor...Voltou a cozinha...- Amy? Na sua casa tem um anti-inflamatório? Perguntou.- que eu saiba não, se quiser vamos à farmácia buscar...Saíram Amy e Synyster até a farmácia...Chegando lá...- ei Daniel! Vê pra mim um anti-inflamatório! Amy pediu emportuguês.- claro Amy, é pra já, mas e ai já se machucou outra vez?- não é pra mim não é pra maninha...- o que aconteceu com ela?- apanhou por culpa minha outra vez...- eita Amy, podia ser mais compreensiva.- eu sei.- e ela ainda está a procura de seu príncipe encantado?Olha que eu ainda estou solteiro! Riu.Amy olhou Synyster para responder...
  66. 66. - sabe que eu acho que não. Ela riu.Ele não entendia uma vírgula, coitado do Syn.- como assim acha que não?- o moreno de cabelos espetados ganhou o coraçãozinhoda minha irmã. Apontou Syn.- como assim? Esse cara não é velho demais para ela?- idade não é documento e amor também não escolheidade.- ninguém merece... O que ela viu nesse cisne?Amy riu muito e Synyster não sabia por que.- eu acho que essa não sei responder...- mais tarde dou uma passadinha lá para ver como elaestá.- ok. Eu aviso que você vai lá até...- até.- Hey Syn vamos filho. Chamou já em inglês...Synyster deu uma leve encarada em Daniel, sentiu certoinimigo nele, será que os dois agora se tornariam rivais?Disputando a mesma mulher?Chegando em casa... Matt estava lá...- até que enfim em Matt! Achei que ia morar na rua e virarmendigo. Syn entrou implicando com o amigo...- toma seu anti-inflamatório sua vareta que enfiou o dedona tomada, vai cuida da tua mulher. Amy deu o remédiopara Syn e sentou-se no sofá com Zacky.
  67. 67. Já dentro do quarto novamente...- meu amor... Eu voltei.- legal! Veio terminar de me matar?Aproximou-se dela e a obrigou a tirar a blusa para que elepudesse aplicar o remédio...Ela estava deitada em suas pernas enquanto elemassageava as costas da jovem para que pudesse aliviar ador...Beijou o ombro dela e em silencio continuoumassageando... Aos poucos ela parava de aperta-lodeixando aquela forma de mostrar que ela sentia dor e queagora estava se sentindo melhor... Aquilo que doía antescomeçava agora a não doer tanto...- e ai se sente melhor?Ela se aconchegou melhor no colo dele sem responder.Depois de alguns minutos ela desceu a cabeça aotravesseiro e ficou de costas para ele dormindo realmente...Ou talvez não...- às vezes queria achar a coragem de dizer o que sinto, étão mais fácil bancar o garanhão de novela do que dizer umeu te amo... Eu acredito que se eu olhasse nos seus olhosnão teria essa coragem, é bem mais fácil querer levar vocêpara a cama do que trocar carinhos eu admito... Mas meussentimentos por você são puros e verdadeiros e eu estou teamando minha pequena. Sussurrou achando que ela nãotinha ouvido.- eu sei... ouviu-a responder...O coração dele disparou a mil por hora.
  68. 68. - você ouviu?- claro- merda...Ela riu...- relaxa, eu achei fofo.Ele ficou vermelho...- e então... Eu posso fazer as honras de te fazer umamulher feliz?- olha... Posso pensar no caso. Ela sorriu.Aproximou-se da garota deitada na cama olhando o teto ea olhou...- o que você vai fazer? Ela perguntou.Ele sorriu irônico...Lábios se tocaram finalmente tocou suavemente os cabelosdele acariciando seu rosto o olhando enquanto trocavamdezenas de beijos românticos esperados pelos dois... epara ajudar a jovem estava sem blusa... digamos que osfinalmente iam se aproximando com calma...- NIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O QUE SIGNIFICA ISSO AQUI? EraDaniel que gritou incontrolavelmente.Sentiu Synyster distanciar seus lábios dos dela desta vezninguém iria machuca-la...- o que foi Daniel?- vim ver como você estava, e parece que já melhorou nãoé?
  69. 69. - eu já e daí?- oras, caralho pensei que tu estava esperando uma porrade um príncipe encantado, não um Mané de cabeloarrepiado...- e daí? A escolha é minha não é?- a quer saber tchau.- espera eu não terminei... Levantou soltando um baita deum berro de dor...Synyster a segurou na hora...- ei, você está bem?- to, eu acho. Ela chorava.- a gente precisa sair pra você arejar a cabeça... Tua mãedeixou o carro vamos dar uma volta?- as ultimas três vezes que coloquei a mão em umvolante... bati em algum lugar.- eu dirijo você só precisa me orientar, anda vamos...- e a Amy? Ela vai querer saber onde estou indo...- a gente pode sair pela porta da cozinha e ir para agaragem ela nem vai ouvir o barulho do carro saindo porque a sala não é perto da garagem.- nesse caso... Acho que sei onde podemos ir.Os dois saíram de fininho até a garagem da casa...
  70. 70. Desceu a pequena rampa envolvida em grama, no pontomorto para que realmente não fizessem barulho e pelo ladoesquerdo da rua partiram por enquanto sem endereçoalgum...- vira ali, não se esquece de fazer o retorno...- onde estamos indo senhorita?- vamos visitar uma amiga...Logo se distanciaram bastante da casa da jovem...E chegaram a um lugar lindo... Também distanciado dacidade...- encosta aqui... Ela pediu...- onde estamos?- você já vai ver... AGATA! AMIGA! Correu ao encontro.- minha Maria metida é bom ver você. Ágata sorriu.- também é bom ver você amiga.
  71. 71. - mas a que devo a visita?- queria pedir um favor...- pode pedir sou toda ouvidos...- posso ficar aqui esta noite nas fontes de águas termais?- não sei...- por favor... é só hoje.- tudo bem... mas não vai me apresentar seu amigo?- ah! Esse é o Synyster Gates do Avenged Sevenfold, elenão fala português vou logo avisando. Riu.Ágata começoua falar com Syn em inglês.- é um prazer conhecê-lo.- o prazer é todo meu.- bom amiga, já que você vai ficar, vou falar com osseguranças para eles não fecharem até você sair... jáconhece o caminho, divirta-se. Sorriu saindo.- até ágata!Synyster acenou.- vem vamos...Caminharam os dois até as fontes de águas termais...- lugar legal.- eu sei! Vínhamos muito aqui quando éramos mais novas.Synyster levou o maior susto de sua vida quando a viuarrancando todas as peças de roupa do corpo, deixandosomente as de baixo, uma lingerie meio verde meio azul...
  72. 72. - er... nossa.- você vai ficar ai Synyster?Ela entrou na água rindo...- caramba! Tá quente... ela riu.A jovem sentou-se em um canto da fonte com as costasembaixo da cachoeira...- vem logo seu feio. Riu.- feio? Aonde minha filha?- entra logo aqui...Ela talvez não esperasse vê-lo assim tão cedo... eraestranho para ela...Começou tirando a camisa e ela o olhava atentamente,depois quando desabotoou a calça torcia para que tivessealgo embaixo... Arrancou os tênis e desceu a calça comosempre rasgada no joelho... E lá ela viu a cueca preta...Sentiu um arrepio sinistro... Deixou suas roupas junto àsdela e entrou na água mergulhando... De começo elaesperou saber onde ele iria emergir... Só não esperava queolhares se encontrassem assim tão fácil.- Synyster eu...Eu o que guria? Agora já era vocês estão apaixonados epronto...Um beijo foi tirado dali ao encostarem-se, lábios setocavam caricias eram trocadas, ela escorada na parede dafonte e ele em sua frente a fazendo carinhos e a beijandocomo nunca tinha feito...- eu amo você.
  73. 73. Ele disse! Finalmente...Ela olhou seus olhos castanhos mel, e perfeitamentecoincidiram com aquele olhar de cachorrinho sem dono. Jásentiu a impressão de um beijo com amor verdadeiro? Sejá você sabe o que nossa jovem esta sentindo nessemomento...Enquanto isso em casa...- Nia eu comprei a pizza vem janta... Nia? Cadê você? Amyolhou o quarto...- o que foi Amy?- ué Zacky, cadê os dois?- não sei amor...Amy foi ao telefone...- alo? Maninha cadê você?- eu? Vish...- vish porra nenhuma aonde você esta?- eu sai com o Syn.- e aonde vocês foram?- estamos... bem estamos...- ONDE VOCÊ ESTÁ CARAMBA!- eu estou no motel...- QUE?- você ouviu, volto só amanha não me incomode tchau.- espera... Não... Droga desligou.
  74. 74. - e ai meu bem?- ela tá com o Synyster... No motel.- caramba! Zacky riu.- um a zero em... ele conseguiu o que nenhum de nós fez.Matt conclui.- é mais agora cada um tem a sua então o deixe ser feliz lá.Zacky disse.Voltando as fontes...- eu acho que não iria aguentar ser só seu amigo... Synfalou deitado com a cabeça no ombro dela.- eu sei que não.- sei que sou assim meio durão mas no fundo só sintomedo.- todos sentimos.Olhou-a nos olhos.- você me ama?- sempre amei.- então você deixaria?- sim...- não está com medo?- um pouco.- prometo que não vou machucar você.- sei que não vai me machucar.
  75. 75. - eu quero você, pra eu chamar de meu amor, para mandarflores e fazer declarações absurdas no palco... E a plateiavibrar com isso.Ela riu...- espero que realmente aconteça...- eu também...Acariciou os cabelos dele já molhados e depoissubmergiu...- ei? Nia?A viu emergir na entrada, viu tirando aquela lingerie mesmode costas para ele a deixando no chão... Ela olhou paratrás nua e começou a caminhar... Provavelmente ela queriaque ele a seguisse... Ele se enrolou em uma toalha ecomeçou a acompanha-la até ela sumir em um doscorredores...- caralho... Aonde ela se meteu... coçou a cabeça com umamão segurando a toalha com a outra...Sentiu um braço puxando-o pra dentro de algum lugar elogo viu a porta se fechar...- onde estamos menina?- menina?Synyster olhou a garota nua sentada em uma cama...- er... Desculpa...Ela o chamou com o dedo indicador e dos dois foramdeitando na cama entre caricias e beijos... Aquela virgemera safadinha em.
  76. 76. - espera... a gente pode mesmo fazer isso aqui?- se eu estou deitada com você aqui sem roupa e você decueca você vem me perguntar justo isso?- está pronta para mim?- acho que sempre estive...- decidida em.Beijou-a novamente e arrancou a ultima peça que faltavaem seu corpo...- espera!- não vale desistir agora mocinha...- eu sei, não é isso...- o que é então?Ela o olhou nos olhos...- sabe que eu esqueci? Beijou-o...Atenção aos leitores... Momento que a autora fica meioparanoica...Deslizou as mãos enormes sobre o corpo da jovembaterista como se aquele fosse o ultimo dia do ano, talvezfosse talvez não fosse a beijou intensamente e aquilo simera eterno, ela passou aquelas pequenas mãos maciassobre as costas dele acariciando depois tocou os cabelos eo rosto de forma sutil, mas ao mesmo tempo suave como oamanhecer de mais um dia... Ele tentou de formasestranhas deixa-la mais calma, dançando em sua frente eela ria muito... Só que o negocio teria uma hora de ficarsério, encostou a mão dele em seu membro sexualmasculino... O ar já havia ficado denso... Sinceramente ela
  77. 77. não saberia responder a irmã na manha seguinte se eradivertido ficar com as pernas abertas e alguém em suafrente com um membro apontado pra você... Mais foda-se.Acariciou-a em lugares impróprios isso mesmo, seios,bumbum e quadris... Aquela era a primeira vez dela e elatinha tomado a iniciativa não valia desistir... Sentiu abrir emseu corpo um espaço, no inicio digamos em detalhesquando ele colocou a “cabeça” ela sentiu umas pequenaspontadas de dor... Leves e para fazê-lo rir fez caretasingênuas... Mas aquilo não iria ficar só ali, digamos que otrenzinho tem muitos trilhos a percorrer... Continuouempurrando para frente e ela ia aprendendo aos poucos oque era aquilo que sensações vinham, aquelas que suairmã a tentou explicar uma vez, mas ela não entendeu umavírgula agora ela sabia o que era... Seus gritos começarama ecoar o quarto e ele não parou, pensou três ou maisvezes nisso mais ela não quis que ele parasse... Ela estavagostando... Quando ele terminou de entrar percebeu queagora ela talvez estivesse completa, sentiu seu ele dentrode você digamos que agora ela estava sabendo o valor dese tornar mulher e ele a tinha feito uma... Começaram atrocar beijos e risos entre as idas e voltas e claro gemidosimpacientes caricias e alguns apalpamentos... se é quevocês me entendem, ela não é tão santa quanto parece...- ai não é lugar de você por a mão moça. Riu.- agora é meu... Ela riu junto...Deslizou as mãos sobre as costas dele chegando aobumbum, eita porra! Menina safada, lá ela deu umasapertadinhas de leve sussurrando a palavra sexy, ele ia evoltava e ela gemia insanamente não sabiam mais háquanto tempo estavam ali, mas alguns minutos depois ele
  78. 78. se deitou e ela subiu em cima dele... Ficava subindo edescendo em seu... Vocês sabem e gemia enquanto elesegurava a cintura dela suspirando cansado... E tentandopermanecer daquela forma em mais alguns minutos... ointerior dela pedia socorro, não queria mais aquilo queriadescansar... Queria dormir... Mas o exterior era teimoso,então ela continuava ali em cima dele enquanto eleacariciava seus seios e bumbum aos quais apertava de vezem quando com força. Mudaram novamente as posiçõesela desceu e ele subiu e finalmente ele suspirou altodeixando aquele liquido quente escorrer sobre o interior damoça ofegante...se desconectaram um do outro e ele aenvolveu em um abraço a qual ela adormeceu.Capitulo 9 despedidas e sucessos...Quando finalmente acordaram... Dor era pouco paradescrever o que ela estaria sentindo nesse momento,palavras eram meras letras ao vento...- onde estamos? Syn perguntou- em algum lugar daqui.- sério?- sim, melhornão saber onde estamos... riu- você é louca menina.- de novo você me chamando de menina?- o que quer que eu diga?- até antes eu perdoava, mas agora não sou mais umamenina sou uma mulher.
  79. 79. - realmente, quero ver como você irá contar isso para suairmã.- e quem disse que irei contar?-melhor assim mesmo...- elavai querer saber tudo em detalhes tipo filme pornô enão sou narradora.- a gente chega e finge que foi jantar fora.- que horas são?- não sei.- você não estava com um relógio?- sim meu amor, mas eu tirei por que estava incomodandoe você sabe por que!- sei...baixou a cabeça até debaixo da cama procurando orelógio...- são 9 e 40... e uma gostosa esta aqui do meu lado...- vamos fazer de novo?- O QUE? VOCÊ É DOIDA?- que? eu gostei.- minha nossa, desse jeito eu não aguento.- aguenta sim, confio no teu potencial...- nem me achei agora né?- vem temos de voltar.
  80. 80. levantou a garota nua e ele deitou sobre seus dois braçosabaixo da cabeça olhando-a se vestir, ela era encantadorapequena e frágil...- você é tão linda... perfeita.- sou nada rapaz.- é sim olha esse corpo... esse rostinho de mocinha... e umtalento incomparável.a garota de lingerie se aproximou do rapaz pelado deitadona cama com os braços embaixo da cabeça e trocarambeijos com mordidas enquanto ele acariciava a cintura dagarota inclinada entre beijos com ele.- você tem que se vestir, vamos bebê.- bebe? que negocio é esse?ela riu...- vamos Synyster....os dois se vestiram e com 15 minutos estavam em casa...- achei que estava falando sério quando disse que estavaem um motel. Amy disse quando a irmã apareceu na sala...- na verdade fomos jantar.- e nós ficamos aqui. Johnny reclamou...- alias eu sei de tudo tá Johnny e Matt, vocês dois acharammesmo que podiam esconder isso de mim? Nia perguntou.- caralho velho fui pego no flagra. Matt riu.- mas játá serio?
  81. 81. - sim pequena, já consideramos namoro e acho queestamos nos amando.- que bom Matt.- olha eu aqui. Amy riu.- sabe que sempre aprovei seu namoro com esse coisinhalinda do Zacky.- ow... ow... e eu aqui? Syn reclamou.- calma ai que não cheguei em você.- e eu? Johnny perguntou.- sua namorada pira em você que eu sei.- realmente a Jess pira. riu.- tá perai... Helena, Jéssica, Amy... faltou o Syn arrumaruma mulher... Zacky raciocina.Niatossiu quase morreu...- er... eu falo ou você fala? Syn perguntou.- melhor mostrar não é? aproximou-se de Syn...olhares com sorrisos próximos e alegres se encontraramem outro beijos deixando os outros boquiabertos...- é o que eu estou pensando? Amy olhou.- pode ser o que você esta pensando... Syn abraçou suagarota.- que lindo que lindo. Amy pirou.- Parabéns pequena. Matt diz.
  82. 82. - eu é quem parabenizo vocês. Pelos namoros pelasmusicas pela beleza carisma pela banda... VIVA OAVENGED SEVENFOLD!!!!!!!!!berrou.- opa! Zacky riu.- gente acho que vou dormir... você vem amor?- eu? Syn perguntou- deve ser.Zacky riu.- vamos amor... ela puxou Syn...- tchau galera. Syn balançou os braços sendo levado...Nasala...- o que você acha que sua irmã vai fazer? Matt perguntou...- ela já fez... só não contou.No quarto...Tomou um banho enquanto ele procurava uma roupa namala...- terminei meu banho... O chuveiro esta uma delicia...Syn foi para o banheiro e ela deitou na cama ligando onotebook olhou as noticias sobre sua banda, que falcatruashaviam inventado e... riu bastante tinha tantas mentirasabsurdas...Deitou para dormir e quase cochilando sentiu seunamorado abraçando-a cabeças unidas ela sentia arespiração dele em seu ouvido e dormiu tranquilamente...Uma semana depois...
  83. 83. Nunca pensei que iria chegar ao final assim, umadespedida e sucesso chegaria...- eu não pensei que ia perder duas filhas de uma vez... Amãe chorava.- mãe não chora...- Synyster cuida da minha filha mais velha e Zacky daminha mais nova conto com vocês em. Falou em inglês.- pode deixar suas filhas estão em boas mãos. Matt sorriu...O ultimo de muitos adeus... Isso mesmo ultimo de muitosera dado agora a mãe acenava enquanto as filhasentravam naquele ônibus... e Jess e Helena tambémdecidiram vir... a jovem tinha um sonho e ela realizou essesonho quando conheceu a sua verdadeira magia, teutalento a levaria longe... Foram dezenas de shows pelomundo, voltaram ao Brasil naquele mesmo ano umas duasou três vezes... e sucesso chegaria até ela independentede suas tentativas afinal estava predestinado pelo destino...e é assim que tudo termina... Ou tudo começa..."aquele que não segue seus sonhos jamais terá chancede realiza-los..."
  84. 84. Fim...;D

×