SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo
Universidade Federal da Paraíba
Campus IV – Litoral Norte
Licenciatura em Ciência da computação
Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo
Jonnathan Finizola
Robson Soares de Lima
Disciplina: Avaliação da aprendizagem
Professor: Joseval Miranda
Abordagem da apresentação
• Pedagogia tradicional.
• Pedagogia renovada ou escanovista.
• Pedagogia tecnicista.
• Pedagogia libertadora.
• Pedagogia libertária.
• Pedagogia dos conteúdos
socioculturais.
4. Autoridade x autoritarismo
2. Pedagogias hegemônicas
3. Domesticação x humanização
1. Introdução
5. A atual prática da avaliação educacional escolar
6. Conclusão
Introdução
4
• A avaliação da aprendizagem e a avaliação educacional são meios e
não fins entre si .
• Elas não são aplicadas gratuitamente, estão a serviço de uma
pedagogia(concepção teórica da educação).
• Atualmente, elas são aplicadas de maneira ingênua e inconsciente
sendo apenas considerada uma atividade neutra, sem está a serviço de
um modelo teórico de sociedade e educação.
• A prática escolar predominante hoje se realiza dentro de um modelo
teórico de compreensão que pressupõe a educação como um
mecanismo de conservação e reprodução da sociedade.
• O autoritarismo entra como fator necessário para a garantia desse
modelo social e consequentemente, a prática da avaliação se manifesta
de forma autoritária.
Pedagogias hegemônicas
• As pedagogias hegemônicas se difundiram historicamente nos períodos subsequentes à
Revolução Francesa e ainda estão a serviço desse modelo social .
• A avaliação educacional em geral e a da aprendizagem em específico, contextualizadas
dentro dessas pedagogias, estiveram e estão instrumentalizadas pelo mesmo
entendimento teórico-prático da sociedade.
• Simplificando, podemos dizer que o modelo liberal conservador da sociedade produziu
três pedagogias diferentes, mas relacionadas entre si com o mesmo objetivo: conservar
a sociedade na sua configuração e estão divididas em:
• A pedagogia tradicional: centrada no intelecto e na transmissão de conteúdo.
• Pedagogia renovada ou escolanovista: centrada nos sentimentos, na
espontaneidade da produção do conhecimento.
• Pedagogia tecnicista: centrada na prática dos meios técnicos de transmissão e
apreensão dos conteúdos e no princípio do rendimento.
Pedagogia tradicional
• A tendência tradicional predomina predomina há quatro séculos e
meio de existência da nação brasileira que sempre se caracterizou pelo
intelectualismo.
• A pedagogia tradicional preocupa-se como universalização do
conhecimento.
• Treinos intensivos, a memorização e a repetição são as formas pelas
quais o professor, considerado detentor de todo o saber, transmite o
conhecimento.
• O aluno é quem toma uma postura passiva nesse modelo de
pedagogia, pois ele é considerado uma folha em branco que
gradativamente vai ser preenchida com os conteúdos transmitidos pelo
professor.
• A aprendizagem se torna artificial, seguindo a filosofia: “memorizar e
reproduzir do mesmo jeito para ganhar nota”.
• A avaliação é centrada no produto odo trabalho.
Imagem 1. Escola não é lugar dessas coisas.
Pedagogia renovada ou escanovista
• A pedagogia renovada é também conhecida como Pedagogia
Nova, Escolanovista ou Escola Nova.
• A necessidade de democratizar a sociedade fez com que o
movimento da escola nova acontecesse paralelamente a
pedagogia tradicional nas urgente de reformas educacionais.
• Seu principal objetivo é o desenvolvimento da criatividade.
• Procura desenvolver a inteligência, priorizando o sujeito,
considerando-o inserido numa situação social
• Porém na tentativa da busca exagerada da criatividade do aluno,
muitos professores desviam-se da real proposta da Escola Nova.
• O professor atua como facilitador.
• Atenção ao método na combate ao diretivismo, à qualidade e não
a quantidade, ao processo e não ao produto.
Imagem 2. Valorização do saber do aluno.
Pedagogia tecnicista
• Surge nos Estados Unidos na segunda metade do século XX e chega ao Brasil
entre as décadas de 60 e 70, inspiradas nas teorias behavioristas da aprendizagem.
• Tinha o objetivo de moldar a sociedade à demanda industrial e tecnológica da
época.
• Encontrava-se de acordo com o modelo capitalista, fazendo-o parte de sua
engrenagem proporcionando, dentro desse sistema, formar “indivíduos
competentes para o mercado de trabalho.
• O professor não era valorizado assim como o aluno não era, mas, sim, a
tecnologia, a indústria e o capital.
• O professor torna-se o especialista, responsável por “passar” ao aluno verdades
científicas e incontestáveis.
• Essa proposta foi utilizada durante o regime militar do país, onde era necessário
qualificar tecnicamente pessoas para as indústrias.
Imagem 3. Aprendizado técnico.
Pedagogia tecnicista
• Nesse modelo temos o formato behaviorista de ensino onde eram utilizados
estímulos, reforços negativos e positivos para se obter a resposta desejada.
• O comportamento do sujeito era moldado e também era controlada sua conduta
individual.
• Era ensinado apenas o necessário para que os indivíduos pudessem atuar de
maneira prática em suas atividades.
• Os conteúdos estavam embasados na objetividade do conhecimento e os métodos
eram programados passo-a-passo com uso de livros didáticos.
• O diálogo entre professor e aluno era apenas técnico, com o intuito de transmitir o
conhecimento de maneira eficaz.
• A avaliação estava pautada na verificação formal, analisando a realização dos
objetivos propostos.
• Esse tipo de pedagogia ainda é utilizado nos dias de hoje.
Imagem 3. Aprendizado técnico.
Pedagogia libertadora
Imagem 4. Paulo Freire e a organização política
dos alunos.
Possui como foco nos estudos de Paulo Freire pela
emancipação das classes populares através da conscientização
cultural e política fora dos muros da escola; por isso mesmo,
destinada fundamentalmente à educação de adultos.
Pedagogia libertadora
Imagem 4. Paulo Freire e a organização política
dos alunos.
• Nesse modelo, o homem cria a cultura na medida em que,
integrando–se na condições de seu contexto de vida, reflete
sobre ela e dá respostas aos desafios que são encontrados.
• Também conhecida como Pedagogia do Oprimido: fazer da
opressão e suas causas o objetivo de sua reflexão.
• Abordagem interacionista.
12
Pedagogia libertadora
Imagem 4. Paulo Freire e a organização política
dos alunos.
• Alunos e professor dialogam em condições de igualdade,
desafiados por situações-problemas que devem compreender
e solucionar; libertação de opressões, identidade cultural de
aluno; estética do cotidiano; educação artística abrange
aspectos contextualistas.
• Auto avaliação ou avaliação mútua.
• O conhecimento é construído através da interação entre
professores e alunos.
13
Pedagogia libertária
Imagem 5. Educando e sua auto gestão.
A pedagogia libertária espera que a escola exerça uma
transformação na personalidade dos alunos, num sentido
libertário e autogestionário em que ela o institui, com
base na participação dos grupos, mecanismos
institucionais de mudança, através de assembleias,
conselhos, eleições, reuniões e associações.
14
Pedagogia dos conteúdos socioculturais
Imagem 4. Professor Dermeval Saviani.
Representada pelo grupo do professor Dermeval
Saviani, centrada na ideia de igualdade, de oportunidade para
todos no processo de educação e compreensão de que a prática
educacional se faz pela transmissão e assimilação dos conteúdos
de conhecimentos sistematizados pela humanidade e na aquisição
de habilidades de assimilação e transformação desses conteúdos.
Domesticação X Humanização
• Pedagogia libertadora
• Pedagogia libertária
• Pedagogia sociocultural
• Pedagogia tradicional
• Pedagogia renovada
ou escolanovista
• Pedagogia tecnicista
• De um lado, as pedagogias que pretendem a conservação da sociedade e, por isso, propõem um
adaptação e o enquadramento dos educandos no modelo social e, de outro, as pedagogias que
pretendem oferecer ao educando meios pelos quais possa ser sujeito desse processo e não
objeto de ajustamento.
• Esses dois grupos de pedagogias, circunstâncializados pelos dois modelos sociais, exigem
duas práticas diferentes de avaliação:
• A prática da avaliação dentro do modelo liberal conservador terá de ser obrigatoriamente
autoritária.
• A prática da avaliação nas pedagogias preocupadas com a transformação social deverá
está atenta a modos de superação dos autoritarismo e ao estabelecimento da autonomia do
educando.
Autoridade X Autoritarismo
Video 1. Ivanilde Moreira é Pós-graduada em Docência Universitária. Mestre em Linguística Aplicada (Unicamp).
A atual prática da avaliação educacional escolar
• A avaliação, de maneira geral, pode ser caracterizada como forma de ajuizamento da qualidade do
objeto avaliado.
• (Luckesi, 1978) “define a avaliação como um julgamento de valor sobre manifestações relevantes
da realidade, tendo em vista uma tomada de decisão”.
• Em primeiro lugar ela é juízo de valor o que significa uma afirmação qualitativa sobre o dado objeto
a partir de critérios pré-estabelecidos;
• Em segundo lugar, esse julgamento se faz com base nos caracteres relevantes da realidade (do
objeto da avaliação);
• Em terceiro lugar, a avaliação conduz a uma tomada de decisão (quando se trata de um processo,
como é o caso da aprendizagem).
• A avaliação com função classificatória constitui e um instrumento instrumento estático e frenador
no processo de crescimento.
• A avaliação com função diagnóstica será o momento dialético de senso, onde pode ser encontrado
meios para direcionar o indivíduo ao crescimento.
Conclusão
18
• Um educador que se preocupe com que a sua prática educacional
esteja voltada para a transformação não poderá agir inconsciente e
irrefletidamente.
• Cada passo de sua ação deverá está marcado por uma decisão clara e
explícita do que está fazendo e para onde possivelmente está
caminhando os resultados de sua ação.
• A avaliação nesse contexto não poderá ser uma ação mecânica, ao
contrário, terá de ser uma atividade racionalmente definida dentro de
um encaminhamento político e decisório a favor da competência de
todos para a participação democrática da vida social.
Referências
19
• http://www.cedap.assis.unesp.br/cantolibertario/textos/0145.html. Acessado em 01 de julho de 2014.
• LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo. In: LUCKESI,
Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições.22.Ed. São Paulo: Cortez,
2011, p.61-65.
• Video 1. Ivanilde Moreira. Autoridade x autoritarismo(2012). Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=OVawHECyEtM. Acesso em: 29 de junho de 2014.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do AutoritarismoAvaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do AutoritarismoOtaciso Silva
 
Pedagogia tradicional didática oficial.
Pedagogia tradicional didática oficial.Pedagogia tradicional didática oficial.
Pedagogia tradicional didática oficial.Paula Naranjo
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicasAntonio Futuro
 
A sala de aula como espaço de comunicação
A sala de aula como espaço de comunicaçãoA sala de aula como espaço de comunicação
A sala de aula como espaço de comunicaçãoAna Paula Azevedo
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicasCÉSAR TAVARES
 
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funçõesAvaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funçõesPaulo Alves de Araujo
 
Desenvolvimento PEDAGOGICO
Desenvolvimento PEDAGOGICODesenvolvimento PEDAGOGICO
Desenvolvimento PEDAGOGICODINODIAS1963
 
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.Fábio Oliveira
 
A face oculta da escola de Mariano F. Enguita
A face oculta da escola de Mariano F. EnguitaA face oculta da escola de Mariano F. Enguita
A face oculta da escola de Mariano F. EnguitaSilvia Cota
 
Artigo behar modelos_pedag_ead
Artigo behar modelos_pedag_eadArtigo behar modelos_pedag_ead
Artigo behar modelos_pedag_eadcarolinearaujoc
 
Pedagogia Tradicional
Pedagogia TradicionalPedagogia Tradicional
Pedagogia Tradicionalhtona
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professorcarmemlima
 
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptx
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptxSaberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptx
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptxMariaEduardadosSanto98
 
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...Lorena Rebonato
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemGerdian Teixeira
 
Concepção bancária da educação
Concepção bancária da educaçãoConcepção bancária da educação
Concepção bancária da educaçãoMayra Henrique
 
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptx
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptxJORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptx
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptxtaloDourado1
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemAna Rita S de Souza
 

Mais procurados (20)

Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do AutoritarismoAvaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
 
Pedagogia tradicional didática oficial.
Pedagogia tradicional didática oficial.Pedagogia tradicional didática oficial.
Pedagogia tradicional didática oficial.
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
A sala de aula como espaço de comunicação
A sala de aula como espaço de comunicaçãoA sala de aula como espaço de comunicação
A sala de aula como espaço de comunicação
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funçõesAvaliação na prática escolar: níveis e funções
Avaliação na prática escolar: níveis e funções
 
Desenvolvimento PEDAGOGICO
Desenvolvimento PEDAGOGICODesenvolvimento PEDAGOGICO
Desenvolvimento PEDAGOGICO
 
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.
O trabalho docente. Maurice Tardif e Claude Lessard.
 
A face oculta da escola de Mariano F. Enguita
A face oculta da escola de Mariano F. EnguitaA face oculta da escola de Mariano F. Enguita
A face oculta da escola de Mariano F. Enguita
 
Artigo behar modelos_pedag_ead
Artigo behar modelos_pedag_eadArtigo behar modelos_pedag_ead
Artigo behar modelos_pedag_ead
 
Pedagogia Tradicional
Pedagogia TradicionalPedagogia Tradicional
Pedagogia Tradicional
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptx
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptxSaberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptx
Saberes docentes e formação profissional - Maurice Tardif.pptx
 
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...
As principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira e seus pre...
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Pedagogia Renovada
Pedagogia RenovadaPedagogia Renovada
Pedagogia Renovada
 
Metodologias ativas
Metodologias ativasMetodologias ativas
Metodologias ativas
 
Concepção bancária da educação
Concepção bancária da educaçãoConcepção bancária da educação
Concepção bancária da educação
 
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptx
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptxJORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptx
JORNADA PEDAGÓGICA 2023.pptx
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
 

Destaque

Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismo
Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismoAvaliação educacional escolar para alem do autoritarismo
Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismocarleysimone
 
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismoAvaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismoJefjac
 
Slides seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo
Slides   seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismoSlides   seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo
Slides seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismoGilson Trajano
 
Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAlessandroRubens
 
Slide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliaçãoSlide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliaçãoGisele Lopes
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2SimoneHelenDrumond
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOEdlauva Santos
 
Trabalho Sobre Totalitarismo
Trabalho Sobre TotalitarismoTrabalho Sobre Totalitarismo
Trabalho Sobre TotalitarismoEvandro Lemos
 
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantes
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantesNove jeitos comuns de avaliar os estudantes
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantesCosmo Matias Gomes
 
Atual prática da avaliação educacional escolar
Atual prática da avaliação educacional escolarAtual prática da avaliação educacional escolar
Atual prática da avaliação educacional escolarRenato Feliciano
 
Autoritarismo e democracia no Brasil
Autoritarismo e democracia no BrasilAutoritarismo e democracia no Brasil
Autoritarismo e democracia no BrasilCristina Soares
 
Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacionalizaiasneto4
 
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amoroso
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amorosoSeminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amoroso
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amorosoSharllesGuedes
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismoaygres
 

Destaque (20)

Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismo
Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismoAvaliação educacional escolar para alem do autoritarismo
Avaliação educacional escolar para alem do autoritarismo
 
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismoAvaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: para alem do autoritarismo
 
Slides seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo
Slides   seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismoSlides   seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo
Slides seminário avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo
 
Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolar
 
Avaliação Escolar
Avaliação EscolarAvaliação Escolar
Avaliação Escolar
 
Avaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolarAvaliação da aprendizagem escolar
Avaliação da aprendizagem escolar
 
Avaliação ppt
Avaliação pptAvaliação ppt
Avaliação ppt
 
Slide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliaçãoSlide tipos de avaliação
Slide tipos de avaliação
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Trabalho Sobre Totalitarismo
Trabalho Sobre TotalitarismoTrabalho Sobre Totalitarismo
Trabalho Sobre Totalitarismo
 
Ética e Competência
Ética e CompetênciaÉtica e Competência
Ética e Competência
 
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantes
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantesNove jeitos comuns de avaliar os estudantes
Nove jeitos comuns de avaliar os estudantes
 
Atual prática da avaliação educacional escolar
Atual prática da avaliação educacional escolarAtual prática da avaliação educacional escolar
Atual prática da avaliação educacional escolar
 
Psicologia educacionall
Psicologia educacionallPsicologia educacionall
Psicologia educacionall
 
Autoritarismo e democracia no Brasil
Autoritarismo e democracia no BrasilAutoritarismo e democracia no Brasil
Autoritarismo e democracia no Brasil
 
Psicologia educacional
Psicologia educacionalPsicologia educacional
Psicologia educacional
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amoroso
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amorosoSeminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amoroso
Seminario 05 - Avaliação da aprendizagem escolar: um ato amoroso
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
 

Semelhante a Avaliação Escolar para além do autoritarismo

Slide seminário avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...
Slide seminário   avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...Slide seminário   avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...
Slide seminário avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...Jonnathann Nagato-Luto
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"Cléo Lima
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicasRute Sheila
 
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdf
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdfCONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdf
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdfprofajaciaracardoso
 
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptApresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptHelenAndrade21
 
Teoria e crítica literária
Teoria e crítica literáriaTeoria e crítica literária
Teoria e crítica literáriaEdilene Jadao
 
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...Robson S
 
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)Thiago Manfredi
 
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteAula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteKelly da Silva
 
Didática: A Instrumentalização do Professor.
Didática: A Instrumentalização do Professor.Didática: A Instrumentalização do Professor.
Didática: A Instrumentalização do Professor.nathmcunha
 
Análise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências PedagógicasAnálise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências PedagógicasMarina Espósito
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasMarcelo Assis
 
Didatica - Trabalho Sâmia, Suzane e Monike
Didatica  - Trabalho Sâmia, Suzane e MonikeDidatica  - Trabalho Sâmia, Suzane e Monike
Didatica - Trabalho Sâmia, Suzane e Monikemonikebraz
 

Semelhante a Avaliação Escolar para além do autoritarismo (20)

Slide seminário avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...
Slide seminário   avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...Slide seminário   avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...
Slide seminário avaliação da aprendizagem escolar - apontamentos sobre a...
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdf
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdfCONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdf
CONHECIMENTOS_PEDAGOGICOS_ Teorias Pedagogicas.pdf
 
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.pptApresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
Apresentação Tendências Pedagogicas 09_03_13.ppt
 
Teoria e crítica literária
Teoria e crítica literáriaTeoria e crítica literária
Teoria e crítica literária
 
Slide tendências pedagógicas
Slide   tendências pedagógicasSlide   tendências pedagógicas
Slide tendências pedagógicas
 
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...tendências pedagógicas, (Papel da Escola	/ Conteúdos	/Métodos/	Professor x  a...
tendências pedagógicas, (Papel da Escola / Conteúdos /Métodos/ Professor x a...
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social A+pedagogia+critico+social
A+pedagogia+critico+social
 
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)
Pedagogia crítico social dos conteúdos (final)
 
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteAula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Didática: A Instrumentalização do Professor.
Didática: A Instrumentalização do Professor.Didática: A Instrumentalização do Professor.
Didática: A Instrumentalização do Professor.
 
Análise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências PedagógicasAnálise da Tendências Pedagógicas
Análise da Tendências Pedagógicas
 
Psic.hist.cultural e phc
Psic.hist.cultural e phcPsic.hist.cultural e phc
Psic.hist.cultural e phc
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Didatica - Trabalho Sâmia, Suzane e Monike
Didatica  - Trabalho Sâmia, Suzane e MonikeDidatica  - Trabalho Sâmia, Suzane e Monike
Didatica - Trabalho Sâmia, Suzane e Monike
 

Último

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 

Último (20)

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 

Avaliação Escolar para além do autoritarismo

  • 1. Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo Universidade Federal da Paraíba Campus IV – Litoral Norte Licenciatura em Ciência da computação
  • 2. Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo Jonnathan Finizola Robson Soares de Lima Disciplina: Avaliação da aprendizagem Professor: Joseval Miranda
  • 3. Abordagem da apresentação • Pedagogia tradicional. • Pedagogia renovada ou escanovista. • Pedagogia tecnicista. • Pedagogia libertadora. • Pedagogia libertária. • Pedagogia dos conteúdos socioculturais. 4. Autoridade x autoritarismo 2. Pedagogias hegemônicas 3. Domesticação x humanização 1. Introdução 5. A atual prática da avaliação educacional escolar 6. Conclusão
  • 4. Introdução 4 • A avaliação da aprendizagem e a avaliação educacional são meios e não fins entre si . • Elas não são aplicadas gratuitamente, estão a serviço de uma pedagogia(concepção teórica da educação). • Atualmente, elas são aplicadas de maneira ingênua e inconsciente sendo apenas considerada uma atividade neutra, sem está a serviço de um modelo teórico de sociedade e educação. • A prática escolar predominante hoje se realiza dentro de um modelo teórico de compreensão que pressupõe a educação como um mecanismo de conservação e reprodução da sociedade. • O autoritarismo entra como fator necessário para a garantia desse modelo social e consequentemente, a prática da avaliação se manifesta de forma autoritária.
  • 5. Pedagogias hegemônicas • As pedagogias hegemônicas se difundiram historicamente nos períodos subsequentes à Revolução Francesa e ainda estão a serviço desse modelo social . • A avaliação educacional em geral e a da aprendizagem em específico, contextualizadas dentro dessas pedagogias, estiveram e estão instrumentalizadas pelo mesmo entendimento teórico-prático da sociedade. • Simplificando, podemos dizer que o modelo liberal conservador da sociedade produziu três pedagogias diferentes, mas relacionadas entre si com o mesmo objetivo: conservar a sociedade na sua configuração e estão divididas em: • A pedagogia tradicional: centrada no intelecto e na transmissão de conteúdo. • Pedagogia renovada ou escolanovista: centrada nos sentimentos, na espontaneidade da produção do conhecimento. • Pedagogia tecnicista: centrada na prática dos meios técnicos de transmissão e apreensão dos conteúdos e no princípio do rendimento.
  • 6. Pedagogia tradicional • A tendência tradicional predomina predomina há quatro séculos e meio de existência da nação brasileira que sempre se caracterizou pelo intelectualismo. • A pedagogia tradicional preocupa-se como universalização do conhecimento. • Treinos intensivos, a memorização e a repetição são as formas pelas quais o professor, considerado detentor de todo o saber, transmite o conhecimento. • O aluno é quem toma uma postura passiva nesse modelo de pedagogia, pois ele é considerado uma folha em branco que gradativamente vai ser preenchida com os conteúdos transmitidos pelo professor. • A aprendizagem se torna artificial, seguindo a filosofia: “memorizar e reproduzir do mesmo jeito para ganhar nota”. • A avaliação é centrada no produto odo trabalho. Imagem 1. Escola não é lugar dessas coisas.
  • 7. Pedagogia renovada ou escanovista • A pedagogia renovada é também conhecida como Pedagogia Nova, Escolanovista ou Escola Nova. • A necessidade de democratizar a sociedade fez com que o movimento da escola nova acontecesse paralelamente a pedagogia tradicional nas urgente de reformas educacionais. • Seu principal objetivo é o desenvolvimento da criatividade. • Procura desenvolver a inteligência, priorizando o sujeito, considerando-o inserido numa situação social • Porém na tentativa da busca exagerada da criatividade do aluno, muitos professores desviam-se da real proposta da Escola Nova. • O professor atua como facilitador. • Atenção ao método na combate ao diretivismo, à qualidade e não a quantidade, ao processo e não ao produto. Imagem 2. Valorização do saber do aluno.
  • 8. Pedagogia tecnicista • Surge nos Estados Unidos na segunda metade do século XX e chega ao Brasil entre as décadas de 60 e 70, inspiradas nas teorias behavioristas da aprendizagem. • Tinha o objetivo de moldar a sociedade à demanda industrial e tecnológica da época. • Encontrava-se de acordo com o modelo capitalista, fazendo-o parte de sua engrenagem proporcionando, dentro desse sistema, formar “indivíduos competentes para o mercado de trabalho. • O professor não era valorizado assim como o aluno não era, mas, sim, a tecnologia, a indústria e o capital. • O professor torna-se o especialista, responsável por “passar” ao aluno verdades científicas e incontestáveis. • Essa proposta foi utilizada durante o regime militar do país, onde era necessário qualificar tecnicamente pessoas para as indústrias. Imagem 3. Aprendizado técnico.
  • 9. Pedagogia tecnicista • Nesse modelo temos o formato behaviorista de ensino onde eram utilizados estímulos, reforços negativos e positivos para se obter a resposta desejada. • O comportamento do sujeito era moldado e também era controlada sua conduta individual. • Era ensinado apenas o necessário para que os indivíduos pudessem atuar de maneira prática em suas atividades. • Os conteúdos estavam embasados na objetividade do conhecimento e os métodos eram programados passo-a-passo com uso de livros didáticos. • O diálogo entre professor e aluno era apenas técnico, com o intuito de transmitir o conhecimento de maneira eficaz. • A avaliação estava pautada na verificação formal, analisando a realização dos objetivos propostos. • Esse tipo de pedagogia ainda é utilizado nos dias de hoje. Imagem 3. Aprendizado técnico.
  • 10. Pedagogia libertadora Imagem 4. Paulo Freire e a organização política dos alunos. Possui como foco nos estudos de Paulo Freire pela emancipação das classes populares através da conscientização cultural e política fora dos muros da escola; por isso mesmo, destinada fundamentalmente à educação de adultos.
  • 11. Pedagogia libertadora Imagem 4. Paulo Freire e a organização política dos alunos. • Nesse modelo, o homem cria a cultura na medida em que, integrando–se na condições de seu contexto de vida, reflete sobre ela e dá respostas aos desafios que são encontrados. • Também conhecida como Pedagogia do Oprimido: fazer da opressão e suas causas o objetivo de sua reflexão. • Abordagem interacionista.
  • 12. 12 Pedagogia libertadora Imagem 4. Paulo Freire e a organização política dos alunos. • Alunos e professor dialogam em condições de igualdade, desafiados por situações-problemas que devem compreender e solucionar; libertação de opressões, identidade cultural de aluno; estética do cotidiano; educação artística abrange aspectos contextualistas. • Auto avaliação ou avaliação mútua. • O conhecimento é construído através da interação entre professores e alunos.
  • 13. 13 Pedagogia libertária Imagem 5. Educando e sua auto gestão. A pedagogia libertária espera que a escola exerça uma transformação na personalidade dos alunos, num sentido libertário e autogestionário em que ela o institui, com base na participação dos grupos, mecanismos institucionais de mudança, através de assembleias, conselhos, eleições, reuniões e associações.
  • 14. 14 Pedagogia dos conteúdos socioculturais Imagem 4. Professor Dermeval Saviani. Representada pelo grupo do professor Dermeval Saviani, centrada na ideia de igualdade, de oportunidade para todos no processo de educação e compreensão de que a prática educacional se faz pela transmissão e assimilação dos conteúdos de conhecimentos sistematizados pela humanidade e na aquisição de habilidades de assimilação e transformação desses conteúdos.
  • 15. Domesticação X Humanização • Pedagogia libertadora • Pedagogia libertária • Pedagogia sociocultural • Pedagogia tradicional • Pedagogia renovada ou escolanovista • Pedagogia tecnicista • De um lado, as pedagogias que pretendem a conservação da sociedade e, por isso, propõem um adaptação e o enquadramento dos educandos no modelo social e, de outro, as pedagogias que pretendem oferecer ao educando meios pelos quais possa ser sujeito desse processo e não objeto de ajustamento. • Esses dois grupos de pedagogias, circunstâncializados pelos dois modelos sociais, exigem duas práticas diferentes de avaliação: • A prática da avaliação dentro do modelo liberal conservador terá de ser obrigatoriamente autoritária. • A prática da avaliação nas pedagogias preocupadas com a transformação social deverá está atenta a modos de superação dos autoritarismo e ao estabelecimento da autonomia do educando.
  • 16. Autoridade X Autoritarismo Video 1. Ivanilde Moreira é Pós-graduada em Docência Universitária. Mestre em Linguística Aplicada (Unicamp).
  • 17. A atual prática da avaliação educacional escolar • A avaliação, de maneira geral, pode ser caracterizada como forma de ajuizamento da qualidade do objeto avaliado. • (Luckesi, 1978) “define a avaliação como um julgamento de valor sobre manifestações relevantes da realidade, tendo em vista uma tomada de decisão”. • Em primeiro lugar ela é juízo de valor o que significa uma afirmação qualitativa sobre o dado objeto a partir de critérios pré-estabelecidos; • Em segundo lugar, esse julgamento se faz com base nos caracteres relevantes da realidade (do objeto da avaliação); • Em terceiro lugar, a avaliação conduz a uma tomada de decisão (quando se trata de um processo, como é o caso da aprendizagem). • A avaliação com função classificatória constitui e um instrumento instrumento estático e frenador no processo de crescimento. • A avaliação com função diagnóstica será o momento dialético de senso, onde pode ser encontrado meios para direcionar o indivíduo ao crescimento.
  • 18. Conclusão 18 • Um educador que se preocupe com que a sua prática educacional esteja voltada para a transformação não poderá agir inconsciente e irrefletidamente. • Cada passo de sua ação deverá está marcado por uma decisão clara e explícita do que está fazendo e para onde possivelmente está caminhando os resultados de sua ação. • A avaliação nesse contexto não poderá ser uma ação mecânica, ao contrário, terá de ser uma atividade racionalmente definida dentro de um encaminhamento político e decisório a favor da competência de todos para a participação democrática da vida social.
  • 19. Referências 19 • http://www.cedap.assis.unesp.br/cantolibertario/textos/0145.html. Acessado em 01 de julho de 2014. • LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação Educacional Escolar: para além do autoritarismo. In: LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições.22.Ed. São Paulo: Cortez, 2011, p.61-65. • Video 1. Ivanilde Moreira. Autoridade x autoritarismo(2012). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=OVawHECyEtM. Acesso em: 29 de junho de 2014.